Objetivos e necessidades de treinamento e desenvolvimento

9. Diagnóstico empresarial

2.5 Ensino a distância

O ensino a distância (Ead), também chamado de educação a distância, é uma modalidade de educação em que o método visa levar a aprendizagem até as pessoas, inclusive para ministrar treinamentos e desenvolvimento empresarial.

Esse processo está devidamente legalizado e possui normas de procedimento.

Segundo Araújo (2006, p. 106),

trata-se do Decreto n. 2.494, de 10 de fevereiro de 1998, assinado pelo Presidente da República, que regulamenta o art. 80 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) n. 9.394 aprovada em 17 de dezembro de 1996 promulgada no dia 20 do mesmo mês.

O Poder Executivo, mais precisamente o Governo Federal, por meio do Ministério da Educação, regulamentou as normas para a EaD, programas de ensino a distância em todos os níveis e modalidades e de educação continuada, incluindo também o treinamento e desenvolvimento de pessoas.

Conforme Araújo (2006), esse instrumento de aprendizagem é utilizado para cursos a distância on-line, utilizando a tecnologia por meio de recursos na web, como internet, satélites de telefonia, entre outros, fazendo todo conteúdo das aulas chegar até o aluno.

Trata-se de um setor que está crescendo muito, pois existem localidades que ainda não dispõem de ambientes físicos de aprendizagem: faculdades, universidades e cursos, os quais praticam a educação presencial, ou seja, com o professor ou instrutor em sala de aula repassando os ensinamentos para os alunos.

Para que os conteúdos (aulas) cheguem com qualidade até os alunos no EaD, é necessário que os professores sejam qualificados, saibam utilizar os recursos para poder ministrar suas aulas, preparando seu material (apostilas, textos, fóruns para discussão etc.) com qualidade. Também precisam desenvolver uma maneira prática e segura de avaliar seus alunos, somente assim terão a certeza do aproveitamento dos discentes.

Tal instrumento também é usado pelas empresas para poder realizar o treinamento e desenvolvimento de seus empregados. As organizações com várias filiais espalhadas que precisam realizar um treinamento específico para toda a empresa, como a implantação de um novo sistema de gerenciamento do contas a receber, podem utilizar o EaD para realizar a atividade, através da web, com videoconferências, videoaulas etc.

Entretanto, algumas pessoas não são favoráveis ao EaD, pois acreditam que se trata de um método muito frio, impessoal, ou seja, sentem falta do contato “olho no olho” do professor ou instrutor com seus alunos. Creem ficar limitados a assistir, via monitor de vídeo (TV), às aulas e, assim, não conseguem interagir, trocar ideias, debater os assuntos e informações com o professor ou instrutor e também com outros colegas, do mesmo modo como ocorre em aulas presenciais. Nesse caso, a desmotivação e o abandono de curso são fatores que podem ocorrer.

Para evitar que isso aconteça, atualmente, existem empresas educacionais especializadas no desenvolvimento de material escrito e videoaulas, proporcionando ao aluno uma dinâmica de aprendizagem que traga um retorno gratificante. Isso não ocorre nas empresas por se tratar de ações específicas de treinamento e desenvolvimento, atividades planejadas e de curta duração.

A vantagem desse método de aprendizagem para a empresa é a rapidez de resposta que ela terá de seus empregados, além do baixo custo, pois consegue reunir todos os empregados em um momento

específico. Se tivesse que deslocá-los até a empresa, por exemplo, sairia muito caro, dependendo do número de filiais e de empregados alocados fora da sede.

É importante lembrar que há empresas que elaboram elas próprias o material (livros, apostilas, jornais, textos), ou o terceirizam, para os cursos por meio de sites específicos. Isso permite que o aluno consulte e acompanhe as aulas e/ou treinamento e desenvolvimento. Assim, com essa modalidade de educação, também usada para o treinamento e desenvolvimento de pessoas, surge uma nova maneira de aprendizagem, que, se aplicada com eficiência e eficácia, trará retorno a todos, gerando muito sucesso e realização.

Considerações finais

O treinamento e desenvolvimento de pessoas, mais precisamente nas organizações, passa, nos dias de hoje, a ser fundamental para aquelas que buscam excelência, com alta qualidade de serviços e produtos.

Para alcançar a plenitude da aprendizagem, buscam novas estratégias e métodos de treinamento, fazendo adaptações de acordo com o ramo de atividades e perfil de seus empregados.

Atualmente, as universidades corporativas vêm se destacando no mercado, pois estão cada vez mais preocupadas com a qualificação de sua mão de obra para atender ao seu consumidor com eficiência e eficácia. Isso significa um atendimento dentro dos padrões morais e éticos que norteiam as organizações, preparando seus empregados para atuarem em um mercado altamente competitivo. O mesmo ocorre com o EaD, que a cada dia que passa se integra à vida das pessoas nas empresas por meio de seu desempenho profissional, de reuniões, teleconferências, treinamentos e qualificações, bem como de sua vida acadêmica. Nesse caso, buscam por melhor qualificação a partir de cursos técnicos, de graduação e até pós-graduação a

distância, proporcionando um melhor preparo, que permitirá alcançar novos patamares em sua jornada profissional.

A aprendizagem, portanto, contribui para bagagem cognitiva dos indivíduos e, nesse sentido, auxilia tanto na vida profissional quanto na pessoal.

Ampliando seus conhecimentos

• CHIAVENATO, I. Universidades corporativas. In: CHIAVENATO, I. Gestão de pessoas. 8. ed. Rio de Janeiro: Atlas, 2004. p. 423.

O texto “Universidades Corporativas” mostra exemplos de várias grandes empresas com suas universidades corporativas, assim como descreve a localização e outras informações interessantes e pertinentes. Trata-se de uma leitura que complementará a compreensão sobre o assunto e a importância do funcionário qualificado no contexto empresarial.

• O PROGRAMA de treinamento e desenvolvimento. In: ARAÚJO, L. C. G. de. Gestão de Pessoas: estratégias e integração

organizacional. São Paulo: Atlas, 2006. p. 120.

A leitura desse estudo de caso intitulado “O programa de treinamento e desenvolvimento” é importante, pois traz uma situação de implantação de um programa de treinamento e as atitudes do gestor.

Realize a leitura do texto buscando refletir sobre esse comportamento e tente destacar os principais pontos.

Atividades

No documento MARIA SORAIA SALOMÃO MARQUES. Fundação Biblioteca Nacional ISBN Código Logístico (páginas 53-57)