• Nenhum resultado encontrado

Conselho da União Europeia Bruxelas, 19 de abril de 2021 (OR. en)

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2022

Share "Conselho da União Europeia Bruxelas, 19 de abril de 2021 (OR. en)"

Copied!
6
0
0

Texto

(1)

7934/21 ml

LIFE.3

PT

Conselho da União Europeia

Bruxelas, 19 de abril de 2021 (OR. en)

7934/21

AGRILEG 77 PESTICIDE 11

NOTA DE ENVIO

de: Comissão Europeia

data de receção: 16 de abril de 2021

para: Secretariado-Geral do Conselho n.° doc. Com.: D070117/04

Assunto: REGULAMENTO (UE) …/... DA COMISSÃO de XXX que altera os anexos II, III e V do Regulamento (CE) n.º 396/2005 do Parlamento Europeu e do Conselho no que se refere aos limites máximos de resíduos de cletodime, dazomete, hexitiazox, metame e setoxidime no interior e à superfície de determinados produtos

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento D070117/04.

Anexo: D070117/04

(2)

COMISSÃO EUROPEIA

Bruxelas, XXX SANTE/11220/2019

(POOL/E4/2019/11220/11220-EN.docx) D070117/04

[…](2021) XXX draft

REGULAMENTO (UE) …/... DA COMISSÃO

de XXX

que altera os anexos II, III e V do Regulamento (CE) n.º 396/2005 do Parlamento Europeu e do Conselho no que se refere aos limites máximos de resíduos de cletodime,

dazomete, hexitiazox, metame e setoxidime no interior e à superfície de determinados produtos

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(3)

PT

1

PT

REGULAMENTO (UE) …/… DA COMISSÃO

de XXX

que altera os anexos II, III e V do Regulamento (CE) n.º 396/2005 do Parlamento Europeu e do Conselho no que se refere aos limites máximos de resíduos de cletodime,

dazomete, hexitiazox, metame e setoxidime no interior e à superfície de determinados produtos

(Texto relevante para efeitos do EEE)

A COMISSÃO EUROPEIA,

Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia,

Tendo em conta o Regulamento (CE) n.º 396/2005 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 23 de fevereiro de 2005, relativo aos limites máximos de resíduos de pesticidas no interior e à superfície dos géneros alimentícios e dos alimentos para animais, de origem vegetal ou animal, e que altera a Diretiva 91/414/CEE do Conselho1, nomeadamente o artigo 14.º, n.º 1, alínea a), e o artigo 49.º, n.º 2,

Considerando o seguinte:

(1) No anexo III, parte A, do Regulamento (CE) n.º 396/2005 foram fixados limites máximos de resíduos (LMR) para o cletodime, o dazomete, o hexitiazox e o metame.

(2) No que diz respeito ao cletodime, a Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos («Autoridade») emitiu um parecer fundamentado sobre o reexame dos LMR em vigor, em conformidade com o artigo 12.º, n.º 1, do Regulamento (CE) n.º 396/20052. A Autoridade propôs a alteração da atual definição de resíduo para o cletodime, que abrange também a substância não aprovada setoxidime, e a inclusão na lista de LMR para o cletodime e o setoxidime separadamente. É adequado alterar em conformidade a definição de resíduo para o cletodime e inserir uma nova entrada respeitante ao setoxidime no anexo V. A autoridade concluiu que, no que se refere aos LMR para o cletodime, não estavam disponíveis algumas informações e não se podia chegar a uma conclusão sobre o potencial genotóxico do metabolito do cletodime álcool 3-cloroalil, que não se podiam derivar valores de referência para este metabolito e que era necessária uma análise mais aprofundada pelos gestores do risco. Do ponto de vista da gestão dos riscos, é adequado fixar LMR para o cletodime no anexo II do Regulamento (CE) n.º 396/2005, no limite de determinação (LD) específico, e incluir o setoxidime no anexo V do Regulamento (CE) n.º 396/2005, no LD específico ou no LMR por defeito, tal como estabelecido no artigo 18.º, n.º 1, alínea b), do Regulamento (CE) n.º 396/2005.

(3) Relativamente ao dazomete e ao metame, a Autoridade emitiu pareceres fundamentados sobre os LMR em vigor, em conformidade com o artigo 12.º, n.º 1, do

1 JO L 70 de 16.3.2005, p. 1.

2 Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos; Reasoned opinion on the review of the existing maximum residue levels for clethodim according to Article 12 of Regulation (EC) No 396/2005 (Parecer fundamentado sobre o reexame dos limites máximos de resíduos em vigor para o cletodime, em conformidade com o artigo 12.º do Regulamento (CE) n.º 396/2005). EFSA Journal 2019;17(5):5706.

(4)

Regulamento (CE) n.º 396/200534. A Autoridade propôs uma definição do resíduo revista baseada no isotiocianato de metilo, um metabolito comum para o dazomete e o metame. É conveniente alterar em conformidade a definição do resíduo. A Autoridade recomendou a redução dos LMR para toranjas, laranjas, limões, limas, tangerinas, maçãs, peras, marmelos, nêsperas, nêsperas-do-japão, damascos, cerejas (doces), pêssegos, ameixas, uvas de mesa e para vinho, amoras silvestres, bagas de Rubus caesius, framboesas (vermelhas e amarelas), mirtilos, airelas, groselhas (pretas, vermelhas e brancas), groselhas espinhosas (verdes, vermelhas e amarelas), bagas de roseira-brava, amoras (brancas e pretas), azarolas, bagas de sabugueiro-preto, figos, azeitonas de mesa, cunquates, dióspiros/caquis, quivis (verdes, vermelhos, amarelos), figos-da-índia/figos-de-cato, abacates, mangas e romãs. Para outros produtos, recomendou o aumento ou a manutenção dos LMR em vigor. Os LMR para esses produtos devem ser fixados no anexo II do Regulamento (CE) n.º 396/2005 no limite identificado pela Autoridade. A Autoridade concluiu que, no que se refere aos LMR para morangos, beterrabas, cenouras, aipos-rábanos, rábanos-rústicos, tupinambos, pastinagas, salsa-de-raiz-grossa, rabanetes, salsifis, rutabagas, nabos, tomates, pimentos, beringelas, quiabos, pepinos, cornichões, aboborinhas, melões, abóboras, melancias, couves-chinesas, couves-de-folhas, alfaces-de-cordeiro, alfaces, escarolas, mastruços e outros rebentos e radículas, agriões-de-sequeiro, rúculas/erucas, mostarda-castanha, culturas de folha jovem (incluindo espécies de brássicas), espinafres, beldroegas, acelgas, infusões de plantas a partir de raízes e lúpulos, não estavam disponíveis algumas informações e que era necessária uma análise mais aprofundada pelos gestores do risco. Visto não existir risco para os consumidores, os LMR para esses produtos devem também ser fixados no anexo II do Regulamento (CE) n.º 396/2005 no limite identificado pela Autoridade. Todos estes LMR serão reexaminados; o reexame terá em conta as informações disponíveis no prazo de dois anos a contar da data de publicação do presente regulamento.

(4) No que diz respeito ao hexitiazox, a Autoridade emitiu um parecer fundamentado sobre os LMR em vigor, em conformidade com o artigo 12.º, n.º 1, do Regulamento (CE) n.º 396/20055. A Autoridade propôs uma alteração da definição do resíduo.

Recomendou a redução dos LMR para toranjas, laranjas, limões, limas, tangerinas, amêndoas, castanhas-do-brasil, castanhas-de-caju, castanhas, cocos, avelãs, nozes-de-macadâmia, nozes-pecãs, pinhões, pistácios, nozes comuns, maçãs, peras, marmelos, nêsperas, nêsperas-do-japão, pêssegos, amoras silvestres, bagas de Rubus caesius, framboesas (vermelhas e amarelas), mirtilos, airelas, groselhas (pretas, vermelhas e brancas), groselhas espinhosas (verdes, vermelhas e amarelas), bagas de roseira-brava, amoras (brancas e pretas), azarolas, bagas de sabugueiro-preto, tomates, pimentos, beringelas, pepinos, cornichões, aboborinhas, melões, abóboras, melancias,

3 Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos; Reasoned opinion on the review of the existing maximum residue levels for dazomet according to Article 12 of Regulation (EC) No 396/2005 (Parecer fundamentado sobre o reexame dos limites máximos de resíduos em vigor para o dazomete, em conformidade com o artigo 12.º do Regulamento (CE) n.º 396/2005). EFSA Journal 2019;17(1):5562.

4 Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos; Reasoned opinion on the review of the existing maximum residue levels for metam according to Article 12 of Regulation (EC) No 396/2005 (Parecer fundamentado sobre o reexame dos limites máximos de resíduos em vigor para o metame, em conformidade com o artigo 12.º do Regulamento (CE) n.º 396/2005). EFSA Journal 2019;17(1):5561.

5 Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos; Reasoned opinion on the review of the existing maximum residue levels for hexythiazox according to Article 12 of Regulation (EC) No 396/2005 (Parecer fundamentado sobre o reexame dos limites máximos de resíduos em vigor para o hexitiazox, em conformidade com o artigo 12.º do Regulamento (CE) n.º 396/2005). EFSA Journal 2019;17(1):5559.

(5)

PT

3

PT

milho e lúpulos. Para outros produtos, recomendou o aumento ou a manutenção dos LMR em vigor. Os LMR para esses produtos devem ser fixados no anexo II do Regulamento (CE) n.º 396/2005 no limite identificado pela Autoridade. A Autoridade concluiu também que, relativamente aos LMR para damascos, cerejas (doces), ameixas, sementes de soja e produtos de origem animal, não estavam disponíveis algumas informações e que era necessária uma análise mais aprofundada pelos gestores do risco. Visto não existir risco para os consumidores, os LMR para esses produtos devem ser fixados no anexo II do Regulamento (CE) n.º 396/2005 no limite identificado pela Autoridade. Todos estes LMR serão reexaminados; o reexame terá em conta as informações disponíveis no prazo de dois anos a contar da data de publicação do presente regulamento.

(5) Os atuais limites máximos de resíduos do Codex (LCX) foram tidos em conta nos pareceres fundamentados da Autoridade. Para a fixação de LMR, foram tidos em conta LCX que são seguros para os consumidores na União.

(6) No que diz respeito aos produtos nos quais não é autorizada a utilização do produto fitofarmacêutico em causa e relativamente aos quais não existem tolerâncias de importação nem LCX, os LMR devem ser fixados no LD específico ou deve aplicar-se o LMR por defeito, em conformidade com o artigo 18.º, n.º 1, alínea b), do Regulamento (CE) n.º 396/2005.

(7) A Comissão consultou os laboratórios de referência da União Europeia para os resíduos de pesticidas quanto à necessidade de adaptar certos limites de determinação.

Relativamente a várias substâncias, esses laboratórios concluíram que, para determinados produtos, a evolução técnica exige a fixação de LD específicos.

(8) Com base nos pareceres fundamentados da Autoridade, e tendo em conta os fatores relevantes para a questão em apreço, as alterações pertinentes dos LMR satisfazem as exigências estabelecidas no artigo 14.º, n.º 2, do Regulamento (CE) n.º 396/2005.

(9) Os parceiros comerciais da União foram consultados sobre os novos LMR através da Organização Mundial do Comércio e os comentários produzidos foram tidos em conta.

(10) O Regulamento (CE) n.º 396/2005 deve, pois, ser alterado em conformidade.

(11) Por forma a permitir que a comercialização, a transformação e o consumo de produtos se desenrolem normalmente, o presente regulamento deve prever uma disposição transitória aplicável aos produtos que tenham sido produzidos antes da alteração dos LMR e relativamente aos quais as informações disponíveis indicam que se mantém um elevado nível de proteção do consumidor.

(12) Deve prever-se um período razoável antes de os LMR alterados se tornarem aplicáveis, para que os Estados-Membros, os países terceiros e os operadores das empresas do setor alimentar possam preparar-se para cumprir os novos requisitos daí resultantes.

(13) As medidas previstas no presente regulamento estão em conformidade com o parecer do Comité Permanente dos Vegetais, Animais e Alimentos para Consumo Humano e Animal,

(6)

ADOTOU O PRESENTE REGULAMENTO:

Artigo 1.º

Os anexos II, III e V do Regulamento (CE) n.º 396/2005 são alterados em conformidade com os anexos do presente regulamento.

Artigo 2.º

O Regulamento (CE) n.º 396/2005, na versão em vigor antes das alterações introduzidas pelo presente regulamento, continua a aplicar-se aos produtos produzidos ou importados na União antes de [Serviço das Publicações: inserir data correspondente a 6 meses após a data de entrada em vigor].

Artigo 3.º

O presente regulamento entra em vigor no vigésimo dia seguinte ao da sua publicação no Jornal Oficial da União Europeia.

O presente regulamento é aplicável a partir de [Serviço das Publicações: inserir data correspondente a 6 meses após a data de entrada em vigor].

O presente regulamento é obrigatório em todos os seus elementos e diretamente aplicável em todos os Estados-Membros.

Feito em Bruxelas, em

Pela Comissão A Presidente

Ursula VON DER LEYEN

Referências

Documentos relacionados

4) Tomada para conexão do alimentador de arame - esta tomada tem como função interligar o Aristopower 460 com o alimentador de arame ARISTO FEED 3004W U6 (ref. 5) Tomada para

XXV. deliberar sobre a emissão de novas Cotas, observados os limites e condições deste Regulamento. O Administrador será, nos termos e condições previstos na Lei nº 8.668/93, o

382 502200200 Transporte por navegação interior de passageiros em linhas regulares, intermu- nicipal, interestadual e internacional, exceto

l) as atividades dos profissionais integrantes dos Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, embora não seja vedado o

exceto a do produto Fabricação na qual o valor de todas as matérias utilizadas não excede 50 % do preço do produto à saída da fábrica ex 9506 Tacos de golfe e suas partes

Com base nesse contexto que entende moda e design como um fenômeno de significação social, desenvolvemos um estudo sobre como é possível atribuir cargas de significados

Os valores políticos da elite empresarial paranaense permitem-nos as seguintes conclusões: (i) quanto à aceitação do princípio da participação, a democracia não se

Considerando que na literatura nacional não há escalas de medida que avaliam a maturidade de carreira dos estudantes universitários e sendo este um aspecto importante para

Demonstrando desta forma atenção e empenho para com suas atividades policiais sendo exemplo a ser seguido pelos demais companheiros que compartilham a rotina diária de serviço,

Da mesma forma, a variável independente PLANBONOPC, por estar intrinsecamente vinculada ao resultado que a empresa deve atingir para que o gestor possa gozar

As principais características da maior parte do desporto organizado com base em valores na Europa representam uma organização desportiva numa base autónoma, democrática e

Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações financeiras com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e

1. Cada Estado-Membro, de acordo com a sua legislação nacional, permite o trânsito no seu território de uma pessoa condenada que tenha sido transferida para o Estado de execução,

Os resultados desta reflexão apontam que o foco EJA e diversidades, definido como eixo central das ações do CIVEJA, traduziu o compromisso da UNILAB com a integração e

Os alunos que mais se destacaram são selecionados semanalmente para participar de atividades extracurriculares.. Essas atividades ocorrem em lugares

2 Acordo sobre a saída do Reino Unido da Grã-Bretanha e da Irlanda do Norte da União Europeia e da Comunidade Europeia da Energia Atómica («Acordo de Saída») (JO L 29 de 31.1.2020,

No seguimento da comunicação conjunta sobre a melhoria da mobilidade militar na UE, de novembro de 2017, 9 e com base no roteiro do grupo de trabalho ad hoc sobre

Células-tronco pluripotentes induzidas ou células tronco “reprogramadas” (iPSCs) – são semelhantes às células-tronco embrionárias.. Células-tronco teciduais (ou

1. As despesas são elegíveis para uma contribuição financeira do FEG a partir das datas indicadas na candidatura em conformidade com o artigo 8.º, n.º 7, alínea j), nas quais o

Neste trabalho são analisados os fatores que permitem a coexistência entre as espécies de Drymophila na Mata Atlânti- ca, procurando-se responder as seguintes questões: (1) quais são

Lock de leitura: pode ser detido por várias threads simultaneamente, desde que não haja um lock de escrita. Outras threads à espera de obter o lock de escrita

Artigo 33 – Em caso de invalidez, desde que o Participante Ativo ou o Autopatrocinado tenha optado pelo pagamento da Contribuição Adicional de Risco, a indenização paga pela

· Com a passagem do controle da manobra pelo prático para uma sala isolada do modelo, em que o piloto vislumbra um verossímel cenário das instalações portuárias por meio de