FICHA DE UNIDADE CURRICULAR

Texto

(1)

FICHA DE UNIDADE CURRICULAR

Unidade Curricular

202099333 - QUALIFICAÇÃO DE SUBÚRBIOS HABITACIONAIS

Tipo Optativa

Ano lectivo Curso Ciclo de estudos Créditos

2020/21 Doutoramento Urbanismo 3º 5.00 ECTS

Idiomas Periodicidade Pré requisitos Ano Curricular /Semestre semestral

Área Disciplinar Urbanismo

Horas de contacto (semanais)

Teóricas Práticas Teórico práticas Laboratoriais Seminários Tutoriais Outras Total

0.00 0.00 1.50 0.00 0.00 0.00 0.00 1.50

Total Horas da UC (Semestrais)

Total Horas de Contacto Horas totais de Trabalho

21.00 140.00

Docente responsável (nome / carga lectiva semanal) Isabel Ortins de Simões Raposo

Outros Docentes (nome / carga lectiva semanal) Isabel Ortins de Simões Raposo 1.50 horas

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

· Aprofundar o conhecimento sobre a diversidade de situações de subúrbios habitacionais

semi-urbanizados (autoproduzidos e de promoção pública);

· Aprofundar a visão de diferentes teorias urbanísticas sobre estes territórios, tendo como

referência o Direito à Cidade (Lefebvre 1968);

(2)

paradigmas de intervenção, os programas, projetos e metodologias relativos a diferentes contextos, em especial cidades da ‘lusotopia’ (Portugal, Brasil, PALOPs).

Ao nível empírico:

· Identificar metodologias mais apropriadas para conhecimento e qualificação destes

territórios e para identificação e avaliação de políticas públicas;

· Aplicar os conhecimentos desenvolvidos na reflexão sobre uma situação concreta numa

cidade da ‘lusotopia’.

Conteúdos Programáticos / Programa

1. Apresentação de docentes, participantes, tema e programa da disciplina.

2. Aprofundamento da suburbanização acelerada: (i) explosão demográfica e (sub)urbana;

(ii) consequências territoriais, sociais e ambientais; (iii) diversidade de situações de subúrbios habitacionais; (iv) diversidade de designações; (v) impacto e desafios do COVID-19.

3. Reflexão sobre diferentes perspetivas das teorias urbanísticas e habitacionais sobre

subúrbios semi-urbanizados. O direito à cidade e outras noções para a construção de alternativas de intervenção mais inclusivas e sustentáveis.

4. Reflexão sobre paradigmas de intervenção (hegemónicos e alternativos) em subúrbios

habitacionais semi-urbanizados da lusotopia. Pressupostos, princípios, metodologias, processos, projetos e soluções técnicas, subjacentes às melhores intervenções habitacionais e urbanísticas, promotoras de melhor qualidade de vida urbana.

5. Exemplos de intervenção em subúrbios habitacionais semi-urbanizados.

6. Visita de estudo (I) a diversas situações e projetos de intervenção em subúrbios

habitacionais na Área Metropolitana de Lisboa.

7. Reflexão sobre política e programas habitacionais em Portugal e Lisboa: ensinamento

sobre experiências passadas, situação atual e programas recentes.

8. Discussão coletiva de textos selecionados.

9. Visita de estudo (II) a uma situação específica na AML.

10. Ensaio reflexivo sobre soluções possíveis.

11. Paradigmas de intervenção nas margens urbanas brasileiras.

12. Projeto África Habitat e paradigmas de intervenção nas margens urbanas de Luanda e

Maputo.

13. Apresentações de pesquisas individuais e debate

Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objectivos de aprendizagem da unidade curricular

Metodologias de ensino (avaliação incluída) Parte teórica:

· Aulas teóricas interativas de exposição por docente (com powerpoint, excertos de

vídeos e textos) e debates coletivos.

· Fóruns abertos com convidados

· Visitas de estudo a situações e intervenções em subúrbios habitacionais na AML.

(3)

Parte empírica

· 1 oficina prática em grupo

· Reflexão crítica individual, fundamentada teoricamente, sobre uma situação e

intervenção específica Avaliação

A avaliação do conhecimento desenvolvido terá em conta:

· (Des)empenho nas aulas e discussões

· Capacidade reflexiva e operativa de procura de soluções para uma situação específica

· Texto individual em forma de artigo para ser publicado

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objectivos de aprendizagem da unidade curricular

Bibliografia Principal

BANDEIRINHA, J. A. (2007). O processo do SAAL e a Arquitectura no 25 de Abril de 1974. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra

CACHADO, R. (2013). “O programa Especial de Realojamento. Ambiente histórico, político e social”. Análise Social. 206. XLVIII (1.º). Lisboa: ICS, 135-152.

GEHL, Jan (2010), Cidades para pessoas, São Paulo: Perspetiva

LEFEBVRE, H. (2012; 1ª ed fr. 1968). O Direito à Cidade, Letra Livre: Lisboa.

HARVEY, David (2012). Rebel Cities: From the Right to the City to the Urban revolution. Amazon Digital Services: Kindle Edition

MONTANER, J. M.; MUXI, Z. (2014). Arquitetura e política. Ensaios para mundos alternativos. Editora Gustavo Gili.

OPPENHEIMER, J.; RAPOSO, I. (coords) (2007). Subúrbios de Luanda e Maputo. Lisboa: Ed. Colibri

RAPOSO, I.; JORGE, S.; VIEGAS, S.; MELO, V. (2012). “Luanda e Maputo: inflexões sub-urbanísticas da cidade socialista à cidade-metrópole neoliberal”. In Circulação de Ideias Urbanas no Mundo Lusófono.

ROLNIK, R. (2015). Guerra dos Lugares. A colonização da terra e da moradia na era das finanças. São Paulo: Boitempo.

Bibliografia Complementar

ANTUNES, Gonçalo (2019). “Política de Habitação Social em Portugal. De 1974 à actualidade”. Sociológico, n.º 34, pp. 7-17.

BOGUS, L.; RAPOSO, I.; PASTERNAK, S. (orgs.) (2010). Da Irregularidade Fundiária Urbana à Regularização : análise comparativa Portugal-Brasil. São Paulo: EDUC.

BRENNER, Neil, MARCUSE, Peter, MAYER, Margit, (eds.), Cities for people, not for profit: critical urban theory and the right to the city, London, New York, Routledge

FERNANDES, E. (2009). Regularización de asentamientos informales en America Latina. Cambridge: Lincoln Institute of Land Police

FERREIRA, L.; OLIVEIRA, P.; LACOVINI, V. (2019). Dimensões do Intervir em favelas. São Paulo: Peabiru, Lab Laje, CAU/SP.

FORJAZ, J. (2005), “Uma estratégia para o melhoramento e a reabilitação dos slums em Moçambique”. In Raposo, Isabel (org.) Cidades Africanas. (5). Lisboa: FAUTL, 92-97.

(4)

RAPOSO, I. (2016). “Marginal urban areas: A new global phenomenon needs new ways of thinking and intervening. Lisbon Metropolitan Area (Portugal)”. In Inclusive/Exclusive cities. Sinergi Project: Skopje, 68-91.

(5)

CURRICULAR UNIT FORM

Curricular Unit Name

202099333 - HOUSING SUBURBS QUALIFICATION

Type Optativa

Academic year Degree Cycle of studies Year of study/ Semester

2020/21 Doutoramento Urbanismo 3º 5.00 ECTS

Lecture language Periodicity Prerequisites Unit credits

semestral Scientific area

Urbanismo

Contact hours (weekly)

Tehoretical Practical Theoretical-practicals Laboratory Seminars Tutorial Other Total

0.00 0.00 1.50 0.00 0.00 0.00 0.00 1.50

Total CU hours (semestrial)

Total Contact Hours Total workload

21.00 140.00

Responsible teacher (name /weekly teaching load) Isabel Ortins de Simões Raposo

Other teaching staff (name /weekly teaching load) Isabel Ortins de Simões Raposo 1.50 horas

Learning objectives (knowledge, skills and competences to be developed by students) At the theoretical level:

· To deepen the knowledge on the diversity of semi-urbanized housing suburbs

(self-produced and publicly promoted) situations;

· To deepen the perspective of different urban theories on these territories, refering to the

Right to the City (Lefebvre 1968);

(6)

paradigms, programs, projects and methodologies promoted in different contexts, especially in ‘Lusotopia' cities (Portugal, Brazil and PALOPs)

At the empirical level:

· To identify more appropriated methodologies for knowledge and intervention on these

territories and for the identification and evaluation of public policies;

· To know participatory diagnostic methodologies and techniques as well as action plans and

intervention projects in these territories with a view to their qualification, having as main guideline the Right to the City;

· To apply developed knowledge in the reflection of a concrete situation in a ‘Lusotopia’ city

Syllabus

1. Presenting teachers, students, subject and Unit Program

2. To deepen the knowledge on the rapidly suburbanization: (i) demographic and (sub)urban

explosion; (ii) Territorial, social and environmental consequences ; (iii) diversity of housing suburbs situations; (iv) diversity of designations; (v) impact and challenges with COVID-19.

3. Reflection on different perspectives of urban and housing theories on the the

semi-urbanized suburbs. The right to the city and other notions to build more just, inclusive and sustainable alternative interventions.

4. Reflection on the paradigms of intervention (hegemonic and alternatives) in

semi-urbanized housing suburbs of ‘lusotopia’. Assumptions, guidelines, methodologies, procedures, design and technical solutions underlying the best housing and urban interventions promoting a better quality of urban life.

5. Examples of intervention in semi-urbanized housing suburbs.

6. Study visit (I) to various situations and interventions on housing suburbs in the Lisbon

Metropolitan Area.

7. Refelection on housing policy and programs in Portugal and Lisbon: learning from passed

experiences, current situation and programs.

8. Collective discussion on selected papers.

9. Study visit (II) to a specific situation on the AML.

10. Reflective essay on possible solutions.

11. Intervention paradigms in Brazilian urban margins.

12. Africa Habitat Project and intervention paradigms in the urban margins of Maputo and

Luanda.

13. Presentation of individual research and debate (2 classes).

Demonstration of the syllabus coherence with the curricular unit´s learning objectives

Teaching methodologies (including evaluation) Theoretical part:

· Theoretical and interactive lectures with presentation by professor (powerpoint, videos

and text excerpts) and collective debate.

· Open forums with invited specialists

· Study visits to situations and interventions in AML housing suburbs.

(7)

Empirical part:

· One practical workshop (group).

· Individual critical reflection, theoretical reasoned, on a specific situation and

intervention

Evaluation will be supported on:

· Commitment in classes and debates

· Reflective and practica capacity to find solutions for a specific situation

· Individual text (paper to be published)

Demonstration of the coherence between the Teaching methodologies and the learning outcomes

Main Bibliography

BANDEIRINHA, J. A. (2007). O processo do SAAL e a Arquitectura no 25 de Abril de 1974. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra

CACHADO, R. (2013). “O programa Especial de Realojamento. Ambiente histórico, político e social”. Análise Social. 206. XLVIII (1.º). Lisboa: ICS, 135-152.

GEHL, Jan (2010), Cidades para pessoas, São Paulo: Perspetiva

LEFEBVRE, H. (2012; 1ª ed fr. 1968). O Direito à Cidade, Letra Livre: Lisboa.

HARVEY, David (2012). Rebel Cities: From the Right to the City to the Urban revolution. Amazon Digital Services: Kindle Edition

MONTANER, J. M.; MUXI, Z. (2014). Arquitetura e política. Ensaios para mundos alternativos. Editora Gustavo Gili.

OPPENHEIMER, J.; RAPOSO, I. (coords) (2007). Subúrbios de Luanda e Maputo. Lisboa: Ed. Colibri

RAPOSO, I.; JORGE, S.; VIEGAS, S.; MELO, V. (2012). “Luanda e Maputo: inflexões sub-urbanísticas da cidade socialista à cidade-metrópole neoliberal”. In Circulação de Ideias Urbanas no Mundo Lusófono.

ROLNIK, R. (2015). Guerra dos Lugares. A colonização da terra e da moradia na era das finanças. São Paulo: Boitempo.

Additional Bibliography

ANTUNES, Gonçalo (2019). “Política de Habitação Social em Portugal. De 1974 à actualidade”. Sociológico, n.º 34, pp. 7-17.

BOGUS, L.; RAPOSO, I.; PASTERNAK, S. (orgs.) (2010). Da Irregularidade Fundiária Urbana à Regularização : análise comparativa Portugal-Brasil. São Paulo: EDUC.

BRENNER, Neil, MARCUSE, Peter, MAYER, Margit, (eds.), Cities for people, not for profit: critical urban theory and the right to the city, London, New York, Routledge

FERNANDES, E. (2009). Regularización de asentamientos informales en America Latina. Cambridge: Lincoln Institute of Land Police

FERREIRA, L.; OLIVEIRA, P.; LACOVINI, V. (2019). Dimensões do Intervir em favelas. São Paulo: Peabiru, Lab Laje, CAU/SP.

FORJAZ, J. (2005), “Uma estratégia para o melhoramento e a reabilitação dos slums em Moçambique”. In Raposo, Isabel (org.) Cidades Africanas. (5). Lisboa: FAUTL, 92-97.

(8)

intervening. Lisbon Metropolitan Area (Portugal)”. In Inclusive/Exclusive cities. Sinergi Project: Skopje, 68-91.

Imagem

Referências

temas relacionados :