• Nenhum resultado encontrado

O sistema educativo na Suíça. e em Genebra. O sistema educativo na Suíça e em Genebra

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "O sistema educativo na Suíça. e em Genebra. O sistema educativo na Suíça e em Genebra"

Copied!
7
0
0

Texto

(1)

5

O sistema educativo na

Suíça e em Genebra

Dada a estrutura federal do país, o sistema educativo suíço assemelha-se a um mosaico cujos elementos são mais ou menos autónomos. No que toca à educação e escolaridade, cada cantão é soberano, na medida em que se compromete a atingir objectivos gerais estabelecidos pelo plano federal. A Confederação suíça desempenha um papel de vigilância. Procura fazer com que seja min-istrada uma educação de qualidade nas escolas de cada cantão

A formação profissional, em si mesma, não funciona da mesma forma. Ela é, com efeito, regulada por uma lei fe-deral: a lei sobre a formação profissional (LFPr). O cantão de Genebra, tal como os outros cantões, está encarrega-do de executar a lei e de garantir a qualidade das for-mações profissionais ministradas. Este papel incumbe ao Serviço de orientação e de formação profissional (OOFP).

O

sistema

educativo

na

Suíça

e

em

Genebra

(2)

O

sistema

educativo

na

e

em

Genebra

Escola prim á ria Escola secund á

ria inferior (ciclo de orienta

çã o) Col é gio Escola de cultura geral Escolas de ensino t é cnico Escola do com é rcio Escolas é cnicas federais Escolas superiores especializadas

Escolas espe- cializadas

Escolas t

é

cnicas

Exames profissionais superiores

Pr á tica de um oficio á sio diploma maturidade profissional maturidade t é cnica

maturidade profissional / diploma

Forma

çã

o

profissional

: escola de ensino geral que

leva directamente

à

s Universidades (maturidade de gin

á

sio)e

à

s outras escolas superiores

é cnico : escola de ensino t é cnico e cient

ífico que permite,entre outros,de entrar na

Escola de Engenheiros(maturidade t

ío:

escola de ensino geral com um car

á

cter pre-profissional (para entradano mundo do trabalho).

à

s

Escolas superiores Especializadas e

à

(3)

7 A escolaridade obrigatòria

Suíça (Genebra)

Pré-escolaridade 4 a 6 ano (escola infantil) 1º ciclo : 6 a12 anos (escola primária) 2º ciclo : 12 a15 anos

(escola secundária 1/Ciclos de orientação)

Portugal

Pré-escolaridade 4 a 6 anos (jardins de infância) 1º ciclo : 6 a 10 anos

2º ciclo : 10 a 12 anos 3º ciclo : 13 a 15 anos

Na Suíça, a escolaridade obrigatória compreende nove anos seguidos pelos jovens de 6 a 15 anos, em 2 ciclos. O primeiro ciclo, designado de escola primária, dirige-se aos jovens de 6 a 12 anos, o segundo é já designado de

escola secundária 1, de 12 a 15 anos (enquanto que em

Portugal o secundário não recupera os anos pós-obri-gatórios a partir dos 15 anos).

O ensino do secundário 1 desenvolve-se em Genebra, no

Ciclo de orientação. Em muitos casos, os jovens

comple-tam um 10º ano intermediário antes de se orientarem para a via profissional. Este ano permite-lhes de consolidar os seus conhecimentos de cultura geral e precisar o seu projecto de formação.

O

sistema

educativo

na

Suíça

e

em

Genebra

(4)

Depois da escolaridade obrigatória, cerca de 95% dos jovens e 90% das jovens seguem uma formação, na esco-la (ensino geral, tecnológica ou profissional), ou na apren-dizagem (alternância escola/empresa).

• Cerca de 40% dos jovens de Genebra frequentam uma

Mundo do trabalho Ensino superior (Uni / HES / ES - ET ) Colégio Escola de ensino técnico Escola do comércio Escola de cultura Geral Ensino secun-dário Na escola o tempo intero Alter-nadamente Escolas profissionais Mundo do trabalho Genebra Ensino secundário Cursos a caráter geral (CSPOPE) Cursos técnicos (CT) Escolas profissionais Ensino superior Mundo do trabalho

12° 11° 10° Portugal

educativo

na

Suíça

Genebra

(5)

9 • Noutra área, a Escola de ensino técnico (Ecole

tech-nique- ET), propõe cursos de ensino técnico e científico

que desembocam numa maturidade técnica, e que per-mite, entre outros, o acesso à escola de engenheiros (Haute Ecole Spécialisée / HES = Escola Superior

Especializada). Esta corresponde mais ou menos à

ori-entação científica dos «Cursos tecnológicos» da área secundária portuguesa.

• Duas outras escolas oferecem un ensino geral com um

caráter pré-profissional que preparam a entrar no mundo do trabalho. A Escola de cultura geral (Ecole de

culture générale-ECG) prepara principalmente para

for-mações superiores no domínio social, da saúde e da comunicação. Quanto à Escola do comércio (Ecole de

commerce), ela propõe formações comerciais de nível

equivalente ao CFC (diploma de comércio).

• Em Genebra, um terço dos jovens segue uma formação profissional para adquirir un ofício. Duas possibilidades

oferecem-se: formar-se directamente na empresa e seguir 1 ou 2 dois dias por semana de cursos na escola ou poder desenvolver-se na Escola profissional a tempo inteiro que ministra um ensino geral e técnico. A apren-dizagem na empresa, ao contrário de Portugal, é a via preferida.

Em Genebra, cada vez há mais jovens que entram na aprendizagem, depois de terem seguido, durante 1 ou 2 anos, uma escola da escolaridade pós-obrigatória.

O

sistema

educativo

na

Suíça

e

em

Genebra

(6)

O ensino superior compreende três grupos:

• as Universidades (divididas em faculdades) e as Escolas Politécnicas federais (Ecoles polytechniques fédérales)

• as Escolas Superiores Especializadas (Hautes Ecoles spé-cialisées-HES) que são de nível universitário porém

ori-entadas no ensino prático.

• as Escolas Especializadas (Ecoles supérieures spécia-lisées-ES) e as Escolas técnícas (Ecoles techniques-ET) que não são universitárias, mas com exigências

mais elevadas que as das escolas do secundário 2.

A formação profissional:

(Toda a formação com objectivos profissionais)

O tipo de formação profissional mais divulgado na Suíça é a aprendizagem que alterna teoria e prática. Permite a aquisição directa dos conhecimentos necessários para a consecução de um ofício. Os (As) aprendizes que querem adquirir qualificações escolares suplementares têm a possibilidade de passar a uma maturidade profissional, que lhes permite a entrada directa nas Escolas Supe-riores Especializadas (HES).

• A aprendizagem:

A aprendizagem desenrola-se quer inteiramente na escola, quer em regime de alternância (dual) na empresa e na

O

sistema

educativo

na

e

em

Genebra

(7)

• A maturidade profissional:

Um(a) aprendiz em empresa tem a possibilidade de preparar a maturidade profissional durante (intra-CFC) ou depois da aprendizagem (pós-CFC). Estão disponíveis vários tipos de maturidade profissional:comercial, artís-tico, artesanal, técnico e técnico-agrícola (e em breve no domínio da saúde e do trabalho social).

A formação profissional superior

A via profissional oferece formações profissionais superiores:

• Escolas Especializadas (ES) e Escolas técnicas (ET)

(não universitárias) com exigências de admissão e de estudos mais elevadas, cujo programa se prolonga por dois anos.

• O sistema de exames profissionais, mediante cursos

(em emprego), permite entregar certificado (1º nível) e diplomas federais (2º nível). São destinados a pessoas qualificadas (CFC ou outros) e dotadas de vários anos de experiência profissional.

• As Escolas Superiores Especializadas (HES) ministram

três ou quatro anos de ensino de nível universitário ori-entado para a prática (pesquisa articulada sobre as aplicações).

Para os jovens que não querem completar uma aprendizagem profis-sional, a lei prevê um curso de formação aligeirado, acessível num certo número de especialidades. Trata-se de uma formação prática adaptada às capacidades de cada jovem. Com uma duração de dois anos, ela visa formar uma mão-de-obra qualificada, ensinando os aspectos práticos e concretos de um ofício. Os conhecimentos adquiridos permitem de seguida aos que o desejam, obter um CFC, beneficiando de dispensas.

11

O

sistema

educativo

na

Suíça

e

em

Genebra

Referências

Documentos relacionados

Na Tabela 21 são apresentados os valores de degradação de todas as amostras de argamassa de revestimento confeccionadas com Votomassa, com adição de dióxido de titânio na

Após a utilização da história em quadrinhos e a sua leitura em sala de aula, os alunos receberam uma apostila simples como observaremos na próxima pagina na figura 11, contendo

Esta ação consistirá em duas etapas. Este grupo deverá ser composto pela gestora, pelo pedagogo e ou coordenador pedagógico e um professor por disciplina

Desse modo, foram elencados três eixos analíticos: (i) a política de seleção na escola de tempo integral: quem são esses alunos; (ii) as características da escola eficaz: o

O documentário tem como principal objetivo mostrar belas cenas dessa capital da Holanda, utilizando a ideia de um documentário poético, o mais importante é a valorização de

Ao analisar o conjunto de empresas de dois segmentos da BM&FBOVESPA –Energia Elétrica e Bancos –, verifi cando as métricas fi nanceiras de rentabilidade e risco Nunes, Nova

Atualmente existem em todo o mundo 119 milhões de hectarS destinados a plantações florestais, dos quais 8,2 milhões na América do Sul. No Brasil, em 1997 havia cerca de 4,7 milhões

Esses desassossegos serão tratados no início do artigo, recordando que o próprio Niklas Luhmann (Luhmann; De Giorgi, 1996) referia a importância dessas