Texto

(1)

TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO ELETRÔNICO

(PRESTAÇÃO DE SERVIÇO CONTÍNUO COM DEDICAÇÃO EXCLUSIVA DE MÃO DE OBRA - VIGILÂNCIA)

PREGÃO Nº 17/2018

(Processo Administrativo n.º 23062.004583/2018-56)

1. DO OBJETO

1.1. Contratação de empresa especializada para a prestação de serviços continuados de vigilância armada/segurança patrimonial, nos postos fixados pelo CEFET-MG, envolvendo a alocação, pela contratada, de profissionais devidamente habilitados, apresentando as respectivas Carteira Nacional de Vigilantes, nos termos da Lei nº 7.102, de 20.06.83, alterada pelas Leis nº 8.863, de 28.03.94, e 9.017, de 30.03.95, regulamentadas pelos Decretos nº 89.056, de 24.11.83, e 1.592, de 10.08.95, bem como Portaria DPF nº 992, de 25.10.95, alterada pela Portaria DPF nº 277, de 13.04.98, e MJ 893, de 02.12.87, e Portaria DPF nº 891, de 12.08.99 e atualizada pela Portaria DPF nº 320, de 07.06.04, conforme condições, quantidades e exigências estabelecidas neste instrumento:

PLANILHA RESUMO GERAL

Lote Unidade Item

Descrição

Nº de

Postos

Valor do

Posto

Valor Total

1

Belo Horizonte

1

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO) 7 R$ 5.528,62 R$ 38.700,34 2 II - Posto de Segunda Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados 7 R$ 15.425,67 R$ 107.979,69 Leopoldina 3

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO) 2 R$ 5.229,06 R$ 10.458,12 4 II - Posto de Segunda Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados

(2)

Araxá

5

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO) 2 R$ 5.317,78 R$ 10.635,56 6 II - Posto de Segunda Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados 2 R$ 14.866,40 R$ 29.732,80 Divinópolis 7

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO) 2 R$ 5.330,01 R$ 10.660,02 8 II - Posto de Segunda Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados 2 R$ 14.883,97 R$ 29.767,94 Timóteo 9

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO) 2 R$ 5.385,40 R$ 10.770,80 10 II - Posto de Segunda Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados 2 R$ 15.047,04 R$ 30.094,08 Varginha 11

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO) 2 R$ 5.379,21 R$ 10.758,42 12 II - Posto de Segunda Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados 2 R$ 15.038,15 R$ 30.076,30 Nepomuceno 13

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO) 2 R$ 5.354,46 R$ 10.708,92 14 II - Posto de Segunda Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados

2 R$ 15.002,60 R$ 30.005,20

Curvelo 15

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO)

(3)

16

II - Posto de Segunda Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados 2 R$ 14.804,90 R$ 29.609,80 Contagem 17 I - Posto de Segunda Feira a Domingo, das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO) - Inclusive Feriados 1 R$ 12.656,53 R$ 12.656,53 18 II - Posto de Segunda Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados

3 R$ 15.156,80 R$ 45.470,40

19

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO)

2 R$ 5.432,25 R$ 10.864,50

TOTAL DE POSTOS

48

--

--

VALOR MENSAL DA CONTRATAÇÃO

R$ 498.977,34

VALOR ANUAL DA CONTRATAÇÃO (X12)

R$ 5.987.728,08

PLANILHA DETALHADA

Lote Unidade Endereço Descrição

Nº de Homens por Posto Nº de Postos Valor do Posto Valor Total 1 1 – Campus I (Belo Horizonte) Av. Amazonas, 5253 – Nova Suíça – Belo Horizonte, MG

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO)

2 3 R$ 5.528,62 R$ 16.585,86 II - Posto de Segunda

Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados 2 3 R$ 15.425,67 R$ 46.277,01 2 – Campus II (Belo Horizonte) Av. Amazonas, 7675 – Nova Gameleira – Belo Horizonte, MG CEP: 30.510-000

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO)

2 3 R$ 5.528,62 R$ 16.585,86 II - Posto de Segunda

Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados

2 3 R$ 15.425,67 R$ 46.277,01

3 – Leopoldina

Av. José Peres, 558 – Centro – Leopoldina, MG CEP: 36.700-000

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO)

(4)

II - Posto de Segunda Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados 2 2 R$ 14.739,01 R$ 29.478,02 4 – Araxá Av. Amazonas 807 – Bairro São Geraldo – Araxá, MG - CEP:38.180-084

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO)

2 2 R$ 5.317,78 R$ 10.635,56 II - Posto de Segunda

Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados 2 2 R$ 14.866,40 R$ 29.732,80 5 – Divinópolis Rua Álvares de Azevedo, 400 – Bela Vista – Divinópolis – MG CEP: 35.503-822

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO)

2 2 R$ 5.330,01 R$ 10.660,02 II - Posto de Segunda

Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados 2 2 R$ 14.883,97 R$ 29.767,94 6 – Campus VI (Belo Horizonte) Av. Amazonas, 5855 – Gameleira – Belo Horizonte, MG CEP: 30.510-000

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO)

2 1 R$ 5.528,62 R$ 5.528,62 II - Posto de Segunda

Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados 2 1 R$ 15.425,67 R$ 15.425,67 7 – Timóteo Rua 19 de Novembro, 121 Bairro Centro – Timóteo – MG CEP 35.180-008

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO)

2 2 R$ 5.385,40 R$ 10.770,80 II - Posto de Segunda

Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados 2 2 R$ 15.047,04 R$ 30.094,08 8 – Varginha Av. dos Imigrantes, 1000 – Bairro Vargem, Varginha/MG – CEP 37.022-560

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO)

2 2 R$ 5.379,21 R$ 10.758,42 II - Posto de Segunda

Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados 2 2 R$ 15.038,15 R$ 30.076,30 9 - Nepomuceno Av. Monsenhor Luiz de Gonzaga, 103 – Bairro Centro – Nepomuceno,

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO)

(5)

MG CEP:

37.250-000

II - Posto de Segunda Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados

2 2 R$ 15.002,60 R$ 30.005,20

10 – Curvelo

Rua Santa Rita, 900 - Alto Santa

Rita - Curvelo/MG 35.790-000

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO)

2 2 R$ 5.274,95 R$ 10.549,90 II - Posto de Segunda

Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados 2 2 R$ 14.804,90 R$ 29.609,80 11– Contagem Avenida Doutor Antônio Chagas Diniz, 655 – Bairro Cidade Industrial – Praça da Cemig Contagem/MG – CEP: 32.210-160 I - Posto de Segunda Feira a Domingo, das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO) - Inclusive Feriados

2 1 R$ 12.656,53 R$ 12.656,53

II - Posto de Segunda Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados 2 1 R$ 15.156,80 R$ 15.156,80 Alameda das Perdizes, nº 61, Bairro Cabral. Contagem , MG

I - Posto nos Sábados, Domingos, feriados e recessos das 07:00 às 19:00 horas (DIURNO)

2 2 R$ 5.432,25 R$ 10.864,50 II - Posto de Segunda

Feira a Domingo, das 19:00 às 07:00 horas (NOTURNO) - Inclusive Feriados

2 2 R$ 15.156,80 R$ 30.313,60

TOTAL DE POSTOS 48

VALOR MENSAL DA CONTRATAÇÃO R$ 498.977,34 VALOR ANUAL DA CONTRATAÇÃO (X12) R$ 5.987.728,08

1.2. O quantitativo de pessoal a ser contratado especificado neste documento baseia-se na experiência local de cada unidade. Visando uma melhor relação custo benefício, especifica-se o mínimo aceitável de vigilantes para cada unidade. A licitação por lote único é mais viável, já que a divisão dos itens pretendidos contribuiria para tornar mais dispendiosa a contratação.

1.3. A empresa contratada deverá atender no que couber, critérios e práticas de sustentabilidade conforme a IN nº 01/2010 do MPOG.

2. JUSTIFICATIVA E OBJETIVO DA CONTRATAÇÃO

(6)

serão objeto de execução indireta. Os serviços de vigilância a serem contratados se enquadram como serviços continuados, pois a sua interrupção pode comprometer a continuidade das atividades da Instituição e sua contratação deve estender-se por mais de um exercício financeiro e continuamente.

2.2. Ressalta-se que a contratação dos serviços de vigilância visa suprir a lacuna deixada pela Lei n.º 9.632, de 07 de maio de 1998, que dispõe sobre a extinção de cargos no âmbito da Administração Pública Federal Direta, Autárquica e Fundacional, dentre eles o de vigilante.

2.3. Garantir a incolumidade dos servidores do CEFET-MG e do público usuário em geral; não permitindo a depredação do patrimônio, bem como a violação, furto e outras ações que redundem em danos ao patrimônio público.

2.4. Justificam-se tal contratação devido ao grande número de pessoas que transitam diariamente no CEFET-MG e ao patrimônio público que deve ser resguardado.

2.5. Esperam-se que tal contratação contribua para a maior segurança de pessoas que fazem parte da comunidade do CEFET-MG e do patrimônio público.

2.6. A presente contratação está sendo planejada para os seguintes postos: 12x36 (noturno) de segunda a domingo, 12x36 (diurno) de segunda a domingo e 12 x 36 (diurno) para sábados, domingos, feriados e recessos. Este último posto, na escala apresentada, não consta no caderno técnico, portanto, conforme Anexo VI–A, item 3 da IN nº 05/2017, excepcionalmente, desde que devidamente fundamentada e comprovada a vantagem econômica para a Administração, poderão ser caracterizados outros tipos de postos, considerando os acordos, convenções ou dissídios coletivos de trabalho da categoria.

2.6.1. Cálculo de número de dias por mês do SDFR:  Dias em um ano 365;

 Sábados e Domingos: 365 / 7 * 2 = 104,29 (sábados e domingos/por ano)  Feriados: 13 (média de feriados nacionais e regionais – Fonte Caderno

Técnico de Vigilância, 2017)

 Recessos: 12 (média de recessos Calendário Escolar, 2018).

SDFR = 104,29 + 13 + 12 = 129,29 dias/ano. > 129,29/12 = 10,77 dias/mês.

2.7. O quantitativo apresentado leva em consideração o histórico da contratação anterior, consulta de real necessidade aos Dirigentes das unidades, sendo respeitado o mínimo aceitável e à nova sede do Campus Contagem (Cabral).

2.7.1. O quantitativo previsto justifica-se pela necessidade em atender a imprescindível demanda real dos serviços de vigilância, conforme exposto nos itens anteriores e também em razão do encerramento futuro do contrato atual.

(7)

2.8. Quantitativo de postos para atender a demanda mínima das unidades do CEFET-MG:

Unidade Quant. Posto Horário Frequência

Campus I - BH 03 12x36 19:00 as 07:00 2ª feira a domingo

Campus I - BH 03 12x36 07:00 as 19:00 SDFR

Campus II - BH 03 12x36 19:00 as 07:00 2ª feira a domingo

Campus II - BH 03 12x36 07:00 as 19:00 SDFR

Leopoldina 02 12x36 19:00 as 07:00 2ª feira a domingo

Leopoldina 02 12x36 07:00 as 19:00 SDFR

Araxá 02 12x36 19:00 as 07:00 2ª feira a domingo

Araxá 02 12x36 07:00 as 19:00 SDFR

Divinópolis 02 12x36 19:00 as 07:00 2ª feira a domingo

Divinópolis 02 12x36 07:00 as 19:00 SDFR

Timóteo 02 12x36 19:00 as 07:00 2ª feira a domingo

Timóteo 02 12x36 07:00 as 19:00 SDFR

Varginha 02 12x36 19:00 as 07:00 2ª feira a domingo

Varginha 02 12x36 07:00 as 19:00 SDFR

Nepomuceno 02 12x36 19:00 as 07:00 2ª feira a domingo

Nepomuceno 02 12x36 07:00 as 19:00 SDFR

Curvelo 02 12x36 19:00 as 07:00 2ª feira a domingo

Curvelo 02 12x36 07:00 as 19:00 SDFR Contagem Galpão SESI 01 12x36 19:00 as 07:00 2ª feira a domingo Contagem Galpão SESI 01 12x36 07:00 as 19:00 2ª feira a domingo

Contagem 02 12x36 19:00 as 07:00 2ª feira a domingo

(8)

3. DA CLASSIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS

3.1. Os serviços de vigilância a serem contratados são considerados comuns e podem ter os padrões de desempenho e qualidade definidos por meio de especificações do mercado e enquadram-se nos termos do art. 1º da Lei 10.520, de 2002.

3.2. Os serviços a serem contratados enquadram-se nos pressupostos do Decreto n° 2.271, de 1997, constituindo-se em atividades materiais acessórias, instrumentais ou complementares à área de competência legal do órgão licitante, não inerentes às categorias funcionais abrangidas por seu respectivo plano de cargos.

3.3. A prestação dos serviços não gera vínculo empregatício entre os empregados da Contratada e a Administração Contratante, vedando-se qualquer relação entre estes que caracterize pessoalidade e subordinação direta.

4. FORMA DE PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS

4.1. Os serviços serão executados conforme discriminado abaixo:

4.1.1. Assumir o posto devidamente uniformizado e com aparência pessoal adequada;

4.1.2. Comunicar imediatamente à Contratante qualquer anormalidade verificada, inclusive de ordem funcional, para que sejam adotadas as providências de regularização necessárias;

4.1.3. Comunicar à área de segurança da Contratante todo acontecimento entendido como irregular e que atente contra o seu patrimônio;

4.1.4. Registrar e controlar diariamente as ocorrências do posto em que estiver prestando seus serviços;

4.1.5. Manter afixado no posto, em local visível, o número do telefone da Delegacia de Polícia da Região, do Corpo de Bombeiros, dos responsáveis pela administração da instalação e outros de interesse para o melhor desempenho das atividades;

4.1.6. Observar a movimentação de indivíduos suspeitos nas imediações do posto, adotando as medidas de segurança conforme orientação recebida da Contratante, bem como aquelas que entender oportuna;

4.1.7. Permitir o ingresso nas instalações somente de pessoas previamente autorizadas e identificadas;

4.1.8. Fiscalizar a entrada e a saída de veículos nas instalações, identificando omotorista e anotando a placa do veículo, inclusive de empregados autorizados a estacionarem seus carros particulares na área interna da instalação, mantendo sempre os portões fechados;

4.1.9. Fiscalizar a entrada e saída de materiais, mediante conferência das notas fiscais ou de controle próprios da Contratante;

4.1.10. Controlar a entrada e saída de veículos, empregados/funcionários e visitantes, após o término de cada expediente de trabalho, feriados e finais de semana na conformidade do que venha a ser estabelecido pela Contratante;

(9)

4.1.11. Proibir o ingresso de vendedores, ambulantes e assemelhados às instalações, sem que estes sejam devidos e previamente autorizados pela Contratante;

4.1.12. Proibir a aglomeração de pessoas junto ao posto, comunicando o fato a Contratante;

4.1.13. Proibir todo e qualquer tipo de atividade comercial junto ao posto e imediações, que implique ou ofereça risco à segurança dos serviços e das instalações;

4.1.14. Proibir a utilização do posto para guarda de objetos estranhos ao local, assim como de bens particulares de empregados ou de terceiros;

4.1.15. Não se ausentar do posto;

4.1.16. Executar a(s) ronda(s) diária(s) conforme a orientação recebida da Contratante, verificando todas as dependências das instalações, adotando os cuidados e providências necessários para o perfeito desempenho das funções e manutenção da ordem nas instalações;

4.1.17. Colaborar nos casos de emergência ou abandono das instalações, visando a manutenção das condições de segurança;

4.1.18. Repassar para o(s) vigilante(s) que está(ão) assumindo o posto, quando da rendição, todas as orientações recebidas e em rigor, bem como eventual anomalia observada nas instalações;

4.1.19. Cumprir a programação dos serviços feita periodicamente pela Contratante, com atendimento sempre cortês e de forma a garantir as condições de segurança das instalações, dos empregados e das pessoas em geral que se façam presentes;

4.1.20. As ações dos vigilantes devem se restringir aos limites das instalações da Contratante e estarem circunscritas à sua área de atuação estabelecida pela legislação específica;

4.1.21. Os trabalhos deverão ser executados de forma a garantir os melhores resultados, cabendo à Contratada otimizar a gestão de seus recursos – quer humanos quer materiais – com vistas à quantidade dos serviços à satisfação da Contratante.

4.1.22. A Contratada responsabilizar-se-á integralmente pelos serviços contratados, cumprindo as disposições legais que interfiram em sua execução. 4.1.23. Acionar, em caso de emergência, pelo telefone, empresas ou órgãos competentes, tais como Policia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil, entre outros, bem como a Contratada.

4.1.24. Colaborar com as Polícias Federal, Civil e militar nas ocorrências de ordem policial dentro das instalações da Contratante, facilitando, no máximo possível, a atuação daquelas;

4.1.25. No caso de ocorrências que exijam ação policial, facilitar a atuação da polícia, inclusive na indicação de testemunhas presenciais do eventual acontecimento;

4.1.26. Fiscalizar a entrada de embrulho(s), volume(s), pacote(s), mala(s), sacola(s), outro(s) assemelhado(s), equipamentos e notebook(s). Nos casos em que o portador ofereça resistência em discriminar ou exibir o conteúdo do(s) mesmo(s), levar imediatamente a ocorrência ao conhecimento do Fiscal do Contrato;

(10)

4.1.27. Permitir a retirada e/ou transporte de qualquer bem material, bem de consumo ou vinculado ao patrimônio do CEFET-MG para fora das suas dependências, somente mediante a apresentação de Autorização de Saída de Bens Patrimoniais e Materiais de Consumo expedido pelo Setor de Patrimônio. Todo o procedimento de retirada deverá ser supervisionado pelo vigilante em serviço;

4.1.28. Manter sob sua guarda e responsabilidade as chaves das instalações; 4.1.29. Realizar vistoria, verificando se portas, janelas estão devidamente fechadas em todo o prédio;

4.1.30. Abster-se da execução de quaisquer outras atividades alheias aos objetivos registrados em Contrato, especial e principalmente durante o horário em que estiver prestando os serviços.

5. INFORMAÇÕES RELEVANTES PARA O DIMENSIONAMENTO DA PROPOSTA

5.1. A demanda do órgão tem como base as seguintes características:

5.1.1. Cada posto 12x36 (noturno) de segunda-feira a domingo - das 19:00 h as 07:00 h, inclusive feriados, deverá ser composto por 2 vigilantes;

5.1.2. Cada posto 12x36 (diurno) de segunda-feira a domingo – das 07:00 h as 19:00 h, deverá ser composto por 2 vigilantes;

5.1.3. Cada posto 12x36 (diurno) sábado, Domingo e feriado (SDFR) – das 07:00 h as 19:00 h, deverá ser composto por 2 vigilantes;

5.1.3.1. O Posto SDFR, além dos sábados, domingos e feriados, deverá acrescentar mais 12 (doze) dias/ano como recesso aos feriados municipais e nacionais e pontos facultativos divulgados anualmente em Portaria pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPOG).

5.1.3.2. Os 12 (doze) dias/ano fixados para recessos poderão ser utilizados de acordo com a conveniência definida pela fiscalização dentro deste limite, ou seja, em eventos institucionais ou casos fortuitos.

5.1.4. Os serviços de vigilância armada deverão ser executados nos seguintes endereços:

Campus I – Belo Horizonte Av. Amazonas, nº 5253 – Bairro Nova Suíça – Belo Horizonte/MG

Campus II – Belo Horizonte Av. Amazonas, nº 7675 – Bairro Nova Gameleira – Belo Horizonte/MG

(11)

Leopoldina/MG

Campus Araxá Av. Amazonas, nº 807 – Bairro São Geraldo – Araxá/MG

Campus Divinópolis Rua Álvares de Azevedo, nº 400 – Bairro Bela Vista – Divinópolis/MG

Campus VI – Belo Horizonte Av. Amazonas, nº 5.855 – Bairro Gameleira – Belo Horizonte/MG

Campus Timóteo Rua 19 de Novembro, nº 121 – Bairro Centro Norte – Timóteo/MG

Campus Varginha Av. dos Imigrantes, nº 1.000 – Bairro Vargem – Varginha/MG

Campus Nepomuceno Av. Monsenhor Luiz de Gonzaga, nº 103 – Bairro Centro – Nepomuceno/MG

Campus Curvelo Rua Santa Rita, nº 900 – Bairro Alto Santa Rita – Curvelo/MG

Galpão SESI – Praça da Cemig Av. Doutor Antônio Chagas Diniz, nº 665 – Bairro Cidade Industrial – Contagem/MG

Campus Contagem – Cabral Alameda das Perdizes, nº 61 – Bairro Cabral – Contagem/BH

5.2. As propostas deverão ser dimensionadas em concordância com a CCT/2018 (Convenção Coletiva de Trabalho - MG001609/2018) entre o Sindicato dos Empregados de Empresas de Segurança e Vigilância do Estado de Minas Grais e o Sindicato das Empresas de Segurança e Vigilância do Estado de Minas Gerais.

5.3. Requisitos pessoais e profissionais para os vigilantes

5.3.1. Comprovar quitação com as obrigações eleitorais e serviços militares; 5.3.2. Ser maior de 21 anos;

5.3.3. Comprovar instrução correspondente ou superior ao nível fundamental completo;

5.3.4. Apresentar atestados de bons antecedentes da Polícia Civil, dos estados onde tenha residido nos últimos cinco anos, expedida, no máximo, há seis meses, todos a serem apresentados anualmente;

(12)

5.3.5. Apresentar atestado médico de aptidão física e mental para o exercício das atribuições inerentes às funções a serem desempenhadas;

5.3.6. Comprovar, no mínimo 06 (seis) meses de experiência profissional em funções afins. A referida comprovação deverá ser feita mediante apresentação de registro na Carteira de Trabalho, ou mediante apresentação de declaração formal do antigo empregador;

5.3.7. Possuir curso de formação de vigilante, realizado em estabelecimento com funcionamento autorizado nos termos da Lei 7.102, de 20.06.83.

5.3.8. Estar registrado no Departamento de Polícia Federal, em conformidade com o art. 17 da Lei 7.102, de 20.06.83.

5.4. Para os postos de serviço a contratada deverá disponibilizar sistema de “Controle Eletrônico de Rondas/Ronda eletrônica monitorada” baseado na tecnologia de memória de contato (iButtons) – referência: GUARDUS G3 (ou similar).

5.4.1. Deverão ser instalados 07 (SETE) iButtons por localidade, sendo que os locais, percursos e horários das rondas serão definidos pela contratante no ato da instalação dos mesmos.

5.4.2. O sistema de Controle Eletrônico de Rondas deverá fornecer, no mínimo, relatórios contendo:

5.4.2.1. Nome do vigilante que fez a ronda;

5.4.2.2. Data e hora que o vigilante visitou cada ponto de verificação (iButton);

5.4.2.3. Sequência de pontos visitados;

5.4.2.4. Acompanhamento completo do histórico de atividades dos vigilantes.

5.4.3. Será disponibilizado um microcomputador nas dependências do CEFET-MG para que possa ser descarregada semanalmente, via conexão USB, os dados armazenados nos coletores de dados (bastões) de cada vigilante. 5.4.4. Os dados serão analisados por um representante indicado pela contratante e qualquer irregularidade será imediatamente informada a contratada.

5.4.5. O fornecimento de todos equipamentos - iButtons, bastões, cabos USB, descarregadores, baterias, softwares, dentre outros que se fizerem necessários para a perfeita utilização do sistema de Controle Eletrônico de Rondas são de inteira responsabilidade da empresa contratada e deverão estar estimados nos valores ofertados.)

(13)

6. METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO DA EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS.

6.1. Os serviços deverão ser executados com base nos parâmetros mínimos a seguir estabelecidos:

6.1.1. Os serviços serão prestados dentro das unidades do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG), conforme relacionado no item 5.1.4 de termo de referência;

6.1.2. Os serviços deverão ser executados em equipamentos com os requisitos mínimos solicitados no item 8 e seus subitens;

6.1.3. Os serviços deverão ser executados em conformidade com os requisitos mínimos solicitados nos itens 5.1 e 5.4 e seus subitens;

6.1.4. A quantidade mensal estimada é de acordo com o item 2.8 deste termo em postos de trabalhos conforme descrito nos itens 5.1.1, 5.1.2 e 5.1.3. 6.1.5. Não será permitida a solicitação de serviços extras de postos diferentes dos contratados e nem em virtude de recessos já previstos no item 5.1.3.1.

6.1.6. Serviços extras não estipulados no item anterior, deverão ser contratados por termo aditivo.

6.1.7. A execução do contrato será avaliada e fiscalizada por meio de instrumentos de controle que compreendam a mensuração, dentre outros, os aspectos constantes nos itens subsequentes;

6.1.8. Os resultados alcançados em relação ao contratado, com a verificação dos prazos de execução e da qualidade demandada;

6.1.9. A qualidade e quantidade dos recursos materiais utilizados;

6.1.10. A adequação dos serviços prestados à rotina de execução estabelecida;

6.1.11. O cumprimento das demais obrigações decorrentes do contrato; 6.1.12. A satisfação do público usuário;

6.1.13. Para fins de efetivo controle sobre a execução contratual, a Contratante adota a avaliação de desempenho, a ser apurada mensalmente, conforme abaixo:

(14)

Item Irregularidades Nível de Criticidade

01 Atraso na prestação de informações e esclarecimentos solicitados pela CONTRATANTE, superior à 24h (vinte e quatro) horas e menor que 72h (setenta e duas horas).

Médio

02 Atraso na prestação de informações e esclarecimentos solicitados pela

CONTRATANTE, superior à 72h (setenta e duas horas) Alto

03 Não substituir uma mão-de-obra faltosa por prazo de até 1h (uma hora), a

pontuação do nível de criticidade baixo será atribuído a cada mão-de-obra faltosa Médio

04 Não substituir uma mão-de-obra faltosa por prazo superior à 1h (uma hora), a

pontuação do nível de criticidade baixo será atribuído a cada mão-de-obra faltosa. Alto

05 Não observar as normas legais e regulares aplicáveis e, inclusive, às

recomendações da Administração. Alto

06 Deixar de manter seu pessoal uniformizado, identificando-os através de crachás, com fotografia recente conforme item 7.3, e provendo-os com armamento, munição, colete a prova de bala e lanterna constante no item 8.

Médio

07 Não prestar os serviços dentro dos parâmetros e rotinas estabelecidas no

contrato. Grave

08 Dificultar a fiscalização da Administração quando da execução dos serviços. Alto

09 Deixar de registrar as ocorrências no livro apropriado. Alto

Obs. 1 As penalidades constantes desta planilha poderão ser aplicadas cumulativamente, desde que tenham ocorrido no prazo de avaliação, ou seja, no perídio de 1º a 30 de cada mês.

Obs. 2 A não regularização dos problemas reclamados nos prazos estabelecidos implica na aplicação de nova penalidade e assim por diante até sua regularização.

Obs. 3 Para as ocorrências que não constam da relação acima, será aplicado o Nível de Criticidade correspondente às irregularidades de mesmo grau de comprometimento dos serviços previstos nesta tabela, salvo as penalidades passíveis de aplicação direta.

6.1.14. O nível de atendimento dos serviços será determinado pela Nota de Avaliação (NA), que será utilizado para aplicação de penalidades ocorridas pelas falhas nas suas obrigações contratuais, respeitado o contraditório e a ampla defesa;

6.1.15. A Nota de Avaliação (NA) será calculada a partir do registro de ocorrências que determinará os Pontos Perdidos – PP, por parte da CONTRATADA, considerando o impacto de criticidade de cada ocorrência, conforme critérios e fórmula abaixo: NA = 10 – ΣPP (somatório dos pontos perdidos).

6.2. Para efeito de cálculo dos pontos perdidos - PP, será atribuído os seguintes valores aos Níveis de Criticidade: Baixo 0,2; Médio 0,5; Alto 1,0; e Grave 5,0.

6.3. Serão considerados para aplicação de sanções à CONTRATADA, os seguintes critérios:

(15)

6.3.1. Advertência;

6.3.1.1. Sempre que a NA, durante um período de 12 meses a contar da primeira notificação, for maior ou igual a 6,0 e menor ou igual a 8,0. 6.3.2. Multa correspondente a 5% (cinco por cento) do valor faturado no mês de aplicação da sanção:

6.3.2.1. Sempre que em um período de 12 meses, a contar da primeira notificação, o resultado da NA for menor que 6,0, e maior ou igual a 4,0; e/ou

6.3.3. Multa correspondente a 10% (dez por cento) do valor faturado no mês de aplicação da sanção:

6.3.3.1. Sempre que em um período de 12 meses, a contar da primeira notificação, o resultado da NA for menor que 4,0 e maior que 2,0.

6.4. Quando a CONTRATADA receber três advertências consecutivas ou quatro intercaladas ocorrerá rescisão Unilateral do Contrato proposto pela Unidade Gestora do Contrato.

6.4.1. Quando em um período de 12 meses, a contar da primeira notificação, o resultado da NA for menor que 2;

6.4.2. Quando a CONTRATADA receber mais de três punições consecutivas ou acima de quatro intercaladas.

6.5. É obrigação da contratada: corrigir todas as falhas na execução dos serviços independentemente de comunicação.

6.6. Caso as falhas sejam detectadas pelo Fiscal da Administração, estas serão dadas ciência imediatamente ao Preposto da Contratada através do preenchimento de “Notificação de Ocorrência”, para que sejam sanadas. Gerada a Notificação, serão realizadas as anotações devidas com finalidade de contagem de Pontos Perdidos – PP, utilizados na Nota de Avaliação – NA.

7. UNIFORMES

7.1. Os uniformes a serem fornecidos pela Contratada a seus empregados deverão ser condizentes com a atividade a ser desempenhada no órgão Contratante, compreendendo peças para todas as estações climáticas do ano, sem qualquer repasse do custo para o empregado, observando o disposto nos itens seguintes:

7.2. Fornecimento de uniforme apropriado, segundo a legislação pertinente, nos quais os Vigilantes possam ser identificados de pronto pelos servidores CEFET-MG.

(16)

7.3. O uniforme deverá compreender as seguintes peças do vestuário: 7.3.1. Calça; (02 unidades)

7.3.2. Camisa de manga curta; (02 unidades) 7.3.3. Sapato/Coturno; (01 unidade)

7.3.4. Blusa ou Jaqueta; (01 unidade) 7.3.5. Cinto de passeio; (01 unidade) 7.3.6. Quepe, boné ou similar; (01 unidade)

7.3.7. Capa para o colete no tamanho do vigilante. (01 unidade)

7.4. As peças devem ser confeccionadas com tecido e material de qualidade, seguindo os seguintes parâmetros mínimos:

7.5. O fornecimento dos uniformes deverá ser efetivado da seguinte forma:

7.5.1. 02 (dois) conjuntos completos ao empregado no início da execução do contrato, devendo ser substituído 01 (um) conjunto completo de uniforme a cada 06 (seis) meses, ou a qualquer época, no prazo máximo de 10 (dez) dias, após comunicação escrita da Contratante, sempre que não atendam as condições mínimas de apresentação;

7.5.2. No caso de empregada gestante, os uniformes deverão ser apropriados para a situação, substituindo-os sempre que estiverem apertados. 7.6. Os uniformes deverão ser entregues mediante recibo, cuja cópia, devidamente acompanhada do original para conferência, deverá ser enviada ao servidor responsável pela fiscalização do contrato.

7.7. Nas repactuações, caso a Contratada queira solicitar a correção dos custos dos insumos de mão de obra e insumos diversos (uniformes, EPI's, materiais e equipamentos), deverá juntar os documentos comprovantes dos custos respectivos de aquisição dos mesmos, discriminando os itens nas planilhas de custos e apresentando-os até o momento da assinatura do contrato, comprovantes esses que servirão de base comparativa do pleito e sem os quais não há como demonstrar as variações futuras sofridas.

8. MATERIAIS A SEREM DISPONIBILIZADOS

8.1. Para a perfeita execução dos serviços, a Contratada deverá disponibilizar os materiais, equipamentos, ferramentas e utensílios necessários, nas quantidades estimadas e qualidades a seguir estabelecidas, promovendo sua substituição quando necessário:

(17)

8.1.1. Crachá, cassetete, porta cassetete, apito e cordão de apito (uso pessoal);

8.1.2. Capa de chuva (uso pessoal);

8.1.3. Equipamentos de comunicação: rádios e/ou celulares, com as seguintes especificações: rádio com 32 canais UHF com faixa de frequência de 403 a 470 MHz, bateria removível de íon de lítio que proporcione o mínimo de 8 horas o tempo de conversação; clipe para uso cinto; Indicador do Status da Bateria; modo de economia de bateria; alto-falante de mínimo 1 Watt a fim de garantir que comunicações importantes sejam transmitidas em qualquer ambiente com ruídos ou similar (uso pessoal);

8.1.4. Livro de Ocorrências / caderno de ata numerado (100 folhas), capa dura e 4 livros por unidade informada no subitem 5.1.4. a cada 12 meses.

8.1.5. Lanternas e pilhas e/ou baterias, com as seguintes especificações: mínimo 140 lumens; bateria de íon de lítio, com pelo menos uma hora de autonomia, e carregador de tomada, Zoom regulável, corpo em alumínio resistente à água com empunhadura ergonômica com textura antiderrapante e clip tático, foco regulável com função zoom ou similar (uso pessoal);

8.1.6. Revólver calibre 38 (1 por posto);

8.1.6.1. Fornecimento de armamento padrão aos Vigilantes (revólver calibre 38 – 06 tiros, ou outro legalmente permitido para a função a ser desempenhada), o qual deverá ser utilizado somente quando estiverem em seu turno de serviço. Apresentar à Administração a relação de armas que serão utilizadas pelos Vigilantes, encaminhando, também, cópias autenticadas dos seus respectivos registros e portes (das armas);

8.1.6.2. Fornecimento de munição em bom estado de uso, em número mínimo de 10 (dez) por arma;

8.1.7. Cinto com coldre e baleiro (1 por posto para cada arma);

8.1.8. Colete a prova de balas (conforme número de vigilantes do posto); 8.1.9. Cofre para guarda de armamento com as seguintes especificações: para ser fixado na parede com parafusos e buchas; 01 Prateleira interna removível, medida média externa (A x L x P) 24 x 41 x 30 cm; Litragem: Aproximadamente 22,0 litros; Abertura por chave treta, yale ou código digital, sendo 01 por unidade informada no subitem 5.1.4.

8.1.10. Para todos os postos de serviço a contratada deverá disponibilizar sistema de “Controle Eletrônico de Rondas/Ronda eletrônica monitorada” baseado na tecnologia de memória de contato (iButtons – 07 unidades) – referência: GUARDUS G3 (ou similar)

(18)

8.1.11. Os materiais e equipamentos deverão estar em perfeitas condições de uso e sempre que houver necessidade, os mesmos deverão ser substituídos; 8.1.12. Os materiais e equipamentos elencados neste item, deverão ser fornecidos gratuitamente aos funcionários;

8.1.13. A munição deverá ter procedência do fabricante comprovada, não sendo permitido em hipótese alguma, o uso de munição recarregável.

8.1.14. As munições, coletes e pilhas deverão obedecer rigorosamente ao prazo de validade prescrito pelo fabricante.

9. INÍCIO DA EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS

9.1. A execução dos serviços será iniciada no prazo de 10 dias após a assinatura do Contrato.

9.2. A execução dos serviços será iniciada no dia 3 de março de 2019 (3/3/2019), quando deverá ser disponibilizado, no primeiro turno - às 00:00 horas - do dia de início da vigência contratual, os vigilantes nos respectivos postos previstos neste Termo de Referência, com todos os materiais e equipamentos previstos neste Instrumento.

9.3. O Contrato poderá ser prorrogado a cada 12 (doze) meses, até o limite de 60 (sessenta) meses, caso sejam preenchidos os requisitos abaixo enumerados de forma simultânea, e autorizado formalmente pela autoridade competente, conforme IN nº 05/2017, e na forma do art. 57 da Lei nº 8.666/93, com vistas à obtenção de preços e condições mais vantajosas para o CEFET-MG:

a) os serviços tenham sido prestados regularmente;

b) o CEFET-MG mantenha interesse na realização do serviço;

c) o valor do Contrato permaneça economicamente vantajoso para o CEFET-MG; d) a Contratada manifeste expressamente interesse na prorrogação.

10. DA VISTORIA

10.1. A licitante deverá apresentar DECLARAÇÃO de visita técnica ao local de execução do serviço, conforme modelo em Edital, sendo a visita realizada pelo responsável pela empresa e a declaração fornecida pelo CEFET/MG. As visitas serão agendadas diretamente com o setor da Prefeitura do CEFET-MG pelos telefones (31) 3319-7072 ou (31) 3319-7070, para inteirar-se do local e das condições ambientais em que os serviços serão realizados. A não realização de visita técnica por desinteresse obriga a licitante a apresentar a declaração respectiva constante no Edital e implicará na aceitação tácita das condições do local e estrutura onde os serviços serão realizados, não podendo se escusar em nenhum fato desta natureza para não aceitar a adjudicação do objeto nem tampouco para aventar no futuro questionamento técnico ou financeiro, estando sujeita as penalidades do item 16 deste Termo de Referência.

(19)

10.1.1. Campus I – BH está localizado à Av. Amazonas, nº 5253 – Bairro Nova Suíça – Belo Horizonte/MG. Telefone: (31) 3319-7072.

10.1.2. Campus II – BH está localizado à Av. Amazonas, nº 7675 – Bairro Nova Gameleira – Belo Horizonte/MG. Telefone (31) 3319-6743. 10.1.3. Campus Leopoldina está localizado à Av. José Peres, nº 558 – Bairro Centro – Leopoldina/MG. Telefone (32) 3449-2325.

10.1.4. Campus Araxá está localizado à Av. Amazonas, nº 807 – Bairro São Geraldo – Araxá/MG. Telefone (35) 3669-4507

10.1.5. Campus Divinópolis está localizado à Rua Álvares de Azevedo, nº 400 – Bairro Bela Vista – Divinópolis/MG. Telefone (37) 3229-1168

10.1.6. Campus VI – BH está localizado à Av. Amazonas, nº 5.855 – Bairro Gameleira – Belo Horizonte/MG. Telefone: (31) 3379-3017

10.1.7. Campus Timóteo está localizado à Rua 19 de Novembro, nº 121 – Bairro Centro Norte – Timóteo/MG. Telefone (31) 3845-4613

10.1.8. Campus Varginha está localizado à Av. dos Imigrantes, nº 1.000 – Bairro Vargem – Varginha/MG. Telefone (35) 3690-4208

10.1.9. Campus Nepomuceno está localizado à Av. Monsenhor Luiz de Gonzaga, nº 103 – Bairro Centro – Nepomuceno/MG. Telefone (35) 3861-4523.

10.1.10. Campus Curvelo está localizado à Rua Santa Rita, nº 900 – Bairro Alto Santa Rita – Curvelo/MG. Telefone (38) 3729 - 3907

10.1.11. Galpão SESI Contagem – Pça da Cemig está localizado à Av. Doutor Antônio Chagas Diniz, nº 665 – Bairro Cidade Industrial – Contagem/MG. Telefone (31) 3368-4319

10.1.12. Campus Contagem – Cabral está localizado à Alameda das Perdizes, nº 61 – Bairro Cabral – Contagem/MG. Telefone (31) 3368-4319 10.2. O prazo para vistoria iniciar-se-á no dia útil seguinte ao da publicação do Edital, estendendo-se até o dia útil anterior à data prevista para a abertura da sessão pública.

10.3. Para a vistoria, o licitante, ou o seu representante, deverá estar devidamente identificado.

(20)

11. OBRIGAÇÕES DA CONTRATANTE

11.1. Exigir o cumprimento de todas as obrigações assumidas pela Contratada, de acordo com as cláusulas contratuais e os termos de sua proposta;

11.2. Exercer o acompanhamento e a fiscalização dos serviços, por servidor especialmente designado, anotando em registro próprio as falhas detectadas, indicando dia, mês e ano, bem como o nome dos empregados eventualmente envolvidos, e encaminhando os apontamentos à autoridade competente para as providências cabíveis;

11.3. Notificar a Contratada por escrito da ocorrência de eventuais imperfeições no curso da execução dos serviços, fixando prazo para a sua correção;

11.4. Não permitir que os empregados da Contratada realizem horas extras, exceto em caso de comprovada necessidade de serviço, formalmente justificada pela autoridade do órgão para o qual o trabalho seja prestado e desde que observado o limite da legislação trabalhista;

11.5. Pagar à Contratada o valor resultante da prestação do serviço, no prazo e condições estabelecidas no Edital e seus anexos;

11.6. Efetuar as retenções tributárias devidas sobre o valor da fatura de serviços da contratada.

11.7. Não praticar atos de ingerência na administração da Contratada, tais como: 11.7.1. Exercer o poder de mando sobre os empregados da Contratada, devendo reportar-se somente aos prepostos ou responsáveis por ela indicados, exceto quando o objeto da contratação previr o atendimento direto, tais como nos serviços de recepção e apoio ao usuário;

11.7.2. Direcionar a contratação de pessoas para trabalhar nas empresas Contratadas;

11.7.3. Promover ou aceitar o desvio de funções dos trabalhadores da Contratada, mediante a utilização destes em atividades distintas daquelas previstas no objeto da contratação e em relação à função específica para a qual o trabalhador foi contratado; e

11.7.4. Considerar os trabalhadores da Contratada como colaboradores eventuais do próprio órgão ou entidade responsável pela contratação, especialmente para efeito de concessão de diárias e passagens.

11.8. Fiscalizar mensalmente, por amostragem, o cumprimento das obrigações trabalhistas, previdenciárias e para com o FGTS, conforme previsto no item 10.5, alínea “c”, do Anexo VIII-B da IN nº 05, de 26.05.17, especialmente:

11.8.1. A concessão de férias remuneradas e o pagamento do respectivo adicional, bem como de auxílio-transporte, auxílio-alimentação e auxílio-saúde,

(21)

quando for devido. E informar mensalmente à Contratante os nomes dos funcionários em férias;

11.8.2. O recolhimento das contribuições previdenciárias e do FGTS dos empregados que efetivamente participem da execução dos serviços contratados, a fim de verificar qualquer irregularidade;

11.8.3. O pagamento de obrigações trabalhistas e previdenciárias dos empregados dispensados até a data da extinção do contrato.

11.9. Analisar os termos de rescisão dos contratos de trabalho do pessoal empregado na prestação dos serviços no prazo de 30 (trinta) dias, prorrogável por igual período, após a extinção ou rescisão do contrato.

12. OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA

12.1. Executar os serviços conforme especificações deste Termo de Referência e de sua proposta, com a alocação dos empregados necessários ao perfeito cumprimento das cláusulas contratuais, além de fornecer os materiais e equipamentos, ferramentas e utensílios necessários, na qualidade e quantidade especificadas neste Termo de Referência e em sua proposta;

12.2. Reparar, corrigir, remover ou substituir, às suas expensas, no total ou em parte, no prazo fixado pelo fiscal do contrato, os serviços efetuados em que se verificarem vícios, defeitos ou incorreções resultantes da execução ou dos materiais empregados;

12.3. Manter o empregado nos horários predeterminados pela Contratante;

12.4. A Contratada será responsabilizada por danos e despesas causados por seus funcionários ao patrimônio do CEFET-MG em decorrência de furtos, roubos, arrombamentos e outros danos verificados nos períodos de permanência de seus funcionários nos postos alocados, quando decorrentes de atos dolosos ou culposos, assim como da responsabilidade civil quanto aos atos praticados por seus funcionários. 12.5. A Contratada deverá comunicar, por escrito, à Prefeitura do CEFET-MG qualquer dano ou avaria aos bens do CEFET-MG, porventura ocasionados por seus funcionários, para a devida avaliação, ficando obrigada ao ressarcimento dos prejuízos causados.

12.6. Assume a Contratada, nesse caso, a obrigação de reparar o dano e/ou prejuízo, inclusive mediante a reposição do bem danificado em condições idênticas às anteriores ao dano ou o ressarcimento a preços atualizados, dentro de 30 (trinta) dias, após a comunicação que lhe deverá ser feita por escrito. Caso não o faça dentro do prazo estipulado, o CEFET-MG reserva-se o direito de descontar o valor do ressarcimento da garantia de execução ou da fatura do mês.

(22)

12.7. A Contratada deverá apresentar Garantia nos termos do art. 56 da lei 8.666/93.

12.7.1. A Contratada deverá responsabilizar-se pelos vícios e danos decorrentes da execução do objeto, de acordo com os artigos 14 e 17 a 27, do Código de Defesa do Consumidor (Lei nº 8.078, de 1990), ficando a Contratante autorizada a descontar da garantia, ou dos pagamentos devidos à Contratada, o valor correspondente aos danos sofridos;

12.8. Selecionar e preparar rigorosamente os empregados que irão prestar os serviços, encaminhando elementos portadores de atestados de boa conduta e demais referências, tendo funções profissionais legalmente registradas em suas carteiras de trabalho;

12.9. Utilizar empregados habilitados e com conhecimentos básicos dos serviços a serem executados, em conformidade com as normas e determinações em vigor;

12.10. Manter disciplina nos locais dos serviços, retirando no prazo máximo de 24 (vinte e quatro) horas após a notificação, qualquer empregado considerado com conduta inconveniente pela administração;

12.11. Manter sediado junto à Administração durante os turnos de trabalho, elementos capazes de tomar decisões compatíveis com os compromissos assumidos; 12.12. Implantar, de forma adequada, a planificação, execução e supervisão permanente dos serviços, de forma a obter uma operação correta e eficaz, realizando os serviços de forma meticulosa e constante, mantendo sempre em perfeita ordem, todas as dependências objeto dos serviços;

12.13. Assumir todas as responsabilidades e tomar as medidas necessárias ao atendimento dos seus empregados, acidentados ou com mal súbito, por meio de seus encarregados;

12.14. Instruir os seus empregados, quanto à prevenção de incêndios nas áreas da Contratante;

12.15. Registrar e controlar, juntamente com o preposto da administração, a assiduidade e a pontualidade de seu pessoal, bem como as ocorrências havidas;

12.16. Vedar a utilização, na execução dos serviços, de empregado que seja familiar de agente público ocupante de cargo em comissão ou função de confiança no órgão Contratante, nos termos do artigo 7° do Decreto n° 7.203, de 2010;

12.17. Disponibilizar à Contratante os empregados devidamente uniformizados e identificados por meio de crachá, além de provê-los com os Equipamentos de Proteção Individual - EPI, quando for o caso;

12.18. Fornecer os uniformes a serem utilizados por seus empregados, conforme disposto neste Termo de Referência, sem repassar quaisquer custos a estes;

(23)

12.19. As empresas contratadas que sejam regidas pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) deverão apresentar a seguinte documentação no primeiro mês de prestação dos serviços:

12.19.1. Relação dos empregados, contendo nome completo, cargo ou função, salário, horário do posto de trabalho, números da carteira de identidade (RG) e da inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), com indicação dos responsáveis técnicos pela execução dos serviços, quando for o caso;

12.19.2. Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) dos empregados admitidos e dos responsáveis técnicos pela execução dos serviços, quando for o caso, devidamente assinada pela contratada; e

12.19.3. Exames médicos admissionais dos empregados da contratada que prestarão os serviços;

12.19.4. Os documentos acima mencionados deverão ser apresentados para cada novo empregado que se vincule à prestação do contrato administrativo. De igual modo, o desligamento de empregados no curso do contrato de prestação de serviços deve ser devidamente comunicado, com toda a documentação pertinente ao empregado dispensado, à semelhança do que se exige quando do encerramento do contrato administrativo.

12.20. Quando não for possível a verificação da regularidade no Sistema de Cadastro de Fornecedores – SICAF, a empresa contratada cujos empregados vinculados ao serviço sejam regidos pela CLT deverá entregar ao setor responsável pela fiscalização do contrato, até o dia trinta do mês seguinte ao da prestação dos serviços, os seguintes documentos: 1) prova de regularidade relativa à Seguridade Social; 2) certidão conjunta relativa aos tributos federais e à Dívida Ativa da União; 3) certidões que comprovem a regularidade perante as Fazendas Estadual, Distrital e Municipal do domicílio ou sede do contratado; 4) Certidão de Regularidade do FGTS – CRF; e 5) Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas – CNDT;

12.21. Substituir, no prazo de 02 (horas), em caso de eventual ausência, tais como, faltas e licenças, o empregado posto a serviço da Contratante, devendo identificar previamente o respectivo substituto ao Fiscal do Contrato;

12.22. Responsabilizar-se pelo cumprimento das obrigações previstas em Acordo, Convenção, Dissídio Coletivo de Trabalho ou equivalentes das categorias abrangidas pelo contrato, por todas as obrigações trabalhistas, sociais, previdenciárias, tributárias e as demais previstas em legislação específica, cuja inadimplência não transfere a responsabilidade à Contratante;

12.22.1. Não serão incluídas nas planilhas de custos e formação de preços as disposições contidas em Acordos, Dissídios ou Convenções Coletivas que tratem de pagamento de participação dos trabalhadores nos lucros ou resultados da empresa contratada, de matéria não trabalhista, ou que estabeleçam direitos não previstos em lei, tais como valores ou índices obrigatórios de encargos

(24)

sociais ou previdenciários, bem como de preços para os insumos relacionados ao exercício da atividade.

12.23. Efetuar o pagamento dos salários dos empregados alocados na execução contratual mediante depósito na conta bancária de titularidade do trabalhador, em agência situada na localidade ou região metropolitana em que ocorre a prestação dos serviços, de modo a possibilitar a conferência do pagamento por parte da Contratante. Em caso de impossibilidade de cumprimento desta disposição, a contratada deverá apresentar justificativa, a fim de que a Administração analise sua plausibilidade e possa verificar a realização do pagamento.

12.24. Pagar, até o 5º dia útil do mês subsequente, os salários dos empregados utilizados nos serviços contratados, bem como recolher no prazo legal todos os encargos decorrentes, independente do repasse financeiro da Contratante;

12.25. Assumir todas as questões, reclamações trabalhistas, demandas judiciais, ações por perdas ou danos e indenizações oriundas de erros, danos ou quaisquer prejuízos causados pela Contratada serão de sua inteira responsabilidade;

12.26. Autorizar a Contratante, no momento da assinatura do contrato, a fazer o desconto nas faturas e realizar os pagamentos dos salários e demais verbas trabalhistas diretamente aos trabalhadores, bem como das contribuições previdenciárias e do FGTS, quando não demonstrado o cumprimento tempestivo e regular dessas obrigações, até o momento da regularização, sem prejuízo das sanções cabíveis.

12.26.1. Quando não for possível a realização desses pagamentos pela própria Contratante (ex.: por falta da documentação pertinente, tais como folha de pagamento, rescisões dos contratos e guias de recolhimento), os valores retidos cautelarmente serão depositados junto à Justiça do Trabalho, com o objetivo de serem utilizados exclusivamente no pagamento de salários e das demais verbas trabalhistas, bem como das contribuições sociais e FGTS decorrentes.

12.27. Autorizar o provisionamento de valores para o pagamento das férias, 13º salário e rescisão contratual dos trabalhadores da contratada, bem como de suas repercussões trabalhistas, fundiárias e previdenciárias, que serão depositados pela contratante em conta-depósito vinculada específica, em nome do prestador dos serviços, bloqueada para movimentação, nos termos do Contrato da Conta Vinculada, os quais somente serão liberados para o pagamento direto dessas verbas aos trabalhadores, nas condições estabelecidas no Contrato da Conta Vinculada, da referida norma.

12.27.1. O montante dos depósitos da conta vinculada será igual ao somatório dos valores das provisões a seguir discriminadas, incidentes sobre a remuneração, cuja movimentação dependerá de autorização do órgão ou entidade promotora da licitação e será feita exclusivamente para o pagamento das respectivas obrigações:

(25)

12.27.1.2. Férias e um terço constitucional de férias;

12.27.1.3. Multa sobre o FGTS e contribuição social para as rescisões sem justa causa; e

12.27.1.4. Encargos sobre férias e 13º (décimo terceiro) salário, conforme no art. 22, inciso II, da Lei no 8.212, de 1991 e Item 2 do Anexo XII da IN SLTI/MP n. 05/2017.

12.27.1.5. Os percentuais de provisionamento e a forma de cálculo serão aqueles indicados no item 14 do Anexo XII da IN SLTI/MP n. 5/2017. 12.27.2. O saldo da conta-depósito será remunerado pelo índice de correção da poupança pro rata die, conforme definido em Termo de Cooperação Técnica firmado entre o promotor desta licitação e instituição financeira. Eventual alteração da forma de correção implicará a revisão do Termo de Cooperação Técnica.

12.27.3. Os valores referentes às provisões mencionadas neste edital que sejam retidos por meio da conta-depósito, deixarão de compor o valor mensal a ser pago diretamente à empresa que vier a prestar os serviços.

12.27.4. Em caso de cobrança de tarifa ou encargos bancários para operacionalização da conta-depósito, os recursos atinentes a essas despesas serão debitados dos valores depositados.

12.27.5. A empresa contratada poderá solicitar a autorização do órgão ou entidade contratante para utilizar os valores da conta-depósito para o pagamento dos encargos trabalhistas previstos nos subitens acima ou de eventuais indenizações trabalhistas aos empregados, decorrentes de situações ocorridas durante a vigência do contrato.

12.27.5.1. Na situação do subitem acima, a empresa deverá apresentar os documentos comprobatórios da ocorrência das obrigações trabalhistas e seus respectivos prazos de vencimento. Somente após a confirmação da ocorrência da situação pela Administração, será expedida a autorização para a movimentação dos recursos creditados na conta-depósito vinculada, que será encaminhada à Instituição Financeira no prazo máximo de 5 (cinco) dias úteis, a contar da data da apresentação dos documentos comprobatórios pela empresa.

12.27.5.2. A autorização de movimentação deverá especificar que se destina exclusivamente para o pagamento dos encargos trabalhistas ou de eventual indenização trabalhista aos trabalhadores favorecidos.

12.27.5.3. A empresa deverá apresentar ao órgão ou entidade contratante, no prazo máximo de 3 (três) dias úteis, contados da movimentação, o comprovante das transferências bancárias realizadas para a quitação das obrigações trabalhistas.

(26)

12.27.6. O saldo remanescente dos recursos depositados na conta-depósito será liberado à respectiva titular no momento do encerramento do contrato, na presença do sindicato da categoria correspondente aos serviços contratados, quando couber, e após a comprovação da quitação de todos os encargos trabalhistas, previdenciários e para com o FGTS relativos ao serviço contratado. 12.28. Sujeitar-se à mais ampla e irrestrita fiscalização por parte da administração do CEFET-MG, cabendo-lhe, ainda, prestar todos os esclarecimentos solicitados e acatar as reclamações formuladas;

12.29. Não permitir que o empregado designado para trabalhar em um turno preste seus serviços no turno imediatamente subsequente;

12.30. Atender às solicitações da Contratante quanto à substituição dos empregados alocados, no prazo fixado pelo fiscal do contrato, nos casos em que ficar constatado descumprimento das obrigações relativas à execução do serviço, conforme descrito neste Termo de Referência;

12.31. Instruir seus empregados quanto à necessidade de acatar as Normas Internas da Contratante;

12.32. Instruir seus empregados a respeito das atividades a serem desempenhadas, alertando-os a não executar atividades não abrangidas pelo contrato, devendo a Contratada relatar à Contratante toda e qualquer ocorrência neste sentido, a fim de evitar desvio de função;

12.33. Instruir seus empregados, no início da execução contratual, quanto à obtenção das informações de seus interesses junto aos órgãos públicos, relativas ao contrato de trabalho e obrigações a ele inerentes, adotando, entre outras, as seguintes medidas:

12.33.1. Viabilizar o acesso de seus empregados, via internet, por meio de senha própria, aos sistemas da Previdência Social e da Receita do Brasil, com o objetivo de verificar se as suas contribuições previdenciárias foram recolhidas, no prazo máximo de 60 (sessenta) dias, contados do início da prestação dos serviços ou da admissão do empregado;

12.33.2. Viabilizar a emissão do cartão cidadão pela Caixa Econômica Federal para todos os empregados, no prazo máximo de 60 (sessenta) dias, contados do início da prestação dos serviços ou da admissão do empregado;

12.33.3. Oferecer todos os meios necessários aos seus empregados para a obtenção de extratos de recolhimentos de seus direitos sociais, preferencialmente por meio eletrônico, quando disponível.

12.34. Deter instalações, aparelhamento e pessoal técnico adequados e disponíveis para a realização do objeto da licitação.

(27)

12.34.1. Para a realização do objeto da licitação, a Contratada deverá entregar declaração de que instalará escritório na região metropolitana de Belo Horizonte, a ser comprovado no prazo máximo de 60 (sessenta) dias contado a partir da vigência do contrato, dispondo de capacidade operacional para receber e solucionar qualquer demanda da Contratante, bem como realizar todos os procedimentos pertinentes à seleção, treinamento, admissão e demissão dos funcionários;

12.35. Manter preposto nos locais de prestação de serviço, aceito pela Contratante, para representá-la na execução do contrato;

12.36. Relatar à Contratante toda e qualquer irregularidade verificada no decorrer da prestação dos serviços;

12.37. Fornecer, sempre que solicitados pela Contratante, os comprovantes do cumprimento das obrigações previdenciárias, do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS, e do pagamento dos salários e demais benefícios trabalhistas dos empregados colocados à disposição da Contratante;

12.37.1. A ausência da documentação pertinente ou da comprovação do cumprimento das obrigações trabalhistas, previdenciárias e relativas ao FGTS implicará a retenção do pagamento da fatura mensal, em valor proporcional ao inadimplemento, mediante prévia comunicação, até que a situação seja regularizada, sem prejuízo das demais sanções cabíveis.

12.37.2. Ultrapassado o prazo de 15 (quinze) dias, contados na comunicação mencionada no subitem anterior, sem a regularização da falta, a Contratante poderá efetuar o pagamento das obrigações diretamente aos empregados da contratada que tenham participado da execução dos serviços objeto do contrato, sem prejuízo das demais sanções cabíveis.

12.37.2.1. O sindicato representante da categoria do trabalhador deverá ser notificado pela contratante para acompanhar o pagamento das respectivas verbas.

12.38. Não permitir a utilização de qualquer trabalho do menor de dezesseis anos, exceto na condição de aprendiz para os maiores de quatorze anos; nem permitir a utilização do trabalho do menor de dezoito anos em trabalho noturno, perigoso ou insalubre;

12.39. Manter durante toda a vigência do contrato, em compatibilidade com as obrigações assumidas, todas as condições de habilitação e qualificação exigidas na licitação;

12.40. Guardar sigilo sobre todas as informações obtidas em decorrência do cumprimento do contrato;

(28)

12.41. Não divulgar nem fornecer dados ou informações obtidas em razão do contrato, e não utilizar o nome da Contratante para fins comerciais ou em campanhas e material de publicidade, salvo com autorização prévia;

12.42. Não beneficiar-se da condição de optante pelo Simples Nacional, salvo as exceções previstas no § 5º-C do art. 18 da Lei Complementar no 123, de 14 de dezembro de 2006;

12.43. Comunicar formalmente à Receita Federal a assinatura do contrato de prestação de serviços mediante cessão de mão de obra, salvo as exceções previstas no § 5º-C do art. 18 da Lei Complementar no 123, de 14 de dezembro de 2006, para fins de exclusão obrigatória do Simples Nacional a contar do mês seguinte ao da contratação, conforme previsão do art.17, XII, art.30, §1º, II e do art. 31, II, todos da LC 123, de 2006.

12.43.1. Para efeito de comprovação da comunicação, a contratada deverá apresentar cópia do ofício enviado à Receita Federal do Brasil, com comprovante de entrega e recebimento, comunicando a assinatura do contrato de prestação de serviços mediante cessão de mão de obra, até o último dia útil do mês subsequente ao da ocorrência da situação de vedação.

12.44. Arcar com o ônus decorrente de eventual equívoco no dimensionamento dos quantitativos de sua proposta, inclusive quanto aos custos variáveis decorrentes de fatores futuros e incertos, tais como os valores providos com o quantitativo de vale transporte, devendo complementá-los, caso o previsto inicialmente em sua proposta não seja satisfatório para o atendimento do objeto da licitação, exceto quando ocorrer algum dos eventos arrolados nos incisos do § 1º do art. 57 da Lei nº 8.666, de 1993.

12.45. Sujeitar-se à retenção da garantia prestada e dos valores das faturas correspondentes a 1 (um) mês de serviços, por ocasião do encerramento da prestação dos serviços contratados, podendo a Contratante utilizá-los para o pagamento direto aos trabalhadores vinculados ao contrato no caso da não comprovação: (1) do pagamento das respectivas verbas rescisórias ou (2) da realocação dos trabalhadores em outra atividade de prestação de serviços, nos termos do art. 65, incisos I e II, e parágrafo único da Instrução Normativa SLTI/MP n. 05/2017.

12.46. Manter seu pessoal devidamente identificado, mediante o uso de crachás com fotografia recente, uniformizado de forma condizente com o serviço a executar, fornecendo-lhes uniformes em quantidades suficientes para se apresentarem dentro dos padrões de eficiência e higiene recomendáveis, abstendo-se de repassar os custos de qualquer um desses itens de uniformes e equipamentos ou inerentes à prestação dos serviços a seus empregados ou à Contratante;

12.47. Inspecionar locais de serviços, através de seus supervisores, por sua exclusiva conta e sem ônus adicional para a Contratante, no mínimo 03 (três) vezes por semana, em dias e horários alternados, elaborando "registros de inspeção" a serem entregues ao setor competente da Contratante, visando a boa execução dos serviços e para adoção das providências, ações e outros procedimentos demandados e/ou da alçada da gerência ou administração superior da Contratada;

(29)

12.48. Orientar seus vigilantes sobre o uso correto do armamento, ou seja, a arma deverá ser utilizada somente em legítima defesa, própria ou de terceiros, e na salvaguarda do patrimônio da Administração, após esgotados todos os outros meios para a solução do eventual problema.

13. DA SUBCONTRATAÇÃO

13.1. Não será admitida a subcontratação do objeto licitatório.

14. ALTERAÇÃO SUBJETIVA

14.1. É admissível a fusão, cisão ou incorporação da contratada com/em outra pessoa jurídica, desde que sejam observados pela nova pessoa jurídica todos os requisitos de habilitação exigidos na licitação original; sejam mantidas as demais cláusulas e condições do contrato; não haja prejuízo à execução do objeto pactuado e haja a anuência expressa da Administração à continuidade do contrato.

15. CONTROLE E FISCALIZAÇÃO DA EXECUÇÃO

15.1. O acompanhamento e a fiscalização da execução do contrato consistem na verificação da conformidade da prestação dos serviços e da alocação dos recursos necessários, de forma a assegurar o perfeito cumprimento do ajuste, devendo ser exercidos por um ou mais representantes da Contratante, especialmente designados, na forma dos arts. 67 e 73 da Lei nº 8.666, de 1993, e do art. 6º do Decreto nº 2.271, de 1997.

15.1.1. A fiscalização dos contratos, no que se refere ao cumprimento das obrigações trabalhistas, deve ser realizada com base em critérios estatísticos, levando-se em consideração falhas que impactem o contrato como um todo e não apenas erros e falhas eventuais no pagamento de alguma vantagem a um determinado empregado.

15.2. O representante da Contratante deverá ter a experiência necessária para o acompanhamento e controle da execução dos serviços e do contrato.

15.3. As disposições previstas nesta cláusula não excluem o disposto no Anexo VIII (Fiscalização Técnica e Administrativa) da Instrução Normativa SLTI/MP nº 05, de 2017. 15.4. A verificação da adequação da prestação do serviço deverá ser realizada com base nos critérios previstos neste Termo de Referência.

15.5. A execução dos contratos deverá ser acompanhada e fiscalizada por meio de instrumentos de controle, que compreendam a mensuração dos aspectos mencionados no art. 40 da Instrução Normativa SLTI/MP nº 05, de 2017, quando for o caso.

Imagem

Referências

temas relacionados :