Conservatória do Registo Comercial de Sobral de Monte Agraço.

Matrícula n.º 30; identificação de pessoa colectiva n.º 501566988;

data do depósito: 05072004.

Certifico que foram depositados na pasta respectiva, os documen-tos relativos à prestação de contas do exercício de 2003.

Está conforme o original.

12 de Julho de 2004. — O Segundo-Ajudante, João Manuel

Gon-çalves Nogueira. 2005986470

VILA FRANCA DE XIRA

GARAGEM DA BELA VISTA, MANUEL GIL GARCIA, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrícula n.º 1768/880411; identificação de pessoa colectiva n.º 501970673;

inscrição n.º 9; números e data das apresentações: 16 e 17/040629.

Certifico que, em relação à sociedade em epígrafe foi registado o seguinte:

Aumento de capital, sendo o aumento de 230 048,08 euros, reali-zado em dinheiro subscrito quanto a 85 036,06 euros, pelo sócio José Pedro Lila Alho Gil, quanto a 72 506,01 euros, pelo sócio José Pedro Nunes Gil, em reforço das suas quotas e quanto a 72 506,01 euros, pelo sócio João Manuel Nunes Gil, com a criação de uma nova quota.

Alteração parcial do contrato, quanto ao artigo 3.º, o qual passa a ter a seguinte nova redacção:

ARTIGO 3.º

O capital social, integralmente realizado em dinheiro é de 250 000 euros, dividido em quatro quotas, uma no valor nominal de 100 000 euros pertencente ao sócio José Pedro Lila Alho Gil, uma no valor de 75 000 euros pertencente ao sócio José Pedro Nunes Gil

e duas, uma no valor nominal de 72 506,01 euros e outra no valor de 2493,99 euros, pertencente ao sócio João Manuel Nunes Gil.

O texto completo do contrato, na sua redacção actualizada, ficou depositado na pasta respectiva.

Está conforme o original.

7 de Julho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria João Nunes

Caixeiro Carvalhal Santos. 2008696928

NORASA — EMPREENDIMENTOS DE JARDINAGEM, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrí-cula n.º 2016/900125; identificação de pessoa colectiva n.º 502277602; averbamento n.º 1 à inscrição n.º 3; número e data da apresentação: 15/040629.

Certifico que, em relação à sociedade em epígrafe foi averbada a deslocação da sede para a Rua de João de Deus, 61, freguesia e con-celho de Vila Franca de Xira.

O texto completo do contrato, na sua redacção actualizada, ficou depositado na pasta respectiva.

Está conforme o original.

7 de Julho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria João Nunes

Caixeiro Carvalhal Santos. 2008688615

REMODOBRILHA, SOCIEDADE DE CONSTRUÇÃO CIVIL, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrícula n.º 4839/000531; identificação de pessoa colectiva n.º 504808575;

averbamento n.º 2 à inscrição n.º 1 e inscrição n.º 4; números e data das apresentações: 8 e 9/040629.

Certifico que, em relação à sociedade em epígrafe foi registado o seguinte:

1 — Cessação de funções de gerente de António Manuel Esteves Leitão, por renúncia em 24 de Março de 2004.

2 — Alteração parcial do contrato, tendo sido alterados os arti-gos 1.º, 4.º e 6.º os quais passaram a ter a seguinte nova redacção:

1.º

A sociedade continua a adoptar a firma REMODOBRILHA, Soci-edade de Construção Civil, L.da, muda a sua sede para a Avenida de D.

Vicente Afonso Valente, 3, 11.º A, na freguesia de Póvoa de Santa Iria, concelho de Vila Franca de Xira.

4.º

O capital social, integralmente realizado é de 5062,80 euros, re-presentado por duas quotas a saber: uma quota de 4962,80 euros, per-tencente ao sócio José Alexandre Borges dos Reis; e uma quota de 100 euros pertencente à sócia Cármen Dolores de Freitas Ferreira.

6.º

A gerência da Sociedade, com ou sem remuneração, conforme for deliberado em assembleia geral, compete ao sócio José Alexandre Borges dos Reis, já nomeado gerente.

§ único. A sociedade obriga-se em todos os seus actos e contratos com a assinatura de um gerente.

O texto completo do contrato, na sua redacção actualizada, ficou depositado na pasta respectiva.

Está conforme o original.

7 de Julho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria João Nunes

Caixeiro Carvalhal Santos. 2008704211

ESTRURAN — CONSTRUÇÕES, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrícula n.º 6467/040412; identificação de pessoa colectiva n.º 506940535;

inscrição n.º 1; número e data da apresentação: 4/040412.

Certifico que foi constituída uma sociedade por quotas entre Ma-nuel Joaquim da Silva Alexandre, Nuno Miguel da Silva Alexandre e Rui Ismael Félix Fernandes, a qual se rege pelos seguintes artigos:

ARTIGO 1.º

1 — A sociedade adopta a firma ESTRURAN — Construções, L.da 2 — A sociedade tem a sua sede na Avenida de D. Vicente Afonso Valente, 5, 9.º B, freguesia de Póvoa de Santa Iria, concelho de Vila Franca de Xira.

3 — Por simples deliberação da gerência, pode a sede ser deslocada dentro do mesmo concelho ou para concelho limítrofe e serem cria-das agências, filiais, delegações, sucursais ou outras formas locais de representação, no território nacional ou no estrangeiro.

ARTIGO 2.º

O objecto da sociedade consiste na actividade industrial de execu-ção da obras próprias ou por empreitada de construexecu-ção civil, em obras públicas e privadas, aquisição, arrendamento e alienação de imóveis, promoção da construção e comercialização de imóveis e a revenda dos imóveis adquiridos para esse fim.

ARTIGO 3.º

1 — O capital social, integralmente realizado em dinheiro, é de 12 600 euros e corresponde à soma de três quotas iguais do valor nominal de 4200 euros, pertencente uma a cada um dos sócios.

2 — Aos sócios poderão ser exigidas prestações suplementares de capital até ao montante global igual ao décuplo do capital social.

3 — Depende de deliberação dos sócios a celebração de contratos de suprimentos.

ARTIGO 4.º

1 — A gerência da sociedade, com ou sem remuneração, conforme for deliberado em assembleia geral, compete a sócios ou a não sócios.

2 — Para a sociedade ficar obrigada é necessária a intervenção conjunta de dois gerentes.

3 — Ficam desde já nomeados gerentes todos os sócios.

ARTIGO 5.º

A sociedade poderá participar no capital social de outras socieda-des, mesmo com objecto diferente do seu, e em sociedades reguladas por leis especiais ou em agrupamentos complementares de empresas.

ARTIGO 6.º

A cessão de quotas a não sócios depende do consentimento da sociedade, que terá sempre o direito de preferência, o qual, de seguida, se defere aos sócios não cedentes.

ARTIGO 7.º

A sociedade poderá amortizar a quota de qualquer sócio, quando esta for sujeita a arrolamento, arresto, penhora, quando for incluída em massa fa-lida, ou quando, fora dos casos previstos na lei, for cedida sem o consen-timento da sociedade.

ARTIGO 8.º

Aos lucros líquidos anualmente apurados, depois de deduzida a per-centagem para reserva legal, será dado o destino que vier a ser delibe-rado em assembleia geral.

Está conforme o original.

28 de Junho de 2004. — A Ajudante Principal, Célia Maria

Na-morado da Silva Perú. 2005204188

WINDOWSTRANS, TRANSPORTES RODOVIÁRIOS DE MERCADORIAS, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrícula n.º 6440/040311; identificação de pessoa colectiva n.º 506903710;

averbamento n.º 2 à inscrição n.º 1 e inscrição n.º 2; números e data das apresentações: 14 a 16/040623.

Certifico que em relação à sociedade em epígrafe foi registado o seguinte:

1 — Cessação de funções de gerente de Francisco José Saramago da Silva Gaia por renúncia em 9 de Junho de 2004;

2 — Alteração parcial do contrato, tendo sido alterado o artigo 3.º n.º 1, o qual passa a ter a seguinte redacção:

ARTIGO 3.º

1 — O capital social, integralmente realizado em dinheiro, é de 50 000 euros, dividido em duas quotas: uma do valor nominal de

33 350 euros titulada em nome do sócio, Francisco Manuel dos An-jos Batalha e outra do valor nominal de 16 650 euros pertencente à sócia Isabel Maria de Jesus Vitorino Batalha.

Gerente designada, Isabel Maria de Jesus Vitorino Batalha.

Data: 9 de Junho de 2004.

O texto completo do contrato, na sua redacção actualizada, ficou depositado na pasta respectiva.

Está conforme o original.

2 de Julho de 2004. — A Ajudante Principal, Célia Maria

Namo-rado da Silva Perú. 2008708047

SUDSOLUTIONS — CONSULTORIA DE INFORMÁTICA E GESTÃO, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrícula n.º 6529/040625; identificação de pessoa colectiva n.º 507011147;

inscrição n.º 1; número e data da apresentação: 10/040625.

Certifico que Tânia João Lopes Barradas e Cristina Alexandra Simões Marques Nunes, constituiu a sociedade em epígrafe, que se rege pelos artigos constantes do seguinte contrato:

ARTIGO 1.º

1 — A sociedade adopta a firma SUDSOLUTIONS — Consultoria de Informática e Gestão, L.da

2 — A sociedade tem a sua sede na Praceta das Ordenações Afonsinas, 6, rés-do-chão, lojas, freguesia de Alverca, concelho de Vila Franca de Xira.

3 — Por simples deliberação da gerência, pode a sede ser deslocada, dentro do mesmo concelho ou para concelho limítrofe, podendo ain-da ser criaain-das sucursais, filiais, agências ou outras formas locais de representação, no território nacional ou no estrangeiro.

ARTIGO 2.º

O objecto da sociedade consiste em consultoria de informática e gestão comércio de equipamentos informáticos, comércio de bens e serviços à industria.

ARTIGO 3.º

O capital social é de 5000 euros, encontra-se integralmente reali-zado em dinheiro e corresponde à soma de duas quotas, uma do valor nominal de 4500 euros pertencente à sócia Tânia João Lopes Barradas e outra no valor nominal de 500 euros pertencente à sócia Cristina Alexandra Simões Marques Nunes.

ARTIGO 4.º

1 — A gerência da sociedade compete aos gerentes, sócios ou não sócios, a nomear em assembleia geral, a qual poderá não ser remune-rada conforme aí for deliberado.

2 — Para vincular a sociedade é necessária a intervenção de um gerente.

3 — Fica desde já nomeada gerente, a sócia Tânia João Lopes Barradas.

ARTIGO 5.º

A sociedade poderá participar no capital social de outras socieda-des, mesmo com objecto diferente do seu, em sociedades reguladas por leis especiais ou em agrupamentos complementares de empresas.

ARTIGO 6.º

A cessão de quotas a não sócios depende do consentimento da sociedade que terá sempre o direito de preferência, o qual, de seguida, se defere aos sócios não cedentes.

Está conforme o original.

9 de Julho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria João Nunes

Caixeiro Carvalhal Santos. 2000342051

GENTE XIRA — CENTRO DE ACTIVIDADES DE TEMPOS LIVRES E JARDIM DE INFÂNCIA, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrícula n.º 6530/040628; identificação de pessoa colectiva n.º 507024117;

inscrição n.º 1; número e data da apresentação: 6/040626.

Certifico que foi constituída uma sociedade por quotas entre Ana Raquel Malhoa Eustáquio Vitorino e Sara Antunes de Oliveira Gama a qual se rege pelos seguintes artigos:

ARTIGO 1.º

1 — A sociedade adopta a firma GENTE XIRA — Centro de Ac-tividades de Tempos Livres e Jardim de Infância, L.da

2 — A sociedade tem a sua sede na Avenida do General Humberto Delgado, Edifício Lameiros, bloco 1, lojas direita/esquerda, freguesia e concelho de Vila Franca de Xira.

3 — Por simples deliberação da gerência, pode a sede ser deslocada, dentro do mesmo concelho ou para concelho limítrofe, podendo ain-da ser criaain-das sucursais, filiais, agências ou outras formas locais de representação, no território nacional ou no estrangeiro.

ARTIGO 2.º

O objecto da sociedade consiste em centro de actividade de tempos livres e jardim de infância.

ARTIGO 3.º

1 — O capital social é de 5000 euros, encontra-se integralmente subscrito e realizado em dinheiro e corresponde à soma de duas quotas iguais, do valor nominal de 2500 euros cada uma e uma de cada sócia.

2 — Aos sócios poderão ser exigidas prestações suplementares de capital até ao montante global de 50% do capital social (desde que a chamada seja deliberada por maioria de 100% dos votos representa-tivos de todo o capital social).

3 — Depende de deliberação dos sócios a celebração de contratos de suprimentos.

ARTIGO 4.º

1 — A gerência da sociedade compete aos gerentes, sócios ou não sócios, a nomear em assembleia geral, a qual poderá não ser remune-rada conforme aí for deliberado.

2 — Para vincular a sociedade é necessária a intervenção de dois gerentes.

3 — A remuneração da gerência poderá consistir, total ou parcial-mente, em participação nos lucros da sociedade.

4 — Ficam desde já nomeadas gerentes as sócias.

ARTIGO 5.º

A sociedade poderá participar no capital social de outras socieda-des, mesmo com objecto diferente do seu e em sociedades reguladas por leis especiais ou em agrupamentos complementares de empresas.

ARTIGO 6.º

A cessão de quotas a não sócios depende do consentimento da sociedade que terá sempre o direito de preferência, o qual, de seguida, se defere aos sócios não cedentes.

ARTIGO 7.º

A sociedade poderá amortizar a quota de qualquer sócio, quando esta for sujeita a arrolamento, arresto, penhora, quando for incluída em massa falida, ou quando, fora dos casos previstos na lei, for cedida sem consentimento da sociedade.

ARTIGO 8.º

Aos lucros líquidos anualmente apurados, depois de deduzida a per-centagem para reserva legal, será dado o destino que vier a ser delibe-rado em assembleia geral.

Está conforme o original.

6 de Julho de 2004. — A Ajudante Principal, Célia Maria

Namo-rado da Silva Perú. 2008708055

SUBLOC — LOCAÇÃO DE SUBMARINOS, S. A.

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrícula n.º 6424/040225; identificação de pessoa colectiva n.º 504721291;

inscrição n.º 9; número e data da apresentação: 4/040528.

Certifico que em relação à sociedade em epígrafe foi registado o seguinte:

Dissolução.

Prazo para a liquidação: três anos a contar de 29 de Março de 2004.

Está conforme o original.

9 de Julho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria João Nunes

Caixeiro Carvalhal Santos. 2005202622

PÁTIOS — SOCIEDADE DE GESTÃO DE CONDOMÍNIOS E ESPAÇOS PÚBLICOS, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrícula n.º 4010/971209; identificação de pessoa colectiva n.º 504019775;

inscrição n.º 6; número e data da apresentação: 14/011023.

Certifico que em relação à sociedade em epígrafe foi registado o seguinte:

Alteração parcial do contrato, tendo sido alterados os artigos 4.º, 5.º e 7.º os quais passam a ter a seguinte redacção:

4.º

O capital social integralmente realizado em numerário é de 5000 euros, representado por quatro quotas iguais de 1250 euros, uma de cada um deles sócios.

5.º

A cessão de quotas a não sócios depende do consentimento da sociedade que terá sempre o direito de preferência, o qual, de seguida, se defere aos sócios não cedentes.

7.º

1 — A gerência da sociedade, com ou sem remuneração conforme for deliberado em assembleia geral compete aos sócios Luís António da Graça Gomes Coelho já nomeado gerente e João Adérito Gaião do Norte, ora nomeado gerente.

2 — Para obrigar a sociedade em todos os seus actos e contratos é suficiente a assinatura de um dos gerentes.

O texto completo do contrato, na sua redacção actualizada, ficou depositado na pasta respectiva.

Está conforme o original.

5 de Julho de 2004. — A Ajudante Principal, Célia Maria

Namo-rado da Silva Perú. 1000261896

GRAFIMEIOS — DECORAÇÃO E DESIGN, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrí-cula n.º 2503/920430; identificação de pessoa colectiva n.º 502759895.

Certifico que em relação à sociedade em epígrafe, foram deposita-dos os documentos de prestação de contas relativas ao ano de 2003.

23 de Junho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria José Rodrigues

da Silva Friezas. 2008715663

DUARTE & SARAMAGO — SOCIEDADE DE MEDIAÇÃO IMOBILIÁRIA, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrí-cula n.º 4463/990409; identificação de pessoa colectiva n.º 504333089.

Certifico que em relação à sociedade em epígrafe, foram deposita-dos os documentos de prestação de contas relativas ao ano de 2003.

23 de Junho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria José Rodrigues

da Silva Friezas. 2005203548

DUARTE & SARAMAGO — EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrí-cula n.º 6041/030217; identificação de pessoa colectiva n.º 506479803.

Certifico que em relação à sociedade em epígrafe, foram deposita-dos os documentos de prestação de contas relativas ao ano de 2003.

23 de Junho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria José Rodrigues

da Silva Friezas. 2005203556

TRANSPORTES VARANDA & MULHER, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrícula n.º 3094/940527; identificação de pessoa colectiva n.º 503249580.

Certifico que em relação à sociedade em epígrafe, foram deposita-dos os documentos de prestação de contas relativas ao ano de 2003.

23 de Junho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria José Rodrigues

da Silva Friezas. 2005203491

CHAPITRANS — TRANSPORTES, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrícula n.º 4643/991029; identificação de pessoa colectiva n.º 504662430.

Certifico que em relação à sociedade em epígrafe, foram deposita-dos os documentos de prestação de contas relativas ao ano de 2003.

23 de Junho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria José Rodrigues

da Silva Friezas. 2005203580

VICTOR & VICTOR — CARPINTARIA, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrícula n.º 5322/010706; identificação de pessoa colectiva n.º 505521776.

Certifico que foram depositados os documentos de prestação de contas, relativas ao ano de 2003.

17 de Junho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria José Rodrigues

da Silva Friezas. 2005210170

ENGIGÁS — TECNOLOGIA MULTI-SERVIÇOS DE ENGENHARIA, S. A.

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrícula n.º 4804/000412; identificação de pessoa colectiva n.º 502353422.

Certifico que em relação à sociedade em epígrafe, foram deposita-dos os documentos de prestação de contas relativas ao ano de 2003.

17 de Junho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria José Rodrigues

da Silva Friezas. 2005202460

A CIGARRA — SOCIEDADE AGRÍCOLA, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrícula n.º 5882/021003; identificação de pessoa colectiva n.º 506305775.

Certifico que foram depositados os documentos de prestação de contas relativas ao ano de 2003.

23 de Junho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria João Nunes

Caixeiro Carvalhal Santos. 2008714284

VALENTIM, COSTA & LOURENÇO — DESIGN GRÁFICO, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrícula n.º 4888/000726; identificação de pessoa colectiva n.º 505021226;

averbamento n.º 1 à inscrição n.º 11 e inscrição n.º 11; números e data das apresentações: 8 e 9/040618.

Certifico que em relação à sociedade em epígrafe foi registado o seguinte:

1 — Alteração parcial do contrato, tendo sido alterados os artigos 4.º e 5.º n.os 1 e 2 e suprimido o n.º 4, com remuneração dos n.os 5 e 6 para 4 e 5, os quais passam a ter a seguinte redacção:

4.º

O capital social é de 25 000 euros e corresponde à soma de três quotas, uma no valor nominal de 15 000 euros em nome do sócio

Valentim da Costa Albuquerque, outra no valor nominal de 7500 euros em nome do sócio João de Almeida Costa e outra no valor nominal de 2500 em nome da sócia Maria do Céu Mota Lérias da Costa Albuquerque.

5.º

1 — A gerência da sociedade, com ou sem remuneração conforme for deliberado em assembleia geral, será exercida por dois gerentes.

2 — É nomeado gerente desde já o sócio João de Almeida Costa e continua nomeado gerente o sócio Valentim da Costa Albuquerque.

2 — Cessação de funções de gerente de João de Almeida Costa por renúncia em 2 de Abril de 2004.

O texto completo do contrato, na sua redacção actualizada, ficou depositado na pasta respectiva.

Está conforme o original.

28 de Junho de 2004. — A Ajudante Principal, Célia Maria

Na-morado da Silva Perú. 2008722520

MARTINS & SANTOS — SOCIEDADE GESTORA DE PARTICIPAÇÕES SOCIAIS, S. A.

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrícula n.º 4941/000927; identificação de pessoa colectiva n.º 502412860;

inscrição n.º 25; número e data da apresentação: 5/040614.

Certifico que em relação à sociedade em epígrafe foi registado o seguinte:

1 — Redução de capital e alteração parcial do contrato.

Montante da redução: 1 871 250 euros, para cobertura de prejuí-zos, pela extinção de participações sociais representado por 375 000 acções de valor nominal de 4,99 euros.

Alteração parcial do contrato, tendo alterado quanto ao artigo 3.º n.º 1 o qual passa a ter a seguinte nova redacção:

ARTIGO 3.º

1 — O capital social é de 1 871 250 euros, representado por 375 000 acções do valor nominal de 4,99 euros cada.

O texto completo do contrato, na sua redacção actualizada, ficou depositado na pasta respectiva.

Está conforme o original.

23 de Junho de 2004. — A Segunda-Ajudante, Maria José Rodrigues

da Silva Friezas. 2006396650

ROMÃO & JORGE, L.

DA

Conservatória do Registo Comercial de Vila Franca de Xira. Matrícula n.º 6506/040531; identificação de pessoa colectiva n.º 506970132;

inscrição n.º 1; número e data da apresentação: 1/040531.

Certifico que entre Mário Sérgio Luís Jorge e José Carlos Godinho Romão foi constituída a sociedade em epígrafe, que se rege pelos artigos constantes do seguinte contrato:

ARTIGO 1.º

1 — A sociedade adopta a firma Romão & Jorge, L.da e tem a sua sede na Rua do Brigadeiro Alberto Fernandes, 41, rés-do-chão, loja, freguesia de Alverca, concelho de Vila Franca de Xira.

2 — Por simples deliberação da gerência, pode a sede ser deslocada, dentro do mesmo concelho ou para concelho limítrofe, assim como podem ser criadas ou encerradas sucursais, agências, delegações ou quaisquer outras formas de representação social no território nacio-nal ou no estrangeiro.

ARTIGO 2.º

O objecto da sociedade consiste no exercício da actividade de tauração e similares, nomeadamente café, pastelaria, snack-bar e res-taurante.

ARTIGO 3.º

A sociedade poderá adquirir livremente participações em socieda-des de responsabilidade limitada, em sociedasocieda-des reguladas por lei

espe-cial e em agrupamentos complementares de empresas, ainda que o objecto de umas e de outras não tenha nenhuma relação directa ou indirecta com o seu.

ARTIGO 4.º

1 — O capital social, é de 5000 euros, encontra-se integralmente realizado em dinheiro e corresponde à soma de duas quotas iguais, com valor nominal de 2500 euros cada uma, pertencendo uma a cada um dos sócios Mário Sérgio Luís Jorge e José Carlos Godinho Romão.

2 — Poderão ser exigidas aos sócios prestações suplementares de

2 — Poderão ser exigidas aos sócios prestações suplementares de

No documento III. Terça-feira, 7 de Setembro de 2004 Número 211 PARTE A PARTE B. 3. Diversos. 1. Concursos públicos. 2. Despachos, Éditos, Avisos e Declarações (páginas 83-89)