CAPÍTULO CAPÍTULO CAPÍTULO

17. DA GARANTIA DA EXECUÇÃO

Em garantia ao cumprimento do contrato, e antes da assinatura, a proponente vencedora deverá caucionar, junto à Seção de Tesouraria do SAMAE, a importância equivalente a 5%

(cinco por cento) de seu valor, podendo ser caução em dinheiro ou títulos da dívida pública, seguro-garantia ou fiança bancária (artigo 56, parágrafo 1º, da Lei Federal n.º 8.666/1993 e alterações), que deverá estar em vigor durante todo o período contratual.

17.1. A garantia prestada pela proponente vencedora será liberada ou restituída, mediante solicitação protocolada e encaminhada à Seção de Contadoria do SAMAE, após a execução do contrato.

17.2. A caução responderá automaticamente pelo inadimplemento das condições contratuais e por eventuais multas aplicadas, independentemente de outras cominações legais, quando for o caso.

17.3. A validade da garantia deverá abranger todo o prazo de vigência contratual.

17.4. A garantia, qualquer que seja a modalidade escolhida, assegurará o pagamento de:

I. prejuízos advindos do não cumprimento das obrigações contratuais;

II. prejuízos causados à autarquia decorrentes de culpa ou dolo, por parte do contratado, durante a execução contratual;

III. multas moratórias e punitivas aplicadas pela Administração à Contratada;

IV. obrigações trabalhistas e previdenciárias, de qualquer natureza, não adimplidas pela Contratada; e

V. prejuízos derivados de atos culposos, omissos ou comissivos, causados pela Contratada, ou seus prepostos, durante a execução contratual.

17.4.1. A modalidade seguro-garantia somente será aceita se contemplar todos os eventos indicados neste subitem.

17.4.2. No caso de alteração ou prorrogação da vigência contratual, a garantia deverá ser readequada ou renovada nas mesmas condições.

CAPÍTULO CAPÍTULO CAPÍTULO CAPÍTULO XV XV XVIII XV III III III

18. DO CONTRATO

Transcorrido o prazo recursal, nos termos do art. 109, da Lei Federal n.º 8.666/1993 e alterações, a proponente vencedora será convocada pelo SAMAE, por escrito, para, num prazo de 10 (dez) dias corridos, assinar o instrumento contratual.

18.1. A minuta do contrato é parte integrante do Edital e o acompanha em cumprimento ao art. 40, parágrafo 2º, inciso III, da Lei Federal n.º 8.666/1993 e alterações, cujo objetivo é informar à proponente os termos em que será firmada a contratação.

18.2. No caso de a proponente vencedora se recusar a assinar o contrato, no prazo referido anteriormente, o SAMAE convocará a proponente classificada em segundo lugar para a assinatura, em prazo idêntico e nas mesmas condições da primeira classificada, inclusive quanto aos preços. Caso a proponente classificada em segundo lugar não atenda à convocação, poderão ser convocadas, sucessivamente, as demais proponentes, na ordem de classificação ou poderá ser revogada a licitação.

18.3. A assinatura do Contrato será realizada na Assessoria Jurídica do SAMAE, na Rua Pinheiro Machado, n.º 1615, 4º andar, Caxias do Sul – RS, com imediato encaminhamento à publicação.

18.4. A execução do Contrato será objeto de acompanhamento, fiscalização e avaliação por parte do SAMAE, na pessoa dos servidores Yuri Sawada Ono e Andre Krumenauer da Silva, que serão responsáveis por comunicar as falhas porventura constatadas no cumprimento do contrato, assim como determinar as providências necessárias para a respectiva correção. A gestão do contrato competirá ao servidor Gerson Antônio Panarotto, Diretor da Divisão de Planejamento Integrado do SAMAE.

18.4.1. A fiscalização de que trata o subitem anterior será exercida no interesse do SAMAE.

18.4.2. A fiscalização realizada pelo SAMAE não exclui, nem reduz, a responsabilidade da proponente vencedora pela execução dos serviços.

18.4.3. Qualquer fiscalização exercida pelo SAMAE, feita em seu exclusivo interesse, não implica corresponsabilidade pela execução do contrato e não exime a proponente vencedora de suas obrigações e pela perfeita execução do objeto.

18.4.4. A fiscalização do SAMAE, em especial, terá o dever de verificar a qualidade dos objetos a serem entregues e dos serviços realizados, observando a garantia mínima estipulada, podendo exigir a sua substituição quando não atender os termos do que foi proposto e

contratado, sem que assista à proponente vencedora qualquer indenização pelos custos daí decorrentes.

18.4.5. Quaisquer exigências da fiscalização, inerentes ao objeto do Contrato, deverão ser prontamente atendidas pela proponente vencedora, sem qualquer ônus para o SAMAE.

18.4.6. Os trabalhos que vierem a ser impugnados pela fiscalização deverão ser refeitos, correndo todas as despesas por conta única e exclusiva da proponente vencedora.

18.5. Para a assinatura do Contrato, em atendimento aos incisos IV e VI, subitem 10.10, deste Edital, a proponente vencedora deverá apresentar qualquer um dos seguintes documentos, em cópia autenticada:

I. Ato Constitutivo e/ou Contrato Social Registrado, quando o profissional for sócio da empresa;

II. Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) ou ficha funcional;

III. Contrato de Prestação de Serviços, devidamente assinado pelo responsável técnico e pelo responsável legal da proponente.

18.6. A proponente terá prazo de 10 (dez) dias, a contar do recebimento da ordem de início dos serviços, emitida pelo SAMAE, para apresentar:

18.6.1. Cópia das ART’s (Anotações de Responsabilidade Técnica) referente à execução dos serviços e comprovante de pagamento da respectiva taxa junto ao CREA.

I. Não será aceita a entrega de ART em modo rascunho.

18.6.2 Cópia de documento de abertura de matrícula no Cadastro Específico do INSS – CEI, expedida pela Receita Federal.

18.7. Apresentar os documentos a seguir relacionados, referente à detonação de rocha com uso de explosivos, ou, no caso de subcontratação de serviços, indicar, por escrito, a empresa subcontratada, devendo ser apresentados os mesmos documentos em nome da empresa subcontratada:

I. declaração da empresa subcontratada, datada e assinada, comprometendo-se a executar os serviços conforme o projeto, especificações técnicas e demais partes integrantes do processo licitatório;

II. original ou cópia autenticada do Certificado de Registro do Exército, para utilização de explosivos e acessórios de uso civil para serviços de desmonte de rocha;

III. quanto ao transporte dos explosivos, o motorista do veículo deverá possuir habilitação para movimentação ou transporte de produtos ou cargas perigosas (explosivos para detonação); devendo ser apresentada a original ou cópia autenticada da carteira

nacional de habilitação e o certificado de conclusão de curso de movimentação e transporte de cargas perigosas;

IV. o profissional Blaster de 1.ª categoria e apresentar a original ou cópia autenticada da Carta Blaster;

V. original ou cópia autenticada de Termo de Vistoria do veículo de transporte de material para a detonação de rochas, expedido pelo exército;

VI. autorização para a prestação de serviços de detonação expedida pelo Exército;

VII. cópia autenticada do registro da empresa junto ao CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia);

VIII. atestado(s) de Capacidade Técnico-Operacional, fornecido(s) por pessoa jurídica, de direito público ou privado, que comprove a realização de serviços similares, em características e quantidades, de complexidade tecnológica equivalente ou superior ao objeto licitado. O(s) atestado(s) deverá(ão) dispor sobre a prestação satisfatória dos serviços. No(s) atestado(s) deverá(ão) constar discriminadamente os serviços componentes da(s) obra(s) e seus quantitativos, em particular os itens de maior relevância, sendo que os atestados deverão ser de obras já concluídas, conforme artigo 30, da Lei Federal n.º 8.666/1993 em nome da subcontratada.

a) será considerada apta a empresa que comprovar a quantidade mínima especificada para o item abaixo relacionado:

1) Escavação de valas em material de 3ª categoria com uso de explosivo, com quantidade de no mínimo 700 m³, a ser comprovada em uma única obra.

18.7.1. A declaração deverá ser apresentada no caso de haver subcontratação de serviços. Os demais documentos deverão ser apresentados pela proponente vencedora ou pela empresa subcontratada para a execução dos serviços.

18.7.2. No caso de subcontratação dos serviços de recomposição de pavimento a proponente vencedora deverá apresentar a seguinte documentação:

18.8. Para o serviço de recomposição de pavimento:

I. declaração da empresa subcontratada, datada e assinada, comprometendo-se a executar os serviços conforme o projeto, especificações técnicas e demais partes integrantes do processo licitatório;

II. atestado(s) de Capacidade Técnico-Operacional, fornecido(s) por pessoa jurídica, de direito público ou privado, que comprove a realização de serviços similares, em características e quantidades, de complexidade tecnológica equivalente ou superior ao objeto licitado. O(s) atestado(s) deverá(ão) dispor sobre a prestação satisfatória dos serviços. No(s) atestado(s) deverá(ão) constar discriminadamente os serviços componentes da(s) obra(s) e seus quantitativos, em particular os itens de maior relevância, sendo que os atestados deverão ser de obras já concluídas, conforme artigo 30, da Lei Federal n.º 8.666/1993 em nome da subcontratada.

a) será considerada apta a empresa que comprovar a quantidade mínima especificada para o item abaixo relacionado:

i. Recomposição/execução de pavimento tipo paralelepípedo, com quantidade de no mínimo 2.000m², a ser comprovada em uma única obra.

CAPÍTULO CAPÍTULO CAPÍTULO CAPÍTULO XI XI XI XIX XX X

19. DO RECEBIMENTO DO OBJETO

19.1. O SAMAE fornecerá à proponente vencedora o Termo de Recebimento Provisório para baixa da matrícula no Cadastro Específico do INSS – CEI, junto à Receita Federal.

19.2. O Recebimento Provisório será realizado pelo Engenheiro Fiscal do SAMAE, responsável pelo acompanhamento e fiscalização da obra, mediante termo circunstanciado que deverá ser assinado por ele e pelo Engenheiro Responsável Técnico pela obra, após a comunicação escrita da proponente vencedora.

19.3. Esta comunicação escrita da proponente vencedora poderá ocorrer somente após o atendimento de todas as exigências contratuais e a respectiva aprovação pela Fiscalização.

19.4. O Termo de Recebimento Definitivo da obra será fornecido mediante a apresentação de cópia autenticada da certidão referida no subitem 19.1, comprovando a baixa da matrícula da obra, bem como, mediante o fornecimento do Cadastro Técnico da obra.

19.4.1. A proponente vencedora deverá apresentar, ao final da obra, cadastro técnico da obra, de acordo com o disposto no subitem 3.3.2 das Especificações Técnicas – Cadastro de Redes de Esgoto e Ligações Prediais.

19.5. O Recebimento Definitivo será realizado por Comissão designada especialmente para esta finalidade, mediante termo circunstanciado, que deverá ser assinado por esta Comissão e pela proponente vencedora, após vistoria que comprove a adequação do objeto aos termos contratuais.

19.5.1. A Comissão exigirá da proponente vencedora reparar, corrigir, remover, reconstruir ou substituir, às suas expensas, no total ou em parte, o objeto não realizado, de acordo com o Termo de Referência – Anexo VII, bem como em que se verificarem vícios, defeitos ou incorreções resultantes da execução ou de materiais empregados. A Comissão definirá, de comum acordo com a proponente vencedora, o prazo para a solução de problemas encontrados na vistoria.

19.6. O Termo de Recebimento Definitivo não exime a proponente vencedora de sua responsabilidade técnica pela execução da obra.

No documento EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 007/201 IMPLANTAÇÃO DE REDES DE ESGOTAMENTO BAIRRO INTERLAGOS CAPÍTULO I (páginas 33-38)