Unidade 0 Diagnose. 1. o período 24 tempos letivos. Crónica «A mulher do Renascimento», de Capicua. G Funções sintáticas

Texto

(1)

DOMÍNIOS AE:CONHECIMENTOS,CAPACIDADESEATITUDES Conteúdos DESCRITORES DO

PERFIL DOS ALUNOS Avaliação

ORALIDADE (COMPREENSÃO ORAL – CO)

– Interpretar textos orais dos géneros reportagem e documentário, evidenciando perspetiva crítica e criativa.

– Sintetizar o discurso escutado a partir do registo de informação relevante quanto ao tema e à estrutura. CO

• Canção «A fugir do ser», de Bárbara Tinoco e Vladien Grigorovschii

E

• Texto de opinião – «O valor da informação para o nosso crescimento individual e coletivo»

L

• Crónica – «A mulher do Renascimento», de Capicua

G

• Funções sintáticas

Unidade 1 – Poesia trovadoresca 1.o período 24 tempos letivos CO

• Canção «Amar pelos dois», de Salvador Sobral

• Canção «Eu sei lá», de Bárbara Tinoco

• Canção «Estrela da tarde», de Ary dos Santos – Amor Eletro

• Crónica de Ricardo Araújo Pereira, «Mixórdia de Temáticas», da Rádio Comercial

--- Unidade 0 – Diagnose

1.o período 2 tempos letivos

Conhecedor / Sabedor / Culto / Informado

(A, B, G, I, J)

Sistematizador / Organizador

(A, B, C, I, J) ______________

Comunicador (A, B, D, E, H)

Respeitador da diferença / do outro

(A, B, E, F, H)

Participativo / Colaborador (B, C, D, E, F)

Conhecedor / Sabedor / Culto/ Informado

(A, B, G, I, J)

Sistematizador / Organizador

(A, B, C, I, J)

Criativo (A, C, D, J) ______________

• Diagnóstica.

• Formativa.

• Sumativa.

• Observação direta (grelhas variadas).

• Fichas formativas.

• Testes escritos.

• Questões de aula.

• Trabalho escrito.

• Oralidade (compreensão e produção oral).

• Leitura, Educação Literária, Gramática e Escrita (produção escrita).

• Projeto de Leitura.

• Participação/Empenho.

• Responsabilidade (pontualidade/ TPC/

material).

• Comportamento.

• Auto e heteroavaliação.

ORALIDADE (EXPRESSÃO ORAL – EO)

– Produzir textos adequados à situação de comunicação, com correção e propriedade lexical.

– Exprimir, com fundamentação, pontos de vista suscitados por leituras diversas.

– Fazer exposições orais para apresentação de leituras (apreciação crítica de obras, partes de obras ou textos com temas relevantes), de sínteses e de temas escolhidos autonomamente ou requeridos por outros.

– Utilizar adequadamente recursos verbais e não-verbais para aumentar a eficácia das apresentações orais.

– Utilizar de modo apropriado processos como retoma, resumo e explicitação no uso da palavra em contextos formais.

– Recorrer a processos de planificação e de avaliação de textos para melhoria dos discursos orais a realizar.

(2)

DOMÍNIOS AE:CONHECIMENTOS,CAPACIDADESEATITUDES Conteúdos DESCRITORES DO

PERFIL DOS ALUNOS Avaliação

LEITURA (L)

– – Ler em suportes variados textos de diferentes graus de complexidade dos géneros seguintes: relato de viagem, exposição sobre um tema, apreciação crítica e cartoon.

– Realizar leitura crítica e autónoma.

– Analisar a organização interna e externa do texto.

– Clarificar tema(s), ideias principais, pontos de vista.

– Analisar os recursos utilizados para a construção do sentido do texto.

– Interpretar o sentido global do texto e a intencionalidade comunicativa com base em inferências devidamente justificadas.

– Utilizar métodos de trabalho científico no registo e tratamento da informação.

EO

•Expressão de pontos de vista

– Canção «Amar pelos dois», de Salvador Sobral – Canção «Eu sei lá», de Bárbara Tinoco

– Canção «Estrela da tarde», de Ary dos Santos – Amor Eletro

– Crónica de Ricardo Araújo Pereira, «Mixórdia de Temáticas», da Rádio Comercial

 Exposição sobre um tema: amores mal sucedidos.

___________________________________

Leitor (A, B, C, D, F, H, I)

Conhecedor / Sabedor / Culto/ Informado

(A, B, G, I, J)

Indagador / Investigador (C, D, F, H, I)

Criativo (A, C, D, J)

Responsável / Autónomo (C, D, E, F, G, I, J)

Comunicador (A, B, D, E, H) ______________

(3)

DOMÍNIOS AE:CONHECIMENTOS,CAPACIDADESEATITUDES Conteúdos DESCRITORES DO

PERFIL DOS ALUNOS Avaliação

EDUCAÇÃO LITERÁRIA (EL)

– – Interpretar textos literários portugueses de diferentes autores e géneros, produzidos entre os séculos XII e XVI.

– Contextualizar textos literários portugueses anteriores ao século XVII em função de marcos históricos e culturais.

– Relacionar características formais do texto poético com a construção do sentido.

– Analisar o valor de recursos expressivos para a construção do sentido do texto, designadamente alegoria, interrogação retórica, metonímia, aliteração, apóstrofe, anástrofe.

– Comparar textos em função de temas, ideias e valores.

– Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos presentes nos textos.

– Expressar, oralmente ou por escrito, pontos de vista fundamentados, suscitados pelas obras e seus autores.

– Desenvolver um projeto de leitura que revele pensamento crítico e criativo, a apresentar publicamente em suportes variados.

E

•Texto de opinião – «As semelhanças e as diferenças entre o namoro de antigamente e a forma de namorar atual»

•Exposição sobre um tema

– «A importância das cantigas de escárnio e maldizer enquanto documentos da época preciosos»

________________________________

L

•Textos informativos:

– «Cronologia – Poesia trovadoresca»

– «O que é a lírica trovadoresca?»

– «Qual é a sua origem?»

– «Em que língua foi divulgada?»

– «Como chegou até nós?»

– «Quem foram os seus autores?»

– «Quais as características desta lírica?»

– «Ficha Informativa 1: cantigas de amigo»

– «Ficha Informativa 2: fonética e fonologia: processos fonológicos»

– «Ficha informativa 3: cantigas de amigo – relação com a Natureza, confidência amorosa e variedade do

sentimento amoroso»

– «Ficha Informativa 4: cantigas de amor»

– «Ficha informativa 5: cantigas de amigo e cantigas de amor»

– «Ficha Informativa 6: cantigas de escárnio e maldizer»

– «Ficha Informativa 7: o Português: génese, variação e mudança»

– «Síntese – Lírica trovadoresca»

•Imagem (iluminura) «Grupo de trovadores», Cantigas de Santa Maria

•Exposição sobre um tema – «O Amor na Idade Média»

________________________________

Leitor (A, B, C, D, F, H, I)

Crítico / Analítico (A, B, C, D, G)

Conhecedor / Sabedor / Culto/ Informado

(A, B, G, I, J)

Indagador / Investigador (C, D, F, H, I)

Sistematizador / Organizador

(A, B, C, I, J)

Questionador (A, F, G, I, J)

Criativo (A, C, D, J) ______________

(4)

DOMÍNIOS AE:CONHECIMENTOS,CAPACIDADESEATITUDES Conteúdos DESCRITORES DO

PERFIL DOS ALUNOS Avaliação

ESCRITA (E)

– Escrever sínteses, exposições sobre um tema e apreciações críticas, respeitando as marcas de género.

– Planificar o texto a escrever, após pesquisa e seleção de informação pertinente.

– Redigir o texto com domínio seguro da organização em parágrafos e dos mecanismos de coerência e de coesão textual.

– Editar os textos escritos, em diferentes suportes, após revisão, individual ou em grupo, tendo em conta a adequação, a propriedade vocabular e a correção linguística.

– Respeitar os princípios do trabalho intelectual:

identificação das fontes utilizadas, cumprimento das normas de citação, uso de notas de rodapé e referenciação bibliográfica.

EL

Poesia trovadoresca

• Contextualização histórico-literária

• Representações de afetos e emoções: «Ondas do mar de Vigo», de Martim Codax

Relação com a Natureza: «Ai flores, ai flores do verde pino», de D. Dinis

Confidência amorosa: «Não chegou, madre, o meu amigo», de D. Dinis

Variedade do sentimento amoroso:

– «Digades, mia filha velida», de Pero Meogo

O elogio do amor cortês: «Quer eu em maneira de proençal», de D. Dinis

A coita de amor

– «Se eu podesse desamar», de Pero da Ponte  A dimensão satírica

– a paródia do amor cortês: «Ai, dona fea, fostes-vos queixar», de João Garcia de Guilhade

 Espaços e circunstâncias

• Linguagem, estilo e estrutura:

– cantiga de amigo: caracterização temática e formal (registo de língua, paralelismo: refrão e leixa-pren) – cantiga de amor: caracterização temática e formal (registo de língua, estruturas sintáticas recorrentes, figuras de estilo e léxico)

– Cantiga de escárnio e maldizer: caracterização temática e formal (registo de língua e figuras de estilo)

– recursos expressivos: a comparação, a hipérbole, a ironia, a metáfora, a personificação

________________________________

Conhecedor / Sabedor / Culto/ Informado

(A, B, G, I, J)

Comunicador (A, B, D, E, H)

Responsável / Autónomo (C, D, E, F, G, I, J)

Respeitador da diferença / do outro

(A, B, E, F, H)

Participativo / Colaborador (B, C, D, E, F)

Criativo (A, C, D, J) ______________

(5)

Gramática (G)

– Conhecer a origem, a evolução e a distribuição geográfica do Português no mundo.

– Reconhecer processos fonológicos que ocorrem no português (na evolução e no uso).

– Analisar com segurança frases simples e complexas (identificação de constituintes e das respetivas funções sintáticas, incluindo complemento do nome e do adjetivo, divisão e classificação de orações, incluindo orações subordinadas substantivas relativas).

– Reconhecer valores semânticos de palavras considerando o respetivo étimo.

– Explicitar o significado das palavras com base na análise dos processos de formação.

– Usar de modo intencional diferentes valores modais atendendo à situação comunicativa (epistémicos, deônticos e apreciativos).

– Reconhecer a anáfora como mecanismo de coesão e de progressão do texto.

– Relacionar situações de comunicação, interlocutores e registos de língua (grau de formalidade, relação hierárquica entre os participantes, modo oral ou escrito da interação), tendo em conta os diversos atos de fala.

G

• Classes de palavras

• Fonética e fonologia – processos fonológicos (inserção, supressão e alteração)

• Sintaxe: frase complexa

• Análise do discurso: coesão textual

Unidade 2 – Fernão Lopes, «Crónica de D. João I»

1.o período 20 tempos letivos CO

• Vídeos «Fernão Lopes, o ofício de escrever a História» e

«As Crónicas de Fernão Lopes”

• Vídeo «O mundo em protesto contra a crise climática»

• Vídeo «25 de Abril – Infominuto»

• Reportagem «Com as ruas vazias, a festa da liberdade faz-se em casa e de janelas abertas»

ou

• «Cinco vilões que marcaram a nossa história», de Luís Almeida Martins

• «Trem-bala», de Ana Vilela e David Carreira

--- EO

• Exposição sobre um tema – «Comparar o episódio do capítulo 11 da Crónica de D. João I com os

acontecimentos que tiveram lugar no 25 de abril de 1974»

______________________________

E

• Exposição sobre um tema – A afirmação da consciência coletiva na «Crónica de D. João I»

___________________________________

Questionador (A, F, G, I, J)

Conhecedor / Sabedor / Culto/ Informado

(A, B, G, I, J)

Sistematizador / Organizador

(A, B, C, I, J)

Criativo (A, C, D, J) ______________

(6)

L

• Rubrica Mensagens:

– «História com emoção», Ana Rocha Sousa – «Cruzadas», André Carrilho

• Textos informativos:

– «Cronologia»

– «Fernão Lopes: o artista da palavra»

– «Ficha Informativa 1: atores individuais e coletivos na Crónica de D. João I»

– «Ficha Informativa 2: reportagem»

– «Ficha Informativa 3: anáfora – processos de referenciação anafórica»

– «Em contexto»

– «Ficha Informativa 4: a afirmação da consciência coletiva»

– «Síntese – Fernão Lopes, Crónica de D. João I»

• «Os gritos do povo de Lisboa», de Domingos Amaral

• Imagens

– «Painéis de São Vicente de Fora»

– Foto do Largo do Carmo

___________________________________

EL

• Contextualização histórico-literária

• «Crónica de D. João I» (1ª parte) – Excertos: capítulos:

– Capítulo 11: «Do alvoroço que foi na cidade cuidando que matavom o Meestre, e como aló foi Alvoro Paaez e muitas gentes com ele»

– Capítulo 148: «Das tribulações que Lixboa padecia per mingua de mantimentos»

• Afirmação da consciência coletiva

• Atores (individuais e coletivos)

_________________________________

(7)

G

• Anáfora ‒ processos de referenciação anafórica

• Processos fonológicos

Unidade 3 – Gil Vicente, «Farsa de Inês Pereira»

1.º /2.º períodos 24 tempos letivos CO

Trailer «Orgulho e preconceito»

• Encenação: «Farsa de Inês Pereira»

• Vídeos «Estado de Graça» e «O último a sair»

• Vídeo «# Portugal contra a violência (#DitosImpopulares)»

• Reportagem «Cientista portuguesa vence prémio europeu Horizonte Impacto 2020»

--- EO

• Apreciação crítica – Banda Desenhada Zits ___________________________________

E

• Apreciação crítica – Cartoon, de Cristina Sampaio ___________________________________

(8)

L

• Rubrica Mensagens:

– «Personagens que querem viver de novo!», Miguel Guilherme – «Cruzadas», André Carrilho

 Textos informativos:

– «Cronologia»

– «O que sabemos sobre o autor?»

– «Que obra chegou até nós?»

– «Qual foi o seu contexto de trabalho?»

– «Quais os géneros do texto vicentino?»

– «As estruturas externa e interna»

– «Teatro em verso»

– «Ficha Informativa 1: valor modal»

– «Ficha Informativa 2: os processos de cómico»

– «Ficha Informativa 3: atos de fala»

– «Ficha Informativa 4: representação do quotidiano»

– «Ficha Informativa 5: complemento do nome»

– «Ficha Informativa 6: caracterização das personagens»

– «Ficha Informativa 7: dimensão satírica da Farsa de Inês Pereira»

– «Ficha Informativa 8: cartoon»

– «Síntese – Farsa de Inês Pereira»

EL

• Contextualização histórico-literária

• «Farsa de Inês Pereira», de Gil Vicente (integral) – Caracterização das personagens

– Relação entre as personagens – Representação do quotidiano – Dimensão satírica

– Linguagem, estilo e estrutura

___________________________________

(9)

G

• Valor modal

• Atos de fala

• Sintaxe:

– Funções sintáticas: complemento do nome – Frase complexa (subordinação) - retoma

Unidade 4 – Luís de Camões, «Rimas»

2.o período 28 tempos letivos CO

• Animação «Camões – vida e obra»

• Canção «Serenata do Norte», de Miguel Araújo

• Canção «Sinais», de Clã

• Canção «Maldita a hora», de João Só e Tiago Nogueira

• Canção «Trégua», de Tiago Bettencourt

--- EO

• Expressão de pontos de vista

– Canção «Maldita a hora», de João Só e Tiago Nogueira – Canção «Sinais», de Clã

– Cartoon «Tribunal de Justiça», de Musa Gumus – Canção «Trégua», de Tiago Bettencourt

(10)

• Apreciação crítica:

– Cartoon, de Mordillo

• Síntese:

– Crónica «Mais horribilis que este annus é difícil», de Ricardo Araújo Pereira

_______________________

E

• Texto de opinião:

– «Consequências pessoais e/ou sociais da sobrevalorização da beleza nos nossos dias»

• Síntese – Crónica «Mais horribilis que este annus é difícil», de Ricardo Araújo Pereira

________________________________

L

 Rubrica Mensagens:

– «O meu caso com Camões», de João Pedro Mésseder – «Cruzadas», de André Carrilho

• Textos informativos:

– «Cronologia»

– «A História»

– «Renascimento»

– «Humanismo»

– «Classicismo»

– «Rimas»

– «Influências da lírica camoniana»

– «Ficha Informativa 1: a representação da amada»

– «Ficha Informativa 2: a representação da Natureza»

(11)

– «Ficha Informativa 3: complemento do adjetivo»

– «Ficha Informativa 4: a experiência amorosa e a reflexão sobre o amor»

– «Ficha Informativa 5: orações subordinadas substantivas»

– «Ficha Informativa 6: reflexão sobre a vida pessoal»

– «Ficha Informativa 7: o desconcerto do mundo»

– «Ficha Informativa 8: tema da mudança na lírica de Camões»

– «Síntese – Luís de Camões, Rimas»

Cartoon, de Mordillo

Cartoon «Tribunal da Justiça», de Musa Gumus

• Crónica «Mais horribilis que este annus é difícil», de Ricardo Araújo Pereira

___________________________________

EL

• Contextualização histórico-literária

• Luís de Camões, «Rimas»

• A representação da amada:

– «Descalça vai para a fonte»

– «Minina dos olhos verdes»

– «Aquela cativa»

– «Um mover d’olhos, brando e piedoso»

• A representação da Natureza:

– «A fermosura desta fresca serra»

• A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor:

– «Amor é um fogo que arde sem se ver»

– «Tanto de meu estado me acho incerto»

– «Busque Amor novas artes, novo engenho»

(12)

• A reflexão sobre a vida pessoal:

– «O dia em que eu nasci moura e pereça»

– «Erros meus, má fortuna, amor ardente»

• O tema do desconcerto: «Os bons vi sempre passar»

• O tema da mudança: «Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades»

• Linguagem, estilo e estrutura:

‒ a lírica tradicional ‒ a inspiração clássica

‒ o discurso pessoal e as marcas da subjetividade ‒ soneto – características

‒ métrica (redondilhas e decassílabo), rima e esquema rimático

‒ recursos expressivos G

• Sintaxe:

‒ Funções sintáticas: complemento do adjetivo ‒ Frase complexa: orações subordinadas substantivas

• Processos de referenciação anafórica

Unidade 5 – Luís de Camões, «Os Lusíadas»

3.o período 22 tempos letivos CO

• Vídeo «#Tu Podes Visitar Portugal»

• Documentário «Príncipes do nada»

---

(13)

EO

• Apreciação crítica – Cartoon «O reflexo», de Vasco Gargalo

_________________________________

E

• Síntese – «São Jorge, são livros e são rosas»

• Exposição sobre um tema – «Pontos de contacto entre as reflexões do poeta e o texto No teu poema, cantado por Carlos do Carmo»

___________________________________

L

• «Sobre as águas do Mekong», de Gonçalo Cadilhe

• Textos informativos:

– «O que me recordo do estudo de Os Lusíadas»

– «A epopeia: natureza da obra»

– «Os Lusíadas: estrutura externa»

– «Os Lusíadas: estrutura interna»

– «Visão global: o conteúdo de cada canto de Os Lusíadas»

– «Ficha Informativa 1: o étimo e o seu valor semântico»

– «Ficha Informativa 2: documentário»

– «Ficha Informativa 3: reflexões do poeta»

– «Ficha Informativa 4: distribuição do Português no mundo»

– Ficha informativa 5: relato de viagem»

– «Síntese – Luís de Camões, Os Lusíadas»

__________________________________

EL

• Textos informativos:

– «O que me recordo do estudo de Os Lusíadas»

– «A epopeia: natureza da obra»

(14)

– «Os Lusíadas: estrutura externa»

– «Os Lusíadas: estrutura interna»

– «Visão global: o conteúdo de cada canto de Os Lusíadas»

– «Epopeia»

– «Ficha Informativa 3 – Reflexões do poeta»

– «Sintese – Luís de Camões, os Lusíadas»

• Luís de Camões, «Os Lusíadas»

– «Proposição»

– «As reflexões do Poeta – A insegurança e a fragilidade humana»

– «Um bicho da terra tão pequeno»

– «As reflexões do Poeta – As armas e as letras»

– «Numa mão a pena noutra a lança»

– «As reflexões do Poeta – O poder corruptor do dinheiro»

– «Metal luzente e louro»

– «As reflexões do Poeta – Lamentações e profecias de futuras glórias nacionais»

– «Nô mais, Musa, nô mais»

 Recursos expressivos: anáfora, anástrofe, apóstrofe, comparação, enumeração, hipérbole, interrogação retórica, metáfora, metonímia e personificação.

___________________________________

G

• Sintaxe:

– constituintes da frase

• O étimo e o seu valor semântico

• Palavras convergentes e divergentes

• Processos fonológicos

• Distribuição do Português pelo mundo

(15)

Recursos materiais

• Fichas informativas

• Quadros informativos

• Esquemas informativos

• Apresentações PowerPoint® didáticas

• Caderno de Atividades

Registos áudio:

• Programas radiofónicos

• Músicas/Canções

Registos audiovisuais:

• Filmes (excertos)

• Documentários

• Reportagens

Registos visuais:

Cartoons

•Banda desenhada

• Pinturas/Imagens

– Sugestões para o Projeto de Leitura.

Grupo de trabalho: José Carlos Jesus, Rosa Petronilho e Adélia Clemente

Imagem

Referências

temas relacionados :