XII Encontro de Pós-Graduação e Pesquisa Universidade de Fortaleza 22 à 26 de Outubro de 2012

Texto

(1)

XII Encontro de Pós-Graduação e Pesquisa

Universidade de Fortaleza

22 à 26 de Outubro de 2012

O PAPEL DA UNIVERSIDADE DE FORTALEZA NA PROMOÇÃO DA

EDUCAÇÃO

CONTINUADA

COMO

FERRAMENTA

DE

DESENVOLVIMENTO DO EMPODERAMENTO PROFISSIONAL

Mariana Dionísio de Andrade 1* (PQ), Carla Pimenta Leite 2 (PQ) Professoras do Curso de Direito da Universidade de Fortaleza

mariana.dionisio@unifor.br carlapleite@unifor.br

Palavras-chave: Universidade de Fortaleza. Educação Continuada. Empoderamento profissional.

Resumo

O objetivo da presente pesquisa concentra-se na análise sobre o papel desenvolvido pela Universidade de Fortaleza na promoção do conhecimento e preparação profissional da comunidade acadêmica e público externo, aliando o aprofundamento teórico à experimentação prática propiciada pela vivência de cursos ofertados pela Divisão de Pós-Graduação Lato sensu e Educação Continuada. Tais cursos promovem, além da formação profissional complementar, a destinação dos participantes à construção e desenvolvimento do empoderamento profissional, constituindo este o conjunto de valores hábeis à promoção da ação individual e coletiva e determinantes ao êxito do candidato ao ingresso no mercado de trabalho e elemento preditor da satisfação profissional, em um meio cada vez mais competitivo e dinâmico.

Introdução

A utilização de novas tecnologias e novos padrões demanda da universidade um comportamento que segue além do ensino em sala de aula, transcendendo às matrizes curriculares de cada curso e aprofundando-se, de maneira irrevogável, em cada área do conhecimento. Delineia-se hoje um novo perfil de profissional, flexível e dotado de conhecimento amplo sobre as mais diversas necessidades da comunidade em que atua, atestando a capacidade de assumir situações inéditas e envolver-se em soluções de problemas, em vários níveis de complexidade, no contexto da dinâmica profissional. No aludido contexto, é necessário que as instituições de ensino superior estejam preparadas para o desafio de formar e desenvolver um profissional de excelência, apto ao enfrentamento de desafios diversos e com o essencial compromisso profissional / social exigido por empresas e corporações. Instruir profissionais, por meio da educação superior, com a constante preocupação pelo alinhamento entre formação humana e atualização de mercado, para poder atuar de forma crítica e produtiva na comunidade, exige do espaço universitário

(2)

Metodologia

A metodologia utilizada na elaboração da pesquisa constitui-se em um estudo descritivo-analítico, desenvolvido através de pesquisa do tipo bibliográfica, pura quanto à utilização dos resultados, e de natureza qualitativa.

Resultados e Discussão

Compreender a Universidade implica em abranger um complexo processo de desenvolvimento de objetivos, a partir da definição de metas voltadas ao aprimoramento profissional, difusão do conhecimento, disseminação do aprendizado e contribuição social, na forma de prestação de ações e serviços à comunidade. A partir de uma rede de ações estruturadas, cujo resultado não pode ser outro, senão o pleno desenvolvimento acadêmico, seguido da formação de grandes profissionais, atentos às demandas sociais. Sob tal enfoque, o ato de pensar o contexto universitário consiste em admitir a grande diversidade de ações que podem ser propostas, considerando aspectos teóricos e práticos para a construção de um profissional habilitado e atualizado às necessidades que se lhe apresentem, ativo e perspicaz na resolução das mais diversas questões. Pensar a Universidade é atuar em conformidade com a indissociável tríade Ensino, Pesquisa e Extensão Universitária, abrangendo, de tal maneira, a plenitude da educação superior.

Trata-se de um consenso que a função essencial da universidade consiste na formação do ser humano, de maneira integral e albergando a aprendizagem técnica, científica e profissional. Torna-se importante ressaltar a existência uma vinculação estreita com a formação dessas pessoas e o meio onde estão inseridas e essa vinculação interativa com a sociedade é que determina a responsabilidade da formação a qual se destina a universidade, de maneira abrangente e definitiva. (CALDERA, 2006). A educação representa uma importante estratégia, que deve ser utilizada para criar mudanças no comportamento do indivíduo, para beneficiar a sociedade, criando opções de vida.

A universidade não é apenas o lugar de transmissão de saberes, mas constitui espaço essencial no qual se elaboram e projetam os rumos profissionais. Trata-se de um bem público que está diretamente ligado ao projeto de desenvolvimento de um país, destacando-se o aprimoramento profissional como elemento de destaque do indivíduo egresso dos bancos acadêmicos. (SANTOS, 2005). Ela desempenha, por meio do tripé da educação superior, o ensino, a pesquisa e a educação continuada, a formação de profissionais qualificados nos diversos campos do conhecimento. Porém não deve se voltar apenas para habilitar bons profissionais, mas deve formar indivíduos conscientes e capazes de exercerem influência sobre a realidade onde irão atuar numa perspectiva de transformação social. (FÁVERO, 1977). Dessa forma, o processo de ensino e aprendizado supõe a participação ativa do acadêmico no seu próprio processo de formação, que ultrapassa a atividade curricular, devendo se transformar em ferramenta na sua vida cotidiana.

(3)

A Universidade de fortaleza, dentro de suas práticas de pesquisa e pós-graduação lato sensu, oferece à comunidade universitária e público externo diversas possibilidades de aprimoramento profissional, adequadas às demandas de mercado e atrativas aos novos profissionais que são lançados pelos cursos de graduação. Por semestre, mais de 100 opções de cursos de curta e longa duração são lançados, atestando a inarredável presença do aperfeiçoamento profissional como elemento de seleção entre os indivíduos que hoje buscam um lugar de destaque no mercado. Além dos cursos de curta e longa duração, a Universidade de Fortaleza oferta, ainda, cursos de pós-graduação nas 5 áreas do conhecimento propiciadas e desenvolvidas pela instituição, quais sejam, cursos voltados às demandas do Centro de Ciências Jurídicas, Tecnológicas, Humanas, da Saúde e Administrativas, abrangendo um número ainda maior de possibilidades no contexto do ingresso e aperfeiçoamento para o mercado de trabalho.

A oferta de cursos ministrados obedece ao procedimento de aprovação de projetos elaborados com o auxílio pedagógico dos professores, mestres e doutores da Universidade de Fortaleza, e consequente crivo da Vice-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, Divisão de Assuntos Administrativos e Reitoria. Cumpre asseverar que todos os cursos ministrados são certificados, documento este que confere autenticidade e legitimidade à aprovação, que se dá mediante a comprovação do binômio frequência e avaliação final de cada curso, momento no qual os professores realizam provas e /ou atividades de cunho prático, com o intuito de verificar o aproveitamento da matéria lecionada em cada módulo. Realizados em módulos com a duração média de 02 (dois) meses, perfazendo entre 40 e 60 horas/aula para cursos de curta duração, chegando a 200 horas/aula para cursos de longa duração, os cursos são ministrados por professores com excelência letiva devidamente comprovada, alguns exercem o magistério superior junto aos cursos de graduação da Universidade de Fortaleza, proporcionando experimentação prática dos conteúdos aprendidos em sala de aula e propiciando, à comunidade, a vivência profissional ainda no contexto acadêmico, conferindo total liberdade ao aluno participante de experimentar escolhas novas sobre o rumo profissional escolhido, empoderando-o. Cumpre salientar que os conteúdos e ementas dos referidos cursos são verificados, analisados e referendados pela coordenação dos cursos de graduação e pela Diretoria de cada Centro, cuja matéria é correlata.

Além das aulas em sala, os alunos dos cursos oferecidos pela Divisão de Pós-Graduação Lato sensu e Educação Continuada usufruem da estrutura e espaço físico da Universidade de Fortaleza, visto que alguns cursos detém em sua ementa a exposição de elementos práticos, que se materializam com o acesso às oficinas, gráfica, videoteca, laboratório de informática, mídias e laboratório de eletrônica. Os alunos exercitam os saberes aprendidos com atividades de cunho prático, consolidando o conhecimento teórico e desenvolvendo habilidades específicas, coerentes aos objetivos de cada curso. São realizadas avaliações periodicamente, com o propósito de verificar a qualidade dos cursos ministrados e, principalmente, a aceitação da comunidade à iniciativa realizada pela Universidade, com a coleta de sugestões para novos cursos e análise do corpo docente e conteúdo aprendido.

(4)

sustentabilidade. Estar sempre à frente da base científica e das práticas administrativas da região, e ser

locus de referência no campo da ciência administrativa é também missão-chave dos programas oferecidos.

A contínua capacitação para a reinserção no mercado de trabalho sinaliza a preocupação com o desenvolvimento por meio da educação de qualidade, materializando o escopo da atuação da Universidade de Fortaleza, em busca da igualdade de acesso e para o benefício da sociedade.

Conclusão

Resta evidente que a formação profissional adquirida durante a vivência acadêmica detém primordial importância na inserção do novo graduado em um agressivo mercado de trabalho, mas que, se limitada, tal formação carece de elementos capazes de identificar o profissional em um nível mínimo de destaque. Os cursos de Educação Continuada ofertados pela Universidade de Fortaleza promovem, além de uma atualização necessária, a experimentação prática exigida pelo mercado de trabalho, valorizando o indivíduo e conferindo ao mesmo o poder de escolha sobre as opções e possibilidades oferecidas pela dinâmica do trabalho. Essa autonomia de escolha quanto ao caminho profissional a ser tomado só ocorre com a identificação do próprio profissional com suas aptidões, isto é, quando o indivíduo reconhece em si mesmo as habilidades necessárias ao destaque na seara profissional, guiando os próprios passos de maneira firme e direcionada aos interesses que deseja desenvolver.

A modificação do próprio processo pedagógico, hoje, mais direcionado à valorização do indivíduo e estímulo de suas aptidões pessoais, propiciou a transcendência da extensão universitária no contexto institucional, erigindo a mesma ao patamar de elemento essencial para o desenvolvimento acadêmico-profissional. Os programas de pesquisa e pós-graduação consolidam a prática profissional dos seus alunos de graduação, que interagem com a vida prática exigida por cada área de conhecimento. As atividades oferecidas na forma de cursos de curta e longa duração complementam o currículo acadêmico, por meio da experimentação prática do ambiente técnico e profissional, possibilitando ao egresso da universidade liberdade de escolha quanto aos rumos a serem seguidos, garantindo ao mesmo independência quanto ao aprendizado adquirido e empoderamento quanto às determinações profissionais. É assim que a Universidade de Fortaleza, em seus 35 anos, tem modificado para melhor toda a realidade social, econômica e cultural do ambiente em que está inserida.

A educação superior contemporânea deve englobar um conjunto de conhecimentos e práticas voltadas para a educação de jovens e adultos que os incentivem a participar ativamente na sociedade e buscar respostas relacionadas às necessidades de sociedade, assim como para o estudo de novos tipos de organização social, econômica, tecnológica e cultural na busca incessante de uma sociedade mais justa e pelo exercício profissional ético.

Referências

BOTOMÉ, S. P. Pesquisa alienada e ensino alienante: o equívoco da extensão universitária.

(5)

CALDERA, A. S. Responsabilidad social de las universidades privadas en Latinoamérica. In:

Responsabilidad Social de las Universidades. Buenos Aires: Fundación Red Latinoamericana de

Cooperación Universitaria-RLCU, 2006.

FÁVERO, M. L.A universidade brasileira em busca de sua identidade. Petrópolis: Vozes, 1977.

SANTOS, B. S. A universidade no século XXI: Para uma reforma democrática e emancipatória da

universidade. Educação, Sociedade & Culturas, nº 23. 2005.

Agradecimentos

Imagem

Referências

temas relacionados :