RELATÓRIO MENSAL NOVEMBRO 2018

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Texto

(1)

RELATÓRIO MENSAL | NOVEMBRO 2018

Conjuntura

Segue abaixo um breve resumo dos principais acontecimentos do mês e também das expectativas do mercado:

Ibovespa e dólar fecharam em alta de 2,38% e 3,92%, respectivamente, em novembro

A valorização do índice, que fechou em 89.504 pontos, está atrelada a expectativa positiva em torno da nomeação de ministros

pelo presidente eleito Jair Bolsonaro e pelo encaminhamento da Reforma da Previdência que deve ocorrer em 2019. Quanto a moeda

americana, que encerrou o mês em R$3,86, a alta se deve, principalmente, ao forte envio de remessas ao exterior por parte de

empresas globais.

Emprego: país abre 57,7 mil vagas com carteira assinada em outubro, mas ritmo desacelera

O desempenho de outubro ficou abaixo do registrado no mesmo período do ano passado (76,6 mil) e inferior aos últimos dois

meses, que registraram criação de 110,4 mil (agosto) e 137,3 mil (setembro). Os dados de outubro mostram desaceleração no ritmo

de criação de empregos, o que reflete perda de fôlego na retomada da economia. Entretanto, o desempenho positivo dos setores

como comércio e serviços, que criaram 34,1 mil e 28,7 mil vagas respectivamente, pode desencadear em retomada da confiança das

instituições e da população.

Indicação de Roberto Campos Neto para o Banco Central (BC) agrada ao mercado financeiro

Economista e executivo do banco Santander, Roberto Campos foi indicado para comandar o Banco Central no lugar do atual

presidente, Ilan Goldfajn. A escolha foi bem aceita por profissionais do mercado financeiro e por ex-presidentes do BC, que enxergam

nele uma pessoa competente, bem preparada do ponto de vista acadêmico e com experiência no exterior. Ele foi escolhido por Paulo

Guedes (futuro ministro da Fazenda) depois da recusa de Ilan Goldfajn, que alegou motivos pessoais para não permanecer no cargo.

Prévia da inflação oficial fica em 0,58% em outubro, aponta IBGE

O IPCA-15 desacelerou e registrou alta de apenas 0,19% em novembro contra 0,58% no mês passado. É o menor resultado para

o período desde 2003 (0,17%). No acumulado do ano, o indicador avançou 4,03% e, nos últimos 12 meses, teve elevação de 4,39%,

levemente abaixo da meta do Banco Central (4,5%). Dos nove grupos que compõem o índice, cinco apresentaram deflação na

passagem de outubro para novembro, são eles: Habitação (0,15% para -0,13%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,66% para -0,35%),

Educação (0,21% para -0,01%) e Comunicação (0,01% para -0,02%).

EUA: Federal Reserve indica que ciclo de alta dos juros não será longo

No fim do mês, Jerome Powell, presidente do Fed, sinalizou que o banco central americano pode desacelerar o ritmo de aumento

de juros. Essa decisão mudou a direção esperada para a política monetária, que animou os mercados financeiros globais. Powell disse

que a taxa determinada pelo Fed estava apenas “um pouco abaixo” da neutra, patamar que não estimula nem contrai a economia.

Da última vez em que comparou as duas taxas (a do Fed com a Neutra), elas ainda estavam muito distantes uma da outra, sugerindo

a necessidade de vários aumentos futuros.

Indicadores

Cotação

Mês

Ano

6 Meses

12 Meses

24 Meses

CDI

0,49%

5,90%

3,15%

6,53%

17,90%

IPCA

(0,21%)

3,59%

2,17%

4,07%

6,99%

Ouro

3,23%

11,38%

(3,09%)

13,31%

15,92%

Ibovespa

89.504

2,38%

17,15%

15,88%

20,72%

45,40%

S&P 500

2.760

1,79%

3,24%

0,93%

5,07%

24,71%

Dólar/ Real

3,86

3,58%

16,56%

2,37%

20,17%

12,96%

(2)

RELATÓRIO MENSAL | NOVEMBRO 2018

Comentário Gestão

No mês de novembro observamos uma forte aversão ao risco nas principais bolsas ao redor do globo,

entretanto, o Ibovespa seguiu na contramão desse movimento e alcançou novo topo histórico, fechando em

alta de 2,38% impulsionado pelo investidor local. No cenário doméstico, o presidente eleito Jair Bolsonaro

anunciou como será a sua estrutura de governo e a equipe econômica. Como esperado, o governo se mostra

alinhado à plataforma liberal e responsável fiscalmente, conforme suas promessas de campanha. No cenário

macroeconômico não tivemos novidades em relação ao mês anterior, com inflação sob controle, Selic estável,

baixo déficit em conta corrente e reservas internacionais elevadas.

No cenário externo, a volatilidade dos preços dos ativos foi intensa. Vimos aumentar as preocupações

com a desaceleração da economia chinesa, em função da guerra comercial com os EUA; e o Reino Unido não

finalizar um acordo com a União Europeia em relação ao Brexit. O discurso mais brando do Fed ajudou aliviar a

tensão dos mercados, indicando que o ciclo de alta pode estar per perto do fim, o que levou a uma

reprecificação das curvas de juros norte-americanas. Outra notícia que ajudou a atenuar as tensões foi um

acordo feito entre os presidentes Donald Trump e Xi Jinping, que poderá trazer alívio na guerra comercial entre

os dois países e tirar a pressão sobre o preço das commodities.

Para os próximos meses, seguiremos atentos aos avanços que a agenda econômica do novo governo

trará, sendo a capacidade política para implementação a maior incógnita desse processo, já que não é fácil

prever como o legislativo se relacionará com um executivo que não seguiu a tradicional fórmula do

presidencialismo de coalizão e é pouco propenso a partilhar sua gestão com os partidos. Apesar desses desafios,

mantemos uma visão positiva para o Brasil, e devemos entrar em um ciclo de crescimento, caso a questão fiscal

seja bem encaminhada.

(3)

RELATÓRIO MENSAL | NOVEMBRO 2018

LECCA VALUATION

O fundo Lecca Valuation registrou retorno nominal de 4,27% contra 2,38% do Ibovespa. Em termos de atribuição de performance,

obtivemos resultados acima do benchmark por parte de 9 dos 10 fundos que temos alocados no portfólio. Destaque para a

performance do fundo GTI Dimona, cujo retorno superou em mais de três vezes o desempenho do Ibovespa no período. Esse fato se

deve à forte valorização das principais posições do fundo, como as ações das varejistas Guararapes (+24,71%) e Hering (+15,04%) e

das empresas de Shopping Center Sonae Sierra e BRMalls, com altas de 6,75% e 3,04%, respectivamente.

ALOCAÇÃO POR FUNDO - ATUAL

ALOCAÇÃO POR ESTRATÉGIA – ATUAL

PERFORMANCE PORTIFÓLIO POR FUNDO

LECCA VALUATION FIC AÇÕES x IBOVESPA

Gráfico Comparativo do Lecca Valuation FIC Ações com o Ibovespa desde 28/12/2006 até 30/11/2018.

nov/18

out/18

set/18

ago/18

No ano

6 meses 12 meses 18 meses 24 meses Desde início*

Lecca Valuation

4,27%

12,54%

0,07%

-3,06%

11,35%

13,91%

13,57%

24,54%

37,30%

203,13%

Ibovespa

2,38%

10,19%

3,48%

-3,21%

17,15%

15,88%

20,72%

40,38%

45,40%

101,25%

(4)

RELATÓRIO MENSAL | NOVEMBRO 2018

LECCA PREMIUM

O fundo Lecca Premium registrou retorno nominal de 0,45% contra 0,49% do CDI, equivalente a 90,91% do referido benchmark.

Em termos de atribuição de performance, obtivemos resultados acima do benchmark por parte da maioria das nossas estratégias

investidas (Crédito Privado e Long & Short e Arbitragem), com exceção da Macro. Destaque para a performance dos fundos Absolute

Apex Equity Hedge e Absolute Alpha Global, que apresentaram retorno de 310% e 176,7% do CDI, respectivamente.

ALOCAÇÃO POR FUNDO - ATUAL

ALOCAÇÃO POR ESTRATÉGIA

RETORNO POR FUNDO EM %CDI

LECCA PREMIUM FIC FIM LP x CDI (12 meses)

nov/18

out/18

set/18

ago/18

No ano

3 meses 6 meses 12 meses Desde início*

Lecca Premium

0,45%

0,92%

0,35%

0,28%

5,41%

1,73%

2,79%

5,93%

26,98%

%CDI

90,91% 169,97% 74,37%

50,26%

91,76% 110,73% 88,55%

90,89%

89,08%

*Início do fundo: 23/02/2016

Adam Strategy

82,6%

Apex Equity Hedge

310,0%

Az Quest Multi

87,9%

BTG Discovery

-2,1%

Canepa Macro

41,9%

Occam Equity Hedge

-141,2%

Sul. Endurance

115,1%

JGP Créd. Corp.

112,6%

CA. Agilité

105,3%

Claritas L&S

116,5%

Az Quest Total Return

147,9%

(5)

RELATÓRIO MENSAL | NOVEMBRO 2018

Carteiras sugeridas Lecca Investimentos

As carteiras sugeridas pela Lecca são definidas de acordo com o perfil de risco adotado (conservador, moderado ou

arrojado) e são constituídas por produtos de classes distintas (Renda Fixa, Multimercado e Renda Variável), que possuem

um valor percentual de alocação conforme tabela abaixo:

A Classe Renda Fixa é composta apenas por papeis Lecca:

o RDB Lecca (110% CDI - 361 dias ¹);

o FIDC Lecca Sênior (110% CDI).

¹ Taxa para aplicações acima de R$250mil. As taxas podem sofrer alteração de acordo

com as políticas internas da Lecca.

Indicado consultar taxas vigentes no momento da aplicação.

A Classe Multimercado é composta pelo fundo Lecca Premium FIC FIM, um fundo Multimercado Dinâmico que adota

estratégias diversas em seu portfólio, como: Multimercados Livre, Macro, Crédito Privado e Long & Short.

A Classe Renda Variável é composta pelo fundo Lecca Valuation FIC FIA, um fundo de categoria livre que busca através

das estratégias Long Only e Long Biased superar Ibovespa no longo prazo.

Rentabilidade Acumulada – Classes

.

* Se refere a data de constituição das carteiras: 01/03/2016.

Conservadora

Moderada

Arrojada

Renda Fixa

80%

60%

40%

Multimercado

15%

25%

35%

Renda Variável

5%

15%

25%

Classe

Carteiras

Classes

Mês

3 meses 6 meses 12 meses 24 meses Início* Vol. Ínício

Renda Fixa

0,5%

1,7%

3,5%

7,2%

19,7%

33,0%

0,21%

% CDI

110,0%

110,0%

110,0%

110,0%

110,0%

110,0%

-Multimercado

0,4%

1,7%

2,8%

5,9%

17,7%

26,4%

2,73%

% CDI

90,9%

110,7%

88,6%

90,9%

99,1%

87,9%

-Renda Variável

4,3%

15,8%

13,9%

13,6%

37,3%

52,6%

12,67%

Ibovespa

2,4%

14,2%

15,9%

20,7%

45,4%

109,2%

22,25%

(6)

RELATÓRIO MENSAL | NOVEMBRO 2018

Rentabilidade Acumulada – Carteiras

Carteira / vs Benchmark

Mês

3 meses 6 meses 12 meses 24 meses

Início*

Vol. Ínício

Carteira Conservadora

0,7%

2,4%

3,9%

7,4%

20,4%

33,3%

0,96%

% CDI

147,9%

154,5%

123,8%

112,6%

113,9%

111,0%

-

Carteira / vs Benchmark

Mês

3 meses 6 meses 12 meses 24 meses Início*

Vol. Ínício

Carteira Moderada

1,1%

3,8%

4,9%

7,9%

21,9%

34,5%

2,40%

% CDI

226,8%

243,8%

155,5%

120,9%

122,3%

114,9%

-

Carteira / vs Benchmark

Mês

3 meses 6 meses 12 meses 24 meses

Início* Vol. Ínício

Carteira Arrojada

1,5%

5,2%

5,9%

8,4%

23,4%

35,6%

3,85%

% CDI

304,8%

333,7%

187,0%

129,1%

130,7%

118,7%

-

A Carteira Moderada apresentou esse mês

resultado expressivo frente ao benchmark

(226,8% CDI). Destaque para a boa

performance das estratégia Renda

Variável. No longo prazo (acima de 12

meses), o retorno segue superior ao

patamar de 110% do CDI.

Esse mês, a Carteira Conservadora

apresentou excelente rentabilidade

(147,9% CDI), impulsionada

principalmente pela performance da

estratégia de Renda Variável. No longo

prazo (acima de 12 meses), os resultados

seguem superiores ao CDI.

A Carteira Arrojada apresentou alta de

1,5%, resultado bem acima do benchmark

(CDI) no período. Esse resultado se deve a

forte performance da Classe Renda

Variável esse mês. No longo prazo (acima

de 12 meses), o resultado segue superior

ao patamar de 110% do CDI.

(7)

RELATÓRIO MENSAL | NOVEMBRO 2018

Responsabilidade Social - Instituto Lecca

Descobrindo e desenvolvendo o potencial intelectual

O Instituto Lecca nasceu em 2003 e é o nosso braço social, por meio de diversos programas cria oportunidades de

desenvolvimento e inclusão para crianças, jovens e suas famílias. Um exemplo é o Programa Estrela Dalva, que, desde

2007, seleciona alunos em escolas municipais do Rio de Janeiro e oferece suporte acadêmico e cultural para que eles

possam prestar concurso em escolas públicas de excelência.

Dentre as Instituições, estão colégios como: Cefet, Colégio Pedro II, Instituto Federal do Rio de Janeiro, Colégio de

Aplicação da UFRJ e Colégio de Aplicação da UERJ.

Somente no ano passado, tivemos 87% de aprovação. Quando esses alunos passam no concurso, são acompanhados

por professores e psicólogos do Instituto, para garantir que eles tenham suporte acadêmico, participação em oficinas

profissionais e enriquecimento cultural até concluírem o ensino médio.

Nós investimos na educação pois acreditamos que ela tem o poder de melhorar a condição de vida e é um transformador

de realidades.

Visita ao Instituto Lecca realizada no dia 03.08.2018

“Meu objetivo é contribuir para o desenvolvimento da educação, preparando as novas gerações para

os desafios do mundo moderno. Acredito na evolução que o estudo traz para todos que podem experimentá-lo.”

Luis Eduardo da Costa Carvalho

presidente do Instituto Lecca

Imagem

temas relacionados :