R E G I M E N T O D A S B I B L I O T E C A S E S C O L A R E S D O A G R U P A M E N T O D E E S C O L A S S Á D E M I R A N D A ( B E A S M )

Texto

(1)

R E G I M E N T O D A S B I B L I O T E C A S E S C O L A R E S D O

A G R U P A M E N T O D E E S C O L A S S Á D E M I R A N D A

( B E A S M )

Ano Letivo 2014/2015

[

Agrupamento de Escolas Sá de Miranda

]

[Este Regimento é um documento onde se pretende registar os princípios de organização e gestão das Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas Sá de Miranda.]

(2)

2

CONTEÚDO

Bibliotecas do agrupamento de escolas Sá de Miranda (BEASM)... 4

Apresentação ... 4

Missão ... 4

Funções... 5

OBJECTIVOS... 5

ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DOs ESPAÇOs ... 7

Biblioteca Escolar Sá de Miranda ... 7

Biblioteca Antiga Sá de Miranda ... 8

Biblioteca de Palmeira ... 8

Biblioteca de Dume ... 8

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO... 8

GESTÃO DOS RECURSOS HUMANOS ... 9

EQUIPA... 9

RECRUTAMENTO, MANDATO, FUNÇÕES... 9

PROFESSORES COLABORADORES ... 9

ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DOS RECURSOS DA INFORMAÇÃO ... 10

UTILIZAÇÃO ... 10

Utilizadores e Acesso... 10

DIREITOS DOS UTILIZADORES... 10

DEVERES DOS UTILIZADORES ... 11

(3)

3

LEITURA, AUDIÇÃO E VISIONAMENTO PRESENCAL ... 12

1. Condições para a leitura presencial – acesso livre ... 12

2. Hemeroteca – Zona de leitura informal ... 12

3. Ludoteca... 13

4. Disponibilização do Material audiovisual... 13

5. Mediateca... 13

LEITURA SALA DE AULA... 13

LEITURA DOMICILIÁRIA... 14

1. Obras de referência... 14

2. Condições para o empréstimo domiciliário... 14

EQUIPAMENTO AUDIOVISUAL... 14

EQUIPAMENTOS MULTIMÉDIA/ INFORMÁTICO ... 15

1- Computadores... 15

ARTICULAÇÃO CURRICULAR DA BE COM AS ESTRUTURAS PEDAGÓGICAS E OS DOCENTES ... 15

PARCERIAS... 15

(4)

4

BIBLIOTECAS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SÁ DE

MIRANDA (BEASM)

APRESENTAÇÃO

O presente documento tem como objetivo a definição dos critérios e modos de funcionamento das Bibliotecas do Agrupamento de Escolas Sá de Miranda (BEASM), tendo sempre em vista a prestação de um serviço de qualidade a todos os seus utentes.

As BEASM, Biblioteca Escolar e Biblioteca Antiga do Sá de Miranda, Biblioteca Escolar de Palmeira e Biblioteca Escolar de Dume, são serviços integrantes do Agrupamento de Escolas Sá de Miranda, de carácter informativo, de referência e de divulgação da informação, promoção da leitura e das literacias da informação, quer através das Bibliotecas físicas quer através dos seus sites, blogs, Catálogo online das Bibliotecas, Livros Digitalizados – Pbwork, Delicious…

MISSÃO

As Bibliotecas Escolares surgem como parte integrante do processo educativo. Os seus objetivos essenciais, como se encontram em Manifestos Internacionais, abrangem domínios como o desenvolvimento das literacias e das competências da informação, apoio ao ensino aprendizagem, desenvolvimento da consciência cultural e social.

A missão das Bibliotecas é prestar apoio a toda a comunidade educativa, bem como aos demais utilizadores, através da disponibilização de fontes e recursos de informação de uma forma híbrida, agregando a Biblioteca Física e a Biblioteca Digital. O trabalho das BEASM está direcionado e contribui para o desenvolvimento do gosto e das competências de leitura, escrita e comunicação, como condição estruturante da formação pessoal e capacidade de progressão nas aprendizagens, para o desenvolvimento de competências propiciadoras de novas formas de aprender, interagir e comunicar através dos media, o uso crítico e informado de recursos e ferramentas e a aquisição integrada de conhecimentos associados à literacia da informação.

(5)

5

As BEASM visam, essencialmente, o desenvolvimento da leitura e das literacias, mas também promovem atitudes e valores sem os quais tais aprendizagens dificilmente se realizam.

As BEASM são um espaço vocacionado à leitura, à defesa e promoção da cultura e atividades lúdicas, constituída por um conjunto de recursos materiais: instalações e equipamentos e por suportes de informação (escritos, audiovisuais e informáticos), organizados de modo a facilitar a sua utilização pela comunidade escolar.

FUNÇÕES As funções gerais das BEASM são:

• Planeamento e actualização do sistema de informação;

• Aplicação dos critérios de organização e funcionamento dos serviços;

• Tratamento técnico, conservação e difusão dos fundos documentais;

• Promoção das coleções junto da comunidade;

• Promoção da Leitura;

• Promoção das Literacias da leitura, dos media e da informação;

• Serviço de Referência;

• Apoio aos Curricula;

• Atendimento dos utilizadores.

OBJECTIVOS São objetivos das Bibliotecas do Agrupamento:

• Motivar à leitura em diferentes suportes;

• Estimular, nos alunos, o prazer de ler e o interesse pela cultura nacional e internacional;

(6)

6

• Promover a leitura, os recursos e serviços das BEASM junto da comunidade escolar e fora dela;

• Criar e manter nas crianças/adolescentes/adultos o hábito e o prazer da leitura, da aprendizagem e da utilização das Bibliotecas ao longo da vida;

• Estimular o enriquecimento do pensamento, da literatura, da língua e demais formas de cultura nacional;

• Fomentar a criatividade, a curiosidade intelectual e o sentido crítico dos alunos, contribuindo para a sua educação, prazer e informação;

• Apoiar os curricula;

• Disponibilizar meios que proporcionem abordagens diversificadas do processo de ensino/aprendizagem;

• Incentivar a participação ativa dos alunos na construção do seu próprio conhecimento;

• Proporcionar oportunidades de utilização e produção de informação que possibilitem a aquisição de conhecimentos, a compreensão, o desenvolvimento da imaginação e o lazer;

• Disponibilizar suportes de informação com vista à aquisição e desenvolvimento de competências de recolha, tratamento e utilização da informação;

• Promover o contacto com as novas tecnologias;

• Fornecer aos alunos meios de informação e formação contínua;

• Promover conferências, colóquios, encontros de escritores, concursos de leitura/escrita e outras atividades culturais;

• Promover e/ou apoiar a realização de exposições alusivas a datas comemorativas de relevo, destaques de livros, temas de interesse escolar e comunitário e/ou trabalhos elaborados pelos alunos;

• Organizar atividades que favoreçam a consciência e a sensibilização para as questões de ordem cultural e social;

(7)

7

• Apoiar os alunos na aprendizagem e na prática de competências de avaliação e utilização da informação, independentemente da natureza e do suporte, tendo em conta as formas de comunicação no seio da comunidade;

• Providenciar acesso aos recursos locais, regionais, nacionais e globais e às oportunidades que confrontem os alunos com ideias, experiências e opiniões diversificadas;

• Trabalhar com alunos, professores, órgãos de gestão e encarregados de educação de modo a cumprir a missão da escola;

• Defender a ideia de que a liberdade intelectual e o acesso à informação são essenciais à construção de uma cidadania efetiva e responsável e à participação na democracia;

• Facilitar e mediar o acesso dos utilizadores às fontes documentais existentes e à informação bibliográfica;

• Responder a pedidos de informação, presenciais e à distância;

• Encaminhar os utilizadores para outros serviços de documentação e recursos informativos, caso não seja possível satisfazer localmente os seus pedidos de informação;

• Estimular e promover a investigação de uma forma híbrida.

ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DOS ESPAÇOS

BIBLIOTECA ESCOLAR SÁ DE MIRANDA

A Biblioteca Escolar é constituída por dois pisos. No primeiro piso funciona a zona de leitura informal, zona multimédia, zona de consulta e leitura individual, de grupo e estudo.

No segundo piso, funciona a zona de apoio aos alunos com orientação de professores, trabalho individual dos alunos, trabalho de professores e desenvolvimento de atividades. Neste piso estão patentes as doações, em material livro, do Padre Alberto Azevedo e do Dr. Humberto Soeiro.

(8)

8

BIBLIOTECA ANTIGA SÁ DE MIRANDA

A Biblioteca é constituída por dois pisos. Nesta Biblioteca, com a sigla BE/A estão os livros antigos.

No 1º Piso, os livros do século XIX e inícios do século XX e documentos que se encontram fora de uso “permanente”.

No 2º piso, as revistas e o Reservado. No Reservado, encontram-se livros antigos do século XVI ao século XVIII. Nesta Biblioteca, está patente a doação do Dr. Joaquim Pereira Caldas.

BIBLIOTECA DE PALMEIRA

A Biblioteca Escolar de Palmeira é composta por várias áreas funcionais: zona de atendimento, zona de leitura informal e ludoteca, zona de consulta e de estudo individual ou em grupo, zona multimédia e zona de audiovisual.

BIBLIOTECA DE DUME

A Biblioteca Escolar de Dume é composta por várias áreas funcionais: zona de atendimento, zona de leitura informal e ludoteca, zona de consulta e de estudo individual ou em grupo, zona multimédia e zona de audiovisual.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

A Biblioteca Escolar da Escola Sá de Miranda e a Biblioteca da Escola de Palmeira estão abertas todos os dias, de segunda a sexta-feira, das 8h20m até às 18h30m.

A Biblioteca Escolar de Dume tem atendimento ao público à segunda-feira das 9.00h às 12h30m, à terça-feira de tarde, das 14h15m até às 17h30m e à quarta-feira das 9.00 h às 12h30m e das 14h15m às 17.00 h.

(9)

9

GESTÃO DOS RECURSOS HUMANOS EQUIPA

O Agrupamento tem três Professores Bibliotecários, Equipas e três Assistentes Operacionais.

As equipas são coordenadas pelos Professores Bibliotecários, cujas funções e duração do mandato se encontram estipuladas pela Portaria 756/2009 de 14 de Junho.

RECRUTAMENTO, MANDATO, FUNÇÕES

O recrutamento dos Professores Bibliotecárias, dos Professores e dos Assistentes Operacionais é da responsabilidade da Diretora do Agrupamento.

Os professores que constituem a Equipa dividirão entre si as tarefas de coordenação, classificação, tratamento informático da documentação, divulgação, realização e animação das atividades constantes do PAA, elaborado no início de cada ano letivo e aprovado pelo CP.

Os Assistentes Operacionais deverão integrar a equipa de forma a garantir o atendimento na receção e o acompanhamento dos alunos.

Os Assistentes Operacionais deverão ter formação na área das bibliotecas.

PROFESSORES COLABORADORES

Há dois tipos de professores colaboradores: os indicados pela Diretora do Agrupamento para fazerem parte da equipa e os que, pontualmente, apoiam as BEASM em atividades para as quais são solicitados.

(10)

10

ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DOS RECURSOS DA INFORMAÇÃO 1. A organização e a classificação obedecem ao sistema de Classificação Decimal Universal (CDU).

2. A catalogação e indexação são registadas on-line no Sistema Integrado de Gestão de Bibliotecas (GibNet).

3. As BEASM, em conjunto com a Direção (ou a equipa em quem esta delegar funções), devem elaborar um documento de política, gestão e desenvolvimento da coleção, que será aprovado pelo C.P.

4. A Informação é difundida de uma forma híbrida.

UTILIZAÇÃO

UTILIZADORES E ACESSO

As BEASM são Bibliotecas de leitura presencial, com o serviço de empréstimo domiciliário, realização de trabalhos e atividades, de apoio às literacias da leitura, dos média e da informação, serviços de referência, recursos à Internet, à investigação e à pesquisa de uma forma híbrida. Podem usufruir dos serviços e recursos das Bibliotecas dois tipos de utilizadores diferenciados: os utilizadores internos – Alunos, Professores e Assistentes Operacionais do Agrupamento de Escolas Sá de Miranda - e os utilizadores externos, público em geral, nomeadamente, ex - Estudantes, Investigadores, Encarregados de Educação, Docentes e Estudantes de outras instituições.

Os utilizadores poderão aceder ao presente Regimento, requerer informação sobre as formas de funcionamento das Bibliotecas, usufruir dos recursos e serviços das Bibliotecas em consonância com as normas definidas, e apresentar sugestões ou reclamações sempre que tal se justifique.

DIREITOS DOS UTILIZADORES

a) Usufruir de todos os recursos e serviços prestados pelas BEASM e constantes deste Regimento;

(11)

11

c) Consultar livremente o catálogo online;

d) Retirar das estantes os documentos “em livre acesso”; e) Participar em todas as atividades promovidas pelas BEASM;

f) Dispor de um ambiente calmo e agradável, nos vários espaços das BEASM;

g) Requisitar, para leitura domiciliária, todos os documentos, salvo as exceções constantes deste regimento;

h) Apresentar críticas e sugestões relativas ao funcionamento das BEASM.

DEVERES DOS UTILIZADORES Cumprir as normas estabelecidas neste Regimento:

a) Terminar o que estiver a comer ou beber, antes de entrar nas BEASM;

b) Desligar o telemóvel e guardá-lo;

c) Deixar as mochilas, pastas, etc. no local destinado ao efeito;

d) Manter, tanto quanto possível, o silêncio, de modo a não perturbar o trabalho dos outros;

e) Devolver em bom estado de conservação os documentos que lhes são facultados;

f) Conservar o mobiliário e o equipamento;

g) Colocar os livros ou revistas, depois de terminada a leitura ou consulta, nos carrinhos que se encontram nos pisos;

h) Cumprir os prazos estipulados para a devolução dos documentos em empréstimo domiciliário;

i) Indemnizar as BEASM pelos estragos ou perdas que forem da sua responsabilidade;

j) Contribuir para que, nas BEASM, exista um ambiente de trabalho calmo e agradável, onde se sinta prazer em estar;

(12)

12

l) Seguir as indicações transmitidas pelos Assistentes Operacionais e pelos Professores Responsáveis.

MARCAÇÃO DE TRABALHOS/INVESTIGAÇÃO

Os docentes que pretenderem utilizar os espaços das Bibliotecas para a realização de trabalhos/investigação com um grupo de alunos deverão fazer a respetiva requisição, junto do funcionário, com a antecedência mínima de 24 horas. A utilização das BEASM, neste contexto, carece de autorização de disponibilidade.

LEITURA, AUDIÇÃO E VISIONAMENTO PRESENCAL

1. CONDIÇÕES PARA A LEITURA PRESENCIAL – ACESSO LIVRE a) A pesquisa dos documentos, assim como a identificação dos mesmos, deverá fazer-se através de consulta à base de dados (catálogo informático), por autor, título, etc. Se for necessário, pode pedir-se o apoio dos Professores Bibliotecários ou do (a) Assistente Operacional, para a localização do material;

b) O acesso às estantes é livre;

c) As obras devem ser manuseadas com cuidado: não cortar, dobrar folhas ou fazer qualquer outro tipo de marcação que danifique as obras;

d) Após a consulta do documento, este deve ser colocado nos locais indicados para o efeito (carrinhos).

2. HEMEROTECA – ZONA DE LEITURA INFORMAL a) O acesso é livre;

b) A última publicação de jornais e revistas destina-se a consulta e leitura local;

(13)

13

3. LUDOTECA O utente deve:

a) Consultar o catálogo e escolher o jogo pretendido; b) Fazer a sua requisição junto do funcionário;

c) Desenvolver o jogo no local destinado para o efeito;

d) Arrumar e devolver o jogo ao funcionário, após a sua utilização.

4. DISPONIBILIZAÇÃO DO MATERIAL AUDIOVISUAL O utente deve:

a) Consultar o catálogo e/ou estantes e escolher o CD, cassete ou DVD;

b) Dirigir-se ao funcionário e requisitar o documento escolhido; c) Utilizar auscultadores;

d) Devolver o material ao funcionário, após a utilização.

5. MEDIATECA O utilizador deve:

Consultar o catálogo online em http://gib.mylib.eu/bibliopolis, lista de filmes ou estantes e requisitar o DVD pretendido. Deve dirigir-se ao funcionário para obter o disco para visualização presencial ou para empréstimo domiciliário, tendo, neste caso, dois dias úteis para o devolver;

Os professores que pretendam requisitar DVD’s para as aulas deverão fazer reserva com antecedência, para que possa ter o documento disponível para a hora e dia desejado.

LEITURA SALA DE AULA

Com exceção do Reservado, todos documentos existentes nas BEASM são passíveis de utilização na sala de aula.

(14)

14

LEITURA DOMICILIÁRIA 1. OBRAS DE REFERÊNCIA

Os dicionários, enciclopédias, guias, etc. são obras de referência, não podendo ser sujeitas a empréstimo domiciliário.

2. CONDIÇÕES PARA O EMPRÉSTIMO DOMICILIÁRIO

a) O utente pode ter documentos impressos em sua posse durante o prazo de 15 (quinze) dias, com possibilidade de renovação; o material audiovisual e jogos (apenas aqueles que estiverem disponíveis para o efeito), devem ser devolvidos no prazo de 2 (dois) dias.

b) Podem fazer-se reservas.

c) A reserva é anulada após 24 horas, caso o documento não seja procurado.

d) O atraso injustificado, na devolução do material requisitado, poderá implicar sanções (multa de 1€ por cada dia e por cada requisição em atraso).

e) Em caso de extravio, perda ou dano decorrente da má utilização de qualquer documento sob empréstimo, as BEASM deverão ser ressarcidas no valor correspondente ao documento extraviado ou danificado.

f) A pesquisa dos documentos, assim como a identificação dos mesmos, deverá fazer-se através de consulta à bafazer-se de dados do catálogo informático, por autor, título, etc. Se necessário, os Professores Bibliotecários ou os (as) Asistentes Operacionais auxiliarão na localização do material pretendido.

g) Os documentos encontram-se arrumados, consoante as diferentes áreas do saber e respetivas classes do sistema de Classificação Decimal Universal.

(15)

15

1. O visionamento de documentos que não pertencem às BEASM só será permitido depois de pedida autorização aos funcionários.

2. O visionamento e/ou audição de documentos só é permitida com a utilização de auscultadores.

EQUIPAMENTOS MULTIMÉDIA/ INFORMÁTICO 1- COMPUTADORES

a) O utilizador pode fazer a reserva do equipamento com antecedência, preenchendo a ficha de inscrição e assinalar o tipo de serviço pretendido.

b) É dada prioridade à realização de trabalhos escolares.

c) O utente não pode alterar a configuração do computador bem como instalar programas e jogos, para além dos já existentes.

d) Em cada computador devem estar apenas 2 (dois) utilizadores.

e) Os computadores reservados ao tratamento documental e trabalho da Equipa das BEASM não estão disponíveis para aos utilizadores.

f) O docente que pretender utilizar a Zona de Multimédia para trabalhar com grupos de alunos, deverá fazer a requisição, junto do funcionário, com antecedência mínima de 24 horas. A sua utilização carece de autorização de disponibilidade.

ARTICULAÇÃO CURRICULAR DA BE COM AS ESTRUTURAS PEDAGÓGICAS E OS DOCENTES

Procedimentos para um trabalho colaborativo

PARCERIAS

Rede de Bibliotecas Escolares (RBE), Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares (SABE), Rede de Bibliotecas de Braga, Plano Nacional de Leitura (PNL), Plano Nacional de Cinema (PNC), Biblioteca Nacional (BN), Faculdade de Filosofia de Braga (Facfil), Universidade do Minho (UM), Parque de Exposições de Braga (PEB), Companhia de Teatro de Braga (CTB), Câmara Municipal de Braga, Associação de

(16)

16

Pais, Associação de Estudantes, Associação Cultura Francisco Sá de Miranda, Junta de Freguesia de S. Vicente, Juntas de Freguesia onde está inserido o Agrupamento…

DISPOSIÇÕES DIVERSAS

1. O presente regimento deverá ser aprovado em Conselho Pedagógico e divulgado a toda a comunidade escolar, no início de cada ano letivo.

2. Qualquer situação omissa será resolvida pelos Professores Bibliotecários e/ou pela Direção

Em anexo, manual de procedimentos concelhio

Agrupamento de Escolas Sá de Miranda

Bibliotecas Escolares do Agrupamento Sá de Miranda Braga, 27 de outubro de 2014

Nota Bene

Nos casos omissos neste Regimento, as Bibliotecas obedecerão ao Regulamento Interno do Agrupamento, ao Projeto Educativo ao Plano Curricular de Agrupamento e às normas internas provenientes da Direção.

As competências das Bibliotecas estão implícitas no completo cumprimento do presente articulado conjugadas com o Plano de Atividades a desenvolver em cada ano letivo.

Este Regimento será revisto, obrigatoriamente, no início de cada ano letivo.

Imagem

Referências

temas relacionados : L.E.R./D.O.R.T.