DECRETO Nº 93/2020. O Prefeito Municipal de Aiuruoca, no uso de suas atribuições legais,

Texto

(1)

www.aiuruoca.mg.gov.br

PREFEITURA MUNICIPAL DE AIURUOCA

Estado de Minas Gerais

Rua Felipe Senador, 263 - Centro 37450-000 – Aiuruoca/MG

DECRETO Nº 93/2020

Institui lockdown no Município de Aiuruoca por quinze dias e dá outras providências.

O Prefeito Municipal de Aiuruoca, no uso de suas atribuições legais,

CONSIDERANDO todas as deliberações do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 no Município de Aiuruoca;

CONSIDERANDO o expressivo avanço da Covid-19 em nossa região;

CONSIDERANDO o aumento de casos de contaminação por Covid-19 no Município de Aiuruoca;

CONSIDERANDO o segundo óbito em decorrência da Covid-19 no Município de Aiuruoca;

CONSIDERANDO a necessidade de contenção da transmissão comunitária e a inibição de excessos, aglomerações e desobediência aos protocolos sanitários por parte da população e de estabelecimentos em nosso Munícipio;

CONSIDERANDO ser obrigação do Poder Público agir com seu Poder de Policia visando à ordem pública e, em especial a proteção da vida, adotando todas as ações necessárias para este fim.

DECRETA:

Art. 1º. Fica instituído lockdown no Munícipio de Aiuruoca por 15 dias (quinze) dias corridos, a contar do dia 23/09/2020, podendo ser prorrogado a depender das condições epidemiológicas.

(2)

www.aiuruoca.mg.gov.br

PREFEITURA MUNICIPAL DE AIURUOCA

Estado de Minas Gerais

Rua Felipe Senador, 263 - Centro 37450-000 – Aiuruoca/MG

Art. 2º. Todo comércio deverá permanecer fechado, exceto os seguintes serviços essenciais que, para funcionar, deverão obedecer rigorosamente aos horários e às regras determinadas pela Secretária Municipal de Saúde e da Vigilância Sanitária:

I. Farmácias e drogarias;

II. Supermercados, mercados, açougues e quitandas;

III. Distribuidoras de gás e água mineral;

IV. Açougues;

V. Postos de combustíveis;

VI. Oficinas mecânicas e borracharias;

VII. Casas agropecuárias;

VIII. Funerárias;

IX. Provedores de internet;

X. Padarias somente poderão atender com barreiras físicas, sendo proibido o

consumo dentro do estabelecimento;

XI. Agências bancárias, lotéricas e correios poderão manter somente três pessoas no

interior do estabelecimento, sendo responsáveis pela organização das filas com distanciamento de 2 metros, além dos demais protocolos de higienização;

XII. Clínicas veterinárias, odontológicas, médicas e laboratórios de análises clínicas somente poderão atender urgências e emergências.

Paragrafo Único: fica estipulado o horário máximo de funcionamento para os estabelecimentos descritos nos incisos deste artigo até às 19h00min, exceto os elencados nos incisos I, VIII e XII.

Art. 3º. Aqueles estabelecimentos que funcionam conjuntamente como bar e mercearia devem manter exclusivamente a mercearia, ficando proibida a venda de bebidas alcóolicas para consumo no local.

Art. 4º. Durante o período de lockdown, os restaurantes, pizzarias e casas de lanches somente poderão atender seus clientes de forma remota e no sistema de delivery até as 22:00h.

Paragrafo Único: fica proibida retirada de qualquer tipo de produto nos estabelecimentos descritos neste artigo.

(3)

www.aiuruoca.mg.gov.br

PREFEITURA MUNICIPAL DE AIURUOCA

Estado de Minas Gerais

Rua Felipe Senador, 263 - Centro 37450-000 – Aiuruoca/MG

Art. 5º. Fica proibido o funcionamento de bares em todo território do Munícipio.

Art. 6º. Ficam proibidos de funcionar os prestadores de serviços não essenciais de quaisquer natureza que façam atendimento presencial em todo Munícipio de Aiuruoca. Art. 7º. Fica proibido qualquer tipo de comércio ambulante no Município de Aiuruoca. Art. 8º. Fica mantida a prática de distanciamento social, como forma de evitar a transmissão comunitária da COVID-19.

Art. 9º - Obrigatoriamente devem permanecer em isolamento (em casa):

I. Pessoas com idade igual ou superior a 60 anos;

II. Crianças de 0 a 12 anos;

III. Imunossuprimidos independente da idade;

IV. Portadores de doenças crônicas;

V. Gestantes e lactantes.

Art. 10. Fica estabelecido o uso massivo e obrigatório de máscaras para evitar a transmissão comunitária da COVID-19:

I. Para uso de táxis ou transporte compartilhado de passageiros;

II. Em vias publicas;

III. Para acesso aos estabelecimentos considerados essenciais;

IV. Para o desempenho das atividades em repartições públicas e privadas;

Art. 11. Fica proibida a aglomeração de pessoas nos espaços públicos, tais como: praças, parques, calçadões e assemelhados, bem como em residências; sendo aceitáveis, apenas, as movimentações de natureza transitória, recomendando-se o toque de recolher de toda a população a partir das 20h às 5h, exceto aqueles que exerçam atividades essenciais. Art. 12. As igrejas de todas as denominações religiosas deverão permanecer fechadas para celebrações ou visitações durante o período de lockdown.

Art. 13. As Pousadas, Hotéis, Chalés, Casas de Veraneio, Casas de Aluguel, Campings ou similares estabelecidos no município de Aiuruoca ficam proibidos de:

(4)

www.aiuruoca.mg.gov.br

PREFEITURA MUNICIPAL DE AIURUOCA

Estado de Minas Gerais

Rua Felipe Senador, 263 - Centro 37450-000 – Aiuruoca/MG

§ 1º. Receber e acolher turistas, excursionistas, veranistas, visitantes e viajantes de qualquer parte do país ou de fora do Brasil, bem como disponibilizar e oferecer aos mesmos os serviços de hospedagem e alimentação; inclusive através das plataformas Airbns, Booking, etc.

§ 2º. O descumprimento do estabelecido no caput e seu paragrafo primeiro, sem prejuízo da responsabilidade criminal, implicará em multa no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) por hóspede que for constatado nas dependências do estabelecimento, exceto aqueles que já se encontrarem no Munícipio por ocasião do início da vigência deste decreto os quais poderão permanecer na pousada onde fizeram check-in até o fim de sua estadia.

Art. 14. Fica restrita a entrada no Município de veículos com ocupantes provenientes de outras cidades.

§ 1º. Excetuam-se os veículos cujos passageiros que comprovem, através de documento válido, sua residência no Município de Aiuruoca, os veículos de transporte de gêneros alimentícios, representantes comerciais, medicinais, pacientes do Hospital Dr. Júlio Sanderson e outros de caráter essencial.

§ 2º. Os veículos de transporte de gêneros alimentícios, medicinais, representantes comerciais, pacientes do Hospital Dr. Júlio Sanderson e outros de caráter essencial deverão ser lançados no termo de entrada provisória e deverão circular na cidade portando máscaras de proteção e deverão obedecer ao que for estipulado pelos Vigias Sanitários.

Art. 15. Fica mantida a “Barreira Sanitária” em que motoristas e passageiros receberão orientações e poderão ter sua temperatura aferida, e, em caso excepcional de permanência na cidade, deverão assinar um Termo de Responsabilidade de Isolamento Domiciliar e obedecer às orientações dos Vigias Sanitários.

Art. 16. Em caso de descumprimento, por ferir a ordem pública e colocar em risco a saúde da população ficam os estabelecimentos sujeitos ao fechamento imediato, cassação de seus alvarás de funcionamento e multa de R$ 5.000,00 (cinco mil reais).

(5)

www.aiuruoca.mg.gov.br

PREFEITURA MUNICIPAL DE AIURUOCA

Estado de Minas Gerais

Rua Felipe Senador, 263 - Centro 37450-000 – Aiuruoca/MG

Art. 17. Para cumprimento obrigatório das normas deste decreto o Poder Público usará de seu poder de polícia, bem como a utilização da força policial coercitiva.

Art. 18. Este decreto entra em vigor a partir do dia 22 de setembro de 2020.

Aiuruoca, 22 de Setembro de 2020.

_________________________ Paulo Roberto Senador

Imagem

Referências