Uma nova alternativa para o uso da TV pen drive em sala de aula

Texto

(1)

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

CAMPUS FRANCISCO BELTRÃO

CURSO DE LICENCIATURA EM INFORMÁTICA

Oscar Szpanic Bueno

Uma Nova Alternativa Para o Uso da TV Pen

Drive em Sala de Aula

Francisco Beltrão, Paraná

2018

(2)

Oscar Szpanic Bueno

Uma Nova Alternativa Para o Uso da TV Pen Drive em

Sala de Aula

Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado a Universidade Tecnológica Federal – Campus Francisco Beltrão, como parte das exigências para a obtenção do título de Licenciado em Informática.

Orientador: Prof. Doutor Rafael Wild

Francisco Beltrão, Paraná

2018

(3)

Oscar Szpanic Bueno

Uma Nova Alternativa Para o Uso da TV Pen Drive em Sala de Aula/ Oscar Szpanic Bueno. – Francisco Beltrão, Paraná,

2018-31 p. : il. (alguma cor.) ; 30 cm. Orientador: Prof. Doutor Rafael Wild monografia – , 2018.

1. TV Pen Drive. 2. Reutilização. I. Prof. Doutor Rafael Wild. II. Universidade Tecnológica Federal do Paraná. III. Campus Francisco Beltrão. IV. Uma Nova Alternativa para o Uso da TV Pen Drive em Sala de Aula

(4)

Oscar Szpanic Bueno

Uma Nova Alternativa Para o Uso da TV Pen Drive em

Sala de Aula

Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado a Universidade Tecnológica Federal – Campus Francisco Beltrão, como parte das exigências para a obtenção do título de Licenciado em Informática.

Francisco Beltrão, 15 de Maio de 2018

Prof. Doutor Rafael Wild UTFPR (orientador)

Profa. Doutora Maici Duarte Leite UTFPR (Membro Banca)

Prof. MSc. Celso Hotz UTFPR (Membro Banca)

(5)

Dedico este trabalho à minha família, pelos momentos de ausência, principalmente a minha esposa que nunca me deixou desistir.

(6)

AGRADECIMENTOS

Certamente estes parágrafos não irão atender a todas as pessoas que fizeram parte dessa importante fase de minha vida. Portanto, desde já peço desculpas àquelas que não estão presentes entre essas palavras, mas elas podem estar certas que fazem parte do meu pensamento e de minha gratidão.

Agradeço ao meu orientador Prof. Doutor Rafael Wild, pela sabedoria com que me guiou nesta trajetória. Aos meus colegas de sala.

A Secretaria do Curso, pela cooperação.

Gostaria de deixar registrado também, o meu reconhecimento à minha família, pois acredito que sem o apoio deles seria muito difícil vencer esse desafio.

Enfim, a todos os que por algum motivo contribuíram para a realização desta pesquisa.

(7)

“A tarefa não é tanto ver aquilo que ninguém viu, mas pensar o que ninguém ainda pensou

sobre aquilo que todo mundo vê.” (Arthur Schopenhauer)

(8)

RESUMO

A pesquisa apresentada neste texto busca atender duas demandas encontradas em minha experiência em sala de aula. A primeira é a dificuldade dos professores encontrarem e produzirem conteúdos para ser utilizados nas TVs Pen Drive, equipamento multimídia fornecido pelo governo às escolas estaduais do Paraná. Este equipamento possui limitações em termos de formato de arquivo aceito e em outros termos que serão melhor examinados no corpo do trabalho. A segunda demanda consiste em aumentar a vida útil destes aparelhos. Apesar de representarem um dos maiores investimentos já feitos na educações do estado, e terem apenas 10 anos de utilização em sala de aula, estão se tornando obsoletas e pouco utilizadas. Esta situação deixa uma alternativa de grande potencial de uso como recurso tecnológico em sala de aula praticamente sem utilização. Uma das alternativas encontradas, apresentada neste trabalho como sugestão de solução para o problema identificado, foi a utilização de um "kit"de adaptação envolvendo um aparelho EZcast, um conversor RCA para HDMI e um carregador de celular 5V, para transformar a TV Pen Drive em uma "Smart TV". Esta solução provê conexão "wireless"com diversos aparelhos de celular que utilizem sistema operacional Android ou Windows Fone. A solução permite ao professor utilizar seu próprio aparelho celular pessoal para exibir na TV conteúdos como vídeos, apresentações, fotos, imagem em tempo real da câmera do celular, espelhar a tela do celular para a TV, acessar a internet, Youtube e demais aplicativos que são comumente utilizados no celular. A solução proposta pode assim aumentar muito a utilização da TV Pen Drive como recurso em sala de aula, auxiliando a tornar as aulas bastante dinâmicas e práticas, qualificando muito o uso deste aparelho e valorizando o investimento que se faz presente em grande parte das salas de aula das escolas da rede estadual de ensino do estado do Paraná.

Palavras-chave: TV Pen Drive. TV Multimídia. Smart TV. Recursos Tecnológios em Sala de Aula. Tecnologia e Educação.

(9)

ABSTRACT

The research presented in this text seeks to attend to two demands found in my experience in the classroom. The first one is the difficulty for teachers to find and produce content to use on the TV Pen Drive, a piece of multimedia equipment provided by the government to the state schools in Paraná. This equipment has limitations in terms of accepted file formats and other terms that will be better examined in the body of the work. The second demand consists of increasing the useful life span of this device. Even though TVs Pen Drive represent one of the highest investments ever made in the state education system, and have only 10 years of use in the classroom, they are becoming obsolete and hardly used. This situation leaves an alternative with great potential of use as a technological resource in the classroom practically unused. One of the alternatives encountered, presented in this work as solution for the identified problem, was the utilization of an adaptation “kit” involving an EZcast device, a RCA converter for HDMI and a 5V cell phone charger, to transform the TV Pen Drive into a “Smart TV”. The solution provides a “wireless” connection to diverse cell phones that use the Android operational system or Windows Phones. Teachers can use their own personal cell phone to exhibit on the TV the contents such as videos, presentations, photos, live images from the cell phone’s camera, mirror the cell phone’s screen to the TV, and to access the internet, YouTube and other applications that are commonly used on cell phones. The proposed solution can therefore greatly increase the utilization of the TV Pen Drive as a resource in the classroom, helping to make the classes very dynamic and practical, qualifying the use of this device and valuing the investment that takes place in great part of the classrooms of the schools in the state education network of Paraná.

Keywords: TV Pen Drive. TV multimedia. Smart TV. Technological Resources in the Classroom. Technology and Education.

(10)

LISTA DE ILUSTRAÇÕES

Figura 1 – Imagem da TV Pen Drive - 2007 . . . 12

Figura 2 – Imagem da TV Licença EzCast - 2007 . . . 22

Figura 3 – Imagem da Tela Inicial EzCast . . . 23

Figura 4 – Conjunto apresentado como alternativa . . . 25

Figura 5 – Apresentação semana pedagógica - 2017 . . . 27

(11)

LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS

UTFPR Universidade Tecnológica Federal do Paraná

UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná

PR Paraná

TV Televisor

(12)

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO . . . 12 1.1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS . . . 13 1.2 OBJETIVOS . . . 14 1.2.1 Objetivo Geral . . . 14 1.2.2 Objetivos Específicos . . . 15 1.3 JUSTIFICATIVA . . . 15 2 REFERENCIAL TEÓRICO . . . 17 3 DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO . . . 20 3.1 Sobre o Hardware . . . 20 3.2 Sobre o Software . . . 21

3.3 Sobre o conjunto solução . . . 24

4 RESULTADOS E DISCUSSÕES . . . 27

4.1 APRESENTAÇÃO AOS PROFESSORES DA ESCOLA . . . 27

5 CONSIDERAÇÕES FINAIS . . . 29

(13)

1 INTRODUÇÃO

Em 2007 o Estado do Paraná fez um grande investimento no que na época se tratava de uma grande evolução ao que diz respeito ao uso de tecnologias na educação, que foi a compra e distribuição das TV’s Pen Drive para as escolas da rede pública estadual. Até hoje este é considerado um dos maiores investimentos e um dos grandes avanços na introdução do uso de tecnologias no meio educacional no Estado, beneficiando alunos e professores que poderiam contar com esta ferramenta para incrementar e tornar suas aulas mais dinâmicas e interessantes. Neste cenário inicialmente positivo vão surgir, porém, dificuldades que seriam trazidas pela própria evolução da tecnologia e também pela falta de preparo e qualificação para que professores pudessem fazer uso adequado desta ferramenta.

Figura 1 – Imagem da TV Pen Drive - 2007

Fonte: Produzido pelos autores

O uso de aparelhos celulares como ferramenta pedagógica em sala de aula é um assunto de variados pontos de vista, e que dispõem de argumentos fortes tanto a a favor do seu uso quanto contra. Mas este é um assunto que vem de anos de discussão, e apartir da solução proposta como alternativa do problema, só tende a alimentar esta discussão.

"O uso das Tecnologias da Informação e Comunicação Móveis e Sem Fio (TIMS) aumentam os desafios da realidade escolar. Educadores precisam se adequar a realidade desenhada pelas TIMS. Entre as TIMS, temos o celular, um aparelho popular, com aplicativos que podem vir a ser utilizados em sala de aula como recurso pedagógico."Bento e Cavalcante (2013, p. 02).

(14)

1.1

CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Tendo como tema uma nova alternativa para o uso da TV Pen Drive em sala de aula, este trabalho surge como uma proposta de facilitar a interatividade e o uso desta ferramenta que se faz presente nas salas de aula da rede do estado, tornando a vida útil deste utilitário maior, e ao mesmo tempo torná-la mais dinâmica e com mais flexibilidade dando mais opções de ferramentas e usos tecnológicos no dia a dia dos professores e alunos. Existem vários meios de estabelecer comunicação entre aparelhos de televisão e dispositivos móveis, o objetivo da pesquisa é apresentar uma solução de fácil entendimento que seja prática e que tenha um custo minimizado, o que pode garantir que esta solução seja realmente implantada nas escolas solucionando assim diversos problemas que são encontrados no meio escolar ao que diz respeito a utilização das Tv’s Pen Drive em paralelo aos smartphones, que são objetos hoje de uso cada vez mais frequentes por alunos e professores, e quem vem a ser uma ferramenta considerada de fácil entendimento e utilização o que torna ainda mais atrativo o uso destes dois equipamentos simultaneamente.

O Uso adequado da TV Pen Drive em conjunto com o smartphone pode agregar muito a dinâmica das aulas trazendo a ferramenta do celular e sua conectividade e sua interatividade ao meio escolar de forma fácil e prática, enriquecendo as aulas e tornando-as mais atrativas para os alunos e fáceis para o professor, fazendo assim com que os professores voltem a ver a TV Pen Drive como uma ferramenta útil dentro da sala de aula, e não mais como um eletrônico obsoleto.

Apesar de terem sido um grande salto na implementação e utilização das tecnologias na educação, as TV’s Pen Drive se tornaram hoje obsoletas e pouco utilizadas, pois as dificuldades são muitas que pesam contra o uso das mesmas, estas dificuldades vão desde simplesmente encontrar dispositivos de armazenamento (Pen Drives, Cartões de Memórias) que sejam reconhecidos, uma vez que ultrapassando um determinado tamanho de armazenamento seu funcionamento é inadequado, até o velho e antigo fantasma que assombra a grande maioria de seus usuários que é a conversão de mídias para formatos por ela reconhecidos.

Ao observar o ambiente escolar, e as diferentes dificuldades que as escolas , pro-fessores e também alunos enfrentam, me chama a atenção, talvez pela área de estudo, a pouca utilização dos equipamentos implantados em todas as salas de aula, e veio a tona as questões como investimento feito, o porque da pouca utilização, quais as dificuldades, se seria resistência por parte dos professores, deficiência técnica do equipamento, ou falta de interesse dos alunos na proposta de aula ao uso do eletrônico já ultrapassado.

Então verifica-se que é um somatório dos três fatores, os professores não encontram recursos atuais para fazerem uso da ferramenta de forma prática e adequada, o que faz com que se perca tempo demais preparando material, o equipamento que não tem mais

(15)

suporte a evolução das tecnologias e recursos novos e por sua vez desta forma o conteúdo apresentado se torna pouco interessante e nada dinâmico aos alunos, tornando assim mais fácil e seguro manter a aula de forma tradicional sem fazer uso desta tecnologia.

Uma possível solução para este problema seria o conceito de comunicação entre o smarphone do professor e a TV Pen Drive de sala de aula, tornando assim a aula dinâmica e interessante para os alunos, que poderiam vivenciar a experiência na prática de uma ferramenta de uso quase que constante para grande maioria da sala e de fácil utilização pelo professor, e que trata-se de uma ferramenta atualizada e com recursos muito mais eficientes, aumentando assim significativamente as possibilidades de uso de mídias digitais possíveis para o televisor.

1.2

OBJETIVOS

O principal objetivo da pesquisa é tornar possível a utilização de dispositivos móveis conectados às TV’s Pen Drive, viabilizando a utilização de mídias e formatos contemporâneos não suportados originalmente, e contornando a obsolescência tecnológica que afeta o equipamento. Seria importante que a solução fosse flexível, sem cabo para limitar a mobilidade do professor em sala de aula, tornando a TV mais útil e melhor aproveitada para um ambiente educacional mais atualizado.

1.2.1

Objetivo Geral

Para solucionar estes problemas apresentados, foram realizadas algumas ações, e o primeiro passo foi fazer um estudo das disponibilidades que são apresentadas nas TV’s Pen Drive, como seus tipos de entradas disponíveis, entradas e áudio, de vídeo, de armazenamento e leitura, a distribuição das mesmas, suas compatibilidades, forma de alimentação, estudar o manual do equipamento para ver restrições técnicas previstas com objetivo de esclarecer e verificar quais as tecnologias que poderiam ou não ser suportadas pelo equipamento.

Em seguida é necessário fazer um levantamento dos equipamentos necessários para fazer esta comunicação entre o smartphone do professor e a TV pendrive, levar em consi-deração todos os equipamentos necessários para o funcionamento, bem como seus custos específicos e a viabilidade dos mesmos, verificando assim quais as melhores alternativas levando em consideração seu custo benefício para uma possível futura implementação.

Outro fator importante que tem que ser levado em consideração é a compatibilidade do maior número de smartphones possíveis ao equipamento selecionado ou escolhido, uma vez que a ideia da solução se baseia no princípio do uso dos próprios smartphones dos professores, o que facilitaria na utilização para os mesmos uma vez que já estão acostumados com seus aparelhos, não havendo a necessidade assim de estudar e aprender

(16)

a utilizar um novo equipamento, mas sim apenas um aplicativo instado no mesmo para mediar a comunicação entre os dois eletrônicos de forma fácil e interativa.

Tem-se como próxima ação a realização de testes de compatibilidade e conectividade destes equipamentos, verificar sua estabilidade na utilização, averiguar também quais as mídias que são suportadas e montar assim propostas a serem apresentadas aos professores como sugestões de recursos que poderão fazer uso com o conjunto de ferramentas que irão desta forma cumprir o objetivo inicial da proposta que é agregar mais tecnologia e assim resultados as suas aulas.

Como última etapa a ser realizada temos que fazer uma avaliação das dificuldades que poderão ser encontradas pelos professores e usuários da solução, analisando possíveis falhas e minimizar as possibilidades de erro, fazendo assim com que o conjunto de equipa-mentos e aplicativos torne-se realmente uma solução viável e inovadora que venha a suprir as atuais necessidades apresentadas no problema.

1.2.2

Objetivos Específicos

Desta forma, temos três objetivos bem precisos. O primeiro é de viabilizar uma solução para fazer a comunicação da tv pen drive com um dispositivo móvel (smartphone). O segundo vem tratar da questão de verificar o custo benefício da mesma solução, cuidando para levar em consideração seu tempo útil. O terceiro e não menos importante é validar a implementação e utilização da solução pelos professores em sala de aula, averiguando assim o grau de dificuldade de seu uso, e se sua utilização pode realmente vir a somar de forma significativa como uma ferramenta tecnológica educacional.

1.3

JUSTIFICATIVA

Viabilizar a comunicação dos smartphones com as TV’s Pen Drive pode ampliar as possibilidades do professor fazer uso em sala de aula de uma mídias educacionais. A TV Pen Drive, há 10 anos atrás foi considerada de suma importância para o desenvolvimento do uso e aplicação das tecnologias em educação na prática em sala de aula, mas em seu atual estado sofre de limitação tecnológica. Atualizar estes equipamentos, fazendo com que suportem recursos que se tornaram comuns desde que foram projetados, faz com que sejam úteis e interessantes novamente no contexto da sala de aula.

Além do benefício diretamente pedagógico, a solução proposta significa uma signifi-cativa redução no investimento que seria necessário para substituir as TV’s Pen Drive por Smart TVs que teriam os mesmos recursos educacionais obtidos pelo conjunto da solução apresentada.

(17)

de todos os equipamentos de TV’s Pen Drive são um argumento forte para justificar por si só a pesquisa e implementação da mesma. Destacamos, porém, a importância de reutilização destes equipamentos que terão sua vida útil prolongadas por um bom período de tempo, diminuindo o descarte de equipamentos obsoletos e obtendo um ganho em termos de sustentabilidade ambiental. Também deve ser considerada a flexibilidade da solução, que pode ser utilizada em outros tipos de equipamentos audiovisuais eletrônicos, como projetores multimídia por exemplo. Isto amplia ainda mais as possibilidades de utilização de tecnologias educacionais nas escolas.

(18)

2 REFERENCIAL TEÓRICO

A TV Pen Drive ainda é considerada um grande recurso tecnológico a ser utilizado como ferramenta educacional, apesar de tratar-se de um equipamento já não tão moderno, ainda pode-se explorar muito bem as funcionalidades apesar duas limitações estarem expostas em virtude do tempo que já vem sendo usada e as novas tecnologias que foram surgindo no decorrer dos anos impuseram certas limitações quanto ao que se pode ser produzido e utilizado nas mesmas.

"Com relação as novas tecnologias e suas aplicabilidades em sala de aulas,os profissionais da educação consideram a TV Pendrive como um equipamento de boa aceitação. A maioria 59 por cento dos entrevistados, acha que a TV Pendrive ainda é um equipamento tecnológico de boa aceitação; 23 por cento consideram indiferente o uso ou não do equipa-mento e 18 por cento disseram estar defasado e com pouca aceitação seu uso enquanto equipamento tecnológico de ponta para contribuição didática pedagógica em suas atividades escolares. Esse resultado mostra que trinta e três 26 por cento dos professores ainda considera o uso da TV Pendrive como um equipamento que contribui em suas aulas como recurso didático importante. Mesmo que isso ocorra de forma descentralizada, ou seja, de forma centrada em disciplinas que tenham mais afinidade na utilização do equipamento visual, como arte, geografia, história, língua portuguesa que foram as matérias em que os professores responderam de forma mais positiva sobre o uso desse recurso em sala de aula."Silva (2012, p. 25).

Este artigo escrito em 2012 pelo então aluno de pós graduação em Métodos e Técnicas de ensino, da UTFPR, campus de Medianeira, traz informações bastante interessantes quanto a questionamentos que persistem até hoje quanto ao uso das TV’s Pen Drive como ferramenta educacional, o artigo destaca de forma clara a importância do recurso tecnológico educacional tanto para os professores quanto para os alunos.

No referido artigo, já no ano de 2012 foi citada a possível necessidade de substituir as TV’s Pen Drive por recursos mais eficientes, mas podemos observar que continuam a fazer parte do âmbito escolar, e podem sim ser exploradas de forma mais dinâmica e funcional com auxílio de novas tecnologias agregadas, o que tornaria mais atrativa a continuidade do uso das mesmas, bem como a ideia do projeto apresentado aqui fará com que seu uso seja renovado e por que não dizer ampliado.

Um estudo mais recente e bastante detalhado sobre o uso das TV’s Pen Drive no estado do Paraná foi o da dissertação de mestrado apresentada no ano de 2016 por Mauricio Requião de Melo e Silva, um trabalho rico em dados e graficos que apontão para a importância do uso desta ferramenta.

(19)

"O ambiente computacional TV Multimídia, presente nas 22 mil salas de aula da rede estadual de ensino do Paraná, assegurou a até então inédita condição de oferecer meios para o acesso universal (todos os professores e todos os alunos) aos conteúdos disponíveis na internet. Estabeleceu uma ponte entre o laboratório e a sala de aula. O que estava, inicialmente, disponível apenas ao professor, passou a ser partilhado pelo estudante."Silva (2016, p. 69).

Existem muitos estudos que argumentam e defendem o fato de que a aprendizagem se dá através do meio em que se vive, pelo dia a dia e pela interatividade social que temos, seja no trabalho, na convivência com a família, na participação geral e interatividade que temos com o mundo em nossa volta.

"Os métodos que permitem que a aprendizagem especializada influa sobre o desenvolvimento geral funcionam apenas por que existem elementos comuns materiais e processos comuns. Somos governados pelos hábitos. Daqui resulta que desenvolver o intelecto significa desenvolver muitas ca-pacidades específicas e independentes e formar muitos hábitos específicos, já que a atividade de cada capacidade depende do material sobre o qual essa capacidade se opera. O aperfeiçoamento de uma função ou de uma atividade específica do intelecto influi sobre o desenvolvimento das outras funções e atividades só quando estas tem elementos comuns."LURIA e LEONTIEV (1988, p. 108).

Baseado nesta linha de pensamento acredita-se que sendo o smartphone um aparelho de uso comum na atualidade, sua utilização como ferramenta de auxilio na sala de aula em conjunto com a TV Pen Drive que já se faz presente nas salas de aula da grande maioria das escolas da rede estadual de educação vai somar muito na qualidade e interatividade das aulas dos professores, e pelo motivo dos mesmos já estarem habituados com o uso dos dois aparelhos sua aceitação será mais fácil e receptiva.

Sabe-se por experiências anteriores e estudos que é essa aceitação e receptividade quanto ao uso das tecnologias na educação que ainda persistem bastante na prática real do uso das mesmas. Um percentual muito alto dos profissionais da área da educação ainda resistem ao novo em sala de aula, existe várias explicações e tentativas de justificar esta resistência entre a insegurança, falta de treinamento e qualificação adequada, o fato da possibilidade eminente dos alunos conhecerem mais as tecnologias do que os próprios professores, entre outras.

É sabido que os professores e especialistas de educação ligados ao setor escolar tendem a resistir à inovação tecnológica e expressam dificuldade em assumir, teoricamente e praticamente, disposição favorável a uma formação tecnológica. Há razões culturais, políticas, sociais para essa resistência, que geram atitudes difusas e ambivalentes. Por uma lado, é verdade que, em nosso pais, a associação entre educação e desenvol-vimento tecnológico foi propiciada por uma visão tecnicista, no quadro da ditadura militar, gerando uma resistência de natureza política a tec-nologia. Mas há também, razões culturais e sociais como o temor pela

(20)

máquina e equipamentos eletrônicos, medo das despersonalização e de ser substituído pelo computador, ameaça ao emprego, precária formação cultural e científica ou formação que não inclui a tecnologia."Libâneo (2014, p. 68).

Para que haja uma mudança neste pré conceito contra o uso das tecnologias pelos professores é necessário um investimento real em treinamentos qualificados para que os profissionais que atuam na área da educação sintan-se mais preparados e fiquem assim mais confortáveis e seguros ao fazerem uso das diferentes tecnologias no seu dia a dia na sala de aula.

"Tais resistências precisam ser trabalhadas na formação inicial e continu-ada de professores por meio de integração das NTCI nos currículos de desenvolvimento de habilidades cognitivas e operativas para o uso das mídias e formação de atitudes favoráveis ao seu emprego e a inovação tecnológica em geral (Vazquéz Gómez, 1994)."Libâneo (2014, p. 68).

(21)

3 DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO

O primeiro desafio na implementação da idéia apresentada foi a composição de um conjunto de equipamentos que pudesse atender essa necessidade de forma prática, que fosse o mais simples possível e que ao mesmo tempo oferecesse um custo baixo para viabilizar de forma real a utilização do mesmo como uma ferramenta em sala de aula.

3.1

Sobre o Hardware

Dada esta situação, iniciou-se o trabalho levantando alguns hardwares que tivessem como particularidade fazer a possível conexão do aparelho de smartphone com as TVs Pen Drive. Existem vários modelos, dentre os quais o mais conhecido é o Chromecast (fabricado pela Google), e por este motivo os primeiros testes foram feitos usando essa ferramenta. O Chromecast é uma ferramenta bastante prática e considerada de fácil utilização. Em primeiro exame aparentemente atendia as necessidades da ideia. Fazendo uma análise mais detalhada do produto, constatou-se que além de ter um custo um pouco elevado, poderia futuramente trazer problemas, pois trata-se de um equipamento que é vinculado a um software pago, que não nos daria segurança e garantia de por quanto tempo estaria disponível para usarmos. Sendo assim foi iniciado uma pesquisa tendo como objetivo encontrar um equipamento similar e que por sua vez trabalhasse vinculado a um software gratuito e de preferência livre.

O hardware então testado foi o EZcast, um equipamento muito semelhante ao anterior, mas com custo relativamente inferior e o principal, é vinculado a um software livre e de código aberto o que nos possibilita uma maior seguraça quanto ao uso destas ferramentas, uma vez que sendo de código aberto pode-se ter um índice de sengurança maior quanto ao seu tempo no mercado.

Para fazer a ligação entre o EZCast e a TV Pen Drive foi necessário também a utilização de um conversor, uma vez que o AZCast tem conexão HDMI e a TV não possui entrada deste tipo. Este conversor trata-se de um equipamento que tem uma entrada HDMI e uma saída de vídeo normal com conector RCA, de tal forma que com auxilio de cabos de áudio e vídeo padrão pode ser facilmente ligados a TV Pen Drive.

A TV Pen Drive só possui uma única entrada USB, e foi constatado que não serve para ser utilizada como alimentação, uma vez que quando se muda o formato de entrada de vídeo da TV para vídeo padrão a mesma automaticamente desabilita a entrada USB, fazendo assim com que os equipamentos se desliguem. Por este motivo foi necessário um Hub USB e um conector padrão de celular, para que os devidos aparelhos fossem ligados diretamente a um ponto de energia próximo a TV, solucionando assim o problema

(22)

apresentado. O Hub USB é alimentado através de uma fonte de 5V comum, como o de um carregador de celular qualquer.

Sendo assim, com este conjunto de 4 equipamentos consegue-se executar com estabilidade e rapidez de forma prática e satisfatoriamente eficiente o objetivo de fazer a conexão desejada entre o Smartphone e a TV Pen Drive.

Abaixo, temos uma lista com valores dos equipamentos adquiridos em julho de 2017:

• EZCast (M2) - Mercado Livre - Rs 96,00 (noventa e seis reais); • MINI HDMI to CVBS - Mercado Livre - Rs 19,00 (dezenove reais); • HUB USB - Easy Informática - Rs 33,00 (trinta e três reais);

• CABO RCA PADRÃO - Eletrônica Montagna - Rs 10,00 (dez reais);

• CARREGADOR CELULAR PADRÃO - Eltrônica Montagna - Rs 15,00 (quinze reais).

Sendo assim, o total gasto para a compra de todos os equipamentos de hardware necessários para montar o kit apresentado como solução foi de Rs 173,00 (cento e setenta e três reais), incluindo fretes para os que se fizeram necessários.

3.2

Sobre o Software

O aparelho de EzCast escolhido para compor o kit proposto para solução do pro-blema disponibiliza para download e instalação para smartphones com sistema operacional android de diversas versões um software gratuito e de licença GNU LESSER GENERAL PUBLIC LICENSE, que garante que o mesmo não vai exercer nenhuma cobrança quanto a utilização do software descrito, dando assim maior segurança para o uso deste aplicativo como uma ferramenta educacional.

"Do ponto de vista social, o software livre constrói um patrimônio comum de toda sociedade na forma de conhecimento. Esse patrimônio comum permite, por exemplo, queo conhecimento seja assimilado de forma muito mais fácil pelos agentes sociais. Com isso, a possibilidade de inovação torna-se acessível a todos e não apenas àqueles quecontrolam privadamente determinado rol de conhecimentos."Falcão et al. (2005, p. 08).

Este mesmo argumento do software ser gratuito e de licença livre foi um ponto importante na hora da escolha do equipamento para viabilizar a idéia de fazer a conexão do smartphone com a TV’Pen Drive, uma vez que foram testados outros equipamentos e

(23)

os mesmos não apresentavam um software de licença livre e que oferecesse mais segurança e viabilidade legal para utilização dos seus recursos.

Figura 2 – Imagem da TV Licença EzCast - 2007

Fonte: Produzido pelos autores

"Existem variadas definições de “usabilidade” na Literatura Científica. Dentre elas, são famosas as elaboradas pela Organização Internacional de Padronização (ISO), por elas parecerem mais abrangentes que as demais. O padrão ISO [1998] define usabilidade como um objetivo descrito em alto nível de abstração: a capacidade de um produto poder ser usado por usuários específicos para atingir metas específicas com efetividade, eficiência e satisfação, com base em um contexto de utilização específico. Apesar de a definição ser abrangente, segundo Seffah et al.[2001] o rela-cionamento entre os parâmetros efetividade, eficiência e satisfação e os objetivos da usabilidade é nebuloso, difícil de ser definido. A ISO/IEC [2001], por sua vez, especifica usabilidade em um contexto estritamente computacional como a capacidade de o software ser entendido, aprendido e usado de forma que o usuário se sinta atraído pelo sistema. Entre-tanto,essa definição não expõe claramente as métricas segundo as quais se devem concentrar os esforços de design, falhando do ponto de vista prático porque “atração” não é uma métrica fácil de ser aferida."Neto e José (2013, p. 20).

O software em questão destaca-se pelo seu design minimalista e de fácil entendi-mento, com um menu de acesso fácil e prático o que torna sua utilização mais cômoda e funcional, tendo todos os recursos diponíveis em uma tela inicial que permite ao usuário compreender e fazer uso das prinicipais ferramentas de forma totalmente eficaz.

(24)

Figura 3 – Imagem da Tela Inicial EzCast

Fonte: Produzido pelos autores

Outro ponto importante é que o software faz a conexão com o equipamento de forma automática e uma vez inserida a o nome da rede e a senha, informações estas que aparecem disponíveis na tela inicial da TV’Pen Drive, assim que o aparelho é ligado a mesma, estas informações ficam gravadas no smartphone, não sendo solicitados novamente quando utilizado em uma segunda vez.

São muitos recursos disponíveis no aplicativo, se destacam o vizualizador de imagens, o visualizador de vídeos e o visualizador da imagem da própria câmera digital do aparelho smartphone, além do acesso a internet pelo aplicativo e também a possíbilidade de acessar aquivos que se encontrem armazenados na nuvem.

(25)

pos-sibilidade de dar zoom na imagem, e este mesmo zoom é exposto na tv em tempo real, tornando mais dinâmico o processo de uso das imagens pelos professores, uma vez que os mesmos podem aumentar e ou diminuir o tamanho da imagem, movimentar para visualizar partes específicas da imagem, dando ênfase para pontos estratégicos para serem discutidos em sala de aula.

Este recurso pode ser usado por exemplo, em aulas de Geografia para a exposição de imagens de mapas de diferentes tipos, podendo ampliar de forma gradativa a imagem e movimentar alternando em posições diferentes do mesmo, interagindo de forma dinâmica com os alunos.

O recurso de zoom do aplicativo vai ampliar a imagem de forma clara e rápida, dependendo apenas da qualidade do arquivo de imagem apresentado e também da capaci-dade de memória e processamento do smartfone utilizado, uma vez que todo processo é executado pelo aparelho de celular, não dependendo da TV Pen Drive nenhum recurso de processamento, mas sim apenas a apresentação da imagem processada no smartfone.

3.3

Sobre o conjunto solução

Resumindo, a solução proposta consiste de:

• um aparelho responsável pela conexão entre o smartphone e a TV Pen Drive - neste caso um EZCast;

• um conversor que foi necessário para suprir a ausência de uma entrada HDMI no equipamento;

• um cabo de áudio e vídeo padrão para fazer a conexão dos aparelhos a TV;

• um Hub USB uma vez que o conversor e o EZCast são alimentados via USB, e a TV Pen Drive só possui uma única entrada USB

• e um aplicativo gratuito a ser instalado no Smartphone para auxiliar na comunicação entre todos os aparelhos do conjunto de solução.

É a partir do uso deste conjunto de equipamentos, aliados a funcionalidade e praticidade do software EZcast que podemos apresentar esta solução, que vem atender de forma simples e prática as necessidades citadas acima, e que pode ser utilizada de diversas formas criativas em diversas áreas de ensino, aumentando as possibilidades de uso das TV’s Pen Drive, dando nova perspectiva de uso para estes aparelhos já quase que considerados obsoletos em sala de aula.

O conjunto apresentado como sulução foi apresentado aos professores da Escola Estadual Telmo Octávio Müller, no município de Marmeleiro no estado do Paraná, durante

(26)

Figura 4 – Conjunto apresentado como alternativa

Fonte: Produzido pelos autores

a semana pedagógica da escola, com intuito de instigar os professores para a nova tecnologia, bem como verificar o funcionamento adequado do equipamento no geral.

Na oportunidade, o conjunto apresentado como solução correspondeu de forma positiva a todas as expectativas propostas, bem como surpreendeu a todos os professores e funcionários presentes na apresentação, uma vez que os mesmos não tinham mais perspectivas de uso para os televisores presentes nas salas de aula.

Foi bastante reforçado a questão da reutilização dos aparelhos de TV Pen Drive como ferramenta pedagógica, e a importância de aprimorar e melhorar a qualidade das apresentações e possibilidades didáticas para as diversas disciplinas e professores, o que deixou todos bastante motivados e na expectativa de fazer uso da ferramenta.

Outro ponto bastante questionado e exaltado principalmente pela direção da escola, foi o custo apresentado para a aquisição do conjunto proposto (figura do quadro de valores), pois trata-se de um valor relativamente baixo para as aplicações que podem ser dadas aos equipamentos.

O conjunto proposto como solução do problema tem como vantagem também a flexibilidade de poder ser utilizado em outros equipamentos, uma vez que de forma direta apresenta para conexão uma entrada HDMI comum na muitos aparelhos eletrônicos, televisores de LCD e LED, e até mesmos os projetores multimídia, cada vez mais frequentes nos ambientes escolares. Esta flexibilidade vem garantir as escolas que a solução apresentada pode ser utilizada muito além das TV’s Pen Drive, tornando assim o investimento mais viável uma vez que pode ser utilizado em diversos outros meios tecnológicos.

Outro ponto importante a ser citado sobre a solução apresentada é o fato da mesma dispor da possibilidade de conexão do conjunto à internet, o que aumenta muito a utilização como ferramenta pedagógica, uma vez que pode-se acessar conteúdos como fotos e vídeos diretamente da rede, sem a necessidade de download prévio dos mesmos, enfatizando sempre que esta possibilidade esta vinculada sempre a disponibilidade deste

(27)
(28)

4 RESULTADOS E DISCUSSÕES

No decorrer dos meses de trabalho e utilização do conjunto de equipamentos que forma a solução acima apresentada foram feitos testes em sala de aula, em diferentes equipamentos e variadas situações, com auxílio de professores em suas respectivas matérias, tentando assim verificar a eficácia e a real utilidade da aplicação e suas possibilidades em sala de aula.

Foram feitos testes também com 5 aparelhos de celulares de marcas e especificidades técnicas diferentes, com versões de android diferentes onde todos obtiveram resultados satisfatórios, onde as diferenças destacadas ficaram apenas por diferentes velocidades na hora da execução de tarefas, em virtude principalmente da velocidade de processamento e memória destes aparelhos.

Também foi realizado testes utillizando um aparelho Iphone 4, com 16Gb de memória, o qual por sua vez também teve bom resultado de desempenho, e o mesmo também teve a possibilidade de ser instalado o aplicativo EZcast, dispoível para download e instalação no aplicativo também de forma gratuita.

4.1

APRESENTAÇÃO AOS PROFESSORES DA ESCOLA

No dia 23 de Julho de 2017 o projeto foi apresentado aos professores da Escola Esta-dual Telmo Octavio Muller durante a semana pedagógica da escola, fazendo a apresentação parte do cronograma de atividades propostas para os professores.

Figura 5 – Apresentação semana pedagógica - 2017

(29)

A solução foi recebida pelos professores presentes como de grande valia e com muito interesse e entusiasmo pela parte dos mesmos, gerando muitos comentários e criando uma grande expectativa para a utilização do equipamento em sala de aula. Também foram levantadas algumas questões e sugestões que futuramente puderam ser melhor trabalhadas no projeto, uma delas foi a da utilização dos tablets fornecidos pelo governo para a conexão com o sistema do EzCast e como seria seu funcionamento e desempenho.

Figura 6 – Apresentação semana pedagógica - 2017

Fonte: Produzido pelos autores

A pesquisa foi apresentada também, no segundo semestre de 2017, durante a semana acadêmica do curso de pedagogia da UNIOESTE, campus de Francisco Beltrão, para os alunos do curso, ocasião esta que se teve a oportunidade de verificar que apesar de se tratar de jovens estudantes, que buscam em seu curso novas maneiras pedagógicas de se aplicar conteúdos diversos, a ferramenta também foi vista com surpresa e entusiasmo, dando suporte assim mais uma vez ao objetivo da pesquisa que é de fomentar uma nova maneira de utilização dos equipamentos de TV’s Pen Drive.

(30)

5 CONSIDERAÇÕES FINAIS

Foi no caminho percorrido para o desenvolvimento do trabalho, durante a evolução de cada etapa e o avanço das soluções, bem como também nas tentativas incorretas de como resolver a problemática no geral, que foi se consntruido essa solução para o tema, e assim como todos os problemas podem ser resolvidos de diferentes formas, este não é diferente. Coube então o desafio de eliminar possibilidades e tentar simplificar ao máximo o resultado final, levando em consideração fatores como custos, praticidade e também grau de dificuldade de uso da solução apresentada.

Analisando estes três fatores, acredito que foi possível chegar a uma solução que tem grande potencial de aceitação pelos seus futuros usuários e um forte potencial de se tornar uma ferramenta que venha a ser utilizada realmente como uma alternativa didática facilitadora em sala de aula.

Outro objetivo também alcançado no trabalho é o de aumentar a vida útil dos aparelhos de TV Pen Drive das salas de aula, uma vez que com a solução apresentada neste, pode apliar muito as possibilidades de uso deixando a critério dos professores elevar as possibilidades em cada conteúdo específico da sua formação e especialização.

A aceitação dos professores que tiveram a oportunidade de conhever o KIT apre-sentado como sulução para o problema, é outro ponto que se destaca de forma positiva para a evolução e continuidade do projeto, uma vez que trata-se de amplificar o uso de uma ferramenta que os mesmos dispõem em sala de aula, aliados a um aparelho de uso pessoal que é comum na grande maioria dos professores.

É um fato real que o celular faz parte da vida dos professores, assim como o de muitos outros profissionais da educação, e esta familiaridade com estes aparelhos eletrônicos tornam a utilização da solução proposta de mais fácil compreenção e entendimento dos profissionais, pois trata-se de reforçar em sala de aula um recurso que muitos ja utilização fora da mesma para o preparo das próprias aulas.

O uso do aparelho de celular em sala de aula como ferramenta de auxílio na interatividade com os alunos, disperta o interesse dos mesmos ao novo recurso, e torna a aula mais dinâmica e interativa pois são recursos que aos olhos curiosos dos alunos, podem se tornar um meio mais atual de chamar a atenção para conteúdos tradicionais e de obrigatoriedade curricular.

Por todas as experiências passadas durante o desenvolvimento do trabalho, e pela percepção obtida diretamente nas apresentações da solução aos professores e acadêmicos de licenciatura de variadas áreas da educação, acredito que o objetivo do trabalho foi atingido, e espero que desperte o interesse e instigue novas idéias e pesquisas sobre esta perspectiva

(31)

de uso de tecnologia em sala de aula, bem como motive os professores a buscarem de forma mais acentuada o uso das diversas ferramentas tecnológicas para o seu cotidiano.

Por fim, por tratar-se de uma solução aparentemente simples, e de fácil utilização teve-se surpresa em diversas oportunidades em que o projeto foi apresentado, o fato de que grande maioria dos professores não tinham conhecimento da possibilidade de fazer uso de seus aparelhos de Smartfones vinculados a TV Pen Drive, e muitos não achavam possível retomar o uso das mesmas com tamanho potencial e diversidades de aplicações.

(32)

REFERÊNCIAS

BENTO, M. C. M.; CAVALCANTE, R. d. S. Tecnologias móveis em educação: o uso do celular na sala de aula. Educação, Cultura e Comunicação, v. 4, n. 7, 2013.

FALCÃO, J. et al. Estudo sobre o software livre. Presidência da República. Casa Civil.

Instituto Nacional de Tecnologia da Informação. Rio de Janeiro, v. 18, 2005.

LIBÂNEO, J. C. Adeus professor, adeus professora? [S.l.]: Cortez Editora, 2014.

LURIA, A. R.; LEONTIEV, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. São

Paulo, 1988.

NETO, M.; JOSÉ, O. Usabilidade da interface de dispositivos móveis: heurísticas e

diretrizes para o design. Tese (Doutorado) — Universidade de São Paulo, 2013.

SILVA, M. A. d. A tv pendrive e seu uso como recurso didático. Universidade Tecnológica

Federal do Paraná, 2012.

SILVA, M. R. d. M. Tecnologias digitais para uso nas escolas públicas de educação básica: tv multimídia. 2016.

Imagem

Referências