Conservatória do Registo Comercial de Paredes. Matrícula n.º 2259/

000822; identificação de pessoa colectiva n.º 505042223; inscri-ção n.º 3; número e data da apresentainscri-ção: 7/20040628.

Certifico que em relação à sociedade em epígrafe foi registada a dissolução e encerramento da liquidação da dita sociedade, cujas con-tas foram aprovadas em 3 de Junho de 2004.

Está conforme.

7 de Julho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria Alzira Ribeiro

da Costa Pinheiro. 2003001042

JOSÉ & ANTÓNIO FERREIRA DIAS, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Paredes. Matrícula n.º 3210/

040629; identificação de pessoa colectiva n.º 507034180; inscri-ção n.º 1; número e data da apresentainscri-ção: 11/20040629.

Certifico que entre José Manuel Ferreira Dias casado com Maria do Carmo da Silva Coelho, em comunhão de adquiridos, e António Camilo Ferreira Dias, casado com Eva Fernanda Moreira Ribeiro, em comunhão de adquiridos, foi constituída a sociedade em epígrafe que se rege pelo seguinte contrato:

ARTIGO 1.º

A sociedade adopta a firma José & António Ferreira Dias, L.da, com sede na Rua Central de Mouriz, 726, freguesia de Mouriz, concelho de Paredes.

§ único. A gerência poderá transferir a sede para outro local den-tro do mesmo concelho ou de concelhos limíden-trofes, bem como pode-rá criar sucursais, filiais ou outras formas de representação social em território nacional ou no estrangeiro.

ARTIGO 2.º

O objecto social consiste na instalação eléctrica, compra e venda de material eléctrico, instalação de canalizações e de climatização.

ARTIGO 3.º

1 — O capital social, integralmente realizado em dinheiro, é de 5000 euros, e está dividido em duas quotas iguais do valor nominal de 2500 euros, pertencentes uma a cada um dos sócios.

2 — Aos sócios poderão ser exigidas prestações suplementares de capital até ao montante global correspondente a 10 vezes o capital social.

3 — Depende da deliberação dos sócios a celebração de contratos de suprimentos.

ARTIGO 4.º

1 — A gerência da sociedade, remunerada ou não, conforme for deliberado em assembleia geral, será exercida por sócios ou não só-cios, ficando desde já nomeados gerentes ambos os sócios.

2 — Para validamente representar e obrigar a sociedade, em todos os seus actos e contratos, é suficiente a assinatura de um gerente.

3 — A remuneração da gerência poderá consistir, total ou parcial-mente, em participação nos lucros da sociedade.

ARTIGO 5.º

A sociedade poderá participar no capital social de outras socieda-des, quer o objecto seja igual ou diferente do seu, em sociedades regu-ladas por leis especiais ou em agrupamentos complementares de em-presas.

ARTIGO 6.º

A cessão de quotas a favor de estranhos depende do consentimen-to da sociedade, gozando esta, em primeiro lugar, e os restantes só-cios não cedentes, em segundo lugar, do direito de preferência na res-pectiva aquisição.

ARTIGO 7.º

1 — A sociedade poderá amortizar a quota de qualquer sócio nos seguintes casos:

a) Por acordo com o respectivo titular;

b) Quando a quota for objecto de penhora, arresto ou adjudicação em juízo, falência ou cessão gratuita não autorizada;

c) Quando o sócio praticar actos que violem o pacto social ou as obrigações sociais;

d) No caso de morte de qualquer sócio;

e) Quando em partilha a quota for adjudicada a quem não seja sócio;

f) Por interdição ou inabilitação de qualquer sócio;

g) Por exoneração ou exclusão de um sócio; e

h) Quando a quota tiver sido cedida a terceiros sem o prévio con-sentimento da sociedade.

2 — Os sócios podem deliberar que a quota amortizada figure no balanço e que, posteriormente, sejam criadas uma ou várias quotas, destinadas a serem alienadas a um ou a alguns dos sócios ou a terceiros.

3 — Salvo acordo em contrário ou disposição legal imperativa, a contrapartida da amortização será o valor que resultar do último ba-lanço aprovado.

4 — Se por falecimento de um sócio a respectiva quota não for amortizada no prazo de 90 dias, a contar da data do falecimento, os herdeiros deverão designar, de entre eles, um representante comum.

ARTIGO 8.º

Aos lucros líquidos anualmente apurados, depois de deduzida a per-centagem para reserva legal, será dado o destino que vier a ser delibe-rado em assembleia geral.

Está conforme.

8 de Julho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria Alzira Ribeiro

da Costa Pinheiro. 2007783614

MARGARIDA MONTEIRO VIEIRA, UNIPESSOAL, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Paredes. Matrícula n.º 3211/

040629; identificação de pessoa colectiva n.º 507024702; inscri-ção n.º 1; número e data da apresentainscri-ção: 12/20040629.

Certifico que Margarida de Fátima Monteiro Vieira, casada com Fernando Manuel Rodrigues Jorge, em comunhão de adquiridos, cons-tituiu a sociedade em epígrafe que se rege pelo seguinte contrato:

ARTIGO 1.º

A sociedade adopta a firma Margarida Monteiro Vieira, Unipessoal, L.da, com sede na Rua de Vitorino Leão Ramos, 72, 5.º E, freguesia de Castelões de Cepeda, concelho de Paredes.

§ único. Por simples decisão da gerência, a sociedade poderá trans-ferir a sua sede para outro local do mesmo concelho ou de concelhos limítrofes, bem como criar ou encerrar filiais, sucursais ou qualquer outra forma de representação social.

ARTIGO 2.º

O seu objecto consiste no comércio de bijutaria e acessórios de vestuário.

ARTIGO 3.º

O capital social, integralmente realizado em dinheiro, é de 5000 euros, representado por uma quota de igual valor nominal, per-tencente à outorgante.

ARTIGO 4.º

1 — A gerência da sociedade, remunerada ou não, conforme res-pectiva decisão, será exercida pela sócia ou por não sócios, ficando aquela desde já nomeada gerente.

2 — A sociedade obriga-se, em todos os seus actos e contratos, pela assinatura de um gerente.

ARTIGO 5.º

A sócia única fica desde já autorizada a efectuar negócios jurídicos com a sociedade, que sirvam a prossecução do objecto social.

ARTIGO 6.º

A sócia única fica desde já autorizada a fazer prestações suplemen-tares de capital até ao montante global de 10 vezes o capital social.

ARTIGO 7.º

A sociedade poderá participar no capital social de outras sociedades, quer o objecto seja igual ou diferente do seu, em sociedades reguladas por leis especiais e em agrupamentos complementares de empresas.

Está conforme.

8 de Julho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria Alzira Ribeiro

da Costa Pinheiro. 2007783525

MARIANASIL — CONFECÇÕES TÊXTEIS, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Paredes. Matrícula n.º 2687/

020115; identificação de pessoa colectiva n.º 505935015;

inscri-ção n.º 2 e inscriinscri-ção n.º 3; números e data das apresentações: 13 e 14/20040628.

Certifico que em relação à sociedade em epígrafe, foi registada a cessação de funções, em 2 de Junho de 2004, dos gerentes Joaquim da Silva Espinheira, Manuel Alves dos Santos, e Teresa de Castro Sousa, por renúncia, tendo sido dada nova redacção aos artigos 4.º e 7.º do pacto, cujo teor passou a ser o seguinte:

4.º

O capital social, integralmente realizado em dinheiro, é de 5000 euros, dividido em duas quotas iguais de 2500 euros, pertencen-tes à única sócia Mariana da Conceição de Sousa Santos.

7.º

2 — Fica desde já nomeada gerente, a única sócia Mariana da Con-ceição de Sousa Santos.

Foi depositado, na pasta respectiva, o texto completo do contrato alterado na sua redacção actualizada.

Está conforme.

7 de Julho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria Alzira Ribeiro

da Costa Pinheiro. 2002997560

PAREDES INDUSTRIAL — PARQUES INDUSTRIAIS, S. A.

Conservatória do Registo Comercial de Paredes. Matrícula n.º 2417/

010601; identificação de pessoa colectiva n.º 504809040; inscri-ção n.º 4; número e data da apresentainscri-ção: 1/200406268.

Certifico que, em relação à sociedade em epígrafe, foi registada a designação dos órgãos sociais para o triénio de 2004/2006, como segue:

Conselho de administração: presidente — Lucinda Adriana Gonçal-ves da Silva Teixeira, em representação da Câmara Municipal de Paredes: vogais: 1) José Maria de Sá Correia; e 2) José Francisco Pi-res Grosso Cardoso Leitão, ambos em repPi-resentação da Parque-Invest, S. A.

Fiscal único: efectivo — Figueiredo, Neves & Associados, Socieda-de Socieda-de Revisores Oficiais Socieda-de Contas, S. A., representada por ASocieda-delaiSocieda-de Maria Viegas Clare Neves; suplente: Ferreira, Pereira & Associados, Sociedade de Revisores Oficiais de Contas, S. A., representada por Ana Paula Pereira Ricardo.

Data da deliberação: 15 de Março de 2004.

Está conforme.

7 de Julho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria Alzira Ribeiro

da Costa Pinheiro. 2002997772

VALONGO

NAVAL CAR — COMPRA E VENDA DE VEÍCULOS, S. A.

Conservatória do Registo Comercial de Valongo. Matrícula n.º 55 365/

20011018; identificação de pessoa colectiva n.º 505588315;

averbamento n.º 3 à inscrição n.º 1, averbamento n.º 1 à inscrição n.º 2, inscrição n.º 4 e inscrição n.º 5; números e data das apresentações: 3 a 6/20040707.

Certifico com referência à sociedade em epígrafe que cessaram as suas funções de fiscal único, António José dos Anjos, em representa-ção da sociedade António Anjos, F. Brandão & Associados, Sociedade de Revisores Oficiais de Contas e do fiscal suplente, Fernando Teixeira Brandão, em 16 de Fevereiro de 2004, por renúncia e que foi desig-nado fiscal único Mendes, Ferreira, Soutinho & Faria, Sociedade de Revisores Oficiais de Contas, L.da, representada por José Augusto da Silva Mendes, casado; do suplente: Manuela Fernanda Barroso Vilela Ferreira, solteira, maior.

Data da deliberação: 16 de Fevereiro de 2004.

Mais certifico, que cessou as funções de administrador único Roberto Moreira Dias, em 16 de Fevereiro de 2004 e que na mesma data foi designado administrador único Natália Soares de Oliveira, casada.

8 de Julho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria Manuela

Ma-galhães da Silva. 2000118771

CUBITERRA — TERRAPLENOS E OBRAS PÚBLICAS, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Valongo. Matrícula n.º 325/

020920; identificação de pessoa colectiva n.º 506282082;

averbamento n.º 1 à inscrição n.º 4 e inscrição n.º 5; números e data das apresentações: 1 e 2/20040707.

Certifico com referência à sociedade em epígrafe que cessou as suas funções de gerente Fernando José Pinto Zenha, em 5 de Junho de 2004, renúncia e na mesma data foi designado gerente Joaquim Ribei-ro Pinto, casado.

8 de Julho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria Manuela

Ma-galhães da Silva. 2000118763

NORTEÁGUAS, TRADING, S. A.

Conservatória do Registo Comercial de Valongo. Matrícula n.º 55 400/

20011109; identificação de pessoa colectiva n.º 505587157;

averbamento n.º 1 à inscrição n.º 1, inscrição n.º 3 e inscrição n.º 4;

números e data das apresentações: 3-5/20040706.

Certifico que, com referência à sociedade em epígrafe, cessaram as suas funções de fiscal único — António José dos Anjos, em represen-tação da sociedade, António Anjos, F. Brandão & Associados, Socie-dade de Revisores Oficiais de Contas; e do fiscal suplente — Fernando Teixeira Brandão, em 16 de Fevereiro de 2004, por renúncia, e que foi designado fiscal único: Mendes, Ferreira, Soutinho & Faria, So-ciedade de Revisores Oficiais de Contas, L.da, representada por José Augusto da Silva Mendes, casado; do suplente: Manuela Fernanda Barroso Vilela Ferreira, solteira, maior.

Data da deliberação: 16 de Fevereiro de 2004.

Mais certifico que, com referência à sociedade em epígrafe, foi alterado parcialmente o contrato da sociedade, e em consequência os artigos 1.º; 2.º (n.º 1) e 3.º (n.º 1), ficaram com a redacção seguinte:

ARTIGO 1.º Firma

A sociedade adopta a firma Norteáguas, Trading, S. A., e reger-se-á pelo presente contrato e pela legislação aplicreger-se-ável.

ARTIGO 2.º Sede e representação

1 — A sociedade tem a sua sede na Rua de São João de Sobrado, 1280, fracção DG, freguesia de Sobrado, concelho de Valongo.

ARTIGO 3.º Objecto

1 — O objecto da sociedade consiste na importação, exportação, comercialização, aluguer e exploração de produtos diversos, nomeadamente: granitos e outras rochas, materiais de construção, máquinas industriais, têxteis lar, produtos derivados do petróleo, embarcações de recreio, automóveis, camiões, motocicilos.

Foi actualizado e depositado o texto completo do contrato.

7 de Julho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria Manuela

Ma-galhães da Silva. 2000118747

PELIF — COMÉRCIO DE VESTUÁRIO, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Valongo. Matrícula n.º 5652/

020521; identificação de pessoa colectiva n.º 506108490; inscri-ção n.º 4; número e data da apresentainscri-ção: 6/20040705.

Certifico que, com referência à sociedade em epígrafe, foi alterado parcialmente o contrato da sociedade, e em consequência, os arti-gos 1.º, 2.º (n.º 1), 3.º e 4.º, ficaram com a redacção seguinte:

1.º

A sociedade adopta a denominação PELIF — Comércio de Vestuário, L.da

2.º

1 — Tem a sua sede na Rua de José Joaquim Ribeiro Teles, 427, Ermesinde, Valongo.

3.º

A sociedade tem por objecto a actividade de comércio a retalho de vestuário.

4.º

O capital social, integralmente realizado em dinheiro, é de 5000 euros, representado por duas quotas: uma do valor nominal de 2525 euros, pertencente à sócia Rosa Fernanda da Silva Reis; e outra do valor nominal de 2475 euros, pertencente à sócia Eliana Andreia Miranda de Sousa.

Foi actualizado e depositado o texto completo do contrato.

6 de Julho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria Manuela

Ma-galhães da Silva. 2000118739

IBERMOBLE — SOCIEDADE INDUSTRIAL E COMERCIAL DE ESTOFOS, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Valongo. Matrícula n.º 9420/

980209; identificação de pessoa colectiva n.º 504166328;

averbamento n.º 1 à inscrição n.º 9 e inscrição n.º 10 e averbamento n.º 2 à inscrição n.º 1; números e data das apresentações: 3-5/

20040705.

Certifico que, com referência à sociedade em epígrafe, cessou as suas funções de gerente Pablo Neira, em 5 de Maio de 2004, por re-núncia, e na mesma data foi designado gerente Miguel Peralta, casa-do, em 5 de Maio de 2004, em representação da sócia, Valdepesa Têxtil, S. L.

Mais certifico que, cessou as suas funções de gerente Frederico de Morais Brandão Abecassis, em 24 de Fevereiro de 1999, por óbito.

6 de Julho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria Manuela

Ma-galhães da Silva. 2000118712

MANUEL ALVES FERNANDES, UNIPESSOAL, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Valongo. Matrícula n.º 56 017/

20040702; identificação de pessoa colectiva n.º 507038282; ins-crição n.º 1; número e data da apresentação: 8/20040702.

Certifico que, foi constituída a sociedade em epígrafe, que fica a reger-se pelo contrato seguinte:

Constituição de sociedade unipessoal por quotas Manuel Alves Fernandes, casado, bilhete de identidade n.º 10060796, de 14 de Setembro de 2000, emitido pelos Serviços de Identificação Civil de Lisboa, com o contribuinte fiscal n.º 191364096, natural da Ponte, freguesia da Ponte, concelho de Guimarães, e residente na Rua de São João Batista, 501, 1.º, esquerdo, Brito, concelho de Guima-rães, constitui a seguinte sociedade unipessoal por quotas:

ARTIGO 1.º

A sociedade adopta a firma Manuel Alves Fernandes, Unipes-soal, L.da, tem a sua sede na Rua de Tristão Vaz Teixeira, 260, loja 3, freguesia de Valongo, concelho de Valongo.

ARTIGO 2.º

O seu objecto é um estabelecimento de bebidas. Café.

ARTIGO 3.º

O capital social, já integralmente realizado em dinheiro, é de 5000 euros, representado por uma quota de igual valor nominal, per-tencente ao sócio único.

ARTIGO 4.º

A gerência e representação da sociedade pertencem ao sócio úni-co, desde já nomeado gerente, com ou sem remuneração, conforme ela decidir.

§ único. Para obrigar a sociedade é suficiente a assinatura de um gerente.

ARTIGO 5.º

O sócio único fica desde já autorizado a celebrar negócios jurídicos com a sociedade, desde que tais negócios sirvam a prossecução do objecto social.

ARTIGO 6.º

A sociedade poderá participar em agrupamentos complementares de empresas e no capital social de outras sociedades, nos termos per-mitidos por lei, mesmo que o objecto desses agrupamentos comple-mentares e ou empresas não coincida no todo ou em parte com aque-le que a sociedade está exercendo.

Está conforme o original.

6 de Julho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria Manuela

Ma-galhães da Silva. 2000118690

SALVAGIO — GESTÃO DE EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS, S. A.

Conservatória do Registo Comercial de Valongo. Matrícula n.º 55 214/

20010628; identificação de pessoa colectiva n.º 505587149;

averbamento n.º 2 à inscrição n.º 1 e inscrição n.º 7 e averbamento n.º 1 à inscrição n.º 5 e inscrição n.º 8; números e data das apre-sentações: 1-4/20040702.

Certifico que, com referência à sociedade em epígrafe, cessaram as suas funções de fiscal único — António José dos Anjos, em represen-tação da sociedade, António Anjos, F. Brandão & Associados, Socie-dade de Revisores Oficiais de Contas; e suplente — Fernando Teixeira Brandão, em 16 de Fevereiro de 2004, por renúncia, e que foi desig-nado até ao fim do mandato em curso do fiscal único: Mendes, Ferreira, Soutinho & Faria, Sociedade de Revisores Oficiais de Contas, L.da, representada por José Augusto da Silva Mendes, casado; do suplente: Manuela Fernanda Barroso Vilela Ferreira, solteira, maior.

Data da deliberação: 16 de Fevereiro de 2004.

Mais certifico que, cessou as funções de administradora única: Alexandra Anabela da Costa Oliveira, em 1 de Julho de 2004, por renúncia, e que foi designado até ao fim do mandato em curso do administrador único: Rui Nuno Alves da Silva, solteiro, maior.

Data da deliberação: 1 de Julho de 2004.

5 de Julho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria Manuela

Ma-galhães da Silva. 2000118674

No documento III. Terça-feira, 7 de Setembro de 2004 Número 211 PARTE A PARTE B. 3. Diversos. 1. Concursos públicos. 2. Despachos, Éditos, Avisos e Declarações (páginas 95-98)