• Nenhum resultado encontrado

Represente, de forma dissociada, numa tela circular, a imagem da tarefa desagradável sendo executada (Imagem Pista).

No documento Apostila Milton Alencar (páginas 52-56)

Workshop de Intervenções Terapêutcas - Hipnose, PNL e Técnicas Psicossensoriais

www.miltonalencaronline.com.br www.mudevidas.com.br Página 53 Obs.: A Imagem pista deverá ter uma moldura redonda, com um pequeno orifício central, funcionando como o diafragma de uma máquina fotográfica. É algo que se abre, mostrando o que há por trás da imagem original e depois se fecha.

Passo 2:

Cena 2 - Imagem agradável - A cena boa, que te dá muito prazer. Você pode utilizar a imagem que quiser, o importante é que seja algo que represente o delicioso "cinestésico", aquela coisa que você vê e sente, que te dá muito prazer.

Obs.: O objeto do prazer não necessita ser exatamente algo relativo à alimentação, pode ser qualquer processo, inclusive a execução de uma tarefa que se realiza com satisfação, como praticar esportes, brincar ou mesmo fazer sexo. Não é preciso revelar as cenas que você está criando.

Passo 3:

Colocar Cena 1 na frente e Cena 2 atrás. Passo 4:

Abrir a Cena 1, a partir do orifício central, e mostrar, em toda a sua plenitude, a Cena 2, até que fique associado e inteiramente impregnado da sensação positiva.

Passo 5:

Imediatamente feche o diafragma ou lente, mostrando novamente a situação anterior (Cena 1). Passo 6:

Quebrar estado, abrindo os olhos. Passo 7:

Repetir o processo 6 vezes. Examine a Cena 1 novamente e, quando a sensação desagradável começar a surgir, abra o diafragma e se inunde da visão prazerosa da Cena 2.

Passo 8:

Aguarde alguns minutos e faça o teste: pense na tarefa desagradável e observe se a sensação agradável já se estabilizou.

Importante: Se a pessoa não conseguir uma boa visualização com o diafragma de máquina fotográfica, ela pode substituir por persiana que sobe e desce ou mesmo o sistema de cortinas teatrais.

Swish Visual

Imagem gatilho ou também chamada imagem pista: Esta imagem é o disparador do comportamento. É a última imagem projetada pelo sujeito que torna inevitável a ação. Esta imagem deve ser grande e associada, ou seja, o sujeito participa da cena, não o vê nela.

Autoimagem desejada: Esta é a imagem do objetivo a ser alcançado. A imagem desejada deve ser dissociada, ou seja, o sujeito enxerga a sai mesmo em sua imagem. Esta imagem engloba todas as qualidades do sujeito, será construída com o máximo de opções positivas possíveis. É importante também que esta imagem seja descontextualizada, para que o resultado não fique vinculado a nenhum contexto específico. É importante ter estas duas imagens bem definidas e desvinculadas de qualquer contexto. Recomenda-se ainda durante a técnica os olhos permanecerem fechados.

Workshop de Intervenções Terapêutcas - Hipnose, PNL e Técnicas Psicossensoriais

www.miltonalencaronline.com.br www.mudevidas.com.br Página 54 1 - Crie a imagem pista com ênfase no tamanho e no brilho. Ela deve ocupar toda a área de sua visão e ser colorida e brilhante. Coloque agora, no centro deste quadrado, bem pequena e sem cor a imagem desejada. Ela precisa ser sem qualquer brilho e quase imperceptível.

2 - Nesta etapa faça o Swish. Faça a imagem desejada crescer e ganhar brilho, cobrindo totalmente a imagem pista. A imagem que começará sem cor e pequena cresce e ganha brilho à medida que a imagem pista diminui e perde a cor. Abra os olhos rapidamente, feche e monte novamente o quadrado com a imagem pista grande e brilhante, coloque a imagem desejada no centro, pequena e fosca e faça novamente Swish.

Repita esta operação 6 vezes cada vez mais rápido abrindo e fechando os olhos ao final de cada passagem. 3 - Fase de teste. Tente enxergar a imagem pista. Se tudo correu bem, ela ficará instável, alterando o brilho e o tamanho.

Mudanças - Cruze o Rio

Objetivo: Para mudar o comportamento indesejado e planejar cuidadosamente as mudanças que você deseja. Esta técnica permite que você execute mudanças mais complexas ou difíceis com a técnica anterior, que requerem diferentes passos para alcançar o objetivo que você quer. Comportamentos que podem mudar são variados. Nós apresentamos alguns exemplos para você ter uma ideia clara:

● mudando hábitos alimentares prejudiciais; ● parar de fumar, roer unhas, criticar; ● controlar melhor suas emoções;

● exercício de mais compreensão para com os outros.

Estes passos devem seguir conscientemente, sem omitir nada, para conseguir a modificação desejada. Mas espere um pouco, é importante estabelecer a meta e suas implicações, de modo que não apenas mude o seu comportamento por outro positivo para você, mas também para o seu ambiente.

1. Decida o que você deseja alterar. Tome seu tempo, tente ser claro e oportuno. Algo geral como “uma boa pessoa“ ou “seja saudável" não funciona, porque são muito vagas. A mente precisa ser específica para apenas trabalhar sobre o que queremos, por exemplo, dizer:

"Eu posso ser mais paciente com as pessoas." Esclarece seu objetivo de modo que é fácil de alcançar. Começa com algo simples e quando você mudar, use novamente técnica para algo mais difícil.

2. Uma vez que você escolheu o que você quer mudar, pergunte se você realmente "quer" mudança. Se você realmente quer agradar os outros e não a você, não é uma boa ideia, o exercício não vai ajudar ou vai trazer outros problemas. Deve haver algo realmente que deseja, porque se não "quiser" parar de comer demais, porque você gosta, e você não vê nada prejudicial ou chato para você, este exercício não é aproveitável.

3. Declare o seu desejo de mudança sempre positivamente, por exemplo, em vez de dizer:

"Não quero mais me preocupar" encontre uma frase equivalente na forma positiva, como "Eu quero ser mais calmo", "Eu quero ser mais relaxado" e não dizer coisas como, " Serei mais calmo".

4. Pergunte a si mesmo se esta mudança é boa para você e para o seu ambiente? Se a resposta for sim, vá em frente. Se a resposta for não, verifique o que você deseja ser benéfico para todos, ou pelo menos não negativo. Ecologia.

5. Pensar sobre o recurso que você precisa para alcançar essa mudança. Um recurso refere-se a qualidades como paciência, disciplina, ordem, flexibilidade, relaxamento, segurança, entre outros. Não pensar sobre as qualidades que você já tem, mas simplesmente que iriam ajudá-lo a realizar a mudança de comportamento.

Workshop de Intervenções Terapêutcas - Hipnose, PNL e Técnicas Psicossensoriais

www.miltonalencaronline.com.br www.mudevidas.com.br Página 55 6. Depois de ter seu recurso, integrá-lo ao seu corpo e mente através da respiração profunda, fechando os olhos para evocar o sentimento que faz com que você tenha este recurso, para ir com você durante o exercício.

Agora, comece a sua prática. Se você for usar uma gravação é hora de iniciar. Faça uma introdução para o relaxamento que mais você gostar e...

Imagine que você está no campo e avance até um rio largo que leva bastante água. Você percebe que no outro lado do rio a vegetação parece mais verde e exuberante, o lugar é calmo e tranquilo. Você vê que um pouco mais abaixo existe uma ponte que da para passar para o outro lado do rio. Você sente vontade de atravessar e ficar um pouco lá do outro lado.

Você vai lentamente em direção à ponte. Siga o caminho para a ponte, você sabe que isso será bom para você e para aqueles que o rodeiam. Você continua andando em direção à ponte, esta cada vez mais perto. Você está de frente para a ponte e pronto para a viagem de mudança. Diga:

"A mudança que eu quero é ..." (indica o que você deseja alterar). Antes de cruzar você precisa colocar para trabalhar o recurso ou recursos adequados para fazer o trabalho para você. Pode ser responsabilidade, disciplina, perseverança, constância. Coloque-os na mochila imaginária que você está percebendo em suas costas agora. Você já tem seus recursos, lembre-se de mantê-los presentes. Seu recurso ou os recursos são importantes para você realizar a sua viagem e ser concretizadas.

Agora, antes de atravessar, mova seus ombros, braços, cintura e pescoço para relaxar um pouco da tensão. Você aproxima a ponte. Ciente dos recursos que você escolheu para fazer a mudança respire algumas vezes pensando sobre eles. Antes de visualizar atravessar para o outro lado da ponte com as alterações feitas. Imagine duas situações futuras com o seu alvo em ação. Ele funciona um por um. Nessas duas situações do futuro onde você está? O que você esta fazendo? Imagine o que você diz para os outros quando eles o virem diferente. Como você se sente? Você se motiva com essas cenas? Você acha que eles podem ser parte de sua vida? Você acha que pode fazer essas cenas se tornarem hábito?

Fique com essas cenas em mente e comece a atravessar a ponte devagar, observe o que acontece em seu interior nesta parte da viagem.

Seus pensamentos devem ser mais positivos e motivadores que antes. Sua fisiologia, postura, gestos, posição da mão e respiração, serão diferentes. A Fisiologia de segurança onde você está, na posição vertical e virada para frente irá substituir o anterior. Seu discurso sobre este assunto deve ser mais definido, preciso e convincente para você e para os outros, como "Eu posso realizar". Sua energia deve ser alta para o sentimento de realização e você também deve experimentar uma sensação de bem-estar. Começa a atravessar a ponte com muita vontade e segurança.

Viva cada cena com a realização de mudanças, fixe nesta mudança, foco no outro lado da ponte, você está perto, esta quase lá. Você tem o propósito de mudança, marque em sua mente. Observe em torno de você quando você vê que você conseguiu, ouça o que você diz, como você se sente sobre essa mudança? Peça a sua mente para fazê-lo. Deste lado da ponte tudo é verde e agradável. Esta pessoa que você vê é o que você quer se tornar; sinta os recursos que estão disponíveis para ajudá-lo alcançar e sustentar a mudança. 7. Tome uma respiração profunda. Você atingiu seu objetivo, e percorreu o caminho necessário para atingir as alterações e "quer" manter isto. Qualquer mudança exige um processo. E você deu-lhe a oportunidade para executar estes passos mentais simples. Parabéns. Agora você precisa de um pouco de tempo e espaço para que isto se torne um hábito.

Aqui termina a gravação. Desapaixone-se

1 - Feche seus olhos, imagine você e sua paixonite trancados dentro de um quarto todo preto e branco, no quarto não tem móveis, as paredes são pretas, você só enxerga uma porta e a imagem de sua paixonite em preto e branco em sua frente.

2 - Com os olhos fechados e imaginando isso, prenda a respiração ate começar a faltar o ar. Aguente até seu limite sem respirar.

Workshop de Intervenções Terapêutcas - Hipnose, PNL e Técnicas Psicossensoriais

www.miltonalencaronline.com.br www.mudevidas.com.br Página 56 3 - Quando não aguentar mais e precisar respirar, vá em direção a porta, abra a porta e comece a respirar normalmente, saia do quarto escuro e sem cor, deixando sua amada ou amado lá dentro, fora do quarto tudo é colorido e você consegue respirar, imagine seu mundo perfeito. Faça isso sempre que pensar em sua paixonite ou ex-namorada.

No documento Apostila Milton Alencar (páginas 52-56)