OROAM CRITICO. LlTERARIO E NOTICIOSO. DEDICADO A' ClASR DE COR s

Loading.... (view fulltext now)

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Texto

(1)

..

...

J

-~I---I

ltedaetor-ellef :

IAlTA.

SlLYA Secretario: FlUI 111 CO I. Dl SOUZA

HeftJ,te :

JoalE' .AIICOIOU

D

LibBPdadB

lo ... :

, . . . . • . , . . . . . C , . I.

r,.ta

OROAM CRITICO. LlTERARIO E NOTICIOSO. DEDICADO A' ClASR DE COR

ANNO!

T

ODA

a

o~r"pI.d

•• o'a

IIIV •••

r

.n'ada para o Lar,1 di R' ... •

", 58-••

lIr.

-

T.,., ...

4188-C,"trll.

O.

orl,lnl", •••••

I.'

,11I1I'ldM

1.1 IIr..

d"II,III ..

PDBLICA-sE QUlftZOALIIDTE

I I

c

,.

Liberdade. pequeno jornal que apparec:eu nesta Capital, e que nlo tem o predominio de intrometter-se em coisas alheias á sua causa, nlo podia deixar de applaudir as medida tomadas pelu Exmo. Dr. Thyr o Mar-tins. dignissimo Delegado Oeral, em referenda aos «Àlmofadlnhau, nas ruas da Capital. mórmente nos dia dos foiguedos carnavalescos, é \·~f·

dade que vimos muita gente ,desgo -tosa, porém, nada mais fazemos, hu-mildes pilCmeus, de que prestar·lhe jus·

S.

"lulo. 7 ele Mlrço ele 1920

IIatll

tiça, . com essa justa medid~, nio foi Foi á :~ do corrente, que completou pl eClso rebater desaforos, ficando as _ mais um anno de existencia o I1OSS0 sen~oras e senhoritas garantida!l con· distincto ~migo e Red~ctor·chefe, Gas-tra os taes comicos carnavalescos. tio

R.

Silva. Bem qUlzera por estas

As medidas applicadas nio seriam columnas, faz~r a biogra~hia da. iIIus

-. da d . . . d Ire

pessoa,

CUJOS annos t .. o cheIOS de aln e excent~lvo exemplo: aIO a serviços prestados a nossa raça, quêr encontramos alguns que, devido ao nas sociedades assim como pelas co -habito, esquecem dos deveres a cum- lumnas deste orgam, mas sinto que prir; porém, não esmorecendo as au- as pagin~s deste jornal sl<,> pequenas toridades e não havendo patrocinio par3: abrtgar o quanto terta <;Iue

de~-. ~ • cortmar sobre a sua personalidade li-de causas, com~ nao houve até o pre mito-me apenas em enviar em nome

ente, ella contmuario a cr observa- desta redaçilo os sinceros votos de das, perdendo os tae., u veterano cos- felicidade, que vossos dias futuros se-tu me ele :mnos anteriores. 111 que jam cobertos das mesmas sympathias

e amizades. identicas ás que até hoje tendes conquistado. Por tanto sejam os nossos abraços 11 demonstração

sincera do quanto vos adminimos, do quanto vos queremos, na expressão de um philosopho que disse que a grandeza de um coraçAo assemelha-se a uma fonte crystallina aonde bebe-mo 3 púreza do seu liquido.

~*id!!IIM a bôa medida 4u~ foi jlosta em pra -tica, pedimos permisslo li S. Exa .• para lembrnr uma ou mais visitas a

'éd . de muitas socledade~ existentes n \a CapitAl, afim de que S. Exa. po

sa

conhecer as que devem gozar de alguma' ~aralltias perante S. Exa. quando nece5l1rlo fOr,

.

,

s

NUM.

uf

"

Vagando

I

"A

maior

ceguein\

é

u 'Ia

i

g

norancia" .

DillCuno pronunciado.

em

um

sall\o

li

rua Glycerio .

.

lo'oi

pedi-da a sna

pubUcaçAo

!

visto

a

Bua

importan

cia

juridi

c

a,

tratando

se

da del'eza de

um

ext

rangeiro.

por

um

D

ac

i

ouu

l d

e cô

r preta

~lllttlto

c

deu

a

8ua

columna

effectiva.

V

c

rtmndo o discurs

o

sobre

materil'

d

e

Direito

InteJ'

-na

c

ion

a

l... Privado;

e o

seu

t

ôr

é

o

se

guint

e

:-"~feu8

senhores

gentiHssimas senhoras,

se

l

ectú

'

auditorio

(

o

ora

dor

é

muito

d .

Hcado

)

.

De

baixo

da

impre

sJ;üo

qu me

é

n 'ontro

,

com um

aba·

imento

que

e

mb

n

ld

e

pro

m

o

vencer a.

l

a

nguidez,

e

qu

e

for

-çoso é co

nfes

s

ar

o desalento

que

possuo para levanta.r minh

a

voz

considerando

·

me em uma pro

s-traçilo

ioqualiftcav

e

l qu

e

me

aborre

ce,

pelo

odio que venho

detestando,

!:lendo

e

u um

ente

intelli

g

ent

e e

podero

s

o

o

rad

o

r

que

p

o

r

ve

ze

s (

qll

as

i

sempr

·)

a

mim m

es

mo me

e

l

e

vo:

abo·

minando

as

co

us

as

a

qu

'

e

DUO

SO,U

c

h

a

mad

o

para

faz

e

r

paJ't

,

te

nho um

co

n

s

ol

de

que

a

in

d

podemo

s a

b

o

lir, n

ão as

ideia

que pr

ofesso

,

ma

s

im

,

a

'

qu

os

outros me fazem

s

e

ntir

a

poi

ádo)

,

-n30

pe<

:

ab

,

t

in

n i.

porqu

e,

n

o

m

e

u

intim

tenb

apeo'o

d

Hsa 'llbundant

al1'licçu

m

a

i

s

intenSft

qtle

o

o'

<til'

bem

se

i

que

n

'

t\

ro

1KD

a

f1'rlt

.

P(,J~

. qual

p

Ss

?

a

~m

\'

'o

deIll'lo

qu m

d

\

,

o

u

8.

raz

ô

'

de proced

e

r

'

omo

pr

000.

M

u

senhor , t

ind

R

,

não

di

q

u

1

a rttZl\O

do

.

meu

paI

vrorl .•

porém,

em

poueaHepnlavm

m

-prehend

ereiH: trata

-

,

do

'

j

rnal-ílinho

nA

Liool'dnd " d .

jor-n

a

leco,

qu d

ti

1

d

Ju

lh

o

(2)

2

u

m

o

passado tem

appiueci

-e qu ~ml r da to ho

-m

'

o

mpr

gnu .,

ão

·

od

ign

a .

.

illdi

roa

s

poJ'qu

entra I. m log-are que u n[lO

por

O

:t

ppne

1'

;

cavador

pol"

que. não contando o jorDa

c

m

a

i

g-

D

a

ut

es

,

e

ll

e

tem

ahi

-cto,

endo

pago

cada

tirag

m

a

O 00

e

difamador

.

p rqu

a

inda

n

ã

o m

e

honr

a

rani

c

riti

ca

'

e

do qu

e c

'rev

e

m

pl'omptos

para

a

pr

se

nto

r

"a

s,

Esse

jornal,

vajam

m

u

~nbore8

nem no m

110 •

!l<lue

apreciar

minha

capa 'idad ,

pedindo

um

artigo, e

n

io

~

para

u

m homem d

e

talentu

e

pirito

'

ultivadu

publicar

u

s

ua

indi

"nação ~

Si venho divulgar 614tas

c

ou

-as

li

porque

ell

e

Jl

(os

da Libel"

dad

),

não m

e

procuram

,

não

q

llero

ser

co

nsiderado d

ese

rtor

'orn

o

prolixo,

mas

senhores,

por-qll

tanto" al'<tllzeis

quando a

unica eou a que <lmJ.idono e

spe

r

o

é

que

todos

me acclllmem

mais

t lto

que

"A

Liberdad

e",

upel'i.or ao

;:; se

us redactore

s,

em

uma

paluv

ra,

8

todo

o

uni-"CI'SO

de São

Paulo, como si

!

f'Jra

uma ma

S'

estade

;

tenho

o

discernimento firme,

porque

vejo

que,

perante

OM

que

"

A

Liber-d

a

de"

tem

criticado, pessoas de

maiores

respon

s

abilidades que

a

minh

a,

são

justament

e

os

que

mais

a

pr

ec

iam

e

istü

me

faz

mal

aO'

n

e

rvo

s

.

Não

pen

s

eis

que

e.

tou

dizendo disparates,

nem

defendendo os nossos nacionaes,

mas

é

uma c

a

u

sa

ju

sta

, nttO

de-í' nrlo

inju

st

i

ça

,

não, elles,· os

da "A

Liberdade

"

sim;

pois

não podemos

anda

I' livrem

e

nte.

pOI'

causa

d

esses

difamadores,

qu

ni\o se parec

e

m

co

rumigo

,

p I'qu não

a

nd

a

m

cavando en-Haios a titulo de

r

edacto

r

es,

c

o-mo u

raÇo

a.

titulo de

ximio

rado!'.

Ei , .

nho\'

"

porqu

e

occupei

a

vo.

sa

tte

u,l

ões,

para

d

feD

-ti

l'

a

a

u

a

,

j

usta

des

t

e

h

ome

m

'

m u

l

a

do

,

e que

t.ra-t.

6

m

I

t

do

Heu

i

ut

or

'

e

.

'1'

-nho

dit

"

.

ol'adol'

foi

ac

e

l

a-lU 110, Ilbl'a~'MO

beijado

)

=

Ei

uhi

tul' It 11 U illt

r

e

.

sa

nt

,

qu

ho\n m

do

ti

11

ullla

Illldn mai .

UBERDAD

1) U' V 11)

~

S ...

i lU' ffrendo, ô terei ferida

':tlmct! H je con 01 r·me poi quem had " 110 enlanto eu, a for"a comba idas.

ffr calado a dura crueldade! . ..

,i opa. sad reviv um dia, Dndido puro, ,em hvpocrisia,

Tio l,er Unl<HJo como a primavera, '1

Talvez, nlo queira dar· me essa doçura,

Poi que 11 dúvida a ti empre tortura, E nada voll como ri 'antes era!

I

EMVODIO DIAS DA S/L VA

1'. 1'.lUto 10 ti

r

vereiru ,te 1~120

Pudera!

Umu

d f

z

a

g

ratuita

,

86 aSRim. EmHm. qu

e

m precisa

mOl,t,rnr li illt~lIicren('jll:

precis

a

tambem molhai'

a garganta.

Ain-d'l

mais

,

dii!to

!Se

ti

r

a

bom

pro

-veito. Pol't

!

m. qu

e

m

nã0

v

ae

na

onrla

é cá o

MATo'ru.

IIUlllllllllllllllllnn •• IIIIIIIIHHHHIIIIIHIHIIIIHIIIII .... RIIIII

JUNDIAHY

Recebemos um olfieio do C1ub 2B

de Setembro, no qual

°

ex· presidente

nos communicou a eleição e posse da nova directoria, que ficou consli· tuida dos seguintes scnhores: - Za· charias de Goés, Presidente; Abilio Lei·

te, vice·presidente; Ben~dicto T eixt!ira, 1.0 Secretario; Raymundo Gomes, 2.0

Secretario; Francisco Chagas, Thesou·

reiro; Benedicto dos Santos, 1.0

fis-cal; José Chagas, 2.0 fi:;cal; Antoniv

Medeiros, 1.0 Mestre de sala, João

Medeiros 2.0 M~stre soda. Conselho

fi cal: - Be,ledictll V. Aives, Z,,·

charias da fOIl 'eca e Sebastião Ribeiro.

Oradores, -Benedicto ílol'"ncio e

Anni-bat Meirelles.

11UI1II111111II11II1I1I1II1II1I1II1I1I1II1II11II1I1I1I1I1H1I11I1II111II1II111I1II

u

~

Liberdade

"

O Cenlro Humanilari

«.I

.

é do P tro Inlo», hmdad nl! I apitai, por

hom n de côr, e 4ue muito tem tra·

balh do p ra el vur o nom da cla

endereçou a esta Redacção um olficio,

congratulando se com a mesma, pelo artigo publicado na primeira columna, do nOS30 jornal n.O 11 de 18 de Ja-neiro.

De J undiahy, tambem escreveu o

Senhor Miguel do Carmo, d.mdo os parabens ao nosso jornal e e ncora-jando·nos a prosseguir na jornada que encclamos, para moralidade da classe. Bastante lisongeados fic~mos. em

possuir documenlos como es es, e

apre-ciados por pessoas que bem sabem

julgar e apreciar os nossos e forço

e que não commentam defezas de ler-ceiros, que se exhibell1 em salõe de

bailes.

1I.III1H.III1.III1IH.III.~_ln_11II1I1I

í

"A Liberdade

'

Maria de P:mla l) ~CANÇO TERN

1

(3)

NOTICIAS...,

&aalftnaI'IOII

Em lua reaidenc:ia,' na. Bueno de

Andrade,

lO.

o senhor

JoM

o.

CoeIhc, dlrector do Centro Paulistano e lUa

esposa

D

.

Inur. Coelho, festt>jaram

no dia 25 do- mez piaIdo, o annlver-urio de sua mimou filhinha, Paula.

Estivrram presentes, muitos amllfOS,

enhoru e senhorUas, contribuindo

pa-ra o brilhantismo dessa festa.

fez annos no di3 26 de feverell'(',

o

nr. Augusto de Souza Campos

empregado da Ught & Power.

Bzo.e!!9&O

Exonerou-se do cargo de 1.0

se-cretario e soclo do Centro Recrea-tivo Paulistano o snr. Emygidlo Dias

da IIva.

_ _

tme.toa

A 12 de fevereiro, Jairo. filho do enhor José Moura Marcondes, secre-tario das Soc:ied .. des "Kosmos" e "Sman" e de sua esposa D. Benedicta Lopes Marcondes.

*

li:

*

A 13 do mESmo mez, Luiz, filho do senhor Luiz Mascarenhas, funccio-narlo do Serviço Sanitario, e de sua

esposa D. Antonia Mascarenhas.

• olDea96e11

oi nomeado Guarda· fiscal da Pre-feitura o Snr. José de Mello, muito digno representante desta folha.

Nossos comprimentos.

*

.

.

Por decreto de 13 de Janeiro de

1920 foram nomeados para a Directo-ria Geral da Instrucçio PulJlica:

\.0 escrlpturario, o actual escrlptu-rario da mesma Repartição, dr. Esdra

Pacheco Ferreira;

2.os escripturarios. o aeiual escrilltu·

rarlo da mesma Repartiçlo, Teophilo

Castanho e o ex-3.0 escripturario da

RepartlçlO de Estatistica e Archivo do

Estado, Plinio Nel{"o;

3.os escl'lpturarlos, o escripturario

daque\\a Repartiçlo, Joaquim lino de

S.tn.,aio Alvlm e os srs. Osorlo Cezar,

Erasmo Magalhle, Castro, Aldueno

Estrada e Antonio Campos de Oli·

v ira.

Por decretos da mesma data foram

nomeados, em commisslo, para exer·

cerem o cargo de Inspector escolar,

o lulntes senhores: Armando Arau·

jo, direclor do • grupo escolar

c

Os-waldo Cruz., desta Capital; Adolpho

c.rvalho. director do grupo escolar

Barao -Bafio do Rio 8ranco., de PI·

raeie: ba;

José

Ribeiro E cobar, lente

PELII 11[IElllfl

____ \e, __________________ _

Oremio "KOImos"

A dlredorfa, no preMnte anno, a

15 de Fevereiro, orllnllou a lUA

festa I

momo,

unlcamenle para. o soclos e luas 'amilla , nia houve con'

vites, dando lÓment direito. ao re·

presentantes dai soc:iedldts amigas, estando presentes, pelo •• man. o

. senhores Virailio V.lColh.:~;;U!I I: Mi'

noel Pestana e pejo «Pendlo. o !le·

nhor AUIUlto Pereira.

As phantaslAl nIo corresponderam a espec .. tlva, porquanto cousas de todos os annoa, valido branco, bluza verde, azul, vermelho, etc.; cumpre-nos destacar as dai senhoras

DO.

Lulza Baptista, com IUI phantasla gre·

ga; Otnia de Souza, com a de cigana

e Eufroslna Nascimenlo, representando

á noit~.

A'

1 hora da manhl, reunlu·se no sallo a dlrectoria, a qual entregou 10

sacio benemerlto

sr.

Frederico Baptista de Souza um fltlo bordado a ouro, com

os

dizeres: Sacio benemerito

-Kosmos 1013-e uma medalha de ouro,

com as seguintes InscrlpçOes: Home·

nagem --Kosmos - f. 8. St-uza- Dlre-clorla de t 020 - S. Paulo.

O fitlo foi entregue e colloc::ado no homenageado pela dlgnlsslma prtsi·

dente das socia .. D. Margarida de Oli

-veira, sendo o aclo saudado por uma uiva de palmas, ouvindo-se nessa OCo

casilo

a

valu .Kosmos'. O sfnhor Frederico agradeceu mais essa prova de aentileza e amlzlde, que lhe vo"m

os seus amilos do .Ko$mos., sentln·

do·se bastante com movido diante

daJ

manifestlçaes que lhe foram feitas.

Terminando I entre,a dos brindes.

sel)liu se uma valsa ao homenlleado.

que tirou para Itu par a sua esposa

3

-~.

-.--

-D. tuiu BIptiIh, vice-presidente das

...

Em sepidl, a dlredoril offcreceu

um beberete'

commissOes presentes.

Terminou

a

lata " 5 horas

da manhl.

Cuntpre-nos felicitar a dindorla pelo

beIJo

certamen

.

Centro Recreativo

Paulistano

o

Paulistano deu na sua sede social

dois bales a phantula, o primeiro foi no domingo de carnaval, conlparece-rim a cerca de 05 dama!!, dansaram, atf alta mldrurada.

Na

sepnda·feira de Carnaval

esle-ve bellls·lmo o

uIIo,

esteve repleto

de

bel..

phanlaslas, houve concurso

de valu. .

O primeiro premio que foi

dedica-do

ao

Oremlo

BrInco de Princeza,

concorreram diversos pare , "ujo re·

sultado da valsa qua dansaram damas

com damas coube os· premias ás

IC-"horas Ottllla de Souza e Sebastiana de· A la, duas artolas de ouro.

O selundo ()remlo, uma valsa de-dicada ao Centro Recreativo Smart,

esi~ premio foi aicançauu vidur\uSú o Snr. Sebastilo Manuel, uma meda' lha de ouro, dansou divina.nente o~'

dec:eu a lodas as regras e escola de dansa.

O lerceiro premio dedicado ao jor·

nal IA liberdade-, a phantasia mais original, esle premio foi entregue á

gentilissima senhorita Ottilia de Almei·

da, que foi a phantasia' Luiz XV,

phantasia esta de grande effeito. Houve mais phantasias chic e de merecimento.

A Directorla do jornal cA Liberdade-offereceu duas valsas ás creanças que estiveram presentes i fesla: Maria de Lourdes da SDva. Moacyr. Fagundes de Moraes, Geraldo Alves e Adeomar Augusto di Silva e lambem

os

dois filhinhos do nosso amigo o Snr.

Se-'nedicto

Rodr

i

gues.

O baile que terminou pela mldru·

iada reinou multa ordem e respeito entre todos os presentes.

Os nossos cumprlmento!\,

Oremio Recreativo D.

"28

de

'

Setembro"

No domlnlo de Carnaval esta 0

-ciedtde deu um baile a punia il,

baile que se prolongou al6 alia hora

da madrupda, esteve bastante con·

corrido por lentlllissimes enhorit

nl sua maioria todas phantasladas. A Orchestra bastante afinada

alt-grou os coraçOes do present .

,

.

(4)

4

Oremio Pendão Brasileiro

o

Pendlo tambem d~u o u bei

chie a musica do conhecido Benedicto Vianna e lico qu' primou. houve multas phanlasias de vlllor de d

-taque esteve presente o Grupo du

Cravos Vermelhm que maior realce

deu" fesl •.

Centro Paulistano

A 28 de janeiro procedeu- a elei·

çio da nova direcloria, cujo ri!. ullado

foi o segulnle; Pre.idenle, ".Ihur

dt: Oliveira i Vice·presldenl, I nacio da Sil"" i lo. Secretallo: EmygdlO

Dias dA Silva; 2.0 Secretario, Arnaldo leme: 1.0 Ther.our Ir o, Joio I ... Felisberlu; 2.0 'Th ourdro. Armalldo

de Moraes; 1.0 Prucu, do" bl!lIcd,d

CosIa; 2.0 Proçurador, Alfredo

Ma.-lins; 1.0 fi c.I, bl!lIed cto Rodrt~II" ; 2. o fiscal, Belanllino Mes4uila; J o

fi cal, felippe fraIH:i~("I; I. \\ , Ir'

Sala: B~ncdicto Soar '; 2.0 M\!~lr' al,l,

Thomaz de Aquino i Commb:1u ".

Syndicancia : Joio de Arrud,I,

AF-fonso de Almeida e José

o.

Coelho.

leiloeiro, Bueno A"tlmio dI! .1 11 . A. posse effectuoll' e 110 tlia I. I tio corrente, e foi conferida pc! 110 so Redaclor CbstAo da Silvi!, r v~ liu·

se de caraeler solemnc, loendo prololl iado o ensaio aié ás 2 horas la nia·

nhA.

Saudqu a nova direclori~ o snr.

frederico de Souza' em IIome dll CC", tro «Smarl., na qUdlidade dt: 'ell Pre -sid~l1te.

Brinco de Princeza

Na terça-fdra de Carnaval, esla

so-ciedade lambem deu a sua fesla com

. Iodo esplendor, huuve muilas moça

todas phanlasiadac , ;. or ches!ra que

esteve a cargo do Snr. Benedicto Vian-na, muilo lllegrou us p' esente ..

Posse do Gremio R.

Pendão Brasileiro

Realisou-se no domingo dia 29 de

fevel eiro ultimo a pos'e da nova di·

rectoria que vai dirigir o. destino' dri'

Pendio Brasileiro. . .

-tiveram pre ente nesta fe,,1a as

comm' 'õe do Oremlo Ko mo , dd

Sociedade 13 de Maio e o repre 'h

tanle do jornal .A Liberdade', o r. Frederico

B.

de Souza, Jos~ M

arcol!-d , Honorlo Couto, JoiO Alve e Al

-fredo

E.

d lIv. j pelo o 13 de Maio,

A

IIRf~O

DE

r .: AlitJio \Je Soul mpos, pre-id nl , Franci, .. o d ' UH e Anlonio

OonçAlv( Monle ~r I.

, 20 hN e 40 minutos, o sr.

Alip.o de Cam foi convidado para

pr

\dlr a aoIenmc, parll

cre-tario

o

sr

.

Frederico de Souza.

foi dldo I

e

10

r.

j~

dos--nlos para presidenl que foi

rece-bido cOln uma 1I1v de palmas. e em

earulda

foi dado • outros; lerminada

a e, foi dada palavra lO repre·

enl nte do jorn

I A

lIber :ade. o r. 0..'110 da &Iv, fallando em se

-u r. Fredcri

o

de ~uza, em nome do 1(01101 • e p"r ullimo, o sr. A"tonlo ÜQnçllv~, do Club 13 de MlliQ, e para agr decer fallou o ora· dor do Pendlo Ura ilciro, o sr. Arlin do RI~lro.

"1 ",inou Il • es o solemne ás 21 hora 40 minulo : foi offerecida ás'

comnli . õe vai a .

[m tgnid ... i orfer::ciuo Joces e

c rVl'ja· .io; 'O rtl 111 i õ', tendo alli

falIa do c. _r~. rederi o ue Souza, An-le "io OCluçalves, Oa tio da Silva, Ar-lindo Rih 'im 'Benedicto Rodrigues.

A festa, ltUe ierlllinoll ás 24 horas,

lev' ha lalll cOllcorrida de

genlilis-sim3" enhorilil do nl1s o meio social,

orrclld muito a.limado r.l)m baslante

rdem e re peito.

A nova uirt'clor ia ficou assim cons -tiluida : Prc~idente, JO'é dos Sanlos; vice-pre 'idente, Oclavio da Silva; 1.0

e r I.Irio, Manoel Benedicto de Oli

-.veira; 2.0 ecreta, io, Tiburcio José da

Cosia; 1.0 Ihe,oureiro, Argentino Celso

Wanderiey: 2.0 thesoureiro, Eugenio Marcol\de~ j 1.0 procurador, Norberto CosIa; 2.0 plol:uradcr, João Ricardo j 1.0 fiscal, Ar.tenor ferreira i 2.0 fiscal,

lazaro Rodrigues; 1.0 mestre-sala, Eu·

clydes dos Santos i 2.0 mestre sala,

João Braga; 1.0 director auxiliar, Emyg·

dio Dias da Silva;

2

.

0

director auxi·· li"r, Bellto de Carvalho; 30 direclor

auxiliar, JlIlir) Mendes: 4.0 Jireclor

auxilLlr, I mael Miranda; director de dama, Benedicto Rodrigues.

Beneficio

A ociedade Unilo dos MUlt"r deu o u beneficio no dia 7 de feverei-ro de 1920, no .. I:l da rua Olyc rio

num. 164.

Fizeram

11m

concur com diver O

!lr mio~ parti vaI. a : 1.0 premio, uma

le ·Ieir. 11 ada' 2.0 pr mio. um vidr

J quina nlclon I f i ganha ~

o

S.m o; 3.0 lI'cmio. du.; Ill-ila de pennas de gaJlinhas, 'ecC'beU-l • nhor. Fina j 4.0 'premio, ganhou Nhll Dieta; 5.0 premio, unI broche preto do S... recebeu-o a enhora Jullnha.

Os premios eram d vllor dus quaes dois foram depu ilados nesta redacçlo.

Os que reclamaram.

d

m&tinée do jornal

"A Liberdade"

o

matinée esta m~rcado

para

o dia

21 de Abril, o livro de ouro e I' a

cargo do Thesoureiro o Sr. Sylvio

José Anlunes, para aquelle que qu

-i-ram assignar o respectivo raleio.

" Orchestr. será composla d~ 15 professores.

Centro R. Campos Elyseos

Esla sociedade paralysou com o

seus ens,aios ás quinla -feira, provi -soriamente.

Sociedade Barra funda

Barra Funda lambem tem a ua ciedade, o seu divertimenlo e d.nçar, alli existe um salão de bailes na nlll Brigadeiro Oalvão, cujo numero u não sei, no domingo de Carnaval hou·

ve 'festa, baile, ronfelli , ,erpentina e

lança-perfun.es em acçAo; depois dI! festa bem ónimadll com o concur O

de gentis senhorilas e senhoras de

cavalhdros do bairro. num do

mo-mentos em que o. curaçOc maii pul.,.· vam de contentamento ur~io como

por um encanto 11m automovel con·

duzindo uma orchestra com o eu es

-tandarle faz,:ndo part d st 'onjun t mui! s moças do 110 ;0 helio ~.o u entoavam o hymn do C rn vai: 11

tei qlle erll o cordà I dt' 'mi verde

que vin!-titlll t:aud.u· t),N,O I li fio,

resta.

O

baile. que corr 11 empr nin do,

pó·olongou·se alé .llt.. madrugaull,

(5)

" I I, :-Imo 11 n .. in L' Fr Icri 'O

l' 11 n d !i1 l~t

Ma.·tQ J-hUtCQ,

, \ 1\ :\Iaroca \lO. ln·. dia d {;Ol'

-11

,

1\

',

.

! olan Hr 11 (\1011100.

{Ju c T!JoNha.

rOlll 11 ('ulllba I r 1\ 'ordudo mui-lI', lU I pa a o paiO Ó (\

DQ,·il:al.

(:0111 o Pedro Chirico quer r

co-braI' 1'504.1 pUl'a cada ~arrara de

("'rI'P

í

(I.

Do Cearú.

I '111 o 11 lIurmillo cr (eito as

pU/."~ " 11) ~Iarin dtl f'oric>i4;'110 de

Pau!.\.

'I""'" I til ata ,;oa. ('0111 o Ben ·(Iir:ttl Bralil iro andar

1l11l1 _ l'aOl~iza nO!; IHI. aio do PAU

-li, ,\ ,l'ri\lcilJallllente na!!

(IUaori-lha .

AniteUe.

("11\1 o B ·ncdic.to I{odri lIe~, ficar

'1),'1' n 'udo 1I0!l bailes do Carnaval

11111 diversas damuM.

Chocalho

,; 111 O .Joaquim Oominglles levar

no PlI;<IJiO do SlIIa .. I, uma Diva do

.lardlm da Acclimaç:V,.

DesapP; .. fJcilla.

",-,111 O Luiz Henrique, ter formado

uma Capella na rlla da Liberdade e

lI:lo comparece n\l\i~ nos ensaios.

COI!I a B,medicta PÓ de Al'roz

. :lll ar muito tristinha desta

malt'a-da vida, a~ sociedades de mais Lles-taque j,í não acceitarn ella,

_ _ Falta de juizo. C(,m a Albertina andar eng-ana:~do li hUlllunidade, não tem con;.ideraçào CO!II outros.

:O1l1 os cavlldore" da. rua U I~'ce

-rill n. \(14, vil( cCIII1,r:tl' I"OUpH na

rua filOl'ia n. 14. d rua lil . ontra L1BERUA il r a n ir:) no viu !ti di e. 'ona ti R '. a V ... do J . .de Arru-'

da, pre i. a lfllllHr lIlai' uidado com

u

,

""o

..

p rtl" o lUonlepio pode fu ·ir.

.'"il'

de orpllilu.v.

Cum o rvino slllr ~ol'ando dos

dlr ·ito. de urna fllh. Olha I"r. C

r-vino i lo (' rei pllra um homem de

ov rno.

Policia.

i'llll o meslIl' ter e mudado para

a rua (Hyc rio.

0111 os apuros do

drigues, na societl:lll

seoll, vai lapona vcm

Feli ardo. Bcnedicto

lto-umlJo~

Ely-lItIJOI\8. Rincha.

Com o Oscal' Pt~reira lp.r ~omado

as dores da brl"a de d. Olivia, ma!! I1I10lirou as laponas que clla levou. Oh ! ... mtmi1la de lI1<utitne,do. "do

sei porque.

Com o lal Amaral qu rer to 111 a I'

o conhecimcllto lÕCm lei' a devida

compelcncia. Fillue quieto senão eu

digo a verdetde.

Com o B. C. dizer, até que emfim "A Liberdadl!" publicou os nomes dos que não pHgaralll () rateio, estão

na sepultura, eu me ildllliro é o seu

Alfrediuho, que é ali"Hdo a grossn

e não pagou os 10$000 .

De tiniU mora do Elite. .

Com o Lucia Teixeira, estar

en-thusiasrllado om a r,oncorreucia que

teln tido o 28.

Com () AlfrcLlinho, da:; R ~\S 10

,)(\0 csl<Lr uo escri plOriu, villa Coude

S<llzetla.

Im cadavet·.

em r ~ ...

com

lhe

'om certa menina t r dormido n!l

casa duma s nhora do nhlmcda

Oletle. e p la manhã carr gou com

uma bhl. a de

mó.

(JOln:CfliMlcia: Com os cusaio!l do Floresta estar muito bom, assim é que eu gosto

de divertimento.

COIII o Prate" dizer que loi dar O fóra no ampos Elyseos.

Fat ",,,ito bem.

Com o Benedicto S. Antonio dano

Qando na Brinco d . botas.

Prate .

Com a 'ccilia, no Brinco. ter re-matado rJoru!!, em IIcgllitla ter dado

o ctel!e pero.

Com o Benedicto Vianna, no Peno

dão, diz r aq\li autes de trocar o dinheiro já eslâ nu mi'io ..

Gom o Benedir.lo Rodrigues, no

Campos Elyseos, e ver Atrapalhado. Nilo

'e

fli

Com (\ Arthur no Pauli, tano e tar

tremendo, de homem não era.

Olho' g1'aflde,

COIl. o Ant, nio Urulú, na

xta-feira, de madrugada foi proso nO

botequim onde li foi "'3.. lar o . Lrt!

mil r i~ do jMn»1 liA Lib rdad ",

roi dormir no P ,10 da Rtla BarãO Paranupiac:lba.

Fni poMOO.

A COIlsa l/i, tem dado.

; !lU O Thomá7.,

m~ai, tle dOlUm"o

lo;: I n, qU:J(lrilhll

.nCI'f\l1carlo 110

no Paulistano

Com o ('selilltlalo 'luO fez a se ..

llo-rita. J, da rua Ibll Illt:rquu Liu~~, 110

larrl'o do 'anta '\:: iliu (:0111 ct;'rto:-; '

CUIL' n m .. 1110 t r v ndilln

:«>

nu-m 1'0>' rlo.i 1'11111 ' Lib I'tllO,I(\", per

tirnt' :l1lI \I:l1' rI,· bnUll \, d

r

rrado .... n n pl ~t li r. nln.

• Qu I' rgottlla ? ...

D Ull!(~

1'llIur (I" Ilv h'a, ,lcpC\i:::

\11" id 'UlO, teln Iwdudo

A ta qt, 111'"cla.\, ,:" I n !'oh rIo t,l!' "0 vulltlido por

11\ ·i:. ,lu7.! .t.. I'v(·ja 11 .'Hlt\ 'u,io

111 ninos.

'(lo ciume .

Com as alças do A 'I"S quu!),1

d/lnçundu 110 Brill O. ~ftlli. l. USa ~Olll .1 HiClml 1111' (l rlll'nl'illd) Hi Urnnro. l>ti " ticia,

(6)

6

• com utO novo seu amigo e (orllm

para ...

Cltnflftlr

.

Com um rapu que no domingo Jt!

Carnaval phantasiou-1Ie de mulher,

saia branca, blusa verde, dançou no Pendao e depois foi ao Paulistano, e

IA

foi barrado.

lllMJ ê ","lo. Com o Juvenal Rernardino, I1'!I' pedido um vidro de perfume para

uma dama do Paulistano, mas será. comprado, é bom que ainda ha gente

desta

"orte.

A

sorte

tido ~

para todos.

Com o mesmo ler dito a uma se· nhora que !.em urgencia de mudar . o seu convento, estou vendo que o

caso é serio.

O, 'repnrtu precisa", dar lia pi,ta.

A

... azem

de

Seee .. e •• Ibadoi

Antonio Orciuolo

Importação Directa

de Vinhos e generos italianos

com.) sejam: Quejos,

con-servas, etc. etc.

largo Riachuelo, 62-A

Telephone

4503·Centl'al

S. PAULO

Casa Bom Gosto

IMPORT AÇÃO DIRECT A

Issa Sattan

«

Comp.

Completo

e

variado

sortimento

de

fazendas

,

armarinho,

roupas

feitas, roupas

bran

cas,

per-fumarias, •

modas

encho-vaes

paJ.·

1l.

noiva

bap·

tisado

e

miudeza

Preço

'

modico

Rua

Vergueiro, 8

TELEPHONf CENTRAL 6-0-9 A UBERDADE

"Loção

Jacy"

. ... Cura 'parasitas e ó pcrscrvativa contra a

quéda dos cabelloM, ((li dellapparecer a Caspa,

e tambem Dllscer csbel-los nas pessoas calvas.

Vende-te nas princi-paell Pbarmacias e Perfumarias :: ::

Teiephone .. t 33-central

PROP.

Pedro

Cherlco

.

Aluga·se para ensaios, baile-.

reuniões, baptisados e casllmentos

Preços Modicos

P

ARA IMPRESSOS COMMERClAES TVPOORAPHICOS PRQCURAE' A Typographia FERRARI

8r

BUONO

R. S.

JoiO,

247 :: S. PAULO :: TtI. mo cid. QUE Offl:RECE PREços VAN1·AJOSOS.

Imagem

Referências

temas relacionados :