Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão de Olhalvo

No documento RELATÓRIO DE ATIVIDADES Página 0 de 69 (páginas 55-62)

Como grandes destaques, neste ano temos a vacinação de utentes e de recursos humanos contra a COVID19, a visita de acompanhamento por parte do Instituto de Segurança Social (ISS) e a nova legislação, a Portaria 70/2021, de 26 de março. Esta nova portaria regulamenta as condições gerais do edificado, os termos e as condições técnicas de instalação e de organização, funcionamento e instalação a que deve obedecer a resposta social do Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão, revogando a portaria n.º 432/2006 de 3 de maio e o despacho n.º 52/SESS/90 de 16 de julho.

A nova portaria procede à revisão e adequação do quadro normativo existente, concentrando assim a legislação dispersa. Este novo quadro normativo, perspetiva que as atividades ocupacionais são um fim em si mesmo e um meio de capacitação para a inclusão. A ocupação deve ser um processo e instrumento de capacitação, formação e autonomia.

Ao longo deste ano, continuámos a intervir tendo em conta o quadro pandémico e evolutivo da COVID19 no nosso país e no nosso concelho e as respetivas fases de desconfinamento.

55 Resultados e Análise dos Objetivos

OBJETIVOS GERAIS OBJETIVOS

ESPECÍFICOS INDICADORES META PREVISTA

Garantir a qualidade dos serviços prestados na resposta social

Assegurar a satisfação do cliente/família

N.º de rescisões de contrato por

insatisfação ≤ 1

2 0%

Registam-se 2 rescisões de contrato, ambas por ausência prolongada devido à COVID19.

A registar também duas transferências para o CACI Azb,

devido à integração em Lar Residencial.

Nº de reclamações e

sugestões

≤ 2 0 100%

Não existe registo de reclamações nem sugestões, no entanto existe descontentamento em relação à atual legislação que regulamenta as Comparticipações Familiares

Promover a inclusão social, fortalecendo a relação de proximidade

com a comunidade e parceiros

Criar oportunidades de divulgar e dinamizar as atividades da resposta

social

Número de ações ≥ 2 4 100%

Participação no Banco Farmacêutico, participação no

concurso de presépios do Municipio de Alenquer, Campanha

do Pirilampo Mágico e Venda de Natal 2021.

Criar oportunidades de participação e interação social dos clientes em eventos promovidos pela

Tendo em conta o quadro pandémico não foi possível

participar em eventos na comunidade. No entanto foram realizadas 2 saídas, com todos as medidas de prevenção, ao baloiço

das Surraipas e à Serra do Montejunto.

Promover as boas relações entre instituição e famílias

Nº de eventos envolvendo clientes, famílias

e RH ≥ 1

1 100%

Devido ao quadro pandémico não foram desenvolvidos eventos presenciais com as famílias, no entanto foi partilhado em fotos e

vídeos (Festa de Natal).

Manter as parcerias ASU existentes

Número de

parcerias atuais ≥ 1 0 0%

A empresa com a qual mantínhamos uma parceria ASU

diminuiu a sua atividade e encontra-se numa situação de

possível encerramento

Assegurar uma prestação de serviços

individualizada

Corresponder às necessidades, expetativas e potenciais dos clientes

e suas famílias

Taxa de PDI

A taxa de cumprimento das sessões terapêuticas ficou condicionada pelo encerramento da RS, durante

2 meses devido à pandemia e ausências das terapeutas por isolamento profilático e/ou

assistência à família.

Das 1070 sessões previstas realizaram-se 868.

56

OBJETIVOS GERAIS

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

INDICADORES META PREVISTA

META ATINGIDA

ÍNDICE

CONCRETIZAÇÃO OBSERVAÇÕES

Assegurar uma expetativas e potenciais

dos clientes e suas famílias

A taxa alcançada deve-se ao encerramento do CACI devido

à pandemia COVID19

Garantir um planeamento adequado no âmbito

da intervenção e assegurar a imagem

de confiança da Resposta Social

Assegurar um adequado acompanhamento terapêutico e psicossocial

Taxa de acompanhamentos prestados de acordo com as necessidades

identificadas

≥ 100%

100% 100%

Todas as situações identificadas foram apoiadas, de acordo com as

medidas preventivas da pandemia Desenvolver um projeto

temático anual

Número de atividades

desenvolvidas ≥ 12

8 67% Projeto anual “Países do

Mundo”

Reforçar as condições para a melhoria dos

serviços prestados

Identificar pontos de intervenção no sentido de assegurar a melhoria

contínua dos serviços prestados

Taxa de implementação de

melhoria

≥ 50% 100% 100% 5 ações de melhoria

identificadas – 5 ações implementadas identificadas e os avisos de abertura de candidaturas disponíveis (ISS, INR,

BPI ou outros)

≥ 1 0 0%

Não foi apresentada nenhuma candidature em 2021.

No entanto, a candidature apresentada ao programa PARES

em 2020, foi indeferido.

Desenvolver ações de forma a reforçar a comunicação com os clientes, significativos

Foi realizada apenas uma videochamanda entre os

utentes dos CACI´s

Taxa de

57

OBJETIVOS GERAIS OBJETIVOS ESPECÍFICOS

INDICADORES META PREVISTA

Melhorar a articulação do serviço com os clientes, significativos e colaboradores

Desenvolver ações de forma a reforçar a comunicação com

os clientes,

Foram realizadas apenas duas reuniões de equipa técnica

Taxa de participação nos atendimentos

solicitados ao serviço

≥ 90% 100% 100%

Criar situações facilitadoras para a

participação dos colaboradores em ações de formação

Taxa de participação em ações de

formação ≥ 60% 100%

100%

Todas as ações de formação solicitadas pelos RH do CACI OL

foram autorizadas

Analisando a tabela anterior, é possível verificar que dos 20 indicadores que avaliam os objetivos definidos e de acordo com as metas estabelecidas, 14 encontram-se dentro ou acima da meta determinada e os restantes 6 encontram-se abaixo da meta proposta. Desses 6 indicadores que se encontram abaixo da meta definida, 4 encontram-se dentro do intervalo dos 0 aos 10% e os outros dois apresentam um índice de concretização de 67% e 88%.

Relativamente às metas não alcançadas, é possível aferir que se devem maioritariamente às condicionantes impostas pela situação pandémica, que restringiram as atividades e o tipo de atividade/ação/contexto de intervenção na área social e levaram ao encerramento das respostas sociais, durante um determinado período de tempo, nomeadamente:

1. A existência de duas rescisões de contrato, resultantes de ausências prolongadas devido à COVID19;

2. Os poucos contextos que possibilitaram a participação em eventos, de forma a criar oportunidades de participação e interação social dos clientes em eventos promovidos pela comunidade/parceiros;

3. A não continuidade da parceria com a empresa CIDI, no âmbito das Atividades Socialmente Uteis, que devido à situação pandémica mundial reduziu a sua produção, correndo até o risco de fechar definitivamente;

58 4. A taxa de cumprimento das atividades ocupacionais (de 88% e não de 90%) e o

desenvolvimento do tema anual (67% e não 100%) abaixo do proposto. Esta percentagem deve-se maioritariamente ao encerramento do CAO por um período de 10 semanas durante o ano de 2021 e ao cancelamento de algumas atividades devido à COVID19;

Realizando a média, verifica-se um índice de concretização de objetivos de 78%. Comparando com os dois anos anteriores, este encontra-se abaixo dos mesmos, contudo, considerando o contexto atual em que aconteceu, considera-se um índice positivo, tendo em conta todas as condicionantes vividas.

A destacar como pontos fracos deste ano de 2021:

✓ O novo confinamento / encerramento do CAO/CACI durante mais de dois meses no início do ano (de 23 de janeiro a 4 de abril) e durante uma semana no final do ano (26 a 31 de dezembro – semana de contenção);

✓ A fraca adesão das famílias/utentes às propostas da equipa técnica para o tempo de confinamento obrigatório em casa e a dificuldade de chegar às mesmas através dos meios de comunicação alternativos.

✓ A existência de duas rescisões de contrato de prestação de serviços, ambas devido a ausências prolongadas devido à COVID19 e por opção das famílias.

✓ A realização de apenas duas reuniões de equipa técnica neste ano, em vez das 4 previstas.

✓ A gestão ao nível dos Recursos Humanos, aquando das ausências por encerramento de estabelecimentos escolares e/ou isolamentos profiláticos, gera instabilidade e implica constantes reorganizações no serviço diário prestado.

✓ A não continuidade da parceria com a empresa CIDI Ibérica / CIDI Medical devido à fraca produção da empresa e das dificuldades pelas quais a mesma se encontra a passar, encontrando-se em risco de encerrar.

A destacar como pontos fortes neste ano de 2021:

✓ A capacidade de resposta da instituição perante a situação de pandemia, assegurando uma resposta ao nível do apoio psicossocial nas situações identificadas e sinalizadas como as mais urgentes (como por exemplo apoio alimentar pontual, continuidade da prestação de serviços na semana de contenção), mesmo em tempo de isolamento.

✓ A prestação de apoio domiciliário ao nível da higiene pessoal, levante, apoio na alimentação e administração terapêutica, nos casos identificados pela equipa técnica e famílias, aos utentes identificados.

59

✓ A vacinação contra a COVID19 dos utentes e recursos humanos do CACI.

✓ A regularização e atualização das comparticipações familiares dos utentes, de acordo com a legislação em vigor.

✓ A revisão e atualização do Regulamento Interno do CACI que entrou em vigor a 21/03/2021. Esta revisão vem no seguimento do cumprimento do plano de regularização resultante da última visita de acompanhamento do Instituto da Segurança Social. A salientar a atualização da legislação relativa ao cálculo das comparticipações familiares e o serviço de apoio médico disponível para os utentes.

✓ O funcionamento do CACI durante o mês de agosto, tendo-se optado por continuar a dar resposta aos utentes mesmo no período de férias.

✓ A realização da visita de acompanhamento por parte do Instituto da Segurança Social, no mês de agosto, e o respetivo relatório da visita, não tendo sido identificada nenhuma contraordenação, mas apenas sugestões de melhoria. A salientar a inspeção periódica por parte da ANEPC.

✓ A retoma das atividades aquáticas, no mês de novembro, após um longo período de interrupção devido à COVID19, nas instalações da instituição – tanque terapêutico, permitindo assim que uma das atividades/terapias mais benéficas para os utentes fossem novamente um dos serviços prestados no CACI Olhalvo.

Outros Aspetos Relevantes

A destacar na nova legislação a idade igual ou superior a 18 anos, a capacidade máxima de 60 pessoas por CACI, a organização por unidades funcionais, com capacidade máxima de 30 pessoas em cada uma, como áreas de intervenção o desenvolvimento de competências relacionais, pessoais e sociais; a promoção e desenvolvimento da qualidade de vida, da ocupação e da interação com o meio; a capacitação para a inclusão social e profissional. Como tipologia de atividades, apresenta cinco a desenvolver: 1. Atividades ocupacionais, 2.

Atividades terapêuticas, 3. Atividades de interação com o meio, 4. Atividades socialmente úteis e 5. Atividades de qualificação para a inclusão social e profissional. Define concretamente as competências da direção técnica e os rácios mínimos ao nível dos recursos humanos.

Estabelece um prazo de 24 meses para adequar o funcionamento das respostas sociais existentes à atual legislação (26 de março de 2023).

Neste ano registam-se duas situações de infeção por COVID19, uma de um utente e outra de um trabalhador, ambas de contágio em contexto familiar.

60 A ressaltar também a transferência de duas utentes para o CACI de Azambuja, com integração em Lar Residencial, respondendo assim às necessidades das famílias e a entrada de quatro novos utentes no CACI de Olhalvo.

À semelhança do ano anterior a gestão ao nível dos recursos humanos do CACI tem sido um desafio, devido aos atestados de incapacidade temporária para o trabalho, as assistências à família por encerramento dos estabelecimentos de ensino e os isolamentos profiláticos devido à COVID19.

O regresso da Campanha do Pirilampo Mágico foi um dos pontos altos do ano de 2021, tendo sido uma campanha de sucesso, com muita adesão por parte das famílias, recursos humanos e comunidade em geral.

Por último, salienta-se os donativos feitos por entidades desportivas e/ou recreativas e pessoas particulares, nomeadamente bens alimentares e uma máquina de lavar loiça para as instalações do CACI Olhalvo.

Ações de melhoria desenvolvidas e/ou a desenvolver

Ao longo deste ano foram identificadas cinco ações de melhoria a desenvolver, encontrando-se todas elas implementadas.

✓ Realização de melhoramentos no interior do edifício.

✓ Limpeza do espaço exterior.

✓ Aquisição de um mini projetor de imagens.

✓ Arranjo da viatura adaptada de 9 lugares (arranjo exterior e pintura).

✓ Aquisição de uma cama articulada para descanso de uma utente (não foi feita a aquisição do material, mas um empréstimo por tempo indefinido).

61

No documento RELATÓRIO DE ATIVIDADES Página 0 de 69 (páginas 55-62)