ACÓRDÃOVistos, relatados e discutidos os autos. Acordam os Magistrados integrantes da Oitava Câmara Criminaldo Tribunal de Justiça do Estado, à unanimidade, em dar parcial provimento ao

Texto

(1)

AGRAVO. EXECUÇÃO PENAL. REMIÇÃO. TRABALHO AOS DOMINGOS. POSSIBILIDADE.

Os domingos trabalhados, para efeitos de remição, devem ser considerados, pois conforme o ensinamento de Julio Fabbrini Mirabete, “o descanso pode recair em outro dia da semana, que não o domingo, quando se trata de serviços de conservação e manutenção do estabelecimento penal”.1 No caso, o labor aos domingos foi realizado na coleta do lixo e na cozinha, serviços essenciais na conservação e manutenção do presídio.

DIAS TRABALHADOS. JORNADA INFERIOR A SEIS HORAS. CONSIDERAÇÃO PARA FINS DE REMIÇÃO.

Seria injusto simplesmente desconsiderar os dias em que a jornada de trabalho foi inferior à mínima exigida (06 horas), para efeitos de remição, como se o apenado não tivesse sequer laborado nesse período. Já que em alguns dias trabalhou com jornada inferior à mínima exigida e em outros com jornada superior a ela (08 horas), razoável que se some o número total de horas trabalhadas e com base nesta soma se faça o cálculo da remição.

SERVIÇO EXTERNO. IMPLEMENTAÇÃO DO PRAZO PARA OBTENÇÃO DO BENEFÍCIO DURANTE A TRAMITAÇÃO DESTE AGRAVO.

Se durante a tramitação do recurso o prazo para obtenção do serviço externo foi implementado, resta prejudicada a discussão.

Agravo parcialmente provido.

AGRAVO EM EXECUÇÃO OITAVA CÂMARA CRIMINAL

Nº 70009017898 COMARCA DE SANTO ÂNGELO

MINISTÉRIO PÚBLICO AGRAVANTE

CLAUDINEI GARCIA ESCOBAR AGRAVADO

A C Ó R D Ã O

Vistos, relatados e discutidos os autos.

Acordam os Magistrados integrantes da Oitava Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado, à unanimidade, em dar parcial provimento ao

(2)

agravo, para reformar o decisum tão-somente no que tange ao número de dias remidos que fica reduzido para 20.

Custas na forma da lei.

Participaram do julgamento, além do signatário, os eminentes Senhores DES. ROQUE MIGUEL FANK (PRESIDENTE) E DRA. VANDERLEI TERESINHA TREMEIA KUBIAK.

Porto Alegre, 06 de outubro de 2004.

DES. MARCO ANTÔNIO RIBEIRO DE OLIVEIRA, Relator.

R E L A T Ó R I O

DES. MARCO ANTÔNIO RIBEIRO DE OLIVEIRA (RELATOR)

Trata-se de agravo interposto pelo Ministério Público contra a decisão do Juízo da Execução Criminal de Santo Ângelo, que concedeu remição e trabalho externo ao apenado Claudinei Garcia Escobar.

Aduziu o agravante que os períodos em que a jornada de trabalho foi inferior a 06 horas, bem como quando houve labor nos domingos, não podem ser considerados para fins de remição. Ainda, que a concessão de serviço externo ao apenado não respeitou o cumprimento de 1/6 da pena.

Pediu o provimento do recurso, para subtrair do tempo a ser remido o período em que a jornada de trabalho foi inferior ao mínimo legal, bem como aquele em que as atividades laborais ocorreram em domingos, e, por fim, para que seja cassado o serviço externo. Prequestionou ofensa aos arts. 33 e 37 da Lei 7.210/84 (fls. 02/08).

Foram oferecidas contra-razões (fls. 15/20).

A decisão foi mantida (fl. 21).

(3)

O Procurador de Justiça, Dr. Roberto Klaus Radke, manifestou-se pelo provimento da irresignação (fls. 23/26).

É o relatório.

V O T O S

DES. MARCO ANTÔNIO RIBEIRO DE OLIVEIRA (RELATOR)

O recurso é tempestivo (fls. 02 e 66) e preenche os requisitos de admissibilidade, razões pelas quais é conhecido.

No mérito, merece parcial provimento.

Os domingos trabalhados, para efeitos de remição, devem ser mantidos, pois conforme o ensinamento de Julio Fabbrini Mirabete, o descanso pode recair em outro dia da semana, que não o domingo, quando se trata de serviços de conservação e manutenção do estabelecimento penal.2

No caso, o labor aos domingos foi realizado na coleta do lixo e na cozinha, serviços essenciais na conservação e manutenção do presídio.

Também seria injusto simplesmente desconsiderar os dias em que a jornada de trabalho foi inferior à mínima exigida, como se o apenado não tivesse sequer laborado nesse período.

Depreende-se da leitura do atestado de efetivo trabalho (fl. 10) que o apenado laborou da seguinte maneira: horta = 58 dias, com jornada de 04h; coleta do lixo = 6 dias, com jornada de 06h; e auxiliar de cozinha = 11 dias, com jornada de 08h.

Vê-se que em alguns dias trabalhou com jornada inferior à mínima exigida (06 horas) e em outros com jornada superior à necessária para efeitos de remição, que é a mínima (06 horas).

Assim, entende-se que a solução mais justa para o caso concreto seria somar o número total de horas trabalhadas e dividi-las por 6 (jornada

(4)

mínima para efeitos de remição), com o que se teria o número de dias trabalhados com base na jornada de seis horas diárias.

Fazendo esse cálculo e dividindo o resultado por três (art. 126, § 1º, da LEP), chegaríamos à conclusão que o agravado tem direito a remir 20 dias, pouco menos do que foi concedido pelo decisor de primeiro grau (24), o qual considerou, para efeitos de remição, as ocasiões em que a jornada foi de 04 horas como dias efetivamente trabalhados.

Dessa forma, deve ser reformada a decisão apenas para reduzir o número de dias remidos para 20, com base no atestado de fl. 10.

Por fim, no que tange ao pedido de cassação do benefício de serviço externo, ficou prejudicada a discussão.

Isso porque como asseverou o próprio Promotor de Justiça subscritor das razões de recurso, o reeducando implementou tempo preconizado pela lei em 19/09/04 (fl. 08).

Se durante a tramitação do recurso o prazo para obtenção do serviço externo foi implementado, resta prejudicada a discussão.

Nessa esteira de raciocínio, também se entende prejudicado o prequestionamento de ofensa aos arts. 33 e 37 da Lei 7.210/84.

Ante o exposto, dá-se parcial provimento ao agravo, para reformar o decisum tão-somente no que tange ao número de dias remidos que fica reduzido para 20.

DRA. VANDERLEI TERESINHA TREMEIA KUBIAK - De acordo.

DES. ROQUE MIGUEL FANK (PRESIDENTE) - De acordo.

Julgador de 1º Grau: ANDRE LUIS DE MORAES PINTO.

FAB/PJRA.

(5)

Imagem

Referências

temas relacionados :