• Nenhum resultado encontrado

Pré projeto de revisão integrativa de literatura: ações de enfermagem ao idoso com depressão/ Pre literature integrative review project: nursing actions to the elderly with depression

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2020

Share "Pré projeto de revisão integrativa de literatura: ações de enfermagem ao idoso com depressão/ Pre literature integrative review project: nursing actions to the elderly with depression"

Copied!
6
0
0

Texto

(1)

Braz. J. of Develop.,Curitiba, v. 6, n. 1,p.5066-5071 jan. 2020. ISSN 2525-8761

Pré projeto de revisão integrativa de literatura: ações de enfermagem ao

idoso com depressão

Pre literature integrative review project: nursing actions to the elderly

with depression

DOI:10.34117/bjdv6n1-365

Recebimento dos originais: 30/11/2019 Aceitação para publicação: 31/01/2020

Haysa Calzavara Malacrida

Enfermeira pela Universidade Estadual de Maringá. Residente em Urgência e Emergência pelo Programa de Residência Integrada Multiprofissional em Saúde na Atenção à Urgência e

Emergência do Hospital Universitário Regional de Maringá (HURM) e Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Instituição: Universidade Estadual de Maringá.

Endereço: Avenida Colombo, 5790 – Vila Esperança, Maringá-PR, Brasil. E-mail: haysacm@hotmail.com

Ana Caroline Oliveira Gomes

Enfermeira pela Universidade Estadual de Maringá. Mestranda em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Estadual de Maringá

(PSE-UEM).

Instituição: Universidade Estadual de Maringá.

Endereço: Avenida Colombo, 5790 – Vila Esperança, Maringá-PR, Brasil. E-mail: anacaroline.ivi@hotmail.com

Vanessa Midori Kurata

Enfermeira pela Universidade Estadual de Maringá. Mestre em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Estadual de Maringá (PSE-UEM).

Instituição: Universidade Estadual de Maringá.

Endereço: Avenida Colombo, 5790 – Vila Esperança, Maringá-PR, Brasil. E-mail: vanessa_kurata@hotmail.com

Giovana Aparecida de Souza Scolari Francisco

Enfermeira pela Universidade do Oeste Paulista (Unoeste). Mestre em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Estadual de Maringá (PSE-UEM). Doutoranda em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da

Universidade Estadual de Maringá (PSE-UEM). Instituição: Universidade Estadual de Maringá.

Endereço: Avenida Colombo, 5790 – Vila Esperança, Maringá-PR, Brasil. E-mail: giscolari@hotmail.com

(2)

Braz. J. of Develop.,Curitiba, v. 6, n. 1,p.5066-5071 jan. 2020. ISSN 2525-8761

Vanessa Denardi Antoniassi Baldissera

Enfermeira e Obstetra pela Universidade Estadual de Maringá. Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Estadual de Maringá. Doutora em Ciências pela Universidade de São Paulo. Docente do Departamento de Enfermagem e do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem

da Universidade Estadual de Maringá. Instituição: Universidade Estadual de Maringá.

Endereço: Avenida Colombo, 5790 – Vila Esperança, Maringá-PR, Brasil. E-mail: vanessadenardi@hotmail.com

Lígia Carreira

Enfermeira e Obstetra pela Universidade Estadual de Maringá. Mestre em Enfermagem pela Escola de Enfermagem Anna Nery da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Doutora em

Enfermagem pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Docente do Departamento de Enfermagem e do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem

da Universidade Estadual de Maringá. Instituição: Universidade Estadual de Maringá.

Endereço: Avenida Colombo, 5790 – Vila Esperança, Maringá-PR, Brasil. E-mail: ligiacarreira.uem@gmail.com

RESUMO

A depressão pode levar a diversos prejuízos que afetam diretamente o cotidiano do indivíduo, como o déficit da memória e atenção, que compromete a capacidade para o desenvolvimento de atividades de vida diária e a interação social. Destaca-se o papel do enfermeiro na estimulação do idoso com sintomas depressivos e dentre suas funções estão as de cunho educativo e preventivo, podendo ser realizada através de diversas ações, como orientações sobre os sintomas depressivos e interação social e familiar, e a realização de atividades de estimulação cognitiva. Ao ponderar que a depressão trata-se de um problema de saúde pública e o conhecimento científico sobre essa temática está concentrado principalmente nos fatores de risco e tratamento para a doença, justifica-se a importância da realização de uma revisão integrativa de literatura. Esta revisão cujo objetivo é identificar a produção científica em publicações da área da saúde, sobre as intervenções de enfermagem voltadas ao idoso com sintomas depressivos. A busca das publicações será realizada no período de outubro a novembro de 2017 nas bases de dados Scopus (Elsevier) e Lilacs, com os descritores “Cuidados de Enfermagem”, “Idoso” e “Depressão”, buscando responder a seguinte questão: “Qual o conhecimento científico em publicações da área da saúde, sobre as intervenções de enfermagem voltadas ao idoso com sintomas depressivos?”. Esse estudo trará subsídios suficientes para nortear a assistência de enfermagem a essa população visando à melhora da saúde mental e qualidade de vida dos idosos que apresentem sintomas depressivos.

(3)

Braz. J. of Develop.,Curitiba, v. 6, n. 1,p.5066-5071 jan. 2020. ISSN 2525-8761

ABSTRACT

Depression can lead to several losses that directly affect the individual's daily life, such as memory and attention deficit, which compromises the ability to develop activities of daily living and social interaction. The nurse's role in stimulating the elderly with depressive symptoms is highlighted, and among its functions are those of an educational and preventive nature, which can be performed through various actions, such as guidance on depressive symptoms and social and family interaction, and the realization of cognitive stimulation activities. When considering that depression is a public health problem and scientific knowledge on this topic is concentrated mainly on risk factors and treatment for the disease, the importance of conducting an integrative literature review is justified. This review whose objective is to identify the scientific production in publications in the health area, on nursing interventions aimed at the elderly with depressive symptoms. The search for publications will be carried out from October to November 2017 in the Scopus (Elsevier) and Lilacs databases, with the descriptors “Nursing Care”, “Elderly” and “Depression”, seeking to answer the following question: “Which scientific knowledge in health publications about nursing interventions aimed at the elderly with depressive symptoms? ”. This study will provide sufficient subsidies to guide nursing care for this population with a view to improving mental health and quality of life for the elderly who have depressive symptoms.

Keywords: Nursing Care; Depression; Health education; Old man.

1 INTRODUÇÃO

O aumento da população idosa vem ocorrendo de forma acelerada nos últimos anos, principalmente nos países em desenvolvimento (BEARD et al., 2016). O envelhecimento por sua vez vem acompanhado de várias alterações típicas da senescência e da senilidade, e dentre as condições que acometem os idosos nessa fase da vida destacam-se os processos demenciais e a depressão (MARTINS, 2016).

A depressão é uma doença no âmbito da capacidade mental mais comum entre a população idosa (EULÁLIO, et al., 2015), e se caracteriza em um dos grandes desafios de saúde deste século (ALMEIDA et al., 2014; MARTINS, 2016). Sendo assim, levantar os idosos que possuem essa patologia e realizar intervenções precoces e efetivas (LIMA, et al., 2016), melhora os sintomas depressivos e retarda a instalação de processos demenciais (VALENTE, et al., 2013).

O enfermeiro é um dos profissionais responsáveis pela realização de atividades de cunho preventivo e educativo, voltadas ao paciente idoso com sintomas depressivos e instalações demenciais, realizando orientações sobre os sintomas depressivos e incentivando à realização de suas atividades de forma independente (ALMEIDA et al., 2014; VALENTE, et al., 2013).

(4)

Braz. J. of Develop.,Curitiba, v. 6, n. 1,p.5066-5071 jan. 2020. ISSN 2525-8761

Ao considerar a depressão como um problema de saúde pública que vêm atingindo cada vez mais a população idosa, identificar a literatura disponível sobre as intervenções de enfermagem voltadas ao idoso com sintomas depressivos poderá contribuir para a expansão do conhecimento da temática em questão e, fornecer ao profissional de enfermagem subsídios para incorporar à sua prática. Diante de tais fatos, justifica-se a importância deste estudo, cujo objetivo será analisar como tem sido desenvolvida as intervenções de enfermagem voltadas ao idoso com sintomas depressivos, abordadas nas produções científicas em publicações da área da saúde.

2 MATERIAIS E MÉTODOS

Trata-se de uma revisão integrativa de literatura. A revisão integrativa por se tratar de um método criterioso e de natureza ampla, que visa identificar o conhecimento produzido sobre determinado tema. Além disso, fornece informações suficientes sobre o tema pesquisado, direcionando para a definição de conceitos, revisão de teorias ou análise metodológica (ERCOLE; MELO; ALCOFORADO, 2014), resultando em contribuições significativas para a ciência e para a prática clínica (SOARES, et al., 2014).

A pergunta norteadora da presente pesquisa será: “Qual a produção científica em publicações da área da saúde, sobre as intervenções de enfermagem voltadas ao idoso com sintomas depressivos?”.

A busca será realizada no período de outubro a novembro de 2017 nas seguintes bases de dados: Scopus (Elsevier) e Lilacs (Literatura Latino-americana e do Caribe em Ciências da Saúde), nos portais CAPES e BVS (Biblioteca Virtual em Saúde) e na biblioteca PUBMEDPubMed (NationalLibrary of Medicine), mediante o cruzamento dos seguintes descritores: “Cuidados de Enfermagem”, “Idoso” e, “Depressão”, e suas respectivas traduções para o inglês: “NursingCare”, “Aged” e, “Depression”.

Para obtenção dos dados, será realizado um formulário, elaborado pela pesquisadora, contendo informações como: ano de publicação, periódico, autores, delineamento do estudo, amostra, objetivos, principais resultados e conclusões.

A análise dos dados se dará da seguinte forma: leitura, descrição dos dados e construção do quadro sinóptico, por conseguinte, seguirá a leitura detalhada das publicações e análise do conteúdo dos artigos, bem como será realizada a organização dos mesmos, agrupando-os por semelhanças e organizando-os em categorias temáticas.

(5)

Braz. J. of Develop.,Curitiba, v. 6, n. 1,p.5066-5071 jan. 2020. ISSN 2525-8761

3 RESULTADOS ESPERADOS

A partir do presente trabalho, espera-se identificar as lacunas do conhecimento referente as intervenções de enfermagem a idosos com sintomas depressivos, para que se possa contribuir para a implementação de ações estratégicas, que sejam efetivas e eficazes no oferecimento de assistência qualificada e proporcione melhor qualidade de vida a este público.

REFERÊNCIAS

ALMEIDA, M. F. I. et al. Depressão do idoso: o papel da assistência de enfermagem na recuperação dos pacientes depressivos. Revista Eletrônica Interdisciplinar, v. 1, n. 11, 2014.

BEARD, J. R. et al. The World report on ageing and health: a policy framework for healthy ageing. Lancet, v. 387, p. 2145-2154, may. 2016.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (BR). Indicadores sociais [acesso 14 nov 2016]. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/ populacao/censo2010/indicadores_sociais_municipais/indicadores_sociais_municipais_tab_ uf_zip.shtm

ERCOLE, F. F.; MELO, L. S.; ALCOFORADO, C. L. G. C. Revisão Integrativa versus Revisão Sistemática. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 18 n. 1, p. 9-11, 2014.

EULÁLIO, M. C. et al. A estrutura latente da depressão em idosos: uma análise taxométrica. Caderno de Saúde Pública, vol. 31, n. 3, p. 555-564, mar. 2015.

LIMA, A. M. P. et al. Depressão em idosos: uma revisão sistemática da literatura. Revista de

Epidemiologia e Controle de Infecção, v. 6, n. 2, 2016.

MARTINS, R. M. A depressão no idoso. Millenium-Journal of Education, Technologies,

and Health, n. 34, p. 119-123, 2016.

NÓBREGA, I. R. A. P. Fatores associados à depressão em idosos institucionalizados: revisão integrativa. Saúde Debate, Rio de Janeiro, v. 39, n. 105, p.536-550, abr-jun. 2015.

SANTOS, A. A. P. et al. O papel do enfermeiro na promoção do envelhecimento saudável. Espaço para a Saúde-Revista de Saúde Pública do Paraná, v. 15, n. 2, p. 21-28, 2014.

(6)

Braz. J. of Develop.,Curitiba, v. 6, n. 1,p.5066-5071 jan. 2020. ISSN 2525-8761

SOARES, C. B. et al. Revisão integrativa: conceitos e métodos utilizados na enfermagem. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 48, n. 2, p. 335-345, 2014.

VALENTE, G. S. C. et al. Sistematização da assistência de enfermagem ao idoso com doença de alzheimer e transtornos depressivos. Revista de enfermagem UFPE on line-ISSN:

Referências

Documentos relacionados

5 “A Teoria Pura do Direito é uma teoria do Direito positivo – do Direito positivo em geral, não de uma ordem jurídica especial” (KELSEN, Teoria pura do direito, p..

Atualmente existem em todo o mundo 119 milhões de hectarS destinados a plantações florestais, dos quais 8,2 milhões na América do Sul. No Brasil, em 1997 havia cerca de 4,7 milhões

Este capítulo tem uma abordagem mais prática, serão descritos alguns pontos necessários à instalação dos componentes vistos em teoria, ou seja, neste ponto

Anais do II Encontro Nacional de Pesquisa em História da Educação Matemática (ENAPHEM0. Disponível em: http://www2.fc.unesp.br/enaphem/anais/. Acesso em: Fev. A instrução pública

• Capacitação e Transferência da metodologia do Sistema ISOR ® para atividades de Coaching e/ou Mentoring utilizando o método das 8 sessões;.. • Capacitação e Transferência

O artigo apresenta a construção e avaliação das evidências de validade de conteúdo da Escala Cognitiva de Ansiedade (ECOGA), a partir de uma revisão narrativa sobre

Nesse sentido, o presente trabalho teve por objetivo avaliar a qualidade física do solo em áreas sob manejo agroecológico e convencional em pousio, por meio da densidade,

O fomento, pela empresa, do diálogo social e da participação dos trabalhadores e das trabalhadoras, bem como das suas estruturas representativas, no domínio da igualdade de género,