Nbr 12523.1992 - Simbolos Graficos de Equipamentos de Manobra e Controle e de Dispositivos de Protecao

Texto

(1)

C

Copopyriyright ght ©©1991990,0, ABNT

ABNT–A–Assssocociaçiaç ão ão BrBrasilasileiraeira de No

de Normas rmas TTécécnicanicass Printed

Printed in Brin Braazilzil// Impre

Impresssso no o no BrBraasisill  T

 Todos odos os os dirdireiteitos os rreseservervadosados Sede:

Sede: Ri

Rio de o de JJ aneiraneiroo Av. Tr

Av. Treze deze d e Me M aio, 13 - 28aio, 13 - 28ººandarandar

C

CEP 20EP 20003 003 - C- Caaixa Poixa Postal 16stal 168080 Ri

Rio do de Je J aneaneiriro - RJo - RJ  T

 Tel.el.: : PABX PABX (0(02121) ) 2210-10-31312222  T

 Telexelex: : (0(0221) 1) 343433333 3 ABNT ABNT - - BBRR Endere

Endereçço Telegro Telegrááfico:fico: NORMAT

NORMATÉÉCNICACNICA

ABNT-Associação

ABNT-Associação

Brasileira de

Brasileira de

Normas Técnicas

Normas Técnicas

Palavra-chave: Símbolo gráfico de eletricidade

Palavra-chave: Símbolo gráfico de eletricidade

23 páginas

23 páginas

ABR./1992

ABR./1992

Símbolos gráficos de equipamentos de

Símbolos gráficos de equipamentos de

manobra e controle e de dispositivos de

manobra e controle e de dispositivos de

proteção

proteção

NBR 12523

NBR 12523

1 Objetivo

1 Objetivo

Esta Norma estabelece os símbolos gráficos de Esta Norma estabelece os símbolos gráficos de equipamentos de manobra e controle e de disposit

equipamentos de manobra e controle e de disposit ivos deivos de proteção.

proteção.

2 Documentos complementares

2 Documentos complementares

Na aplicação desta Norma é necessário consultar: Na aplicação desta Norma é necessário consultar:

NBR 5175 - Código numérico das funções dos NBR 5175 - Código numérico das funções dos dispositivos de manobra, controle e proteção de dispositivos de manobra, controle e proteção de sistemas de potência - Simbologia

sistemas de potência - Simbologia

NBR 12519 - Símbolos gráficos de elementos de NBR 12519 - Símbolos gráficos de elementos de símbolos, símbolos qualificativos e outros símbolos símbolos, símbolos qualificativos e outros símbolos em aplicação geral - Simbologia

em aplicação geral - Simbologia

IEC 27 - Letter symbols to be used in electrical IEC 27 - Letter symbols to be used in electrical technology

technology

IEC 113-4 - Diagrams, charts, tables - Part 4: IEC 113-4 - Diagrams, charts, tables - Part 4: Recommendations for the preparation of circuit Recommendations for the preparation of circuit dia-grams

grams

IEC 117-3 - Recommended graphical symbols - Part IEC 117-3 - Recommended graphical symbols - Part 3: Switching and protective devices

3: Switching and protective devices ISO 31 - Quantities and units

ISO 31 - Quantities and units

3 Símbolos

3 Símbolos

Com relação às seções contatos (3.1 a 3.6) e dispositivos Com relação às seções contatos (3.1 a 3.6) e dispositivos auxiliares de controle, dispositivos mecânicos de auxiliares de controle, dispositivos mecânicos de cone-xão e demarradores (3.7 a 3.14), observar que:

xão e demarradores (3.7 a 3.14), observar que:

a)

a) são indicados os símbolos preferidos para os con-são indicados os símbolos preferidos para os con-tatos e dispositivos de conexão. Cada um desses tatos e dispositivos de conexão. Cada um desses símbolos representa a função de um contato ou de símbolos representa a função de um contato ou de um instrumento, sem referenciar, um instrumento, sem referenciar, necessariamen-te, a estrutura física do dispositivo que simboliza; te, a estrutura física do dispositivo que simboliza; b)

b) um pequeno círculo, preenchido ou não, pode serum pequeno círculo, preenchido ou não, pode ser adicionado, no ponto representando a articulação, à adicionado, no ponto representando a articulação, à maioria dos símbolos de contatos e de dispositivos maioria dos símbolos de contatos e de dispositivos (ver, por exemplo, o símbolo 3.2.2). Este círculo é (ver, por exemplo, o símbolo 3.2.2). Este círculo é necessário para a compreensão de alguns desses necessário para a compreensão de alguns desses símbolos (ver, por exemplo, o símbolo 3.2.5);

símbolos (ver, por exemplo, o símbolo 3.2.5);

c) alguns dos símbolos normalizados na IEC 117-3 c) alguns dos símbolos normalizados na IEC 117-3 são ainda necessários durante alguns anos. Em são ainda necessários durante alguns anos. Em conseqüência, os símbolos correspondentes conseqüência, os símbolos correspondentes figu-ram nas seções 3.25 e 3.26;

ram nas seções 3.25 e 3.26; d)

d) para as seções de 3.7 a 3.14, os dispositivos ope-para as seções de 3.7 a 3.14, os dispositivos ope-rados pela ação de “empurrar” ou de “puxar” são, rados pela ação de “empurrar” ou de “puxar” são, na maioria das vezes, de retorno automático. na maioria das vezes, de retorno automático. Portanto, não há necessidade de complementar Portanto, não há necessidade de complementar seus símbolos com outros de retorno automático seus símbolos com outros de retorno automático (3.12.71 da NBR 12519). Por outro lado, o símbolo (3.12.71 da NBR 12519). Por outro lado, o símbolo de bloqueio (NBR 12519) deve ser mostrado de bloqueio (NBR 12519) deve ser mostrado quan-do existir retenção;

do existir retenção; e)

e) para as seções de 3.7 a 3.14, os dispositivos ope-para as seções de 3.7 a 3.14, os dispositivos ope-rados por rotação, chaves de posições múltiplas e rados por rotação, chaves de posições múltiplas e comutadores de várias direções usualmente não comutadores de várias direções usualmente não têm retorno automático. Portanto, não há têm retorno automático. Portanto, não há necessi-dade de complementar seus símbolos com outros dade de complementar seus símbolos com outros de bloqueio (3.12.8 da NBR 12519). Por outro lado, de bloqueio (3.12.8 da NBR 12519). Por outro lado, o símbolo de retorno automático (3.12.7 da o símbolo de retorno automático (3.12.7 da NBR 12519) deve ser mostrado quando existir o NBR 12519) deve ser mostrado quando existir o retorno automático.

retorno automático.

Simbologia

Simbologia

(2)

3.1 Símbolos qualificativos de contatos 3.1 Símbolos qualificativos de contatos

N

Nºº SSíímmbboolloo DDeessccrriiççããoo

3.1.1

3.1.1 Função contatorFunção contator

3.1.2

3.1.2 Função disjuntorFunção disjuntor

3.1.3

3.1.3 Função secionadorFunção secionador

3.1.4

3.1.4 Função interruptor-secionadorFunção interruptor-secionador

3.1.5

3.1.5 Função abertura automáticaFunção abertura automática

3.1.6

3.1.6 Função contato de posiçãoFunção contato de posição

Notas: a

Notas: a)) Este símbolo pode ser usadEste símbolo pode ser usad o por um interruptor deo por um interruptor de

posição, quando não for necessário indicar seu posição, quando não for necessário indicar seu

modo de o

modo de o peração. Nos casos onde for necessá-peração. Nos casos onde for

necessá-rio indicar o modo de operação do contato, rio indicar o modo de operação do contato, deve-se empregar em deve-seu lugar os

se empregar em seu lugar os símbolos 3.13.9 asímbolos 3.13.9 a 3.13.16, da NBR 12519.

3.13.16, da NBR 12519. b)

b) Este símbolo é colocado dos dois lados do sím-Este símbolo é colocado dos dois lados do sím-bolo de contato, quando o interruptor é bolo de contato, quando o interruptor é aciona-do mecanicamente nos aciona-dois sentiaciona-dos

do mecanicamente nos dois sentidos 3.1.7

3.1.7 Função de retorno automáticoFunção de retorno automático

Notas: a)

Notas: a)Este símbolo pode Este símbolo pode ser usado para indicar o reser usado para indicar o retornotorno

automático. Quando esta convenção é usada, ela automático. Quando esta convenção é usada, ela deve ser convenientemente indicada.

deve ser convenientemente indicada. b)

b)Este símbolo não deve ser usado com os símbolosEste símbolo não deve ser usado com os símbolos

qualificativos 3.1.1, 3.1.2, 3.1.3 e 3.1.4 desta qualificativos 3.1.1, 3.1.2, 3.1.3 e 3.1.4 desta seção. Em alguns casos, o símbolo 3.12.7 da seção. Em alguns casos, o símbolo 3.12.7 da NBR 12519 pode ser usado.

NBR 12519 pode ser usado. 3.1.8

3.1.8 Função de posição mantidaFunção de posição mantida

Notas:

Notas: a)a) Este símbolo pode ser usado para indicar aEste símbolo pode ser usado para indicar a posição mantida. Quando esta convenção é posição mantida. Quando esta convenção é usada, ela deve ser convenientemente indicada. usada, ela deve ser convenientemente indicada. b)

b)Este símbolo não deve ser usado com os símbEste símbolo não deve ser usado com os símb olosolos

qualificativos 3.1.1, 3.1.2, 3.1.3 e 3.1.4 desta qualificativos 3.1.1, 3.1.2, 3.1.3 e 3.1.4 desta seção. Em alguns casos, o símbolo 3.12.8, da seção. Em alguns casos, o símbolo 3.12.8, da NBR 12519, pode ser usado.

NBR 12519, pode ser usado.

3.2 Contatos com duas ou três posições 3.2 Contatos com duas ou três posições

N

Nºº SSíímmbboolloo DDeessccrriiççããoo

3.2.1

3.2.1 FFoorrmma a 11 CCoonnttaatto o dde e ffeecchhaammeennttoo (contato normalmente aberto) (contato normalmente aberto)

3.2.2

3.2.2 Forma 2Forma 2 Nota: Este símbolo é igualmente usado Nota: Este símbolo é igualmente usado como símbolo geralcomo símbolo geral de interruptor.

de interruptor.

3.2.3

3.2.3 Contato de aberturaContato de abertura

(contato normalmente fechado) (contato normalmente fechado)

 /conti  /continuanua

(3)

3.2.4 Contato de duas direções sem cruzamento (abertura antes do fechamento)

3.2.5 Contato de duas direções, com posição intermediária de abertura

3.2.6 Forma 1 Contato de duas direções com cruzamento (fechamento antes da abertura)

3.2.7 Forma 2

3.2.8 Contato com dois fechamentos

3.2.9 Contatos de duas aberturas

3.3 Contatos de passagem com duas posições

3.3.1 Contato de passagem fechando momentaneamente na atuação (fechamento)

3.3.2 Contato de passagem fechando momentaneamente no relaxamento (abertura)

3.3.3 Contato de passagem fechando momentaneamente na atuação (fechamento) e no relaxamento (abertura)

3.4 Contatos com funcionamento antecipado e retardado

Nº Símbolo Descrição

 /continuação

Nº Símbolo Descrição

Nº Símbolo Descrição

 /continua

3.4.1 Contatos de fechamento antecipado

(fecha antecipadamente em relação a outros contatos de um mesmo conjunto)

(4)

3.5.1 Forma 1 Contato de fechamento, retardado na atuação (fechamento)

3.5.2 Forma 2

3.5.3 Forma 1 Contato de abertura, retardado na atuação (fechamento)

3.5.4 Forma 2

3.5.5 Contato de fechamento, retardado na atuação (fechamento) e no relaxamento (abertura)

3.5.6 Conjunto de contatos com um contato de fechamento não retardado, um contato de fechamento retardado no relaxamento e um contato de abertura retardado no relaxamento

3.4.2 Contato de fechamento retardado (fecha posteriormente em relação a outros contatos de um mesmo conjunto)

3.4.3 Contato de abertura retardada (abre posteriormente em relação a outros contatos de um mesmo conjunto)

3.4.4 Contato de abertura antecipada (abre antecipadamente em relação a outros contatos de um mesmo conjunto)

3.5 Exemplos de contatos com retardo intencional Ver símbolos 3.12.5 e 3.12.6, da NBR 12519.

Nº Símbolo Descrição

 /continuação

Nº Símbolo Descrição

3.6 Exemplos de contatos com retorno automático ou à posição mantida

As notas dos símbolos 3.1.7 e 3.1.8 são aplicáveis.

Nº Símbolo Descrição

 /continua

(5)

3.7.1 Contato de fechamento com controle manual, símbolo geral

3.7.2 Comutador de fechamento operado pela ação de “empurrar” (com retorno automático)

3.7.3 Comutador de fechamento operado pela ação de “puxar” (com retorno automático)

3.7.4 Comutador rotativo de fechamento (sem retorno automático)

3.8 Interruptores de posição

3.6.2 Contato de fechamento com posição mantida

3.6.3 Contato de abertura com retorno automático

3.6.4 Contato de duas direções com abertura na posição intermediária, com retorno automático à esquerda e com posição mantida à direita

3.7 Comutadores unipolares

Nº Símbolo Descrição

 /continuação

Nº Símbolo Descrição

Nº Símbolo Descrição

3.8.1 Interruptor de posição, contato de fechamento

3.8.2 Interruptor de posição, contato de abertura

3.8.3 Interruptor de posição, com dois circuitos distintos, acionado mecanicamente nos dois sentidos

(6)

3.10.1 Interruptor à inércia (acionado por uma desaceleração brusca)

3.10.2 Comutador a mercúrio, três terminais Comutador a nivelamento, três terminais

3.10.3 Comutador a mercúrio, quatro terminais Comutador a nivelamento, quatro terminais 3.9 Interruptores funcionando sob efeito de

temperatura

Nº Símbolo Descrição

3.10 Contatos que atuam sob o efeito de uma variação de velocidade, comutadores de mercúrio e de nivelamento

3.9.1 Interruptor funcionando sob efeito da temperatura, contato de fechamento

Nota:θpode ser substituído pelos valores da temperatura

de funcionamento.

3.9.2 Interruptor funcionando sob efeito da temperatura, contato de abertura

A nota do símbolo 3.9.1 é aplicável

3.9.3 Interruptor atuado por efeito térmico direto, contato de abertura

Nota: É importante estabelecer uma distinção entre um contato, como mostrado, e um contato de um relé térmico, o qual tem uma representação desenvolvida como segue.

3.9.4 Tubo de descarga a gás com elemento térmico (“starter”) para lâmpada fluorescente

(7)

3.11.1 Comutador com controle por alavanca, de três posições (posição alta, mantida, e posição baixa com retorno automático à posição intermediária), figurado com seus terminais

3.11 Exemplos de comutadores multipolares e de várias direções

Nº Símbolo Descrição

3.11.2 Comutador, com controle por um botão, acionando um conjunto de contatos por pressão (com retorno automático) e outro conjunto de contatos por rotação (sem retorno automático), figurado com seus terminais O colchete indica que se trata de um mesmo órgão de controle

(8)

3.11.3 Comutador, com controle por um botão, acionando um mesmo conjunto de contatos, seja por rotação (sem retorno automático) seja por pressão (com retorno automático), figurado com seus terminais

3.11.4 Comutador unipolar com n direções, representado

para n = 6

3.11.5 Comutador unipolar, comn direções. Alternativa para

usar quandon é pequeno, representado para n = 4.

Exemplo com diagrama de posição

3.11.6 Nota: Algumas vezes, é conveniente indicar a função de cada posição do comutador, complementando-se o diagrama de posição com um texto. É também possível indicar os limites impostos, mecanicamente, ao movimento do dispositivo de controle, como indicado nos seguintes exemplos:

O dispositivo de controle (por exemplo, um botão rotativo) só pode ser deslocado entre as posições 1 e 4, nos dois sentidos.

O dispositivo de controle só pode girar no sentido d os ponteiros do relógio.

O dispositivo de controle pode ser girado, sem limitação, no sentido dos ponteiros do relógio e pode ser girado no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio, entre as posições 3 e 1.

Nº Símbolo Descrição

 /continua  /continuação

(9)

3.11.7 Comutador com quatro circuitos independentes e controle manual

3.11.8 Comutador unipolar, com quatro direções, no qual a posição 2 não pode ser conectada a nenhum circuito

3.11.9 Comutador unipolar, com seis direções, e com cruzamento durante a passagem de uma direção à seguinte

3.11.10 Comutador unipolar multidirecional, com cruzamento sobre três direções consecutivas, em cada posição

3.11.11 Comutador unipolar multidirecional, com cruzamento sobre quatro direções consecutivas, com exceção da terceira, em cada posição

3.11.12 Comutador unipolar multidirecional de colocação em paralelo (efeito cumulativo)

3.11.13 Elemento de comutador multipolar com seis direções No elemento representado, quando da passagem da posição 2 à posição 3, o fechamento ocorre antes daqueles correspondentes aos dos outros elementos, e, quando da passagem da posição 5 à posição 6, a abertura ocorre após aquelas correspondentes às dos outros elementos. Quando a parte móvel é deslocada num outro sentido, o fechamento avançado passa a uma abertura retardada, e vice-versa

Nº Símbolo Descrição

(10)

3.12.1 Comutador complexo, símbolo geral

3.12.2 Exemplos: Comutador rotativo, com 18 posições e seis terminais, A a F, construído como mostrado abaixo (comutador representado na posição 1)

Tabela de Conexões Conexão de Terminais Posição A B C D E F 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18

3.12 Símbolos funcionais para comutadores complexos

Há numerosas maneiras de se realizar mecanicamente as funções complexas de comutadores a tambor, comu-tadores rotativos, conjuntos de contatos acionados por ressaltos, etc. Há, também, numerosas maneiras para simbolizar as funções de comutação sobre os diagramas dos circuitos (ver IEC 113-4). O estudo mostra que não há um sistema único de simbolização que seja superior a

outros em todos os casos de aplicação. O sistema em-pregado deve ser escolhido segundo o uso do diagrama e o grau de complexidade do comutador que se de seja sim-bolizar. Esta seção propõe um método possível de simbo-lização de comutadores complexos. Para facilitar a com-preensão, cada exemplo dado contém um desenho esque-mático da realização do dispositivo simbolizado . Este mé-todo utiliza um símbolo geral para um comutador com-plexo, o qual é suplementado por uma tabela de cone-xões. Dois exemplos são mostrados.

Nº Símbolo Descrição

(11)

3.13.1 Usar símbolo 3.2.1 ou 3.2.2 Interruptor

3.13.2 Contactor (com contato de fechamento)

3.13.3 Contactor com abertura automática

3.13.4 Contactor (com contato de abertura) 1 + + O O 2 + + + O O + + + O O 3 + + O O + 4 + + + + + - -5 + + - - -- - -6 - -

-3.12.3 Comutador a tambor, com seis posições e cinco terminais, construído como indicado abaixo.

Conexões

Tabela de Conexões Conexão de Terminais

A B C D E Os símbolos +, - e 0 indicam os terminais que são respectivamente conectados entre si numa dada posição (posição de repouso ou posição

intermediária) do órgão de controle do comutador

Nota:Se símbolos adicionais forem necessários, podem ser utilizados os caracteres disponíveis numa m áquina de

datilografar, tais como x, =.

 /continuação Nº Símbolo Descrição        P     o      s        i     ç        ã     o Nº Símbolo Descrição

3.13 Dispositivos mecânicos de conexão/manobra

(12)

3.14.1 Demarrador de motor, símbolo geral

Nota: Símbolos qualificativos podem ser mostrados dentro do símbolo geral para indicar tipos particulares de demarradores. Ver símbolos 3.14.5, 3.14.7 e 3.14.8. 3.14.2 Demarrador operando em degraus

Nota: O número de degraus pode ser ind icado. 3.14.3 Demarrador-regulador

3.14.4 Demarrador com dispositivo de desligamento automático

3.14.5 Demarrador direto, por contactor, para dois sentidos de funcionamento do motor

3.13.5 Disjuntor

3.13.6 Secionador

3.13.7 Secionador de duas direções, com posição de isolamento intermediária

3.13.8 Interruptor-secionador

3.13.9 Interruptor-secionador com abertura automática

3.13.10 Secionador a controle manual, com dispositivo de bloqueio

Nº Símbolo Descrição

3.14 Símbolos funcionais de demarradores (dispositivos de partida) de motores

Nº Símbolo Descrição

 /continua  /continuação

(13)

3.14.6 Demarrador estrela-triângulo

3.14.7 Demarrador por autotransformador

3.14.8 Demarrador-regulador por tiristores

Nº Símbolo Descrição

 /continuação

3.15.1 Forma 1 Órgão de controle de um relé, símbolo geral

3.15.2 Forma 2 Nota: Um órgão de controle de um relé, comportando vários enrolamentos, pode ser representado pela inclusão de um número apropriado de traços inclinados ou pela repetição dos símbolos 3.15.1 ou 3.15.2.

Exemplos:

3.15.3 Forma 1 Órgãos de controle de um relé com dois enrolamentos separados, representação agregada

3.15.4 Forma 2

3.15.5 Forma 1 Órgão de controle de um relé com dois enrolamentos separados, representação desenvolvida

3.15.6 Forma 2

3.15.7 Órgão de controle de um relé com dispositivo de relaxamento retardado

3.15.8 Órgão de controle de um relé com dispositivo de operação retardado

Nº Símbolo Descrição

3.15 Órgãos de controle de relés eletromecânicos do tipo tudo ou nada

(14)

Nº Símbolo Descrição

 /continuação

 /continua

3.15.9 Órgão de controle de um relé com dispositivo de operação e de relaxamento retardados

3.15.10 Órgão de controle de um relé rápido (com dispositivo de operação e de relaxamento rápidos)

3.15.11 Órgão de controle de um relé insensível à corrente alternada

3.15.12 Órgão de controle de um relé à corrente alternada

3.15.13 Órgão de controle de um relé à ressonância mecânica

3.15.14 Órgão de controle de um relé com retenção mecânica

3.15.15 Órgão de controle de um relé polarizado

Nota: Pontos podem ser usados para indicar a relação entre a direção da corrente num enrolamento de um relé polarizado e o movimento de um elemento de contato, de acordo com o próximo parágrafo. Quando o terminal de enrolamento identificado por um ponto é positivo em relação ao outro terminal, o contato se desloca ou tende a se deslocar para a posição marcada com o ponto.

Exemplos:

3.15.16 Relé polarizado que opera para um só sentido de corrente no enrolamento e retorna automaticamente para a posição de repouso após o corte

3.15.17 Relé polarizado que opera para ambos os sentidos da corrente no enrolamento e retorna automatica-mente para a posição intermediária após o corte

(15)

3.16.1 Relé de medição ou dispositivo relacionado.

O asterisco deve ser substituído por uma ou várias letras ou por um ou vários símbolos qualificativos, precisando as características de dispositivos

indicados na seguinte ordem: grandeza característica e seu modo de variação; sentido do fluxo de energia; faixa de ajuste; relação de rearme; ação de retardo; valor de retardo

Notas: a) Os símbolos literais das grandezas características devem ser de acordo com as normas existentes, por exemplo: a ISO 31, a IEC 27 e outras. Os símbolos qualificativos são encontrados na NBR 12519. Os símbolos 3.16.2, 3.16.4 e 3.16.7 mostram como símbolos literais e qualificativos podem ser combinados.

b) Um algarismo indicando o número dos elementos de medida similares pode ser adicionado num símbolo, como indicado no exemplo 3.17.5. c) O símbolo pode ser utilizado seja como símbolo

funcional, representando o conjunto de um dispositivo, seja como símbolo do órgão de controle de um dispositivo.

d) O relé pode também ser identificado pelo código numérico constante na NBR 5175.

3.16.2 Tensão de falta para massa

Nota: U pode ser substituído por V. 3.16.3 Tensão residual

A nota do símbolo 3.16.2 é aplicável

3.16.4 Corrente de retorno

3.16.5 Corrente diferencial

3.15.19 Forma 1 Órgão de controle de um relé remanente

3.15.20 Forma 2

3.15.21 Órgão de controle de um relé térmico

Nº Símbolo Descrição

 /continuação

3.16 Símbolos funcionais e qualificativos de relés de medição e dispositivos relacionados

Nº Símbolo Descrição

(16)

3.17.1 Relé sem tensão

3.17.2 Relé de retorno de corrente

3.17.3 Relé de potência ativa mínima

3.17.4 Relé de corrente máxima, com ação retardada

3.17.5 Relé de corrente máxima, com dois elementos de medição e com campo operacional de 5A a 10A

3.17.6 Relé de potência reativa máxima - fluxo de energia que chega - valor operacional de 1 Mvar - retardo ajustável de 5 s a 10 s

3.17.7 Relé de tensão mínima

- campo operacional de 50V a 80V - porcentagem de retorno de 130%

3.17.8 Relé de corrente máxima e mínima (valor operacional superior a 5A e inferior a 3A)

3.16.6 Porcentagem da corrente diferencial

3.16.7 Corrente de falta para a terra

3.16.8 Corrente no condutor neutro

3.16.9 Corrente entre neutros de dois sistemas polifásicos

3.16.10 Potência para o ângulo de faseα

3.16.11 Características de retardo a tempo inverso

3.17 Exemplos de relés de medição

Nº Símbolo Descrição

 /continuação

Nº Símbolo Descrição

(17)

3.18.1 Relé de pressão (Buchholz)

3.18.2 Dispositivo de refechamento automático

3.17.9 Relé de impedância mínima

3.17.10 Relé de detecção de curto-circuito entre espiras

3.17.11 Relé de detecção de enrolamento rompido

3.17.12 Relé de detecção de falha de fase, num sistema

trifásico

3.17.13 Relé de detecção de rotor bloqueado, operado por sensor de corrente

3.17.14 Relé de corrente máxima, com duas saídas, uma opera quando a corrente ultrapassa cinco vezes o valor ajustado e a outra opera com características de retardo a tempo inverso

Nº Símbolo Descrição  /continuação 3.19.1 Sensor de proximidade Nº Símbolo Descrição 3.19 Sensores e detectores Nº Símbolo Descrição

(18)

3.19.2 Dispositivo sensível à proximidade, símbolo funcional

Nota: O modo de operação pode ser indicado.

3.19.3 Exemplo:

Detector capacitivo de proximidade, operando à aproximação de um material sólido

3.19.4 Sensor de toque

Nº Símbolo Descrição

 /continuação

3.20 Dispositivo de contato

3.20.1 Dispositivo sensível a toque, com contato de fechamento

3.20.2 Dispositivo sensível a uma aproximação, com contato de fechamento

3.20.3 Dispositivo sensível a uma aproximação, controlado pela aproximação de um ímã, com contato de fechamento

3.20.4 Dispositivo sensível a uma aproximação, controlado pela aproximação de ferro, com contato de abert ura

Nº Símbolo Descrição

3.21 Fusíveis e interruptores fusíveis

Nº Símbolo Descrição

3.21.1 Fusível, simbologia geral

3.21.2 Fusível com indicação da extremidade que permanece sob tensão, após a fusão, por meio do traço reforçado

3.21.3 Fusível com percussor

(19)

3.21.4 Fusível com percussor e com circuito de sinalização em ponto comum

3.21.5 Fusível com percussor e com circuito de sinalização distinto

3.21.6 Interruptor trifásico com abertura automática por qualquer um dos fusíveis com percussor

3.21.7 Fusível interruptor 3.21.8 Fusível secionador 3.21.9 Fusível interruptor-secionador  /continuação Nº Símbolo Descrição 3.22 Centelhadores e pára-raios Nº Símbolo Descrição 3.22.1 Centelhador 3.22.2 Centelhador duplo 3.22.3 Pára-raios

3.22.4 Tubo a gás limitador de tensão

(20)

3.24.1 Unidade de ignição à alta energia

3.24.2 Ignitor à resistência

3.24.3 Plugue de ignitor

3.24.4 Indicador à bandeira, controlado por uma bobina

3.22.5 Tubo a gás limitador de tensão, simétrico  /continuação

Nº Símbolo Descrição

3.23 Extintores

3.23.1 Extintor de um só controle, com conector

3.23.2 Extintor de dois controles, com dois conectores

Nº Símbolo Descrição

3.24 Ignitores e indicadores - bandeira

Nº Símbolo Descrição

3.25 Símbolos antigos para contatos

Esta é uma seleção de símbolos originários da IEC 117-3. Eles permanecem necessários, durante um certo período

de transição, mas devem ser progressivamente substituídos pelos símbolos correspondentes indicados nas seções anteriores.

Nº Símbolo Descrição

 /continua

(21)

3.25.2 Outras formas 3.25.3 3.25.4 3.25.5 3.25.6 3.25.7 Contatos de abertura 3.25.8 Outras formas 3.25.9 3.25.10 3.25.11

3.25.12 Contato de comutação bidirecional, sem cruzamento

Nota: No símbolo 3.25.12, o ângulo compreendido entre os símbolos das duas direções pode ser qualquer um, exceto 60°. Admite-se dispor os contatos de outra maneira se for útil para facilitar o trabalho do desenhista.

Nº Símbolo Descrição

 /continuação

(22)

3.26.1 Interruptor

3.26.2 Outra forma

3.26.3 Contactor (com contato normalmente aberto)

3.26.4 Outra forma

3.26.5 Contactor com dispositivo de proteção

3.26.6 Contactor (com contato normalmente fechado)

3.26.7 Outra forma

3.25.13 Outra forma

3.25.14 Contato de comutação bidirecional, com posição neutra

3.25.15 Contato de comutação bidirecional, com cruzamento

Nº Símbolo Descrição

 /continuação

Nº Símbolo Descrição

 /continua 3.26 Símbolos antigos para dispositivos de manobra

A consideração feita na seção 3.25 é também aqui apli-cável.

(23)

3.27.1 Fusível com percussor e com circuito de sinalização

3.27.2 Outra forma

3.26.8 Disjuntor

Nota: O retângulo do símbolo 3.26.10 deve conter uma indicação de que se trata de um disjuntor (por exemplo: emprego dos códigos numéricos 52 ou 72; associação com o símbolo 3.13.5).

3.26.9 Outras formas

3.26.10

3.26.11 Secionador-comutador, com duas direções, sem cruzamento

3.26.12 Secionador-comutador, com duas direções, com cruzamento

Nº Símbolo Descrição

 /continuação

3.27 Símbolos antigos para fusíveis

A consideração feita na seção 3.25 é também aqui apli-cável.

Imagem

Referências

temas relacionados :