Habilidades que podem favorecer a percepção

No documento Metodologia do Ensino da Matemática (páginas 36-40)

Dentre as habilidades que podem favorecer o desenvolvimento da percepção espacial e o senso espacial merecem destaque a discriminação visual, a memória visual, a composição de campo, a conservação de forma e de tamanho, a coordenação visual-motora e a equivalência por movimento.

Resumidamente, elas consistem no seguinte:

• Discriminação visual – é a habilidade de perceber as semelhanças e as diferenças entre quaisquer figuras ou objetos. Sendo exigida quando, diante de diversos objetos, seja solicitado para apontar quais são iguais, quais são diferentes e quais são parecidos.

• Memória visual – é a habilidade de se lembrar do que já não está sob sua vista, ou seja, do que foi visto anteriormente.

• Composição de campo – é a habilidade de focar em uma parte diante de um todo. A sua inversa é a de montar o todo juntando suas partes.

• Conservação da forma e do tamanho – é a que demonstra que a mudança na posição de um determinado objeto pode causar mudança no tamanho ou, então, na forma dele. É considerada, ainda, a habilidade de se perceber o que não muda nos objetos ou nas figuras, mesmo que estejam em movimento ou sejam apresentados em diferentes posições.

• Coordenação visual-motora – consiste na habilidade de se realizar duas ou mais ações simultaneamente, por exemplo, pular corda, jogar bola e andar de bicicleta. Estas são atividades que exigem de forma simultânea as ações de olhar e de fazer, bem como podem exigir o sincronismo dos movimentos.

• Equivalência por movimento – é a habilidade que permite perceber a equivalência das formas entre figuras que estejam em diferentes posições. Comparando duas ou mais figuras, pode ser movimentada uma figura sobre a outra ou, ainda, uma ao lado da outra.

Estes movimentos podem ainda ser considerados de três tipos distintos:

• Movimento de translação – é aquele quando todos os pontos da figura seguem em uma mesma direção.

• Movimento de rotação – é o que ocorre quando uma figura gira em torno de um eixo ou um ponto.

• Movimento de reflexão – ocorre quando existe uma imagem espelhada de uma figura.

As formas estão em todos os lugares e podemos considerar que o mundo é repleto delas. Em embalagens, construções, veículos e nas mais variadas possíveis, as formas são utilizadas tanto para corresponder a um teste de ergometria, quanto para satisfazer um senso de estética, ou para garantir os aspectos práticos ou econômicos, ou até mesmo para responder a um modelo científico.

As crianças podem ver e apreciar as diversas formas, mas nem sempre é desta maneira que existe aprendizado, isto é, talvez não seja apenas pela observação que um estudante pode construir os conceitos geométricos.

REFLITA:

Para se aprender a geometria ensinada nas escolas, o estudante precisa de muito mais que conhecer as formas, ele deve dominar uma grande quantidade e diversidade de conceitos.

Os conhecimentos são construídos através das interações dos indivíduos com o mundo. Este processo de construção possui algumas características básicas, sendo estas as biológicas, as que se referem às transmissões sociais que dizem respeito às experiências.

De maneira isolada, nenhuma dessas características pode ser responsável pela construção do conhecimento, mas é justamente na coordenação entre elas com certo equilíbrio que a estrutura cognitiva é formada e desenvolvida.

IMPORTANTE:

A Geometria pode contribuir diretamente para o desenvolvimento de diversos conceitos que envolvem a Matemática. Por este motivo, é que as habilidades diversas e os conceitos geométricos são considerados primordiais para a resolução de problemas.

São nos primeiros anos do Ensino Fundamental que as crianças devem ter os primeiros contatos com a geometria, e de forma intensiva e persistente, pois é através dela que as suas habilidades na construção dos números, na compreensão da álgebra e na criatividade serão desenvolvidas.

Existe inclusive certa ênfase na maneira de serem vistas as práticas pedagógicas pelos professores e, ainda, a necessidade de se criar durante as aulas, como alguns momentos de troca de ideias entre eles e os estudantes e entre os próprios estudantes, de modo a contribuir para a construção dos conhecimentos e a descoberta de saberes, de ações com poder de oferecer aprendizagens de forma prazerosa.

A geometria tem em seu aprendizado alguns aspectos envolvidos, sendo eles a investigação, a experimentação, a exploração, a representação de objetos do cotidiano e outros materiais concretos diversos. Desta forma, conforme os estudantes exploram, eles acabam construindo, classificando, descrevendo e representando os objetos e os modelos, desenvolvendo, assim, habilidades essenciais para o pensamento geométrico.

RESUMINDO:

E então? Gostou do que lhe mostramos? Aprendeu tudo mesmo? Agora, só para termos certeza de que você realmente entendeu o tema de estudo deste tópico, vamos resumir tudo o que vimos. Você deve ter aprendido que o termo percepção espacial pode ser definida como a capacidade de se reconhecer e discriminar estímulos no espaço, e assim, a partir do espaço, interpretar estes mesmos estímulos associando-os às experiências vividas anteriormente. A maior parte das informações recebidas pelo corpo é proveniente do meio ambiente e acabam penetrando nas pessoas através do sistema visual, pois é a visão que se desenvolve como resultado de diversas experiências acumuladas. A explicação de algumas partes dos conteúdos trabalhados de que não são apenas para ter uma aplicação no cotidiano, mas para se pensar matematicamente, desenvolvendo o raciocínio, pode ser considerada a mais importante também. A percepção espacial acaba sendo conhecida como senso espacial, o ensino da matemática nas escolas se inicia geralmente pela contagem e pelos números, isto é, pela aritmética, no entanto, o mais natural seria começar pela geometria, pelo fato de que as crianças percebem primeiramente as formas, as cores e os sons, e não os números e quantidades. Os conhecimentos são construídos através das interações dos indivíduos com o mundo, e este processo de construção possui algumas características básicas, sendo estas as biológicas, as que se referem às transmissões sociais que dizem respeito às experiências.

No documento Metodologia do Ensino da Matemática (páginas 36-40)