Legislação estadual/subnacional

No documento DELEGAÇÃO DA UNIÃO EUROPEIA NO BRASIL CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA (páginas 72-75)

5. Diagnóstico

5.3. Brasil

5.3.2. Legislação estadual/subnacional

Do ponto de vista dos Estados Subnacionais:

AMAPÁ. O Projeto de lei, 200972 estipula o combate às mudanças climáticas globais, implementando ações para mitigar as emissões de gases do efeito estufa na atmosfera;

AMAZONAS. (Lei 3.135 - 2007)73 Estabeleceu a Política Estadual sobre Mudanças Climáticas, Conservação Ambiental e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas; AMAZONAS. (Decreto 28.390 - 2009)74 institui o fórum amazônico sobre mudança global do clima, biodiversidade e serviços ambientais, além de outras medidas;

MARANHÃO. (Decreto 22.735 - 2006)75 Institui o Fórum Estadual de Mudanças Climáticas do Maranhão e dá outras providências;

MATO GROSSO. (Decreto 2.197 - 2009/Lei 9.111 - 2009)76 Institui o Fórum de Mudanças Climáticas do Mato Grosso e dá outras providências; MATO GROSSO. (Lei 582 - 2017)77 Institutui a Política Estadual sobre Mudanças Climáticas;

MATO GROSSO - REDD (Lei 9.878 - 2013)78 Cria o sistema estadual de redução de emissões por desmatamento e

71 http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2019/decreto/D10144.htm

72 https://cetesb.sp.gov.br/proclima/wp-content/uploads/sites/36/2014/08/lei_clima_ap_13set09.pdf 73 https://sapl.al.am.leg.br/media/sapl/public/normajuridica/2007/7590/7590_texto_integral.pdf 74 https://cetesb.sp.gov.br/proclima/wp-content/uploads/sites/36/2014/08/decreto_28390_170209_am.pdf 75 https://cetesb.sp.gov.br/proclima/wp-content/uploads/sites/36/2014/08/decreto_22735forum_ma.pdf 76 https://www.al.mt.gov.br/storage/webdisco/leis/lei-9111-2009.pdf

77 http://app1.sefaz.mt.gov.br/0425762E005567C5/9733A1D3F5BB1AB384256710004D4754/54105124ABB50E4A842580AA005CE79B 78 https://www.al.mt.gov.br/storage/webdisco/leis/lei-9878-2013.pdf

degradação florestal, preservação, manejo florestal sustentável e aumento dos estoques de carbono florestal - REDD+ no Estado de Mato Grosso; PARÁ - Política Estadual sobre Mudanças Climáticas (Lei 9.048 - 2020)79; PARÁ. (Decreto 254 - 2019)80 Institui o Fórum Estadual de Mudanças e Adaptação ao Clima do Pará e dá outras providências;

RONDÔNIA. (Lei 4.437 -2018)81 Estabelece a Política Estadual de Governança Climática e Serviços Ambientais - PGSA e cria o Sistema Estadual de Governança Climática e Serviços Ambientais - SGSA, no âmbito do Estado de Rondônia e dá outras providências; RONDÔNIA - (Decreto 16.232 - 2011)82 Fórum de mudanças climáticas, biodiversidade e serviços ambientais de Rondônia;

TOCANTINS. (Decreto 3.007 -2007)83 Cria o Fórum Estadual de Mudanças Climáticas e Biodiversidade.

Manejo Florestal, regulamentação (T1 .3 .2 .)

Lei de Gestão de Florestas Públicas (Lei 11.284 - 2006)6, Art. 1º Esta Lei dispõe sobre a gestão de florestas públicas para produção sustentável, institui o Serviço Florestal Brasileiro - SFB, na estrutura do Ministério do Meio Ambiente, e cria o Fundo Nacional de Desenvolvimento Florestal - FNDF.: ela busca conciliar o uso com a preservação das florestas brasileiras; Proteção de Florestas Tropicais: antigo PPG7, em fase de fechamento;

Mais Ambiente: programa voltado para a regularização ambiental das propriedades rurais de acordo com as disposições do Código Florestal; Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal (PPCDAM)84.

Manejo Florestal, monitoramento (T1 .3 .2 .)

Lei sobre o uso de produtos florestais (Lei 12.651 - 2012)2, de monitoramento, na lei: Art. 29º. É criado o Cadastro Ambiental Rural - CAR, no âmbito do Sistema Nacional de Informação sobre Meio Ambiente - SINIMA, registro público eletrônico de âmbito nacional, obrigatório para todos os imóveis rurais, com a finalidade de integrar as informações ambientais das propriedades e posses rurais, compondo base de dados para controle, monitoramento, planejamento ambiental e econômico e combate ao desmatamento. ICMBio - (Lei 11.516/07)85, Art. 1º - Fica criado o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - Instituto Chico Mendes, autarquia federal dotada de personalidade jurídica de direito público, autonomia administrativa e financeira, vinculada ao Ministério do Meio Ambiente. Uma das funções do Instituto Chico Mendes para monitorar as reservas

79 https://www.bombeiros.pa.gov.br/wp-content/uploads/2020/08/LEI-N%c2%b0-9.048-DE-29-DE-ABRIL-DE-2020.pdf 80 https://www.semas.pa.gov.br/legislacao/files/pdf/706.pdf

81 https://sapl.al.ro.leg.br/media/sapl/public/normajuridica/2018/8761/l4437.pdf 82 http://ditel.casacivil.ro.gov.br/COTEL/Livros/Files/D16232.pdf

83 https://cetesb.sp.gov.br/proclima/wp-content/uploads/sites/36/2014/08/DECRETO-No-3.007-de-18-de-abril-de-2007_TO.pdf

84 https://www.mma.gov.br/images/arquivo/80120/Anexo%20II%20-%20PLANO%20OPERATIVO%20DO%20PPCDAm%20-%20GPTI%20_%20p%20 site.pdf

85 http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/lei/l11516.htm

legalizadas. PPG7 - foi uma das mais importantes e ousadas iniciativas do governo brasileiro, em parceria com a comunidade internacional e a sociedade civil, para testar e disseminar estratégias inovadoras de uso e proteção dos recursos naturais em florestas tropicais, com o objetivo de transformar o conhecimento gerado nas experiências com subsídios para políticas públicas ambientais. Foi um dos maiores programas ambientais implementados no Brasil desde o início da década de 90, o Programa Piloto de Proteção às Florestas Tropicais do Brasil, e foi encerrado em 2009.

Garimpo ilegal, regulamentação, resíduos (T1 .4 .1 .)

Dentre os diversos bens protegidos pela Lei do Meio Ambiente, a extração ilegal de recursos minerais é considerada crime pela Lei (9.605 - 98). Além do crime ambiental, a extração irregular de minérios é considerada crime de usurpação de patrimônio público, na forma do Art. 2º da Lei 8.176 de 1991): Constitui crime contra o patrimônio, na modalidade de usurpação, produzir bens ou explorar matéria-prima pertencentes à União, sem autorização legal ou em desacordo com as obrigações impostas pelo título autorizativo. Na mesma lei, o Art. 55º estabelece: É crime executar pesquisa, lavra ou extração de recursos minerais sem a competente autorização, permissão, concessão ou licença, ou em desacordo com a obtida. Aquele que explorar recursos minerais fica obrigado a recuperar o meio ambiente degradado, de acordo com solução técnica exigida pelo órgão público competente, na forma da lei. A Constituição Federal Brasileira (CF) também aborda a questão. CF - 88, Art. 225º,

§ 2: Aquele que explorar recursos minerais fica obrigado a recuperar o meio ambiente degradado, de acordo com solução técnica exigida pelo órgão público competente, na forma da lei. Com relação ao garimpo em terras indígenas, a CF trata desse ponto no art. 231º, § 7: Disposições do Art. 174º, parágrafos 3 e 4, com a proibição da exploração.

Direitos dos cidadãos, povos nativos (T1 .5 .1)

Convenção sobre os Povos Indígenas e Tribais (PIT) 19686 - Ratificada pela legislação brasileira. Convenção que se aplica a povos indígenas em países independentes. A Convenção reconhece o direito de posse e propriedade e prevê medidas a serem tomadas para proteger esses direitos relacionados à terra e ao território que as comunidades tradicionais ocupam ou usam coletivamente. Lei (6.001 – 1973)87, disposições sobre o Estatuto do Índio, Art. 1º - Esta Lei regula a situação jurídica dos índios ou silvícolas e das comunidades indígenas, com o propósito de preservar a sua cultura e integrá-los, progressiva e harmoniosamente, à comunhão nacional Direitos dos cidadãos, acesso à justiça (T1 .5 .2 .)

O Brasil não é signatário da Convenção de Aarhus, que é um tema de grande discussão e interesse na ONU.

No momento, o Brasil não participa de nenhum tratado internacional sobre acesso à informação em matéria ambiental, referido nas Leis de Ação Civil Pública e Ação Popular. Nesse sentido, um dos mais importantes

86 http://www.mpf.mp.br/atuacao-tematica/ccr6/documentos-e-publicacoes/legislacao/legislacao-docs/convencoes-internacionais/conve-cao169.pdf/view

87 https://legislacao.presidencia.gov.br/atos/?tipo=LEI&numero=6001&ano=1973&ato=c03g3Yq5EenRVT213

instrumentos internacionais relacionados ao meio ambiente é a Convenção sobre Diversidade Biológica (1992), que foi realizada no Rio de Janeiro, foi assinada pelo Brasil no mesmo ano e ratificada em 1994, em conjunto com RIO + 10, RIO + 20 e PIT. Temos tratados de proteção, fiscalização e preservação em questões ambientais.

No documento DELEGAÇÃO DA UNIÃO EUROPEIA NO BRASIL CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA (páginas 72-75)