PLANO DE ESTUDO TUTORADO PET FINAL

Texto

(1)
(2)

1

PLANO DE ESTUDO TUTORADO

PET FINAL

Ano de Escolaridade: 1º Ano Ensino Médio Modalidade: EJA – Educação de Jovens e Adultos

Turma: 1º EM EJA 2 Turno: Noturno

Componente Curricular: Arte Carga Horária: 5 Professor(a): Maria Inez Moysés Monteiro de Barros

Aluno(a):

1 – APRESENTAÇÃO DO CONTEÚDO

A SEMANA DE ARTE MODERNA DE 1922

A Semana de Arte Moderna de 1922 foi realizada em São Paulo, no Teatro Municipal, de 11 a 18 de fevereiro, e teve como principal objetivo renovar o contexto artístico e cultural, tanto na literatura, quanto nas artes plásticas, na arquitetura e na música. A intenção dos modernistas era criar uma arte essencialmente brasileira, apesar de estar em sintonia com as novas tendências europeias.

Cartaz da Semana de 22 - Autor: Di Cavalcanti

http://ww2.prefeitura.sp.gov.br/albumdefotos/teatromunicipal/album001/asp/album _tm052.asp

Durante uma semana a cidade se inspirou em novas linguagens, novas experiências artísticas, uma grande liberdade criadora, e o consequente rompimento com o passado. Novos conceitos foram difundidos e despontaram talentos como os de Mário e Oswald de Andrade na literatura, Víctor Brecheret na escultura e Anita Malfatti na pintura.

O movimento modernista foi repleto de agitações políticas, sociais, econômicas e culturais. Com ele, surgiram as vanguardas artísticas e linguagens informais. Porém, por tanta inovação, a Semana não foi bem aceita pelos tradicionais paulistas, e a crítica não poupou esforços para destruir suas ideias.

Movimentos como o Futurismo, o Cubismo e o Expressionismo começavam a influenciar os artistas brasileiros. O pintor Lasar Segall, vindo da Alemanha, realizou exposições em São Paulo e em Campinas, que foram recepcionadas com indiferença. Anita Malfatti trazia da Europa, experiências vanguardistas que marcaram intensamente o seu trabalho, e em 1917 aconteceu a primeira exposição do Modernismo brasileiro. Este evento foi alvo de muitas críticas de Monteiro Lobato, entre outros conservadores, mas por outro lado, reuniu artistas dispostos a iniciar uma luta pela renovação artística brasileira, o que resultou na Semana deArte Moderna.

A Semana de 22 foi composta pelos artistas Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Yan de Almeida Prado, John Graz, Oswaldo Goeldi, entre outros, na Pintura e no Desenho; Victor Brecheret, Hildegardo Leão Velloso e Wilhelm Haarberg, na Escultura; Antonio Garcia Moya e Georg Przyrembel, na Arquitetura. Entre os escritores encontravam-se Mário e Oswald de Andrade, Menotti Del Picchia, Sérgio Milliet, Plínio Salgado, e outros. A música estava representada por autores consagrados, como Villa-Lobos, Guiomar Novais, Ernani Braga e Frutuoso Viana.

(3)

2 A Semana teve um grande valor histórico e cultural naquela época. Não havia entre seusparticipantes, ideias comuns a todos, por isso ela se dividiu em diversas tendências. O principal objetivo da Semana de Arte Moderna foi libertar a arte brasileira da reprodução de padrões europeus, e dar início à construção de uma cultura essencialmente nacional.

Fontes:

AMARAL, Aracy. Artes plásticas na Semana de 22. 5ª ed. São Paulo: Editora 34, 1998.

http://www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_ic/index.cfm?fuseaction=marcos_texto&cd_verbete=344&cd_item=11&cd_idioma=28555 http://www.infoescola.com/artes/semana-de-arte-moderna/

ARTE CONTEMPORÂNEA

Você já percebeu a diversidade de técnicas artísticas e materiais utilizados na arte contemporânea? A arte sofreu uma forte transformação após a invenção da fotografia e do cinema. A utilização de novos materiais e novas tecnologias, não apenas na arquitetura, mas também na música, na pintura, na escultura, sempre revolucionou a arte e gerou novos estilos artísticos. Essa transformação foi ainda maior com as tecnologias eletrônicas: a televisão, o vídeo e o computador.

Com tanta inovação, os artistas contemporâneos começaram a competir com as novas mídias e produzir obras mais atraentes e interessantes para um público muito mais crítico e exigente. Passou a figurar o caráter experimental, levando os artistas a realizarem uma verdadeira fusão de linguagens, materiais, tecnologias, elementos do cotidiano e da cultura popular.

Vamos conhecer agora alguns artistas brasileiros que trabalham com arte, tecnologia e materiais diversificados?

Cildo Meireles (RJ – 1948)

Tem desempenhado um importante papel na produção artística nacional Artista multimídia, cria objetos e instalações direcionadas à uma experiência sensorial completa, questionando, entre outros temas, o regime militar brasileiro (1964 - 1984) e a dependência do país na economia global e a sociedade de

Brasil, mas também com os problemas gerais da estética e do objeto artístico.

Nas décadas de 1970 e 1980, criou uma série de trabalhos que faziam uma severa crítica à ditadura militar. Obras como Tiradentes: totem monumento ao preso político ou Introdução a uma nova crítica, que consiste em uma tenda sob a qual se encontra uma cadeira comum forrada com pontas de prego. Outra obra, chamada Cruzeiro zero é uma réplica fiel de uma nota do cruzeiro (a moeda corrente naquele tempo) que não tem nenhum valor, mas as figuras históricas e heroicas foram substituídas pela fotografia de um índio brasileiro e de um paciente de um hospital psiquiátrico. Critica a desvalorização do dinheiro e da arte brasileira no mercado internacional.

No final da década de 1970, explora, através de suas obras, a capacidade sensorial do público (gustativa, térmica, oral, sonora), criticando a predominância visual das artes plásticas. Emprega em função de uma ideia, materiais precários, efêmeros, de uso cotidiano e popular.

Em 1987 realiza Missão/Missões, instalação feita com hóstias, moedas e ossos, e Através (1989), um ambiente labiríntico formado por objetos e materiais utilizados para delimitar ou interditar espaços, como grades e alambrados. Em 2001, realiza Babel, instalação sonora e luminosa feita com rádios sintonizados em diferentes estações. Sua intensa produção, ainda em andamento, ampliou seu campo criativo ao inserir instalação, objeto e tecnologia.

(4)

3  Eduardo Kac (RJ – 1962)

Kac tem sido pioneiro em vários campos de interseção de arte/ciência/tecnologia no Brasil e no exterior. No conjunto de sua obra, podemos encontrar: fotografia, instalações e performances na cena pública, grafites, painéis eletrônicos, holografia, telepresença, robótica, multimídia, arte e biologia, etc. Seus trabalhos mostram ainda um desejo de explorar formas de arte que possam ser reproduzidas e inseridas em um contexto de mídia de massa.

Pioneiro e polêmico em suas obras, Kac revoluciona os salões de arte internacionais. Em 1997, tornou-se a primeira pessoa a ter um microchip implantado no próprio corpo, em sua obra "Time Capsule" ("Cápsula do Tempo"), que levanta questões de ética na era digital, segundo o artista, “incentiva a reflexão sobre as fronteiras entre o biológico e o material.”. Em outra obra, “Teleporting an Unknown State”, expôs sementes em um vaso com terra, para onde apontava um vídeoprojetor, e encorajou pessoas do mundo inteiro a fotografar imagens do céu, e enviar imagens da luz do Sol, através de câmeras e internet para a galeria, com a intenção de germinar a planta. A plantinha cresceu e as imagens deste processo foram transmitidas de volta, pela internet, para que os participantes pudessem acompanhar a evolução da obra.

Em 2000, causou novamente polêmica com sua obra “GFP Bunny”, onde utilizou de engenharia genética para introduzir genes de fluorescência em células reprodutivas de uma coelha, conhecida como Alba: sob luz azul, o animal resultante emite luz verde. A coelha chegou a ser retirada da tutela do artista que fez manifestos por sua volta.

Eduardo Kac – Biopoema Gênesis(1999) - http://kyleharvey.com/school/eduardo_kac2/gfp_bunny.html 2 – EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO

1- Qual era o principal objetivo da criação da Semana de Arte Moderna?

________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________ 2- Cite os 4 principais artistas participantes da Semana de Arte Moderna:

________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________

3- Qual foi o principal evento que resultou na criação da Semana de Arte Moderna?

________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________ 4- Por que a Semana de Arte Moderna não foi bem aceita pela crítica?

________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________

(5)

4 5- Sobre a Semana de Arte Moderna de 1922, assinale a opção INCORRETA:

a) Tinha como objetivo renovar o contexto artístico e cultural das artes em geral. b) Os artistas pretendiam criar uma arte genuinamente brasileira.

c) Os artistas tinham liberdade criadora e romperam com o passado tradicionalista. d) Os críticos tradicionais apoiaram os artistas modernistas.

e) Surgiram grandes artistas e novos talentos.

6- Podemos citar grandes nomes da pintura e literatura, que participaram da Semana de 1922 respectivamente:

a) Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Mário e Oswald de Andrade; b) Van Gogh, Monet e Mário, Oswald de Andrade;

c) Anita Malfatti, Monet, Mário de Andrade e Monteiro Lobato;

d) Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Mário de Andrade e Monteiro Lobato; e) Anita Malfatti, Van Gogh, Mário e Oswald de Andrade.

7- Com o surgimento de novas tecnologias como a televisão, o vídeo e o computador, a arte sofreu grandes transformações. Como os artistas desenvolveram esse novo estilo artístico?

_______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ 8 - O artista Cildo Meireles desempenha um importante papel na produção artística nacional e internacional. Suas obras possuem um caráter crítico e questionador. Que tipo de críticas e questionamentos Cildo Meireles faz através de sua arte?

_______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ 9 - Cildo Meireles é um artista multimídia, que cria objetos e instalações direcionadas à uma experiência sensorial completa, questionando e criticando a política e a sociedade de consumo. Descreva uma de suas obras:

_______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ 10 - O artista brasileiro Eduardo Kac, é reconhecido internacionalmente por suas famosas e polêmicas obras que misturam arte/ciência/tecnologia. Cite alguns exemplos de tecnologias usadas nas obras desse artista: _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

11- Eduardo Kac expõe em mostras nacionais e internacionais, e suas obras, muitas vezes polêmicas, são referência para a arte contemporânea. Descreva uma das criações de Eduardo Kac:

_______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ 12 - Artista multimídia, que cria objetos e instalações direcionadas à uma experiência sensorial completa, questionando, entre outros temas, o regime militar brasileiro e a dependência do país na economia global e a sociedade de consumo. Suas obras dialogam não só com as questões poéticas e sociais específicas do

(6)

5 Brasil, mas também com os problemas gerais da estética e do objeto artístico. A qual artista contemporâneo brasileiro o texto se refere?

a) Eduardo Kak b) Vik Muniz c) Amilcar de Castro d) Cildo Meireles e) Hélio Oiticica

13- Marque a alternativa que NÃO corresponde à resposta correta:

A multiplicidade de estilos de arte e tecnologia é visível no trabalho do artista brasileiro Eduardo Kac. Qual das técnicas abaixo normalmente NÃO é usada na produção artística de Eduardo Kac?

a) Instalações b) Pintura em tela c) Robótica

d) Painéis eletrônicos e) Holografia

3 – PARA SABER MAIS (vídeos curtos sobre os temas abordados)  Semana de Arte Moderna

https://www.youtube.com/watch?v=6Vd83QKyd1M&feature=emb_logo  Arte Contemporânea

https://www.youtube.com/watch?v=c7WAbSnINuQ  Quem é Cildo Meireles?

https://www.youtube.com/watch?v=NvBT5rnan0E  Eduardo Kac

(7)

6

PLANO DE ESTUDO TUTORADO

PET FINAL

Ano de Escolaridade: 1º Ano Ensino Médio Modalidade: EJA – Educação de Jovens e Adultos

Turma: 1º EM EJA 2 Turno: Noturno

Componente Curricular: Educação Física Carga Horária: 5 aulas Professor(a): Thiene da Silva Machado de Almeida

Aluno(a):

Conteúdo: A Ginástica e o processo de disciplinarização dos corpos.

Objetivos Gerais:

Identificar a saúde e a estética como elementos centrais nos discursos dominantes atualmente sobre

a importância da prática de ginástica, de modo a reconhecer suas implicações sociais;

Refletir sobre a influência da mídia no incentivo ao consumo de mercadorias relacionadas à ginástica,

de modo a posicionar-se criticamente diante das formulações predominantes;

Conhecer alguns princípios básicos do treinamento cardiorrespiratório para aplicá-lo em suas práticas

corporais e utilizá-los na análise das receitas milagrosas difundidas atualmente.

Texto 1

História da Ginástica

A palavra Ginástica, surgiu do grego Gymnastiké, que é a arte de fortificar o corpo e também dar-lhe

agilidade. Ela se tornou um esporte olímpico a partir da Grécia, pois os gregos começaram a utilizar nas

Olimpíadas de Atenas no ano de 1896, mas só para os homens. E foi no ano de 1928 que a participação das

mulheres foi liberada em Amsterdã.

Como foi citado no começo do texto a ginástica é classificada em duas modalidades, as competitivas e não

competitivas.

Entre as competitivas estão:

Ginástica acrobática: que tem como objetivo fazer acrobacias de forma que se tenha habilidade, força,

equilíbrio, flexibilidade e também é realizada em equipe;

Ginástica artística: também é uma forma que se deve ter força, equilíbrio e habilidade, um exemplo, é o

cavalo de alças;

Ginástica rítmica: esta modalidade envolve movimentos em forma de dança em variados tipos e dificuldades e

também com a utilização de pequenos equipamentos;

Ginástica de Trampolim: nesta modalidade são usados um e dois trampolins para um ou dois atletas que

devem executar uma série de dez elementos.

Entre as não-competitivas estão:

Ginástica laboral: geralmente praticada no ambiente de trabalho para funcionários, durante o horário de

trabalho, para se evitar lesões de esforços repetitivos;

Ginástica localizada de academia: são os exercícios feitos em academias que ajudar o condicionamento físico

e também emagrecer e para alguns também o fortalecimento muscular.

Questões sobre o conteúdo:

1.

O que é ginástica?

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

2.

A ginástica sempre se apresentou da mesma forma ao longo da história?

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

(8)

7

3.

Quais modalidades da ginástica você conhece?

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

Texto 2

Mídia e o culto à beleza do corpo

Há nas sociedades contemporâneas uma intensificação do culto ao corpo, onde os indivíduos experimentam

uma crescente preocupação com a imagem e a estética.

Entendida como consumo cultural, a prática do culto ao corpo coloca-se hoje como preocupação geral, que

perpassa todas as classes sociais e faixas etárias, apoiada num discurso que ora lança mão da questão

estética, ora da preocupação com a saúde.

Segundo Pierre Bourdieu, sociólogo francês, a linguagem corporal é marcadora pela distinção social, que

coloca o consumo alimentar, cultural e forma de apresentação – como o vestuário, higiene, cuidados com a

beleza etc. – como os mais importantes modos de se distinguir dos demais indivíduos.

Nas sociedades modernas há uma crescente preocupação com o corpo, com a dieta alimentar e o consumo

excessivo de cosméticos, impulsionados basicamente pelo processo de massificação das mídias a partir dos

anos 1980, onde o corpo ganha mais espaço, principalmente nos meios midiáticos. Não por acaso que foi

nesse período que surgiram as duas maiores revistas brasileiras voltados para o tema: “Boa Forma” (1984) e

“Corpo a Corpo” (1987).

Contudo, foi o cinema de Hollywood que ajudou a criar novos padrões de aparência e beleza, difundindo

novos valores da cultura de consumo e projetando imagens de estilos de vida glamorosos para o mundo

inteiro.

Da mesma forma, podemos pensar em relação à televisão, que veicula imagens de corpos perfeitos através

dos mais variados formatos de programas, peças publicitárias, novelas, filmes etc. Isso nos leva a pensar que a

imagem da “eterna” juventude, associada ao corpo perfeito e ideal, atravessa todas as faixas etárias e classes

sociais, compondo de maneiras diferentes diversos estilos de vida. Nesse sentido, as fábricas de imagens

como o cinema, televisão, publicidade, revistas etc., têm contribuído para isso.

Os programas de televisão, revistas e jornais têm dedicado espaços em suas programações cada vez maiores

para apresentar novidades em setores de cosméticos, de alimentação e vestuário. Propagandas veiculadas

nessas mídias estão o tempo todo tentando vender o que não está disponível nas prateleiras: sucesso e

felicidade.

O consumismo desenfreado gerado pela mídia em geral foca principalmente adolescentes como alvos

principais para as vendas, desenvolvendo modelos de roupas estereotipados, a indústria de cosméticos

lançando a cada dia novos cremes e géis redutores para eliminar as “formas indesejáveis” do corpo e a

indústria farmacêutica faturando alto com medicamentos que inibem o apetite.

Preocupados com a busca desenfreada da “beleza perfeita” e pela vaidade excessiva, sob influência dos mais

variados meios de comunicação, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica apresenta uma estimativa de que

cerca de 130 mil crianças e adolescentes submeteram-se no ano de 2009 a operações plásticas.

Evidentemente que a existência de cuidados com o corpo não é exclusividade das sociedades

contemporâneas e que devemos ter uma especial atenção para uma boa saúde. No entanto, os cuidados com

o corpo não devem ser de forma tão intensa e ditatorial como se tem apresentado nas últimas décadas.

Devemos sempre respeitar os limites do nosso corpo e a nós a mesmos.

(9)

8

Questões sobre o conteúdo:

1.

A ginástica voltada para a saúde e para a estética se configura da mesma forma?

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

2.

Sempre existiu padrão de corpo?

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

3.

A mídia difundia algum padrão de corpo antigamente?

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

4.

Essa difusão de um padrão de corpo ideal cria na população desejos e imagens sobre seus próprios

corpos?

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

Texto 3

Corpolatria

A corpolatria é uma cultura na qual o corpo é colocado como principal foco da vida do ser humano. É

considerado um transtorno ou “patologia da modernidade”, caracterizada pela preocupação excessiva com a

aparência física, nem sempre em busca de saúde, mas no sentido de embelezamento físico.

(10)

9

A pessoa que sofre com esse transtorno é classificada como corpólatra. Para ela, a imagem refletida no

espelho nunca é o bastante, sendo incapaz de satisfazer-se com ela, acreditando sempre que pode e deve

melhorar mais.

Na área profissional, algumas empresas usam a aparência como um requisito para a seleção dos candidatos e

passam a controlar isso por temer que o visual dos seus funcionários seja associado, de forma negativa, aos

produtos e serviços ofertados pela instituição. No entanto, a prática é criticada por uma parte da sociedade,

causando bastante polêmica.

Distúrbios físicos:

Nos dias atuais, a sociedade vive uma época em que a aparência tornou-se o principal foco da vida do ser

humano. O culto excessivo ao corpo ou a corpolatria faz com que as pessoas tenham obsessão por um corpo

idealizado pela mídia. Um corpo magro, torneado e sem gordura.

Os principais seguidores desse estereótipo desenvolvido pela mídia são as mulheres. Para os especialistas, um

dos efeitos mais preocupantes causados pelo excesso da corpolatria são as ocorrências de alguns transtornos

alimentares, a exemplo da anorexia e bulimia, que são os mais comuns.

Dentro do contexto epidemiológico, tais transtornos atingem 1% mulheres com idade entre 18 e 40 anos.

Porém, as adolescentes são um grupo mais vulnerável para o desenvolvimento destes transtornos, bem como

as pessoas obsessivas por dietas, com autoestima baixa e insegura.

1. Anorexia

A anorexia ou anorexia nervosa é um distúrbio alimentar causado pela preocupação excessiva com o excesso

de peso, provocando sérios problemas ao corpo da mulher. Uma mulher mesmo estando bastante magra se

enxerga acima do peso, tendo uma visão completamente distorcida da sua imagem. Ao se olhar no espelho e

ver essa imagem, o medo de engordar se torna ainda maior, o que faz a anoréxica exagerar na atividade física,

realizar jejum e ingerir diuréticos e laxantes.

2. Bulimia

A principal característica da bulimia é a ingestão exagerada de alimentos em um período curto de tempo.

Seguinte a ação, a mulher é tomada por sentimentos de culpa e vergonha, que levam a vômitos voluntários

para tentar controlar o peso. A pessoa que sofre de bulimia tem os dentes com formato de meia lua devido à

ação erosiva do vômito e o humor é bastante instável.

3. Anabolizantes

Se por um lado há pessoas que se enxergam acima do peso, por outro existem pessoas obcecadas por um

físico mais torneado. Para elas, a perfeição física está associada a uma estrutura baseada em músculos, com

pouca pele e baixa porcentagem de gordura.

Diante disso, o objetivo de melhorar a performance física faz com que a maioria dos frequentadores de

academia usem anabolizantes na busca por resultados mais rápidos. A maioria não tem nenhuma pretensão

de participar de competições esportivas, somente ter o corpo “perfeito” ditado pela sociedade midiática.

Os especialistas em saúde afirmam que essa é uma prática muito perigosa, visto que os efeitos colaterais do

uso inadequado de anabolizantes pode causar desde deformidades no corpo até levar uma pessoa a morte.

(11)

10

Conteúdo: Frequência cardíaca e atividade física.

Frequência cardíaca:

Sabemos que nosso coração funciona constantemente, mantendo um ritmo, mas este ritmo pode ser alterado

a qualquer momento, nossas emoções são capazes de alterar o ritmo do nosso coração, no momento da

prática da atividade física devemos observar o quanto nosso coração trabalha, para isso devemos observar

nossa frequência cardíaca.

A frequência cardíaca é uma ferramenta útil se você quiser saber mais sobre seu desempenho esportivo. Ao

treinar medindo a frequência cardíaca, você pode monitorar e controlar a intensidade de seus treinos.

Embora a frequência cardíaca forneça uma indicação precisa do seu esforço, é bom lembrar que existem

muitos fatores que a influenciam. Esses fatores incluem, por exemplo:

Condicionamento físico:

Atletas com um histórico extenso de treino aeróbico têm músculos cardíacos mais eficientes.

Temperatura:

À medida que a temperatura aumenta, aumenta também a necessidade de resfriar o corpo, e o fluxo

sanguíneo é direcionado para mais perto da superfície da pele. A circulação acelerada requer que o coração

bata mais rápido, o que significa que a sua frequência cardíaca aumenta. Quando o ar em sua volta esfria, a

circulação nas partes periféricas do corpo diminui, fazendo com que o coração tenha menos trabalho a fazer

em relação à circulação. Isso faz com que a frequência cardíaca diminua.

(12)

11

Desidratação:

Quando você fica desidratado, a quantidade de plasma no sangue diminui e o coração é forçado a bombear

mais rápido do que o normal para fornecer oxigênio e nutrientes suficientes para os músculos das partes

periféricas do corpo e manter uma temperatura corporal adequada. É por isso que a sua frequência cardíaca

tende a subir quando você está desidratado.

Durante a prática de exercícios aeróbios, a frequência cardíaca indica se a intensidade da atividade é

adequada. Controlando a frequência, você também evita ultrapassar o nível seguro de esforço para seu

organismo.

Além disso, frequências muito baixas (menos de 60 bpm - bradicardias) ou muito altas (mais de 100 bpm -

taquicardias), indicam possíveis problemas no coração, sendo necessário procurar um cardiologista para fazer

exames.

A forma mais simples de determinar a frequência cardíaca é sentindo o pulso no pescoço ou no punho.

Podemos usar também o estetoscópio (aparelho para ouvir o coração e a respiração).

Há ainda alguns monitores que são parte de aparelhos de ginástica, como esteiras ou bicicletas, que são

colocados na orelha ou na ponta do dedo.

Questões sobre o conteúdo:

1. O que é frequência cardíaca?

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

2. Para que a frequência cardíaca?

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

3. Como se mede a frequência cardíaca?

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

4. Todos podem ter a mesma frequência cardíaca? Por quê?

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

5. Como podemos medir nossa frequência cardíaca?

____________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________

(13)

12

PLANO DE ESTUDO TUTORADO

PET FINAL

Ano de Escolaridade: 1º Ano Ensino Médio Modalidade: EJA – Educação de Jovens e Adultos

Turma: 1º EM EJA 2 Turno: Noturno

Componente Curricular: Biologia Carga Horária: 10 aulas Professor(a): Valéria da Mata

Aluno(a):

PROTEÍNAS

Proteína é um tipo de substância formada a partir de um conjunto de aminoácidos ligados entre si

(ligações denominadas de peptídicas). Em outras palavras, as proteínas são compostas por moléculas de

carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio. E estas moléculas são denominadas aminoácidos .

É preciso destacar que existem apenas 20 tipos de aminoácidos, os quais se ligam de forma variada para

originarem diferentes proteínas. Uma rede longa de aminoácidos é chamada de polipeptídio, sendo que toda

proteína é constituída de uma ou mais cadeias desse tipo. Os 20 aminoácidos presentes na natureza :alanina,

arginina, aspartato, asparagina, cisteína, fenilalanina, glicina, glutamato, glutamina, histidina, isoleucina,

leucina, lisina, metionina, prolina, serina, tirosina, treonina, triptofano e valina. Desses, alguns são considerados

essenciais por serem obtidos apenas com a alimentação. Nos seres humanos adultos, oito aminoácidos são

essenciais:

isoleucina, leucina, lisina, metionina, fenilalanina, treonina, triptofano

e valina.

(14)

13

Não há sequer um processo biológico do qual as proteínas não participem, isto porque, além de estarem

envolvidas de forma ativa no conjunto de reações químicas, muitas células são compostas por proteínas.

Sendo assim, são funções das proteínas:

assumir o papel de enzimas, influenciando diretamente a aceleração de uma reação química;

movimentar músculos (realizado pela miosina e actina);

composição hormonal ( insulina)

composição de anticorpos( sistema imunológico)

coagulação sanguínea;

transporte de oxigênio (feito pela hemoglobina).

Alimentos que contém proteínas animais

carne vermelha;

peixes;

ovos;

leite;

queijo;

iogurte.

Alimentos ricos em proteína vegetal

feijão;

ervilha;

soja;

lentilha;

nozes;

grão-de-bico.

CLASSIFICAÇÃO DAS PROTEÍNAS

As proteínas podem ser classificadas em dois grandes grupos: as globulares e as fibrosas. As

proteínas

globulares formam estruturas com formato esferoide. Nesse grupo, são encontrados importantes proteínas,

tais como as enzimas e anticorpos. Já as

proteínas fibrosas organizam-se em forma de fibras ou lâminas, e as

cadeias de aminoácidos ficam dispostas paralelamente. Diferentemente das globulares, estas são pouco

solúveis em água.

Além dessa classificação, podemos considerar as proteínas como simples, conjugadas e derivadas.

As

proteínas simples apresentam apenas aminoácidos. Nas proteínas conjugadas, além de aminoácidos, existe

um radical de origem não peptídica, que é denominado de grupo prostético. As

proteínas derivadas, por sua

vez, não são encontradas na natureza e são conseguidas graças a processos de degradação de proteínas simples

ou conjugadas.

(15)

14

Utilizando-se como base seus níveis de organização, as proteínas também podem ser classificadas em

primárias, secundárias, terciárias e quaternárias. Na

estrutura primária, observa-se que a cadeia polipeptídica

é linear e não apresenta, portanto, ramificações. Na

estrutura secundária, por sua vez, observa-se que a

proteína não está esticada, e sim torcida e dobrada, o que muitas vezes lembra a estrutura do DNA. Já

na

estrutura terciária, observa-se uma organização tridimensional globosa exclusiva das proteínas globulares.

Por fim, temos as

proteínas quaternárias, que formam grandes enovelados. Uma proteína só pode ser

classificada como quaternária se apresentar duas ou mais cadeias polipeptídicas.

Uma característica importante das proteínas é sua capacidade de

desnaturação. Ao serem submetidas,

por exemplo, ao calor excessivo, agitação, radiação e pH extremo, observarmos que as estruturas secundárias

e terciárias desses compostos orgânicos alteram- se de maneira irreversível, o que causa a perda de suas

propriedades. É por isso que, ao cozinhar alguns alimentos, perdemos muito do seu poder nutricional.

ATIVIDADES

1-

As proteínas são essenciais para todos os seres vivos, uma vez que desempenham funções extremamente

importantes. Marque a alternativa que não indica uma função das proteínas:

a) Armazenam as informações genéticas.

b) Atuam como única substância de reserva energética.

c) Participam na composição do exoesqueleto de artrópodes.

d) Fazem parte da estrutura de todas as membranas celulares.

2- As proteínas são substâncias formadas pela união de uma grande quantidade de moléculas denominadas:

a) nucleotídeos.

b) base nitrogenada.

c) aminoácidos.

d) glicídios.

3- Os aminoácidos são moléculas orgânicas que possuem um átomo de carbono ao qual se liga um átomo de

hidrogênio, um grupo amina, um grupo carboxílico e uma cadeia lateral “R”. Marque a alternativa que indica

corretamente o que difere um aminoácido de outro.

a) Átomo de hidrogênio.

b) Átomo de carbono.

c) Cadeia lateral “R”.

d) Grupo carboxílico.

e) Grupo Amina.

4-

Sabemos que os aminoácidos são as unidades constituintes das proteínas. Essas moléculas orgânicas são

ligadas umas às outras por ligações denominadas de:

a) ligações de hidrogênio.

b) ligações dativas.

c) ligações iônicas.

d) ligações metálicas.

e) ligações peptídicas.

(16)

15

5- O que são proteínas?

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

6- Explique como e formado um aminoácido?

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

7- Quais as funções das proteínas?

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

8- Cite alguns alimentos ricos em proteínas.

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

9- Como são classificadas as proteínas?

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

10- Quais as proteínas são as proteínas usadas na aceleração das reações químicas de nosso corpo.

__________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________

(17)

16

PLANO DE ESTUDO TUTORADO

PET FINAL

Ano de Escolaridade: 1º Ano Ensino Médio Modalidade: EJA – Educação de Jovens e Adultos

Turma: 1º EM EJA 2 Turno: Noturno

Componente Curricular: Física Carga Horária: 10 aulas Professor(a): José Henrique

Aluno(a):

ORIENTAÇÕES PEDAGÓGICAS O que é física:

A palavra física tem origem grega e significa natureza. Assim, a Física é a ciência que estuda a Natu-reza; daí o nome ciência natural.

É comum considerarmos como fenômeno algo misterioso, como um arco–íris, um furacão, uma tem-pestade etc. Em nosso curso da EJA do 1º período, consideraremos como fenômeno toda e qualquer mani-festação no tempo e no espaço, como, por exemplo, o movimento de um carro, o tiro de um canhão, etc.

Na pesquisa de um fenômeno e das leis que o regem, deve–se obedecer a uma ordem progressiva, que constitui o método da ciência. Nesse sentido, a física se utiliza de dois processos: a observação e a ex-perimentação.

A observação consiste no exame atento de um fenômeno e na pesquisa das circunstâncias que o en-volvem. Nesse caso, podemos utilizar os nossos sentidos ou instrumentos que aumentem seu alcance (mi-croscópio, telescópio, luneta, satélite etc.).

A experimentação consiste em produzir o fenômeno artificialmente, em condições ideais para a obser-vação. Nesse caso, fazemos variar as circunstâncias que cercam o fenômeno para verificar quais delas influ-em nele.

Quando os fatores que intervém direta ou indiretamente numa lei física podem ser medidos, passam a constituir uma grandeza física.

As grandezas físicas podem ser escalares ou vetoriais.

Grandezas escalares: São aquelas definidas apenas por um número seguido de uma unidade de medida. Essas grandezas precisam apenas da informação do módulo (valor numérico) para serem comple-tamente caracterizadas. São os casos, por exemplo, do tempo, temperatura e massa.

Grandezas vetoriais: Para a completa caracterização de uma grandeza vetorial, são necessárias três informações: módulo (valor numérico), direção e sentido. Como exemplo de grandezas vetoriais, podemos citar a força, velocidade, aceleração etc. O vetor é o segmento de reta orientado que representa as grandezas vetoriais.

As chamadas grandezas fundamentais são aquelas definidas exclusivamente por meio de um padrão físico estabelecido pelo Sistema Internacional de Unidades (SI). A tabela abaixo traz as grandezas funda-mentais definidas pelo SI:

(18)

17 Como você já sabe, a unidade oficial para medir comprimentos é o metro. Entretanto, não é cômodo medir nessa unidade comprimentos muito maiores ou muito menores que ele. Por isso, você precisa aprender a lidar com múltiplos e submúltiplos do metro.

Com relação à massa de um corpo, o problema se repete. O grama (g) é uma unidade usada para medir massa. Nem sempre, porém, é adequado usar essa unidade.

Vejam algumas relações entre a medida padrão e seus múltiplos e submúltiplos do metro e do grama. 1 kg = 1 000 g; (1 quilograma é igual a 1 000 gramas)

1 mm = 0,001 m; (1 milímetro é igual a 1 milésimo do metro) 1 mg = 0,001 g; (1 miligrama é igual a 1 milésimo do grama)

1 Gm = 1 000 000 000 m; (1 gigametro é igual a 1 bilhão de metros) 1 cm = 0,01 m. (1 centímetro é igual a 1 centésimo do metro)

Existem alguns múltiplos das unidades fundamentais, que não pertencem ao SI, mas têm uso permiti-do.

São eles:

• minuto (min): 1 min = 60 s;

• hora (h): 1 h = 60 min = 60 x 60 s = 3 600 s; • dia (d): 1 d = 24 h = 24 x 3 600 s = 86 400 s; • tonelada (t): 1 t = 1 000 kg.

ATIVIDADES Atividade 1 - Dê os valores em unidades do SI.

a) 7 km b) 5 min

c) 8 h

d) 580 cm e) 15000 mm

Atividade 2 - Calcule quantos gramas estão contidos em: a) 25 kg

b) 0,5 mg

Atividade 3 - O intervalo de tempo de 2,4 min equivale, no Sistema Internacional de Unidades (SI), a: a) 24 s b) 124 s c) 144 s d) 160 s e) 240 s

ORIENTAÇÕES PEDAGÓGICAS Introdução à Mecânica

Mecânica é a parte da Física que estuda o movimento e o repouso dos corpos, sem levar em conta os movimentos microscópicos que acontecem no interior deles, como oscilações de núcleos atômicos e mo-vimentos de elétrons.

O estudo da Mecânica é dividido em três partes: Cinemática; Dinâmica; Estática.

Iniciamos a Cinemática pela determinação da posição de uma partícula. A variação ou não da posição com o tempo leva à definição de uma nova grandeza, denominada velocidade. A variação ou não da velocidade, por sua vez, implica a definição de outra grandeza, que é a aceleração.

Os conceitos iniciais da cinemática podem ser vistos no PET vol. 1 na pág. 57; onde definem referencial, posição, distância percorrida, deslocamento e Velocidade.

Como a cinemática estuda o movimento e o repouso dos corpos, precisamos conhecer a definição de cada uma delas.

Um corpo está em movimento em relação a um referencial quando sua posição varia com o tempo

(19)

18 Um corpo está em repouso em relação a um referencial quando sua posição não varia com o tempo

em relação a esse referencial.

Ao estudar o movimento de corpo é importante conhecermos qual é a trajetória que faz durante o des-locamento entre dois pontos.

Trajetória de um corpo em movimento é a linha que ele descreve em relação a um referencial. Caso o

corpo encontre-se em repouso, sua trajetória reduz-se a um ponto. Tipos de movimentos que podemos estudar em cinemática. Movimento uniforme (MU)

Um movimento é denominado uniforme quando ocorre com uma velocidade escalar que não se modi-fica com o passar do tempo ou seja, sofre iguais variações de espaço em iguais intervalos de tempo.

Exemplos.

Muitos satélites artificiais realizam movimentos uniformes.

Fotografia estroboscópica de uma bola de tênis em movimento uniforme.

Movimento Retilíneo Uniforme (MRU)

Movimento Retilíneo Uniforme é o movimento que ocorre com velocidade constante em uma trajetória reta. Veja um exemplo em que a pedra é lançada em uma região sem gravidade.

(20)

19 Movimento circular uniforme (MCU)

Movimento circular uniforme é um tipo de movimento que ocorre com velocidade escalar constante

ao longo de uma trajetória de formato circular. Apesar de receber o adjetivo uniforme, esse movimento é acelerado, uma vez que a mudança na direção do vetor velocidade implica a existência de uma aceleração centrípeta de direção radial, cujo sentido aponta para o centro da curva.

Exemplo: o movimento que uma carro no piloto automático em uma pista circular.

Movimento Retilíneo Uniformemente Variado (MRUV)

O Movimento Retilíneo Uniformemente Variado (MRUV) é aquele que é realizado em linha reta, por is-so é chamado de retilíneo. Além disis-so, apresenta variação de velocidade sempre nos mesmos intervalos de tempo. Uma vez que varia da mesma forma, o que revela constância, o movimento é chamado de uniforme-mente variado.

Exemplo: uma pedra sendo abandonada de uma altura qualquer.

ATIVIDADES

Atividade 4 - Um automóvel inicia uma viagem no km 100 de uma rodovia às 10 horas da manhã (t1), chegando ao km 340 às 14 horas (t2).

Determine:

a) Qual a posição final do automóvel;

b) Qual o deslocamento do automóvel das 10h até 14h; c) A velocidade média desenvolvida pelo automóvel.

Atividade 5 - Um carrinho se movimenta do ponto A para o ponto C, e depois para D, descrevendo a trajetória da figura.

(21)

20 a) Qual a posição inicial do carrinho? E a final?

b) Qual o deslocamento escalar efetuado pelo carrinho?

Atividade 6 - O que você precisa saber para calcular a velocidade escalar média de um ciclista numa pista de corrida?

Atividade 7 - No verão brasileiro, andorinhas migram do hemisfério norte para o hemisfério sul numa velocidade média de 25 km/h . Se elas voam 12 horas por dia, qual a distância percorrida por elas num dia?

ORIENTAÇÕES PEDAGÓGICAS PRINCÍPIOS DA DINÂMICA

A Dinâmica é a parte da Mecânica que investiga as causas que determinam e modificam as caracte-rísticas dos movimentos dos corpos. É, sem dúvida, a essência da Mecânica, pois é na Dinâmica que são estabelecidas as relações entre movimento, massa e força. As grandezas fundamentais para o desenvolvi-mento dessa parte são, usualmente, o compridesenvolvi-mento, o tempo e a massa.

Nessa parte da Física, aparecem as leis que regem os movimentos, envolvendo os conceitos de massa, força e energia, entre outros. Em nosso estudo, abordaremos a chamada Mecânica Clássica, que é baseada nos pensamentos de Galileu e Newton.

O EFEITO DINÂMICO DE UMA FORÇA

Força é o agente físico cujo efeito dinâmico é a aceleração.

Dizemos que uma partícula está em equilíbrio em relação a um dado referencial quando a resultante das forças que nela agem é nula. Distinguem-se dois tipos de equilíbrio para uma partícula:

Equilíbrio estático: Dizemos que uma partícula está em equilíbrio estático quando se apresenta em

repou-so em relação a um dado referencial.

Equilíbrio dinâmico:Dizemos que uma partícula está em equilíbrio dinâmico quando se apresenta em mo-vimento retilíneo e uniforme (MRU) em relação a um dado referencial.

CONCEITO DE INÉRCIA

Inércia é a tendência dos corpos em conservar sua velocidade vetorial. Tudo o que possui matéria tem inércia. A inércia é uma característica própria da matéria. Para que as tendências inerciais de um corpo se-jam vencidas, é necessária a intervenção de força externa.

LEIS DE NEWTON

O PRINCÍPIO DA INÉRCIA (1º LEI DE NEWTON)

Vamos agora formalizá-lo por meio de dois enunciados equivalentes. Primeiro enunciado

Se a força resultante sobre uma partícula é nula, ela permanece em repouso ou em movimento retilí-neo e uniforme, por inércia.

(22)

21 Segundo enunciado

Um corpo livre de uma força externa resultante é incapaz de variar sua própria velocidade vetorial. O PRINCÍPIO FUNDAMENTAL DA DINÂMICA (2º LEI DE NEWTON)

Se F é a resultante das forças que agem em uma partícula, então, em consequência de F, a partícula adquire, na mesma direção e no mesmo sentido da força, uma aceleração a, cujo módulo é diretamente pro-porcional à intensidade da força.

A expressão matemática da 2° Lei de Newton é: 𝐹𝐹⃗ = 𝑚𝑚 . 𝑎𝑎⃗

A unidade de força no sistema internacional é o Newton (N). O PRINCÍPIO DA AÇÃO E REAÇÃO (3° LEI DE NEWTON)

O Princípio da Ação e Reação pode ser enunciado da seguinte maneira:

A toda força de ação corresponde uma de reação, de modo que essas forças têm sempre mesma in-tensidade, mesma direção e sentidos opostos, estando aplicadas em corpos diferentes.

É importante destacar que as forças de ação e reação, por estarem aplicadas em corpos diferentes, nunca se equilibram mutuamente, isto é, nunca se anulam.

Em nossa vida prática, várias são as situações relacionadas com o Princípio da Ação e Reação. Ve-jamos algumas delas.

Exemplo 1: Ao caminhar, uma pessoa age no chão, empurrando-o “para trás”. Este, por sua vez, rea-ge na pessoa, empurrando-a “para a frente”.

Observemos, nesse caso, que a ação está aplicada no solo, enquanto a reação está aplicada na pes-soa.

Exemplo 2: Ao remar em um barco, uma pessoa põe em prática a Lei da Ação e Reação. O remo age na água, empurrando-a com uma força - F. Esta, por sua vez, reage no remo, empurrando-o em sentido oposto com uma força F. É importante notar que a ação - F está aplicada na água, enquanto a reação F está aplicada no remo.

(23)

22 ATIVIDADES

Atividade 8 - As figuras abaixo mostram as forças que agem em um corpo, bem como a massa de cada corpo. Para cada um dos casos apresentados, determine a força resultante (módulo, direção e sentido) que age sobre o corpo e a aceleração a que este fica sujeito.

a)

b)

Atividade 9 - A respeito de uma partícula em equilíbrio, examine as proposições abaixo: I. Não recebe a ação de forças.

II. Descreve trajetória retilínea. III. Pode estar em repouso. IV. Pode ter altas velocidades. São corretas:

a) todas;

b) apenas I e II; c) apenas I e III; d) apenas III e IV; e) apenas I, III e IV.

Atividade 10 - O peso de um corpo é uma grandeza física: a) que não varia com o local onde o corpo se encontra. b) cuja unidade de medida é o quilograma.

c) caracterizada pela quantidade de matéria que o corpo encerra. d) que mede a intensidade da força de reação de apoio.

e) cuja intensidade é o produto da massa do corpo pela aceleração da gravidade local.

REFERÊNCIAS Newton, Helou, Gualter Fisica Mecânica. Vol 1, 3º ed. 2016

(24)

23

PLANO DE ESTUDO TUTORADO

PET FINAL

Ano de Escolaridade: 1º Ano Ensino Médio Modalidade: EJA – Educação de Jovens e Adultos

Turma: 1º EM EJA 2 Turno: Noturno

Componente Curricular: Geografia Carga Horária: 10 aulas Professor(a): Leonardo Neves Tomé

Aluno(a):

Fontes Energéticas:

Fontes energéticas são recursos da natureza dos quais se pode obter energia. Com o uso da energia, é possível colocar navios, trens e carros em movimento, fazer funcionar máquinas e aparelhos domésticos e iluminar ruas e residências, entre outras coisas.

A primeira fonte de energia a ser usada pelo ser humano foi a do sol e a de seu próprio corpo. Com o tempo, passou-se a usar a energia do vento, da água e dos músculos dos animais domesticados. Durante a Revolução Industrial, o uso do carvão mineral como fonte de energia deu um grande impulso à indústria e aos transportes. Isso propiciou o funcionamento dos motores a vapor instalados nas máquinas fabris, nas locomotivas e nos navios.

A busca de novas fontes de energia naturais, mais eficientes e economicamente rentáveis, continuou. No século XIX, o petróleo, que já era conhecido desde a Pré-história, começou a ser usado na indústria para a produção de gasolina e outros derivados. No século XX, foi a vez do aproveitamento da energia nuclear, contida nos átomos do núcleo.

É impossível imaginar o mundo moderno sem o aproveitamento das fontes de energia. No entanto, elas não geram apenas riqueza. Mas também muitos danos. A queima do petróleo e do carvão, por exemplo, provoca sérios danos ao meio ambiente, como o aumento do efeito estufa, responsável pela elevação da temperatura média da terra.

A energia não renovável é um tipo de energia esgotável, que pode se originar de combustíveis fósseis (petróleo, gás natural e carvão mineral) e urânio, utilizado na energia nuclear.

A energia não renovável também é considerada um tipo de energia suja, pois causa prejuízos ao meio ambiente e também ao homem, como a destruição de ecossistemas, aquecimento global, chuva ácida, efeito estufa, dentre vários outros problemas. A seguir vamos conhecer um pouco mais sobre as energias consideradas não renováveis.

O petróleo é um óleo mineral de cor escura que foi formado há milhões de anos a partir do acúmulo de materiais orgânicos, como plantas e animais decompostos no subsolo. Esse combustível é muito utilizado na forma de gasolina, diesel, querosene, dentre outros, que produzem muita poluição, aumentando o efeito estufa. Como sabemos, o petróleo não é uma fonte renovável e se seu uso continuar acelerado, ele acabará nos próximos 50 ou 60 anos. O gás natural, assim como o petróleo, também se encontra no subsolo, e foi formado há milhões de anos a partir do acúmulo de material orgânico. É um gás que polui menos do que o petróleo e o carvão mineral, mas a sua queima também contribui para o efeito estufa. O gás natural pode ser utilizado em indústrias, residências, automóveis e comércio; e caso se mantenha esse ritmo de consumo, as reservas de gás natural poderão se esgotar em 100 anos. Já o carvão mineral é uma rocha

(25)

24 orgânica encontrada no subsolo terrestre e retirada de lá através da mineração. Esse combustível começou a ser utilizado na Revolução Industrial para movimentar máquinas e locomotivas, sendo que nos dias atuais ele é utilizado na geração de eletricidade nas usinas termelétricas. É uma forma de energia que também polui o meio ambiente, contribuindo para o efeito estufa e o aquecimento global.

Na energia nuclear, também chamada de energia atômica, ocorre a desintegração do núcleo do elemento químico urânio (que possui bastante energia) para gerar a eletricidade. O grande problema desse tipo de energia é que há a produção de um lixo altamente radioativo, que deve ser tratado, transportado e isolado seguindo à risca várias normas de segurança. O contato desse material radioativo com o meio ambiente pode ter consequências desastrosas, podendo causar inúmeras doenças ao ser humano, como o câncer. Além disso, esse lixo radioativo leva de 50 a 250 anos para perder toda a sua radiação. No Brasil, existem três usinas nucleares que se localizam no estado do Rio de Janeiro (Angra I, II e III).

Energia renovável é aquela originária de fontes naturais que possuem a capacidade de regeneração (renovação), ou seja, não se esgotam. Como exemplos de energia renovável, podemos citar: energia solar, energia eólica (dos ventos), energia hidráulica (dos rios), biomassa (matéria orgânica), geotérmica (calor interno da Terra) e mareomotriz (das ondas de mares e oceanos).

Ao contrário dos combustíveis não-renováveis (como os de origem fóssil, por exemplo), as fontes de energias renováveis, no geral, causam um pequeno impacto (poluição, desmatamento) ao meio ambiente. Portanto, são excelentes alternativas ao sistema energético tradicional, principalmente numa situação de luta contra a poluição atmosférica e o aquecimento global.

O biodiesel é um combustível renovável, pois é produzido a partir de fontes vegetais (soja, mamona, dendê, girassol, entre outros), misturado com etanol (proveniente da cana-de-açúcar) ou metanol (pode ser obtido a partir da biomassa de madeiras). Ou seja, um combustível totalmente limpo, orgânico e renovável.

A tecnologia de fabricação do biodiesel está em desenvolvimento avançado no Brasil. A Petrobras possui esta tecnologia e o combustível orgânico já está sendo utilizado em alguns veículos em nosso país. Acredita-se que, para o futuro, este combustível possa, aos poucos, substituir nos veículos os combustíveis fósseis. Será um grande avanço em busca da diminuição da poluição do ar.

Vantagens do Biodísel: A queima do biodiesel gera baixos índices de poluição, não colaborando para o aquecimento global; Gera emprego e renda no campo, diminuindo o exôdo rural; trata-se de uma fonte de energia renovável, dependendo da plantação de grãos oleoginosos no campo; Deixa as economias

dos países menos dependentes dos produtores de petróleo; produzido em larga escala e com uso de tecnologias, o custo de produção pode ser mais baixo do que os derivados de petróleo.

Desvantagens do Biodísel: Se o consumo mundial for em larga escala, serão necessárias plantações em grandes áreas agrícolas. Em países que não fiscalizam adequadamente seus recursos florestais, poderemos ter um alto grau de desmatamento de florestas para dar espaço para a plantação de grãos. Ou seja, diminuição das reservas florestais do nosso planeta. Com o uso de grãos para a produção do biodiesel, poderemos ter o aumento no preço dos produtos derivados deste tipo de matéria-prima ou que utilizam eles

(26)

25 em alguma fase de produção. Exemplos: leite de soja, óleos, carne, rações para animais, ovos entre outros. Energia Solar: energia solar é limpa e renovável, portanto apresenta muitas vantagens para o meio ambiente e saúde das pessoas, pois não há emissão de gases poluentes ou outros tipos de resíduos. Porém, veremos abaixo que ela também apresenta algumas desvantagens. Ela é renovável, ou seja, nunca acaba; É uma energia limpa, ou seja, não gera poluentes para o meio ambiente; Baixo custo de manutenção dos equipamentos usados; É uma excelente fonte de energia em locais não atendidos por outras fontes de energia, como a energia hidrelétrica, que é a mais consumida no Brasil, mas, não chega em locais de dificil acesso ou com grandes dificuldades para instalação de torres e cabos de energia elétrica; O equipamento solar pode ser instalado em residências, baixando o custo da conta de energia elétrica. Porém, em dias de chuva ou com baixa incidência de sol (dias nublados) diminui a geração de energia. No período da noite não ocorre a produção de energia; O custo para compra e instalação dos equipamentos ainda é alto no Brasil; Apenas 1% da energia no mundo vem das fontes solares.

CONSUMO DE ENERGIA NO MUNDO CONSUMO DE ENERGIA NO BRASIL

Petróleo 35,7% Eletricidade 39% Carvão mineral 23,3% Petróleo 35,3% Gás natural 20,3% Bagaço de cana 7,4% Renováveis 11,2 Lenha 5,7%

Nuclear 6,7% Álcool 3,1%

Água 2,3% Outras 9,5%

Alternativas 0,4%

PRODUÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA - BRASIL PRODUÇÃO NACIONAL DE PETRÓLEO

Hidroeletricidade 92% Rio de Janeiro 77% Térmicas 8% Rio Grande do Norte 9%

Bahia 4% Sergipe 3% Amazonas 3%

Outros estados somados 4%

COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS HIDROELETRICIDADE

PRÓS CONTRAS PRÓS CONTRAS

Uso versátil Poluição Limpa Impacto ambiental

Tecnologia conhecida Produção insuficiente Renovável Impacto social Baixo custo relativo Não renovável Fácil transporte Custo do transporte

(27)

26 ENERGIA NUCLEAR OU ATÔMICA

A energia nuclear, também chamada atômica, é obtida a partir da fissão do núcleo do átomo de urânio enriquecido, liberando uma grande quantidade de energia. A energia nuclear mantém unidas as partículas do núcleo de um átomo. A divisão desse núcleo em duas partes provoca a liberação de grande quantidade de energia.

Os primeiros resultados da divisão do átomo de metais pesados, como o urânio e o plutônio, foram obtidos em 1938. A princípio, a energia liberada pela fissão nuclear foi utilizada para objetivos militares. Posteriormente, as pesquisas avançaram e foram desenvolvidas com o intuito de produzir energia elétrica. No entanto, armas nucleares continuam sendo produzidas através do enriquecimento de urânio.

Atualmente os Estados Unidos lideram a produção de energia nuclear, porém os países mais dependentes da energia nuclear são França, Suécia, Finlândia e Bélgica. Na França, cerca de 80% de sua eletricidade é oriunda de centrais atômicas.

No fim da década de 1960, o governo brasileiro começou a desenvolver o Programa Nuclear Brasileiro, destinado a implantar no país a produção de energia atômica. O país possui a central nuclear Almirante Álvaro Alberto, constituída por três unidades (Angra 1, Angra 2, e Angra 3). Está instalada no município de Angra dos Reis, no estado do Rio de Janeiro.

Essa fonte energética é responsável por muita polêmica e desconfiança: a falta de segurança, a destinação do lixo atômico, além da possibilidade de acontecerem acidentes nas usinas, geram a reprovação da utilização da energia nuclear por grande parte da população. Alguns acidentes em usinas nucleares já aconteceram, entre eles estão: Three Miles Island – em 1979, na usina localizada na Pensilvânia (EUA), ocorreu a fusão do núcleo do reator e a liberação de elevados índices de radioatividade que atingiram regiões vizinhas, Chernobyl – em 1986 ocorreu o incêndio e o vazamento de radiação na usina ucraniana, na extinta União Soviética, com milhares de feridos e mortos. Podendo a contaminação radioativa ter causado um milhão de casos de câncer naquela região nos 20 anos

(28)

27 A energia nuclear apresenta vários aspectos positivos, sendo de fundamental importância em países que não possuem recursos naturais para a obtenção de energia. Estudos mais aprofundados devem ser realizados sobre essa fonte energética, pois, ainda existem vários pontos a serem aperfeiçoados, de forma que possam garantir segurança para a população.

ASPECTOS POSITIVOS DA ENERGIA NUCLEAR:

As reservas de energia nuclear são muito maiores que as reservas de combustíveis fósseis. Comparada às usinas de combustíveis fósseis, a usina nuclear requer menores áreas. As usinas nucleares possibilitam maior independência energética para os países importadores de petróleo e gás. Além disso, a produção de energia nuclear ou atômica não contribui para o efeito estufa.

ASPECTOS NEGATIVOS DA ENERGIA ATÔMICA:

Os custos de construção e operação das usinas são muito altos. Há também, a possibilidade de construção de armas nucleares e a falta de lugar adequado a destinação do lixo atômico, além dos riscos de acidentes que resultem em liberação de material radioativo

ATIVIDADES

1 Biomassa é o nome dado á massa biológica base da produção de energia a partir da decomposição de resíduos orgânicos. São vantagens da biomassa, EXCETO:

A Geração de empregos

B É considerada uma energia limpa C Não agride o solo

D Diminui a dependência dos combustíveis fósseis E Auxilia a matriz energética vigente em dada região

2 (PUC) A Usina de Itaipu é um empreendimento conjunto entre: A Brasil e Paraguai

B Brasil e Argentina

C Brasil, Paraguai e Argentina D Brasil, Paraguai e Uruguai E Paraguai e Uruguai

3 (SEDU-ES-2016-ADAPTADO)-Sobre o conteúdo da charge abaixo, é correto afirmar que predominantemente critica:

A O gasto dos países ricos com fontes de energia alternativas.

B O impacto da poluição gerada pelos combustíveis fósseis sobre a produção de alimentos no mundo.

C A inflação existente em muitas regiões do mundo em função da queda de produtos alimentícios

D A greve dos caminhoneiros perpetrada no ano de 2018

E A crescente tendência ao consumismo e ostentação nos países pobres.

(29)

28 4 Alemanha anuncia fechamento de todas as usinas nucleares em 2022

A coalizão do governo alemão anunciou nesta segunda-feira um acordo para o fechamento de todas as usinas nucleares do país até 2022 […]. A chanceler (premiê) Angela Merkel havia estabelecido uma comissão de ética para analisar a energia nuclear após o desastre ocorrido na usina japonesa de Fukushima.

BBC Brasil, 30 de maio de 2011 (adaptado). O motivo que levou a Alemanha, segundo a notícia acima, a acabar com a utilização da matriz nuclear de energia está em algumas de suas desvantagens, entre as quais, podemos citar:

A A emissão em massa de poluentes radioativos na atmosfera

B O resfriamento excessivo da água do mar utilizada para manutenção das turbinas C O risco de acidentes e de contaminação radioativa

D A elevada deposição de lixo em áreas imediatamente próximas 5 – Relacione as colunas abaixo

( A ) Ventos ( ) Gasolina e querosene

( B ) Sol ( ) Tração animal

( C ) Subsolo ( ) Energia hidráulica

( D ) Água ( ) Energia geotérmica

( E ) Boi ( ) Energia Solar

( F ) Petróleo ( ) Energia Eólica

6 – Segundo o quadro abaixo, qual é a porcentagem de biomassa na matriz energética brasileira?

Eletricidade 39%

Petróleo 35,3%

Bagaço de cana 7,4%

Lenha 5,7%

Álcool 3,1%

Eólica, solar, geotérmica e mareomotriz 9,5%

( A ) 16,2% ( B ) 55,2% ( C ) 25,7% ( D ) 64,7% ( E ) 44,8% 7 Explique a questão: A instalação de hidrelétricas pode causar impacto social.

_____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________

(30)

29

PLANO DE ESTUDO TUTORADO

PET FINAL

Ano de Escolaridade: 1º Ano Ensino Médio Modalidade: EJA – Educação de Jovens e Adultos

Turma: 1º EM EJA 2 Turno: Noturno

Componente Curricular: História Carga Horária: 10 aulas Professor(a): Anderson de Carvalho Mororó

Aluno(a):

TEMA 1:O PERÍODO AÇUCAREIRO NO BRASIL

Vocês devem ter acompanhado durante as leituras feitas nos PETs que a História colonial do Brasil serviu como apenas como entreposto comercial para a nossa Metrópole, no caso, Portugal. E uma das primeiras atividades econômicas e agrárias introduzidas em nosso país foi o cultivo da cana-de-açúcar.

Esse produto, tão presente em nosso cotidiano, não é originário da nossa terra. Essa planta foi trazida pelos portugueses como forma de obter açúcar, tida como uma iguaria fina, presente nas mesas de pessoas ricas na Europa. Bastante valorizado no mercado internacional, o doce açúcar foi introduzido em larga escala no Brasil, principalmente na região nordeste, que oferecia clima e solo agradável.

Esses canaviais eram empreendimentos caros e necessitavam de grandes volumes de capital para ser cultivado. Com obtenção de empréstimos oferecidos por bancos holandeses e italianos os portugueses construíram a cultura do açúcar em grandes extensões de terra, que chamamos de latifúndios. A mão de obra utilizada era formada por trabalhadores especializados (minoria) e de escravos (a maioria). Inicialmente, os produtores de cana usaram o trabalho cativo de indígenas, obtidos principalmente através de sequestros e guerras contra as populações nativas. Com o tempo, essa mão de obra foi substituída aos poucos por escravos oriundos da África, mais adaptado ao trabalho nas fazendas e dando origem a uma outra atividade econômica, ao comércio nojento de humanos. Essa sim, se configurou como o principal ramo financeiro da nossa história.

Dentro desses latifúndios estava presente a Casa Grande (moradia do chefe e brancos), a senzala (local que ficava alocado os escravos), a moenda (aonde a cana era transformado em açúcar) e o local aonde era destinado ao cultivo da planta. Além disso, havia pequenas vilas onde ficavam alocados alguns trabalhadores livres e que prestavam serviços para as fazendas. Todo o açúcar produzido era exportado para mercados na Europa, sustentando o consumo e popularizando o apreciado açúcar.

Como vocês viram, o Ouro Branco (como o açúcar era chamado), mudou para sempre a nossa história e introduziu situações que presenciamos até nos dias atuais, como preconceito racial, a dizimação de populações indígenas e a existência grandes extensões de terras pertencentes a um pequeno grupo de pessoas, sendo um grande propulsor de desigualdades em nosso país.

Vamos exercitar:

1) Sobre a atividade açucareira no Brasil marque a alternativa correta:

a) Sua produção foi realizada no nordeste e vendida exclusivamente ao mercado externo. b) Sua produção foi exclusivamente realizada na região sudeste.

c) Sua produção ocorreu no nordeste e utilizava somente mão de obra livre. d) Era produzido em pequenas fazendas e utilizava mão de obra familiar.

Imagem

Referências

temas relacionados :