CALIBRAÇÃO DE TEMPRATURA (uso técnico apenas)

No documento MEDIDOR PROFISSIONAL PARA PH EM SOLO MANUAL DE INSTRUÇÕES HI98168 (páginas 45-52)

• Aperte a tecla CFM para confirmar.

• O segundo ponto de calibração esperado é mostrado.

• Mergulhe a sonda de pH, incluindo o sensor de temperatura, no segundo recipiente o mais próxi-mo possível do termômetro de referência. Permita alguns segundos para a sonda estabilizar.

• Use / para determinar o valor do ponto de calibração da água quente.

• Quando a leitura estiver estável e dentro da faixa do ponto de calibração selecionado, a tecla CFM será mostrada.

• Aperte CFM para confirmar. O instrumento voltará para o modo de medição.

Nota: Use / para mudar o ponto de calibração se necessário (± 10.0 °C). Se a leitura não e stiver dentro da faixa do ponto de calibração selecionado, a mensagem “Errado” piscará na tela.

Troque a sonda de pH, incluindo o sensor de temperatura, e reinicia a calibração.

INTERFACE PARA PC

RNG Equivale a tecla RANGE MOD Equivale a tecla MODE CAL Equivale a tecla CAL

UPC Equivale a tecla de seta para cima DWC Equivale a tecla de seta para baixo RCL Equivale a tecla RCL

SET Equivale a tecla SETUP

A transmissão de dados do instrumento para o PC pode ser feita com o software compatível com Windows® HI92000 (opcional). A aplicação HI92000 também oferece representação gráfica e ajuda on-line. Dados podem ser exportados para os programas de planilhas mais populares para análises posteriores.

Para conectar seu instrumento a um PC, use um cabo USB. Tenha certeza de que seu instrumento está desligado e conecte o cabo ao encaixe USB do instrumento e a porta USB do seu PC.

Nota: Se não estiver usando o software HI92000 da Hanna, por favor siga as instruções a seguir.

ENVIANDO COMANDOS PELO COMPUTADOR

Também é possível controlar remotamente o instrumento com qualquer programa terminal. Use um cabo USB para conectar o instrumento a um computador, inicie o programa terminal e configure as opções de comunicação a seguir: 8, N, 1, no flow control (sem controle de fluxo).

TIPOS DE COMANDO

Para mandar um comando para o instrumento siga o esquema a seguir:

<command prefix> <command> <CR>

Onde: <command prefix> são os 16 caracteres ASCII

<command> é o código de comando

Nota: Podem ser usadas tanto letras maiúsculas quanto minúsculas.

COMANDOS SIMPLES

KF1 Equivale a tecla funcional 1 KF2 Equivale a tecla funcional 2 KF3 Equivale a tecla funcional 3

INTERFACE PARA PC

OFF Equivale a tecla OFF

CHR xx Mude a faixa do instrumento de acordo com o valor do parâmetro (xx):

• xx=faixa de 00 pH/ resolução de 0.001

• xx= faixa de 01 pH/ resolução de 0.01

• xx= faixa de 02 pH/ resolução de 0.1

• xx= faixa de 03 mV O instrumento responderá a esses comandos com:

<STX> <answer> <ETX>

onde: <STX> é o código de 02 caracteres ASCII (início do texto)

<ETX> é o código de 03 caracteres ASCII (fim do texto)

<answer>:

<ACK> é o código de 06 caracteres ASCII (comando reconhecido)

<NAK> é o código de 21 caracteres ASCII (comando não reconhecido)

<CAN> é o código de 24 caracteres ASCII (comando corrompido) COMANDOS QUE REQUEREM UMA RESPOSTA

O instrumento responderá a estes comandos com:

<STX> <answer> <checksum> <ETX>

Onde a checksum é a soma de bytes que o fio de resposta enviou como 2 caracteres ASCII.

Todas as mensagens de resposta são com caracteres ASCII.

RAS Faz com que o instrumento mande um conjunto completo de leituras de acordo com a faixa atual:

• Leituras de pH, temperatura e mV na faixa de pH.

O fio de resposta contém:

• Modo do medidor (2 caracteres):

• 00 – faixa de pH (0.001 de resolução)

• 01 – faixa de pH (0.01 de resolução)

• 02 – faixa de pH (0.1 de resolução)

• 03 – faixa de mV

• Status do medidor (2 caracteres de bytes de status): representa uma codificação hexadecimal de 8 bits.

• 0x10 – sonda de temperatura está conectada

• 0x01 – novos dados GLP disponíveis

• 0x02 – novo parâmetro de SETUP

• 0x04 – fora da faixa de calibração

• 0x08 – o medidor está no modo de ponto AutoEnd

INTERFACE PARA PC

PAR Pede as configurações de setup dos parâmetros.

O fio de resposta contém:

• ID do instrumento (4 caracteres)

• Alarme de expiração da calibração para o pH (2 caracteres)

• Informação de SETUP (2 caracteres): codificação hexadecimal de 8 bits.

• Status de leitura (2 caracteres): R – na faixa; O – acima da faixa; U – abai-xo da faixa. Primeiro caractere corresponde a leitura primaria. Segundo caracte-re corcaracte-responde a leitura de mV.

• Leitura primaria (correspondente à faixa selecionada) – 11 caracteres ASCII, incluindo sinal, ponto decimal e expoente.

• Leitura segundaria (apenas quando a leitura primaria não é de mV) – 7 ca-racteres ASCII, incluindo sinal e ponto decimal.

• Leitura de temperatura – 7 caracteres ASCII, com sinal e ponto decimal, sempre em °C.

MDR Pede o código do firmware e o nome do modelo do instrumento (16 caracteres ASCII).

GLP Pede os registros de dados de calibração.

O fio de resposta contém:

• Status GLP (1 caractere): representa uma codificação hexadecimal de 4 bits.

• 0x01 – calibração de pH disponível.

• Dados de calibração de pH (se disponível), que contêm:

• O número de buffers calibrados (1 caractere)

• A compensação, com sinal e ponto decimal (7 caracteres) • A média das inclinações, com sinal e ponto decimal (7 caracteres) • O tempo de calibração, yymmddhhmmss (12 caracteres) • Informações dos buffers (para cada um)

• Valor do buffer, com sinal, ponto decimal e expoente (11 caracteres).

• Tempo de calibração, yymmddhhmmss (12 caracteres)

• Condição do eletrodo, com sinal (3 caracteres). O código “-01” significa não calculado.

• Tempo de desligamento automático da luz de fundo (3 caracteres)

• Tempo de desligamento automático (3 caracteres)

• O número de buffers personalizados (1 caractere)

• Os valores dos buffers personalizados, com sinal e ponto decimal, para cada buffer personalizado definido (7 caracteres)

• A abreviação do idioma selecionado (3 caracteres) NSLx Pede o número de amostras armazenadas (4 caracteres).

O parâmetro de comando (1 caractere):

• P – pede a faixa de pH

LODPxxx Pede o xxx° dado de pH registrado LODPALL Pede todos os registros sob demanda de pH.

O fio de resposta para cada registro contém:

• Modo de registro (2 caracteres):

• 00 – faixa de pH (0.001 de resolução)

• 01 – faixa de pH (0.01 de resolução)

• 02 – faixa de pH (0.1 de resolução)

• 03 – faixa de mV

• Status de leitura (1 caractere): R, O, U

• Leitura calculada, com sinal, ponto decimal e expoente (11 caracteres) – para pH

• Leitura de temperatura, com sinal e dois pontos decimais (7 caracteres)

• Status de leitura mV (1 caractere): R, O,U

• A leitura de mV, com sinal e ponto decimal (7 caracteres)

• O tempo de registro, yymmddhhmmss (12 caracteres)

• A inclinação de calibração, com sinal e ponto decimal (7 caracteres)

• A compensação de calibração, com sinal e ponto decimal (7 caracteres)

• Presença da sonda de temperatura (1 caractere)

INTERFACE PARA PC

Notas: “Err8” é enviado se o instrumento não estiver no modo de medição.

“Err6” é enviado se a faixa requerida não estiver disponível.

“Err4” é enviado se o conjunto de parâmetros requerido não estiver disponível.

“Err3” é enviado se o Registro sob demanda estiver vazio.

“Err9” é enviado se a energia de bateria é menor do que 30%.

Comandos inválidos serão ignorados.

Para substituir as pilhas, siga os próximos passos:

• Desligue o instrumento.

• Remova os 4 parafusos da parte de trás do instrumento para abrir o compartimento de bateria.

• Retire as pilhas antigas.

• Coloque 4 novas pilhas AA 1.5V no compartimento, prestando atenção à polaridade correta.

• Feche o compartimento usando os 4 parafusos.

Se a capacidade da bateria for menor do que 20%, a comunicação serial e a função de luz de fundo não estarão disponíveis.

TROCA DE BATERIAS

HI98168

A resistência dos eletrodos de vidro depende parcialmente da temperatura. Quanto mais baixa a temperatura, maior será a resistência. É necessário mais tempo para a leitura se estabilizar se a re-sistência estiver mais alta. Além disso, o tempo de resposta sofrerá em maior grau em temperaturas abaixo de 25°C (77°C).

Já que a resistência do eletrodo do pH é na faixa de 50 – 200 MΩ, a corrente através da membrana está na faixa de pico Ampere. Grandes correntes podem perturbar a calibração do eletrodo por muitas horas. Por essas razões, ambientes com alta umidade, curtos-circuitos e descargas estáticas são preju-diciais para uma leitura de pH estável.

A vida do eletrodo de pH também depende da temperatura. Se usado constantemente em altas tem-peratura, a vida do eletrodo será reduzida drasticamente.

Vida Típica do Eletrodo

Temperatura Ambiente 1 – 3 anos 90°C (194°F) menos de 4 meses 120°C (248°F) menos de 1 mês Erro Alcalino

Altas concentrações de íons de sódio interferem nas leituras de soluções alcalinas. O pH no qual a inter-ferência começa a ser significante depende da composição do vidro. Esta interinter-ferência é chamada de erro alcalino e faz com que o pH seja subestimado. As formulações de vidro da Hanna Instruments tem as características indicadas.

CORRELAÇÃO DE TEMPERATURA PARA VIDRO SENSÍVEL A pH

No documento MEDIDOR PROFISSIONAL PARA PH EM SOLO MANUAL DE INSTRUÇÕES HI98168 (páginas 45-52)