I V».. '1 & A CUIA (OiMCto 5 CASA HA RAIZ - v*ndo com tcmoiw ar condicionado Tr Tt» c/ Hatona OU Cwlo» «té»» 14:00 hormê. ^euminatorias^ H #B

Texto

(1)

I V»

.. '1 &

Jornal do Commerao

Cjg)

' * 8 * ' n> g

Ç A CUIA (OiMCto 5

Presidente: Guilherme Aluízio de Oliveira Silva

CASA HA RAIZ - v*ndo com tcMoiw • ar condicionado Tr Tt» 237-4613 c/ Hatona OU Cwlo» «té »» 14:00 hormê.

CENTRO Com 2 quarto*, ampl* cozinha da (antar a bantwtro. W R$ 30 000.00 Tal.

237-6261. Croci 963 - PF

*Fundado

§mQ^WÊSA^^ .AWQJBEhn . A*anaus- domingo t segunda. 24 e 25 de março de 1996 Edição 36.905 R$ 1,20

^euminatorias^ °Wtl

JKUflyUiBBLJ

H #B® 1^ I

'

ISHHr Wm. Q

*mSr -

iL ^WMBiL

. <<iW ^JshbBsP ^JS^. "Mwi| .JpBrolk*'; • JK^I; ^PIwf ®PW' ''^Iflj

^

* 1 w

1<WPMHH1 r

* jk

w\ , K >yx* ^_

'

Vf^P- , i , j',-^& ->3

L»z^ W#lfct3€^aaM3 I, I '

ikH

HriMf B^rl ¦

MP •- *M . AwHi

? I/

\

**

'

- -"•I. • . r '

**M5r m..

I

1 ^ H

P: *wg «j*\

Palmeiras e o Corinthians são os favoritos na Copa Brasil

Times campeões

nas oitavas-de-fínal

da Copa Brasil/96

A Copa do Brasil chega a sua segunda fase, sendo uma competição eliminatória. Esta etapa, já em fase de oitavas-de-finais,

promete muitos clássicos, e também surpresas

para os torcedores. Dentre as equipes de grandes clubes de futebol concorrentes à Taça Brasil, estão o São Paulo, Palmeiras, Flamengo, Botafogo, Corinthians, Fluminense e o Clube de Regatas Vasco

da Gama. (Página 2 do 2#.). O time flamenguista está sempre sendo favorecido de alguma forma

Arbitro tachado

| por favorecer o

Clube da Gávea

O comportamento do árbitro Walter Scnra no jogo em que o Flamengo venceu o Bangu, de virada,

por 2 a 1, em Conse- lheiro Galvão, provocou suspeita sobre os resultados do Campeonato Estadual de Futebol do Rio. A atitute antiética do jui/ foi condenada por dirigentes, jo- gadores e técnicos de outras agremiações futebolísticas, enquanto o vice-presidente de futebol do Vasco, Eurico Miranda, a presentou um protesto formal na Federação de Futebol do Rio, pedindo sua eliminação do quadro de árbitros da entidade. (Página 2 do 2*.).

Prefeitos

acusados

de

Conforme denúncias feitas pelo deputado Joaquim Corado, do PRP, vários prefeitos ama- zonenses estão enriquecendo ilicitamente, isto é, "metendo

a ' mão nos recursos públicos, fi- cando ricos do dia para noite e deixando de cumprir suas obri- gações de desenvolver sócio- economicamente os municí- pios, alguns dos

quais, já em estado de falência. O parlamen- tar deseja

que os fatos sejam rigorosamente apurados

pelo

Tribunal de Contas, com ô ob- jetivo de salvar os municípios do caos e punir os maus admi- nistradores,

que não se interes- sam pelos problemas da cole- tividade, pensando única e ex- clusivamente no seu bem-estar e em aumentar suas fortunas de modo irregular. Corado demon- stra claramente

que a dis- tribuição da arrecadação para o interior vem sendo má aplicada por parte de alguns alcaides.

(Página 3 do 1".).

FINANCIAMENTO

IVünlstério vai

liberar verba

municípios Vinte e cinco milhões de dólares, esta é a quantia,que o -

Ministério do Meio Ambiente dispõe

para financiar prefeituras, pequenas comunidades do interior e projetos de preservação ambiental. O coordenador do programa do

Ministério, José Edil Benedito, disse que essa é a linha de crédito financiada

pelo G-7, mais especialmente a União Européia e o Banco Alemão de Reconstrução, visando financiar

pequenos projetos de prefeituras de até 120 mil habitantes. Explica ainda que dentro desta estrutura de trabalho, existe o chamado

programa-piloto, lançado pelos governos dos sete países desenvolvidos em 1990, que começou a ser executado pelo governo brasileiro, através do Ministério do Meio Ambiente, em 1994. Esse projeto envolve um total de 250 milhões de dólares, em iniciativas

que atendem a questões relacionadas com gestão ambiental dos estados da região amazônica.

(Página 7 do 1#.).

¦HI. J

corrupção

O Governo l i derai liberou verba para a pre\er\açáo do meio ambiente

CONTAMINAÇÃO

Os perigos que

o lixo-hospitalar

traz à

população A questáo do processamento de lixo hospitalar no Brasil, fun- damental

para a saúde publica pe- Io perigo que representa, deve ser revista no sentido de absorver tec- nologias mais modernas que as utilizadas atualmente As primeiras posturas sobre lixo hos- pitalar (que inclui o proveniente de ambulatórios, laboratórios de análises clinicas, veterinárias etc ), obrigavam o processamento segregado do lixo comum através da incineração e a exterilização a vapor. (Página 8 do2*.).

Tratamento triplo

para combater a

Aids no Brasil

O Brasil, dentro de trés meses, passará a usar o tratamen- to triplo no combaie à Aids Isso ficou decido durante o encontro do "(irupo

de Concenso em Te- rapia Antiretrov ial", ligado ao Ministério da Saúde, realizado recentemente em Brasília, e ate ta os pacientes infectados com o vírus FUV que já apresenta sin- tomas de gravidade avançada Na medicação tripla aplica-se A/ T. DDI, ou DDC, em conjun- to com um inibidor de proteasc.

cujo nome nào foi definido 'Página 6 do 2*.).

tea, j

jr £¦ ¦

JHMp tBBIJIBF

¦ iSk :&£3m -»¦ W VHf H ^ • ••. ' M ¦ "Wm

r

APRESENTAÇÃO

Chitãozinho e

Xororó cantam

no Olímpico

A I Exposhopping de Conveniência, estará acontecendo na sede social do Olímpico Clube, no período de 6 a 14 do

próximo mês. Os organizadores

programaram shows com os cantores Chitãozinho e Xororó

(foto), e mais tres outros grupos. (Página 3 do 2".).

NEGOCIATAS

Bastidores do

futebol na novela

O Campeão

Está prevista para hoje a estréia da segunda co-produção TV Plus-TV Bandeirantes: O Campeão. A novela é baseada na obra de Aguinaldo Silva e escrita

por Ricardo Linhares. A trama enfoca o mundo do futebol e seus bastidores cheios de negociatas. (Página 7 do 2*.).

NOVIDADE

IVIarília Gabriela

estréia em abril

na TV do Sílvio

Confirmado: Marília Gabriela (I oto), estréia mesmo, no dia 2 do próximo mês no Sistema Brasileiro de Televisão (SBI).

depois de rescindir seu contrato com a CNT e de recusar uma boa proposta da

Bandeirantes

para voltar à emissora (Página 7 do 2*.).

M**Wi '%r

^ l^f_

i M

1':

-

mm i

*w- ¦ •

. .

;V

TEMPO

O tempo bo(e em Manaus será nublado com chuvas isoladas A temperatura es- tável será de 31/34 e a min»- ma de 23/25 graus

RIO NEGRO

O nível das águas subiu 05 cm A cota d água em re- laçáo ao nível do mar é de 25.63 m

DÓLAR

Comercial Flutuante Paralelo

Comprm Venda

0.966 0,966 0 967 0,986 0 963 0,967

OURO

Grama: R$ 12,61

TAXAS REFERENCIAIS

TBF TR:

URR UFM.

UBA SM

POUPANÇA:

2.1488*

0.8379*

R$0,8267 R$ 22.69 R$ 42,13 R$ 100,00 1.2731*

¦W. J

j

il

1 1!

(2)

2 -

Domingo, 24 de março de 1996

/gpur

r—

EDITORIAL

Sonho

Como todo o ser humano, o político, deputado Nonato Lopes, vice-presidente da Assembléia Legislativa do Estado, que chegou a ser cotado para disputar a prefeitura do Iranduba, tem um sonho que pretende materializar em breve.

Ser presidente da Assembléia Legislativa do Estado, para suceder ao deputado Humberto Michiles.

???

O deputado Nonato Lopes, que integra o grupo político do governador Amazonino Mendes, não é o único a sonhar com o cargo. Têm outros deputados governistas que já andam sonhando acordo com a possibilidade de presidir o Poder Legislativo do Estado a partir do próximo ano.

Sujismundos

Ao nos aproximarmos de uma acirrada campanha política, esperamos que os futuros candidatos, zelem pela cidade, que a bem da verdade está limpa e bem mais bonita que há alguns anos anteriores Os sujismundos precisam ter mais consciência

???

O juiz Luiz Alberto, coordenador da campanha, deverá ficar atento para punir

os infratores e os

"sujismundos"

que certamente surgirão por aí colocando faixas, cartazes e pichando a cidade no centro e nos bairros. É preciso que os candidatos sejam mais civilizados.

?????????????????????

Discriminação

Depois de muita polêmica i.itre jornalistas credenciados na ALE, a relação de pessoas que poderiam fazer uso do elevador foi mudada, desta vez incluindo os profissionais de imprensa, rádio e televisão que cobrem o dia-a-dia do Legislativo

? ??

A atitude dos dirigentes foi considerada por muitos como discriminação aos jornalistas e o nome de um deputado chegou a ser ventilado como único culpado pelo incidente.

Apesar de tudo, o elevador continua sendo usado por gregos e troianos.

?????????????????????

Festa do futebol

A torcida amazonense viverá hoje no Vivaldo Lima^ as alegres emoções do torneio i níc io do campeonato de futebol profissional Os clubes ainda não estão bem afiados, mas o certame deste ano promete ser bem melhor do que o do ano passado.

???

O que se observa, é que a ajuda prometida pelo Governo do Estado ainda não chegou aos clubes. As agremiações em dificuldades financeiras e sem fortes patrocinadores ainda não conseguiram meios para a formação de grandes equipes.

Privilégios

O polêmico privilégio de deputados e senadores contin- ua do jeito que estava. No afã de aprovar a emenda para a reforma da Previdência Social, o relator Michel Temer, do

PMDB, preferiu não mexer na questão

???

O hábil relator, na-

turalmente, seguindo

orientação do Planalto, disse que a matéria não era de sua competência e com isso, o I PC, que concede aposentadorias até com oito anos para deputados e senadores, con- tinua. Urna imoralidade.

Sem nomes

Apesar dos peemedebistas, como o deputado Antônio Cordeiro, garantir que o Partido tem muitos e bons nomes para disputar a Prefeitura de Manaus, a verdade c que o Partido se ressente de pessoas ligadas à política em condições de disputar bem as eleições

A grande esperança dos peemedebistas, reside na decisão do ex-governador Gilberto Mestrinho, que recupera-se bem da cirrurgia feita dias passados em São Paulo, em disputar a sucessão do prefeito Eduardo Braga.

Se isso não ocorrer, a coisa fica preta para o PMDB.

Denúncia séria

A denúnc ia de corrupção por várias prefeituras do interior do Estado, feitas pelo deputado Joaquim Corado, merecem e devem ser devidamente apuradas pelo Tribunal de Contas, a fim de que os recursos

públicos possam ser

devidamente utilizados

Nesse caso, não vale apenas apurar as denúncias.

Comprovadas as fraudes e corrupções, que sejam aplicadas aos infratores punições exemplares, para que sirvam de exemplo para a futura safra de prefeitos já em período de gestação.

???????«???????????«?

De aluguel

Outra denúncia feita ainda pelo deputado Corado e que merece atenção especial do Tri - bunal Regional Eleitoral, diz respeito o "inchamento eleitoral", especialmente de municípios próximos a Manaus

O grande número de eleitores, deixa quase a certeza de que políticos viciados, estão induzindo os chamados

"eleitores

de aluguel" a transferir seus domicílios eleitorais para garantir algumas eleições. Ainda está em tempo do TRE agir.

Celular

Municípios economicamente razoavelmente desenvolvidos no Estado, como Itacoatiara, Parintins, Macapuru entre outros, estão reivindicandojun- to à Telamazon a instalação da telefonia celular para facilitar a vida dos seus habitantes.

???

Particularmente, nos municípios próximos a Manaus, como Manacapuru, Iranduba, Itacoatiara e Presidente Figueiredo, a chegada da telefonia celular, representaria melhoria para os usuários do sistema em Manaus, que vivem fazendo um vai e vem entre Manaus e essas cidades interioranaa.

0 desemprego

"made

in Brazil"-

Recentemente,

com i> agra- vamento das preocupa- ções sobre o desemprego, na explicação do mau desempenho do mercado de trabalho, passou-se a dai muita ênfase á chamada

"globalização",

dentro das tradições de colori i ilismo cultural e de escapismo que prevalecem no Brasil

A coisa funciona assim: as notícias de tora dizem que lá, o desemprego vem crescendo por conta do aumenlo de produtividade que as empresas realizam. Isso, na seqüência do acirramento da competição mundial oue ocorre na esteira da globalização Jos diversos mercados nacionais A

partir dai, dado que tem havido aumento de desemprego no Brasil ou.

pelo menos, uma expansão insatisfatória do empicgoformal, com cartena assinada, conclui-se que somos vítimas do mesmo (fenômeno

Esse raciocínio é um sofísma cons- (ruído da seguinte forma se os nossos problemas acontecem ao mesmo tem- po, eles decorrem da mesma causa Isso é equivocado porque as maiores causas do nosso desemprego estão aqui inesmo, dentro do Pais, e têm pouco a ver com o que ocorre lá fora e que só em parte se repete aqui. Filas estão não na globalizaçãocmais na embromação com que temos tratado nossos próprios problemas.

Chega a ser óbio

que para haver aumento de emprego e preciso haver investimentos cio setor público e do setor

privado Mais escolas, hospitais, estradas, portos, fábricas, fazendas, shopping centers, restaurantes e tudo o mais, se surgirem, gerarão mais empregos.

Assim, se o emprego não está cre- scendo de inodo satisfatório, é, principalmente, porqueo investimento não ocorre na velocidade necessária Se observarmos a ta xa de investimento, medida com porcentagem do Produto Interno Bruto (PIB), ela está hoje ao redor de 17%, quando |á chegou a quase 25%. tio período do

"milagre econômico". Aliás, ao final desse

período, por volta de 1973, falava-se não em desemprego, mas em escassez de mão-de-obra Hoje, está sobrando gente. ou, o que dá no mesmo, faltando investimentos.

O que pode estimualr os investimentos? A questão damental está em resolver concordata do setor público, representada por um buraco, o déficit fiscal, e por uma divida que segue rolada e enrolada a juros altos, tipicos de um mau devedor Na base de tudo estão orçamentos deficitários dominados por gastos de custeio, seja ile pessoal ou do serviço da divida acumulada no passado. Não sobra para I investimentos

NO ESCURO DO QUARTO Rolan

trials o\\je tudo I I mais que

tudo neeea I L

EXAGERAPQI11EXAOERAPAljl

O

povo

será o

juiz...

* Osny Araújo

Não resta a menor dúvida de que a classe política brasileira vive a grande expectativa da reeleição, projeto i|iie tramita pelo Congresso Nacional e

Sue

poderá vir a ser votado logo. depen- endo do interesse dos próprios politi- cos A questão, começa a ser ainpla- mente discutida e quem mais torce pela sua aprovação de imediato são os atuais prefeitos que sonham com a possibilidade de continuar no cargo

A proposta que engloba reeleição para presidente da República, governador do Estado e prefeito, certamente mexerá com muitos interesses e so por isso, porque muitos parlamentares lederais virtuais candidatos a varias prefeituras, o projeto corre o risco de não vir a sei apreciado este ano, mas tudo poderá acontecer até pelo "lobbie"

que está sendo leito pelos atuais prefeitos, que vivem fazendo romarias a Brasília

Particularmente, sou inteiramente favorável a reeleição. Esse negócio de dizer que a não reeleição impede a uti- li/ação da máquina administrativa é pura '

balela' Todos sabemos que essa utilização acontece por via indireta, com os governantes, proibido de concorrer por força legal, gastando tudo o que devem e o que não devem para eleger os seus sucessores

Ora, num processo democrático como o que vivemos, porque não viabilizar a reeleição? Sabemos que essa prática já ocorre nas grandes democracias do mundo e porque não no Brasil ? Diz-se por aí, que o Brasil está mudando, está vislumbrando o primeiro mundo, estão, vamos inudar também a nossa regra eleitoral

Na questão da maquina

proibida de ser utilizada para lins eleitoreiros, existem mecanismos para impedir que os governantes candidatos a reeleição esbamjem o dinheiro público em campanha política Basta fazer cumprir a Lei Afinal, epara isso que existe Justiça Caberá ao Poder Judiciário manter uma severa e intensa fiscalização para evitar que esses abusos possam a ocorrer numa reeleição, como alias ocorre, sem esse processo em vigor.

Nada mais justo do que a própria sociedade decidir. No caso específico dos prefeitos, já que nos aproximamos de uma eleição

Quem estiver i ea- lizando bom tra- ballio, realizando obras em favoi do povo e admins- trando de maneira transparente, possivelmente será reconduzido

ao cargo, mas quem não proceder assim, certamente será condenado pelo povo, no julgamento popular que Iara através do voto Sinceramente, não vejo nenhum motivo para temer uma reeleição

Para os bons e que tem amplas possibilidades de reeleição, a certeza de que o trabalho aprovado pelo povo terá continuidade, evitando correr o risco de paralisações absurdas, consi- derando que é costume no Brasil um governante não dar seqüência as obras do seu antecessor, mesmo que estas sejam

para beneficiar a sociedade O lato é que para determinados governantes, para esses que tomam posse e não assumem os encargos, mas apenas os cargos, quatro anos é tempo demais, mas para os bons, os Time

que esta

ganhando

não se mexe

que buscam realizar alguma coisa o tempo é curto e não dá para viabilizar grandes projetos, o que será possível com a reeleição e se o governante foi reeleito c porque o trabalho que vem realizando tem o aval da população que deseja vei a sua continuidade

Esse negócio de dizer que o povo vota mal, não sabe escolher bem os seus candidatos, não me parece sei uma visão muito atual De um modo geral, hoje o eleitor brasileiro esta muito mais esclarecido, mais politizado, discutindo maisas questões político-adininistrativas, iazendo cobranças dos discursos e pro- messas políticas e quem não rezar poi essa nova cartilha, certa- mente estai a em desgraça com o Bar— eleitorado e não adiantará tentar uma reeleição. Nesse caso, o melhoi será abrir o caminho para outro

o fato é que existe uma grande expectativa em torno da releição ainda para este ano, a líin de que os atuais prefeitos possam participar do processo e a prova disso, a deinons- tração claia de que a coisa começa a ser articulada, é que loi alterado o prazo para a desincompatibilizaçio eleitoral dos executivos que desejarem ser candidatos a prefeito Para as Câmaras Municipais, a desincom- patibi li/ação acontecerá até o dia dois deabril mas no segundo caso, opra/o só vencera no próximo dia dois de laneu o, o que significa di/er que todos ficarão na expectativa da aprovação pelo t ongresso Nacional da reeleição, também para prefeitos e que os atuais

possam sair candidatos, o que í ' naturalmente acontecerá, como nosso prefeito Eduardo Draga, o que seria uma boa para todos

Não dá para ser diferente Todos sabemos que mais c edo ou mais tarde, o Brasil tera que adentrar o caminho da reeleição a exemplo das grandes democracias do mundo, a fim de que o povo funcione na realidade como o grande juiz, condenando ou absol vendo os seus

governantes, como lá ocorre para o Legislativo, onde vem se observando grandes renovações a cada quatroános, numa demonstração clara de que o eleitor está procurando escolher com mais critérios os políticos para os quais passara uma procuração através das urnas No meu entendimento, a reeleição é um mal necessário e que não mete medo a ninguém e se tor cumprida a Lei, o que parece difícil, mas não impossível, o dinheiro público será resguardado e aplicado corretamente em obras e investimentos que realmente possam beneficiar a sociedade e não candidaturas

Seguindo uma regra elementar, muito cobrada por dirigentes de clubes aos seus técnicos, não se deve mexer" cm time que está ganhando

< tra, se o governante está dando conta do iceado, estaagrandando com a sua administração, está zelando pela coisa pública e pelo bem comum, por que que diabo mudar? Em time que está ganhando não se mexe e essa máxima poderá ser perfeitamente adaptada para a política

* O*ny Araújoé lomalista, analista político e escreve sempre aos domingos (I )a equipe JC)

a

J. J

fl:í:

«MBUMA

Apesar da blitz que vem sendo feita pela Covisa, o pão que se come em Manaus, continua com mais bromato do que trigo

????????????a

As agências de viagens estão felizes da vida com as boas vendas dos

"pacotes"

para a Semana Santa.

?????????????

Os

"pacotes"

para o ex- tenor, como por exemplo o Caribe estão praticamente esgotados. Os preços são bem mais baixos do que para o nordeste

?????????????

Várias lojas de médio

porte em Manaus,

ameaçam encerrar suas atividades. As vendas

estão em baixa e o melhor negócio é procurar outro ramo de vida.

?????????????

Os partidos legalmente constituídos no Estado, estão realizando suas convenções na capital e no interior.

?????????????

Todos estão pre-

parando-se convenien- temente para as eleições municipais de outubro.

N inguém quer ficar de fora dessa refrega.

?????????????

As lojas especializadas já

estão repletas dos

tradicionais ovosde Páscoa, dando água na boca da garotada O que não agrada muito são os preços

JC

Jornal do ( ommcrcio

Fundado em 02 de janeiro de 1904

%

Rádio Baré Ltda.

AM STÉRIO 1440 KHz *

OT 4.895 KHz

Guilherme Aluízio de Oliveira Silva Diretor-Presidente

e Editor Geral

Propriedade da Empresa Jornal do Comércio Ltda C.G.C 04.561.791/0001-80

Sede própria â Avenida Santa Cruz Machado n" 170 - bairro Japiim - Telefone Geral (092) 237-3993 - Endereço ! elegrafico JOCOMERCIO - telefa* (092) 237- 5515 Manaus-Amazonas-Brasil

Representante em Brasília Difusão Assessotia e Comunicação Ltda SDS Edifício Eldorado, Conjuntos 204e 205 Telefone (061)225-2713

Representante em Sio Paulo - SP Rua Dona Ana Pimentel, 247 CEP 05002-040 - Água Branca Telefone (011) 262-5919 -262-2521 - 262 3413

FAX (011)62 0702

Representante no Rio de Janeiro - RJ

Rua da Assembléia, 10 - Grupo 1521 - Centro

CEP 20011 - Cândido Mendes Telefone (021)531-1719 FAX(021) 531-1843

.Sãs S ASSOCIAÇÃO S S ST53T _ & NACIONAL

DE JORNAIS

SIP Sociedade Interamericana

de Imprensa

Representante em Belo Horizonte- MG A v Alvares Cabral, 374-S/1508 Telefone (031) 222-1599- Fax (031) 222-1599

Representante em Curitíba-PR: Rua Benjamin Constant, 67 - Conj. 1002 CEP 80000

Telefone (041) 223-4884 - Fax (041) 223-4884

Representante em Recife-PE Ru»

Jerônlmo de Albuquerque, 44 - Casa Forte

CEP 52061-470

Telefone (081) 441 1635 - Fax (081) 268 0321

SINEJA

¦m

SINDICATO DAS EMPRESAS JORNALÍSTICAS DO ESTADO

DO AMAZONAS

us artigos assinados sâo de responsabilidade dos autores e nto refletem necessariamente a opinito do Jornal do Commercio

jQuerido,

a mo vocel

male

que tu do

L neeea vidal

[Querlda,

a mo voce

"1

I mais que

tu do neee a

L ena outra vidal J

(3)

JORNAL DO COMMERCIO

Política

Domingo, 24 de março de 1996 - 3

CORRUP

Prefeitos

enriquecem

ilicitamente

Desincompatibil

ização

com novo

prazo agrada

tk deputado Enéas Gonçalves (PPB) garantiu, que a desincompatibilização dos pretendentes aos cargos de prefeito e vereadores, nas próximas eleições de outubro, recebeu um forte avanço com a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que dividiu, o processo em duas etapas Para Gonçalves, com essa nova fórmula, os atuais ocupantes de cargos de confiança terão mais tempo para se dedicar às suas atividades", não será preciso que os secretários municipais, por faemplo, desocupem, agora, suas gavetas. Eles ganharam mais dois meses para executar suas tarefas'', disse Enéas.

Na avaliação do parlamentar, a JÇão do TSE, os pretendentes a cSfcos majoritários

podem deixar o cargo quatro meses antes das eleições, enquanto os concorrentes à Câmaras municipais,

podem, a partir de agora, deixar o cargo seis meses antes. "Isso

é um avanço, sem dúvida alguma", garante Enéas Segundo ele, o próximo passo será o Congresso Nacional aprovar a lei que permite a reeleição dos prefeitos, governadores e presidente da República

- Se essa lei ja estivesse aprovada, o prefeito de Manaus.

Eduardo Braga, seria uni forte Lmdidato Afinal,justificado pelo grande trabalho realizado em

Manaus, Braga seria nào apenas um candidato, mas o verdadeiro candidato de quem gosta dc trabalho , garantiu Enéas

O parlamentar parintinense explicou

que, com a possibilidade de concorrer á reeleição, os executivos de város níveis da atividade pública, certamente alavancarão com mais substância seus

programas de governo Os governadores e prefeitos vão trabalhar mais e mais Vão sem dúvida, desenvolver propostas de alto alcance social. beneficiando a comunidade com projetos que solucionarão velhos problemas", disse Enéas

Os deputados Belarniino I ins (PFL), ValdenorCardoso(PSI)B) e Francisco Bambolê Rodrigues foram unânimes eni apoiar as diretrizes do pronunciamento de Enéas Gonçalves, afirmando que a tese da reeleição servira ao contrário do que se pensa, mais uma arma

para controlar os gastos dos município. Segundo Cardoso quem tiver competência para administrar, vai receber o aval da população

"Quem

secomp >rt,it mal, vai ser colocado para fora pelo voto Isso, sim, é importante disse

Para Bambolê Rodriguc com a possibilidade da reeleição almin prefeitos do interior que gastam mais do que podem, certament vão refrear seus impulsos

i denúncia de que vários

prefeitos no interior do Amazonas

não sabem dividir e

estão enriquecendo

ilicitamente,

Joi feita

pelo deputado

Joaquim ( orado, do 'PRP,

que alertou ainda a Justiça Eleitoral

para o Mincitamento "

de eleitores em vários

municípios, alguns

com mais eleitores

que habitantes.

Osny Araújo

O deputado Enéas Gonçalves, gostou do novo pra/o

Reformas

podem corrigir

desigualdades sociais

Brasília (ABR) - A preocupação com as desigualdades sociais não deve ficar restrita ao governo Elas são o retrato da pobreza em massa e so com a ajuda do Congresso Nacional devem ser revertidas A avaliação é do presidente da Comissão de Assuntos Sociais do Senado. Bem Veras (PSDB-CE), que defende a rápida aprovação das reformas constitucionais como o caminho mais fácil para "acorreçãodesses absurdos que existem na organização do sistema

político e econômico do Pais".

Ministro do Planejamento do

Íoverno

Itamar Franco, Bem reras

lamenta o fato de o Brasil conseguir" o milagre de manter caladas populações gigantescas em situação de miséria, sem que elas reclamem ou forcem uma estrutura de regime no sentido de mudar". Essas e outras considerações do senador a respeito do assunto foram divulgadas na última terça-feira, na abertura do seminário sobre a pobreza no Brasil.

Segundo o parlamentar cearense, o grande paradoxo do Brasil é que os ricos normalmente recebem mais dos gastos sociais do Estado, o que, na sua avaliação, acaba contribuindo

para que as pessoas vivam cada vez mais em condições desiguais. Com bases em dados do Banco Mundial, Veras observa que, na pratica, o setor público

'

é um Robin Hood às avessas".

Segundo ele, além do levantamento da situação de pobreza no Brasil, o documento do Banco Mundial, denominado

Brazil - a poverty asscssnicnt revela graves denúncias a respeito da natureza regressiv a do -; ast<>

sociais "Os

números compmv ain que os ricos são mais I n aquinhoados pelo sotoi púbhi >

assegura o senador

•No seu entendimento .t despesas publicas na are.t si>< ial são elevadas e recursos não têm sido a restrição maior p ,ra ilustrar acrescenta qu ¦ m <n foram gastos cerca de IM >(

bilhões, o equivalente ,i do Produto Interno Bruto (PIB) 1K acordo com scusdadt >¦>, cm termos per capita o Brasil gasta na irea social tanto quanto a Argentm ¦ o Uruguai, o Chile ou a ( osta Piei

"0

problema é que a ineficiência da maquina

pública faz com qia os nossos indicadores sociais sejam tão baixos como os da Bolívia Honduras e I laiti di-.se Bem Veras

Lembrando que o ( ongresso e peça fundamental nesse contexto o ex-ministro apela aos parlamentares no sentido de aprovar com rapidez todas as reformas constitucionais propostas pelo presidente Fernando Henrique ( ar doso I o único caminho para atendei aos reclamos da cidadania e para garantirmos a construção de uma nação moderna e competitiva, assim como mais justa e mais igualitana assinala Veras

Promovido pela Consultoria Legislativa do Senado, o seminário reuniu técnicos do Baiico Mundial, assessores ela ( amara e do Senado e especialistas do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)

Muitos prefeitos amazonenses estão metendo a mão nos recursos públicos, cnriquecendododia para ,i noite deixando de desenvolver soi. o. economicamente os municípios, muitos dos quais estão '. m estado prc-falimentar A denuncia foi feita pelo deputado Joaquim (orado do PRP, esperando

que as autoridades competente; possam investigará fundo essa questão e livrar os municipn>s dos maus

prefeitos que m*" tem interesse com a coletividade,

pensando única e exelusiv amenteemseu bem-estar, aumentando ilegal e ilicitamente as suas fortunas

parlamentar, que praticamente desde que assumiu o

mandato na Assembléia

I iigisl.iiivadol stado vem batendo forte no prefeitos corruptos do

\nia/ona: fez a denúncia com base num criterioso levantamento feito pela sua assessoriaem cima dos i i ursos federais c estaduais qui são destinados as prefeituras

do Amazonas, chegando

claramente á conclusão de que o linheiro não está sendo dev idamente aplicado

()s estudí >s mostram claramente que a distribuição da arrecadação pai.i os municípios, além da ma aplicação por parte de alguns prvfc itos um estado fahmentar dc u; municípios que possuem maior população, como por exemplo, I efe. Manacapuru, Parintins.

( nau I abatinga c Itacoatiara e outros que não estão recebendo P cutsosquedevenam,oriundos do Fundo de Participação dos Muni* ípiosedo K MS. em função do atuais cntérios estabelecidos jue no seu entendimento são prejudiciais a maioria dos municípios amazonenses

\Kv.i (i parlamentai que é i rei irio-geral da Assembléia ei;i dativa do I stado e integra o bloco iiivernista liderado pelo 1'overn loi \mazonino Mendes, que essa distribuição de recursos,

na verdade, nào vem

acompanhando o crescimento populacional desses municípios, defendendo uma imediata re\ isào nos i ritétios. cv itando, enquantoé tempo, uma situação mais caótica ainda e quem sabe ate mesmo calamitosa

I *iss linda o deputado ( orado, que se nao bastasc esses critérios dan< >sos aos municípios, alia-se a

mam jtf 1|H21

miJKf %

j...

i ldtíír"'*''0

JOa<,U'D1 ( onM,°' garante que tem prefeito ficando rico com dinheiro público e fala de fraude

isso ainda, as próprias condições da economia estadual, praticamente concentrada inteiramente em Manaus, que fica com noventa e oito por cento de toda a arrecadação, destinando apenas dois por cento ao interior, o que espelha claramente que a economia intcrioana

praticamente não existe

Precisa mudar

Preocupado com essa situação pré-falimentar dos municípios do Amazonas, o deputado Joaquim Corado, adverte que se não houver uma ação concreta e urgente

para mudar esse quadro, o futuro sera negro para a maioria dos municípios do Ania/ona.s.

que hoje, ja \ ivem em grandes dificuldades com os poucos recursos recebidos, "isto por parte dos prefeitos sérios e que realmente desejam tra- balhar em favor do bem-comum, dei\;uido naturalmente de lado, aqueles prefeitos, que só pensam em engordar ainda mais as suas recheadas contas bancarias".

Enquanto os critérios não mudam, o deputado Corado. vê como grande c inteligente saída para o fortalec imento da economia interiorana.o lll('iclopro|ctadoe que vem sendo implementado pelo governador Amazonino Mendes, um projeto audacioso e que certamente gerará profundas alterações nesse quatro que hoje e caótico no nosso interior"

O parlamentar não tem nenhuma dúv ida de que a curto prazo, o centro de toda essa mudança está no III Cicloque sem nenhuma duvida sera o grande agente do desenvolvimento sócio- econômico do interior

Voltando a se reportar aos recursos públicos destinados aos municípios, que no caso amazonense são vitais

para as administrações, considerando que nenhum tem meios para sobrevn cr com sua própria arrecadação, como IPTU e outras taxas ou tributos, o Fundo de Participação dos Municípios, o FPM, tem como critério a arca geografica e inversamente a icnda per capta e

esses critérios, na opinião do parlamentar devem ser alterados, passando por uma profunda revisão

Corrupção

No lev antamento realizado pela sua assessoria. o deputado ( orado chama a atenção

para o fato dc existirem municípios com menor população, mesma area e menor renda per capta, recebendo esses recursos

publ icos mais que outros em situações inversas, o que no seu entendimento é um verdadeiri>

absurdo

Ele esclarece que

"alem dos critérios hoje legais embora incorretos para esse rateio, certamente devem existir implicações

políticas e administrativas e que, ate mesmo fraudulentas, escondendo a coerência e a proporcionalidade para essa distribuição

Na sua ótica, os atuais entenos não refletem em nenhum momentc>

as reais necessidades, con- siderando que os municípios desenvolveram

populacionalmente e não economicamente e a arrecadação não acompanha esse quadro

Apesar de tudo isso, o deputado Joaquim ( orado reconhece que existem alguns municípios no Amazonas que conseguem arrecadar razoavelmente bem. mas infelizmente esses recursos não estão sendo aplicados em investimentos socio-econòmicos

Existem municípios no Estado bem de vida - afirmou - e certamente os prefeitos devem estar desviando esses recursos

para fins não muito licitos e como exemplo, cirta opelo menos dois prefeitos, o de Presidente Figueiredo, o município

que mais arrecada no Estado, a depois de Manaus e Amatura. que possuem elev ada renda

per capta em função dos recursos recebidos Ele acrescentou que citou apenas esses dois exemplos, por conhecer bem de perto as suas realidades

"

Revoltado com essa situação e reafirmando as denúncias que de ha muito vem fazendo da tribuna da Assembléia Legislativa do I stado. ( orado não mediu as

palav ras para afirmar que

"

têm prefeitos no Amazonas que não conhecem as quatro operações e só sabem somar e multiplicar", referindo-se, naturalmente aos prefeitos, que segundo ele estão misturando o dinheiro publico com os deles e depois não sanbem mais dividir e como eles nào sabem separar, findam ficando com tudo".

Fraude eleitoral

Paralelo as questões econômicas, os estudos realizados pelo seu gabinete refletem também em cima da população eleitoral üfn todo o Estado e foi ai, que o deputado ( orado deparou com mais uma seria irregularidade, sinal claro

que existe corrupção e fraude eleitoral, fato que deve ser apurado imediatamente

pelo Tn- bunal Regional Eleitoral, prevenindo grandes danos nas eleições de outubro proxtmo

( om base nesses estudos, o deputado afirma

que ha umagraraie tendência para principalmente, os municípios que ficam, mais próximos a Manaus, apresentem problemas de "mchamento eleitoral", como é o caso de Presidente Figueiredo

que possui H 098 habitantes

para uma população eleitoral de 9 515 eleitores, um verdadeiro absurdo, considerando

que o município possui 17 por cento de eleitores a mais que a sua própria população

Para se ter uma idéia mais concreta da gravidade dessa situação no interior, os dados demonstram

que uma grande parle dos municípios tem a

população eleitoral bem superior a ^0

por cento dos seus habitantes, demonstrando claramente fortes indícios dc um '

inchamento eleitoral com vistas as próximas eleições,

para favorecer determinados candidatos

Nessa situação suspeitas estão os municípios de Beniri com ^

E)r

cento. Anamà. 7 i, \non, 65, 10 Preto da Eva, 67; Nova Olinda do Norte, 71*. Autazes. 71, Iranduba. 64, Apuí. 100. alem dc Presidente figueiredo

que tem 17 por cento há mais do que a sua própria população

1 x-prefeito de fabatinga Comissão

quer

reabertura

quer

retornar ao cargo do inquérito do Riocentro

A|>ti>\ ertando h -ua

passagem por via naus, o c\-prefeito de Tuhatingu, 'oel Santivs <PPB) iivisum-ae com o pi< idoiite la Assembléia Legislativa I I stado deputado Humberto Mi hilesiPPB) oportunidade em que fc/.M noite para o Poder 1

egislativo i siadual

participar hoje da Convenção Municipal do Partido Progressista Brusilt in>

<) te prefeito Joel Santos devera ser i mpossado presidente do Diretório M 'luctp <1 do PPB e vai concorrer nas eli i.. <c< deste an" .1 Prefeitura Munic- ipal de I tbatinga

quando tentara ganhai a preferência J<u eleitores a fim de cr • sucessor do prefeito I ran- cisco Balieuo

No et it i ebido

pelo presidente da Al 1 '

rt>. Miohlles na sala da presidência do Poder Legislativo, o es prefeito Joel Santos fttlou dos trabalhos

que vem realizando em

»b d mga pi mi ipalmente na sede do

¦MAllipio e na /orui rural i)s dois.

também trocaram idéias, afinal, quando Joel Santos ganhou a primeira ve/ .i assumiu a Prefeitura dei abatinga u .xbeu um grande apoio do deputado I lumberto Michiles, oportunidade em que ambos pertenciam ao extinto PI X ' comandado no Amazonas pelo governador Amazomno Mendes

Joel Santos disse que vai receber mais urna vez o apoio do Partido da Frente Liberal, embora seja filiado do PPB, mas os dois partidos formarão aliança no pleito deste ano O vice candidato da chapa do ex-prefeito Joel Santos será o empresAno DaliL > Cues - ta, que em XH foi o Mce-prefeito do mesmo na administração antenor

A escolha doa candidatos do Partido Progressista Brasileiro segundo Joel Santos esla mareado para o próximo mês de junho sendo que nesta data. o governador Amazomno Mendes deverá ir coma sua comitiva na cidade de Tabíitinga oportunidade em que lançará o programa Terceiro Ciclo

Brasília (ABR) - A Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados vai discutir, na próxima semana, a possibilidade de reabertura do caso Rioccntro atentado atribuído a militares, ocorrido em 19RI, durante show em comemoração ao Dia do Trabalho A intenção do presidente da comissão, deputado Helto Bicudo (PT-SP), é solicitar ao Ministério Público abertura de inquérito pela Polícia Federal

A primeira tentativ a de colocar o assunto em pauta na comi s .s ào foi frustrada na semana

passada 0 deputado Agnaldo T imoteo (PPB- RJ i obstruiu a votação, pedindo verificação dc quórum e teve succiio Na ocasião, foi apresentada aos integrantes da comissão a fita sobre ocaso, exibida na sexta-feifll

passada no programa Globo Repórter Bicudo entende

que existem fatos novos que lustifkam arcabertutado inquérito, arquivado

pelo Superior Tribunal Militar

Para que a comissão coloque a discussão em pauta, c necessária a aprovação de 13 de seus 2^ titulares Depois disso, havera uma agenda de convocação de autoridades, militares e pessoas que tiveram algum envolvimento na caso para prestar depoimento No atentado, morreu o sargento Guilherme Pereira do Rosário e ficou ferido o então capitão Wilson Machado, ambos do Exercito Eles estavam no carro onde explodiu a bomba, proxtmo ai locai do espetáculo

Pa» o Centro de Comunicação Social do Exército nào cabem comentários sobre o assunto O Exército entende

que o problema está superado, )á que houve arquivamento do inquérito D

mam jgf 1|B2|

miJKf %

j...

(4)

4 - Domingo, 24 de março de Í996

Geral JORNAL DO COMMERCIO

Ministro inaugura hospital em Mato Grosso do Sul

Campo Grande (ABR) - O mi- nistro da Saúde, Adib Jatene, volta ao estado de Mato Grosso do Sul para a solenidade de inauguração do Hospital do câncer "Professor Alfredo Abrãqo". Na agenda preparada para a ocasião, ainda constam a visita ás obras do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, a inauguração do Almoxarifado da Fundação Nacional de Saúde, uma reunião com secretários ligados aos setores de finanças, obras públicas e saúde e a abertura do "Primeiro Congresso da Saúde no Mato Grosso do Sul".

O estado de Mato Grosso do Sul foi um dos primeiros a retomar obras paralisadas no setor de Saúde, graças à parceria entre a União e o Governo Estadual. É o caso do Hospital Rc- gional que está previsto para ser entregue parcialmente até o final do semestre, uma vez que o Ministério garantiu recursos necessários

O hospital do Câncer, contou com a ajuda financeira do governo estadual e iniciativa privada, e será entregue à população totalmente pronto e equipado, tendo como mantenedora a Fundação Carmem

GM exporta

meio milhão

de veículos

A General Motors do Brasil atingiu mais um recorde histórico em suas atividades no pais Fechou o ano de 1995 com uma expressiva marca na area de exportarão, de 500 mil unidades vendidas nosúltimos 22 anos (período de 1974 a 1999), distribuídas para 75 países O valor global dessas exportações chegou a quase USS 4.0 hilhfie*.

Num ano em que a indústria automobilística brasileria sofreu queda de 29%

na exportação em 1995 (267.966 unidades), em relaçio a 1994 (378.489) a GM registrou crescimento de 81% no mesmo período, exportando quase 40 mil unidades Em 1994

•uas exportações foram de 21.623 veículos Em valores a OM exportou o equivalente a USS 300 milhões com crescimento de ll)°o em relaçio ao período de 1994 (USS 270 milhfte»)

Os países que mais importam veículos da General Motors do Brasil, em 1995, loram Argentina, Chile, Colômbia, México, Uruguai e Paraguai.

A OM exporta quase todos seus modelos que produz nas fábricas de São José dos Cam- pos e São CAetano do Sul. Encabeçam a lista o Corsa, Monza e as pick-ups da Série 20 As exportações são de veículos montados, "SI IP"

(single unit package), ou desmontados, 4 4CKD' *

(completely knocked down), além de motores e peças de reposição e de produção

Dobrar exportações

A meta da GM para 1996 é ainda mais ambiciosa em comparação com o resultado de 1995, já que suas exportações poderão chegar a USS 700 milhões, mais do que o dobro do ano passado Em volume a GM também prevê dobrar as exportaçSes com mais de 70 mil unidades em "CKD"

e "SUP"

O maior volume de exportação será de unidades em "CDK"

com mais de 40 mil unidades, incluindo nesse número 30 mil unidades do Corsa Sedan, o mais recente modelo da família Corsa

Prudente A solenidade terá início às 15 horas e 15 minutos.

Logo após a solenidade, Adib Jatene seguirá viagem para São Paulo

O secretario da Saúde e do Meio Ambiente do Rio Grande do Sul, Germano Bonow, informou que a população do Estado não precisa se alarmar ou entrar em pânico porque os casos de meningite registrados atéa I Ia seni:ma de 1996, no Estado, são menoresdoque os notificados no mesmo período do ano passado".

Nesta capital, foram registrados este ano, seis casos de meningite tipo C, com I óbito; em Caxias do Sul, foram três também com a morte. Na região abrangida pela 10* Delegacia, com sede em Alegrete, que se estende pela fronteira e zona da Campanha, Uruguaiana foi a cidade mais atingida

Nestes quase 70 dias do ano, ocorreram 22 casos em todo o Rio Grande do Sul, com 3 óbitos. Em 1995, na mesma época, na capital gaúcha foram conhecidos 11 doentes;

na região metropolitana 22 e em todo o estado 34 registros de meningite meningocogica tipo C

t"7 ,. i tmw .**. '

-f |j|

¦Kff * § L,

Aprovado o

plano

de

combate a dengue

Brasília (ABR) - O ministro da Saúde, Adib Jatene, não adiantou detalhes sobre a execução do plano contra a dengue, mas assinalou que o trabalho terá a mesma intensidade e apelo popu- lar da Campanha Nacional de Erradicação da Poliomielite, desenvolvida também de forma articulada com as diversas esferas do governo desde 19X0

A '

fase de ataque", a doenças prevê, entre outras ações a veiculação de campanhas educativas na mídia, cujo princi- pai enfoque será o de orientar a população sobre as maneiras de como evitar a proliferação do

"Aedes

Aegypti". Entre as recomendações, a população será aconselhada a evitar o acúmulo de água em pneus velhos, vasos de cemitério e calhas de chuva, fora outros lugares utilizados como enadouros pelo mosquito

Outra orientação - esta para o setor publico - é no sentido de que haja uma nova destinação

para o lixo urbano, que não poderá ser combatido é a freqüente interrupção no serviço de abastecimento de água registrado

em centenas de municípios brasileiros, disse o ministro.

De acordo com Jatene. isso faz com que a população armazene água em locais impróprios e de fácil acesso para o mosquito transmissor da dengue, com latões e vasilhames domésticos As Forças Armadas também serão mobilizadas no trabalho de erradicação da dengue. Elas vão atuar na vigilância de portos e aeroportos, considerados portas de entrada e saída do Aedes

Dos 27 estados brasileiros, apenas quatro ainda não registram nem focos do mosquito transmissor nem casos de doenças: Acre, Amazonas, Amapá e Rio Grande do Sul Na Bahia e no Rio de Janeiro o problema é grave. O primeiro no ano passado, registrou 34 mil e 507 casos, eo segundo 26 mil e 376. Juntos, a Bahia e o Rio respondem por mais da metade das notificações da doença feita no ano pasado em todo o país

Com as medidas que serão tomadas, o Brasil segundo o ministro Adib Jatene, será o primeiro pais da América Latina a ter um plano completo de

erradicação da dengue, que servirá inclusive, de modelo para as demais nações Proximadamente ele pretende apresentar o plano brasileiro à Organização Pan- Americana de Saúde (OPAS), que poderá sugerir a adoção das mesmas medidas aos demais países da América Latina

A preocupação com a erradicação da doença, conforme o ministro, advém de outros exemplos mundiais, como no sudeste asiático, onde não houve, entre as décadas de 50 e 70, uma investida radical de seus governos no início da infestação do mos- quito transmissor, o que favoreceu o surgimento de grandes epidemias e a evolução da dengue simples para a dengue hemorrágica, esta considerada fatal em grande parte dos casos.

Na américa Latina, o problema ainda é relativamente novo Os primeiros casos foram verificados somente a partir da década de 70, dado que permite ao governo, segundo o ministro da Saúde, trabalhar com uma certa tranqüilidade no combate à doença.

Vidas e Fatos do

"JC"

de Antanho e Vidas de Sempre

JOÃO CHRYSÓSTOMO DE OLIVEIRA (Das Academias Amazonenses de Letras. Evangélica de Letras do Brasil

e Brasileira de Língua Portuguesa)

O aposentado e

seus sen/iços

O aposentado é um ente que, logo ao afastar-se dos seus serviços faz falta, é elogiado, desperta saudades e sente saudades

Os seus valiosos serviços, ninguém deixa de valorizar e elogiar. Seu chefe e seus colegas que passam a

"EX"

sempre o recordam e o exalta pela sua competência e dedicação. Sua visita é umna desta e sua palestra, uma lição e suas atitudes marcadas no ambiente de trabalho, uma inspiração.

Mudanças

Transferências, novas

aposentadorias, novos

afastamentos, substituição, tudo muda, depois de anos, em seu meio de atividades

Que o sr deseja7 Vim visitar o chefe -Espere aí fora Ele está muito ocupado

D Mariazinha não está7 Não conheço.

E assim o aposentado, do lado de fora, sente-se frustrado com a decepção de pessoas inteiramente estranhas à sua obra do passado

que se enterrou

irremediavelmente no passado,

no obscurantismo, no

esquecimento enfim.

Ostracismo

Assim, o aposentado esquecido na sua obra, esquecido no seu combate administrativo, cai no ostracismo, vai no exílio de uma vida insultada de tado quando ele amava: sua sala seu

"bureon",

seus livros de assentamento, seu método de trabalho, tudo caindo no obsoletismo, no desuso, no desprezo Diante do quadro tão estranho, ele fica fofra de si. ele fica em estado de alienado de tudo e de todos, criando o seu próprio mundo, criando a sua própria escola que acaba sendo uma escola tipicamente idiosincrática, porque distoa de todos os modelos e discrepa de todos sistemas

Rasguemos novos horizontes

O aposentado, assim, passa a ser considerado um PESO MORTO que precisa morrer quanto antes para desafogar o orçamento.

Há necessidade de um novo horizonte para o aposentado Restaura-se o imposto de seu salário em 50% não para manutenção de sua própria assistência não em associações burocráticas inúteis, mas em cooperativas de produção e consumo, em organizações culturais cientificas e turísticas em que o intercâmbio cultural nacional e até internacional seja um tônico incentivador e estimulador do aposentado, arrancando-o do seu marasmo de

"peso

morto" para uma dinamização nos termos de suas forças e nos limites de suas capacidades operacionais e espontâneas.

O aposentado cohio um

jnativo, jamais deve ser considerado um finalista de carreira e de vida

A Casa do Aposentado

A casa do aposentado deve ser uma preocupação do poder público e privado e de iniciativa própria, como ponto de apoio para as pequenas empresas, para prestação de serviços avulsos em redação, em revisão, em trabalhos técnicos, trabalhos profissionais, aconselhamentos, orientação técnica e profissional, etc

Cooperativas

A cooperativa, na casa do aposentado, é uma força viva de conglomeração do inativo para aplicação dos seus dons, dos seus

pendores, das suas

especialidades, tudo na base da espontaneidade, tudo na base da liberdade de ação e movimento.

O aposenrtado é recolhido em seu lar, engaveta os seus dons, pendura a sua chuteira que, na cada do aposentado passa a ser uma continuação de toda a sua obra interrompida de todos os seus trabalhos,

"enrolados".

Vamos abrir novos horizontes para que o inativo passe a ser ativíssimo, produtivo e valorizado.

'Joio Chryaóatomo de OUvetre é membro das Academias Amazonense de Letras, Evangélica de Letras e Brasileira de Língua Portuguesa e colaborador do

Jornal do C 'ommercio

t ü

*

N

F1 LATE LI CA

Nelson Porto

Retificação - A nossa Agência Filatélica Ajuricaba completou no dia 10 deste mês de março exatamente 20 (vinte) anos de existência, e não 10 como havíamos escrito. Desculpem.

Novos Selos Americanos - Parece ate que deu certo aquela nossa reclamação de que não nos chegavam as informações do Correio dos Estados Unidos de suas emissões: nesta semana que passou recebemos detalhes do que os nossos amigos do norte vêm emitindo Em 7 de fevereiro foi lançado um selo festejando os 1S0 anos do Smithsonian Insti- tute , um dos mais importantes formadores do conhecimento dos Estados Unidos Criado pelo inglês James Smithson, cientista, teve sua construção concluída em 1846 Muitos sábios lá formados usam em seu currículo que lá estiudaram História Natural O selo tem um facial de 32 cents Em 9 deste mês de março um selo foi lançado par homenagear a aviadora Jacquelino Cochran. a primeira mulher a voar na velocidade acima da velocidade do som Esta grande aviadora, detentora de inúmeros prêmios faleceu em 1980 O selo tem um facial de 50 cents. Ilustramos a Coluna com os dois selos

Novos selos da Austrália - A Austrália é um país que se dedica profundamente na emissão de belos e selecionados selos. No dia 14 deste mês de março, quatro belos selos foram lançados mostrando paisagens notáveis. Os selos têm os faciais de 45,75 e 95 e um dólar australiano. Dia 22 de março (chamados cuscus) com faciais de 45 cents cada. No dia 14 de abril vindouro teremos mais um selo australiano festejando o aniversário da Rainha da Inglaterra E no dia 23 de abril o Correio da Austrália vai emitir uma série de selos festejando os IDO anos da Liga Australiana de Futebol (não é ò nosso futebol, mas o que eles jogam com as mãos) Este futebvol éjgoado com 21 jogadores dos quais somente 18 de cada vez Pode ter também o uso dos pés para lançar a bola A série de selos compreenderá 16 exemplares. Em nossas próximas colunas daremos maiores detalhes - como antes dissemos, a Austrália leva muito a sério o colecionismo de selos c já tem programado para o mês de maio deste 1996 uma sériede novos selos "definitivos"

como exemplares da fauna local.

Os selos das agências da Austrália - Como sempre, o boletim filatélico do Correio Australiano trás também as novidades de selos das chamadas Agências. São os selos que vão ser usados nas linhas que as rodeiam: Fiji, Nauru, Papua Nova Guiné, Norfolk, Pitcairn, e Sa- moa Também mostramos alguns destes selos australianos.

Exposição na Agência Filatélica de Manaus -Encontra-

AlaixAI 11 45. Miiui,

JIMi

1

P

45c AUSTRALIA

• , se em exposição na sobre-loja do prédio da ECT da Eduardo Ribeiro (onde fica a A F ) uma coleção mostrando o Negro na Filatelia Brasileira Os exemplares pertencem ao acervo da ECT e vale á pena ser visitada.

Jovens no CFA - Como temos frisado há algum tempo parece que os jovens colecionadores de selos amazonenses estão voltando a freqüentar a AF aos sábados pela manhã Infelizmente não temos maiores informações sobre a idéia do Joaquim Marinho sobre as obras que seriam efetuadas no antigo prédio da SESEG (na rua Si inflo Bolívar) e onde seria instalado o Museu Numismático e quem sabe a Filatelia Estamos vivendo unia situação difícil no que se refere a Cultura em nosso Estado. Depois de promessas não cumpridas que se restringiram até o momento as apresentações de José Carreras e Mário Lago (que aliás teve o Conselho de Cultura do Estado sequer convidado) aquelas grandes festividades pararece que estão difíceis de serem realizadas Nós chegamos ate a pensar numa exposição filatélica festejando também o centenário do Teatro Amazonas. EStá muito difíckil conseguirmos verbas o que pode ínviabilziara idéia Porém, talvez possamos até estudar um meio de arranjar patrocínio privado para o caso Mas, o fato é que, em primeiro lugar dependemos do governo para a inbício de negociações Não adianta estar,mos fazenso reuniões e reuniões sem o menor apoio de quem deve estar também prcsenbte a tais reuniões Não é só no campo da Filatelia (aliás a menor de todas) mas estamos vendo que também a Pintura e o Teatro estão com dificuldades Vamos aguardar notícias melhores Alguém nos parece não estar interessado em cultura em nosso Estado.

Toàa correspondência para Coluna: Nelson Porto

Caixa Postal 581 Manam - 69011 -970-AM

SMITHSONIAN INSTITUTION

18*16-1996 ; H USA

32

I

, ' tr .

w*, Y

t"7 ,. i tmw .**. *

^

-f J| :'

¦Kit \ 1

Imagem

Referências

temas relacionados :