• Nenhum resultado encontrado

Secretaria da Receita Federal do Brasil - RFB

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "Secretaria da Receita Federal do Brasil - RFB"

Copied!
31
0
0

Texto

(1)

Secretaria da Receita Federal do Brasil - RFB

OTACÍLIO DANTAS CARTAXO

Secretário da RFB

Brasília – DF 26-11-2010

(2)

I - Pré-Balanço 2010

II - Principal Desafio: reestruturação das áreas

operacionais

1.

Arrecadação

2.

Fiscalização

3.

Tributação

4.

Aduana

5.

Gestão Corporativa

III - Conclusão

R O T E I R O

(3)

1.1 – ÁREA DE ATENDIMENTO

1) Auto-regularização de Declarações em Malha

Fina

2) Agendamento eletrônico

3) Portal do contribuinte PF

4) CPF-web

5) Reforma do “call center”

6) Integração do atendimento RFB/PGFN

7) Aviso de restituição de IRPF por SMS

STATUS: atendimento informativo e conclusivo, em tempos aceitáveis

(4)

Tempo Médio de Espera e Quantidade de Atendimentos Presenciais 20,6 19,9 19,4 27:23,0 21:23,0 15:58,0 18,8 19,0 19,2 19,4 19,6 19,8 20,0 20,2 20,4 20,6 20,8 2008 2009 2010 Q u a n ti da de de A te ndi m e nt o s 00:00,0 02:52,8 05:45,6 08:38,4 11:31,2 14:24,0 17:16,8 20:09,6 23:02,4 25:55,2 28:48,0

Quantidade de Atendimentos Presenciais (em milhões) Tempo Médio de Espera (em minutos:segundos)

1 - ARRECADAÇÃO

1.1 – ÁREA DE ATENDIMENTO

Em 2010 não foram considerados 1,4 milhão de atendimentos de outorga de procuração. Neste mesmo ano, as Unidades RFB passaram a efetuar, também, os atendimentos da PGFN e a Solicitação de Antecipação de Análise de Declaração de IRPF (Malha Agendada).

(5)

1.2 – ÁREA DE COBRANÇA

¾Construção do fluxo de cobrança

¾Reforma da malha DCTF, criando as seguintes

vedações:

ƒ Retificação de períodos decaídos

ƒ Retificação de tributos e períodos sob ação fiscal

ƒ Contribuintes com vedação legal (ex.: mudança do regime de

tributação)

ƒ Redução de débitos sujeitos à análise de riscos

¾Parcelamento – Refis da Crise

(Lei 11.941/09)

STATUS: a cobrança, realizada mediante apurações especiais, se transforma em uma atividade contínua e permanente.

Aperfeiçoamento do sistema de malha DCTF.

(6)

1.3 – ÁREA DE CONTROLE

¾Construção do Livro Digital de Apuração do

PIS/COFINS – EFD-PIS/COFINS

¾Construção da Folha de Pagamento Digital / Nova

GFIP

¾Reestruturação do sistema de emissão de

certidão de débitos previdenciários

STATUS: escrituração fiscal digital, com controle efetivo e integrado. Facilitar a obtenção de certidão de regularidade fiscal pela internet.

(7)

Núcleo do SCC

Ressarcimento

IPI Saldo NegativoIRPJ e CSLL Pagamento Indevidoou a Maior

IRRF Juros sobre Capital Próprio IRRF Cooperativas

de Trabalho Ações JudiciaisCréditos de

PGD PERDCOMP

PIS/Cofins

não-cumulativos Controle DACON Emissão Eletrônica de Comunicação

Contribuições Previdenciárias

Em produção Em desenvolvimento Pendente Pagamento Automático de Restituição

ou Ressarcimento

INTEGRAÇÕES

1.4 - Área de Restituição, Ressarcimento e Compensação de Créditos

Desenvolvimento do SCC - Sistema de Controle de Créditos

(8)

Verifica-se que, no período de 2008 a 2010, ocorreu uma redução de 79,22% na número de pedidos e de 61,68% no valor total do crédito solicitado.

1.4 - Área de Restituição, Ressarcimento e Compensação de Créditos

Implantação do SVA – Sistema de Validação e Autenticação de Arquivos Digitais

1 - ARRECADAÇÃO

Pedidos de Ressarcimento - PIS/Cofins

R$ 6.073 R$ 7.161 R$ 2.744 15.574 13.364 3.237 R$ 0 R$ 1.000 R$ 2.000 R$ 3.000 R$ 4.000 R$ 5.000 R$ 6.000 R$ 7.000 R$ 8.000 Valo r Tot al de Créditos (R $ m ilh ões) 0 2.000 4.000 6.000 8.000 10.000 12.000 14.000 16.000 18.000 Créditos (R$ milhões) R$ 7.161 R$ 6.073 R$ 2.744 Quantidade de Pedidos 15.574 13.364 3.237 Fev a Set 2008 Fev a Set 2009 Fev a Set 2010

(9)

1.5 – Desempenho das Receitas Arrecadadas (2008/2010)

1 - ARRECADAÇÃO

Arrecadação das Receitas Administradas

R$ 0 R$ 100.000 R$ 200.000 R$ 300.000 R$ 400.000 R$ 500.000 R$ 600.000 R$ 700.000 R$ 800.000 R$ 900.000 V a lo r Arreca d a d o ( R $ M il h õ es) 2008 R$ 534.074 R$ 728.528 2009 R$ 565.420 R$ 707.290 2010* R$ 629.592 R$ 778.042

janeiro a outubro janeiro a dezembro

* Previsão para arrecadação em nov/2010 e dez/2010 igual a R$ 148.410,00 milhões ** Valores de janeiro/2010

(10)

2.1 – ÁREA DE GRANDES CONTRIBUINTES

¾Criação das Delegacias dos Maiores Contribuintes

do PJ e PF

¾Implantação unidades de São Paulo (PJ), Rio de

Janeiro (PJ) e Belo Horizonte (PF)

¾Treinamentos especiais em auditoria de grandes

contribuintes

STATUS:monitoramento mensal dos maiores contribuintes, com análise do desempenho tributário recente, próximo ao fato gerador.

(11)

2.2 – ÁREA DE SUPORTE: TREINAMENTOS,

APLICATIVOS E FERRAMENTAS

¾ Treinamento em auditoria digital fazendária e

previdenciária

¾ Desenvolvimento de novos aplicativos e

ferramentas para programação e fiscalização

¾ Institucionalização do CONTÁGIL e sua

customização para programas de seleção e

fiscalização específicos

STATUS: expertise do corpo fiscal em auditoria digital de sistemas

informatizados com a utilização de novas ferramentas e aplicativos.

(12)

2.3 – ÁREAS DE SELEÇÃO, PROGRAMAÇÃO E

INTELIGÊNCIA

¾ Integração entre as áreas de inteligência e fiscalização

¾ Implantação do laboratório de combate à lavagem de

dinheiro.

¾ Construção de um novo sistema de seleção de

empresas para fiscalização previdenciária

¾ Reestruturação e informatização das medidas de

proteção ao crédito tributário: medida cautelar em

penhora em conjunto com a PGFN

STATUS:

integração

das

áreas

com

compartilhamento

de

informações e iniciativas; implantação de um novo sistema de

seleção para a área previdenciária.

(13)

2.4 – ÁREA DE CONTROLE

1) Conclusão da implantação do SICOBE (Sistema de

Controle de Produção de Bebidas) no setor de bebidas

frias: 99,5% de cerveja; 93,5% de refrigerantes

2) Expansão do SICOBE: bebidas quentes e etanol

3) Implantação do selo de controle do vinho

4) Desenvolvimento do Sistema de Controle de Serviços

-Siscoserv

5) Desenvolvimento e implantação da DMED - Declaração

de Despesas Médicas e da DERC - Rendimentos pagos

por Organismos Internacionais

STATUS: controle digital de despesas médicas, de rendimentos pagos por organismos internacionais, de produção industrial e de comércio internacional de serviços.

(14)

ƒRendimentos

tributáveis

ƒPrevidência Oficial

ƒMoléstia grave

ƒPlanos de Saúde

Dirf Derc

ƒRendimentos

pagos por

organismos

internacionais

Dmed

ƒOperadoras de

Planos de Saúde

ƒPrestadores de

Serviços de Saúde

Dimob

ƒAluguéis

recebidos por

pessoa física

Malha PF

Reestruturação da Malha PF

(15)

2.5 – Lançamentos de Créditos Tributários 2009/2010**

2 - FISCALIZAÇÃO

Lançamentos de Créditos Tributários

R$ 0,00 R$ 10.000,00 R$ 20.000,00 R$ 30.000,00 R$ 40.000,00 R$ 50.000,00 R$ 60.000,00 R$ 70.000,00 R$ 80.000,00 R$ 90.000,00 R$ 100.000,00 V a lo re s ( R $ M il h õ e s) 2009 R$ 49.255,00 R$ 90.399,10 2010* R$ 52.926,34 R$ 94.000,00

Janeiro a Outubro Janeiro a Dezembro

* Previsão para arrecadação em nov/2010 e dez/2010 igual a R$ 41.073,66 milhões ** Valores de janeiro/2010

(16)

2.5 – Lançamentos de Créditos Tributários 2008/2010**

2 - FISCALIZAÇÃO

Créditos Tributários Lançados

R$ 70.000,00 R$ 75.000,00 R$ 80.000,00 R$ 85.000,00 R$ 90.000,00 R$ 95.000,00 R$ 100.000,00 V a lo re s ( R $ M il h õ e s) Valores (R$ Milhões) R$ 79.480,37 R$ 90.399,10 R$ 94.000,00 2008 2009 2010*

* Previsão para arrecadação em nov/2010 e dez/2010 igual a R$ 148.410,00 milhões ** Valores de janeiro/2010

(17)

2.6 – ÁREA DE INTEGRAÇÃO ENTRE FISCOS

¾Foram instituídos vários livros e documentos

fiscais digitais que constituem um poderoso

banco

de

dados

de

informações

fiscais

intergovernamentais

¾SPED – Sistema Público de Escrituração Digital,

como ferramenta de gestão do crédito tributário

STATUS: controle do desempenho tributário dos contribuintes, baseado no compartilhamento de bancos de dados e no intercâmbio de informações fiscais intergovernamentais.

(18)

SPED – SUB PROGRAMAS

Integração ECD Escrituração Contábil Digital EFD IPI-ICMS NF-e Nota Fiscal Eletrônica EFD-Contábil Contabilidade Fiscal EFD

PIS/Cofins Folha Pagto.EFD

DW Programação Banco de Dados NFS-e Nota Fiscal de Serviços CT-e Conhecimento de Transporte

(19)

3.1 – ÁREA DE CONTENCIOSO

¾ Implantação do e-Processo em todas as unidades

da RFB

¾ Módulos:

¾Módulo emissor de documento

¾Módulos DRF

¾Módulos Julgamento

¾Módulos Digitalização

¾Módulos PGFN

STATUS: Digitalização dos Autos dos Processos Fiscais e integração das suas diversas fases, conferindo maior segurança, economia e controle.

(20)

Módulos DRF

e-Processo

Criação do processo digital Caixa de processos da equipe

Movimentação e Distribuição Consulta a processos

Módulo Gerencial

Ciência automatizada

Módulo de Fiscalização Acesso pelo e-CAC Configuração Nacional e Local

Apuração do grau de complexidade RHAP - Relatório de horas-padrão ACT - Área de Concentração Temática

Sessão de julgamento colegiado Fases processuais – Ocorrências

Automação do resultado de julgamento Módulo de controle de processos papel

Módulos Julgamento

Integração com o Trata Retorno PFN Pedido de manifestação com prazo

Link com processos judiciais Integração com CIDA, PAV, EFDV, SAJ

Módulos PGFN

Atender novos processos digitais Digitalizar processos do estoque

Módulo de Digitalização

Legenda:

Implantado

Em Construção Especificado Não Especificado

Padronização do Litígio Padronização Tab Receitas

PGD para documentos

Módulo Emissor de Documentos

Piloto Módulo Mensageria

Integração com o sitio do CARF

(21)

3.2 – ÁREA NORMATIVA

¾Novo Regulamento Aduaneiro

¾Novo Regulamento do IPI

¾Regulamento do Processo Administrativo-Fiscal

¾Elaboração de normas impeditivas do uso

abusivo do Planejamento Tributário

¾Nova regulação para preços de transferências.

STATUS: Revisão dos Regulamentos Aduaneiro e de IPI e edição do primeiro Regulamento do PAF; elaboração de nova legislação para Preços de Transferência e Planejamento Tributário.

(22)

4.1 – ÁREA DE CONTROLE ADUANEIRO

¾ Implantação

do

Sistema

Informatizado

de

Remessas

Expressas

¾ Reestruturação do Siscomex – Importação e Exportação em

plataforma web

¾ Reforma do módulo parametrização do Siscomex-Importação

¾ Desenvolvimento do Sistema de Seleção por Aprendizado de

Máquina - SISAM

¾ Construção do Regime Tributário Unificado - RTU

¾ Construção do Centro de Valoração Aduaneira

¾ Implantação do sistema de controle de movimentação física

internacional de valores (e-DMOV)

STATUS: informatização do despacho das remessas expressas e atualização dos SISCOMEX; disponibilização de informações e fortalecimento dos instrumentos para o combate ao subfaturamento e fraudes na importação.

(23)

4.2 – ÁREA DE REPRESSÃO

¾ Aquisição de 70 scanners fixos para aeroportos e 31

scanners móveis para repressão

¾ Implantação do centro de cães de faro

STATUS: Renovação de equipamentos de inspeção não invasiva e intensificação do combate à drogas.

(24)

5.1 – ÁREA DE GESTÃO DE PESSOAS

¾

Recrutamento e seleção de novos servidores: 450

Auditores Fiscais, 700 Analistas Tributários e 1.650

Assistentes Técnico - Administrativas (ATA)

¾

Criação do Programa de Formação Profissional no

primeiro ano de ingresso dos Auditores e Analistas

¾

Movimentação interna de mais de 1300 servidores

¾

Consolidação do Banco de Gestores e do Processo

Simplificado de Seleção de Delegados e Inspetores

STATUS: ampliação dos quadros, democratização das oportunidades e critérios de mérito e competências na seleção de postos de direção

(25)

5.1 – ÁREA DE GESTÃO DE PESSOAS

¾

Banco de Talentos informatizado, compilando as

competências

técnicas

e

gerenciais

do

corpo

funcional

¾

Ampliação

das

oportunidades

de

capacitação,

utilizando

a

tecnologia

de

EAD,

inclusive

no

desenvolvimento gerencial

¾

Ampliação das oportunidades de participação em

eventos internacionais

STATUS: diversificação das estratégias de capacitação e

desenvolvimento profissional e democratização das oportunidades

(26)

5.2 – ÁREA DE LOGÍSTICA E PATRIMÔNIO

¾ Implantação do sistema de leilão eletrônico de

mercadorias apreendidas

¾ Programa nacional de recuperação da

infra-estrutura predial da RFB

¾ Aquisição de equipamentos para fiscalização e

repressão aduaneira

¾ Aquisição de “scanners” de mesa e produção para

o e-processo

STATUS: leilões informatizados; recuperação e construção de unidades prediais e fortalecimento da área de repressão aduaneira

(27)

5.3 – ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

¾ Criação dos escritórios regionais de TI

¾ Reestruturação da gestão das demandas de TI e da

gestão contratual com o provedor de serviço

¾ Regulação do desenvolvimento de produtos de

informática no âmbito interno da RFB

¾ Atualização do parque tecnológico: 20.000 estações

de trabalho e 4.000 notebook, 224 servidores e 220

aceleradores de rede

¾ Implantação do sistema informatizado de senhas

(e-FAU)

¾ Priorização de projetos estratégicos

STATUS: Reestruturação da gestão de TI, atualização do parque tecnológico e informatização de processos de trabalho tradicionais.

(28)

PROJETOS ESTRATÉGICOS DO GABINETE RFB

PROJETOS DE ARRECADAÇÃO E COBRANÇA

¾ Parcelamento Lei nº 11.941

¾ e-Processo

¾ Folha de Pagamento Digital e Nova GFIP

¾ Fluxo de Cobrança Automática de débitos declarados

¾ Malha DCTF Retificadora

¾ SCC – Módulo Ações Judiciais

¾ SCC – Módulo PIS/Cofins

¾ SCC - Consulta Saldo de Darf e Entrega de Declarações

¾ Pagamento Automático de Restituição ou Ressarcimento

(29)

PROJETOS ESTRATÉGICOS DO GABINETE RFB

PROJETOS DE FISCALIZAÇÃO E ADUANA

¾ SPED Contribuições PIS e COFINS

¾ SPED Integração (DW, ContÁgil e Banco de Dados)

¾ Presença Fiscal na Pessoa Física (Dmed)

¾ Regime Tributário Unificado - RTU

¾ Remessa Expressa

¾ Siscomex Exportação WEB

¾ Siscomex Importação WEB

¾ Siscomex Seleção Parametrizada – SISAM

¾ Sistemas dos Controles de Mercadorias Apreendidas

(30)

A RFB e as principais tendências das modernas

administrações tributárias

¾ Incorporação de modernas tecnologias na área de TI,

com informatização de processos de trabalho e

controles

¾ Atualização permanente e especialização do corpo

técnico e gerencial: gestão por competências e trilhas

de capacitação

¾ Cooperação e integração entre os fiscos com

compartilhamento de bancos de dados e informações

¾ Incremento do risco subjetivo: monitoramento

sistemático do desempenho tributário do contribuinte

¾ Atendimento e serviços ao contribuinte: facilitando o

cumprimento voluntário das obrigações tributárias

CONCLUSÃO

(31)

Parabéns aos servidores que integrarão

a DEMAC SP

MUITO OBRIGADO!

Referências

Documentos relacionados

As questões acima foram a motivação para o desenvolvimento deste artigo, orientar o desenvol- vedor sobre o impacto que as cores podem causar no layout do aplicativo,

The challenges of aging societies and the need to create strong and effective bonds of solidarity between generations lead us to develop an intergenerational

Na Figura 4.7 está representado 5 segundos dos testes realizados à amostra 4, que tem os elétrodos aplicados na parte inferior do tórax (anterior) e à amostra 2 com elétrodos

parameters as total pressure, temperature of the evaporator and bubble pump, total flow rate and also mass fraction concerning the present components on the mixture used to

de professores, contudo, os resultados encontrados dão conta de que este aspecto constitui-se em preocupação para gestores de escola e da sede da SEduc/AM, em

O tema proposto neste estudo “O exercício da advocacia e o crime de lavagem de dinheiro: responsabilização dos advogados pelo recebimento de honorários advocatícios maculados

Nesta estatística não se incluíram as duas barragens de origem romana não confirmada... - no que respeita ao tipo de

Dentre eles, vale mencionar i o artigo 7º, parágrafo 2º, que dispõe que o administrador judicial fará publicar edital contendo a relação de credores, indicando o local, o horário e