Notas sobre o formulário de pedido de registo de marca da União Europeia

Download (0)

Full text

(1)

O NOT E S -PT .CT M 03 /2 0 1 6

Notas sobre o formulário de pedido de registo de marca da

União Europeia

Observações gerais

1.1 Utilização do formulário

Este formulário pode ser obtido gratuitamente junto do Instituto mediante pedido por correio postal, fax ou correio eletrónico ou através do seu website (http://euipo.europa.eu).

Os requerentes e os seus representantes podem fazer fotocópias do formulário ou utilizar formulários de forma e conteúdo similares gerados por computador incorporando a informação contida no formulário-tipo. Sempre que se utilizem formulários elaborados eletronicamente, pode evitar-se o recurso a anexos aumentando simplesmente o espaço disponível para este efeito nos formulários eletrónicos.

Ainda que algumas das informações solicitadas possam ser apresentadas posteriormente, recomenda-se que o formulário de pedido de registo seja preenchido da forma mais completa possível e que a informação necessária seja incluída no próprio impresso. Tal facilitará e acelerará a tramitação do pedido. Os campos que contêm um asterisco (*) são de preenchimento obrigatório.

Podem ser solicitadas informações complementares ao Instituto através do seguinte número de telefone: (+34) 965 139 100

Envio de formulários

Os formulários preenchidos, podem, segundo a preferência do requerente: - ser enviados diretamente ao EUIPO em Alicante, para o seguinte endereço: European Union Intellectual Property Office

Receiving Unit Avenida de Europa, 4 E-03008 Alicante, Espanha

- ser entregues pessoalmente, na receção do Instituto, durante as horas de expediente; - ser transmitidos por fax, unicamente para o número seguinte:

(+34) 965 131 344

(2)

1. O formulário, primeira página

1.1. Número de páginas (incluindo a presente página)

Os requerentes devem indicar o número total de páginas que enviam ao Instituto.

1.2. Línguas

1.2.1. Língua do pedido

Os requerentes devem indicar a língua em que apresentam o pedido, que pode ser qualquer uma das línguas oficiais da União Europeia.

As duas letras dos códigos ISO (códigos estabelecidos pela Organização Internacional de Normalização para identificação das línguas) podem ser inseridas no campo previsto para o efeito.

1.2.2. Segunda língua

O requerente deve também selecionar uma segunda língua, que deve ser uma das cinco línguas do Instituto (espanhol - ES, alemão - DE, inglês - EN, francês - FR ou italiano - IT) e ser diferente da primeira língua.

A segunda língua é a língua, ou uma das línguas, que será utilizada em eventuais processos de oposição e anulação. Pode utilizar-se qualquer uma das versões linguísticas do formulário de pedido de registo desde que o conteúdo textual dos elementos apresentados pelo requerente, particularmente a lista de produtos e serviços, se encontre redigido na língua do processo de pedido de registo.

Sempre que a primeira língua não seja uma das cinco línguas de trabalho do EUIPO (ver supra), o requerente pode autorizar o Instituto a utilizar a segunda língua na correspondência relacionada com o pedido.

1.3. Referência do requerente/representante

Os requerentes ou representantes devem indicar a sua referência, que não deverá exceder 20 caracteres, no espaço reservado para o efeito.

Ex.: iniciais, sequência de letras, etc.

O Instituto utilizará essa referência para verificar o pagamento das taxas (ou seja, para verificar que um pagamento corresponde a um determinado pedido).

1.4. Requerente 1.4.1. Número de ID

Se o requerente possuir um número de identificação (ID) atribuído pelo Instituto, bastará indicar esse número e o nome. Caso contrário, o requerente terá de ser identificado pelo seu nome, endereço e nacionalidade.

(3)

Caso haja vários requerentes, os nomes de todos devem ser especificados na folha anexa, no espaço reservado para efeito sob "Nome do requerente".

As pessoas singulares deverão indicar primeiro o(s) nome(s) próprio(s) e depois o(s) apelido(s). Devem também ser indicados o endereço completo e a nacionalidade do requerente.

Quando o requerente é uma pessoa coletiva, deverá ser indicada a denominação social completa da mesma, incluindo a sua forma jurídica (“Incorporated”, "Sociedad Anónima”, “Aktiengesellschaft”, etc.). A indicação da forma jurídica poderá ser abreviada da maneira habitual (“Inc.”, “S.A.”, “AG”, etc.). Deverá ainda ser indicado o país em que se situa a sede da pessoa coletiva, para o que se recomenda a utilização dos códigos ISO de duas letras, bem como o endereço completo.

Se o endereço postal normal (rua, número, andar, etc.) for diferente do endereço para receção de correspondência (por exemplo, uma caixa postal) ambos deverão ser indicados. O Instituto utilizará um ou outro, conforme as circunstâncias. Na publicação apenas figurará o endereço postal normal.

A fim de facilitar a comunicação, deve fornecer-se os números de telefone e fax, bem como outras informações de contacto, como o endereço de correio eletrónico. A indicação de um número de telefone, de fax, de um endereço de correio eletrónico ou de outro meio técnico de comunicação constitui uma autorização implícita concedida ao Instituto para utilizar esses meios para comunicar com o requerente.

Para cada requerente, deve indicar-se apenas um endereço. Contudo, nos casos em que se indiquem vários endereços, apenas o endereço mencionado em primeiro lugar será tido em conta, salvo se o requerente designar outro endereço para efeitos de notificação.

Em caso de alteração do endereço, deverá ser pedida em separado ao Instituto a inscrição da alteração no(s) número(s) de identificação existente(s). Se o requerente tiver mais de um endereço ser-lhe-á atribuído um número de identificação para cada um deles.

1.5. Marca

O pedido de marca da União Europeia deverá consistir num dos seguintes tipos de marcas: marca nominativa, marca figurativa, marca tridimensional, marca a cores per se, marca sonora, ou “outra”. Apenas uma destas categorias poderá ser escolhida.

A marca nominativa é uma marca datilografada (caracteres correntes), sem elementos gráficos especiais. A marca deverá ser datilografada ou impressa no espaço adequado. O Instituto introduzirá a marca nominativa na sua base de dados e publicá-la-á do modo indicado no pedido, ou seja, utilizando o tipo de letra do Instituto e caracteres maiúsculos e minúsculos e outros sinais, conforme indicado no formulário do pedido. Nos restantes casos, a marca será introduzida na base de dados e publicada de acordo com a representação fornecida para a mesma em anexo.

A marca figurativa consiste exclusivamente em elementos figurativos, em combinações de componentes verbais e figurativos ou outros elementos gráficos em caracteres estilizados, em elementos verbais dispostos em mais do que uma linha (os elementos podem ser coloridos ou não), ou exclusivamente em elementos verbais coloridos.

A marca tridimensional é uma marca que consiste numa forma tridimensional (incluindo recipientes, a embalagem e o próprio produto). No anexo, a representação desta marca pode incluir até seis perspetivas da forma.

(4)

A marca a cores per se significa que é pedida proteção para uma cor ou várias cores, independentemente de qualquer formato ou configuração especiais. As cores deverão ser mencionadas no espaço adequado. Deve ser depositada uma representação da cor ou das cores. A descrição não é suficiente.

A marca sonora deverá ser representada em anexo segundo métodos normalizados de reprodução gráfica do som, em especial uma notação normalizada. A descrição não é suficiente. A anexação de ficheiros eletrónicos sonoros só é autorizada para os pedidos de registo em linha (e-filing).

Sob a designação “Outra” incluem-se todos os outros tipos de marcas que não se enquadrem nas categorias mencionadas, tais como hologramas, marcas de posição, marcas de movimento, etc.

Quando não se trate de uma marca nominativa deverá sempre ser fornecida uma representação em anexo.

1.5.1. Marcas a cores

Caso a marca seja a cores, a cor ou cores devem ser indicadas por extenso. Recomenda-se a utilização adicional dos códigos internacionais normalizados para designação de cores. 1.5.2. Descrição

O preenchimento do campo «Descrição» é facultativo, exceto se o tipo de marca for «outro», caso em que é obrigatório.

1.6. Marca coletiva

Escolha esta opção se se tratar de uma marca coletiva. Só podem apresentar pedidos de registo de marcas coletivas da União Europeia as associações de manufatores, produtores, fornecedores de serviços e pessoas singulares ou coletivas de direito público.

No pedido de marca coletiva, deve ser indicado se o regulamento de utilização da marca é enviado juntamente com o pedido ou se será apresentado posteriormente.

1.7. Relatórios de investigação a nível nacional e da União Europeia

Caso o requerente escolha a opção «relatório de investigação a nível da UE», o Instituto elaborará um relatório de investigação a nível da UE onde serão mencionadas todas as marcas da União Europeia ou todos os pedidos de marcas da UE anteriores que possam ser invocadas para uma oposição ao registo da marca da União Europeia (MUE) solicitado. Se o requerente escolher a opção “Solicita-se a elaboração de relatórios de investigação nacionais”, o EUIPO solicitará aos serviços nacionais que participam no sistema (http://euipo.europa.eu/ows/rw/resource/documents/CTM/optionalSearches_en.pdf) que elaborem e enviem, no prazo de dois meses, um relatório normalizado sobre a investigação que efetuaram nos seus próprios registos de marcas relativamente ao pedido de marca da União Europeia.

O EUIPO transmitirá sem demora ao requerente os relatórios de investigação nacionais ou da União Europeia solicitados.

(5)

1.8. Lista de produtos e serviços

Os produtos e serviços devem ser classificados de acordo com a classificação de Nice. Os produtos e serviços devem ser claros, precisos e específicos. O Instituto recomenda a utilização dos termos já aprovados da base de dados harmonizada com vista a facilitar e agilizar o tratamento do pedido. A terminologia já aprovada é aceite por todos os Institutos de marcas da UE e possui traduções validadas para todas as línguas da UE. A base de dados harmonizada pode ser acedida através da TMclass ou da ferramenta Criação de listas de produtos e serviços, bem como do Depósito em linha (eFiling).

Uma referência à lista de produtos e serviços de um anterior pedido de marca da UE pode substituir a indicação de uma lista de produtos e serviços. Contudo, não garante a aceitação da especificação, que pode ter sido depositada ao abrigo de uma prática anterior. Sendo assim, o EUIPO recomenda a validação, através da TMclass ou da Criação de listas de produtos e serviços, da lista utilizada anteriormente antes do depósito.

1.9. Assinatura

O nome e a assinatura do requerente/representante devem figurar na página 1, em baixo.

2. O formulário, segunda página

2.1. Representante

Exceto no que se refere ao depósito de pedido de marcas da União Europeia, os requerentes, sejam eles pessoas singulares ou coletivas, que não tenham domicílio nem sede ou estabelecimento industrial ou comercial efetivo e sério no Espaço Económico Europeu (EEE) devem obrigatoriamente fazer-se representar junto do Instituto por um representante autorizado.

Nestes casos, mesmo que o pedido de registo tenha sido diretamente depositado pelo requerente, todos os contactos subsequentes com o Instituto relacionados com a tramitação do pedido devem fazer-se por intermédio do representante devidamente nomeado.

Os demais requerentes têm igualmente a possibilidade de designar um representante. A representação junto do Instituto só pode ser assegurada por representantes profissionais que se incluam numa das categorias abaixo mencionadas:

 advogado habilitado a exercer no território de um Estado-Membro e que possua o seu domicílio profissional no EEE, na medida em que possa agir no referido Estado na qualidade de mandatário em matéria de marcas; ou

 representantes autorizados inscritos numa lista mantida para o efeito pelo EUIPO. O requerente pode ainda atuar junto do Instituto por intermédio de um empregado. Sempre que for designado um empregado, deve indicar-se o seu nome sob “Representante”. Os empregados de pessoas coletivas com domicílio ou sede ou um estabelecimento industrial ou comercial efetivo e sério no EEE podem representar outras pessoas coletivas que estejam economicamente ligadas àquela, nomeadamente por razões de propriedade ou de controlo. O mesmo se aplica se o requerente for uma pessoa coletiva sem domicílio no EEE. Nestes casos, os elementos de informação relativos à pessoa coletiva em nome do qual o empregado age, bem como à base dos vínculos económicos (empresa-mãe, subsidiária, sucursal, etc.) devem ser fornecidas em anexo.

(6)

Os contactos do EUIPO serão feitos com o empregado que exerce a representação.

Não é necessária a apresentação de uma autorização para o representante ou um empregado do requerente.

2.1.1. Número de ID

Se o Instituto já tiver atribuído um número de identificação (ID) ao representante, bastará indicar esse número e o nome. Caso contrário, o representante deve ser identificado com a indicação do nome completo e do endereço, como infra indicado.

2.1.2. Nome e endereço do representante

Deve ser indicado o endereço completo. Recomenda-se a utilização dos códigos ISO de duas letras para indicação do país.

Se o endereço postal normal (rua, número, andar, etc.) for diferente do endereço para receção de correspondência (por exemplo, uma caixa postal) ambos deverão ser indicados. O Instituto utilizará um ou outro, conforme as circunstâncias. Na publicação apenas figurará o endereço postal normal.

A fim de facilitar a comunicação, deve fornecer-se os números de telefone e fax, bem como outras informações de contacto, como o endereço de correio eletrónico. A indicação de um número de telefone, de fax, de um endereço de correio eletrónico ou de outro meio técnico de comunicação constitui uma autorização implícita concedida ao Instituto para utilizar esses meios para comunicar com o requerente.

2.2 Reivindicação de prioridade

Se o requerente desejar reivindicar a prioridade de um ou mais pedidos anteriores, deverá indicar o número de pedido (se existir), o país em que se realizou o pedido e a data do mesmo. A reivindicação da prioridade pode também ser feita num período de dois meses após a data de depósito do pedido.

No formulário do pedido deve ser indicado se a documentação relativa à prioridade é apresentada juntamente como o pedido, ou se será enviada posteriormente.

2.3. Reivindicação de antiguidade

Se for reivindicada a antiguidade de uma marca, deverão ser indicados o tipo de registo (marca nacional ou internacional), o número de registo, a data de depósito e o Estado-Membro em que o direito produz efeito. A reivindicação da antiguidade pode também ser feita num período de dois meses após a data de depósito ou depois do registo da marca da União Europeia, a qualquer momento.

No formulário do pedido deve ser indicado se a documentação relativa à anterioridade é apresentada juntamente como o pedido, ou se será enviada posteriormente.

(7)

Para que seja ponderada a transformação de um registo internacional anulado pela Secretaria Internacional a pedido da Administração de origem nos termos do artigo 9º quinquies do Protocolo de Madrid e em conformidade com o artigo 161º do Regulamento sobre a marca da União Europeia, o pedido de registo de marca da União Europeia deve conter uma indicação nesse sentido.

Essa indicação deve ser feita aquando do depósito do pedido indicando os seguintes elementos, no parágrafo específico do formulário de pedido sob “Transformação ao abrigo do Protocolo de Madrid”:

Os elementos dos números (1), (2) e (3) são de fornecimento obrigatório para que o Instituto pondere a transformação requerida:

(1) Número do registo internacional que foi anulado. O Instituto poderá então retirar detalhes do registo internacional para verificar se a lista de produtos e serviços da marca da União Europeia está abrangida pelo registo internacional relativamente à União Europeia.

(2) Data em que o registo internacional foi anulado pela Secretaria Internacional. Essa data será utilizada para verificar se que o pedido de marca da União Europeia é depositado num período de três meses após a data em que o registo internacional foi anulado;

(3) Data de registo internacional nos termos do nº 4 do artigo 3º do Protocolo de Madrid ou a data de inscrição da extensão territorial à União Europeia efetuada subsequentemente ao registo internacional nos termos do nº 2 do artigo 3º ter do Protocolo de Madrid. A data do registo internacional não será a data de depósito do pedido de registo de marca da União Europeia na aceção do artigo 27º do Regulamento, mas sim a data a partir da qual produz efeitos o direito de anterioridade da marca da União Europeia, funcionando de modo semelhante a uma data de prioridade.

(4) Quando aplicável, a data da prioridade reivindicada no pedido internacional inscrita no registo internacional mantido pela Secretaria Internacional.

2.5. Tradução

Pode ser apresentada uma tradução facultativa, na segunda língua, da lista de produtos, da indicação de cores (se aplicável), da descrição da marca (se aplicável) e da renúncia (se aplicável). Caso sejam fornecidas traduções, estas devem cobrir os três elementos.

2.6. Pagamento das taxas

A taxa-base aplicável a uma marca da União Europeia é de 1000 EUR, a qual abrange uma classe de produtos ou serviços. A taxa para uma segunda classe é de 50 EUR e cada classe adicional está sujeita ao pagamento de uma taxa de 150 EUR. A taxa-base aplicável à marca coletiva da União Europeia é de 1800 EUR; A taxa para uma segunda classe é de 50 EUR e cada classe adicional para além de duas custa 150 EUR. A taxa adicional para a elaboração de relatórios de investigação nacionais (facultativa a partir de 10 de Março de 2008, ver secção 1.7) é calculada multiplicando a taxa de 12 EUR por cada relatório de investigação nacional pelo número de institutos centrais da propriedade industrial participantes dos

Estados-Membros (ver lista

http://euipo.europa.eu/ows/rw/resource/documents/CTM/optionalSearches_en.pdf). Esta deve ser paga juntamente com a taxa-base aplicável à marca da União Europeia (n.º 2 do artigo 38.º do Regulamento sobre a marca da União Europeia). Os requerentes com uma conta corrente junto do EUIPO podem optar por pagar estas taxas imediatamente na apresentação

(8)

do pedido ou um mês após a data de depósito. Este pagamento pode igualmente ser combinado com a taxa referente às classes adicionais.

A taxa-base deve ser paga no prazo de um mês a contar da data de apresentação do pedido, por forma a que a data de receção do pedido seja atribuída como data de depósito. O Instituto não emitirá um pedido para a realização deste pagamento. Deixou de existir uma taxa de registo separada aplicável às marcas da União Europeia ou às marcas coletivas da União Europeia.

O pagamento das taxas deve ser realizado em euros. Este pagamento (todos os encargos bancários são assumidos pelo requerente, que deverá fornecer instruções ao seu banco nesse sentido) poderá ser efetuado da seguinte forma:

- por débito em conta corrente junto do EUIPO, com indicação do número da conta em questão. O requerente/representante pode escolher entre o débito imediato da taxa-base ou o débito no final do período de um mês contado a partir da data da receção do pedido. O débito imediato tem a vantagem de acelerar o tratamento do pedido. O requerente pode optar pelo débito das taxas relativas às classes adicionais em simultâneo com a taxa-base da marca da UE ou apenas quando a classificação for aceite. O titular de uma conta corrente pode declarar que a sua conta corrente não deve ser utilizada para pagamentos;

- por transferência, em euros, para uma conta bancária do Instituto, com a indicação do nome, endereço e número de referência do requerente ou representante e identificação do(s) pedido(s) a que o pagamento se refere;

O pedido deve indicar a data de transferência se esta já tiver sido efetuada.

Chama-se a atenção dos requerentes para o facto de o Instituto não emitir quaisquer faturas de pagamento das taxas de depósito.

Os interessados podem solicitar por escrito a abertura de contas correntes junto do Instituto, no seguinte endereço:

European Union Intellectual Property Office Finance Department

Avenida de Europa, 4 E-03008 Alicante, Espanha Telefone: (34) 965 139 340 Fax: (34) 965 139 113

As transferências devem ser efetuadas para uma das duas seguintes contas bancárias do Instituto:

BANCO BILBAO VIZCAYA ARGENTARIA

Número de conta: 0182-5596-90-0092222222 código swift (BIC): BBVAESMMXXX IBAN ES88 0182 5596 9000 9222 2222

LA CAIXA

Número de conta: 2100-2353-01-0700000888 código swift (BIC): CAIXESBBXXX IBAN ES03 2100 2353 0107 0000 0888

Figure

Updating...

References

Related subjects :