• Nenhum resultado encontrado

Trata-se de análise sobre o tema óculos de segurança com lentes graduadas para correção visual.

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "Trata-se de análise sobre o tema óculos de segurança com lentes graduadas para correção visual."

Copied!
5
0
0

Texto

(1)

NOTA TÉCNICA DSST/SIT Nº 282, de 09/08/2010

Óculos de segurança com lentes graduadas.

I - Introdução

Trata-se de análise sobre o tema óculos de segurança com lentes graduadas para correção visual.

II - Da Análise

Está prevista no Art. 166 da CLT a obrigatoriedade do fornecimento aos empregados, por parte da empresa, de equipamentos de proteção individual adequados ao risco e em perfeito estado de conservação e funcionamento, sempre que as medidas de ordem geral não

oferecerem completa proteção contra os riscos de acidentes e danos à saúde.

Tal obrigação também está expressa no item 6.3 da NR-6 - Equipamento de Proteção Individual - que dispõe:

6.3 - A empresa é obrigada a fornecer aos empregados, gratuitamente, EPI adequado ao risco, em perfeito estado de conservação e funcionamento, nas seguintes circunstâncias:

a) Sempre que as medidas de ordem geral não ofereçam completa proteção contra os riscos de acidentes do trabalho ou de doenças profissionais e do trabalho;

b) Enquanto as medidas de proteção coletiva estiverem sendo implantadas; e

c) Para atender a situações de emergência.

Dessa forma, resta claro que para combater os riscos de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho as medidas de ordem geral (proteção coletiva) de natureza organizacional e técnica

(2)

são prioritárias, sendo que, quando estas medidas se revelarem insuficientes, impõe-se a necessidade da utilização de Equipamentos de Proteção Individual.

Nesse contexto, mesmo considerando a hierarquia das medidas de proteção, tem-se que em diversas atividades laborais existem riscos para os olhos dos trabalhadores, tais como, impactos de partículas e objetos volantes, poeiras em suspensão, agentes químicos e biológicos, respingos de líquidos. Portanto, a empresa é obrigada a fornecer óculos de segurança destinados à proteção ocular que forneçam proteção eficaz, adequada e que propicie o menor nível de desconforto possível.

Importante ponderar neste momento que quando uma empresa fabricante ou importadora de EPI requer ao Ministério do Trabalho a emissão de um Certificado de Aprovação (CA) para óculos de segurança, esta deve apresentar laudos de ensaio laboratorial que atestem que o equipamento foi testado e aprovado conforme a Norma ANSI.Z.87.1/2003, estabelecida pela Portaria 121, de 30 de setembro de 2009, dentre outros documentos.

Saliente-se que os ensaios laboratoriais são realizados em óculos que possuem lentes planas e cujo CA é concedido para o conjunto lente/armação, não sendo possível a emissão de CA somente para a lente graduada.

Conforme censo de 2002 do IBGE, cerca de 16,6 milhões de brasileiros utilizam óculos com lentes corretivas. Desse universo, certamente uma quantidade considerável corresponde a trabalhadores que podem ter seus olhos expostos a riscos de acidentes e doenças caso não utilizem proteção adequada, ou seja, óculos de segurança com lentes graduadas (corretivas).

III - Conclusão

Face ao exposto, as empresas fabricantes ou importadoras de óculos de segurança que desejem comercializar óculos de segurança com lentes graduadas (corretivas) deverão obter o CA para o seu equipamento (conjunto composto por lente/armação), com o devido

enquadramento de acordo com o Anexo I da NR-6, sendo este CA extensivo aos óculos com lentes graduadas, quando as mesmas forem confeccionadas pelos próprios fabricantes dos EPI originais.

(3)

CA deseje, poderá autorizar Ótica(s) a confeccionar e montar lentes graduadas em sua armação, devendo o fabricante/importador se responsabilizar por este equipamento.

À consideração superior.

Brasília, 09 de agosto de 2010.

RÔMULO MACHADO E SILVVA

Auditor-Fiscal do Trabalho

De acordo. Encaminhe-se à CGNOR.

Brasília, 10/08/2010.

JOSÉ CARLOS SCHARMACHH

Coordenador de Normatização e Registros

De acordo. Encaminhe-se ao DSST.

Brasília, 10/08/2010.

ROSEMARY DUTRRA LEÃO

Coordenadora-Geral de Normatização e Programas

(4)

De acordo. Encaminhe-se à SIT.

Brasília, 11/08/2010.

JUNIA MARIA DE ALMEIDA BARRETTO

Diretora do Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho

De acordo.

Brasília, 11/08/2010.

RUTH BEATRIZ VASCONCELOS VILELLA

Secretaria de Inspeção do Trabalho

(5)

Referências

Documentos relacionados

Como eles não são caracteres que possam ser impressos normalmente com a função print(), então utilizamos alguns comandos simples para utilizá-los em modo texto 2.. Outros

Se não houver lanço em valor superior ou igual ao da avaliação, será realizado leilão no dia 14/09/2018, no mesmo local, às 11:00 horas, aceitando-se lanços em valor inferior ao

O PT será apresentado oralmente (máximo de 20 minutos) a uma Banca de Avaliação (BA), formada por três professores, em que obrigatoriamente dois serão membros do CES. O

5.1 A prova de conhecimento terá 4 (quatro) horas de duração máxima e versará sobre tema anunciado no início da sessão pela Comissão de Seleção, definido

Dentre as principais conclusões tiradas deste trabalho, destacam-se: a seqüência de mobilidade obtida para os metais pesados estudados: Mn2+>Zn2+>Cd2+>Cu2+>Pb2+>Cr3+; apesar dos

Essa ânsia pela preservação das mais diversas manifestações culturais – material ou imaterial - dos mais diferentes grupos que compõem a sociedade, pressupõe, entre outras

O objetivo do curso foi oportunizar aos participantes, um contato direto com as plantas nativas do Cerrado para identificação de espécies com potencial

O valor da reputação dos pseudônimos é igual a 0,8 devido aos fal- sos positivos do mecanismo auxiliar, que acabam por fazer com que a reputação mesmo dos usuários que enviam