Diário do Mercado I 19 de outubro de 2017 Citi Corretora

Texto

(1)

Pag 1 de 9

Market Overview

Fechamento:

O Ibovespa encerrou a sessão em alta de 0,51%, a 76.591 pontos, acompanhando o movimento de bolsas de valores internacionais, com o mercado norte americano renovando máximas recordes impulsionado por resultados corporativos acima do esperado. O IBC-BR de agosto, que mede a atividade econômica brasileira, retraiu mais que o esperado em agosto em relação a julho, com uma queda de 0,38%, marcando a primeira retração em três meses, enquanto a expansão da atividade de julho foi revisada para baixo (de +0,41% para +0,36%). Nos EUA, dados mostraram em setembro construção de novas casas menor que o esperado. O petróleo apresentou alta após dados da EIA mostrarem que os estoques de petróleo bruto nos EUA tiveram redução maior do que o esperado na semana passada. As taxas de juros futuros apresentaram leve queda com IBC-BR abaixo do esperado. O dólar registrou alta, com o real seguindo o movimento de outras moedas contra a divisa norte americana no exterior. O volume do Ibovespa foi de R$6,9 bilhões.

Mercado hoje:

As bolsas asiáticas fecharam com desempenho misto nesta quinta- feira, após o PIB da China registrar ligeira desaceleração no 3T. O índice Shanghai Composto fechou em queda de 0,3%. A economia chinesa cresceu 6,8% (A/A) no 3T17, ritmo ligeiramente inferior ao crescimento de 6,9% (A/A) do 2T17. Por outro lado, as vendas no varejo registraram crescimento de 10,3% (A/A) em setembro e superaram as expectativas, assim com a produção industrial que cresceu 6,6% (A/A) em setembro, resultado também superior às expectativas. No Japão, o índice Nikkei subiu 0,4% apoiado na expectativa de vitória do primeiro-ministro, Shinzo Abe, na eleição parlamentar do próximo domingo. As bolsas europeias e os futuros de NY operam em queda, com aumento da aversão a risco produzido pela crise da Catalunha e indefinições do Brexit, além da queda inesperada das vendas no varejo do Reino Unido que contraíram 0,8% (M/M) em setembro, enquanto o mercado esperava estabilidade do indicador. O movimento de aversão a risco impacta negativamente os preços das commodities, que operam em queda, principalmente o petróleo e as metálicas. No mercado doméstico, agenda do dia traz dados importantes, tanto macro, quanto corporativos, com destaque para a nota de crédito do Banco Central (10h30) e o Tesouro Nacional faz leilão de LTN e LFT (11h00).

Empresas & Setores

Vale (pg. 5), Eletropaulo & Aes Tietê (pg. 6), Cyrela (pg. 7), Carrefour (pg. 8)

Ibovespa – Intra Day

75.600 75.800 76.000 76.200 76.400 76.600 76.800

10 11 12 14 15 17

Performance (%)

Fe c h. Dia S e m. Mê s Ano Ibovespa 76.591 0,5 (0,5) 3,1 27,2 IBX- 50 12.805 0,5 (0,5) 3,1 27,2 S&P 500 2.561 0,1 0,3 1,7 14,4 Dow Jones 23.158 0,7 1,2 3,4 17,2 Nasdaq 6.624 0,0 0,3 2,0 23,1 Dólar Ptax 3,167 (0,3) 0,3 (0,0) (2,8)

Maiores Altas/Baixas – Ibovespa (%)

Código Compa nhia V a r.

LREN3 Lojas Renner 4,31

ECOR3 Ec orodovias 4,22

PCAR4 Pão de Aç úc ar 3,97

SMLE3 #N/A 3,29

GGBR4 Gerdau 3,00

FIBR3 Vale - 4,06

USIM5 Usiminas PNA - 2,91

SUZB5 Suzano - 2,28

JBSS3 JBS - 1,45

VALE3 Vale - 0,95

Performance por Setor (%)

2,2 1,5

1,1

1,0 0,8

0,6

0,5

0,3 0,2

0,2

-0,6

Transp. & Infra-…

Saúde & Educação Imobiliário Consumo & Varejo

Telecom, Mídia &…

Utilities Ibovespa Industrials Financials Energia Materials

Fontes: Bloomberg, Ibovespa ANALISTAS RESPONSÁVEIS: Cauê Pinheiro, CNPI, Larissa Nappo, CNPI-P & Rafael Santos, CNPI

(2)

Pag 2 de 9

MONITOR DE MERCADO

(3)

Pag 3 de 9

AGENDA DE INDICADORES ECONÔMICOS

Segunda, 16/out Período Expec. Anterior

02h30 Japão Produção Industrial (M/M) Ago 2,1%

07h00 Z. Euro Balança Comercial Ago EUR 20.2b EUR 18.6b

10h30 EUA Índice Empire State Out 2000,0% 2440,0%

8h25 Brasil Relatório Focus (semanal)

15h00 Brasil Balança Comercial US$ 1,9b

Terça, 17/out Período Expec. Anterior

07h00 Z. Euro CPI (A/A) Set 1,5% 1,5%

06h30 R. Unido CPI (A/A) Set 3,0% 2,9%

10h30 EUA Índice de preços de importação Set 0,6% 0,6%

11h15 EUA Produção Industrial (M/M) Set 0,3% -0,9%

09h00 Brasil IBGE - Pesquisa de Serviços Ago

Quarta, 18/out Período Expec. Anterior

21h50 Japão Balança Comercial Set Y 559.8b Y 113.6b

06h30 R. Unido Taxa de desemprego ILO Ago 4,3% 4,3%

10h30 EUA Construção de casas novas (M/M) Set 0,0% -0,8%

16h00 EUA Livro Bege

05h00 Brasil IPC-Fipe (2ª quadr) Out 0,1%

08h00 Brasil IGP-10 (M/M) Out 0,4%

08h30 Brasil IBC-BR (M/M) Ago -0,3% 0,4%

12h30 Brasil Fluxo cambial (semanal)

Quinta, 19/out Período Expec. Anterior

00h00 China PIB (A/A) 3T17 6,8% 6,9%

00h00 China Vendas no varejo (A/A) Set 10,2% 0,10

00h00 China Investimentos em ativos fixos (A/A) Set 7,7% 0,08

00h00 China Produção Industrial (A/A) Set 6,4% 0,06

06h30 R. Unido Vendas no varejo (A/A) Set -0,2% 0,01

10h30 EUA Novos pedidos de auxilio desemprego (semanal) 240k 243k

10h30 EUA Índice de atividade Fed da Filadélfia Out 21,8 23,8

Sexta, 20/out Período Expec. Anterior

12h00 EUA Vendas de casas existentes Set -0,90% -1,70%

08h00 Brasil IGP-M (2ª prévia) Out 0,4%

09h00 Brasil IPCA-15 (M/M) Out 0,1%

(4)

Pag 4 de 9

Outubro 2017

SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA

16 17 18 19 20

Localiza

SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA

23 24 25 26 27

Indústrias Romi (D) Odontoprev (D) Ambev (A) Duratex

Lojas Renner (A) Telefônica Brasil (A) Klabin (A) Hypermarcas (D) Fibria (A) Lojas Marisa (D) Banco Santander (A) Usiminas (A)

Weg (A) Vale

Raia Drogasil Cia Hering (D)

Estácio Participações (D) Suzano (D)

Grupo Pão de Açúcar (D) Fleury (D)

Engie Brasil (D) CCR (D) Copasa (D)

Novembro 2017

SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA

30 31 1 2 3

Cielo (D) Arezzo (A) Bradesco (A) ABC Brasil (A)

Embraer Energias do Brasil (D) Aes Tietê Brasil Agro

Itaú Unibanco (A) Equatorial Energia B2W Sonae Sierra

M.Dias Branco Magazine Luiza (D) Eletropaulo (D)

Multiplan Porto Seguro

Sul América Tim Participações Transmissão Paulista (D)

SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA

6 7 8 9 10

BB Seguridade Banco BTG Aliansce Azul (A) Alpargatas

Cremer BR Properties (D) CVC Banco do Brasil Alupar

Direcional Engenharia Comgás Energisa Banrisul B3

Linx Fras-Le (A) Gerdau Braskem Carrefour-Atacadão (D)

Marcopolo Guararapes Gol BRF Cesp

Smiles Iguatemi (D) Locamérica Copel (D) Ecorodovias

Itaúsa MRV Engenharia Cyrela (D) Helbor Empreendimentos

Multiplus (D) Profarma Gafisa IRB (D)

Qualicorp (D) QGEP Participações Iochpe-Maxion JHSF (D)

Unidas Rumo Logística JSL Kroton (A)

Santos Brasil Light Lojas Americanas

Ser Educacional Marfrig Minerva

SLC Agrícola Oi

T4F Entretenimento Randon

Taesa Sabesp

Totvs Tegma (D)

Ultrapar Tenda

Valid

SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA

13 14 15 16 17

JBS CSN

Bradespar BR Malls

Cosan (D) EzTec

CPFL Mahle-Metal Leve

Even Movida

Rossi Residencial Natura

São Martinho Restoque

Tupy

Legenda: (A) - Antes da abertura do mercado; (D) - Depois do fechamento do mercado Fonte: Bloomberg

Calendário de Divulgação dos Resultados referentes ao 3T17

(5)

Pag 5 de 9

Empresas & Setores

Vale

Outro passo histórico para a melhora de Governança Corporativa: Preferencialistas aprovam a conversão completa para as ONs

Notícia – Os acionistas Preferencialistas remanescentes aprovaram ontem a conversão de todas ações PNs em ONs. Uma única classe de ações vai permitir a Vale migrar para o Novo Mercado, o mais alto padrão de governança corporativa da bolsa brasileira. O Novo Mercado poderia trazer a governança corporativa da Vale para padrões de pares globais da companhia – e potencialmente levar a uma expansão de múltiplos de negociação das ações, juntamente com outros passos como a melhora de ROIC e a redução da alavancagem, em nossa opinião.

Próximos passos – Os acionistas preferencialistas que votaram contra a conversão terão 30 dias para exercerem o direito de retirada a valor patrimonial. Mas parece provável que todas as ações serão convertidas em ONs dado que o valor patrimonial está em R$24,26/ação, abaixo do atual preço de mercado. Após isto, a Vale convocará uma Assembleia Geral dado que o estatuto precisará ser alterado para refletir a única classe de ações.

Subsequentemente, a Vale pode iniciar o processo para a sua inclusão no Novo Mercado da B3. Esperamos que o processo inteiro seja finalizado no 1T18.

Benefícios do Novo Mercado – Sob as regras do Novo Mercado, as companhias devem oferecer direito de Tag Along de 100%; ao menos 20% dos membros do conselho devem ser independentes;

“Poison pill” – se qualquer acionista atingir uma participação maior que 25%, ele precisa executar uma oferta pública mandatória para adquirir todas as ações; Disputas precisam ser resolvidas por câmaras de arbitragem.

Fonte: Citi Research (baseado em Vale – Alert: Another Corporate Governance Milestone: PN´s Approve full convertion to ONs, de Alexander Hacking, publicado em 18/10/2017)

Rating Código Preço-Alvo Último Preço Upside (%)

Trading

Market Cap (Milhões) Volume Médio 3M (Milhões) Máxima (52 semanas) Mínima (52 semanas)

Performance % Abs Vs. Ibov

1 Mês (5,8) (6,6)

3 Meses 7,9 -

12 Meses 78,7 58,1

Múltiplos (x) 2017E 2018E

VE/EBITDA 5,3 6,5 P/L 7,5 9,6 Compra

R$ 36,69 R$ 17,81 VALE3 R$ 39,60 R$ 32,27 22,7

R$ 169.400

R$ 660,0

(6)

Pag 6 de 9

Empresas & Setores

Eletropaulo & Aes Tietê

Atualizações de modelos e visualizações do 3T17

Eletropaulo - Esperamos um EBITDA de R$301 milhões (+ 124%

A/A, 4% abaixo do consenso), principalmente por menores custos operacionais e encargos com inadimplência, parcialmente compensados por fracos volumes de vendas no mercado regulado (-1,8% A/A). O lucro líquido deve atingir R$47 milhões (- 50% versus consenso) versus prejuízo líquido de R$33 milhões no 3T16. Reduzimos nossas estimativas lucro por ação de 2017/18/19 em 24% / 2% / 2%, principalmente pela atualização das estimativas macro do Citi. Mantemos nosso preço-alvo (R$13,00 / ação) e recomendação neutra/ alto risco.

AES Tietê - Esperamos um EBITDA de R$162 milhões (-24% em relação ao ano anterior, 17% abaixo do consenso), impactado principalmente pelo aumento dos custos operacionais decorrentes da hidrologia duradoura durante o 3T17 (o déficit de produção hídrica foi de 38% no 3T17). Estimamos Lucro Líquido de R$46 milhões (-53% A/A, 33% abaixo do consenso) e distribuição de dividendos de R$0,16 por ação (1,1% de yield). Por isso, ajustamos nossas estimativas de lucro por ação para 2017/18/19 em -20% / -0,3% / -0,2%, respectivamente e reduzimos nosso preço-alvo em 0,7% para R$15,40 / ação (de R$15,50 / share) e mantemos nossa recomendação de compra.

Fonte: Citi Research (baseado em Eletropaulo & Aes Tietê – Model update and 3Q17 previews, de Marcelo Britto, publicado em 18/10/2017)

Rating Código Preço-Alvo Último Preço Upside (%)

Trading

Market Cap (Milhões) Volume Médio 3M (Milhões) Máxima (52 semanas) Mínima (52 semanas)

Performance % Abs Vs. Ibov

1 Mês (3,9) (4,7)

3 Meses (1,8) -

12 Meses (4,9) (25,5)

Múltiplos (x) 2017E 2018E

VE/EBITDA 7,1 5,9 P/L 12,0 11,3 Compra

R$ 15,99 R$ 11,24 TIET11 R$ 15,40 R$ 14,17 8,7

R$ 5.564

R$ 17,5

(7)

Pag 7 de 9

Empresas & Setores

Cyrela

Alerta: resultados preliminares do 3T17 mistos. Vendas estáveis, mas lançamentos mais baixos

Ontem, após o fechamento do mercado, a Cyrela divulgou seus dados operacionais do 3T17 que vieram mistos em nossa opinião, mas estáveis em uma comparação geral com o trimestre anterior.

Enquanto as vendas contratadas líquidas totalizaram R$ 554 milhões, que representam uma queda de + 8% acima das estimativas do Citi, -2% T/T e + 33% A/A, esse valor foi principalmente ajudado por um aumento dos lançamentos, enquanto as vendas de estoques terminados e em construção, diminuíram. A empresa não forneceu indicações específicas sobre cancelamentos.

Em nossa opinião, a abertura dos dados operacionais de vendas indica que a recuperação do mercado imobiliário em geral ainda está lenta, com exceção de nichos específicos, que a empresa tem ajustado sua estratégia de lançamentos. Estes totalizaram R$380 milhões ou -15% T/T. Acreditamos que este cenário deve persistir até que a recuperação do mercado imobiliário se torne mais generalizada - já que a Cyrela é a empresa de renda média com a maior tração da nossa cobertura.

Reiteramos nossa recomendação Neutra / Alto Risco para as ações da Cyrela, com preço-alvo de R$ 16,70/ação, já que os dados preliminares do 3T17 não forneceram um sinal claro de uma mudança ascendente consistente no mercado imobiliário médio do país.

Fonte: Citi Research (baseado em Cyrela Brazil Realty – Alert: 3Q17 prelim results mixed on stable sales but lower launches, de Dan McGoey, publicado em 18/10/2017)

Rating Código Preço-Alvo Último Preço Upside (%)

Trading

Market Cap (Milhões) Volume Médio 3M (Milhões) Máxima (52 semanas) Mínima (52 semanas)

Performance % Abs Vs. Ibov

1 Mês (6,4) (7,2)

3 Meses 22,5 -

12 Meses 28,8 8,2

Múltiplos (x) 2017E 2018E

VE/EBITDA 156,4 22,7

P/L nm 36,9

Neutro / Risco Alto

R$ 14,94 R$ 8,53 CYRE3 R$ 16,70 R$ 13,85 20,6

R$ 5.298

R$ 27,3

(8)

Pag 8 de 9

Empresas & Setores

Carrefour

A deflação de alimentos afetou as vendas do 3T17, conforme esperado. Mantemos venda.

O crescimento da receita desacelerou no 3T17 - Em 18 de outubro, o Carrefour Brasil divulgou dado de vendas mais baixo do que o esperado referente ao 3T17. As vendas mesmas lojas para o negócio consolidado de alimentos atingiram 1,1% no 3T17 (pior do que a nossa estimativa de 3,8%), impactadas pela deflação de alimentos de -2,2% nos últimos 12 meses. A receita bruta cresceu 5,5% a/a, atingindo R$ 12,2 bilhões, apoiada pela expansão da base de lojas. Em todos os formatos, o negócio de atacarejo continua apoiando o crescimento da receita, com crescimento de vendas mesmas lojas (SSS) de 1,6% para o Atacadão, enquanto a marca Carrefour (principalmente hipermercados) registaram apenas 0,1% de SSS no 3T17.

As vendas no atacarejo foram impactadas pela deflação de alimentos - As vendas mesmas lojas (SSS) para o negócio de atacarejo atingiram 1,6% no 3T17 (contra ~18% no 3T16), pior do que a nossa estimativa de 4,6%, atingida pela deflação de alimentos no período. Apesar disso, a receita bruta cresceu 5,6%

a/a para R$ 8,5 bilhões, suportada por 15 lojas nos últimos 12 meses. O formato contribuiu com 69% do mix total de vendas nos 9M17.

Suporte das vendas do segmento não alimentício - A receita bruta cresceu 5% para R$ 3,7 bilhões no 3T17, apesar do mero crescimento de 0,1% de SSS nas marcas Carrefour. O crescimento foi apoiado por: 1) a abertura de 53 lojas de conveniência e um hipermercado nos últimos 12 meses; 2) desempenho positivo no segmento não alimentar nos hipermercados, e 3) o lançamento da plataforma de comércio eletrônico para alimentos.

Implicações - Mantemos nossa recomendação de venda no CRFB por conta do fraco impulso dos resultados para as ações no curto prazo. Preferimos a exposição ao segmento varejista no Brasil através de nomes como VVAR11, HGTX3 e LAME4, que oferecem em nossa visão maior alavancagem operacional em um cenário de recuperação da economia brasileira.

Fonte: Citi Research (baseado em Carrefour Brasil – Alert: Food deflation hits 3Q17 sales, as expected. Maintain Sell, de Paola Mello, publicado em 18/10/2017)

(9)

Pag 9 de 9

Informações Importantes:

Este relatório foi elaborado por Cauê Pinheiro, Larissa Nappo & Rafael Santos (“Analistas”), analistas de investimentos credenciados junto à Apimec e vinculados à Citigroup Global Markets Brasil CCTVM S.A. (“CGMB”), uma afiliada do Citigroup Global Markets Inc. (“CGMI”). Cauê Pinheiro é o responsável principal pelo conteúdo deste relatório de acordo com a Instrução CVM nº 483, de 6 de julho de 2010.

Este material tem caráter meramente informativo, não constituindo oferta de compra ou de venda de títulos e/ou valores mobiliários pela CGMB, ainda que aqui mencionados. As informações constantes deste material podem auxiliar o investidor em suas decisões de investimento, porém o investidor será responsável, de forma exclusiva, pela verificação da conveniência e oportunidade da movimentação de sua carteira de investimentos e pela tomada de decisão quanto à efetivação de operações de compra e/ou venda de títulos e/ou valores mobiliários. Este material apresenta informações para diversos perfis de investimento e o investidor deverá verificar e atentar para as informações próprias ao seu perfil de investimento, uma vez que as informações constantes deste material não são adequadas para todos os investidores. Quaisquer projeções de risco ou retorno potenciais são meramente ilustrativas e não são e não devem ser interpretadas pelo investidor como previsão de eventos futuros e/ou garantia de resultados. Além disso, não garantimos a exatidão das informações aqui contidas e recomendamos ao investidor que não utilize este relatório com única fonte para embasar suas decisões de investimento. Os investimentos realizados pelo investidor para sua carteira estão sujeitos a diversos riscos inerentes aos mercados e aos ativos integrantes da carteira, incluindo, sem limitação, risco de mercado, risco de crédito, risco de liquidez, risco cambial, risco de concentração, risco de perda do capital investido e de disponibilização de recursos adicionais, entre outros.

Com relação às companhias, mercados e valores mobiliários ora analisados, nos termos da regulamentação em vigor, os Analistas declaram que:

(i) As recomendações do presente relatório de análise refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais, sendo certo que o relatório foi elaborado de forma independente, inclusive em relação à CGMB e da CGMI.

(ii) A remuneração recebida pelo Analista está condicionada ao cumprimento de premissas qualitativas e quantitativas estabelecidas pela CGMB, podendo inclusive levar em consideração o resultado total da CGMB, mas não é influenciada, direta ou indiretamente, por recomendações específicas ou opiniões expressas pelo Analista neste relatório de análise.

(iii) A CGMB é membro do grupo Citi, que possui empresas e negócios em mais de 100 países. Considerando a atual estrutura do grupo Citi, é provável que alguma empresa do grupo, inclusive as próprias CGMB e CGMI, tenham interesses financeiros e/ou comerciais relevantes em relação às companhias, mercados e aos valores mobiliários objeto do presente relatório de análise.

As opiniões aqui constantes foram elaboradas com base em informações e dados obtidos de diversas fontes, inclusive no material de análise elaborado pela Citi Investment Research & Analysis (“CIRA”), conforme devidamente identificadas e indicadas no corpo do documento. CIRA é a divisão de análise de investimento da CGMI, cuja política aplicável às suas opiniões e relatórios de análises está disponível em http://www.citigroupgeo.com. O presente relatório foi elaborado de forma independente pelo Analista vinculado à CGMB e não obstante a utilização do material de análise elaborado pela CIRA, as opiniões do Analista podem divergir das opiniões da CIRA.

SAC Citi - Serviço de Apoio ao Cliente Reclamações, Cancelamentos e Informações 0800 979 2484 (deficientes auditivos - 0800 724 2484)

Todos os dias, 24h

Se não ficar satisfeito com a solução apresentada, de posse do protocolo, contate a Ouvidoria 0800 970 2484 (deficientes auditivos - 0800 722 2484).

Em dias úteis das 9h às 18h Fale Conosco: www.citicorretora.com.br

Imagem

temas relacionados :