Resoluções. Aula Gramática 1. Aula Literatura 1. Aula Interpretação 1 Textual AVALIAÇÃO SISTEMÁTICA. 1 a Série Ensino Médio 1 09 C 01 E

Texto

(1)

Resoluções

01 E

Os fonemas /f/ e /v/ são fricativos e pronunciados através de uma corrente de ar que se fricciona em um obstáculo.

São fricativas as seguintes consoantes em português: f, j, s, ch, v, z. Na tira, Hagar confundiu a pronúncia de Helga ao dizer faca, achando que a esposa estava pedindo vacas. O humor ocorre por causa da recepção de Hagar que não foi efetiva.

02 B

As palavras rolha e folha apresentam 5 letras e 4 fonemas.

O som /lh/, constituído de duas letras, representa apenas 1 fonema.

03 B

Os primeiros textos em português são do século XIII: a Notícia de Torto e o Testamento de Afonso II. Nesses textos, o português escrito era muito próximo do falado, como percebemos no trecho do segundo texto ao qual fizemos referência: “En'o nome de Deus. Eu rei don Afonso pela gracia de Deus rei de Portugal, seendo sano e saluo, temëte o dia de mia morte, a saude de mia alma e a proe de mia molier raina dona Orraca e de me(us) filios e de me(us) uassalos e de todo meu reino...”. O persona- gem Seu Creysson pronuncia as palavras incorretamente, aspecto que lembra o sistema fonético dos primeiros tex- tos em português.

04 C

A pesquisa em dicionários é a forma mais utilizada e efi- ciente que as pessoas buscam para tirar suas dúvidas a respeito da ortografia da língua portuguesa.

05 C

Apenas a palavra papéis deve receber acento, pois se classifica como oxítona e, segundo a regra, toda oxítona terminada em ei, seguida de (s), é acentuada.

06 D

A linguística não considera os desvios gramaticais como erros, mas como fenômenos a serem analisados. De acordo com a gramática normativa, há erros ortográficos nas palavras bicicleta, croquete e mortadela.

07 E

Na flexão de grau do adjetivo, a palavra tão é intensifica- dora do adjetivo eternos.

08 A

O adjetivo vencido é substantivado por causa do vocá- bulo um.

09 C

O romance romântico regional descreveu quase todas as regiões brasileiras, apontando costumes, hábitos, modos de falar e outras peculiaridades do povo brasileiro que mora em propriedades rurais. Desse modo, o público lei- tor tem a oportunidade de conhecer melhor e valorizar mais seu país.

10 B

No fragmento, percebemos a valorização que o eu lírico destina à mulher. Ele se sente atraído por sua formosura e beleza.

11 E

Caspar David Friedrich, em suas paisagens, costuma mos- trar o homem minúsculo diante de uma natureza magní- fica e sombria. O homem se sente solitário e permanece isolado diante da grandiosidade da natureza. A ideia de magnífico é transmitida através da representação do mar como grandioso e poderoso.

12 E

O amor neoplatônico manifesta uma concepção segundo a qual a realização amorosa se dá por meio da imagina- ção. Não é preciso ter a pessoa amada fisicamente, basta tê-la no pensamento. Os versos do item E apontam essas características ao tratar da pureza do amor, em que o ser amado não é tocado. O sentimento, desse modo, perma- nece no plano da imaginação.

13 D

O primeiro verso nos dá a ideia de distanciamento entre as casas ao ser colocado “casas entre bananeiras” e não

“bananeiras entre casas”; o segundo substantivo (bana- neiras) parece sobrepor-se ao primeiro (casas), como se fosse predominante, o que leva o leitor a concluir que o número de bananeiras é bem maior que o de casas.

14 B

Na tira, Mafalda demonstra uma descrença na huma- nidade, associando o não funcionamento das coisas ao ser humano, à sua falta de responsabilidade e de com- promisso social. Essa ideia pessimista também aparece no item B, que apresenta o fragmento de um texto de Augusto dos Anjos. No referido fragmento, o poeta trata da irracionalidade humana, dos movimentos impuros do homem, ou seja, da falta de realizações positivas para a sociedade.

Aula 1 Gramática

Aula 1 Interpretação Textual

Aula 1 Literatura

(2)

15 D

O primeiro uso da palavra civilização aparece com aspas, o que confere um efeito de sentido associado ao povo ou pessoas, tendendo para o sentido positivo; já o segundo passa a ideia de destruição ou degradação, tendo, por- tanto, carga negativa.

16 A

No texto, as formas verbais arregace e cruze são verbos imperativos, sugerindo ideia de pedido ou sugestão e têm o objetivo de influenciar ou convencer o receptor a respeito de alguma coisa. No texto, o autor tenta conven- cer o leitor a conhecer a África, elencando suas belezas naturais, enfatizando sua fauna.

17 C

A mensagem apresenta ambiguidade por causa da pala- vra trabalho, sugerindo tarefa escolar ou trabalho infantil.

18 E

Percebe-se a persuasão nas falas de Cascão e Magali na tentativa de convencer Pinóquio a contar mentiras, pois, desse modo, o nariz dele iria crescer. Cada um tem finalidades diferentes: Cascão quer fugir de um banho e Magali quer comer as frutas da árvore. Os verbos no imperativo (conta e vai) reforçam a ideia de persuasão.

19 D

Ocorre metalinguagem quando o emissor explica um código usando o próprio código, assim, os três textos apresentados são metalinguísticos. No texto 1, a fala do espelho justifica o caráter metalinguístico ao dizer “nesta tira, não!”, ou seja, dando informação sobre um fato do próprio texto. No segundo, temos uma poesia chamada

“código”, cuja construção é o desenvolvimento da refe- rida palavra. E, por fim, temos uma tela que apresenta um artista executando seu trabalho de pintura.

20 C

Os dois textos tratam da relação entre aparência e essên- cia, ou seja, da impressão de beleza que as joias e os acessórios produzem na mulher. Para os autores, esses atributos podem aumentar a beleza feminina ou disfarçar a fealdade.

21 A

Partindo do (falso) pressuposto de que para existir, uma pessoa deve ter referências sobre ela na internet, o aluno extrai uma conclusão lógica de seu raciocínio e faz uso dela para justificar o não cumprimento das obrigações escolares.

22 B

De acordo com o texto, os cientistas obtiveram células- -tronco de uma forma extremamente simples, mergu- lhando células sanguíneas em uma solução ácida.

23 E

O texto afirma que os habitantes da cidade de Londres ficam felizes em conversar ad infinitum (“até o infinito”)

21 A

Para responder esta questão, leia o que está dito em “Y, a espaldas del gobierno, ha surgido una industria artesanal de fabricación de dispositivos anticontaminación, algunos de ellos muy prácticos, y otros que son más bien alocados manifiestos artísticos.”. A espaldas del gobierno significa dizer que esses produtos não foram regulamentados pelo governo.

22 B

Quarta-feira em espanhol é miércoles.

23 E

Em espanhol, escreve-se por extenso: Dieciséis (16) e Mil ciento ochenta (1180). Vale lembrar que, em espanhol, só se usa y entre dezenas e unidades.

24 D

Para esta questão, observe que Ágata, a princípio, diz que não pode ficar com todos os “Tupper”, e é preciso ser equitativo, solidário, mas, no final, não divide equi- tativamente a quantidade com Gaturro, dá-lhe somente um, o que significa que ela fala uma coisa e age de modo diferente.

25 C

Para esta questão, leia o que está dito em “no se pueden arro- jar objetos”. Arrojar pode ser traduzido como jogar.

Aula 1 Inglês

Aula 1 Espanhol

Aula 1 Álgebra

sobre o clima e que, por essa razão, o assunto torna-se uma ótima ferramenta para iniciar um diálogo.

24 D

A peça publicitária em questão tem como objetivo estimu- lar as pessoas a doarem sangue através de uma mensagem muito direta: “você não precisa ter superpoderes para salvar vidas”, ou seja, o ato de doar sangue é extremamente sim- ples, mas, ao mesmo tempo, muito importante.

25 C

O autor enumera uma série de palavras e expressões que proporcionam uma convivência harmoniosa com as pes- soas por disseminarem a gentileza e a polidez.

26 B

Com os dados do problema, temos os seguintes diagramas:

Cream Crackers

Recheados 65 – 60 = 5

60 – 2 0 = 4

0 85 – 10 = 75

50 170 – 90 = 80

30 – 2 0 = 1

0

50 – 20 = 30

Wafers

20

(3)

Portanto, o número de pessoas que responderam à pes- quisa será dado por:

N = 5 + 10 + 30 + 20 + 15 + 40 + 80 + 50 = 250 27 C

Sendo x ∈ N, e sabendo que n(A × B) = n(A) · n(B), temos:

8x + 2 = (5 – x) · 3x ⇔ 3x2 – 7x + 2 = 0 ⇒ x = 2

Portanto, segue que n(B) = 3 · 2 = 6 28 D

Seja L(x) o lucro obtido, então:

L(x) = V(x) – C(x) = –2x2 + 28x + 40

O valor de x para que L(x) seja máximo será dado por:

xV = −

⋅ = −

⋅ − = b

a 2

28

2 2 7

( ) 29 D

Sejam l e r, respectivamente, as distâncias percorri- das diariamente, em km, por Laura e Rita, temos l ≥ 5 e r ≤ 12 – l. Portanto, a distância percorrida por Rita será máxima quando a distância percorrida por Laura for mínima, ou seja, r = 12 – 5 = 7 km.

30 C

Serão necessários 2 · 81 + 190 = 352 metros de tela para cercar o terreno. Como cada rolo tem 48 metros de comprimento, o número de rolos necessários é o menor número inteiro maior que 352

48 ≅7 3, , ou seja, 8.

31 C

De acordo com as informações do problema, temos:

yA = 720 – 10x yB = 60 + 12x

O valor x0 indicado no gráfico é o valor de x quando yA = yB, ou seja:

720 – 10x = 60 + 12x –22x = 660

x = 30

Logo, x0 = 30 horas.

32 D

Queremos calcular o valor de t para o qual se tem T(t) = 39.

Desse modo:

39 4 400

4 361 4 361 38

2 2

= − + ⇔ =

⇒ = ⋅

⇒ =

t t

t

t min

33 D

Taxa de variação do preço: 400 120 3 1− 140

− =

Portanto, o preço do setor 2 será de 120 + 140 = 260,00.

Construindo os diagramas de Venn-Euler, temos:

A ∪ B = B, pois A ⊂ B.

35 B

Todos os elementos do conjunto −



 5 0 1 

2 9

, , , podem ser escritos como fração:

–5 = −10 = =

2 0 0 3

1

2 9 6

, , , e 2 36 A

Seja c a função definida por c(n) = a · n + b, em que c(n) é o custo total para produzir n cópias, a · n é custo variável e b é o custo fixo.

O custo a de uma cópia é tal que:

a= − R

− =

21 000 19 200

50 000 20 000. . 0 06

. . $ ,

37 B

Custo: C(x) = 15 000 5 000

1 000 5 000 10 5 000

. .

.− ⋅ +x . = x+ . Receita: R(x) = 15 000 0

1 000 15

. .

− ⋅ =x x

Lucro:

L(x) = R(x) – C(x)

L(x) = 15x – (10x + 5.000) L(x) = 5x – 5.000

L(1.350) = 5 · (1.350) – 5.000 L(1.350) = 1.750

38 C

Considerando que x é o número de páginas e y é o valor recebido pela tradução, temos: y = 20 + 3x.

Fazendo y = 80, temos a seguinte equação:

80 = 30 + 3x 60 = 3x x = 20 34 E

• 0 • 3

• 8

• 1 • 2 • 4 • 5 • 7 A

B

(4)

Aula 1 Trigonometria

Sendo d a distância entre os navios, temos:

d2 = 162 + 62 – 2 · 16 · 6 · cos 60º d2 = 256 + 36 – 192 · 1

2

  d2 = 196 

d = 14 km 42 D

Considerando x a altura da escada, temos:

x · cos 30º + x · cos 45º = 5 3 5 2+ x

x

x x m

⋅ +



= +

 +

 

 = +

= ⇒ = 3 2

2

2 5 3 2

3 2

2 5 3 2

2 5 10

( )

( )

43 D

O deslocamento do ponteiro das horas, em 25 minutos, é igual a 25

2 = 12º30'. Logo, como o ângulo entre as posi- ções 5 e 8 mede 3 · 30º = 90º, temos que:

x = 90º + 12º30' = 102º30' 44 B

Seja S um ponto do menor arco BE.

Como BPC CQD DRE  = = =2α,segue-se que:

BSE=360o−6α

Portanto, como EÂB é excêntrico exterior, temos:

EABˆ =BQE BSE − 2

⇔ 60º = 6 360 6 2 α−( o− α) ⇔ 60º = 6α - 180º ⇔ α = 40º

45 B

Medida do arco em rad: 5 6

πrad 5

6πrad=150o 46 A

sen sen

sen

sen sen θ

θ θ θ

θ θ

θ θ

θ θ θ θ

cos cos sec

cos cos

cos cos

+ = 1 + 1 = ⋅ 1 + ⋅ 11

2 2 1

=

+ =

sen θ cos θ 39 A

Observe que π

3 rad = 60º

Rio

9 m 60º x

tg 60º = x

x tg o m

9⇒ = ⋅9 60 = ⋅9 3 40 E

Considere a vista lateral de uma das torres Puerta de

Europa: A

C B

Do triângulo ABC, obtemos:

tgBÂC = BC

AB tg BC

BC

BC m

o=

⇒ ≅ ⋅

⇔ ≅

15 114 114 0 26 29 64

, ,

Portanto, como a base é um quadrado, segue-se que sua área é, aproximadamente, igual a BC2=( , )29 642≅878 53, m2. 41 B

Depois de uma hora de viagem, o navio 1 (N1) terá percor- rido 16 km e o navio 2 (N2) terá percorrido 6 km.

Temos, então, a seguinte figura.

Norte

16 km

N1

N2

45º d 45º

15º 60º

x x

30º 45º

5 3+5 2

(5)

47 E

Observe que tg 15 = 11 7, x

tg tg

tg tg tg

x

30 2 15

1 15 15 3 2 15 1 7 2 0 3

0 3 11 7

= ⋅ 2

− ⇒ = − + ⇒ = − + =

=

, ,

, ,

x=117= m 3 39

48 D

15º

10 m 1,70 m

x

A

B

C 64º

59º

57º 30 x

x

sen sen

x x

x 59

30

64 0 87 30 0 90 3 87

29

= ⇒ =

=

=

, ,

m

49 A

I. Para x = 0, temos ⇒ A= + + + + + =1 1 1 1 ... 1 18

18 vezes

II. Para x= π

2, temos ⇒ A= + + + + + =1 0 0 0 ... 0 1

17 vezes

III. Para x = π, temos ⇒ A= − + − + − + + − =1 1 1 1 1 1 ... 1 1 0

18 vezes

50 B

ƒ π π π π π π π

3 3 3 3 3 3 3

 

=sen +cos +cotg +cossec −tg −sec == + + + − − =

= + + + − − =

= 3 2

1 2

3 3

2

3 3 2

3 2

1 2

3 3

2 3

3 3 2

3

22 1

2 3 3 2 3

2 3 2

3 3

+ + − − = − = 2−

ƒ π π π π π π π

3 3 3 3 3 3 3

 

=sen +cos +cotg +cossec −tg −sec == + + + − − =

= + + + − − =

= 3 2

1 2

3 3

2

3 3 2

3 2

1 2

3 3

2 3

3 3 2

3

22 1

2 3 3 2 3

2 3 2

3 3

+ + − − = − = 2−

51 E

O âmnio é responsável por envolver o feto, protegendo-o contra impactos mecânicos e desidratação. Já o alantoide é responsável por acumular excretas, e a vesícula vitelí- nica, pelo acúmulo de nutrientes.

Aula 1 Biologia

52 A

Rins – Epitélio simples cúbico (figura 1).

Fêmur – Tecido ósseo (figura 3).

Fossas nasais – A maior parte das fossas nasais apresenta- -se revestida por uma mucosa contendo epitélio “típico respiratório”, o epitélio pseudoestratificado cilíndrico ciliado com células caliciformes (figura 4).

Coração – Tecido muscular estriado cardíaco (figura 2).

53 B

A plasticidade do tecido ósseo vincula-se a uma matriz orgânica formada por fibras que são sintetizadas para dar uma relativa resistência ao tecido.

54 E

I. (V) Os fibroblastos são células do  tecido conjuntivo especializadas na produção de fibras colágenas, reticulares e elásticas.

II. (F) No choque anafilático, a exposição de antígenos desencadeia a produção IgE pelos plasmócitos, os quais se ligam a recepteres específicos na superfí- cie do mastócito.

III. (V) O tecido adiposo pardo ou multilocular é respon- sável pela produção de calor, levando ao aqueci- mento do sangue.

IV. (F) A ossificação pode ser intramembranosa ou ossifi- cação endocondrial.

55 C

Ao analisarmos o esquema apresentado, observamos que os seres vivos surgiram do Reino Monera, que se refere às bactérias.

56 A

Com a vacinação dos animais, diminui a possibilidade deles contraírem e manifestarem a doença, evitando que a virose seja transmitida ao homem.

57 D

I. (V) A letra A indica o ascocarpo (corpo de frutificação), constituído por hifas, tanto monocarióticas como dicarióticas.

II. (F) A letra B indica o asco, contendo 8 ascósporos haploides.

III. (V) A meiose que ocorre em C é denominada zigótica.

Aula 1 Química

58 D

As teorias científicas são os resultados de hipóteses ou leis testadas e confirmadas, com bastante critério, por diversos estudos e experimentos, não podendo ser consi- deradas verdades absolutas, e podendo ser abandonadas ou aperfeiçoadas.

59 B

Na sequência gelo → água → vapor → água, pode- mos observar as mudanças de estado de agregação na seguinte ordem: fusão, vaporização e condensação.

(6)

Aula 1 Física

Aula 1 Geografia

65 A

71 A

No caso do Brasil, a Geografia Crítica nasce no final da década de 1970. O geógrafo Milton Santos contribuiu de forma significativa com o conceito de formação socioes- pacial, em que a organização espacial constitui parte inte- grante de uma dada sociedade, assim como aprofundou os estudos sobre a globalização.

72 D

Latitude é a distância em graus do Equador para qual- quer lugar da superfície terrestre (0º a 90º), tanto para o norte como para o sul. Longitude é a distância em graus de Greenwich para qualquer lugar da superfície terrestre (0º a 180º), tanto para leste quanto para oeste.

Ao cruzarmos latitude e longitude, podemos encontrar qualquer ponto sobre a superfície do planeta.

73 C

O sensoriamento remoto é o conjunto de técnicas que permitem ao homem a detecção de um objeto sem que haja contato físico com o mesmo.

Os aviões, radares e satélites são as plataformas mais comuns para a obtenção dessas imagens.

74 E

As zonas limítrofes entre as placas tectônicas são certa- mente lugares dinâmicos e, nestas regiões, de acordo com a direção do movimento, podem vir a ser geradas diferentes transformações sobre a crosta terrestre ou oceânica e, consequentemente, grandes sismos.

Entretanto, no que diz respeito às fatalidades, principal- mente humanas, com a tecnologia atual, as diferenças se encontram principalmente na preparação, pois o Japão é um país desenvolvido e rico e, ao contrário do Haiti, os prédios japoneses são preparados para não cair, além do fato de que sua população, além de muito disciplinada, passa por treinamentos frequentes para o caso de ocorre- rem terremotos e tsunamis.

66 C α =

=

= ⋅

=

= 60

20 60

20 1

2 40

0

0 0

0 0

o

X

X o

v m s

v v

v

v m s

/ cos

/ 67 B

Princípio da Inércia.

Todo corpo tende a ficar em seu estado de movimento (repouso ou movimento uniforme) até que alguma força interfira.

60 D

O processo em que a água é mantida em repouso é cha- mado de decantação. A retirada de partículas menores em suspensão é conhecida como filtração e o processo em que a água sofre evaporação e condensação é cha- mada de destilação.

61 A

De acordo com a lei das proporções definidas, a propor- ção que se segue é de 1/8, e a soma das massas dos rea- gentes (hidrogênio + oxigênio) tem que ser igual à massa do produto (água). Assim:

A = 0,5 + 4 = 4,5 g 9 = B + 8 → B = 1 g 18 = 2 + C → C = 16 g

D = 11,11 + 88,88 → D = 99,99 g 62 A

Segundo o modelo de Niels Böhr, podemos afirmar que um elétron, ao mudar de camada em torno do núcleo atômico, emite energia nos diferentes comprimentos de ondas, as cores.

63 B

De acordo com a distribuição eletrônica (1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 3d10 4p6 5s2 4d1), podemos indicar que o átomo apresenta 5 camadas e 1 elétron no subnível mais energé- tico (4d1).

64 A

Os compostos iônicos apresentam as seguintes caracte- rísticas: não apresentam brilho metálico, são solúveis em água, não se fundem quando aquecidos a 500 ºC, não conduzem corrente elétrica no estado sólido e conduzem corrente elétrica em solução aquosa.

v m s

v

T s

a v

t a

a m s

v v a S

0

2 02

2

20 0 10

20 10

2 2 0 20 2 2

=

=

=

=

=−

= −

= ± ⋅ ⋅

= − ⋅ /

/

⋅⋅

=

=

S S

S m

4 400

100

v m s

v

T s

a v

t a

a m s

v v a S

0

2 02

2

20 0 10

20 10

2 2 0 20 2 2

=

=

=

=

=−

= −

= ± ⋅ ⋅

= − ⋅ /

/

⋅⋅

=

=

S S

S m

4 400

100

68 C

Ocorrendo a conservação da energia mecânica de um sistema isolado, podemos determinar que a energia total nesse sistema é mantida constante e diferente de zero.

69 D

As máquinas simples são dispositivos que possuem capa- cidade de alterar a intensidade da força aplicada ao corpo, ou simplesmente podem modificar a direção e o sentido da força aplicada. São exemplos de máquina simples a polia, a alavanca, a engrenagem, as rodas e os eixos.

70 E

m = 5 kg τp = m · g · h h = 30 m τ = 5 · 10 · 30 g = 10 m/s2 τ = 1500 J

(7)

Aula 1 História

75 B

A erosão laminar é causada pelo escoamento difuso das águas, tendo como destaque as chuvas que escorrem sobre as encostas. A mesma pode ser amenizada através do sistema de terraceamento nas vertentes das monta- nhas.

76 C

Brisas são ventos periódicos que se formam de acordo com as diferenças de pressão e temperatura, podendo ser de dois tipos: brisa marítima e brisa continental.

77 D

I. Florestas equatoriais estão presentes em áreas de baixas latitudes, com clima quente e úmido; sua vege- tação é densa e heterogênea, com folhas perenes e latifoliadas.

II. As savanas aparecem em regiões intertropicais e nelas ocorrem duas estações do ano bem definidas; sua vegetação é herbácea e arbustiva, com árvores de porte médio, com troncos e galhos retorcidos e de casca suberosa.

III. Nos desertos, a escassez de chuvas impõe o xeromor- fismo, onde as plantas se adaptam à falta de água atra- vés da perda de folhas, presença de espinhos, caules suculentos e raízes grandes e profundas.

IV. Já as florestas de coníferas ocorrem em áreas de lati- tudes entre 50º a 70º, com destaque para Canadá, Europa Setentrional e Rússia; sua vegetação é homo- gênea e constituída em especial por pinheiros e abe- tos, com elevada densidade.

78 E

Com o fim da Segunda Guerra Mundial, o mundo entrou no período que ficou conhecido historicamente como Guerra Fria e a Ordem Bipolar.

Entende-se por Guerra Fria o período histórico em que ocorreu um estado latente de beligerância com disputas estratégicas e conflitos indiretos entre os EUA e a URSS, e que se estendeu de 1945 a 1991.

79 D

A Revolução Agrícola proporcionou ao homem um aumento da produtividade, uma maior longevidade, a formação de grupos maiores e, consequentemente, o caráter expansionista militarizado.

80 E

O faraó egípcio era visto como enviado de Deus, logo, senhor de tudo, e somente durante o reinado de Amenó- fis IV foi que o Egito passou por uma reforma religiosa que buscou implantar o monoteísmo religioso.

81 A

A região mesopotâmica compreende o território entre os rios Tigre e Eufrates, que hoje corresponde ao Iraque, Kuwait e Síria.

82 A

As constantes invasões aos territórios hebraicos e per- seguições a esse povo resultaram em uma unificação desse povo para melhor defender-se. No entanto, em um segundo momento, acabaram se dispersando pelo mundo, dando início à chamada Diáspora Hebraica.

83 C

Os fenícios foram grandes navegadores e destacaram-se, principalmente, no desenvolvimento comercial, base de sua economia.

84 C

A democracia ateniense foi marcada pela exclusão da maioria da população, já que somente os homens, nasci- dos em Atenas, maiores de dezoito anos, é que podiam ter voz na arena política. Além disso, vemos que nesse tipo de democracia os cidadãos decidiam diretamente pelo estabelecimento das leis, não elegendo represen- tantes que tomassem tal ação em seu lugar.

85 B

A guerra sempre foi uma forma de adquirir riquezas e poder, e no mundo grego não era diferente. Porém o valoroso trabalho dos artesãos, ferreiros e construtores de navios não era valorizado como se deve.

86 D

O expansionismo militar e territorial romano fortaleceu o grupo guerreiro em contrapartida da elite senatorial.

87 E

O surgimento do colonato e das villae acabaram origi- nando o modo de produção feudal, fundamentado na posse da terra e na mão de obra servil.

88 C

O Cisma do Oriente foi a divisão da Igreja Católica em Igreja Católica Apostólica Romana e Igreja Católica Orto- doxa Grega.

89 C

A conversão de Clóvis ao cristianismo representou a união entre os francos e a igreja e o fortalecimento de ambos.

90 B

As Cruzadas fracassaram em seu objetivo de conquistar a Terra Santa, no entanto, do ponto de vista econômico burguês, foi um sucesso, pois abriu rotas comerciais com o Oriente.

Imagem

Referências

temas relacionados :