LISTA DE EXERCÍCIOS 01 GERAL

12  911  Download (3)

Full text

(1)

Erros e tratamento de dados analíticos, Soluções aquosas de substâncias inorgânicas e Equilíbrio ácido-base

01) Estabeleça qual é o número de algarismos significativos para cada um dos seguintes

valores numéricos: a) 0,01000

b) 2500 c) 0,0000305 d) 0,2054

e) 75400 f) 0,007

g) 8097380 h) 0,005750

02) Faça o arredondamento dos seguintes números para que contenham quatro, três e dois

algarismos significativos: a) 21,9994

b) 3,00838 c) 38665 d) 4702491 e) 0,0030452

03) Faça as seguintes operações, dando a resposta com o número correto de algarismos

significativos:

a) 4,002 + 15,9 + 0,823 (20,7)

b) 213 – 11,579 (201)

c) 1,00797 + 126,90 (127,91)

d) 40,08 + 15,9994 (56,08)

e) 137,33 32,064 63,9976 (41,27)

f) 9,80x10-2 + 4,6x10-3 (1,0 x 10-1)

04) Uma amostra de água tem massa de 234,9g a temperatura de 25ºC. A densidade da

água nesta temperatura é dada como sendo 0,99707g mL-1. Qual é o volume de água? Expresse a resposta tanto em litros quanto em mililitros, expressando o número correto de algarismos significativos. (235,6 mL e 0,2356 L)

05) A fim de se determinar experimentalmente o volume de um frasco no laboratório, este é

pesado inicialmente vazio e depois é pesado novamente cheio de água destilada. Os seguintes dados foram obtidos por um estudante: massa do frasco com água: 50,0078g; massa do frasco vazio: 25,0324g; temperatura da água: 26ºC; densidade da água a 26ºC: 0,99681 g cm-3. Calcule corretamente o volume do frasco em mL.

(25,055 mL)

06) Apresente definições para analito e amostra.

07) Explique a diferença entre:

(a) Análises químicas qualitativas e quantitativas; (b) Precisão e exatidão;

(2)

08) Cite três fontes de erros sistemáticos ou determinados.

09) Cite três formas de verificar a presença de erros sistemáticos em Química Analítica. 10) Informe a quantidade de algarismos significativos nos números ou resultado das

operações a seguir: (a) 0,216 R. três

(b) 90,7 R. três

(c) 800,0 R. quatro

(d) log 0,001237 R. cinco (-2,9076)

(e) log 3,2 R. dois (0,50)

(f) 104,37 R. dois (2,3X104)

(g) 200,06 R. cinco

(h) 7,80 x 1010 R. três

(i) 50,00 x 27,8 x 0,1167 R. três (162)

11) As seguintes réplicas de massas foram obtidas: 29,8 mg, 30,2 mg, 28,6 e 29,7 mg.

Calcule a média, o desvio-padrão da média, a variância, o desvio padrão relativo e o coeficiente de variação. R. x = 29,6 mg; s = 0,7; s2 = 0,5; sr = 0,023; CV = 2,3%.

12) O teor de carboidrato de uma glicoproteína (uma proteína com açúcares fixados a ela)

foi avaliado e os resultados obtidos para as réplicas foram 12,6; 11,9; 13,0; 12,7 e 12,5 g de carboidrato por 100 g de proteína. Calcule os intervalos de confiança da média da população, estimados a partir da média da amostra, para níveis de confiança de 80% e 90%. R. µ80% = 12,5 ± 0,3g/100g; µ90% = 12,5 ± 0,4g/100g

13) Para que servem os testes estatísticos para tratamento de dados? Dê exemplos.

a) Teste Q b) Teste F

c) Teste t de Student

14) A análise de uma amostra de calcita gerou porcentagens de CaO de 55,95; 56,00;

56,04;56,08 e 56,23%. O último valor parece anômalo; verifique se este número deve ser mantido ou rejeitado, considerando nível de confiança de 95%? R. Qcal = 0,536; Qcri = 0,710

15) Aplique o teste Q aos conjuntos de dados que seguem para determinar se existem

resultados anômalos que podem ser rejeitados,considerando nível de confiança de 95%.

a) 41,27; 41,61; 41,84; 41,70. Qcal = 0,596; Qcri = 0,829

b) 7,295; 7,284; 7,388; 7,292. Qcal = 0,894; Qcri = 0,829

16) A homogeneidade dos teores de cloreto presente em amostras de água de um lago foi

testada por meio de análises de amostras retiradas do topo e do fundo da coluna

d’água, tendo apresentado os seguintes resultados, expressos em mg L-1 Cl-:

Amostra Topo Amostra Fundo

(3)

a) Aplique o teste t em nível de confiança de 95% para avaliar se as médias das amostras são diferentes. R. Estatisticamente as médias são iguais, pois tcal = 1,24 e tcri = 2,31.

17) Dois métodos analíticos diferentes foram usados para determinar o teor de cloro

residual em efluentes de esgoto. Ambos os métodos foram usados nas mesmas amostras, mas cada amostra foi coletada em um local. A concentração de Cl residual expressa em mg L-1, foi determinada pelos dois métodos e os seguintes resultados foram obtidos:

Amostra Método A Método B

1 0,39 0,36 2 0,84 1,35 3 1,76 2,56 4 3,35 3,92 5 4,69 5,35 6 7,70 8,33

7 10,52 10,70

8 10,92 10,91

a) Que tipo de teste t deve ser usado para comparar os dois métodos? Por quê?

b) Os dois métodos fornecem resultados estatisticamente diferentes? Defina e teste as hipóteses apropriadas. R. Estatisticamente os métodos são diferentes, pois tcalc = 3,90.

c) A interpretação e a conclusão final depende dos níveis de confiança de 90%, 95% ou 99% que forem empregados? Encontre o valor de t crítico para cada situação e justifique cada resposta.

18) Descreva ou defina brevemente e dê um exemplo de:

(a) Um eletrólito fraco;

(b) O ácido conjugado de uma base de Bronsted-Lowry; (c) Um solvente anfiprótico;

(d) Autoprotólise;

(e) O princípio Le Chatelier.

19) Faça uma distinção entre atividade e coeficiente de atividade.

20) Calcule a força iônica para uma solução que seja:

(a) 0,040 mol L-1 em FeSO4. R. 0,16 mol L-1

(b) 0,10 mol L-1 em FeCl3 e 0,20 mol L-1 em FeCl2 R. 1,2 mol L-1

21) Identifique o ácido do lado esquerdo e sua base conjugada do lado direito nas

seguintes equações:

(a) HOCl + H2O ⇆ H3O+ + OCl -(b) HONH2 + H2O ⇆ HONH3+ + OH -(c) NH4+ + H2O NH3 + H3O+ (d) 2 HCO3- H2CO3 + CO32- (e) PO43- + H2PO4- 2 HPO42-

(4)

(a) H2O

(b) CH3COOH (c) CH3NH2 (d) CH3OH

23) Quais as concentrações molares de H3O+ e do OH- a 25°C em:

(a) HOCl 0,0300 mol L-1? (Ka = 3,0 x 10-8)

R. [H3O+] = 3,0 x 10-5 M; [OH-] = 3,4 x 10-10 M

(b) Etilamina 0,100 mol L-1? (Ka C2H5NH3+ =2,31x10-11)

R. [H3O+] = 1,6 x 10-12 M; [OH-] = 6,4 x 10-3 M

(c) NaOCl 0,200 mol L-1?

R. [H3O+] = 3,9 x 10-11 M; [OH-] = 2,6 x 10-4 M

(d) Cloreto de hidroxilamina 0,250 mol L-1? (Ka HONH3+ = 1,10 x 10-6)

R. [H3O+] = 5,2 x 10-4 M; [OH-] = 1,9 x 10-11 M

Observar que cloreto de hidroxilamina é um sal, (NH3OH)Cl, base fraca e ácido forte!

24) Calcule o pH de uma solução preparada pela mistura de 2,0 mL de uma solução de

ácido forte de pH 3,00 e 3,0 mL de uma base forte de pH 10,00. R. 3,47 25) Calcule o pH das seguinte soluções:

a) Solução de acetato de sódio 0,10 mol L-1. R. 8,89 b) Solução de cloreto de amônio 0,25 mol L-1. R. 4,92

26) Calcule o pH de uma solução preparada pela adição de 25 mL de hidróxido de sódio

0,10 mol L-1 a 30 mL de ácido acético 0,20 mol L-1. R. 4,61

27) Uma solução tampão é 0,20 mol L-1 em ácido acético e acetato de sódio. Calcule a

mudança de pH após adição de 1,0 mL de ácido clorídrico 0,10 mol L-1 a 10 mL dessa solução. R. pH início = 4,76; pH final = 4,72. Variação de 0,04 unidades de pH. 28) Qual massa de formiato de sódio precisa ser adicionada a 400,0 mL de ácido fórmico

1,00 mol L-1 para produzir uma solução tampão que tenha um pH de 3,50? R. 15,6 g de

(5)

(Volumetria de neutralização e volumetria de precipitação)

29) Os cálculos em análise volumétrica geralmente consistem em transformar a

quantidade de titulante utilizada (em unidades químicas) em quantidades quimicamente equivalentes do analito (também em unidades químicas) por meio do uso de um fator estequiométrico. Use as fórmulas químicas para expressar a relação estequiométrica entre o analito e o titulante para o cálculo da porcentagem de:

a) hidrazina em combustível de foguetes por meio de titulação com iodeto padrão. Reação:

H2NNH2 + 2I2  N2(g) + 4I- + 4H+

b) peróxido de hidrogênio em uma preparação cosmética pela titulação com permanganato padrão. Reação:

5H2O2 + 2MnO4- + 6H+  2Mn2+ + 5O2(g) + 8H2O

c) boro em uma amostra de bórax, Na2B4O7.10 H2O, pela titulação com ácido padrão. Reação:

B4O72- + 2H+ + 5H2O  4H3BO3

d) o enxofre em uma aspersão agrícola que foi convertido em tiocianato com um excesso não medido de cianeto. Reação:

S(s) + CN-  SCN-

Após a remoção do excesso de cianeto, o tiocianato foi titulado com uma solução padrão de iodato de potássio em HCl concentrado. Reação:

2SCN- + 3IO3- + 2H+ + 6Cl-

2SO42- + 2CN- + 3ICl2- + H2O

30) Uma amostra bruta de sal de massa igual a 0,5050 g foi dissolvida em água e titulada

com solução de nitrato de prata 0,100 mol L-1. Calcule o teor de NaCl em % m/m sabendo que 42,28 mL de solução titulante foram gastos. MMNaCl = 58,4 gmol-1.

Resposta: 48,9% m/m NaCl.

31) 0,50 g de sal de cozinha são dissolvidos em 100,0 mL de água destilada. Uma alíquota

de 25,0 mL é transferida para erlenmeyer e titulado com solução padrão de nitrato de prata 0,100 mol L-1, pelo método de Mohr. Calcule o teor de NaCl em % m/m no produto comercial, sabendo que 20,00 mL de solução padrão foram consumidos durante a titulação. MMNaCl = 58,4 gmol-1. Resposta: 93,4 % m/m

32) Uma amostra de 0,9344 g de leite de magnésia (suspensão de Mg(OH)2) necessitou

de 17,95 mL de uma solução de HCl 0,1522 mol L-1 para ser neutralizada. A reação de neutralização:

(6)

Qual a porcentagem de Mg(OH)2 na amostra? R: 8,52%

33) Uma amostra de 0,2050 g de ácido oxálico puro (H2C2O4.2H2O) necessitou de 25,52

mL de uma solução de KOH para completar a neutralização de acordo com a reação:

HOOCCOOH + 2 KOH ↔ KOOCCOOK + 2 H2O Qual a concentração em mol L-1

dessa solução de KOH?

R: 0,1275 mol L-1

Se uma amostra de 0,3025 g de um oxalato desconhecido necessitou de 22,50 mL da mesma solução de KOH, qual a porcentagem expressa em H2C2O4 na amostra? R: 59,8%

34) Avalie a curva de titulação ácido-base abaixo e responda:

a) qual a substância química que está sendo titulada, um ácido ou uma base? Forte ou fraco?

b) qual a solução titulante, um ácido ou uma base? Forte ou fraco?

c) consulta uma tabela que relaciona faixa de viragem de cor de indicadores ácido-base e escolha o indicador mais apropriado para a titulação em estudo. Justifique.

35) O teor de iodeto de potássio, princípio ativo de xaropes antitussígenos, foi determinado

(7)

Volumetria de neutralização, equilíbrio de solubilidade e equilíbrio de oxirredução

36) Calcule as quantidades de reagentes necessárias para preparar 2 L de:

(a) solução 0,15 mol L-1 de hidróxido de potássio (KOH) a partir do reagente sólido; (b) solução 0,015 mol L-1 de hidróxido de bário octaidratado (Ba(OH)2 . 8H2O a partir do

reagente sólido?

(c) solução 0,20 mol L-1 de ácido clorídrico (HCl) a partir do reagente que possui densidade igual a 1,0579 g mL -1 e que contém 11,5% de HCl?

37) Uma amostra de 50,00 mL de um vinho de mesa branco requer 21,48 mL de uma

solução de NaOH 0,03776 mol L-1 para alcançar o ponto final da reação, indicado pelo uso de fenolftaleína. Expressar a acidez do vinho em termos de gramas de ácido tartárico por 100 mL de amostra. H2C4H4O6 (150,09 g mol-1).

38) A titulação de uma amostra de 0,7439 g de tetraborato de sódio (Na2B4O7) impuro

requer 31, 64 mL de uma solução de ácido clorídrico (HCl) 0,1081 mol L-1. Expressar o resultado dessa análise em percentagem de:

(a) tetraborato de sódio; (b) boro

Reação:

HCl ↔ H3O+ + Cl

-B4O72- + 2H3O+ + 3H2O ↔ 4 H3BO3

39) Uma amostra de atum enlatado com massa igual a 0,9992 g foi analisada pelo método

Kjeldahl. Um volume igual a 22,66 mL de HCl 0,1224 mol L-1 foi gasto para titular a amônia liberada. Calcule a percentagem de nitrogênio na amostra e expresse o resultado em: (a) %NH3 (b) %N.

Reação: NH3 + H3BO3 ↔ NH4H2BO3 NH4H2BO3 + HCl ↔ H3BO3 + NH4Cl

40) Uma amostra de 100,0 mL de vinagre foi pipetada para um frasco, ao qual foram

adicionadas gotas de indicador fenolftaleína e titulado com solução de hidróxido de sódio (NaOH) 0,1008 mol L-1. Sabendo que o teor ácido do vinagre deve-se ao ácido acético (CH3COOH) e que 45,62 mL da solução da base foram requeridos para a titulação, qual é a concentração molar do ácido acético na amostra? Se a densidade do produto é de 1,004 g/mL, qual a percentagem de ácido acético no vinagre?

41) Gere a expressão da constante do produto de solubilidade Kps para os seguintes

compostos: (a) CuI (b) PbI2

Respostas: (a) Kps = [Cu+][I-]; (b) Kps = [Pb2+] [I-]2

42) Expresse Kps em termos de solubilidade molar S para os seguintes compostos:

(a) CuI (b) PbI2

(8)

43) Calcule a constante do produto de solubilidade Kps para cada uma das seguintes

substâncias, dadas as concentrações molares de suas soluções saturadas: (a) Pb(IO3)2 (4,3 x10-5 mol L-1)

(b) Th(OH)4 (3,3 x 10-4 mol L-1)

Respostas: (a) Kps = 3,2 x 10-13 (mol L-1)3 ; (b) Kps = 1,0 x 10-15 (mol L-1)5

44) Sabendo que a solubilidade molar S do Ba(IO3)2 é 7,32 x 10-4 mol L-1, calcule o Kps.

Resposta: Kps = 1,57 x 10-9 (mol L-1)3

45) As constantes de produto de solubilidade para uma série de iodetos é a que segue:

CuI Kps = 1 x 10-12 AgI Kps = 8,3 x 10-17 PbI2 Kps = 7,1 x 10-9 BiI3 Kps = 8,1 x 10-19

a) Relacione os sais em ordem decrescente de solubilidade molar em água. Resposta: AgI < CuI < BiI3 < PbI2

46) Qual a solubilidade molar do fluoreto de bário a 25°C em:

(a) Água pura;

(b) BaCl2 0,10 mol L-1.

Dado: Kps = 1,7 x 10-6 (mol L-1)3

Respostas: (a) 7,5 x 10-3 mol L-1, (b) 2,1 x 10-3 mol L-1.

47) Calcular a concentração de íons sulfeto necessária para iniciar a precipitação de FeS

em uma solução que contém 1,0 x 10-4 mol L-1 de Fe2+. Resposta: [S2-] > 5,0 x 10-14 mol L-1

48) A constante do produto de solubilidade do Ce(IO3)3 é 3,2 x 10-10. Qual é a concentração

de Ce3+ em uma solução preparada pela mistura de 50,0 mL de Ce3+ 0,0250 mol L-1 com 50 mL de

(a) água pura?

(b) IO3- 0,040 mol L-1? (c) IO3- 0,250 mol L-1

Respostas: (a) 0,0125mol L-1; (b) 7,0 x 10-3 mol L-1; (c) 4,8 x 10-7 mol L-1.

49) Calcule o produto de solubilidade do cromato de prata, sabendo que 1 litro da solução

saturada tem 3,57 x 10-2 g de material dissolvido. Dado: massa molar Ag2CrO4 = 331,7 g/mol. Resposta: 5,0 x 10-12.

50) Qual a concentração de CrO42- necessária para:

a) iniciar a precipitação de Ag2CrO4 a partir de uma solução que contém 3,41 mol L-1 de Ag+?

b) diminuir a concentração de Ag+ para 2,00 x 10-6 mol L-1 em uma solução? Respostas: a) 1,0 x 10-9; b) 0,30 mol L-1

51) Calcule o pH: (a) no qual se inicia a precipitação do Fe(OH)3 numa solução de FeCl3

0,01 mol L-1; (b) o pH no qual a concentração de Fe3+ na solução não exceda 10-5 mol L-1, isto é, quando a precipitação é praticamente completa.

(9)

Respostas: (a) pH = 2,19; pH = 3,19.

52) Quantos gramas de Ba(IO3)2 (487 g/mol) podem ser dissolvidos em 500 mL de água a

25°C? Kps = 1,57 x 10-9 (mol L-1)3. Calcule a solubilidade molar S do iodato de bário. Respostas: S = 7,32 x 10-4 mol L-1; massa = 0,178g

53) Escreva as equações líquidas balanceadas para as seguintes reações, acrescentando

H+ e/ou H2O necessários: a) Fe3+ + Sn2+  Fe2+ + Sn4+ b) NO3- + Cu(s)  NO2(g) + Cu2+

c) Ti3+ + Fe(CN)63-  TiO2+ + Fe(CN)64- d) MnO4- + VO2+  Mn2+ + V(OH)4+ e) Cr2O72- + U4+  Cr3+ + UO22+

54) Calcule o potencial de um eletrodo de cobre quando imerso em solução de:

a) Cu(NO3)2 0,0440 mol L-1

b) NaCl 0,0750 mol L-1 saturada em CuCl c) NaOH 0,040 mol L-1 saturada em Cu(OH)2

Dados: Kps CuCl = 1,9 x 10-7; Kps Cu(OH)2 = 4,8 x 10-20 Respostas: a) 0,297 V; b) 0,190 V; c) - 0,152 V

55) A constante do produto de solubilidade para o Ag2SO3 é 1,5 x 10-14. Calcule o E° para o

sistema:

Ag2SO3(s) + 2e-  2Ag + SO32- Resposta: 0,390 V

56) A constante do produto de solubilidade para o Tl2S é 6 x 10-22. Calcule o E° para o

sistema:

(10)

Equilíbrios e volumetria de oxirredução e complexação

57) Defina ou descreva:

a. Potencial de eletrodo; b) potencial formal; c) potencial padrão de eletrodo; d) célula galvânica; e) célula eletrolítica; f) ânodo em uma célula eletroquímica; g) cátodo em uma célula eletroquímica.

58) Escreva as equações líquidas balanceadas para as seguintes reações, acrescentando

H+ e/ou H2O necessários: f) Fe3+ + Sn2+  Fe2+ + Sn4+ g) NO3- + Cu(s)  NO2(g) + Cu2+

h) Ti3+ + Fe(CN)63-  TiO2+ + Fe(CN)64- i) MnO4- + VO2+  Mn2+ + V(OH)4+ j) Cr2O72- + U4+  Cr3+ + UO22+

59) Calcule o potencial de um eletrodo de cobre quando imerso em solução de:

d) Cu(NO3)2 0,0440 mol L-1

e) NaCl 0,0750 mol L-1 saturada em CuCl f) NaOH 0,040 mol L-1 saturada em Cu(OH)2

Dados: Kps CuCl = 1,9 x 10-7; Kps Cu(OH)2 = 4,8 x 10-20

Respostas: a) 0,297 V; b) 0,190 V; c) - 0,152 V

60) Considere a representação esquemática da célula eletroquímica e calcule:

a. o potencial de cada eletrodo;

b. o potencial termodinâmico da célula;

c. avalie o potencial de redução de cada semi-reação e informe o tipo de célula, galvânica ou eletroquímica. Calcule a variação de energia livre da célula (∆G) e confirme sua interpretação.

Zn|Zn2+ (0,0955 mol L-1)||Co2+(6,78 x 10-3 mol L-1)|Co Dados: E° Zn2+/Zn(s) = - 0,763 V

Dados: E° Co2+/Co(s) = - 0,277 V

Resposta (b) Ecél = 0,452 V

61) Gere as expressões das constantes de equilíbrio para as seguintes reações. Calcule o

valor numérico para Keq: a) Fe3+ + V2+  Fe2+ + V3+

b) 2V(OH)4+ + U4+  2VO2+ + UO22+ + 4H2O c) VO2+ + V2+ + 2H+  2V3+ + H2O

62) A constante do produto de solubilidade para o Ag2SO3 é 1,5 x 10-14. Calcule o E° para o

sistema:

Ag2SO3(s) + 2e-  2Ag(s) + SO32-

Resposta: 0,390 V

A constante do produto de solubilidade para o Tl2S é 6 x 10-22. Calcule o E° para o sistema. Resposta: - 0,96 V

(11)

2-63) Defina:

a) complexo ou composto de coordenação; b) íon complexo; c) contra-íon; d) ligante; e) ligante monodentado; f) ligante polidentado; g) número de coordenação.

64) Quais as vantagens de ligantes multidentados em relação aos unidentados em

titulações complexométricas?

65) O íon cálcio forma um complexo fraco 1:1 com o íon nitrato (Kf = 2,0). Qual seria a

concentração de equilíbrio do Ca(NO3)+ em uma solução preparada pela mistura de 10 mL de CaCl2 0,01 mol L-1 e 10 mL de NaNO3?

Resposta: 3,3 x 10-3 mol L-1

66) A constante de formação do complexo prata-etilenodiamina (AgNH2CH2CH2NH2)+ é 5,0

x 104. Calcule a concentração de Ag+:

a) em equilíbrio com uma solução 0,10 mol L-1 do complexo.

b) se a concentração de etilenodiamina em solução fosse igual a do complexo (0,10 mol L-1).

Respostas: (a) 1,4 x 10-3 mol L-1; (b) 2,0 x 10-5 mol L-1.

67) Escreva as equações químicas e as expressões das constantes de equilíbrio para a

formação de cada etapa dos complexos: a) [Ni(CN)4]

2-b) [Cd(SCN)3] –

68) A titulação de 0,2121 g de Na2C2O4 de elevado grau de pureza (MM=134 gmol-1)

necessitou de 43,31 mL de solução de KMnO4. Qual a concentração molar de KMnO4?

Resposta: 0,01462 mol L-1 de KMnO4.

2KMnO4- + 5C2O42- + 16 H+  2Mn2+ + 10CO2 + 8H2O

69) A titulação de 50,00 mL de Na2C2O4 0,05251 mol L-1 requerreu 36,75 mL de KMnO4.

Qual a concentração molar de KMnO4?

Resposta: 0,02858 mol L-1 de KMnO4

-70) A titulação de iodo (I2) produzido a partir de 0,1045 g de iodato de potássio (KIO3) grau

padrão primário requereu 30,72 mL de solução de tiossulfato de sódio (Na2S2O3). Calcule a concentração molar de Na2S2O3.

Resposta: 0,09537 mol L-1 Na2S2O3

(12)

71) O Zn em 0,7162g de amostra de talco foi titulado com 21,27 mL de solução de EDTA

0,01645 mol L-1. Calcule a % m/m de Zn na amostra.

Resposta: 3,20 % m/m em Zn.

72) Calcule o volume de EDTA 0,050 mol L-1 necessário para titular:

a) 27,16 mL de solução de Mg(NO3)2 0,0741 mol L-1

b) Ca em 0,5140 g do mineral CaHPO4.2H2O (MM172,9 gmol-1). A pureza do mineral na amostra é de 81,4 % m/m

Respostas: a) 40,25 mL; b) 48,40 mL

73) O teor de clorato de potássio (KClO3) existente em uma amostra de 0,1279g de um

explosivo foi determinado pela reação com 50,00 mL de solução de Fe2+ 0,08930 mol L -1 .

ClO3- + 6Fe2+ + 6H+  Cl- + 3H2O + 6Fe3+

O excesso de Fe2+ 0,08930 mol L-1 foi retrotitulado com 14,93 mL de solução padrão de Ce4+ 0,083610 mol L-1 . Calcule a % m/m de KClO3 presente na amostra de explosivo.

Resposta:

74) O teor de Fe em uma amostra foi determinada em uma titulação redox usando KMnO4

como titulante. Uma amostra de peso 0,4185g foi diluída em ácido e o Fe3+ quantitativamente liberado foi reduzido a Fe2+. A titulação dessa espécie química necessitou de 41,27mL de solução de KMnO4 0,02500 M para alcançar o ponto final. Determine o teor de Fe na amostra em percentagem de Fe2O3.

Figure

Updating...

References