• Nenhum resultado encontrado

DIAGNÓSTICO SOCIOAMBIENTAL DA SUB-BACIA DO CÓRREGO DA SAUDADE E SEUS IMPACTOS NA QUALIDADE DE VIDA DA POPULAÇÃO URBANA INSERIDA A SUAS MARGENS

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "DIAGNÓSTICO SOCIOAMBIENTAL DA SUB-BACIA DO CÓRREGO DA SAUDADE E SEUS IMPACTOS NA QUALIDADE DE VIDA DA POPULAÇÃO URBANA INSERIDA A SUAS MARGENS"

Copied!
6
0
0

Texto

(1)

XXI Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos 1

DIAGNÓSTICO SOCIOAMBIENTAL DA SUB-BACIA DO CÓRREGO DA

SAUDADE E SEUS IMPACTOS NA QUALIDADE DE VIDA DA

POPULAÇÃO URBANA INSERIDA A SUAS MARGENS

Vera Lúcia Abdala1*; Eduardo Borges de Oliveira Neto2; Hygor Evangelista Siqueira3; Tony Carlo Souza Silva4; Vitor Campana Martini5; Natália Moreira Pascoal6; Mauro Ferreira Machado7;

Berenice de Paula Amaral8; Maria Amélia da S. Campos Souza9

Resumo

A ação antrópica sobre o meio ambiente tem despertado a atenção da sociedade nos últimos anos, por promover sérios problemas ambientais. Nos casos de áreas urbanas, o agravamento por meio da poluição dos recursos hídricos com emissão de esgotos sanitários sem tratamento, coloca em risco não só a qualidade dos recursos naturais como a saúde da população. Assim seno foi realizado o diagnóstico socioambiental da sub-bacia do córrego da Saudade e seus impactos na qualidade de vida da população urbana inseridas em suas margens. O projeto teve como objetivo levantar dados para a comunidade, com a utilização de técnicas de Geoprocessamento e a aplicação de um Sistema de Informação Geográfica, para avaliação do uso e ocupação do solo e diagnosticar com base nas legislações ambientais vigentes o mapeamento das Áreas de Preservação Permanente (APP), utilizando-se imagens de satélites. Para a coleta geral de informações sobre os moradores, aplicou-se questionário e entrevista para obtenção de informações que foram tabulados. Verificou-se a ausência de informação ambiental por parte dos seus moradores, razão pela qual se faz necessário promover a instrução, por meio da Educação Ambiental, para que tais moradores possam participar da vida política, principalmente no que diz respeito à tomada de decisões ambientais.

Palavras-chave: Área de Preservação Permanente. Bacia Hidrográfica. Educação Ambiental

ENVIRONMENTAL DIAGNOSIS OF THE SAUDADE STREAM SUB-BASIN

AND ITS IMPACTS ON URBAN POPULATION QUALITY OF LIFE

ENTERED IN ITS MARGINS

Abstract – A human action on the environment has attracted the attention of society in last years, in

order to promote serious environmental problems. In the case of urban areas, worsening through the pollution of water resources with the issue of sewage without treatment endangers not only the quality of natural resources such as health. So sine was performed environmental diagnosis of sub-

1 Prof. Dra do IFTM - vlabdala@uol.com.br

2 Graduando em zootecnia, Bolsista de extensão do programa de apoio a projetos de extensão do IFTM - eduardoborges_10@live.com

3 Pós-Graduando em Gestão Ambiental, Bolsista de extensão do programa de apoio a projetos de extensão do IFTM –hygorsiqueira@yahoo.com.br 4 Pós-Graduando em Gestão Ambiental, Bolsista de extensão do programa de apoio a projetos de extensão do IFTM –Tonys2rox@hotmail.com 5 Licenciatura em Biologia, Bolsista de pesquisa do programa de apoio a projetos de pesquisa do IFTM –vitorcmartini@gmail.com

6 Estagiária, aluna do curso de Engenharia Ambiental da Facthus, - nataliampascoal@hotmail.com 7 Doutorando, agrônomo do IFTM - mauromachado@iftm.edu.br

8 Bióloga, assistente administrativo - berenice@iftm.edu.br

(2)

XXI Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos 2 basin of the stream of Saudade and their impact on quality of life of the urban population inserted into its banks. The project aimed to collect data for the community, with the use of GIS techniques and the application of a Geographic Information System for evaluation of land use and occupation and diagnose based on prevailing environmental legislation the mapping of Preservation Permanent Areas (PPA), using satellite images. For general information gathering on the residents applied questionnaire and interview to obtain information were tabulated. There was a lack of environmental information by its residents, which is why it is necessary to promote education, through environmental education, so that these residents can participate in political life, particularly with regard to environmental decision-making .

Keywords: Permanent Preservation Area. Hydrographic Basin. Environmental Education. INTRODUÇÃO

A degradação do meio ambiente vem se agravando nos últimos anos, devido a uma intensa pressão do crescimento populacional e econômico na busca da expansão e da exploração descontrolada dos recursos naturais. O processo de urbanização brasileira ocorreu, aceleradamente, pelo modelo de industrialização que privilegiou os espaços que ofereciam melhores condições de infraestrutura para o capital reproduzir. Assim com o avanço de capital, conduziu para a expulsão da população de baixa renda do centro urbano para áreas, muitas vezes, de ocupação irregular ou mesmo de invasão de terrenos alheios. Portanto, planejar o espaço, em uma perspectiva de entender o presente com informações do passado e projetar prognósticos, torna-se uma ferramenta fundamental para a intervenção desses eventos a fim de maximizar os pontos positivos e minimizar os negativos que serão gerados na natureza.

Atualmente, o planejamento do espaço rural e urbano necessita de ferramentas de análise capazes de avaliar quantitativamente os fatores que interferem na degradação dos solos e recursos hídricos de forma integrada. (ABDALA, 2012). Comumente o planejamento e gestão ambiental visam à avaliação espacial do território, de forma a sistematizar e integrar mais facilmente banco de dados favorecendo a redução de custos. Neste contexto, têm-se o desenvolvimento das técnicas de sensoriamento remoto e Geoprocessamento como ferramentas eficazes no auxílio da gestão de bacias hidrográficas norteando diretrizes junto à população ribeirinha.

Entende-se que a bacia hidrográfica é vista como unidade de planejamento pelo fato de constituir-se num sistema natural delimitado geograficamente, em que os fenômenos e interações podem ser integrados. Podem ser, portanto, consideradas unidades geográficas em que há uma integração dos recursos naturais. (ABDALA, 2012).

Portanto, há necessidade de planejar ambientalmente as bacias hidrográficas, a nível municipal ou local, em que este deverá ser idealizado como auxiliar de propostas: de análise da fragilidade ambiental, dos cenários ambientais e do zoneamento, em harmonia com a legislação ambiental, executando estratégias e programas que associem os aspectos ambientais, político, econômicos e socioculturais.

(3)

XXI Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos 3 A determinação de diferentes aptidões para cada trecho do espaço territorial, ou seja, o diagnóstico e zoneamento, não importando a finalidade e os critérios, ganhou agilidade com o advento das técnicas de geoprocessamento, mediante o uso de sistemas de informação geográfico (SIG) e “softwares/hardwares” capazes de manipular uma infinidade de dados, retornando informações otimizadas (BEZERRA et al., 2008).

Assim sendo, levantou-se dados, com a utilização de técnicas de Geoprocessamento e a aplicação de um Sistema de Informação Geográfica (SIG), para avaliação do uso e ocupação do solo. E diagnosticando com base nas legislações ambientais vigentes o mapeamento das Áreas de Preservação Permanente (APPs) para identificação das áreas críticas de desmatamento e poluição, utilizando-se imagens de satélites.

METODOLOGIA

O projeto foi desenvolvido na sub-bacia do córrego da Saudade, localizada próximo ao Distrito Industrial I e entre os bairros Dom Eduardo, Grande Horizonte e Jardim Uberaba.

Elaborou-se o mapeamento e caracterização da área em estudo com a utilização de imagens de satélites e com o auxilio de um Sistema de Informação Geográfica – IDRISI Selva. Com estes programas obtiveram-se informações referentes ao uso e ocupação do solo, informações sobre as redes de drenagem, avaliação das Áreas de Preservação Permanente com base nas legislações ambientais vigentes no âmbito municipal e estadual, identificação das áreas com início e risco de erosão.

A avaliação com sonda da qualidade físico-química da água ao longo da bacia não foi possível, mas através da investigação junto à população com as visitas in loco, detectou-se as fontes de contaminação da água e do solo e suas interferências na qualidade de vida das populações locais. (Figura 1)

(4)

XXI Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos 4 Aplicou-se um questionário estruturado, no qual foram realizadas abordagens com informações junto à população referente ao conhecimento sobre assuntos ambientais como, poluição hídrica, resíduos sólidos, contaminação da água e do solo. Outro ponto abordado foi em relação à falta no gerenciamento de resíduos sólidos, esgotamento sanitário, água parada e/ou contaminada incidindo no aparecimento de vetores de doenças como a dengue entre outras. Assim sendo foram investigados os casos de aparecimento destas doenças em relação ao local no qual as populações estão inseridas.

Durante todo o projeto, utilizaram-se metodologias diferenciadas referentes à educação ambiental entre elas as mencionadas acima e abordagens individuais e ou coletivas junto aos moradores. Sendo assim, foi possível subsidiar a discussão e os resultados da qualidade ambiental da sub-bacia do córrego da Saudade junto à comunidade.

RESULTADOS E DISCUSSÃO

Quanto à análise da situação dos recursos hídricos do córrego da Saudade, foram constatados diversos pontos de lançamentos de efluentes em seus corpos hídricos, o que inviabiliza a coletividade de usufruir da multiplicidade do uso dos recursos hídricos. Além, de ser um fator com potencial de afetar, direta e indiretamente, o direito à saúde, à vida, à higiene, à integridade física, ao respeito à dignidade da pessoa humana, dentre outros, principalmente daqueles que moram as margens do córrego da Saudade (Figura 2, 3).

Figura 2 – Lançamento de efluentes no Córrego Saudade Figura 3 – Visualização das águas do Córrego Saudade No que se refere à Área de Preservação Permanente do córrego da Saudade, identificaram-se passivos ambientais os quais estão deteriorando o meio ambiente e prejudicando a saúde da população, mormente aquela localizada próxima ao Distrito Industrial I (Bairro Dom Eduardo) (Figura 4). Lembrando-se que de acordo com o Código Florestal, Lei nº 12.651/12:

(5)

XXI Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos 5

Art. 3º Para os efeitos desta Lei entende-se por: (...)

II - Área de Preservação Permanente - APP: área protegida, coberta ou não por vegetação nativa, com a função ambiental de preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica e a biodiversidade, facilitar o fluxo gênico de fauna e flora, proteger o solo e assegurar o bem-estar das populações humanas. (COUTINHO et al, 2013)

Figura 2. Uso do solo da sub- bacia do córrego da Saudade.Fonte: Siqueira.

Por meio da aplicação do questionário, verificou-se que a população entrevistada, em sua maioria, diz sentir-se prejudicada devido aos problemas ambientais que os circundam, tendo como principal fator a predominância do mau-cheiro, a presença de diversos tipos de erosão, assoreamento do rio, diminuição da biota aquática, supressão dos serviços ambientais. Contudo, a percepção ambiental existe nestes moradores, e segundo Mucelin e Bellini (2015) “mesmo contemplando casos de agressões ao ambiente, os hábitos cotidianos concorrem para que o morador urbano não reflita sobre as consequências de tais hábitos, mesmo quando possui informações a esse respeito”.

Outro problema verificado, tanto por parte de relatos dos moradores como também por meio de visitas ao local, é a presença de fogo nas APP com a finalidade de controlar a pastagem. A utilização da queimada controlada é considerada um método barato para o preparo da terra para a renovação de pastagens, porém há um prejuízo aos recursos naturais.

(6)

XXI Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos 6

CONSIDERAÇÕES FINAIS

1. Descontentamento da população local com a situação atual da sub-bacia do córrego Saudade. 2. Descaso dos dirigentes municipal quanto ao uso do solo na sub-bacia do córrego Saudade. 3. Má administração da área de estudo, uma vez ser parte da sub-bacia um parque municipal. 4. Falta de informação ambiental dos moradores, o que leva a necessidade de se promover a instrução por meio da Educação Ambiental, para que tais moradores possam atuar ativamente das decisões políticas ambientais.

REFERÊNCIAS

ABDALA, V. L. Diagnóstico do recurso hídrico do rio Uberaba como subsídio para o controle das áreas de conflito ambiental. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2012.

BEZERRA, J et al. Zoneamento ambiental das áreas de preservação permanente do município de Martins, RN. Revista Caatinga, Mossoró, v. 21, n. 5, p. 113- 122, 2008.

COUTINHO, M. P.; MEDEIROS, J. de D.; SORIANO, E; LONDE, L. de R.; LEAL, P. J. V.; SAITO, S. M. O Código Florestal Atual (Lei Federal nº 12.651/2012) e suas implicações na prevenção de desastres naturais. Sustentabilidade em Debate - Brasília, v. 4, n. 2, p. 237-256, jul/dez 2013.

MUCELIN, C. A.; BELLINI M. Lixo e impactos ambientais perceptíveis no ecossistema urbano. Sociedade & Natureza, Uberlândia, 20 (1): 111-124 jun. 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/sn/v20n1/a08v20n1> Acesso em maio de 20015.

Referências

Documentos relacionados

Portanto, mesmo percebendo a presença da música em diferentes situações no ambiente de educação infantil, percebe-se que as atividades relacionadas ao fazer musical ainda são

A realização desta dissertação tem como principal objectivo o melhoramento de um sistema protótipo já existente utilizando para isso tecnologia de reconhecimento

Dentre as principais conclusões tiradas deste trabalho, destacam-se: a seqüência de mobilidade obtida para os metais pesados estudados: Mn2+>Zn2+>Cd2+>Cu2+>Pb2+>Cr3+; apesar dos

Dessa forma, a partir da perspectiva teórica do sociólogo francês Pierre Bourdieu, o presente trabalho busca compreender como a lógica produtivista introduzida no campo

the human rights legislated at an international level in the Brazilian national legal system and in others. Furthermore, considering the damaging events already

produção 3D. Mas, além de, no geral, não possuírem um forte caráter científico nos conteúdos, a maioria está voltada ao ensino de criação de personagens. Mesmo em livros

(2009) sobre motivação e reconhecimento do trabalho docente. A fim de tratarmos de todas as questões que surgiram ao longo do trabalho, sintetizamos, a seguir, os objetivos de cada

Como parte de uma composição musi- cal integral, o recorte pode ser feito de modo a ser reconheci- do como parte da composição (por exemplo, quando a trilha apresenta um intérprete