• Nenhum resultado encontrado

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Secretaria Municipal de Educação Subsecretaria de Ensino Coordenadoria de Educação Gerência de Avaliação

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2019

Share "PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Secretaria Municipal de Educação Subsecretaria de Ensino Coordenadoria de Educação Gerência de Avaliação"

Copied!
143
0
0

Texto

(1)

1

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

Secr etaria Municipal de Educação Subsecretaria de Ensino

Coordenadoria de Educação Gerência de Avaliação

(2)

2

À GUISA DA REFLEXÃO

Nos jornais, nas t elevisões, em nossos e-mails e nas conversas informais do dia a dia, não é raro ouvirmos indícios de que est amos vivendo um moment o crítico, socioambient alment e falando. Recursos primários t êm sido explorados em larga escala, ao mesmo t empo em que são produzidos resíduos. Produtos já são fabricados para, em pouco t empo, serem descart ados: é a obsolescência planejada que, aliada à ideia de sempre se t er produt os novos, modernos e da moda, cont ribui ainda mais para o quadro alarmant e de que nossa forma de consumo é insust ent ável. Isso porque t emos desconsiderado o fato de que nosso planet a não é capaz de absorver t ais resíduos e gerar novos recursos no curto espaço de t empo em que tudo est á ocorrendo.

Assim, para diminuir a sobrecarga do planet a, não bast a soment e esperar pelos nossos governant es. É necessário, desde já, repensar nossos hábitos diários, fazendo escolhas mais saudáveis para nós e para o ambient e – o que, muit as vezes, t ambém significa uma melhor “ saúde de nossos bolsos” .

Para t rabalhar esse assunt o, o professor pode sugerir que seus alunos façam o t est e da Pegada Ecológica, encont rado em diversos locais, como no sit e do WWF ou na Revist a Ecológica. Tais t est es permit em uma análise sobre o nosso est ilo de vida e seu impacto no planet a; e t ambém oferecem sugest ões de como melhorar essa pegada.

Solicit ar que os est udant es façam esse t est e e, post eriorment e, discut ir como est a realidade pode ser diferent e, é uma maneira louvável de levant ar quest ões que, t alvez, jamais t enham sido objet o de reflexão por part e de seus alunos. Para finalizar esse moment o, o educador pode sugerir algumas mudanças práticas no espaço escolar que podem propiciar que os primeiros novos passos, de uma pegada mais ecológica, sejam dados.

(3)

3

SUM ÁRIO

APRESENTAÇÃO ... 4

PARA INÍCIO DE CONVERSA ... 8

A – RESULTADOS GERAIS ... 10

A.1 – A QUESTÃO DA FREQUÊNCIA ... 10

A.2 – M ÉDIA DA REDE NAS DISCIPLINAS, POR ANO DE ESCOLARIDADE ... 11

A.3 – M ÉDIA NAS DISCIPLINAS, POR COORDENADORIA REGIONAL E ANO DE ESCOLARIDADE ... 13

B - RESULTADOS POR ANO E DISCIPLINA ... 17

B.1 – 1º ANO ... 17

B.2 – 2º ANO ... 23

B.3 – 3º ANO ... 29

B.4 – 4º ANO ... 37

B.5 – 5º ANO ... 46

B.6 – 6º ANO ... 55

B.7 – 7º ANO ... 66

B.8 – 8º ANO ... 76

B.9 – 9º ANO ... 86

B.10 – ACELERAÇÃO 1 ... 96

B.11 – ACELERAÇÃO 6 ... 104

B.12 – ACELERAÇÃO 8 ... 119

C - M ÉDIA DA REDE NAS DISCIPLINAS, COM PARATIVO POR GRUPOS ... 133

C.1 – REDE ... 133

C.2 – TURNO ÚNICO ... 134

C.3 – REDE X EPF ... 135

C.4 – REDE X ACOM PANHAM ENTO DA CED ... 136

C.5 – 6º ANO EXPERIM ENTAL/ NÃO EXPERIM ENTAL ... 137

(4)

4

APRESENTAÇÃO

Cara Professora, Caro Professor

A Secret aria M unicipal de Educação da cidade do Rio de Janeiro - SM E/ Rio, realizou a segunda PROVA BIM ESTRAL de 2017, visando à aferição da aprendizagem de seus alunos, com o objet ivo de subsidiar o trabalho dos professores, uma vez que os result ados dest a avaliação est ão disponíveis para a escola no moment o final da digit ação das provas no DESESC.

O Relat ório das Provas Bimest rais elaborado pela Gerência de Avaliação da SM E apresent a dados e análises da Rede e das Coordenadorias; para um det alhamento maior dos result ados de cada escola, turma ou aluno, o DESESC deve ser consult ado.

A Gerência de Avaliação deseja t ornar est e inst rumento cada vez mais acessível para t oda a Rede, dialogando sobre os result ados, em busca de uma avaliação consist ent e, que cont ribua para o replanejament o das práticas pedagógicas.

PROVAS BIM ESTRAIS

As Provas Bimest rais foram est abelecidas em documento oficial, a Resolução SM E nº 1123, de 24/ 01/ 2011, e são elaboradas por professores da Rede que fazem part e da equipe da Gerência de Ensino Fundamental, responsável t ambém pelo mat erial pedagógico que as escolas recebem bimestralment e. Todo est e mat erial é validado por professores das onze Coordenarias Regionais da Rede. Essa avaliação t em sido de fundament al import ância para a diagnose da aprendizagem na Rede M unicipal de Educação do Rio de Janeiro.

DESESC

(5)

5

ORGANIZAÇÃO DAS PROVAS BIM ESTRAIS

As provas foram aplicadas a t odos os alunos do 1º ao 9º Ano e dos Projet os e est avam assim est rut uradas:

a) 1º Ano – 10 quest ões de Port uguês-Leit ura, 10 quest ões de M at emát ica e 5 quest ões de Alfabet ização Escrit a;

b) 2º Ano – 10 quest ões de Port uguês-Leit ura, 10 quest ões de M at emát ica e 5 quest ões de Alfabet ização Escrit a;

c) 3º Ano - 15 quest ões de M at emát ica, 15 quest ões de Port uguês-Leit ura e 5 quest ões de Alfabet ização Escrit a;

d) 4º e 5º Anos – 10 questões de Ciências, 10 quest ões de M at emát ica e 15 quest ões de Port uguês-Leit ura;

e) 6º ao 9º Ano – 15 quest ões de Ciências, 15 quest ões de M at emát ica e 15 quest ões de Port uguês-Leit ura;

f) Acelera 1 - 10 quest ões de Ciências, 10 quest ões de M at emát ica e 10 quest ões de Port uguês-Leit ura;

g) Aceleração 6 e 8 - 10 quest ões de Ciências, 10 quest ões de M at emát ica, 10 quest ões de Port uguês-Leit ura, 10 quest ões de Hist ória e 10 quest ões de Geografia.

Além dessas provas, foi aplicada, t ambém, a prova de Produção Text ual do 3º ao 9º Ano e nas turmas dos projet os Aceleração 1, 6 e 8.

É import ant e relembrar que, lançados os dados das provas no DESESC, a escola deve ent regar os result ados de cada t urma a seus respect ivos professores e, em reunião, analisá-los, percebendo-se em relação à E/ CRE e à Rede. É preciso que a escola, a cada bimest re, de posse de sua planilha de result ados, veja que alunos est ão em cada nível de desempenho, de forma a m elhor programar as at ividades de recuperação paralela e de reforço escolar. É fundament al, t ambém, que a escola, nessa mesma planilha, verifique, aluno a aluno e t urma a turma, que habilidades necessit am ser abordadas com maior ênfase, definindo que met odologia aplicar em cada situação.

Tal análise deve subsidiar o planejamento das ações pedagógicas para o restante do ano letivo, especialmente as de reforço, para os alunos que estão situados nos níveis mais baixos de desempenho (1 e 2).

É preciso notar que soment e com significativa melhoria de desempenho dos alunos nos níveis 1 e 2, a escola conseguirá atingir seus objet ivos (t er t odos os alunos com aprendizagem adequada ao seu ano escolar).

Quant o aos result ados que apresent amos por ano de escolaridade, cabe sinalizar que o nível desejável é o 4. Já na Prova de Produção Text ual, deseja-se a média 6,0.

(6)

6

As t abelas e os gráficos que most ram a dist ribuição dos alunos por nível são referencial import ant íssimo para o planejamento e a execução das atividades de recuperação paralela e de reforço escolar, as quais devem acont ecer a cada bimest re.

O desempenho dos alunos nas Provas Bimest rais de Leit ura, Alfabetização Escrit a, M at emát ica, Ciências, Hist ória e Geografia est á indicado por cinco níveis, os quais const it uem indicadores para a intervenção pedagógica:

NÍVEL ACERTOS CLASSIFICAÇÃO NECESSIDADE/ POSSIBILIDADE

1 (* ) M UITO CRÍTICO Int ensificar at ividades de recuperação paralela e efet ivar as de reforço, abrangendo todos os cont eúdos essenciais.

2 (* ) CRÍTICO

3 (* ) INTERM EDIÁRIO

Oferecer at ividades de recuperação, abrangendo os cont eúdos de maior dificuldade para esses alunos.

4 (* ) ADEQUADO Est ar at ent o a event uais necessidades desses alunos.

5 (* ) M UITO BOM

Ampliar a aprendizagem (Por exemplo: por meio da part icipação dos alunos dest e grupo como monit ores, na recuperação paralela em sala de aula).

(* ) Para cada média, de acordo com a prova e o ano de escolaridade, há um parâmet ro de acert os por nível.

As t abelas com o índice de acert o de cada quest ão, em cada prova, apont am que habilidades foram ou não desenvolvidas pelos alunos. São as habilidades ainda não desenvolvidas pelos alunos as que devem ser t rabalhadas com maior ênfase no bimest re seguint e, especialment e nas atividades de recuperação paralela e de reforço escolar.

O desempenho dos alunos nas Provas Bimest rais de Produção Text ual, est á indicado por seis níveis, os quais const it uem indicadores para a intervenção pedagógica em cada um dos critérios avaliados – estrutura, coerência, coesão e uso da língua:

NÍVEL CLASSIFICAÇÃO PERCURSO DO ALUNO M EDIAÇÃO DO PROFESSOR

1 M UITO CRÍTICO

O aluno ainda está na fase inicial do desenvolvimento da compet ência escritora, não demonstrando conheciment o mínimo do crit ério avaliado.

Int ensificar atividades de recuperação paralela e efetivar as de reforço, abrangendo os conhecimentos básicos sobre o critério observado. É important e fazer uso da leit ura de textos, apontando e discutindo o que é solicitado em cada crit ério.

2 CRÍTICO

(7)

7

3 INTERM EDIÁRIO

O aluno está em fase intermediária da aquisição das habilidades de escrita, apresentando a noção da forma de um texto e demonstrando razoável conhecimento do critério avaliado.

Oferecer atividades de recuperação, abrangendo os conhecimentos de maior dificuldade para esses alunos. Sempre é pertinent e fazer uso da leitura de t extos do gênero solicitado na Produção Textual para exemplificar sua elaboração.

4 ADEQUADO

O aluno já desenvolve um t exto,

demonstrando bom

conhecimento do crit ério avaliado, mas, provavelment e, apresenta falhas nos conhecimentos desse critério, as quais compromet em a fluência do t exto.

Oferecer atividades de recuperação, focalizando os pontos em que os alunos falham. Sempre é pertinent e fazer uso da leitura de t extos do gênero solicitado na Produção Textual para exemplificar sua elaboração.

5 M UITO BOM

O aluno já desenvolve bem um text o, mas apresenta pequenas dificuldades no critério avaliado, sem compromet er a fluência do text o.

Estar at ent o a eventuais necessidades desses alunos.

6 EXCELENTE

O aluno já desenvolve um t ext o fluent e, podendo apresentar, eventualment e, algum deslize no critério avaliado, mas sem compromet er a fluência do text o.

Ampliar a aprendizagem do aluno.

(8)

8

PARA INÍCIO DE CONVERSA...

O ATO DE AVALIAR E O INVESTIM ENTO NA CONSTRUÇÃO DE RESULTADOS SATISFATÓRIOS

Ao agir, buscamos o result ado bem-sucedido de nossa ação.

Remexendo no baú da memória, não consigo ident ificar uma única situação em que um ser humano, ao agir, t enha apost ado no insucesso de sua ação, que “ daria t udo errado” .

A ação e o seu result ado podem represent ar uma distorção social e/ ou ét ica do sujeit o que est á agindo, cont udo, por si, est á apost ando que sua ação vai t er sucesso, mesmo que seja negat iva para t odos os outros. Ele t erá sucesso, ainda que em det rimento dos out ros. O “ em det riment o dos out ros” t em a ver com ét ica; ent ão, pode haver uma ação bem-sucedida para o agent e, ainda que et icament e indevida. No caso, t odo sujeito que age apost a no sucesso de sua ação.

A parceira mais significativa e essencial para a conquist a de resultados bem -sucedidos num projet o de ação, seja ele qual for, é a avaliação.

Epist emologicament e, se define o at o de avaliar como “o at o de invest igar a qualidade da realidade” , ou seja, t em como dest ino “ revelar a qualidade da realidade” . Como na relação ciência/ t ecnologia, são os result ados da invest igação avaliat iva --- no caso, como “ leit ura da qualidade da realidade” --- que podem subsidiar decisões. No caso da avaliação, esses det erminados result ados podem ser ut ilizados de dois modos: modo classificat ório e modo diagnóst ico.

O modo classificat ório subsidia a classificação da ação ou do sujeit o em avaliação. Na escola, ao final da ação pedagógica, o est udant e é classificado em aprovado ou reprovado. Numa compet ição esport iva, os participant es são classificados segundo uma escala descendent e: 1ºlugar, 2º lugar, 3º lugar... O mesmo ocorre num concurso público, onde os candidatos são classificados segundo uma escala. O modo de uso classificat ório dos resultados de uma ação qualquer assume que a ação chegou ao seu final; não há o que ser feito.

O modo diagnóst ico de uso dos result ados da invest igação avaliat iva opera subsidiando a const rução dos result ados da ação, que se deseja que sejam sat isfat órios. A ação ainda est á em curso, por isso, o agent e pode invest ir mais e mais na busca do resultado desejado; est á no espaço da const rução. Ent ão, a avaliação --- no modo diagnóst ico de uso do result ado da invest igação da qualidade da realidade --- possibilit a que o sujeit o da ação aquilat e se já at ingiu, ou ainda não, a qualidade desejada para o result ado de sua ação. Se sim, ót imo; se não e se se deseja um result ado mais significat ivo do que aquele que já at ingiu, há que se invest ir mais e mais.

No meio da educação formal, de modo const ant e - para não dizer quase que exclusivo -, se faz “ uso do modo classificatório” dos result ados do ato de avaliar. Todos - gest ores da educação, educadores em sala de aula, pais, est udant es - invest em pouco, ou quase nada, no uso da avaliação sob a ót ica diagnóst ica.

(9)

9

result ados desejados e o uso classificat ório expressa o convit e para invest ir no resultado final com qualidade positiva.

Ou seja, quando alguém inicia a invest ir num projet o de ação --- seja ele qual for, inclusive, evident ement e, o projet o da aprendizagem dos educandos na sala de aula --- t em como met a a obt enção do result ado sat isfat ório decorrent e de sua ação.

No caso do uso diagnóstico e do uso classificat ório dos result ados da avaliação, o uso diagnóst ico “ subsidia” a const rução do result ado desejado e o uso classificatório “ define” o limit e da qualidade dos result ados a serem at ingidos, ou seja, a sat isfat oriedade. Em se t rat ando da sala de aulas, o limit e classificat ório expressa a “ qualidade da aprendizagem à qual t odos devem ser conduzidos” ; o que implica em que o educador vai t rabalhar para que isso efet ivament e ocorra.

A distorção no uso dos atos avaliativos ocorre quando o educador obscurece a relação ent re as duas modalidades de uso dos result ados do at o avaliat ivo, fixando-se de modo predominant e ou exclusivo no uso classificat ório.

O convit e é para que o educador em sala de aula sirva-se dos dois usos dos result ados do ato avaliativo, servindo-se do primeiro - diagnóst ico - como recurso para se chegar ao segundo - classificat ório. Na sala de aula, diagnosticar sempre, com as sucessivas tomadas de decisão, tendo em vista classificar todos os estudantes sob sua orientação no nível necessariamente satisfatório de aprendizagem.

(10)

10

A – RESULTADOS GERAIS

A.1 - A QUESTÃO DA FREQUÊNCIA

A.1.1 - ANOS REGULARES

- Frequência (%) por disciplina (Rede)

ANO LEITURA PRODUÇÃO

TEXTUAL

ALFABETIZAÇÃO

ESCRITA M ATEM ÁTICA CIÊNCIAS

1º ANO 95,6 94,9 95,6

2º ANO 96,6 96,2 96,6

3º ANO 96,4 96,0 96,0 96,2

4º ANO 97,1 96,7 97,0 96,8

5º ANO 97,8 97,2 97,7 97,3

6º ANO 94,2 93,1 95,2 94,3

7º ANO 92,2 89,7 93,4 92,2

8º ANO 94,6 91,0 95,7 94,4

9º ANO 96,2 91,8 96,2 95,0

Obs.: Padrões de Frequência - 100% = Excelente; 95% a 99% = Bom; 90 a 94% = M ínimo Aceitável; 85% a 89% = Razoável; 80 a 84% = Sofrível; Abaixo de 80% = M uito fraco.

A.1.2 - PROJETO DE ACELERAÇÃO

- Frequência (%) por disciplina (Rede)

ANO LEITURA PRODUÇÃO

TEXTUAL M ATEM ÁTICA CIÊNCIAS HISTÓRIA GEOGRAFIA

ACELERA 1 93,7 92,5 93,7 92,6

ACELERA 6 89,6 88,6 89,6 89,9 89,2 89,7

ACELERA 8 93,7 92,7 93,3 93,0 92,7 92,9

(11)

11

A.2 – M ÉDIA DA REDE NAS DISCIPLINAS, POR ANO DE ESCOLARIDADE:

A.2.1 - ALFABETIZAÇÃO

Obs.: Soment e o 3º Ano realizou a Prova de Produção Text ual.

(12)

12

A.2.3 - 7º AO 9º ANO

A.2.4 - PROJETOS – ACELERAÇÃO 1, 6 E 8

(13)

13

A.3 - M ÉDIA NAS DISCIPLINAS, POR COORDENADORIA REGIONAL E ANO DE ESCOLARIDADE

A.3.1 - NOS ANOS REGULARES

Obs.: A escala de notas vai de 0 a 10. Cor: azul – média igual ou superior a 6,0; magenta – menor média na Rede; verde – maior média na Rede.

M édia da Rede e por CRE, por Ano de Escolaridade, em Leitura:

LEITURA

CRE/ REDE 1ª 9ª 10ª 11ª REDE 1ºANO 8,2 8,0 8,2 7,9 8,1 8,3 8,1 8,2 8,1 7,8 8,1 8,1 2ºANO 7,9 8,0 7,8 7,9 8,0 8,0 7,8 7,9 8,1 7,9 8,3 7,9 3ºANO 7,1 6,8 6,7 6,7 7,0 6,9 6,7 6,8 7,0 6,7 7,4 6,8 4ºANO 6,9 6,9 6,6 6,5 6,9 6,5 7,0 7,0 7,0 6,5 7,3 6,8 5ºANO 6,5 6,8 6,5 6,3 6,6 6,6 6,7 6,8 6,8 6,4 6,7 6,6 6ºANO 7,0 7,2 7,0 6,8 7,0 6,8 7,4 6,8 7,4 6,8 7,1 7,0 7ºANO 7,3 7,4 7,1 6,9 7,1 6,8 7,4 7,1 7,0 6,9 7,3 7,1 8ºANO 7,2 7,3 7,2 7,1 7,1 6,7 7,4 6,9 7,0 6,9 7,3 7,1 9ºANO 6,7 6,9 6,5 6,6 6,4 6,1 6,7 6,3 6,5 6,1 6,6 6,5

4ª CRE com a menor média do 3º ao 6º Ano;

6ª CRE com a menor média nos anos finais;

7ª CRE com a maior média nos anos finais;

11ª CRE com a maior média do 2º ao 4º Ano;

Todos os anos superaram a média desejável em todas as CREs.

M édia da Rede e por CRE, por Ano de Escolaridade, em Produção Textual:

PRODUÇÃO TEXTUAL

CRE/ REDE 1ª 9ª 10ª 11ª REDE 3ºANO 5,9 5,8 5,7 5,5 5,9 5,9 5,3 5,6 5,9 5,6 6,2 5,7 4ºANO 6,3 6,0 6,0 5,9 6,0 6,0 6,0 6,3 6,2 5,8 6,3 6,0 5ºANO 6,5 6,6 6,6 6,2 6,6 6,6 6,6 6,7 6,7 6,4 6,8 6,5 6ºANO 6,2 6,1 6,2 6,0 5,9 6,2 6,3 5,9 6,7 6,1 6,3 6,2 7ºANO 5,8 5,7 5,7 5,6 5,5 5,5 5,7 5,7 5,5 5,6 5,6 5,6 8ºANO 6,3 6,2 6,1 5,9 6,2 5,8 6,3 6,1 6,0 6,0 5,9 6,1 9ºANO 6,6 6,5 6,4 6,2 6,2 6,4 6,2 6,2 6,3 6,3 6,5 6,3 Obs.: Esta prova é aplicada a partir do 3º Ano.

O 1º Ano tem a not a acima da média desejável apenas na 11ª CRE;

11ª CRE possui a maior média nos anos iniciais;

(14)

14

M édia da Rede e por CRE, por Ano de Escolaridade, em Alfabetização Escrita:

ALFABETIZAÇÃO ESCRITA

CRE/ REDE 1ª 9ª 10ª 11ª REDE 1ºANO 6,0 6,0 6,1 5,5 5,9 6,2 5,8 6,0 6,0 5,8 6,5 5,9 2ºANO 6,1 6,2 5,9 5,8 6,1 6,0 5,9 6,2 6,2 5,9 7,0 6,0 3ºANO 6,3 6,5 6,1 6,0 6,4 6,1 6,1 6,0 6,3 5,9 6,9 6,2 Obs.: Soment e os três anos iniciais fazem esta prova.

 10ª CRE est á abaixo da média desejável nos t rês anos avaliados;  11ª CRE apresent a a maior média nos t rês anos avaliados;

 1ª, 2ª, 6ª, 8ª, 9ª e 11ª CREs com médias acima da desejável em t odos os anos.

M édia da Rede e por CRE, por Ano de Escolaridade, em M atemática:

M ATEM ÁTICA

CRE/ REDE 1ª 9ª 10ª 11ª REDE 1ºANO 8,1 8,0 8,2 8,0 8,2 8,4 8,0 8,2 8,1 8,0 8,5 8,1 2ºANO 7,3 7,3 7,4 7,5 7,4 7,4 7,3 7,4 7,5 7,4 7,9 7,4 3ºANO 6,8 6,8 6,6 6,5 6,8 6,7 6,6 6,7 6,8 6,5 7,3 6,7 4ºANO 6,7 6,5 6,4 6,3 6,6 6,3 6,7 6,8 6,8 6,4 6,9 6,6 5ºANO 6,5 6,7 6,6 6,3 6,7 6,5 6,9 6,8 6,8 6,3 6,6 6,6 6ºANO 5,1 4,8 5,1 4,8 4,7 4,7 5,3 4,4 5,8 4,8 4,9 4,9 7ºANO 4,9 4,7 4,6 4,5 4,6 4,4 4,7 4,5 4,6 4,4 4,6 4,6 8ºANO 4,4 4,2 4,1 4,0 4,0 3,8 4,2 3,9 3,9 4,1 4,1 4,1 9ºANO 5,0 4,8 4,6 4,5 4,3 4,2 4,5 4,3 4,4 4,4 4,2 4,5

Do 1º ao 5º Ano, todas as CREs atingiram a média desejável;

Do 6º ao 9º Ano, nenhuma CRE at ingiu a média desejável;

1ª CRE possui a maior média do 7º ao 9ª Ano;

4ª CRE apresent a a menor média no 1º Ano e do 3º ao 5º Ano;

6ª CRE t eve a menor média do 7º ao 9º Ano;

11ª CRE obt eve a maior média do 1º ao 4º Ano.

M édia da Rede e por CRE, por Ano de Escolaridade, em Ciências:

CIÊNCIAS

CRE/ REDE 1ª 9ª 10ª 11ª REDE 4ºANO 6,4 6,2 6,1 6,1 6,3 6,2 6,4 6,5 6,5 6,1 6,7 6,3 5ºANO 6,9 6,8 6,8 6,6 7,0 6,9 7,0 7,1 7,1 6,8 6,9 6,9 6ºANO 6,1 6,0 6,1 5,7 6,1 5,7 6,4 5,7 6,7 6,1 6,3 6,1 7ºANO 5,4 5,2 5,2 5,0 5,2 5,0 5,3 5,2 5,1 5,1 5,2 5,2 8ºANO 6,4 6,2 6,1 6,0 5,9 5,7 6,4 6,0 6,0 5,9 6,2 6,1 9ºANO 5,6 5,2 5,2 5,3 5,1 4,8 5,4 5,0 5,1 5,0 5,4 5,2 Obs.: Esta prova é aplicada a partir do 4º Ano.

1ª CRE possui a maior média do 7º ao 9º Ano;

4ª CRE obt eve a menor média do 4º ao 7º Ano;

6ª CRE t em a menor média do 6º ao 9º Ano;

(15)

15

A.3.2 - NOS PROJETOS DE ACELERAÇÃO

Obs.: A escala de notas vai de 0 a 10. Cor: azul – média igual ou superior a 6,0; magenta – menor média na Rede; verde – maior média na Rede.

M édia da Rede e por CRE, por Ano de Escolaridade, em Leitura: LEITURA

CRE/ REDE 9ª 10ª 11ª REDE Aceleração 1 6,5 7,0 7,2 6,8 7,2 5,8 7,6 6,4 6,2 6,7 7,5 6,8 Aceleração 6 5,9 6,2 5,7 5,7 5,3 5,2 6,1 5,5 5,5 5,4 5,9 5,7 Aceleração 8 6,8 7,4 7,2 6,8 6,7 6,4 7,2 6,6 6,0 6,7 7,4 6,8

Apenas a 2ª e a 7ª CREs t êm média acima da desejável no Aceleração 6;

No Aceleração 8, t odas as CREs at ingiram a média desejável;

6ª CRE possui a menor média nos 3 projet os avaliados.

M édia da Rede e por CRE, por Ano de Escolaridade, em Produção Textual: PRODUÇÃO TEXTUAL

CRE/ REDE 9ª 10ª 11ª REDE Aceleração 1 4,7 5,7 5,9 5,1 6,1 4,9 6,2 5,6 4,9 5,6 4,7 5,4 Aceleração 6 5,4 6,3 5,7 5,3 5,2 5,8 5,8 5,6 5,9 5,6 5,4 5,6 Aceleração 8 5,9 6,4 6,6 6,1 6,0 7,0 6,7 6,4 6,1 6,3 6,7 6,3

Apenas a 5ª CRE possui média acima da desejável no Aceleração 1;

Apenas a 2ª CRE com média acima da desejável no Aceleração 6;

1ª CRE apresent a média abaixo da desejável nos três projet os avaliados.

M édia da Rede e por CRE, por Ano de Escolaridade, em M atemática: M ATEM ÁTICA

CRE/ REDE 9ª 10ª 11ª REDE Aceleração 1 7,2 7,4 8,0 7,6 7,8 6,3 8,0 7,4 7,5 7,3 8,4 7,6 Aceleração 6 6,7 7,1 6,8 6,9 6,6 6,6 7,1 6,5 6,6 7,0 7,2 6,8 Aceleração 8 5,9 6,5 6,6 6,2 6,1 5,8 6,5 6,1 5,7 6,3 7,1 6,2

No Aceleração 1 e 6, todas as CREs t êm média acima da desejável;

11ª CRE possui a maior média em todos os projetos avaliados;

Apenas a 1ª e a 6ª CRE possuem média abaixo da desejável no Aceleração 8.

M édia da Rede e por CRE, por Ano de Escolaridade, em Ciências: CIÊNCIAS

CRE/ REDE 9ª 10ª 11ª REDE Aceleração 1 6,9 8,0 8,2 7,5 7,6 6,8 8,4 7,0 7,4 7,4 7,8 7,5 Aceleração 6 6,9 7,2 6,9 6,7 6,5 6,7 7,3 6,7 6,6 7,0 7,1 6,9 Aceleração 8 6,8 7,5 7,2 6,8 6,9 7,0 7,3 6,8 6,3 6,8 7,7 6,9

(16)

16

M édia da Rede e por CRE, por Ano de Escolaridade, em História:

HISTÓRIA

CRE/ REDE 9ª 10ª 11ª REDE Aceleração 6 5,6 5,7 5,3 5,3 5,2 5,5 5,8 5,3 5,4 5,6 5,5 5,5 Aceleração 8 6,5 7,4 7,0 6,5 6,6 6,5 7,1 6,6 6,3 6,6 7,4 6,7

* Aceleração 1 não faz essa avaliação

Todas as CREs possuem média abaixo da desejável no Aceleração 6;

Todas as CREs t êm média acima da desejável no Aceleração 8.

M édia da Rede e por CRE, por Ano de Escolaridade, em Geografia: GEOGRAFIA

CRE/ REDE 9ª 10ª 11ª REDE Aceleração 6 5,2 5,7 5,0 5,1 4,9 5,7 6,0 5,2 5,4 5,8 5,9 5,4 Aceleração 8 6,2 6,7 6,8 6,2 6,1 6,5 6,6 6,2 5,8 6,3 6,8 6,3

* Aceleração 1 não faz essa avaliação

(17)

17

B – RESULTADOS POR ANO E DISCIPLINA

B.1 - 1º ANO:

B.1.1 - LEITURA

M édias do 1º Ano em Leitura:

(18)

18

Composição das Provas:

PROVA COC

Nº QUESTÕES POR NÍVEL DE DIFICULDADE FÁCIL

(70% ou mais de acerto)

M ÉDIO (30% a 69% de acerto)

DIFÍCIL (0% a 29% de acerto)

LEITURA

8 2 0

9 1 0

Os Descrit ores da Prova de Leitura e seus Result ados no 2º COC * Legendas abaixo das t abelas

% de acerto na questão

Alta marcação num distrator (+ 20%) M arcação entre 17 e 20%

Dois distrat ores que totalizam 25% ou mais

QUESTÃO POR

COC CÓD. DESCRITOR

% DE ACERTO NA QUESTÃO

2º 3º 4º 1º BIM 2º BIM

1 1 bD11 Diferenciar letras de outros sinais gráficos. 93,2 91,7 2 e

9 2 bD12 Identificar as letras do alfabeto.

91,6

79,4 87,2

3 3 bD34 Reconhecer, a partir da palavra ouvida, o valor

sonoro de uma sílaba. 89,4 83,3

4 e 5

4 e

5 bD4 Ler palavras.

59,9 59,7 84,0 78,0 6 e 7 6 e

7 bD31

Identificar em palavras a representação de unidades sonoras como letras que possuem correspondência sonora única (ex.: p, b, t, d, f).

80,8 74,5

86,0 68,5

8 DNC* Identificar diferent es modos de apresentação

de textos escritos. 90,4

10 9 bD6 Localizar informação explícita em textos. 91,3 79,0

8 bD5 Ler frases. 76,7

10 bD8 Identificar a finalidade do texto. 73,4

* Descrit or não cadastrado

Questão Q.01 Q.02 Q.03 Q.04 Q.05 Q.06 Q.07 Q.08 Q.09 Q.10

Descritor bD11 bD12 bD34 bD4 bD4 bD31 bD31 bD5 bD6 bD8

% de Acerto 91,7 87,2 83,3 84,0 78,0 86,0 68,5 76,7 79,0 73,4

O

P

Ç

Ã

O A B 4,5 1,3 4,7 4,4 11,3 83,3 84,0 7,1 7,9 8,7 86,0 8,4 23,7 3,8 9,6 8,9 79,0 8,7 73,4 9,6

C 1,7 87,2 3,0 3,4 78,0 2,4 3,4 76,7 8,4 8,3

D 91,7 2,3 1,8 4,9 4,9 2,5 68,5 3,7 2,9 7,8

Nulo 0,1 0,3 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,2 0,1 0,1

(19)

19

B.1.2 - ALFABETIZAÇÃO ESCRITA

M édias do 1º Ano em Alfabet ização Escrit a:

(20)

20

Os Descrit ores da Prova de Alfabet ização Escrit a e seus Result ados no 2º COC * Legendas abaixo das t abelas

COC DESCRITORES

aE1 aE21 aE42 aE41 aE71

% de alunos nos níveis

4 e 5 por descrit or

93,4 58,6

44,9 25,9 16,8

95,4 67,9 48,3 29,4 24,2

Acima de 50% (desejável) Abaixo de 50%

QUESTÃO POR COC

CÓD. DESCRITOR

% DE ACERTO NA QUESTÃO

2º 3º 4º 1º BIM 2º BIM

1 1 aE1 Escrever o nome. 93,4 95,4

2 e 3 2 aE21 Escrever palavras com o apoio de figura. 58,6

44,9 67,9

4 3 aE42 Escrever frase ditada. 25,9 48,3

5 4 aE41 Escrever frase com o apoio de figura. 16,8 29,4

5 aE71 Criar texto a partir de imagem. 24,2

B.1.3 - M ATEM ÁTICA

(21)

21

Alunos por nível em M at emát ica:

Composição das Provas:

PROVA COC

Nº QUESTÕES POR NÍVEL DE DIFICULDADE FÁCIL

(70% ou mais de acerto)

M ÉDIO (30% a 69% de acerto)

DIFÍCIL (0% a 29% de acerto)

M ATEM ÁTICA

5 0 0

9 1 0

Os Descrit ores da Prova de M atemát ica e seus Result ados no 1º COC * Legendas abaixo das t abelas

% de acerto na questão

Alta marcação num distrator (+ 20%) M arcação entre 17 e 20%

Dois distrat ores que totalizam 25% ou mais

Questão Q.01 Q.02 Q.03 Q.04 Q.05 Q.06 Q.07 Q.08 Q.09 Q.10

Descritor iM 41 bD11 bD14 bD21 bD21 bD21 bD21 bD62 bD61 bD21 % de Acerto 56,3 83,2 86,0 77,2 74,2 85,5 84,3 90,5 86,0 87,0

O

P

Ç

Ã

O A B 33,7 6,4 3,6 3,9 86,0 4,8 4,9 8,4 74,2 5,8 7,9 2,6 84,3 4,3 90,5 2,9 86,0 6,7 3,3 2,4

C 2,6 83,2 5,1 8,3 5,8 85,5 3,4 3,1 2,5 6,4

D 56,3 8,6 3,0 77,2 13,0 3,1 7,1 2,8 4,0 87,0

Nulo 0,3 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1

(22)

22

QUESTÃO POR COC

CÓD. DESCRITOR

% DE ACERTO NA QUESTÃO

3º 4º 1º BIM 2º BIM

1 1 bD13

Comparar ou ordenar quantidades pela contagem para identificar igualdade ou desigualdade numérica.

90,0 56,3

2 3 bD14 Comparar ou ordenar números naturais. 89,5 86,0

3 2 bD11

Associar a contagem de coleções de objet os à representação numérica das suas respectivas quantidades.

90,8 83,2

4 e 5

4,5,6,7

e 10 bD21

Resolver problemas que demandam as ações de junt ar, separar, acrescent ar e retirar quantidades.

86,0 84,8

77,2 74,2 85,5 84,3 87,0

8 bD62 Identificar informações apresentadas em

gráficos de colunas. 90,5

9 bD61 Identificar informações apresentadas em

(23)

23

B.2 - 2º ANO:

B.2.1 - LEITURA

M édias do 2º Ano em Leitura:

(24)

24

Composição das Provas:

PROVA COC

Nº QUESTÕES POR NÍVEL DE DIFICULDADE FÁCIL

(70% ou mais de acerto)

M ÉDIO (30% a 69% de acerto)

DIFÍCIL (0% a 29% de acerto)

LEITURA

9 1 0

8 2 0

Os Descrit ores da Prova de Leitura e seus Result ados no 2º COC * Legendas abaixo das t abelas

% de acerto na questão

Alta marcação num distrator (+ 20%) M arcação entre 17 e 20%

Dois distrat ores que totalizam 25% ou mais

QUESTÃO POR COC

CÓD. DESCRITOR

% DE ACERTO NA QUESTÃO

3º 4º 1º BIM 2º BIM

1 bD12 Identificar as letras do alfabeto. 87,0

2 bD31

Identificar em palavras a representação de unidades sonoras como letras que possuem correspondência sonora única (ex.: p, b, t , d, f).

83,5

3 e

4 bD34

Reconhecer, a partir da palavra ouvida, o valor sonoro de uma sílaba.

95,8 78,8 5 e

6 2 e

7 bD4 Ler palavras.

95,0 87,8

85,0 85,3

7 1 bD32

Identificar em palavras a representação de unidades sonoras como letras com mais de uma correspondência sonora (ex.: “ c” e “ g” ).

90,9 93,5

8 5 bD71

Antecipar o assunto do texto com base no suporte ou nas caract erísticas gráficas do gênero.

74,8 78,0

Questão Q.01 Q.02 Q.03 Q.04 Q.05 Q.06 Q.07 Q.08 Q.09 Q.10

Descritor bD32 bD4 bD21 bD5 bD71 bD5 bD4 bD6 bD5 bD81

% de Acerto 93,5 85,0 82,9 82,8 78,0 76,2 85,3 57,4 90,3 61,4

O

P

Ç

Ã

O A B 93,5 1,8 7,9 3,6 82,9 8,5 82,8 9,3 78,0 8,0 11,0 7,1 6,5 4,9 57,4 25,4 90,3 4,7 14,4 13,8

C 1,2 3,2 2,6 4,0 8,3 5,2 85,3 7,8 1,9 61,4

D 3,2 85,0 5,3 3,5 5,2 76,2 3,0 8,8 2,6 9,8

Nulo 0,0 0,1 0,2 0,1 0,1 0,1 0,0 0,1 0,1 0,0

(25)

25

9 DNC*

Identificar diferentes modos de apresentação de t ext os escritos, tendo em vista seu gênero textual.

69,6

10 8 bD6 Localizar informação explícita em text os. 80,3 57,4

3 bD21 Identificar o número de sílabas que formam

uma palavra por contagem. 82,9

4,6

e 9 bD5 Ler frases.

82,8 76,2 90,3

10 bD81

Reconhecer a finalidade do t exto com apoio no suporte ou nas caract erísticas gráficas do gênero.

61,4

* Descrit or não cadastrado

B.2.2 - ALFABETIZAÇÃO ESCRITA

(26)

26

Alunos por nível em Alfabet ização Escrit a:

Os Descritores da Prova de Alfabet ização Escrit a e seus Result ados no 2º COC

* Legendas abaixo das t abelas

COC DESCRITORES

aE21 aE42 aE41 aE71

% de alunos nos níveis 4 e 5 por descrit or

73,2

75,1 55,1 41,9 35,6

74,0 66,7

47,5

49,5 44,4

Acima de 50% (desejável) Abaixo de 50%

QUESTÃO POR COC

CÓD. DESCRITOR

% DE ACERTO NA QUESTÃO

3º 4º 1º BIM 2º BIM

1 e

2 1 aE21 Escrever palavras com o apoio de figura.

73,2

75,1 74,0

3 2 aE42 Escrever frase ditada. 55,1 66,7

4 3 e

4 aE41 Escrever frase com o apoio de figura. 41,9

47,5 49,5

(27)

27

B.2.3 - M ATEM ÁTICA

M édias do 2º Ano em M at emát ica:

Alunos por nível em M at emát ica:

Composição das Provas:

PROVA COC

Nº QUESTÕES POR NÍVEL DE DIFICULDADE FÁCIL

(70% ou mais de acerto)

M ÉDIO (30% a 69% de acerto)

DIFÍCIL (0% a 29% de acerto)

M ATEM ÁTICA

8 2 0

6 4 0

(28)

28

Os Descrit ores da Prova de M atemát ica e seus Result ados no 2º COC

* Legendas abaixo das t abelas

% de acerto na questão

Alta marcação num distrator (+ 20%) M arcação entre 17 e 20%

Dois distrat ores que totalizam 25% ou mais

QUESTÃO POR COC

CÓD. DESCRITOR

% DE ACERTO NA QUESTÃO

3º 4º 1º BIM 2º BIM

1 e

9 4 bD14 Comparar ou ordenar números naturais.

93,1

85,4 63,2

2, 3 e 10

6,9

e 10 bD21

Resolver problemas que demandam as ações de juntar, separar, acrescentar e retirar quant idades.

80,7 68,4 63,1 88,5 68,3 67,8 4 e

6 8 bD62

Identificar informações apresent adas em gráficos de colunas.

82,6

89,3 83,9

5 bD41 Identificar figuras geométricas planas. 90,7

7 2 bD52 Identificar e relacionar cédulas e moedas. 76,0 70,2

8 bD61 Identificar informações apresent adas em

tabelas. 71,5

1 bD12 Associar a denominação do número a sua

respect iva representação simbólica. 84,5

3 iD27 Ler informações e dados apresentados em

tabelas. 77,3

5 iM 44 Ler horas exat as em relógio analógico ou

digital. 78,4

7 bD13

Comparar ou ordenar quantidades pela contagem para ident ificar igualdade ou desigualdade numérica.

58,5 Questão Q.01 Q.02 Q.03 Q.04 Q.05 Q.06 Q.07 Q.08 Q.09 Q.10 Descritor bD12 bD52 iD27 bD14 iM 44 bD21 bD13 bD62 bD21 bD21 % de Acerto 84,5 70,2 77,3 63,2 78,4 88,5 58,5 83,9 68,3 67,8

O

P

Ç

Ã

O A B 84,5 5,7 13,9 9,6 77,3 7,4 12,7 7,9 78,4 3,0 5,3 3,1 58,5 7,7 10,5 2,4 68,3 11,9 16,2 10,1

C 6,9 70,2 5,9 15,7 15,5 2,7 15,4 2,7 7,5 67,8

D 2,6 5,9 9,0 63,2 2,5 88,5 17,7 83,9 11,6 5,0

Nulo 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1

(29)

29

B.3 - 3º ANO:

B.3.1 - LEITURA

M édias do 3º Ano em Leitura:

Alunos por nível em Leit ura:

(30)

30

Composição das Provas:

PROVA COC

Nº QUESTÕES POR NÍVEL DE DIFICULDADE FÁCIL

(70% ou mais de acerto)

M ÉDIO (30% a 69% de acerto)

DIFÍCIL (0% a 29% de acerto)

LEITURA

9 6 0

9 6 0

Os Descrit ores da Prova de Leitura e seus Result ados no 2º COC * Legendas abaixo das t abelas

% de acerto na questão

Alta marcação num distrator (+ 20%) M arcação entre 17 e 20%

Dois distrat ores que totalizam 25% ou mais

QUESTÃO POR COC

CÓD. DESCRITOR

% DE ACERTO NA QUESTÃO

3º 4º 1º BIM 2º BIM

1 e 2 bD32

Identificar em palavras a representação de unidades sonoras como letras com mais de uma correspondência sonora (ex.: “ c” e “ g” ).

77,1 60,9

3,5,7,10

e 14 bD6 Localizar informação explícita em textos.

74,6 74,6 82,2 70,0 68,0

4 e 15 bD10 Inferir informação. 68,5

67,4

6 bD4 Ler palavras. 67,4

8 iD9 Identificar a finalidade de text os de

diferentes gêneros. 64,4

9 6 bD7 Reconhecer assunto de um t exto. 71,1 74,4

Questão Q.01 Q.02 Q.03 Q.04 Q.05 Q.06 Q.07 Q.08 Q.09 Q.10 Q.11 Q.12 Q.13 Q.14 Q.15 Descritor bD81 iD1 bD71 iD1 fD2 bD7 iD4 iD3 iD4 iD3 iD5 iD8 iD3 iD5 iD1

% de

Acerto 82,8 83,2 76,6 71,8 75,0 74,4 54,9 57,4 46,4 70,9 73,4 68,8 52,4 60,6 77,5

O

P

Ç

Ã

O A B 82,8 8,7 6,4 5,4 8,4 8,8 7,9 9,9 75,0 9,3 74,4 9,2 28,0 16,5 10,5 7,7 8,0 57,4 33,2 70,9 7,9 10,9 7,8 10,4 17,6 18,6 52,4 8,5 77,5 6,4

C 4,7 4,5 76,6 71,8 7,1 6,5 54,9 10,4 9,1 13,7 10,2 68,8 15,2 11,3 6,2

D 3,4 83,2 5,7 9,8 7,8 9,2 8,4 14,9 46,4 7,0 73,4 9,1 13,7 60,6 9,0

Nulo 0,2 0,1 0,2 0,2 0,2 0,1 0,2 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 Sem

(31)

31

11 e 13 3 bD71

Antecipar o assunto do texto com base no suporte ou nas caract eríst icas gráficas do gênero.

73,6

76,1 76,6

12 DNC*

Identificar elementos que compõem a narrativa, como t empo, espaço e personagem.

76,6

1 bD81

Reconhecer a finalidade do t exto com apoio no suporte ou nas característ icas gráficas do gênero.

82,8

2,4 e

15 iD1

Localizar informações explícitas em um text o.

83,2 71,8 77,5

5 iD2

Est abelecer relações entre part es de um text o, identificando repetições ou substituições que contribuem para a continuidade de um t exto.

75,0

7 e 9 iD4 Inferir uma informação implícit a em um text o.

54,9

46,4

8,10 e

13 iD3

Inferir o sentido de uma palavra ou uma expressão.

57,4 70,9 52,4

11,14 iD5

Interpretar t exto com auxílio de mat erial gráfico diverso (propagandas, quadrinhos, foto, etc.)

73,4 60,6

12 iD8 Est abelecer relação causa/ consequência

entre part es e elementos do texto. 68,8 * Descrit or não cadastrado

B.3.2 - ALFABETIZAÇÃO ESCRITA

(32)

32

Alunos por nível em Alfabet ização Escrit a:

Os Descritores da Prova de Alfabet ização Escrit a e seus Result ados no 2º COC

* Legendas abaixo das t abelas

COC DESCRITORES

aE21 aE41 aE71 aE42

% de alunos nos níveis 4 e

5 por descritor

53,3

49,9

53,3

49,9 41,8

56,8

57,3 49,1

63,4 58,1

Acima de 50% (desejável) Abaixo de 50%

QUESTÃO POR COC

CÓD. DESCRITOR

% DE ACERTO NA QUESTÃO

3º 4º 1º BIM 2º BIM

1 e 2 aE21 Escrever palavras com o apoio de figura. 53,9 60,8

3 e 4 1 e 3 aE41 Escrever frase com o apoio de figura. 53,3

49,9

56,8 57,3

5 5 aE71 Criar t exto a partir de imagem. 41,8 49,1

(33)

33

B.3.3 - PRODUÇÃO TEXTUAL

M édias do 3º Ano em Produção Text ual:

(34)

34

Os Aspect os da Prova de Produção Text ual e seus Result ados no 2º COC

* Legendas abaixo das t abelas

COC ASPECTOS

ESTRUTURA COERÊNCIA COESÃO USO DA LÍNGUA

% de alunos nos níveis 4 a 6 por Aspecto

56,2 54,2 50,1 45,3

70,1 64,2 59,1 54,2

Acima de 50% (desejável) Abaixo de 50%

B.3.4 - M ATEM ÁTICA

(35)

35

Alunos por nível em M at emát ica:

Composição das Provas:

PROVA COC

Nº QUESTÕES POR NÍVEL DE DIFICULDADE FÁCIL

(70% ou mais de acerto)

M ÉDIO (30% a 69% de acerto)

DIFÍCIL (0% a 29% de acerto)

M ATEM ÁTICA

8 7 0

7 8 0

Os Descrit ores da Prova de M atemát ica e seus Result ados no 2º COC * Legendas abaixo das t abelas

% de acerto na questão

Alta marcação num distrator (+ 20%) M arcação entre 17 e 20%

Dois distrat ores que totalizam 25% ou mais

Questão Q.01 Q.02 Q.03 Q.04 Q.05 Q.06 Q.07 Q.08 Q.09 Q.10 Q.11 Q.12 Q.13 Q.14 Q.15 Descritor iD14 iD15 iD13 iD19 bD42 iD28 iD19 iD17 iD10 iM 44 bD31 iD10 iM 49 iM 30 iD17

% de

Acerto 81,2 49,4 71,1 60,8 81,5 80,4 60,6 63,1 54,4 41,8 85,8 71,2 67,0 78,0 55,0

O

P

Ç

Ã

O A B 81,2 7,8 15,9 49,4 71,1 15,3 10,5 5,1 12,7 81,5 6,0 10,2 3,2 60,6 20,6 14,3 63,1 18,5 35,3 41,8 4,3 5,1 11,6 10,8 8,6 67,0 78,0 6,3 14,4 20,5

C 4,5 12,1 7,3 60,8 7,1 9,7 9,1 6,5 12,0 14,2 3,8 71,2 8,5 7,4 8,8 D 5,9 21,9 5,6 15,3 5,7 80,4 19,1 8,8 54,4 7,9 85,8 7,6 12,8 7,2 55,0 Nulo 0,2 0,2 0,2 0,2 0,2 0,2 0,2 0,2 0,1 0,2 0,1 0,2 0,1 0,1 0,1

Sem

(36)

36

QUESTÃO POR COC

CÓD. DESCRITOR

% DE ACERTO NA QUESTÃO

1º BIM 2º BIM

1,7 e

11 bD61

Identificar informações apresentadas em tabelas.

77,1 74,7 68,5

2,8,10

e 14 bD21

Resolver problemas que demandam as ações de juntar, separar, acrescentar e retirar quantidades.

75,7 79,5 71,1 61,1

3 e 9 bD41 Identificar figuras geométricas planas. 78,4 58,4

4 e 13 12 iD10

Num problema, estabelecer trocas entre cédulas e moedas do Sist ema M onetário Brasileiro, em função de seus valores.

68,7

61,9 71,2

5 5 bD42 Reconhecer as representações de figuras

geométricas espaciais. 56,9 81,5

6 e 12 14 iM 30

Identificar a unidade de medida (de comprimento, de massa ou de capacidade) a ser utilizada em situações do cotidiano.

69,8

78,1 78,0

15 bD53 Identificar, comparar, relacionar e ordenar tempo em diferent es sistemas de medida. 89,3

1 iD14 Identificar a localização de números naturais

na reta numérica. 81,2

2 iD15 Reconhecer a decomposição de números

nat urais nas suas diversas ordens. 49,4

3 iD13

Reconhecer e utilizar característ icas do Sistema de Numeração Decimal, t ais como agrupament os e trocas na base 10 e princípio do valor posicional.

71,1

4 e

7 iD19

Resolver problema com números naturais, envolvendo diferent es significados da adição ou subtração: junt ar, alteração de um estado inicial (positiva ou negativa), comparação e mais de uma transformação (positiva ou negativa).

60,8 60,6

6 iD28

Ler informações e dados apresentados em gráficos (particularment e em gráficos de colunas).

80,4

8 e

15 iD17

Calcular o resultado de uma adição ou subtração de números naturais.

63,1 55,0

9 iD10

Num problema, estabelecer trocas entre cédulas e moedas do Sist ema M onetário Brasileiro, em função de seus valores.

54,4

10 iM 44 Ler horas exat as em relógio analógico ou

digital. 41,8

11 bD31 Resolver problemas que envolvam as ideias

da multiplicação. 85,8

13 iM 49

Resolver problema com números naturais, envolvendo as noções de: dezena, dúzia, metade, dobro ou triplo.

(37)

37

B.4 - 4º ANO:

B.4.1 – LEITURA

M édias do 4º Ano em Leitura:

Alunos por nível em Leit ura:

(38)

38

Composição das Provas:

PROVA COC

Nº QUESTÕES POR NÍVEL DE DIFICULDADE FÁCIL

(70% ou mais de acerto)

M ÉDIO (30% a 69% de acerto)

DIFÍCIL (0% a 29% de acerto)

LEITURA

12 3 0

7 8 0

Os Descrit ores da Prova de Leitura e seus Result ados no 2º COC * Legendas abaixo das t abelas

% de acerto na questão

Alta marcação num distrator (+ 20%) M arcação entre 17 e 20%

Dois distrat ores que totalizam 25% ou mais

QUESTÃO POR COC

CÓD. DESCRITOR

% DE ACERTO NA QUESTÃO

1º BIM 2º BIM

1 7 iD4 Inferir uma informação implícita em um texto. 75,6 49,1

2 e

6 11 iD14

Identificar o efeito de sentido decorrent e do uso da pont uação e de outras notações.

77,9

79,0 61,9

3 4 iD11 Distinguir um fato da opinião relativa a esse

fato. 71,9 42,8

4 e

14 8 iD9

Identificar a finalidade de text os de diferent es gêneros.

86,6

83,0 83,2 5 e

10 13 iD3

Inferir o sentido de uma palavra ou uma expressão.

78,6

82,4 71,0 7 e

13 5 iD8

Estabelecer relação causa/ consequência entre partes e elementos do texto.

74,3

66,8 72,3

8 e 12

3 e

9 iD5

Interpretar t exto com auxílio de material gráfico diverso (propagandas, quadrinhos, foto, et c.)

77,5 73,9

90,5 77,0

Questão Q.01 Q.02 Q.03 Q.04 Q.05 Q.06 Q.07 Q.08 Q.09 Q.10 Q.11 Q.12 Q.13 Q.14 Q.15 Descritor iD1 iD12 iD5 iD11 iD8 iD7 iD4 iD9 iD5 iD1 iD14 iD12 iD3 iD10 iD2

% de

Acerto 76,6 58,4 90,5 42,8 72,3 78,1 49,1 83,2 77,0 69,6 61,9 65,1 71,0 60,1 63,5

O

P

Ç

Ã

O A B 13,5 27,3 2,8 29,9 7,9 6,2 8,5 90,5 12,0 13,9 78,1 6,8 20,4 6,2 12,7 8,5 16,9 13,1 13,5 3,6 77,0 12,1 9,1 65,1 71,0 9,0 17,4 8,4 7,0 12,7

C 76,6 5,6 3,9 42,8 5,7 7,2 16,7 83,2 5,0 9,5 11,5 6,6 9,0 15,1 63,5

D 3,5 58,4 2,6 15,0 72,3 7,6 49,1 6,8 5,0 69,6 61,9 14,8 10,5 60,1 14,9

Nulo 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,0 Sem

(39)

39

9 e

15 1 e

10 iD1 Localizar informações explícitas em um text o.

73,0 66,2

76,6 69,6

11 15 iD2

Estabelecer relações entre partes de um text o, identificando repetições ou substituições que contribuem para a continuidade de um t exto.

62,2 63,5

2 e

12 iD12

Estabelecer relações lógico-discursivas present es no t exto, marcadas por conjunções, advérbios etc.

58,4 65,1

6 iD7 Identificar conflito gerador do enredo e os

element os que constroem a narrativa. 78,1

14 iD10

Identificar as marcas linguísticas que evidenciam o locutor e o interlocutor de um text o.

60,1

B.4.2 - PRODUÇÃO TEXTUAL

M édias do 4º Ano em Produção Text ual:

(40)

40

Alunos por nível em Produção Text ual:

Os Aspect os da Prova de Produção Text ual e seus Result ados no 2º COC * Legendas abaixo das t abelas

COC ASPECTOS

ESTRUTURA COERÊNCIA COESÃO USO DA LÍNGUA

% de alunos nos níveis 4 a 6 por Aspecto

67,1 68,2 60,4 54,6

71,1 71,5 65,9 60,7

(41)

41

B.4.3 - M ATEM ÁTICA

M édias do 4º Ano em M at emát ica:

Alunos por nível em M at emát ica:

Composição das Provas:

PROVA COC

Nº QUESTÕES POR NÍVEL DE DIFICULDADE FÁCIL

(70% ou mais de acerto)

M ÉDIO (30% a 69% de acerto)

DIFÍCIL (0% a 29% de acerto)

M ATEM ÁTICA

8 7 0

6 9 0

(42)

42

Os Descrit ores da Prova de M atemát ica e seus Result ados no 2º COC

* Legendas abaixo das t abelas

% de acerto na questão

Alta marcação num distrator (+ 20%) M arcação entre 17 e 20%

Dois distrat ores que totalizam 25% ou mais

QUESTÃO POR COC

CÓD. DESCRITOR

% DE ACERTO NA QUESTÃO

3º 4º 1º BIM 2º BIM

1 e 10 iD13

Reconhecer e utilizar características do Sistema de Numeração Decimal, tais como agrupament os e trocas na base 10 e princípio do valor posicional.

84,1

46,5

2 2 iD15 Reconhecer a decomposição de números

naturais nas suas diversas ordens. 84,1 89,9

3,8,11

e 12 bD21

Resolver problemas que demandam as ações de junt ar, separar, acrescentar e retirar quantidades.

64,1

41,8 39,3

70,9

4 iD6 Estimar a medida de grandezas, ut ilizando unidades de medida convencionais ou não. 50,6

5 iD1

Identificar a localização/ movimentação de objet o em mapas, croquis e outras representações gráficas.

78,8

6,13,14

e 15 iD17

Calcular o resultado de uma adição ou subtração de números naturais.

74,5 83,3 51,7 72,4

7 iD2

Identificar propriedades comuns e dif erenças entre poliedros e corpos redondos, relacionando figuras tridimensionais com suas planificações.

56,5

9 bD61 Identificar informações apresentadas em

tabelas. 74,8

Questão Q.01 Q.02 Q.03 Q.04 Q.05 Q.06 Q.07 Q.08 Q.09 Q.10 Q.11 Q.12 Q.13 Q.14 Q.15 Descritor iD14 iD15 iD10 iD19 iD19 iD20 iD18 iD2 iD5 iD27 iD20 iD18 iD19 iD10 iD10

% de

Acerto 90,1 89,9 50,9 62,2 36,3 70,5 60,6 78,1 54,4 78,3 63,7 57,8 73,0 69,5 48,5

O

P

Ç

Ã

O A B 3,3 3,4 89,9 4,2 10,4 50,9 62,2 14,3 30,3 17,1 9,3 36,3 8,1 15,0 78,1 5,5 14,8 24,3 5,8 15,3 13,0 7,4 78,3 12,7 16,6 73,0 6,6 9,3 48,5 5,1

C 90,1 3,4 20,0 11,3 9,3 70,5 14,0 4,7 6,1 5,5 63,7 12,0 7,5 14,1 12,8

D 3,0 2,3 18,2 11,8 23,7 3,9 60,6 11,3 54,4 10,0 7,8 57,8 11,7 69,5 32,9 Nulo 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,2 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,0 0,1

Sem

(43)

43

1 iD14 Identificar a localização de números naturais

na reta numérica. 90,1

3,14

e 15 iD10

Num problema, est abelecer trocas entre cédulas e moedas do Sist ema M onetário Brasileiro, em função de seus valores.

50,9 69,5

48,5

4,5

e 13 iD19

Resolver problema com números naturais, envolvendo diferentes significados da adição ou subtração: juntar, alteração de um estado inicial (positiva ou negativa), comparação e mais de uma transformação (positiva ou negativa).

62,2

36,3

73,0

6 e

11 iD20

Resolver problema com números naturais, envolvendo diferent es significados da multiplicação ou divisão: multiplicação comparativa, ideia de proporcionalidade, configuração ret angular e combinatória.

70,5 63,7

7 e

12 iD18

Calcular o resultado de uma multiplicação ou divisão de números naturais.

60,6 57,8

8 iD2

Identificar propriedades comuns e dif erenças entre poliedros e corpos redondos, relacionando figuras tridimensionais com suas planificações.

78,1

9 iD5

Reconhecer a conservação ou modificação de medidas dos lados, do perímetro, da área em ampliação e/ ou redução de figuras poligonais, usando malhas quadriculadas.

54,4

10 iD27 Ler informações e dados apresentados em

tabelas. 78,3

B.4.4 - CIÊNCIAS

(44)

44

Alunos por nível em Ciências:

Composição das Provas:

PROVA COC

Nº QUESTÕES POR NÍVEL DE DIFICULDADE FÁCIL

(70% ou mais de acerto)

M ÉDIO (30% a 69% de acerto)

DIFÍCIL (0% a 29% de acerto)

CIÊNCIAS

3 7 0

3 7 0

Os Descrit ores da Prova de Ciências e seus Result ados no 2º COC * Legendas abaixo das t abelas

% de acerto na questão

Alta marcação num distrator (+ 20%) M arcação entre 17 e 20%

Dois distrat ores que totalizam 25% ou mais

Questão Q.01 Q.02 Q.03 Q.04 Q.05 Q.06 Q.07 Q.08 Q.09 Q.10

Descritor C712 C616 C741 C438 D30 C002 C626 C616 D43 C712

% de Acerto 60,3 79,7 72,8 68,4 56,3 41,1 60,2 63,0 51,2 76,6

O

P

Ç

Ã

O A B 7,9 6,6 79,7 6,5 10,2 6,5 68,4 8,7 22,7 9,5 25,0 16,6 60,2 19,6 63,0 25,5 15,0 10,5 76,6 13,7

C 25,1 3,4 72,8 11,6 56,3 17,1 7,9 5,3 51,2 4,4

D 60,3 10,3 10,2 11,1 11,1 41,1 11,9 5,9 22,9 4,9

Nulo 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,0 0,1 0,1

(45)

45

QUESTÃO POR

COC CÓD. DESCRITOR

% DE ACERTO NA QUESTÃO

2º 3º 4º 1º BIM 2º BIM

1 DR92 Reconhecer o solo como o lugar onde vários

tipos de vida se desenvolvem. 88,3 2

e 3

C611

Caract erizar os diferent es tipos de solo, relacionando-os à porosidade, à permeabilidade e à umidade.

55,8 61,3

4 S/ N Identificar a presença de água no int erior do

corpo dos seres vivos. 68,1

5 C437 Reconhecer o processo de germinação das plantas, através de ilustração figurativa. 36,2 6

e 9

S/ N

Reconhecer em t extos, esquemas e representações figurativas, a natureza cíclica das transformações de estado físico da água.

58,4

38,0

7 C441 Discutir a relação entre Ciência, Tecnologia e

Sociedade. 62,2

8 D12

Reconhecer a exist ência de água em vários estados físicos, a partir de t extos ou ilustrações figurativas que apresent em diferent es regiões do globo, situações experimentais ou do cotidiano.

85,5

10 5 D30 Identificar as condições necessárias para a

realização da fotossínt ese. 70,7 56,3

1 e

10 C712

Demonst rar conheciment o e compreensão do conceit o de ecossistema.

60,3 76,6

2 e

8 C616

Reconhecer os ecossist emas como conjuntos de fat ores bióticos interagindo com fatores abióticos e identificar quais fat ores bióticos e abióticos estão presentes num determinado ecossist ema.

79,7 63,0

3 C741

Correlacionar os seres vivos produt ores da cadeia alimentar com os vegetais que fazem a fotossíntese.

72,8

4 C438 Identificar a importância da energia luminosa

para a realização da fot ossíntese. 68,4

6 C002

Reconhecer, em cadeias e t eias alimentares, a presença de produtores, consumidores e decomposit ores.

41,1

7 C626

Diferenciar os níveis tróficos segundo a maneira como os seres vivos obt ém a energia necessária para a sua sobrevivência.

60,2

9 D43 Reconhecer as funções de raiz, caule, folha e flor

(46)

46

B.5 - 5º ANO:

B.5.1 - LEITURA

M édias do 5º Ano em Leitura:

Referências

Documentos relacionados

Este quadro ajuda o educador a monitorar as ações e interesses das crianças, dando-lhe o registro imediato das mesmas. O educador planeja a semana, dando

O desempenho dos alunos nas Provas Bimest rais de Produção Text ual, est á indicado por seis níveis, os quais const it uem indicadores para a intervenção pedagógica

Com relação aos result ados das provas bimest rais, nas avaliações de Produção Text ual, de M at emát ica e de Ciências, a maior part e dos alunos apresent a um desempenho

Com relação aos result ados das provas bimest rais, nas avaliações de Leit ura, de Produção Text ual e de Ciências, a maior parte dos alunos apresent a um desempenho

[r]

Ressalta-se que mesmo que haja uma padronização (determinada por lei) e unidades com estrutura física ideal (física, material e humana), com base nos resultados da

O capítulo I apresenta a política implantada pelo Choque de Gestão em Minas Gerais para a gestão do desempenho na Administração Pública estadual, descreve os tipos de

É importante destacar também que, a formação que se propõem deve ir além da capacitação dos professores para o uso dos LIs (ainda que essa etapa.. seja necessária),