UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Setor de Artes, Comunicação e Design Departamento de Comunicação Social Programa de Pós Graduação em Comunicação

Texto

(1)

EDITAL 04/2017 - PROCESSO SELETIVO TURMA 2018

O Colegiado do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade Federal do Paraná, no uso das suas atribuições legais e regimentais, considerando:

- A Resolução 65/09-CEPE, a qual estabelece normas gerais únicas para os cursos de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) da Universidade Federal do Paraná;

- A Lei nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996, a qual estabelece as diretrizes e bases da educação nacional;

- A Lei nº 9.784 de 29 de janeiro de 1999, a qual regula o processo administrativo no âmbito da Administração Pública Federal;

- O Regimento Geral da Universidade Federal do Paraná;

- As normas internas do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade Federal do Paraná; e

- A Recomendação n° 09/2016 da Procuradoria da República no Estado do Paraná; RESOLVE:

Estabelecer datas, critérios e procedimentos para a seleção e admissão ao Curso de Mestrado do Programa de Pós-graduação em Comunicação na forma deste Edital.

DA ABRANGÊNCIA

Art. 1º Aplica-se este edital ao processo de seleção para o ingresso no Curso de Mestrado

do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade Federal do Paraná, daqui para frente denominado Programa, para o ingresso no primeiro semestre de 2018.

DAS VAGAS

Art. 2º Serão ofertadas 26 vagas no Mestrado dentro das áreas de concentração e linhas de

pesquisa do Programa, sendo 15 vagas na Linha Comunicação e Formações

Socioculturais e 11 vagas na Linha Comunicação e Política conforme Anexo I deste

(2)

§ 1º A lista dos aprovados e classificados obedecerá ao limite máximo de vagas previstas

neste edital e à capacidade de orientação de cada professor integrante do corpo docente, conforme as normativas da CAPES.

§ 2º Havendo vagas remanescentes ao final do processo de seleção, em decorrência de

uma diferença entre o número de vagas ofertadas e o número de candidatos aprovados, o Colegiado do Programa poderá, segundo a conveniência do Programa, optar por autorizar novo processo seletivo a ser divulgado em edital próprio e específico.

§ 3º O limite máximo de vagas não será alterado1 para o processo seletivo de que trata este Edital.

§ 4º Candidatos aprovados e não classificados integrarão uma lista de espera e poderão

ser chamados após a efetivação da matrícula, no caso de haver desistência(s) de candidato(s) aprovado(s) e classificado(s).

Art. 3º Somente ingressarão no Programa os candidatos aprovados e classificados.

DAS INSCRIÇÕES

Art. 4º No ato da inscrição o candidato deverá optar por uma das linhas de pesquisa do

Programa.

Art. 5º As inscrições para o processo de seleção de que trata este Edital serão realizadas

no período constante ao item Cronograma deste Edital.

§ 1º As inscrições deverão ser realizadas através do Sistema de Gestão Acadêmica da

Pós-graduação (SIGA), disponível no endereço eletrônico:

http://www.prppg.ufpr.br/siga/visitante/processoseletivo/index.jsp?sequencial=510.

§ 2º Não serão aceitas inscrições submetidas por qualquer outro meio, tampouco após o

prazo final de recebimento estabelecido no item Cronograma deste Edital.

1 Em caso de empate entre os candidatos, exceção feita ao previsto no item “Critérios de Desempate”, o PPG poderá optar pela absorção dos candidatos, respeitada a capacidade de orientação e o interesse do programa.

(3)

Art. 6º Para efetivação da inscrição, o candidato deverá inserir no Sistema de Gestão

Acadêmica da Pós-graduação (SIGA, disponível no endereço eletrônico

http://www.prppg.ufpr.br/siga/visitante/processoseletivo/index.jsp?sequencial=510) os

seguintes documentos:

a. Requerimento de inscrição devidamente preenchido com indicação da linha de pesquisa;

b. Cópia do diploma ou documento comprobatório de conclusão de graduação;

c. Histórico escolar de graduação para inscrição no mestrado;

d. Cópia do currículo Lattes (Plataforma CNPq, disponível em http://lattes.cnpq.br),

documentado com comprovantes, sob pena de perder pontos na avaliação. A documentação deve ser disposta na mesma sequência em que se encontram os fatos curriculares que ela pretende comprovar.

e. Projeto de dissertação a ser desenvolvido, segundo a linha de pesquisa do Programa.

Projeto de dissertação com até 10 páginas, incluindo capa e referências bibliográficas.

f. Uma foto 3X4 recente;

g. Fotocópia simples dos documentos pessoais: cópia da carteira de identidade civil e do

CPF e, se for estrangeiro, cópia da folha de identificação do passaporte. Serão aceitos também como documentos oficiais de identidade: Carteiras ou Cédulas de Identidade expedidas pelas Secretarias de Segurança, pelas Forças Armadas, pela polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores; Cédulas de Identidade emitidas por Ordens ou Conselhos de Classe que por lei federal valham como documento de identidade (como, por exemplo, as do CREA, OAB, CRC); Carteira de Trabalho e Previdência Social; Carteira Nacional de Habilitação (com fotografia e data de validade vigente), na forma da Lei nº 9.053/97.

h. Comprovante de pagamento de GRU (conforme Anexo II deste edital).

(4)

Art. 7 A seleção será coordenada por uma Comissão de Seleção composta por professores membros do Programa e designada pelo Colegiado do Programa, conforme determinado pelo Art. 36 da Resolução 65/09-CEPE.

Art. 8 Quando necessário, a Comissão de Seleção designará os professores do programa que comporão as bancas nas diferentes etapas do processo seletivo.

Art. 9 A correção das provas discursivas e a análise de projetos de pesquisa será

feita por, ao menos, 2 (dois) examinadores2, membros da comissão de seleção, e será

adotado o sistema blind review.

DAS ETAPAS DO PROCESSO SELETIVO

Art. 10 O processo de seleção para ingresso no Curso de Mestrado do programa será

dividido em 4 etapas, todas conduzidas pela Comissão de Seleção, estabelecida de acordo com o Art. 36 da resolução 65/09-CEPE.

Art. 11 As etapas do processo seletivo que consistirem em entrevistas ou arguições orais

serão realizadas em sessão pública e registradas em gravações de áudio e vídeo ou por qualquer outro meio que permita sua posterior reprodução para fins de disponibilização aos candidatos.

Art. 12 A primeira etapado processo de seleção, conhecimentos gerais, consistirá de uma prova dissertativa, de caráter eliminatório, cujo conteúdo estará relacionado aos tópicos constantes ao Anexo III deste Edital.

§ 1º A prova escrita versará sobre temas da área de Comunicação, enfatizando as

referências de leitura apresentadas neste edital. A prova versará sobre temas que permitam avaliar o conhecimento das disciplinas formativas e o conhecimento específico de interesse do candidato, a redação, articulação e análise crítica bem como a atualização dos conteúdos a critério da Comissão de Seleção.

§ 2º A prova será composta por questões gerais e por questões específicas para cada

(5)

§ 3º A relação dos candidatos habilitados para realizar a prova escrita será fixada em

Edital com no mínimo vinte e quatro (24) horas de antecedência de sua realização. Os candidatos que não comparecerem no dia, local e hora marcada para realização da prova escrita, serão automaticamente eliminados do processo de seleção.

§ 4º

A prova escrita será realizada no auditório do Campus Juvevê da Universidade Federal do Paraná (Rua Bom Jesus, 650), das 14h às 18h, conforme data constante no item Cronograma deste Edital.

§ 5º O resultado desta etapa será divulgado em edital impresso e online pela Secretaria

do Programa em data constante ao item Cronograma deste Edital.

§ 6º Serão considerados habilitados para a segunda etapa aqueles que obtiverem nota

igual ou superior a 7,0 (sete inteiros) numa escala de 0 (zero) a 10 (dez inteiros).

Art. 13 A segunda etapa do processo de seleção consistirá na análise do projeto de pesquisa.

§ 1º Os critérios a serem avaliados serão discriminados no Anexo IV deste Edital.

§ 2º O resultado desta etapa será divulgado pela Secretaria do Programa em data

determinada no item Cronograma deste Edital.

Art. 14 A terceira etapa do processo de seleção consistirá em entrevista perante banca

examinadora, constituída pela Comissão de seleção e pelos professores da linha de pesquisa escolhida pelo candidato.

§ 1º Os integrantes da banca examinadora atribuirão, individualmente, nota de 0 (zero) a

10 (dez).

§ 2º Após a arguição dos candidatos será feita a média aritmética das notas atribuídas e

serão considerados aprovados os candidatos que obtiverem nota mínima igual ou

(6)

superior a 7,0 (sete inteiros) e classificados no máximo até o limite determinado no Art.

2o deste Edital, observado o limite máximo de capacidade de orientação dos

professores orientadores.

§ 3º Os candidatos que tenham obtido nota mínima igual ou superior a 7,0 (sete inteiros)

na média e que não alcançaram a classificação até o limite de vagas indicado no Art. 2º deste Edital serão considerados aprovados e não classificados.

§ 4º Os candidatos aprovados e não classificados integrarão uma lista de espera e

poderão ser chamados após a efetivação da matrícula, no caso de desistências.

§ 5º A banca examinadora poderá considerar classificados um número de candidatos menor do que o número de vagas estabelecido neste Edital.

§ 6º O resultado desta etapa será divulgado em data determinada no item Cronograma

deste Edital.

Art. 15 A quarta etapa do processo de seleção, de caráter classificatório, consistirá em

avaliação do currículo lattes, conforme critérios estabelecidos no parágrafo abaixo.

§ 1o Para fim de pontuação serão consideradas atividades que tenham relação com a

prática docente, com a pesquisa científica e com publicações científicas na área de Comunicação e demais áreas afins, além de experiências profissionais relacionadas à área de Comunicação Social e seus subcampos específicos. Para a pontuação, as publicações científicas serão mais valorizadas do que as atividades artísticas e literárias. Só serão consideradas as publicações científicas publicadas em periódicos indexados e aquelas completas publicadas em anais de congressos científicos.

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 16 A atribuição de notas poderá ser fracionada.

(7)

Art. 17 Os editais, portarias, avisos, comunicados e quaisquer outros expedientes

relacionados a este processo seletivo serão veiculados, cumulativamente, no endereço eletrônico do Programa, e terão sua versão impressa afixada em quadro de avisos na

Secretaria do Programa.

Art. 18 Em caso de empate na avaliação dos candidatos, os critérios de desempate

obedecerão à seguinte ordem:

a. Maior nota na primeira etapa (prova escrita). b. Maior nota na segunda etapa.

c. Maior nota na terceira etapa.

Art. 19 Os candidatos selecionados devem realizar a matrícula no curso de Mestrado do

Programa na data informada pela Secretaria do Programa. A não realização da matrícula no prazo implica a perda da vaga.

Art. 20 Os candidatos não aprovados ou não classificados em cada etapa do processo de

seleção poderão interpor recurso administrativo.

§ 1º O prazo para interposição de recurso contra os resultados preliminares será de 48 (quarenta e oito) horas e começará a contar a partir da disponibilização, ao candidato, de sua folha de resposta, da ficha de avaliação elaborada pela banca, da gravação de entrevista ou arguição oral ou de qualquer outro meio em que se tenha materializado a performance do candidato.

§ 2º O protocolo deverá ser realizado na Secretaria do Programa, pessoalmente ou através de procuração específica com assinatura reconhecida em cartório.

§ 3º As datas de divulgação dos resultados preliminares e os prazos para interposição de recursos serão divulgados no Cronograma deste Edital.

Art. 21 Os candidatos não aprovados ou não classificados em cada etapa do

processo de seleção poderão solicitar vista das suas próprias folhas de respostas, ficha de avaliação, gravação de entrevista ou arguição oral (ou de qualquer outro meio em que se tenha materializado a performance do candidato) em até 48 (quarenta e

(8)

§ 1º O protocolo da solicitação deverá ser realizado na Secretaria do Programa,

pessoalmente ou através de procuração específica com assinatura reconhecida em

cartório.

Art. 22 Na data estabelecida pelo Cronograma para a publicação do Resultado Final

deverão ser divulgados os resultados definitivos, além da listagem com a condição de classificação e aprovação dos candidatos e suas respectivas pontuações.

Parágrafo único. Os candidatos não aprovados ou não classificados no processo

seletivo deverão retirar a documentação em até 48 (quarenta e oito) horas após a divulgação do resultado final. A documentação que não for retirada neste prazo será descartada pela Secretaria do Programa.

DO CRONOGRAMA

Art. 23 O Cronograma com os prazos para as etapas de que trata este Edital é

apresentado a seguir:

Etapa Data / prazo

Inscrição 1o de agosto a 10 de setembro de 2017.

Resultado* da homologação das inscrições 15 de setembro de 2017.

Recurso das inscrições indeferidas Até 19 de setembro de 2017.

Resultado* das inscrições após recursos 22 de setembro de 2017.

Primeira etapa: prova dissertativa, conforme art. 12 deste Edital

Local: Auditório do do Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes da Universidade Federal do Paraná. Rua Bom Jesus, 650 – Campus Juvevê.

Data: 2 de outubro de 2017. Horário: 14h às 18h.

Resultado* preliminar da 1ª etapa 23 de outubro de 2017.

Recurso do resultado preliminar da 1ª etapa Até 25 de outubro de 2017.

Resultado* da 1ª etapa após recursos 27 de outubro de 2017.

Resultado* preliminar da 2ª etapa (análise dos projetos de pesquisa, conforme art. 13 deste edital)

8 de novembro de 2017.

(9)

Resultado* da 2ª etapa após recursos 20 de novembro de 2017.

Divulgação da escala com datas e horários das entrevistas

20 de novembro de 2017.

Terceira etapa: entrevista, conforme art. 14 deste Edital

27 e 28 novembro de 2017.

Resultado* preliminar das 3ª e 4a etapas 29 de novembro de 2017. Recurso do resultado preliminar das 3ª e 4a etapas 01 de dezembro de 2017.

Resultado final* 08 de dezembro de 2017.

* Observação: todos os resultados serão divulgados cumulativamente no site do PPG e terão sua versão impressa afixada em quadro de avisos na Secretaria do Programa.

Art. 24 Para os casos em que seja necessário alterar quaisquer dos prazos definidos neste cronograma, a comunicação será feita com antecedência mínima de 03 dias úteis, através de edital veiculado, cumulativamente, no endereço eletrônico do Programa e com a versão impressa afixada em quadro de avisos na Secretaria do Programa.

Parágrafo único. A alteração de data de uma das etapas implica em alteração

equivalente em todo o cronograma, sem prejuízo dos prazos regulamentares.

Curitiba, 10 de julho de 2017.

Colegiado do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade Federal do Paraná.

Prof.(a) Dr. (a) Claudia Quadros, Coordenador(a) do Programa de Pós-graduação e Presidente do Colegiado.

Prof.(a) Dr.(a) Myrian Del Vecchio de Lima, presidente da Comissão de Seleção. Prof.(a) Dr.(a) Carla Candida Rizzotto, membro da Comissão de Seleção.

Prof. Dr. Emerson Urizzi Cervi, membro da Comissão de Seleção. Prof.(a) Dr.(a) Valquíria Michela John, membro da Comissão de Seleção.

(10)

ANEXO I - DOCENTES CREDENCIADOS NO PROGRAMA

Docentes Linha de pesquisa Temas de pesquisa

Ary Azevedo Comunicação e política

Infoentretenimento e espetacularização na interface da comunicação política. Marketing Político. Partidos políticos e design de marca.

Carla Candida Rizzotto

Comunicação e política

Crítica de mídia. Mídia e poder.

Comunicação e movimentos feministas. Mídias alternativas. Estudos de

enquadramento.

Claudia Irene de Quadros Comunicação e formações

socioculturais

Comunicação e cultura digital: interações, convergência, consumo e memória. Jornalismo digital: processos, produtos, audiência, ensino, metodologias e formação. Comunicação pública e organizacional em contexto de convergência.

Emerson Cervi Comunicação e política Opinião pública. Comunicação política e

eleitoral.

Fábio Hansen

Comunicação e formações socioculturais

Publicidade e consumo: discursos,

linguagens, narrativas, processos criativos e questões de gênero. Formação do

profissional de comunicação. Ensino de publicidade.

Hertz Wendel de Camargo

Comunicação e formações socioculturais

Cultura, consumo e imaginário: mitos, rituais, cultos, religiões. Imagem, artes. Narrativas contemporâneas: cinema, publicidade, literatura, televisão, jogos eletrônicos, fotografia, design, humor gráfico. Mídia, comportamento e antropologia do consumo.

Jamil Marques Comunicação e política

Comunicação e democracia digital.

Jornalismo político. Mídia e eleições. Opinião pública.

José Carlos Fernandes

Comunicação e formações socioculturais

Sociologia da leitura. Leitura de jornais e leitores de baixa escolaridade. Estética da recepção. Mídia e Memória. Produção gráfica editorial: nova ordem do jornalismo impresso. História da imprensa. Jornalismo e literatura. Estudos de mídia e cidade.

Movimento popular e jornalismo cidadão com foco em comunidades, novas redes,

religiões, juventudes e sexualidades. Gêneros jornalísticos.

Kelly Prudêncio Comunicação e política

Mídia e movimentos sociais. Ativismo digital. Comunicação e mobilização política.

Comunicação e democracia. Estudos de enquadramento.

Luciana Panke Comunicação e política

Estudos sobre propaganda política e eleitoral. Comunicação eleitoral na América Latina. Gênero e eleições.

Myrian Del Vecchio

Comunicação e formações socioculturais

Comunicação e cultura digital. Jornalismo digital: processos e novas práticas. Narrativas midiáticas e transmidiáticas jornalísticas. Interfaces entre comunicação, meio ambiente, ciência, tecnologia e desenvolvimento. Comunicação, gestão e mobilização social. Comunicação e

(11)

estratégias de educação informal: Comunicação, cidades e urbanidades.

Rafael Sampaio Comunicação e política

Democracia digital. Redes sociais e política. Estudos de enquadramento. Métodos qualitativos em Comunicação. Estudos do campo da Comunicação.

Regiane Ribeiro

Comunicação e formações socioculturais

Identidades, representações e imaginários. Diversidade cultural e interculturalidade. Estudos de recepção e consumo midiático. Estudos de narrativas audiovisuais

Rodrigo Botelho

Comunicação e formações socioculturais

Comunicação e cultura digital: convergência, inclusão, literacias (competências).

Jornalismo Digital: gestão de conteúdos, narrativas e softwares como interface de comunicação e sistemas inteligentes.

Comunicação organizacional em contexto de convergência.

Valquiria John

Comunicação e formações socioculturais

Estudos de recepção e consumo midiático. Gênero e mídia. Identidades culturais, memória e representações midiáticas. Estudos de narrativas audiovisuais

(12)

ANEXO II - BOLETO PARA PAGAMENTO DA INSCRIÇÃO

Para pagamento da taxa de inscrição para processo seletivo do Programa de Pós-Graduação em Comunicação, o(a) candidato(a) deverá:

- Acessar o link: https://consulta.tesouro.fazenda.gov.br/gru/gru_simples.asp

- Preencher apenas os campos com números (os nomes aparecem automaticamente) com os dados abaixo:

Unidade Gestora 153079 Gestão 15232

Nome da Unidade UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANA Código de Recolhimento 28911-6

Descrição do Recolhimento SF/ SRUG SERV EDUCAC (TX INSC DE MESTRADO) - Clicar em Avançar.

- Preencher, na tela seguinte, os campos obrigatórios:

para o campo “número de referência” o candidato deverá preencher: 1615299906003; para o campo “valor” o candidato deverá preencher: R$120

- Após o preenchimento, clicar em “Emitir GRU”.

(13)

ANEXO III - CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DA PRIMEIRA ETAPA (CONHECIMENTOS GERAIS)

Referências Bibliográficas Linha de pesquisa

WOLTON, D. Internet, e depois? Uma teoria crítica das

novas mídias. 3. ed. Porto Alegre: Sulina, 2012. Ambas

HALL, S. Cultura e representação. Rio de Janeiro: Apicuri, 2016.

Comunicação e formações socioculturais

MARTIN-BARBERO, Jesús. Comunicación y cultura mundo: nuevas dinámicas mundiales de lo cultural. Revista Signo y

Pensamiento. v. 29, n. 57, 2010. Disponível em:

http://revistas.javeriana.edu.co/index.php/signoypensamiento/ article/view/2506

Comunicação e formações socioculturais

KAID, L. L. (ed.) Handbook of Political Communication

Research. Mahwah, NJ: Lawrence Erlbaum Associates, 2004.

- Parte 1.

*Disponível no site do PPGCOM/UFPR.

Comunicação e política

COLEMAN, S. O agir democrático numa era de redes digitais.

Revista Compolítica, vol. 7(1), 2017. Disponível em:

http://compolitica.org/revista/index.php/revista/article/view/315/ 193.

(14)

ANEXO IV - CRITÉRIOS A SEREM AVALIADOS NO PROJETO DE PESQUISA

Critério a ser avaliado Clareza, coerência e consistência do texto

Respeito à língua portuguesa

Aderência à linha de pesquisa indicada pelo(a) candidato(o)

Viabilidade de execução da proposta dentro do tempo do curso (24 meses) Consistência teórica e metodológica da proposta

Imagem

temas relacionados :