LC-141 REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE GILSON CARVALHO 1

29 

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Texto

(1)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

CONSELHO

CONSELHO

DE

DE

SAÚDE

SAÚDE

E LC

E LC

141

141

(2)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

ESTE TEXTO FOI PRODUZIDO POR ESTE TEXTO FOI PRODUZIDO POR

GILSON CARVALHO

MÉDICO PEDIATRA E DE SAÚDE PÚBLICA Í

QUE ADOTA A POLÍTICA DO COPYLEFT PODENDO SER USADO, REPRODUZIDO, MULTIPLICADO, POR QUALQUER MEIO,

INDEPENDENTE DE AUTORIZAÇÃO DO AUTOR.

TODO CONTATO SUGESTÃO OPINIÃO TODO CONTATO,SUGESTÃO, OPINIÃO,

CRÍTICA SERÁ SEMPRE BENVINDA

GILSON CARVALHO - RUA SAUL VIEIRA 84

JARDIM DAS COLINAS - CEP 12242140

São José dos Campos - SP São José dos Campos SP TEL. 0 –XX- 12- 39217874

(3)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

LEI 8080 ALTERADA PELA LEI 12466 – CIT LEI 8080 ALTERADA PELA LEI 12466 CIT

"Art. 14-A. CIB & CIT são reconhecidas como foros de negociação e g pactuação entre gestores, quanto aos aspectos operacionais do (SUS). P.ÚNICO: A atuação das CIB - CIT:

d idi b

i

i

I -

decidir sobre os aspectos operacionais,

financeiros e administrativos da gestão

g

compartilhada do SUS, em conformidade

com a

definição da

política

com a

definição da

política

consubstanciada em planos de

consubstanciada em planos de

saúde, aprovados pelos

(4)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

DECRETO 7508 - CAP III - PLANEJAMENTO DA SAÚDE

SAÚDE

Art. 15. O processo de planejamento da saúde

á d d d í l l l é

será ascendente e integrado, do nível local até o federal, ouvidos os respectivos Conselhos de

úd b l d d d d

Saúde, compatibilizando-se as necessidades das políticas de saúde com a disponibilidade de

f

recursos financeiros.

§ 3o O Conselho Nacional de Saúde estabelecerá as diretrizes a serem observadas na elaboração dos planos de saúde, de acordo com as p

características epidemiológicas e da organização de serviços nos entes federativos e nas Regiões g

(5)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

PAPÉIS DO CONSELHO PÓS LC 141

PAPÉIS DO CONSELHO PÓS LC-141

APROVA

APROVA

APRECIA

DELIBERA

AVALIA

EMITE PARECER

AUXILIA LEGISLATIVO

AUXILIA LEGISLATIVO

COBRA DE GESTORES

COBRA DE GESTORES

(6)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

CMS CES CNS

CMS - CES -CNS

APROVAM

SANEAMENTO BÁSICO: DOMICÍLIOS E

PEQUENAS COMUNIDADES

LC 3

PEQUENAS COMUNIDADES -

LC 3

NORMAS SUS PACTUADAS NA CIT (SÓ

NORMAS SUS PAC UADAS NA CI (SÓ

AQUELAS DE CONSÓRCIOS OU

TODAS?)

LC 21

TODAS?)

LC 21

(7)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

QUEM DEFINE OS TERMOS DOMICILIAR E Q

PEQUENAS COMUNIDADES?

QUEM INFORMA CS PARA SUBSIDIAR PARECER

FINAL DO CS?

QUAL VOLUME DE SB HOJE EXISTENTE?

COMO DISCIPLINAR PARA SEREM EVITADOS

EXAGEROS?

QUE NORMAS SÃO ESTAS DE CONSÓRCIOS? QUE NORMAS SÃO ESTAS DE CONSÓRCIOS?

QUAIS EM VIGOR HOJE? ABRANGE LEIS, DECRETOS OU SÓ PORTARIAS?

DECRETOS OU SÓ PORTARIAS?

TEMPO E MOVIMENTO PARA APROVAÇÃO DA

PAS ANTES DA LDO? PAS ANTES DA LDO?

(8)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

E

CMS - CES -CNS

APRECIAM

APRECIAM

PROGRAMA COOPERAÇÃO

E

Ç

TÉCNICA-FINANCEIRA FEDERAL

EM RELAÇÃO: PROCESSO DE

EM RELAÇÃO: PROCESSO DE

EDUCAÇÃO EM SAÚDE, SIOPS,

Ç

FUNDO E INDICADORES DE

QUALIDADE DAS ASPS

LC 43 § 1

QUALIDADE DAS ASPS.

LC 43 § 1

(9)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

QUAL O SENTIDO DO TERMO

QUAL O SENTIDO DO TERMO

“APRECIA”?

O CS VAI AVALIAR ESTE

O CS VAI AVALIAR ESTE

CONTEÚDO?

QUAIS OS INDICADORES DE

QUALIDADE?

QUALIDADE?

QUEM ESTÁ TRABALHANDO NELES?

QUAIS JÁ EXISTEM?

QUAIS SERÃO APROVEITADOS?

QUAIS SERÃO APROVEITADOS?

(10)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

CMS - CES -CNS

CMS CES CNS

DELIBERAM

DELIBERAM

SOBRE DIRETRIZES PARA O

SOBRE DIRETRIZES PARA O

ESTABELECIMENTO DE

ES ABELECIMEN O DE

PRIORIDADES PARA O PPA,

LDO LOA E PLANOS DE

LDO,LOA E PLANOS DE

APLICAÇÃO

LC 30 §4

(11)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

DELIBERAR SOBRE DIRETRIZES

CORRESPONDE A ELABORÁ-LAS OU APROVÁ-CORRESPONDE A ELABORÁ LAS OU APROVÁ LAS? OU AS DUAS COISAS?

QUAL O SENTIDO DE “DIRETRIZES PARA QUAL O SENTIDO DE DIRETRIZES PARA

PRIORIDADES”?

QUAIS EXISTEM HOJE CONSIDERANDO QUE

QUAIS EXISTEM HOJE CONSIDERANDO QUE

A ORDENAÇÃO ERA ANTERIOR?

HÁ NECESSIDADE DE UM FLUXO NO TEMPO

HÁ NECESSIDADE DE UM FLUXO NO TEMPO

PARA QUE O PROCESSO OCORRA?

Á Á

(12)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

E

CMS - CES -CNS

AVALIAM

AVALIAM

GESTÃO SUS NO ENTE RESPECTIVO A QUE

GESTORES DARÃO AMPLA DIVULGAÇÃO INCLUSIVE GESTORES DARÃO AMPLA DIVULGAÇÃO INCLUSIVE

EM MEIOS ELETRÔNICOS. LC 31,III

RELATÓRIO EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA E RELATÓRIO EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA, REPERCUSSÃO DA LC 141 NAS

CONDIÇÕES SAÚDE E QUALIDADE DOS SERVIÇOS CONDIÇÕES SAÚDE E QUALIDADE DOS SERVIÇOS

DE SAÚDE E ENCAMINHA AO CHEFE PODER EXECUTIVO INDICAÇÕES DE MEDIDAS

(13)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

SERÃO USADOS OS RELATÓRIOS ATUAIS OU

SERÃO OUTROS? SERÃO OUTROS?

COMO SERÁ O CONTEÚDO DO TERMO

“REPERCUSSÃO DA 141 NAS CONDIÇÕES DE REPERCUSSÃO DA 141 NAS CONDIÇÕES DE SAÚDE E QUALIDADE DOS SERVIÇOS”?

QUAIS OS INDICADORES? JÁ EXISTEM OU

QUAIS OS INDICADORES? JÁ EXISTEM OU

SERÃO OUTROS?

COMO SERÁ O RITO DE ENCAMINHAMENTO

COMO SERÁ O RITO DE ENCAMINHAMENTO

DE CADA MEDIDA CORRETIVA AO CHEFE DO EXECUTIVO?

(14)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

E

CMS - CES -CNS

EMITEM PARECER

EMITEM PARECER

CONCLUSIVO

CONCLUSIVO

SOBRE O RG APRESENTADO

SOBRE O RG APRESENTADO

PELO GESTOR ATÉ

PELO GESTOR ATÉ

30/MARÇO DO ANO

Ç

(15)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

COMO SERÁ ESTE PARECER

CONCLUSIVO?

CONCLUSIVO?

BASTA APROVAR OU REPROVAR?

TEM QUE SER CIRCUNSTANCIADO ?

JUSTIFICAR A DELIBERAÇÃO?

(16)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

E

CMS - CES –CNS

AUXILIAM FISCALIZAÇÃO

DO LEGISLATIVO

OBRE CUMPR MENTO LC 141 COM

SOBRE CUMPRIMENTO LC 141 COM

ÊNFASE: EXECUÇÃO DE PPA; METAS

Ê

Ç

DA LDO; TRANSFERÊNCIAS AOS

FUNDOS; DESTINAÇÃO DE RECURSOS

FUNDOS; DESTINAÇÃO DE RECURSOS

DE ALIENAÇÃO DE ATIVOS

ADQUIRIDOS COM DINHEIRO DO SUS

ADQUIRIDOS COM DINHEIRO DO SUS

(17)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

COMO SERÁ DEMONSTRADA ESTA

POSSIBILIDADE AO LEGISLATIVO?

POSSIBILIDADE AO LEGISLATIVO?

QUAIS SERÃO OS

DESDOBRAMENTOS DESTES

CONTEÚDOS?

CONTEÚDOS?

(18)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

E

CMS - CES –CNS

SERÃO INFORMADOS

DOS MONTANTES DAS

TRANSFERÊNCIAS FEDERAIS A

TRANSFERÊNCIAS FEDERAIS A

ESTADOS E MUNICÍPIOS

LC 17 §3

DOS MONTANTES DAS

TRANSFERÊNCIAS ESTADUAIS A

N FE ÊN

E

D

MUNICÍPIOS

LC 19 §2

DAS IRREGULARIDADES SE DETECTADAS DAS IRREGULARIDADES SE DETECTADAS

(19)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

COMO SERÁ DADA A INFORMAÇÃO DE 5560

MUNICÍPIOS? MUNICÍPIOS?

SOFRERÁ ALGUMA AVALIAÇÃO JÁ QUE A

METODOLOGIA DE APLICAÇÃO DOS METODOLOGIA DE APLICAÇÃO DOS

CRITÉRIOS DE TRANSFERÊNCIAS PASSARAM PELA APROVAÇÃO DO CNS?

PELA APROVAÇÃO DO CNS?

O MINISTÉRIO DA SAÚDE IRÁ INFORMAR

AO CNS DAS IRREGULARIDADES PRATICADAS AO CNS DAS IRREGULARIDADES PRATICADAS POR ELE PRÓPRIO? OU VALE APENAS DO MS PARA ESTADOS E MUNICÍPIOS?

(20)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

CES - APROVAM

ES

OV M

METODOLOGIA PACTUADA NA CIB

D

M N

N E

EREM

DOS MONTANTES A SEREM

TRANSFERIDOS A MUNICÍPIOS QUE

Q

CONSTARÃO DOS PLANOS JUNTO COM

RECURSOS MUNICIPAIS –

LC 19 §1

RECURSOS MUNICIPAIS

LC 19 §1

CRITÉRIOS DE TRANSFERÊNCIAS

PELOS ESTADOS AOS FMS

PELOS ESTADOS AOS FMS

(21)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

COMO SE DARÁ ESTE FLUXO CONSIDERANDO

QUE O CES SÓ IRÁ APROVAR A QUE O CES SÓ IRÁ APROVAR A

METODOLOGIA JÁ PACTUADA? OU SE APROVA E DEPOIS PACTUA?

APROVA E DEPOIS PACTUA?

COMO SERÃO INCLUÍDOS NOS PLANOS OS

COMO SERÃO INCLUÍDOS NOS PLANOS OS

RECURSOS MUNICIPAIS? CORRESPONDE AO COAPS?

(22)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

N

PR V

CNS - APROVA

METODOLOGIA PACTUADA NA CIT

PARA DEFINIÇÃO DE MONTANTES A

PARA DEFINIÇÃO DE MONTANTES A

TRANSFERIR PARA ESTADOS E

MUNICÍPIOS

LC 17 §1

MUNICÍPIOS –

LC 17 §1

NORMAS DE CONSÓRCIO PACTUADAS

Á

NA CIT (OUTRAS ÁREAS???) –

LC 21

MODELO RG – COMPLETO E REDUZIDO

MODELO RG – COMPLETO E REDUZIDO

(23)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

CONSELHO APROVA A METODOLOGIA JÁ

À

PACTUADA NA CIT E SE REPROVADA VOLTA À CIT? OU O CNS APENAS VAI FAZER O REFERENDUM?

COMO VAI SER DEFINIDO O MODELO DE

RELATÓRIO DE GESTÃO SE JÁ EXISTE UM MODELO PRECONIZADO PELO RAG?

NORMAS DE CONSÓRCIO NOVAS? E AS NORMAS DE CONSÓRCIO NOVAS? E AS

EXISTENTES?

COMO SERÁ O MODELO RAG APLICADO A

COMO SERÁ O MODELO RAG APLICADO A

MUNICÍPIOS COM MENOS DE 50 MIL HABITANTES?

(24)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

GE TORE

GESTORES

NACIONAL ESTADUAL MUNICIPAL

NACIONAL-ESTADUAL-MUNICIPAL

DISPONIBILIZARÃO A CONSELHOS

PROGRAMA PERMANENTE DE EDUCAÇÃO NA SAÚDE (PRIORIDADE P/USUÁRIOS E

SAÚDE (PRIORIDADE P/USUÁRIOS E

TRABALHADORES) PARA QUALIFICAR A ATUAÇÃO DO CS NA FORMULAÇÃO DE ATUAÇÃO DO CS NA FORMULAÇÃO DE

ESTRATÉGIAS E NO EFETIVO CONTROLE SOCIAL - LC 44

SOCIAL LC 44

ESCLARECIMENTO SE CS PODE SOFRER

PUNIÇÕES SE INFRINGIR A LC 141 OU SÓ PUNIÇÕES SE INFRINGIR A LC 141 OU SÓ

(25)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

COMO SERÁ ESTE PROGRAMA ?

COMO SERÁ ESTE PROGRAMA ?

Á

Ã

HAVERÁ INTEGRAÇÃO DO PROGRAMA

JÁ QUE AS TRÊS ESFERAS TÊM A

JÁ QUE AS TRÊS ESFERAS TÊM A

MESMA OBRIGAÇÃO?

EXISTEM PUNIÇÕES PARA CONSELHOS

Ç

(26)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

GE TORE

GESTORES

NACIONAL ESTADUAL MUNICIPAL

NACIONAL-ESTADUAL-MUNICIPAL

DEVERÃO FAZER

DEVERÃO FAZER

RENOVAÇÃO CADASTRO SIOPS

ANUALMENTE E INDICARÃO DATA RG

ANUALMENTE E INDICARÃO DATA RG

APROVADO NO CS-36§3

DISPONIBILIZAR A CONSELHOS: PAS,

PROGRAMAÇÃO ANUAL DO PLANO DE SAÚDE Ç PARA APROVAÇÃO ANTES DO

(27)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

COBRAR DO SIOPS AS PROVIDÊNCIAS

CABÍVEIS

CABÍVEIS.

QUANTO AO PAS, SUA ESTRUTURA, OS

TEMPOS E MOVIMENTOS DEVEM SER

TEMPOS E MOVIMENTOS DEVEM SER

PENSADOS PARA O ANO DE 2014 E QUE

DEVE SAIR DO EXECUTIVO DE CADA

DEVE SAIR DO EXECUTIVO DE CADA

ESFERA ATÉ ABRIL DE 2013.

(28)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

GESTOR NACIONAL

E ESTADUAL

E E

D

L

(PODERÃO?) NÃO IMPEDE

CONDICIONAR A ENTREGA DE

RECURSOS AO

RECURSOS AO

FUNCIONAMENTO DO

FUN ON MEN O DO

CONSELHO

LC 141 A

22 I

LC-141 Art.22,I

(29)

LC-141 – REGULAMENTAÇÃO DA EC-29 E O FINANCIAMENTO DA VIDA-SAÚDE

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

REFLEXÕES E PROVIDÊNCIAS

O TERMO NÃO IMPEDE SIGNIFICA

“DEVERÁ” OU “PODERÁ”? SERÁ FEITO

DEVERÁ OU PODERÁ ? SERÁ FEITO

OU NÃO?

Ã

É

QUAIS SERÃO OS CRITÉRIOS PARA A

DEFINIÇÃO SE OS CONSELHOS ESTÃO

Ç

FUNCIONANDO?

QUAIS AS EXIGÊNCIAS A SEREM

QUAIS AS EXIGÊNCIAS A SEREM

Imagem

Referências

temas relacionados :