• Nenhum resultado encontrado

Apresentação de novo "Salvador da Pátria" e rumores de imóveis "frios" apimentaram a discussão.

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "Apresentação de novo "Salvador da Pátria" e rumores de imóveis "frios" apimentaram a discussão."

Copied!
7
0
0

Texto

(1)

Apresentação de novo "Salvador da Pátria" e rumores de imóveis "frios" apimentaram a discussão.

Tonhão comandou a sessão que determinou novo acordo com construtora.

(2)

inclusive com a alteração da destinação das áreas remanescente que ainda serão recebidas em permuta pelo clube; Ratificar a  nomeação dos cargos da Diretoria Executiva, aprovados anteriormente na assembléia geral extraordinária realizada em 03 de fevereiro de 2012; Ratificar a permuta dos imóveis destinados ao Gama para negociação do Centro de Treinamento; Assuntos Gerais.

Depois de mais de duas horas de discussão, a Assembléia conseguiu por maioria atingir os seus objetivos de refazer o acordo com a empreiteira responsável pelo obra na antiga sede social para zerar as dívidas do clube. A sessão contou também com a presença do Deputado Federal Ronaldo Fonseca que se apresentou como possível parceiro na busca por ajuda de patrocinadores. Mas a assembléia também teve muita polêmica, entre elas a suposta

existência de imóveis "frios" na edificação em contrução.

NOVO SALVADOR DA PÁTRIA?

(3)

Estiveram presentes cerca de 40 pessoas entre conselheiros e torcedores. Entre os presentes estava todos os membros da Direção Executiva (Oldemar Antunes, Antônio Cândido de Moura (o Toninho) e Miguel Peres), presidentes dos Conselhos Deliberativo e Fiscal (Antônio Alves do Nascimento (o Tonhão) e Antilhon Saraiva) e demais conselheiros como Flávio Raupp, Argeu Bredda, Gehad Abdel, Paulo Roberto (Bolinha) e Braga.

Antes de a Assembléia ser iniciada, Tonhão apresentou aos presentes o Deputado Federal Ronaldo Fonseca filiado ao Partido da República pediu a palavra e falou que foi um dos

colaboradores do Ceilandense-DF no período em que disputava a segunda divisão candanga. Afirmou que teve uma aproximação com o Gama em 2006 quando o alviverde ainda estava na série B e que tem a maior torcida do centro-oeste. O parlamentar que é vinculado às igrejas Assembléia de Deus disse que, caso seja de interesse do clube, quer ajudar o Gama a trazer mais parceiros que invistam no clube. "Eu quero vir para somar" disse.

Flávio Raupp que era diretor de futebol do Gama em 2008 pediu a palavra para dizer que na época o Ceilandense alugou o time de aspirantes para conquistar o acesso para a primeira divisão e que durante todo o tempo que esteve na parceria, não se recorda de ter ouvido falar do nome do parlamentar como parceiro do clube. Fonseca retrucou dizendo que levou o time sozinho antes da parceria com o Gama e mesmo depois ainda apoiou o rubro-negro. Outros conselheiros pediam um compromisso por escrito do Deputado a fim de evitar um novo "caso Froylan". O clima ficou pesado até que Antilhon Saraiva intercedesse em favor do Deputado com palavras de apoio arrancando aplausos dos presentes. Fonseca deixou a assembléia em seguida para cumprir agenda política.

(4)

disputa do Candangão e Copa do Brasil. E mesmo com todas as dificuldades, a administração bancou todos os salários de jogadores e funcionários sem haver nenhuma contestação jurídica. Informou que hoje o Gama tem oito funcionários pagos pelo clube (cinco jogadores e três

funcionários) e que ainda sobrou dinheiro em caixa para ser utilizado na montagem da equipe para 2013.

Segundo Tonhão, a empresa Tecnisa/Capri teria pago cerca de treze milhões da permuta acordada com o alviverde (4 milhões em dinheiro e 9 para pagamento de dívidas trabalhistas que são debitadas direto da empresa). Porém o patrimônio do Gama no empreendimento Flex Gama vem diminuindo à medida em que  a empresa realiza os pagamentos sem contestação debitando os valores doo que o Gama teria para receber em imóveis. Em contrapartida a Justiça do Trabalho encostou o Gama na parede para realizar o pagamento de todas as pendências judiciais.

O Diretor Jurídico do Gama Danilo Rinaldi Jr então afirmou que depois de uma longa

negociação entre a empresa responsável pela construção e o juiz responsável pelas causas trabalhistas do Gama um acordo para zerar as dívidas do alviverde. No acordo o Gama saldaria todas as ações judiciais com recursos da permuta. Em compensação a construtora exigiria a posse de todas as salas comerciais que seriam construídas no empreendimento retornando os valores em apartamentos residenciais. No acordo o Gama ainda permaneceria com 42 apartamentos com garagem de 63,7 m2 cada, uma loja de 48 m2 e mais oito vagas no estacionamento comercial da incorporação. Toninho afirmou que o pagamento da dívida é essencial ao clube para que possa retirar certidões negativas e pleitear patrocínios.

(5)

O 2º vice presidente Miguel Peres leu em seguida uma nota técnica emitida pelo presidente do Conselho Fiscal avalizando a repactuação da permuta assinada pelo presidente do Conselho e pelo Vice. No entanto Flávio Raupp se negou a assinar a nota afirmando não ter tido

conhecimento prévio nem da negociação tampouco da nota. Antilhon Saraiva contra atacou afirmando que Flávio não era um diretor presente nas reuniões, mas em seguida pediu desculpas por não ter compartilhado da decisão do conselho.

Raupp pediu questão de ordem informando a suposta existência de 21 imóveis que não constam do inventário do Gama tampouco da empresa responsável exigindo uma resposta oficial da construtora para condicionar o acordo. Toninho disse que tomou conhecimento do fato mas não encontrou provas da existência destes supostos imóveis "frios" e que a existência ou não deles não inviabilizaria o acordo. Danilo Rinaldi temeu que com essa nova exigência do conselho o acordo pudesse ser quebrado e o prazo dado pela justiça venceria. Argeu Bredda

(6)

Tonhão em seguida colocou em pauta a ratificação dos cargos acordados na Assembléia anterior o que foi aprovado por unanimidade sem discussões. Mas a paz acabou quando o assunto seguinte foi a questão do Centro de Treinamento. Toninho falou sobre a necessidade de o clube ter um Centro de Treinamento para tocar o departamento de futebol. Falou sobre o imbróglio judicial envolvendo o CT Ninho do Periquito dizendo que Wagner Marques teria entrado com uma ação de despejo contra o Gama utilizando como argumento dois contratos assinados por diretores do Gama: um assinado por Paulo Goyaz e outro por Tonhão. Flávio Raupp questionou o direito de Tonhão ter assinado um contrato de locação no nome do Gama sendo que esta função cabe ao presidente da Diretoria Executiva.

Tonhão explicou que assinou o contrato por ter feito compromisso direto com Wagner Marques. Segundo ele, a diretoria inicialmente assinou um contrato de cinco meses mas em seguida pediu para diminuir para quatro meses onde este último não foi assinado pelo presidente. Tonhão disse que assumiu pessoalmente a dívida do aluguel do CT Ninho do Periquito para evitar que o Gama ficasse sem local para treinar. Tonhão também ventilou um possível acordo entre o Gama e Wagner Marques para aquisição do CT Ninho do Periquito em definitivo.

Em seguida Argeu Bredda questionou o fato de o Gama negociar com Wagner Marques por um terreno que estaria em regularização. Toninho e danilo Rinaldi defenderam a aquisição alegando que aquela área dificilmente deixará de ser regularizada. Toninho ainda afirmou que a irregularidade da área favorece a negociação tendo em vista a depreciação em relação à uma área regular. Foi sugerido então a formação de uma comissão de apoio à diretoria para ajudar na aquisição de um Centro de Treinamento para o Gama utilizando imóveis da permuta. Toninho afirmou que não haveria prejuízo para o Gama na transação tendo em vista que estaria trocando um imóvel por outro.

(7)

Foram designados os nomes de Danilo Rinaldi Jr, Irvandro Simões, Paulo Roberto e Gehad Abdel para comporem a Comissão. Em seguida a Assembléia foi finalizada sem ter se falado sobre os planos do Gama para a montagem da equipe para 2013 e sobre o aumento do quadro de sócios. Uma nova Assembléia está previamente marcada para ocorrer no dia 15 de outubro.

Referências

Documentos relacionados

São eles, Alexandrino Garcia (futuro empreendedor do Grupo Algar – nome dado em sua homenagem) com sete anos, Palmira com cinco anos, Georgina com três e José Maria com três meses.

Assim sendo, o espaço da estrada é determinante como facilitador de um exercício de uma sexualidade mais plena, aberta e satisfatória, pelo menos para Thelma, e ao

Dentre as principais conclusões tiradas deste trabalho, destacam-se: a seqüência de mobilidade obtida para os metais pesados estudados: Mn2+>Zn2+>Cd2+>Cu2+>Pb2+>Cr3+; apesar dos

FIGURA 1: Valores médios da porcentagem de germinação de sementes de Hymenaea stigonocarpa submetidas a diferentes tratamentos pré-germinativos.. contrapartida, Souza et

Acrescenta que “a ‘fonte do direito’ é o próprio direito em sua passagem de um estado de fluidez e invisibilidade subterrânea ao estado de segurança e clareza” (Montoro, 2016,

b) Execução dos serviços em período a ser combinado com equipe técnica. c) Orientação para alocação do equipamento no local de instalação. d) Serviço de ligação das

patula inibe a multiplicação do DENV-3 nas células, (Figura 4), além disso, nas análises microscópicas não foi observado efeito citotóxico do extrato sobre as

libras ou pedagogia com especialização e proficiência em libras 40h 3 Imediato 0821FLET03 FLET Curso de Letras - Língua e Literatura Portuguesa. Estudos literários