Reformas religiosas Reforma protestante

Loading.... (view fulltext now)

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Texto

(1)

Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal 21

Reformas religiosas

Reforma protestante

Durante a Idade Média, o poder tanto político quanto econômico estava nas mãos da Igreja Católica. Contrariando alguns ensinamentos do cristianismo tradicional, a Igreja Católica passa a receber duras criticas pelos abusos cometidos e pelos escândalos envolvendo seus membros.

A gota d´agua foi a realização de um processo que marca essa contestação dos atuais valores e padrões da época, o papa na época, Leão X,com o intuito de terminar as obras na basílica de São Pedro, institui a cobrança de indulgências, que seria o perdão dos pecados mediante ao pagamento de uma determinada quantia, essa prática desagrada uma parte da sociedade, entre eles está o monge agostiniano, Martinho Lutero que para demonstrar toda a sua indignação, escreveu e fixou na porta da igreja que era pregador as antológicas “95 teses”, um documento que criticava duramente algumas praticas do catolicismo, inclusive a venda de indulgências, esse ato de desrespeito por parte de um membro do clero desagradou o papa que exigiu a excomunhão de Lutero, em contrapartida, o monge em mais um ato de rebeldia rasga e queima o documento que autoriza a expulsão clerical:está iniciada a reforma protestante.

(2)

Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal 22

Em todo e qualquer período da história existirão aqueles que concordam e aqueles que discordam de alguma decisão, em relação ao cristianismo medieval não foi diferente, porém, a história nos mostra que não existem fatos isolados, que o resultado de algum fato depende do contexto social político e econômico ao qual ele está inserido, por exemplo, o surgimento da imprensa na mesma época que as agitações luteranas se iniciaram beneficiou a difusão da Bíblia, que foi traduzida por Lutero do latim para alemão de forma a proporcionar a sua leitura a todas as pessoas.

Numa sociedade puramente religiosa, tudo que acontece tem uma explicação divina, ou seja, uma realidade caótica e destrutiva como a da época, onde a fome e a peste imperaiam, nada mais normal do que as pessoas interpretarem tais fatos como sendo castigos divinos por conta de seus pecados, esse foi um dos fatores que propiciou um maior apoio as idéias de Lutero, portanto não podemos dizer que a reforma teve só seu lado político, também existia uma necessidade espiritual em que a população precisa fortalecer a sua fé.

Calvinismo.

Com a difusão do ideal protestante começam a surgir fora da Alemanha centros de discussão do pensamento luterano, um deles foi a França, onde João Calvino dá inicio ao movimento que carrega o seu nome, o “Calvinismo”,essa vertente do protestantismo inicia seu trabalho atraindo a atenção de muitos banqueiros e comerciantes que interessaram-se pelos ideais principalmente no

(3)

Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal 23

que diz respeito a defesa do trabalho duro e honesto como forma de obter a salvação. Vem do Calvinismo a idéia que a alma das pessoas são predestinadas, ou seja, o destino de todos já está traçado.

Anglicanismo

Digno de roteiros de novelas, a história do processo de surgimento do movimento que resultou na criação da igreja anglicana é uma das mais interessantes de todas as vertentes religiosas; envolta em uma atmosfera de traições, corrupção e política, não só o anglicanismo, como também seu criador entram para história como sendo a maior representação do absolutismo.

relações diplomáticas que tinha com Roma e funda a sua própria religião, a igreja anglicana. Ambas as religiões são extremamente semelhantes diferenciando-se apenas em relação à autoridade que passou do papa para o rei.

Henrique XVIII, sucessor do trono inglês na dinastia dos “tudors”, idealizou o pensamento protestante, ou seja, a consciência da necessidade de mudança religiosa para além das fronteiras centro-européias, porém o fato mais interessante a ser destacado é com relação à conturbada vida intima do monarca; a tradicional visão histórica anglicana mostra que o principal motivo para a consolidação de tal ideal tem relação direta com o fato de o Rei estar casado a mais de 15 anos com Catarina de Aragão, porém, não tinha com ela nenhum filho homem fazendo com que tal situação despertasse em Henrique o desejo de se divorciar, prática até então recriminada pela igreja. Contrariado pelo papa, Henrique XVIII, rompe as

A contra reforma

Enganam-se aqueles que acreditam que a igreja católica permaneceu imóvel em relação a tais “levantes”; ao catolicismo, a igreja não ficou parada ao se deparar com situações que pudessem ameaçar a sua secular tradição, se a Europa estava mergulhada em um mar de euforia pelas descobertas nos campos cientifico e tecnológicos somadas as descobertas de novas terras além mar, o que proporcionava ao

(4)

Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal 24

pensamento ocidental um aumento no seu campo critico e criativo, possibilitando a ascensão da reforma, em contrapartida, a igreja católica viria a criar uma série de medidas que possibilitavam o trato no controle da perda de fieis para a nova religião quanto para com as punições exercidas sobre os fieis desobedientes.

1. Lado político

Restabelecimento do tribunal da santa inquisição que tinha a função de capturar, julgar e condenar todos aqueles que eram considerados infiéis a fé católica.

Criação do Index Librorum Prohibitorum, uma publicação onde reunia-se uma lista de livros que eram

Sobre tribunal da santa inquisição.

A reforma protestante não foi um movimento exclusivamente voltado para as atividades políticas e econômicas, foi também uma tentativa de renovação da abalada fé cristã;

(5)

Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal 25

desaconselháveis a leitura cristã, incluindo as 95 teses de Lutero mais dezenas de livros científicos. Catequização dos habitantes das terras descobertas onde os jesuítas tinham um papel importante.

2. Lado espiritual

A parte correta da igreja católica, reconhece suas falhas e inicia um processo de mudança na realidade espiritual do cristianismo, dentre essas decisões resulta a formação de novas instituições leigas de caridade e piedade.

A reforma das dioceses passou a ser feita pelos próprios sacerdotes de cada igreja. A fiscalização passa a ser mais rigorosa.

Criação da companhia de Jesus, que não tinha um objetivo direto na competição com o luteranismo. Esse pensamento, de que tudo com o tempo se desgasta e perde sua essência já era defendido anteriormente aos eventos reformistas por Egídio de Viterbo que já advertia ao alto clero da necessidade de mudança nas fileiras católicas.

Remonta ao Século XVI a mensagem religiosa associado à idéia de que "no mundo comercial e da concorrência, o êxito ou a bancarrota não dependem da atividade ou da aptidão do indivíduo, mas de circunstâncias independentes dele"

(Friedrich Engels - DO SOCIALISMO UTÓPICO AO SOCIALISMO CIENTÍFICO). Assinale o nome do movimento protestante que pregava a salvação da alma e apresentava princípios básicos apoiados na prática econômica da burguesia nascente.

a) Luteranismo. b) Medievalismo. c) Jansenismo. d) Calvinismo. e) Judaísmo.

Todas as alternativas contêm pregações dos protestantes à época da Reforma, EXCETO:

(6)

Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal 26 preguiça, que é uma injúria a Deus."

(B) "Não nos tornamos justos à força de agir com justiça, mas é porque somos justificados que fazemos coisas justas." (C) "O Rei é o supremo chefe da Igreja. Tem todo poder de examinar, reprimir, corrigir erros, heresias, a fim de conservar a paz do Reino."

(D) "Pois Deus criou os homens todos em condições semelhantes, mas ordena uns à vida eterna e outros à eterna danação."

(E) "Trazei o dinheiro! Salvai nossos antepassados! Assim que tilintar em nossa sacola, suas almas passarão imediatamente ao paraíso."

Várias doutrinas de caráter religioso surgiram na Europa a partir do século XVI, provocando o rompimento da unidade cristã no Ocidente.

Sobre a afirmativa, marque o que for verdadeiro:

(A) Alemanha - Martinho Lutero iniciou a reforma religiosa com a criação do Luteranismo.

(B) Suíça - Calvino propagou sua doutrina, o Calvinismo, sendo aceita por grande parte da burguesia.

(C) Inglaterra - o Anglicanismo, criado pelo rei Henrique VIII, teve, como um dos objetivos, a maior centralização do poder político.

(D) França - John Wyclif, liderando uma revolução camponesa contra o poder do Papa, criou o Anabaptismo.

A Reforma protestante e a Contra-Reforma envolveram aspectos ligados à doutrina da religião cristã e à forma como se organizava a Igreja Católica com sede em Roma. No contexto desses movimentos, considere as afirmativas abaixo:

I. Os protestantes eram contrários à autoridade do Papa e à intermediação dos padres na leitura da Bíblia. II. Os protestantes eram contrários ao casamento dos padres e ao sacramento da confissão.

III. As idéias protestantes tiveram grande aceitação por parte dos monarcas portugueses, espanhóis e ingleses. IV. Os jesuítas foram designados para a ação missionária nas terras da América, Ásia e África, a fim de garantir a

expansão da fé católica.

V. O Concílio de Trento definiu algumas ações para reagir à expansão do protestantismo, como o fortalecimento dos

sacramentos e uma melhor formação do clero para o atendimento dos fiéis.

Assinale a alternativa correta.

(A) Somente as afirmativas I, IV e V são verdadeiras. (B) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.

(7)

Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal 27 (C) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras.

(D) Somente a afirmativa IV é verdadeira.

(E) Somente as afirmativas III e V são verdadeiras.

No século XVI, a Reforma e a Contra-Reforma foram dois importantes eventos de grande impacto, sobretudo para a sociedade cristã ocidental. Sua compreensão, porém, exigiu o estabelecimento de relações sociais, políticas e econômicas no contexto histórico da época.

Considerando esses importantes aspectos, pode-se afirmar:

I – O movimento que culminou na Reforma inscreve-se em um amplo contexto de crise: fome, epidemias, guerras,

dificuldades e adversidades desenhadas já a partir do século XIV e que engendrariam um outro importante aspecto para o entendimento da Reforma: a crise dos valores sociais e religiosos.

II – A Reforma e a Contra-Reforma devem ser compreendidas exclusivamente como resultados de inquietações

espirituais do clero romano.

III – A Reforma e suas proporções foram resultados apenas da rebeldia de Lutero e de utros reformadores protestantes

contra os abusos materiais e morais que marcavam a existência da Igreja na época.

IV – O êxito alcançado pela Reforma pode ser constatado pela observação da rápida difusão do luteranismo e do

calvinismo pela Europa. Esse processo, porém, nem sempre foi tranqüilo, como demonstram, por exemplo, as chamadas guerras religiosas ocorridas na França e a emigração de puritanos ingleses para a América do Norte.

V – O movimento da Contra-Reforma manifestou-se de muitas e variadas maneiras, dentre as quais podemos citar o

apoio de Roma às ações militares empreendidas pelos príncipes católicos contra os protestantes. Assinale a alternativa correta.

(A) Somente as afirmativas II, III e IV são verdadeiras. (B) Somente as afirmativas I, II, IV e V são verdadeiras. (C) Somente as afirmativas I, IV e V são verdadeiras. (D) Somente as afirmativas II, III e V são verdadeiras. (E) Todas as afirmativas são verdadeiras.

Imagem

Referências

temas relacionados :