Presos de Novo Progresso são transferidos para presido de Santarém e Itaituba

Texto

(1)

Presos de Novo Progresso são

transferidos para presido de

Santarém e Itaituba

A Delegacia de Policia e Susipe adotaram medidas preventiva de segurança para transferências dos presos.(Foto:Reprodução) Os seis detentos da Cadeia Publica de Novo Progresso estão sendo evacuados da unidade, na manhã desta quarta-feira (12). A transferência de presos com prisão decretadas incluindo a Mulher que mandou matar amante em Novo Progresso.

Ainda de acordo com o texto, os detentos serão transferidos para unidades prisionais da cidade de Itaituba e Santarém.

Veja nomes

Presidio Feminino de Santarém

Nayara oliveira lima trafico 33 anos – Santarém Vera Ribeiro (homicídio Lucas) – Santarém

Rosinalva Souza (mandado) -Santarém

Marcia Almeida Gomes (mandado) – Santarém Presidio de Itaituba (CRRI)

Marcio Almeida Gomes (mandado) Alexandre Gomes Soares (157) Por:JORNAL FOLHA DO PROGRESSO

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

(2)

981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: W W W . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r E -mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/educacao-em-tempo-integral-escolas-do-ensino-medio-recebem-investimentos/

Edital de concurso do IBGE

deve sair em março

Instituto lançará processo seletivo para vagas de agente censitário e recenseador (Foto:Fernando Araujo / Arquivo O Liberal)

Aguardado desde o ano passado, o edital do concurso público do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para mais de 200 mil vagas pelo país só deverá ser publicado no início de março, segundo nova previsão oficial divulgada ontem pelo órgão. A previsão anterior era que o edital seria publicado ainda em fevereiro.

Anunciado em maio de 2019, o processo seletivo irá contratar trabalhadores temporários para trabalhar no Censo Demográfico 2020 para os cargos de recenseador e agente censitário.

Segundo informou o IBGE, o Cebraspe (Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos) foi definido como a banca organizadora do concurso e a assinatura do contrato deve ser feita ainda nessa semana, o que deverá garantir a publicação do edital logo no início de março.

(3)

Portaria publicada em maio pelo governo federal autorizou o IBGE a contratar até 234.416 trabalhadores temporários para trabalhar no Censo Demográfico 2020. Somadas as posições autorizadas a serem preenchidas nos cargos de agente censitário e recenseador, o número de vagas do concurso número pode chegar a até 225.678.

Historicamente, os candidatos a recenseador precisam ter nível fundamental. Já para agente censitário costuma ser exigido nível médio de escolaridade. Para os cargos de coordenador censitário subárea e agente censitário operacional, cujo processo seletivo já está na fase final, o número de vagas abertas (2.658) ficou um pouco abaixo do limite autorizado pelo governo (3.210).

O edital lançado em setembro abriu 1.343 vagas para coordenador censitário subárea (nível superior) e 1.315 vagas para agente censitário operacional (nível médio), distribuídas pelas 27 unidades da Federação.

Os salários foram fixados em R$ 3.100 para coordenador e de R$ 1.700 para agente.

No Censo 2010, 191.972 vagas foram abertas para recenseador, atraindo mais de 1 milhão de inscritos. Outras 33.012 vagas foram abertas para agente censitário administrativo, agente censitário de informática, agente censitário municipal, agente censitário regional e agente censitário supervisor.

Por:Redação Integrada

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

(4)

981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: W W W . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r E -mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/educacao-em-tempo-integral-escolas-do-ensino-medio-recebem-investimentos/

Pará pode ter Dia Estadual de

Combate ao Feminicídio

(Foto:Reproução) – Projeto de lei institui a data, a ser lembrada sempre em 7 de agosto

O Dia Estadual de Combate ao Feminicídio deve entrar para o calendário oficial do Pará.

Foi aprovado à unanimidade, pelos deputados, projeto de lei de autoria do deputado Miro Sanova (PDT) que institui a data, a ser lembrada sempre em 7 de agosto. Pela matéria, neste dia, o poder público promoverá, especialmente nas escolas públicas, debates, seminários e outros eventos relacionados ao tema.

Aprovada em primeiro, segundo turno e redação final, a matéria precisa ser sancionada pelo governador Helder Barbalho.

“Queremos garantir um dia de luta em que a sociedade e as instâncias públicas vão se reunir em torno de ações, de conferências, de políticas de combate ao feminicidio”, justificou Miro Sanova, no projeto.

(5)

A data escolhida coincide com o dia em que foi sancionada a Lei 11.340, de 7 de agosto de 2006, a chamada Lei Maria da Penha, que criou mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher.

Os feminicídios correspondem a 29,6% dos homicídios dolosos de mulheres em 2018, segundo dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública. Foram 1.151 casos em 2017, contra 1.206 no ano seguinte, um crescimento de 4% nos números absolutos.

O levantamento revela, ainda, a maior vulnerabilidade das mulheres negras: elas são 61% das vítimas, contra 38,5% de brancas, 0,3% indígenas e 0,2% amarelas. Além disso, 70,7% das vítimas cursaram até o ensino fundamental, enquanto 7,3% tem ensino superior.

Em relação à faixa etária, 28,2% das vítimas tinham entre 20 e 29 anos, 29,8% tinham entre 30 e 39 anos e 18,5% tinham entre 40 e 49 anos quando foram mortas. Em 88,8% desses crimes, a vítimas foram assassinadas pelos próprios companheiros ou ex-companheiros.

Belém

Já a capital paraense deve ter, no seu calendário oficial, uma data alusiva à conscientização sobre herpes-zóster. O projeto de lei que estabelece o dia 17 de outubro como a data em que deve ser feita campanha de orientação sobre a doença, foi apresentado pelo vereador Altair Brandão (PC do B) e aprovado durante sessão ordinária desta terça-feira (11), de acordo com informações divulgadas pela Câmara Municipal. O objetivo é sensibilizar a sociedade sobre as causas, sintomas e meios de tratamento, além de combater o preconceito.

Por:Keila Ferreira

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

(6)

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: W W W . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r E -mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/educacao-em-tempo-integral-escolas-do-ensino-medio-recebem-investimentos/

Papa

Francisco

rejeita

ordenação de homens casados

como padres na Amazônia

Pontífice também descartou ordenação feminina. Possibilidade de que homens com família constituída se tornassem padres na região havia sido discutida no sínodo da Igreja em outubro passado.(Foto:Reprodução)

O Papa Francisco descartou, nesta quarta-feira (12), a possibilidade de ordenação de homens casados como padres na região amazônica. Ele também rejeitou a ordenação feminina, inclusive para o diaconato, que havia sido estudada por uma comissão da Igreja.

A possibilidade de ordenar homens casados havia sido aprovada, por 128 votos a 41, no sínodo do Vaticano sobre a Amazônia, em

(7)

outubro passado, mas não agradou a alguns membros da Igreja, que temiam que isso pudesse levar a uma mudança no compromisso secular de celibato entre os padres, diz a Reuters.

Mas a proposta não é nem mencionada no texto, de 32 páginas, que foi publicado nesta quarta sobre o encontro, sob o nome de “Exortação Apostólica Pós-Sínodo”. Uma exortação apostólica serve para instruir e encorajar os fiéis católicos, mas não define a doutrina da Igreja.

No texto, em vez de falar da possibilidade de ordenação para homens casados, o pontífice diz que novas maneiras devem ser encontradas para incentivar mais padres a trabalharem na região remota e permitir papéis maiores para leigos e diáconos permanentes, assim como para mulheres.

Papa Francisco em audiência semanal nesta quarta-feira (12) no Vaticano — Foto: Remo Casilli/Reuters

Homens casados podem se tornar diáconos, que, como padres, são ministros ordenados. Eles podem pregar, ensinar, batizar e administrar paróquias, mas não rezar a missa. Por causa disso, em ao menos 85% das aldeias amazônicas as pessoas não podem participar da liturgia todas as semanas — e algumas não o

(8)

fazem há anos, segundo a Reuters.

“Essa necessidade urgente me leva a exortar todos os bispos, especialmente os da América Latina (…), a serem mais generosos em incentivar aqueles que demonstram uma vocação missionária a optar pela região amazônica”, escreveu Francisco.

O pontífice destacou a “força e dádiva” das mulheres, mas descartou a ordenação feminina.

“Por séculos, mulheres mantiveram a Igreja nesses lugares [na região da Amazônia] por meio de sua devoção notável e fé profunda. Isso nos convoca a ampliar nossa visão, para não restringirmos nosso entendimento da Igreja a suas estruturas funcionais. Tal reducionismo nos levaria a acreditar que as mulheres receberiam maior status e participação na Igreja somente se fossem admitidas nas Ordens Sagradas”, disse Francisco.

Peregrinos católicos exibem faixa com uma imagem de Jesus durante uma viagem de barco em Santa Izabel do Pará, no Pará, em 2012. — Foto: Paulo Santos/Arquivo/Reuters

“Isso nos levaria a clericalizar as mulheres, diminuir o grande valor do que elas já realizaram e, sutilmente, tornar sua contribuição indispensável menos eficaz. As mulheres

(9)

contribuem para a Igreja de uma maneira que é adequadamente sua, ao tornar presente a tenra força de Maria, a Mãe”, acrescentou o pontífice.

Impasse

Conservadores temiam que, se Francisco aceitasse a proposta, outros lugares com escassez de padres seguiriam o mesmo caminho — até mesmo países desenvolvidos, como a Alemanha, onde a questão está sendo discutida.

Mesmo antes de alguns encontros que ocorreram no país em dezembro, o Vaticano enviou duas cartas aos alemães para deixar claro que eles não determinavam como esses temas deveriam ser abordados — mas as reuniões, chamadas de “caminho sinodal”, começaram apesar dos alertas.

Em janeiro, um livro publicado pelo cardeal guineense Robert Sarah sobre o celibato clerical trouxe o assunto mais uma vez à tona, dessa vez envolvendo o Papa Emérito Bento XVI. Na obra, em que o pontífice emérito aparece como coautor, Sarah defende a manutenção do celibato pelo clero. Mas Bento XVI afirmou que não era coautor do livro e pediu que seu nome fosse retirado dele.

Por G1

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: W W W . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r E -mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

(10)

http://www.folhadoprogresso.com.br/educacao-em-tempo-integral-escolas-do-ensino-medio-recebem-investimentos/

MPPA denuncia proprietário de

terreno contaminado com lixo

tóxico em Ulianópolis, no

Pará

Área utilizada está contaminada com graves prejuízos sociais e ambientais em Ulianópolis, sudeste do Pará — Foto: Ministério Público do Pará (MPPA)

Órgão quer a reparação total de 1000 hectares de terra contaminada por 30 mil toneladas de resíduos tóxicos. Local recebia resíduos industriais até 2002.

Ministério Público do Pará (MPPA) denunciou o proprietário de uma área rural por danos ambientais em Ulianópolis, sudeste do Pará. Órgão quer que cerca de 1000 hectares contaminada por resíduo industrial seja recuperada de acordo com as exigências da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Semas) e do Manual de Gerenciamento de Áreas Contaminadas da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).

De acordo com o MPPA, entre 1999 e 2002, a Companhia Brasileira de Bauxita (CBB) recebeu lixo tóxico de empresas

(11)

sediadas em vários estados do país para que fizesse o correto descarte desses rejeitos. Entretanto, nos três anos em que recebeu resíduos industriais, a companhia não deu fim apropriado para o rejeito que acabou contaminando parte do terreno.

Em 2004, por meio de arrematação perante a Justiça do Trabalho, o proprietário adquiriu a área em Ulianópolis, e com ela acabou contraindo também a obrigação de assumir o dano ambiental existente e repará-lo, caso que não ocorreu até o momento.

Resíduos industriais foram jogados de maneira irregular na área, em Ulianópolis, sudeste do Pará — Foto: Ministério Público do Pará (MPPA)

O local foi utilizado pela Companhia Brasileira de Bauxita (CBB) entre os anos de 1995 à 1999 para extração mineral e, após encerrar suas atividades de extrativismo, foi usada até 2002 como Usina de Passivos Ambientais (Uspam), uma subdivisão da CBB, onde era feito o descarte de resíduos industriais tóxicos de empresas como Petrobrás, Albrás, Vale, Eletrobrás, Pepsi, Shell, Yamaha e diversas outras.

(12)

existência de mais de 30 mil toneladas de resíduos industriais com risco elevado à saúde e à vida de quem manusear, ingerir ou entrar em contato com as substâncias por tempo prolongado. Laudos do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, mostram que a Uspam não possuía licença ambiental para exercer esse tipo de atividades, que foram realizadas de forma irregular. Com isso, houve a contaminação ambiental pelo lixo tóxico que a empresa recebia e, mesmo após a interdição judicial da Usplam, em 2002, os rejeitos industriais que estavam lá permaneceram no local, armazenados em tambores expostos à sol, chuva e outras condições inadequadas, contaminando o meio ambiente.

Resíduos industriais foram jogados de maneira irregular na área, em Ulianópolis, sudeste do Pará — Foto: Ministério Público do Pará (MPPA)

R e l a t ó r i o p r o d u z i d o p e l o G r u p o d e A t u a ç ã o T é c n i c o Interdisciplinar (GATI/MPPA) demonstra que substâncias químicas recebidas pela Uspam eram despejadas no igarapé Gurupizinho, desaguando no rio Gurupi. Nesse caminho, a água com lixo tóxico passa por propriedades agropecuárias da

(13)

região, considerada maior produtora de grãos do Pará, contaminando a fauna dos rios, os moradores locais e a produção para exportação.

De acordo com a Semas, a região apresenta odores intensos de solventes e produtos químicos, provenientes dos diversos resíduos depositados sobre o solo local. Notas técnicas elaboradas pelo Instituto Evandro Chagas, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Corpo de Bombeiros e Polícia Militar também reforçam a existência de contaminação na área, com impactos gravíssimos para o homem e para a natureza.

Dono da área afetada e empresas que enviaram resíduos tem responsabilidade solidária pelo dano ambiental , em Ulianópolis, sudeste do Pará — Foto: Ministério Público do Pará (MPPA) Dono da área afetada e empresas que enviaram resíduos tem responsabilidade solidária pelo dano ambiental , em Ulianópolis, sudeste do Pará — Foto: Ministério Público do Pará (MPPA)

Dono da área afetada e empresas que enviaram resíduos tem responsabilidade solidária pelo dano ambiental , em Ulianópolis, sudeste do Pará — Foto: Ministério Público do Pará (MPPA)

Por G1 PA — Belém

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: W W W . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r E -mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail:

(14)

adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/educacao-em-tempo-integral-escolas-do-ensino-medio-recebem-investimentos/

PRF apreende no MT dois

caminhões carregando madeira

de forma ilegal que saiu do

PA

(Foto:SECOM PRF MT) – PRF apreende dois caminhões carregando madeira de forma ilegal , em Nova Santa Helena-MT

Em 2020 já foram apreendidos 500,85m³ de madeira no Estado do Mato Grosso

Na madrugada de segunda (10), a equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que fazia fiscalização na BR-163, em Nova Santa Helena-MT, abordou o caminhão VW/24.280 CRM, de cor prata, transportando carga de 17,89m³ de garapa, de Rurópolis-PA para Presidente Prudente-SP. O motorista de 39 anos apresentou guia florestal que remetia a site fictício. Diante do fato foi registrada ocorrência pelo transporte de madeira sem licença válida e uso de documento falso.

Pouco tempo depois, a mesma equipe abordou o caminhão M.BENZ/LS 1935, de cor branca, que transportava 28,14m³ de madeira diversa, de Moraes de Almeida-PA para Itumbiara-GO.

(15)

Quando verificados os documentos fiscais e florestais, foi constatado que a Guia Florestal estava vencida desde 27/01/2020 e apresentava combinação de veículos de carga diferente da que estava sendo realizado o transporte. O condutor de 55 anos apresentou boletim de ocorrência para justificar o transbordo de carga efetuado em Moraes de Almeida-PA, pois o veículo originalmente carregado teve falha mecânica, porém não justificando o uso do documento vencido. Nos dois casos, os veículos foram encaminhados ao pátio contratado onde permanecerão, sendo no primeiro caso, a disposição do Poder Judiciário Federal bem como Ministério Público Federal e Ibama; e o segundo caso ficando a disposição do Poder Judiciário Estadual, Ministério Público Estadual e Ibama para autuação no campo de sua competência.

Desde o começo de 2020, a PRF já apreendeu 500,85m³ de madeira transportada de forma ilegal no Estado do Mato Grosso, quantidade equivalente a aproximadamente 25 cargas, fato que comprova a importância da fiscalização e combate ao crime ambiental e transporte de produto florestal.

Fonte: PRF MT/Publicado 11/02/2020 – 16:46

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: W W W . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r E -mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/4-estrategias-para-o-sucess o-de-um-empreendedor/

(16)

Engenheiro mata namorada,

esquarteja corpo e joga

partes no sanitário

Ingrid Escamilla Vargas, de 25 anos, foi covardemente assassinada, no último domingo (9), dentro da própria casa, pelo namorado, o engenheiro civil Erick Francisco Robledo Rosas, de 46 anos.(Foto:Reprodução)

A vítima foi morta após uma discussão entre o casal. O crime ocorreu em Gustavo A. Madero, na Cidade do México.

A jovem foi morta a facadas e teve o corpo completamente esquartejado pelo suspeito. Ele arrancou a pele, os olhos, a carne do rosto e das pernas, além dos órgãos genitais da vítima. A mulher ficou irreconhecível após a ação do criminoso.

Após esquartejá-la, o homem colocou as vísceras e algumas partes da pele da vítima em uma sacola plástica e a jogou pela janela. Ele ainda tentou jogar partes do corpo pelo vaso sanitário. O crime foi descoberto após uma denúncia dos vizinhos da jovem, que viram o homem saindo do apartamento coberto de sangue.

(17)

(Foto:Reprodução)

A polícia local foi acionada e prendeu o criminoso em flagrante. Aos policiais, Erick relatou que cometeu o crime após uma discussão com a namorada. “Começamos a discutir e brigamos. Ela disse que queria me matar. Ela pegou uma faca e eu disse: faça uma vez. Ela me esfaqueou uma vez e eu disse: faça mais forte. E ela tentou mais duas vezes”, declarou.

Ele ainda afirmou que desmembrou o corpo da mulher para não ser descoberto. “Usei a mesma faca que ela me atacou para esfaqueá-la na garganta. Joguei pedaços de seu corpo morto no vaso sanitário porque me senti envergonhado”, disse. Os policiais encontraram a faca de cozinha usada durante a ação, além de partes do corpo da vítima. O caso está sendo investigado pelas autoridades locais, que estão tentando encontrar os familiares da jovem.

Fonte: DOL

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

(18)

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: W W W . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r E -mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/educacao-em-tempo-integral-escolas-do-ensino-medio-recebem-investimentos/

Operação do Ibama é suspensa

no Pará; fiscalização será

por satélites

(Foto:Reprodução) – A decisão foi tomada na terça-feira (11), pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, em reunião com os membros da 4ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF

Está suspensa por 30 dias a operação do Ibama no município de Senador José Porfírio. A decisão foi tomada na terça-feira (11), pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, em reunião com os membros da 4ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal, que trata sobre questões relacionadas ao meio ambiente e patrimônio cultural.

(19)

O acordo foi costurado em conjunto com o senador Zequinha Marinho (PSC-PA) e o prefeito Dirceu Biancardi (PSDB), que apresentaram documentos e imagens dos excessos cometidos por agentes do Ibama durante a operação.

“Há algum tempo vínhamos buscando uma solução mais racional, humana, que ocorresse de forma civilizada para reduzir ao máximo os impactos na região. O que vimos, desde o início das operações, foram casos de atentados contra os direitos humanos na região, cometidos por alguns agentes do Ibama. Felizmente, o MPF e o ministro do Meio Ambiente compartilham da nossa visão de que a coisa não pode permanecer dessa forma”, ressaltou Marinho.

Para garantir a suspensão da operação, o ministro Ricardo Salles ficou de fiscalizar diariamente as imagens geradas pelo satélite Planet. Caso seja verificado qualquer avanço de desmatamento ilegal na área, o ministro prometeu retomar imediatamente a operação.

“Vamos monitorar diariamente o Planet, que gera os polígonos da área. Se for verificado avanço do desmatamento ilegal, voltamos imediatamente com a operação”, comunicou o ministro Salles.

Ao longo dos próximos 30 dias, a 4ª Câmara do MPF deverá instalar um Grupo de Trabalho (GT) para propor uma solução aos problemas observados no município de Senador José Porfírio e para conter o avanço do desmatamento ilegal na região. A princípio, participarão do GT o Ministério do Meio Ambiente, Ibama, MPF, Incra, Funai, Iterpa, Prefeitura Municipal de Senador José Porfírio e um grupo de senadores.

“Vamos buscar ajustes para que conter atos administrativos cruéis. Entendo que é possível ajustar procedimentos, inclusive com o apoio da prefeitura”, enfatizou o procurador da República, Daniel Azeredo.

(20)

reunir os técnicos da Secretaria de Meio Ambiente do município e a população local para conscientizar e combater o desmatamento ilegal na região.

Por:Redação Integrada

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: W W W . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r E -mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/educacao-em-tempo-integral-escolas-do-ensino-medio-recebem-investimentos/

Mega-Sena

sorteia

nesta

(21)

milhões

(Foto:Marcello Casal Jr. / Agência Brasil) – O prêmio está acumulado há 12 concursos

A Mega-Sena, que está acumulada há 12 concursos, vai sortear nesta quarta-feira (12) o prêmio estimado em R$ 105 milhões. As seis dezenas do concurso 2.233 serão sorteadas a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Tietê, na cidade de São Paulo. O sorteio é aberto ao público.

De acordo com a Caixa, o valor do prêmio, caso aplicado na poupança, renderia R$ 270 mil por mês.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país. A cartela, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

Bolão

O apostador também pode adquirir cotas de bolões organizados pelas lotéricas. Basta solicitar ao atendente a quantidade de cotas que deseja e guardar o recibo para conferir a aposta no dia do sorteio. Nesse caso, poderá ser cobrada uma tarifa de serviço adicional de até 35% do valor da cota, a critério da lotérica.

Por:Redação Integrada

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site:

(22)

W W W . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r E -mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/educacao-em-tempo-integral-escolas-do-ensino-medio-recebem-investimentos/

Tamanho de área indígena é

‘abusivo’, diz Bolsonaro em

ato do Conselho da Amazônia

O presidente Jair Bolsonaro durante discurso no Palácio do Planalto nesta terça (11) — Foto: Carolina Antunes/PR

Segundo o presidente, terras demarcadas correspondem a 14% do território brasileiro. Em cerimônia, Bolsonaro transferiu conselho do Meio Ambiente para Vice-presidência.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (11) que o tamanho das terras indígenas demarcadas no país é “abusivo”. Bolsonaro deu a declaração em uma cerimônia no Palácio do Planalto, na qual assinou um decreto para transferir o Conselho Nacional da Amazônia Legal do Ministério do Meio Ambiente para a Vice-presidência da República. O presidente também excluiu os governadores do conselho.

“Deixo bem claro que ninguém é contra dar devida proteção e terra aos nosso irmãos índios, mas, da forma como foi feito, e

(23)

hoje em dia reflete 14% do território nacional demarcado como terra indígena, é um tanto quanto abusivo”, afirmou o presidente na cerimônia.

Bolsonaro costuma criticar o processo de demarcação de terras indígenas desde o período em que era candidato a presidente. Entenda: O processo de demarcação de terras indígenas

No início do governo, ele chegou a editar uma medida provisória (MP) transferindo a responsabilidade sobre a demarcação do Ministério da Justiça para o Ministério da Agricultura. O Congresso, contudo, alterou a MP e transferiu a função para a Fundação Nacional do Índio (Funai), vinculada à Justiça.

Bolsonaro, então, editou uma nova medida provisória, devolvendo a demarcação para a pasta da Agricultura. O Supremo Tribunal Federal (STF), porém, suspendeu o ato do presidente, deixando a demarcação com a Funai novamente.

‘Massa de manobra’

Em agosto do ano passado, Bolsonaro chegou a dizer em um encontro com governadores da região amazônica que os índios são usados como “massa de manobra” no processo de demarcação. “Com todo respeito aos que me antecederam, foi uma irresponsabilidade essa política adotada no passado no tocante a isso, usando o índio como massa de manobra”, declarou o presidente na ocasião.

No mês passado, Bolsonaro também afirmou: “Cada vez mais, o índio é um ser humano igual a nós”.

Por Filipe Matoso e Roniara Castilhos, G1 e TV Globo — Brasília

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404

(24)

6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: W W W . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r E -mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/educacao-em-tempo-integral-escolas-do-ensino-medio-recebem-investimentos/

Imagem

Referências

temas relacionados :