Instalações e Acervo da Biblioteca

No documento PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO. História EaD. Segunda Licenciatura (páginas 91-94)

4 INFRAESTRUTURA PARA O CURSO 4.1 Salas de Aula

4.6 Instalações e Acervo da Biblioteca

A biblioteca La Salle, localizada no centro do campus sede da Universidade, ocupa uma área de 3.700 m² de um prédio de 6.550 m². O prédio conta com infraestrutura moderna e de acordo com as necessidades de conservação do acervo, conforto térmico, iluminação e

acessibilidade arquitetônica e dispõe de espaços de estudo e convivência distribuídos em quatro pavimentos.

A aquisição, processamento técnico e atendimento são as três áreas que direcionam os processos e serviços da biblioteca, sendo a área de atendimento responsável pelo contato com os discentes e docentes, especificamente, no que se refere aos serviços prestados como empréstimo e devolução de materiais, orientação aos usuários na utilização dos recursos disponibilizados e o uso proveitoso das coleções.

Quanto à informatização do acervo e dos serviços, a biblioteca utiliza o software Pergamum que funciona de forma integrada da aquisição ao empréstimo, incluindo serviços disponíveis via internet – consulta, reserva e renovação. O catálogo online pode ser acessado pelo site institucional - Portal do Aluno ou no link da Biblioteca - e também pelos smartphones em biblioteca.unilasalle.edu.br. O catálogo oferece informações referenciais dos materiais e também de conteúdo, em situações em que o acesso é aberto ou disponibilizado pelo autor, como por exemplo, periódicos on-line, dissertações e trabalhos de conclusão de curso – TCC.

Os principais serviços oferecidos aos acadêmicos são: empréstimo domiciliar;

consulta local; empréstimo entre bibliotecas - por meio da Rede de Bibliotecas Lassalista – Redebila, consulta, renovação e reserva on-line; pesquisa bibliográfica; elaboração de ficha catalográfica; orientação quanto às normas de apresentação de trabalhos acadêmicos;

atendimento virtual relativo à elaboração de referência e educação de usuários.

Todos os serviços estão estruturados tanto para os acadêmicos dos cursos presenciais quanto a distância de tal maneira que podem dirigir-se à Biblioteca do Polo Sede ou solicitá-los por meio do atendimento online. Esses atendimentos são prestados por uma equipe de Bibliotecários e Assistentes capacitados e, nos polos, os acadêmicos também são atendimentos pelas equipes in loco e encontram espaços para realizar seus estudos.

As coleções do acervo da biblioteca são constituídas, principalmente, pela bibliografia básica e complementar que integram o PPC de graduação, bibliografia dos cursos de pós-graduação lato sensu e bibliografia dos cursos ou programas stricto sensu em volume de exemplares ou licenças de acesso com vistas atender as vagas ofertadas pelos cursos.

Considerando as modalidades de ensino oferecidas pela Universidade - presencial e a distância - e considerando as condições de acessibilidade à informação (on-line), além do acervo físico a biblioteca possui bases de dados multidisciplinares, específicas das áreas da educação, negócios, informática, engenharias e direito. Disponibiliza acesso multidisciplinar de mais de uma centena de bases do Portal da Capes e bibliotecas digitais que dão suporte aos PPCs dos cursos a distância e também presenciais. Ainda, para fins de fonte de pesquisa e de divulgação da produção discente e docente, a biblioteca desenvolveu e mantém um repositório institucional constituído de dissertações, teses, artigos, anais, livros, vídeos produção técnica entre outros.

Os acadêmicos, tanto da modalidade a distância quanto da modalidade presencial dispõem do acesso às bibliotecas digitais, por meio de login e senha fornecidos na ocasião da matrícula; os acessos ao portal de periódicos da CAPES, da Base de dados EBSCO e de outros materiais digitais vinculados à Rede Pergamum o acesso ocorre por meio do portal da Biblioteca La Salle.

Além do atendimento à bibliografia recomendada, a biblioteca adquire obras sugeridas por docentes e discentes e que qualificam ainda mais o acervo. Para tal, cumpre a política de

desenvolvimento de coleções, a qual tem os seguintes objetivos: permitir o crescimento racional e equilibrado do acervo; estabelecer prioridades e formas de aquisição de material;

racionalizar custos com aquisição; estabelecer critérios para a seleção; determinar critérios remanejamento/descarte de material; nortear todos os procedimentos de desenvolvimento de coleções, independentemente de quem os execute. A responsabilidade pela aplicação da mesma é do setor de aquisição, do bibliotecário de referência e da coordenação da biblioteca.

Além disso, a coordenação conta o apoio dos coordenadores de área e de cursos de graduação, dos coordenadores de pós-graduação e do NAP, para decisões relacionadas a atualização, remanejamento, descarte e aquisição de títulos e exemplares.

A Biblioteca La Salle dispõe de um Plano de Contingência, o qual prevê o desenvolvimento de ações com vistas a minimizar possíveis transtornos quando houver imprevistos como por exemplo, queda de energia elétrica ou serviços de internet inoperantes que afetam acesso aos serviços e ao acervo. Além disso assegura que os acadêmicos tenham a possibilidade de realizar os procedimentos de pesquisas, renovações, reservas e acesso ao acervo por meio de seus dispositivos móveis (smartphone, tablets, computadores, redes sociais) a qualquer hora e a qualquer lugar, uma vez que os sistemas encontram-se na versão mobile.

Além dos recursos descritos, a Biblioteca La Salle integra redes de bibliotecas que cooperam potencializando acervos e serviços. São elas:

a. Rede Pergamum: composta por mais de 3.000 bibliotecas no Brasil, sendo a maior parte delas de universidades. A Rede tem como objetivo a cooperação entre as bibliotecas, visando a trocas de experiências, padronização de informações técnicas, determinação de normas e procedimentos de forma a facilitar produtos e serviços de seus integrantes.

b. Rede de Bibliotecas Lassalistas (Redebila): composta por 28 bibliotecas, a qual tem como objetivo, o intercâmbio de informações técnicas, bibliográficas, bem como a disponibilização do acervo das demais bibliotecas da rede para empréstimo aos acadêmicos e docentes.

c. Rede Brasileira de Bibliotecas da área de Psicologia (Rebap): tem como objetivo operar de forma integrada, buscando o compartilhamento de recursos e a cooperação de esforços, com vistas à promoção do acesso eficiente e equitativo à informação e ao documento para o profissional e estudioso da Psicologia, independente da região do País.

d. Rede de Bibliotecas de ODUCAL (Organización de Universidades Católicas de América Latina y Caribe): tem como objetivo compartilhar esforços, conhecimentos e experiência para expandir o acesso a recursos e serviços de informação relevantes para as comunidades universitárias das instituições participantes.

e. Rede de Biblioteca do Comung (Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas): tem como objetivo operar de forma integrada seja no compartilhamento de acervos seja nos serviços.

REFERÊNCIAS

CARBONELL, Jaume. A aventura de inovar: a mudança na escola. Porto Alegre: Artmed Editora, 2002.

FAVA, Rui. Trabalho, educação e inteligência artificial: a era do indivíduo versátil. Porto Alegre: Penso, 2018.

HERNANDEZ, Fernando; VENTURA, Montserrat. A organização do currículo por projetos de trabalho. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

MASETTO, Marcos Tarciso. Competência pedagógica do professor universitário. São Paulo: Summus, 2015.

INEP. Censo da Educação Superior 2017. Brasília: MEC-DEED, 2017. Disponível em:

<http://portal.mec.gov.br/docman/setembro-2018-pdf/97041-apresentac-a-o-censo-superior-u-ltimo/file> Último acesso: 08/07/2020.

UNIVERSIDADE LASALLE. Plano de Desenvolvimento Institucional 2019 - 2025. Canoas:

Unilasalle, 2019.

VALENTE, José Armando. A sala de aula invertida e a possibilidade do ensino personalizado:

uma experiência com a graduação em midialogia. In: BACICH, Lilian. MORAN, José (Org.).

Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática.

Porto Alegre: Penso, 2018.

No documento PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO. História EaD. Segunda Licenciatura (páginas 91-94)