4 PROJETO “SIM CAXIAS”: ANÁLISE ECONÔMICA E OPERACIONAL

4.2 PROJETO “SIM CAXIAS”

O projeto “Sim Caxias” colocado em execução em abril de 2016, é a troncalização do eixo Leste-Oeste do transporte coletivo urbano por ônibus do Município, ou seja, é a operação de uma parte do projeto “SIT Caxias”, com duas EPIs (Estações Principais de Integração) operando, uma na parte leste da cidade (EPI Imigrante) e outra na parte oeste da cidade (EPI Floresta). As linhas dessas regiões operam de forma troncalizada e nas demais regiões continuam operando de forma radial (bairro- centro / centro-bairro).

4.2.1 Modelo Operacional

O projeto “SIM Caxias” conta com três tipos de linhas operacionais, alimentadoras, troncais e coletoras.

As linhas alimentadoras são linhas provenientes dos bairros, que tem deslocamento somente até as EPI’s e deixaram de trafegar na área central, as linhas troncais são linhas que realizam as ligações entre as EPI’s, com ônibus de maior porte, passando pela área central, caracterizadas pela agilidade e capacidade de transporte e as linhas coletoras são linhas que circulam no Anel Perimetral e nos eixos Leste/Oeste e Norte/Sul.

A linha troncal TR01, que realiza a ligação entre as estações Floresta e Imigrante conta com aproximadamente 20 ônibus nos horários de pico e 10 ônibus no entre pico, ofertando frequências de 4 em 4 e 6 em 6 minutos respectivamente. A frota é composta por veículos articulados, BRT e convencionais, mediante as demandas registradas.

A linha troncal TR02, que realiza a ligação Sudoeste/Nordeste ofertará frequências de 30 em 30 minutos, quando for consolidada sua implantação. A frota é composta por veículos articulados, BRT e convencionais, mediante as demandas registradas.

A figura 3 apresenta o mapa e o modelo de como as linhas funcionam, onde as linhas alimentadoras estão em vermelho e cada uma das coletoras estão dispostas no mapa com uma cor diferente.

Figura 3 – Mapa Linhas de ônibus

Fonte: CAXIAS DO SUL (2013)

A linha coletora circular norte realiza a ligação entre as estações Floresta e Imigrante através do semi-anel Perimetral Norte e, também, através do eixo central Leste/Oeste, ofertando inicialmente frequência de 15 em 15 minutos nos picos e 30 em 30 nos entre picos. A frota é composta por veículos articulados e low-enter3, mediante as demandas registradas.

A linha coletora circular sul realiza a ligação entre as estações Floresta e Imigrante através do semi-anel Perimetral Sul e, também, através do eixo central Leste/Oeste, ofertando inicialmente frequência de 15 em 15 minutos nos picos e 30 em 30 nos entre picos. A frota é composta por veículos articulados e low- enter, mediante as demandas registradas.

A linha coletora circular leste realiza a ligação entre a estação Imigrante e o centro da cidade através do semi-anel Perimetral Leste e do eixo central Norte/Sul, ofertando inicialmente frequência de 30 em 30 minutos nos picos e 60

3 Low-enter é um modelo de ônibus que possuem piso baixo entre os eixos dianteiro e traseiro, facilitando o desembarque, já que o piso fica no nível da calçada.

em 60 nos entre picos. A frota é composta por veículos low-enter, mediante as demandas registradas.

A linha coletora circular oeste realiza a ligação entre a estação Floresta e o centro da cidade através do semi-anel Perimetral Oeste e do eixo central Norte/Sul, ofertando inicialmente frequência de 30 em 30 minutos nos picos e 60 em 60 nos entre picos. A frota é composta por veículos low-enter, mediante as demandas registradas.

A figura 4 mostra o mapa com as coletoras, suas áreas de abrangência e a ligação com as EPI.

Figura 4 – Mapa Linhas das Coletoras

Fonte: CAXIAS DO SUL (2013)

O funcionamento operacional acontecerá da seguinte forma, o usuário embarcará em sua linha alimentadora no bairro, deslocando-se até a EPI. Dentro da EPI realizará o transbordo para uma Linha Troncal ou uma Linha Coletora, sem pagar uma nova tarifa, acessando pelas portas de saída dos ônibus. Estas linhas troncais ou coletoras cruzarão pelo centro da cidade ou, ainda, pelo anel perimetral, e terminarão seu itinerário em outra EPI. O deslocamento do centro da cidade para os bairros se dá pelo processo inverso.

4.2.2 Infraestrutura

São duas estações principais de integração, EPI Floresta e EPI Imigrante, essas estações são fechadas com grade, possuindo acessos de entrada e saída para ônibus, catracas bidirecionais exclusivas via cartão para a entrada dos pedestres. Para usuários que pagam com dinheiro, possui um guichê onde é adquirido o cartão. Existe um portão de acesso para cadeirantes e portadores de necessidades especiais, bicicletário, salas destinadas ao órgão gestor, guarda municipal e concessionária, além de guichê de informações e banheiros.

Previsão de quiosques de alimentação, sistema de câmeras de vigilância, painéis eletrônicos para informações, PPCI – sistema de iluminação de emergência, toda a estrutura das estações é coberta e acessível, facilitando o acesso aos ônibus e local para estacionamento de ônibus reserva.

A figura 5 mostra o projeto da EPI do Floresta com os acessos e terminais. Figura 5 – Projeto EPI Floresta

Fonte: CAXIAS DO SUL (2013)

Ambos os projetos visam o conforto dos passageiros que precisam aguardar nas EPI’s. A figura 6 mostra o projeto da EPI do Imigrante com os acessos e terminais.

Figura 6 – Projeto EPI Imigrante

Fonte: CAXIAS DO SUL (2013)

Na área central, ficam as estações secundárias, em pontos estratégicos, todas já no padrão do projeto e com a calçada na altura ideal para o acesso aos ônibus com piso baixo, totalmente cobertas e com painéis informativos das linhas que param na estação.

A figura 7 apresenta as estações secundárias sendo instaladas nos pontos definidos na área central da cidade.

Figura 7 – Estações Secundárias

Fonte: CAXIAS DO SUL (2013)

Pavimentação em concreto rígido dos corredores de ônibus nas ruas, Sinimbu (2.860 metros), Pinheiro Machado e Treze de maio (2.200 metros), Bento Gonçalves (1.250 metros), Moreira Cesar (1.760 metros), Pio XII (880 metros) e Marechal Floriano (1.020 metros). Nem todas as pavimentações já foram concluídas, somente as ruas Sinimbu e Pinheiro Machado finalizaram suas obras até o início de 2019.

O projeto operacional previa a introdução de dois novos conceitos, o serviço expresso e semi-expresso, com a faixa de trânsito BRS dupla. Chegou a ser implantada, mas devido às solicitações, essa faixa dupla foi desativada no início do ano de 2017.

4.3 ANÁLISE DOS DADOS DO PROJETO “SIM CAXIAS”

No documento Análise financeira, operacional e social do projeto "Sim Caxias" no município de Caxias do Sul (páginas 57-62)