BACHARELADO EM ENGENHARIA ELÉTRICA

No documento RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA PUC GOIÁS ANO DE REFERÊNCIA 2018 (páginas 66-71)

AÇÕES DE MELHORIA DECORRENTES DOS PROCESSOS AVALIATIVOS

H) BACHARELADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

I) BACHARELADO EM ENGENHARIA ELÉTRICA

POTENCIALIDADES

• A PUC Goiás é considerada uma boa Instituição de Ensino Superior, em função da qualidade da infraestrutura e dos professores, por ter

67 reconhecimento no mercado de trabalho e pela possibilidade de bolsa de estudo;

• Em termos gerais, avaliam o curso positivamente e consideram que estão tendo uma boa formação geral e humana;

• A avaliação da gestão do curso pelos estudantes considera satisfatória. A maioria dos alunos disse conhecer o Diretor, ele é professor no curso e facilita o contato com ele;

• Todos os alunos conhecem o Coordenador de Curso e dizem que ele é acessível e próximo;

• O atendimento da secretaria foi considerado satisfatório. As informações são prestadas adequadamente;

• Todos os estudantes informam conhecer a Matriz Curricular do curso e sabem que está acontecendo uma reformulação da matriz visando melhorar a formação acadêmica para facilitar a inserção e o desempenho no mercado de trabalho;

• Os professores esclarecem sobre o perfil do profissional da área;

• Os conteúdos trabalhados nas disciplinas colaboram para formar um bom perfil de egresso;

• As avaliações são corrigidas e devolvidas aos alunos;

• Há boa articulação entre Teoria e Prática no curso;

• A orientação e acompanhamento do Estágio são realizados satisfatoriamente;

• O TCC está bem orientado e os estudantes reconhecem sua importância para a formação científica;

• Há incentivo à pesquisa, inclusive alguns professores fazem com que o estudante pesquise mais informações;

• A AED é coerente com o conteúdo das disciplinas;

• Sobre a Biblioteca é considerada boa quanto ao atendimento e horário de funcionamento, os livros descritos no plano de ensino estão disponíveis no acervo.

FRAGILIDADES

• O Projeto Pedagógico do Curso não é do conhecimento de todos os estudantes em sua integralidade;

68

• Falta discussão das questões de prova em sala de aula, após a devolução.

• A AI melhorou o seu conteúdo nos últimos anos, mas os professores não fazem discussão das questões da prova;

• As metodologias nem sempre são participativas, o modelo tradicional com quadro, pincel/giz e slides ainda prevalece;

• Em alguns casos, as AED são muito extensas e desmotiva o aluno;

• Ao serem questionados sobre o comprometimento dos professores disseram que os professores que não são da Engenharia têm dificuldade de contextualizar os conteúdos com prática profissional em Engenharia Elétrica e isso acaba dificultando o entendimento;

• Os Laboratórios Especializados não são considerados bons, tem muitos equipamentos e materiais que já estão defasados e sucateados. A atividade em laboratório é realizada pelo professor e não pelo estudante.

AÇÕES DE MELHORIA DECORRENTES DOS PROCESSOS AVALIATIVOS

• As demandas apresentadas pelos estudantes foram, devidamente, socializadas com o NDE do curso para subsidiar o planejamento didático-pedagógico;

• No Programa de Formação Continuada dos professores foi abordado temáticas relativas às metodologias participativas a fim de qualificar os professores para implementar essas metodologias no cotidiano da sala de aula;

• Os professores foram orientados para melhorar as AED, de forma a atender ao proposto.

PROPOSTAS DE MELHORIAS

• Promover a meta-avaliação do curso;

• Solicitar providências quanto à manutenção da infraestrutura destinada ao curso;

• Orientar os professores quanto à importância de apresentar um feedback da prova, a fim de aperfeiçoar os processos avaliativos na perspectiva formativa.

69 J) BACHARELADO EM FARMÁCIA

POTENCIALIDADES

• A PUC Goiás é considerada a melhor Instituição de Ensino Superior do Estado de Goiás, possui boa infraestrutura, disponibiliza programas de Internacionalização e é reconhecida pelo mercado de trabalho;

• O Coordenador de curso foi avaliado positivamente pelos estudantes, por ser atencioso e sempre atento ao atendimento das demandas dos estudantes; e por ter bom relacionamento com os professores;

• Os estudantes têm conhecimento e acesso à matriz curricular do curso;

• No que se refere ao perfil do egresso, os estudantes informaram que em algumas disciplinas do primeiro período é discutido o perfil do farmacêutico;

• As metodologias de ensino, na sua grande maioria, são participativas;

• Destacam o compromisso de professores com a formação profissional e com o curso;

• As atividades avaliativas são corrigidas e devolvidas;

• A AI é reconhecida enquanto uma avaliação interdisciplinar e consideram pertinente avaliar os conhecimentos gerais. Reclamam avaliar conteúdos que não tenham sido estudados;

• Os alunos que estão cursando TCC consideram a orientação satisfatória;

• A AED é coerente com o conteúdo das disciplinas;

• Os Laboratórios Especializados são considerados bons;

• O atendimento e o horário são excelentes na opinião dos alunos.

FRAGILIDADES

• Os estudantes informam não conhecer o Diretor da Escola;

• O atendimento da secretaria é considerado insatisfatório. Os estudantes reclamam o fato de apenas 1 atendente e da falta informações precisas;

• Sobre o Projeto Pedagógico do Curso os alunos dizem não conhecer e não saber do que se trata;

• As disciplinas optativas na verdade, são obrigatórias, pois não são oferecidas opções para escolha;

70

• Os conteúdos de algumas disciplinas são considerados insuficientes para formação profissional. Destacam a disciplina Farmacologia que deveria ser mais extensa;

• Poucos professores se empenham em desenvolver a disciplina por meio do ensino com pesquisa;

• Os estudantes destacam a necessidade de melhor articulação entre teoria e prática ao longo do processo formativo. Ressaltam que deveria haver mais aulas práticas, as quais ficam concentradas nos últimos períodos e acontecem principalmente nas disciplinas de Estágio;

• Alguns professores apresentam desempenho insatisfatório – apenas leem os slides e não disponibilizam os materiais de estudo;

• Os estudantes reclamam o fato de alguns professores que atuam no curso não serem Farmacêuticos e sim Biomédicos;

• As provas, em sua maioria, não são comentadas pelos professores após a entrega;

• Os estudantes reclamam de uma avaliação semanal chamada de Atividade Integradora (AI). É uma prova objetiva composta de doze questões e possui o valor de quatro pontos. O desempenho dos estudantes é, na média, de 50%

de aproveitamento. Sugerem diminuir o peso dessa nota;

• Com relação ao estágio, os alunos reclamam que não são repassados a eles as informações adequadas sobre as atividades a serem desenvolvidas no estágio;

• A infraestrutura de salas de aula é avaliada insatisfatoriamente, por ter problemas com data show, falta de ar condicionado e ventiladores estragados ou muito barulhentos;

• Os estudantes reclamam da falta de manutenção adequada nos Laboratórios Especializados;

• Os estudantes reclamam do acervo da biblioteca quanto à atualização dos títulos;

Os estudantes reclamam por mais segurança nos espaços do Campus.

71 AÇÕES DE MELHORIA DECORRENTES DOS PROCESSOS AVALIATIVOS

• O relatório da avaliação foi apresentado ao NDE para ciências das demandas os estudantes e elaboração de um plano de melhorias para o curso;

• A solicitação de manutenção da infraestrutura será encaminhada para os responsáveis para as providências devidas.

PROPOSTAS DE MELHORIAS

• A Atividade Integradora será revista quanto à elaboração e conteúdo;

• As orientações de Estágio serão apresentadas previamente para os estudantes;

• As sugestões quanto à proposta curricular adotada pelo curso serão analisadas pelo NDE.

No documento RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA PUC GOIÁS ANO DE REFERÊNCIA 2018 (páginas 66-71)