AÇÃO EDUCATIVA EM SAÚDE: Hepatite - Informação e prevenção na busca da qualidade de vida

No documento PRÁTICAS EDUCATIVAS EM SAÚDE: ROTEIROS DIDÁTICOS (páginas 80-83)

AUTOR: Elaine Cristina Siqueira

E-MAIL: elaine.siqueira01@etec.sp.gov.br Etec Prof. Armando José Farinazzo

Tempo estimado: 03 aulas

Objetivo da Ação Educativa

 Apresentar o tema ao corpo docente e discente sobre a importância da pre-venção das Hepatites Virais;

 Elaborar materiais informativos, sendo ilustrados e fundamentados por meio de embasamentos teóricos e científi cos;

 Incentivar e propiciar a educação de tema abrangente em saúde pública;

 Estimular e a propagação de temas de saúde no ambiente escolar.

Introdução

As hepatites virais são doenças provocadas por diferentes agentes etiológicos, com tro-pismo primário pelo fígado, que apresentam características epidemiológicas, clínicas e laboratoriais distintas. A distribuição das hepatites virais é universal, sendo que a mag-nitude varia de região para região, de acordo com os diferentes agentes etiológicos. No Brasil, esta variação também ocorre. As hepatites virais têm grande representatividade para a saúde pública e para o indivíduo, devido ao número de indivíduos atingidos e pela possibilidade de complicações das formas agudas e crônicas.

As causas são infecções por meio de vírus, também incluso o abuso de álcool e de alguns medicamentos, drogas, doenças hereditárias e juntamente as autoimunes. A hepatite classifi ca-se como aguda e crônica.

Para a Secretaria de Vigilância em Saúde (2009) a hepatite crônica é uma inflamação do fígado por um período superior a seis meses do contágio. As hepatites virais agudas são classifi cadas como hepatite A, hepatite B, hepatite C, hepatite D, hepatite E, hepatite F, sendo as mais habituais.

Na maior parte das vezes, a doença apresenta sinais assintomáticos ou com poucos sinto-mas e em alguns casos só é diagnosticada por meio de exames de rotina.

Conforme descreve Fundação Nacional de Saúde (2002) as hepatites podem ter causas diversifi cadas, tais como vírus, bactérias, substâncias tóxicas como o álcool, defi ciências no sistema imunológico, excesso de medicamentos, drogas, doenças hereditárias e tam-bém por mecanismos não conhecidos.

Problematização inicial

A hepatite é uma doença que compromete muito o fígado, hoje há remédios com efi cácia elevada e até mesmo ajudando em seu controle. A partir de exames específi cos e de ima-gens, que o médico direcionará o tratamento adequado. Mediante as complicações decor-rente a ação do vírus no fígado, há documentos e protocolos que determinam os critérios de diagnóstico e agravamentos. Há vários tipos de hepatites e suas particularidades; os meios de contágios são variados; os tratamentos e vacina adotada atualmente; agressão do vírus no organismo e comprometimento em demais sistema. Por fi m a importância da informação e prevenção da hepatite, por meio de ações junto a unidade escolar, grupo familiar e comunidade com propagação da conscientização, estima-se à elevada melhoria da qualidade de vida, convivência saudável e responsável.

Como organizar a Atividade Prática

1º Etapa: A princípio os alunos terão uma síntese sobre hepatite, sintomas, transmissão e danos no corpo humano. Em sequência os alunos devem ser organizados em equipes entre quatro a cinco integrantes, selecionar a temática a ser pesquisa, organizadas entre os tipos de hepatite (A, B, C, D, E e F). Serão conduzidos ao laboratório de informática e orientados quanto a realização da pesquisa em sites indicados, posteriormente farão a elaboração do relatório e o seminário.

2º Etapa: Com o término as etapas, as equipes farão a apresentação e debate juntamente com a entrega do relatório, para assim, efetuar o fechamento da base trabalhada e possí-veis melhorias na contextualização.

3º Etapa: Apresentação dos dados e resultados em forma de palestra a todos os discentes, incentivando a prevenção e propagação de informações a núcleo familiar e a sociedade.

Possiblidade de Avaliação

Observação e acompanhamento dos alunos durante a elaboração dos temas;

Anotações e registro da participação, interesse, colaboração e organização e Participação dos alunos no debate;

Apresentação dos Resultados Critérios:

 Clareza nas ideias, pertinência de conceitos e informações.

 Argumentação na apresentação escrita e oral. Quanto a apresentação do re-latório, serão observados conhecimento do assunto, contextualizações, se-gurança e escrita formal e;

 Domínio oral e colaborativa na apresentação do seminário junto a unidade escolar.

Pesquisa e seleção de fontes de informação, em diferentes formas e suportes

BRASIL. Fundação Nacional de Saúde. Guia de vigilância epidemiológica / Fundação Nacional de Saúde.

5. ed. Brasília: FUNASA, 2002. Disponível em: < https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/funasa/

guia_vig_epi_vol_l.pdf>. Acesso em: jun. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Hepatite: causas, sintomas, diagnósticos, prevenção e tratamento. 2013.

Disponível em: <https://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/hepatite>. Acesso em: jun. 2020.BRASIL. Mi-nistério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde.

Departamento de Vigilância Epidemiológica. A, B, C, D, E de hepatites para comunicadores / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Vigilância Epidemiológica. – Brasília: Mi-nistério da Saúde, 2005. 24 p. – (Série F. Comunicação e Educação em Saúde). Disponível em: <https://

bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/hepatites_abcde.pdf>. Acesso em: jun. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica.

Guia de vigilância epidemiológica / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Vigilância Epidemiológica. – 7. ed. – Brasília: Ministério da Saúde, 2009. Disponível em: <https://bvsms.saude.

gov.br/bvs/publicacoes/guia_vigilancia_epidemiologica_7ed.pdf>. Acesso em: jun. 2020.

Atividade Experimental: Hepatites Virais

A atividade permeia sobre a conscientização e prevenção das Hepatites Virais a unidade escolar

Descrição da Atividade Objetivos:

Desenvolver ações diretas relacionadas a prevenção e tratamento de Hepatites Virais.

Materiais:

Caderno para realizar as anotações pertinentes as pesquisas sobre as diversas hepatites virais.

Palestra ações de prevenção e tratamento de hepatites virais.

Teste rápido para hepatite.

Procedimentos:

Realizar pesquisa sobre as particularidades, como sinais, sintomas e comprometimentos da doença.

Registrar no caderno o levantamento histórico e estatísticos das hepatites.

Elencar os possíveis meios de contágio e evolução da doença.

Registrar as condutas preventivas mais adotadas e tratamentos.

Elaborar uma palestra sobre as Hepatites Virais e a importância de realizar o teste rápido.

Convidar um profi ssional da saúde de Doenças Infectocontagiosas para participar da pa-lestra com o intuito de descrever a rotina de pacientes com hepatites, demonstrar e des-crever sobre a importância do teste rápido.

ROTEIRO DE AÇÃO EDUCATIVA: Saúde Humana

AÇÃO EDUCATIVA EM SAÚDE: TIPOS DE FERIDAS E

No documento PRÁTICAS EDUCATIVAS EM SAÚDE: ROTEIROS DIDÁTICOS (páginas 80-83)

Outline

Documentos relacionados