Ano V N.º 7. Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente. Sexta-Feira 23 de Abril de 2010

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Texto

(1)

Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente

Sexta-Feira 23 de Abril de 2010

(2)

Na passada noite de 17 Abril realizou-se no Centro Social e Paroquial a Noite Animada

organizada pelos caminheiros, a fim de conseguirem angariar fundos para ajudar nas inscrições

da actividade do Rover.

A noite foi alegre e cheia de diversão, desde os famosos que passaram pelo palco, passando

pelo karaoke e pela dança que a todos encanto.

A todos agradecemos a vossa presença, participação e contribuição, pois foi com a ajuda

de todos que foi possível a realização desta noite.

Assim se passou um serão muito animado e diferente.

Mais uma vez obrigado a todos por nos terem ajudado!

Caminheiros, Agrupamento 260

(3)

R o m a r ia In t e r p a r o q u ia l d a s

S e n h o r a s d e 2 0 10

A habitual Romaria das Senhoras saiu no fim-de-semana de 27 e 28 de Março, pelas 05H00 de manhã, contando com a presença de 88 Irmãs, incluindo a Sagrada Família, Jesus, Maria e José.

Esta Romaria era para ter saído no fim-de-semana de 13 e 14 de Março, mas devido às fortes chuvas que se fizeram sentir e aos fortes ventos, teve de ser adiada.

Apesar do mau tempo, esta peregrinação não deixou de ser um momento de oração e alegria, onde todas as irmãs se sentiam dentro de um seio familiar. Vieram irmãs de muitas partes da ilha, que quase encheram a nossa Igreja de São Paulo, no domingo da sua chegada.

Esta Romaria já se tornou tradição na nossa freguesia e este ano é especial, pois celebramos 5 anos da fundação de Romaria das Senhoras.

(4)

Entrevista ao Sr. Pe. Silvino Amaral

Esta entrevista vem no contexto de saber um pouco mais sobre o nosso

estimado Sr. Pe. Silvino Amaral em período de Manência Sacerdotal. O que tem feito, o balanço da sua vida como Pároco da Freguesia e os seus desejos para a Ribeira Quente e para o seu sucessor.

Balanço dos 50 anos do Pe. Silvino Amaral na Ribeira Quente:

Falar dos meus 50 anos vividos na Ribeira Quente daria para um volumoso livro.

No entanto, à guisa de balanço sumário poderei afirmar que acompanhei duas gerações da história local, destacando uma primeira geração com gravosos sinais de abandono social, de pobreza homogénea, instalada e conformista, ao ponto de a comunidade local ser vítima de estigmas negativos bem difíceis de eliminar.

Na segunda e última geração, tudo foi evolução. Muitos factores concorreram para uma lógica melhoria, sendo alguns de ordem cultural, administrativa e governamental, tais como: o pioneirismo dos serviços materno-infantis, o ensino obrigatório, o desporto, transportes, o 25 de Abril, serviços de abastecimento ao domicílio, confecção do Porto, melhoria de embarcações, melhores restaurantes, campo de jogos, influências imigratórias, telemóveis, computadores, internet, etc.

Outros factores por influência de acção da igreja, que, desde o princípio foi a única força interventora no meio, talvez até ao 25 de Abril.

Foi de uma importância a construção de raiz do Centro Social e Paroquial, que foi berço de alguma formação para Agentes de Desenvolvimento e Animadores Sócio-Culturais. Executou projectos: Leader, Now e Madre. Dos Agentes de Desenvolvimento nasce uma associação para o desenvolvimento local, com o nome Terra Mar , que deu rico contributo ao Artesanato e não só. Dos Animadores Sócio-Culturais surgem os Festivais de Verão para todo o Concelho, tornando incremento singular a Semana do Chicharro .

Esta, a par de alguns negativos poluentes da invasão maciça de pessoas, permitiram que a Ribeira Quente se tornasse sala de visitas par muita gente que a curto prazo vai gerando mais turismo, aproveitamento da praia e pesca desportiva.

Da Now nasce Grupo Folclórico de São Paulo, depois de tentativa gorada da formação duma Banda Musical, que agora está a ser constituída.

Do Madre surgem cooperativas autónomas: Cooperativa Solidária dos Pescadores de Ribeira Quente; Cooperativa do Celeiro da Terra, radicada no Ramalho de Povoação; CAIP , Centro de Apoio à Infância, radicado na Povoação e ao serviço do Concelho. Em simultâneo foi criada Lavandaria e Carpintaria , entregues posteriormente à Cooperativa Solidária dos Pescadores de Ribeira Quente.

Foi de suma importância o Centro Social por ocasião da Catástrofe de 31 de Outubro e continua a sê-lo com os ATL s. , com a congregação de múltiplas actividades que vão caracterizando desenvolvimento, tais como: Sede do Grupo Folclórico, local de iniciação da nascente Banda Musical, cursos vários de Violas da Terra, local de ensaios de Conjuntos Musicais, convívios de vária ordem, etc.

Deve-se também ao Centro a força estimuladora de desporto que passou por várias fases, bem como a manutenção dum Parque Infantil.

A Igreja na Sua Pastoral, para além do Centro Social, contribuiu para uma melhor qualidade de vida com os seus movimentos e grupos apostólicos, tais como: Agrupamento 260 do C.N.E., Acção Católica Rural, Catequeses e outros.

Podemos dizer que a Ribeira Quente é hoje bem diferente do que foi, passando de fechada e isolada a uma freguesia aberta ao exterior.

(5)

Em que consiste a Manência Sacerdotal

Aqui vivi toda a minha acção sacerdotal, até que chegou a altura de atingir os 75 anos de idade, patamar último que vai provocar a chamada Renúncia do Ofício , se o bispo bem o entender.

Segundo o Cân.184 do Código do Direito Canónico perde-se o Ofício Eclesiástico , por várias razões, entre as quais está o facto de de ter sido atingido o limite de idade estabelecido pelo direito ou por renúncia aceite.

Assim aconteceu após ofício pessoal dirigido ao Sr. Bispo a declinar a paróquia nas suas mãos, conforme manda o Código Direito Canónico.

Perder o ofício eclesiástico é o mesmo que perder a jurisdição . Esta dá o poder de exercer validamente (cân.146) qualquer cargo estavelmente constituído (cân.145) pelo Bispo por um tempo determinado.

Deixei de receber Provisão, perdi o Ofício. Perdendo o Ofício entrei na Manência, ou seja: entrei em permanente estado de isenção de serviços impostos pelo Bispo.

O Cân.185 do C.D.C. diz: Àquele que perder o ofício por limite de idade ou por renúncia aceite, pode ser-lhe conferido o título de emérito . Ao que parece esse título não chega a todos, mas só a quem lhe é conferido.

Por isso aqui estou na saudável MANÊNCIA.

O que faz actualmente

Actualmente, em voluntariado, tenho ao meu cuidado os Centros Sociais Paroquiais de Furnas e Ribeira Quente, por delegação do nosso Pároco Pe. Ricardo Manuel Melo Pimentel. Dentro do possível colaboro com o Pároco de Povoação celebrando em dias de preceito algumas missas (3) nos múltiplos centros de culto que existem na paróquia. Habitualmente celebro em Lomba do Carro, Cavaleiro e Botão.

Tenho algum compromisso de celebrar diariamente missas com intenções dos fiéis. Posso também ajudar os colegas noutras acções que me peçam.

Um desejo para a Ribeira Quente

Desejo que a Ribeira Quente prossiga rumo a um futuro risonho igualando-se com as demais comunidades no aspecto cultural, económico, social e turístico nivelando-se com o bom aspecto religioso que sempre possuiu.

Que os sonhos de sempre se vão concretizando, agora com a desejada banda musical. Que nunca perca a sua identidade acolhedora e simples, característica das terras do mar que sempre foi e será. Que se sinta reconhecida com os párocos que sempre teve ao longo da sua história, sobremaneira com o novo pároco que tanto tem para dar, se nós o quisermos.

Uma mensagem ao Sucessor Pe. Ricardo Manuel Melo Pimentel.

Outra coisa não poderei desejar ao Pe. Ricardo Manuel Melo Pimentel que não seja as melhores felicidades pastorais.

Tenho comigo e arquivada a última carta que o Senhor Bispo me enviou aos 10-10-2009 e que transcrevo parcialmente: No momento da passagem de testemunho depois de tantos anos ao serviço da comunidade de Ribeira Quente, com tantas alegrias e êxitos, mas também com tantas tribulações e fracassos, não posso deixar de lhe exprimir, em nome da Igreja, todo o reconhecimento. Bem haja! E que o Senhor o recompense como Ele só sabe fazer. Espero que continue a servir a Igreja dentro das suas possibilidades, na mais completa comunhão eclesial, sempre com grande fidelidade e com toda a confiança em Deus

Excluídos os fracassos são estes os melhores sentimentos que filtrados desta carta, gostaria reportar ao Pe. Ricardo, no concentrado do tempo, certamente mais curto, que vai estar connosco.

O nosso novo pároco já deu provas de inteligente e saudável integração na comunidade. Sinto-me prendado com o seu companheirismo e amizade, o que certamente estará a acontecer com toda a comunidade. Oxalá que seja por um tempo razoável de matura e renovada orientação pastoral ao serviço da felicidade das comunidades de Ribeira Quente e Furnas.

(6)

Este espaço foi criado para destacar e promover os artesãos da nossa freguesia, que devem ser muito valorizados. O artesanato é algo que deve ser divulgado, pois é um factor que contribui para o desenvolvimento e

reconhecimento da freguesia.

O nosso primeiro artesão a ser destacado é Adelino Carvalho. Com 60 anos Adelino dedica-se à escultura em pedra basáltica ou em madeira, bem como trabalhos em búzios e conchas. Todos os seus trabalhos são executados

manualmente com a ajuda de ferramentas feitas por ele mesmo, para conseguir esculpir.

Alguns dos materiais usados são: pedra basáltica; madeira; as suas ferramentas; cola; os búzios /conchas, etc.

Mencionou que faz porque gosta e começou para entretenimento.

Actualmente realiza principalmente para venda. A sua primeira peça foi um pato com pedra do calhau. Segundo ele, a pedra já tinha a forma do animal, apenas achou interessante e aperfeiçoou-a.

Este tipo de trabalhos já não tem muita procura como tinha antigamente, talvez devido à crise que se vive. Adelino já chegou a ter encomendas de 10 a 12 peças, o que o entusiasmava bastante. Hoje em dia, como já não tem muitos pedidos, faz apenas para ficar em stock, para um eventual comprador. É um tipo de artesanato interessante, mas muito trabalhoso.

Se pretender conhecer com maior pormenor os seus trabalhos, contacte-o através do seguinte número:

(7)
(8)

SEDE DA JUNTA DE FREGUESIA EM OBRAS

A SEDE DA JUNTA DE FREGUESIA ENCONTRA-SE EM OBRAS, PARA

MELHORAR AS CONDIÇÕES DO EDIFICIO, BEM COMO MELHORAR A

ZONA DE ATENDIMENTO AO PÚBLICO.

POR ESTE MOTIVO PEDIMOS DESDE JÁ AS NOSSAS DESCULPAS PELO

INCÓMODO DESTA INTERVENÇÃO QUE SERÁ BREVE.

JUNTA DE FREGUESIA DA RIBEIRA QUENTE

O dia 1 de Maio está a chegar, e todos os anos tem vindo a aumentar

a participação das pessoas, com Maios cada vez mais originais.

Vamos contribuir para uma Freguesia animada com os nossos

Maios, no próximo Sábado dia 1.

OTL 2010

Estão abertas, entre 9 de Abril e 9 de Maio, as candidaturas para o programa OTLJ, que visa

proporcionar aos jovens uma forma inovadora de ocupar os seus tempos livres, contribuindo para

a sua educação não formal, pela aquisição de novos saberes, normas e valores inerentes a uma

cidadania responsável, bem como o acumular de experiências sociais e profissionais

decisivas para a formação de cidadãos habilitados e responsáveis.

Inscreva-se no site:

http://www.otl.drj.azores.gov.pt/

ou na Junta de Freguesia.

Todos os jovens devem fazer a sua inscrição na Junta de Freguesia

ou na internet. Quem fizer na Internet TEM DE entregar o

comprovativo na Junta de Freguesia, até 4 de Maio, para

podermos fazer os respectivos projectos.

INFORMEM-SE TAMBÉM NAS VOSSAS ESCOLAS, NA JUNTA DE FREGUESIA, OU NO

SITE DA OTL SOBRE OS NOVOS PROJECTOS.

(9)

This document was created with Win2PDF available at http://www.win2pdf.com.

The unregistered version of Win2PDF is for evaluation or non-commercial use only. This page will not be added after purchasing Win2PDF.

Imagem

temas relacionados :