textos, no propósito de proclamar todos os desígnios de Deus para cada um de nós. Querido amigo você

Texto

(1)

Olá amigo estamos iniciando mais um programa da série Através da Bíblia. Você sabe que este

1

programa tem por objetivo estudar a Palavra de Deus, comentando detalhadamente os seus diversos textos, no propósito de proclamar todos os desígnios de Deus para cada um de nós. Querido amigo você sabe que não existe no mundo um livro que possa se comparar à Bíblia. O Deus santo que ainda fala usou homens santos, isto é separados, para registrar a Sua mensagem a todos nós. Tudo quanto Deus tinha a nos dizer, Ele disse por meio da Bíblia, por isso é importante estudá-la. Hoje, depois de termos visto os seus aspectos introdutórios, vamos iniciar os nossos comentários no texto da carta escrita aos gálatas. E, sobre o estudo da Bíblia recebemos um e-mail do RS de Goiania, do estado do GO com a seguinte mensagem: “Há 12 anos quando me converti sempre escutava o Através da Bíblia, mas depois de um tempo perdi o contato e não consegui mais sintonizar. Há 10 dias sintonizei a FM 89,5 e ouvi o Através da Bíblia. Foi uma bênção. Logo peguei o site e o encontrei. Desde então não tenho perdido esse programa. Ele sempre foi uma bênção. Os estudos são excelentes e louvo a Deus por esta oportunidade de estudar a Palavra de Deus. Um grande abraço ao PR. Itamir e toda a equipe”.

Querido irmão, obrigado por suas palavras. Queremos que você se sinta em unidade conosco. Esse é o nosso propósito, desejamos através desses estudos edificar muitos irmãos e amigos. Agora, convido-o para aquele momento sempre gratificante do nosso programa. Vamos orar! Junte-se a nós nessa oração, necessitamos da sua intercessão: "Pai celestial, abençoa-nos nesta hora de estudo e meditação da Sua Palavra. Dê a tua benção a esse querido irmão de Goiânia e a todos os que nos ouvem nesse momento.

Senhor, também te pedimos que nos conceda a iluminação do teu Santo Espírito. Pai querido, mesmo sem merecermos te pedimos essas bênçãos em nome de Jesus. Amém".

Querido amigo, o nosso alvo hoje é estudarmos os primeiros cinco versos do primeiro capítulo desta carta de Paulo escrita aos gálatás.

Como dissemos anteriormente a carta de Paulo aos Romanos pode ser denominada como o evengelho para os cristãos. Em Romanos temos relatada de forma bem clara e explicita como os pecadores podem

(2)

se tornar justos diante de Deus. E, nesta carta aos gálatas vamos constatar como os cristãos que já

2

foram lavados pelo sangue de Jesus, como os cristãos que já estão justificados devem viver na presença de Deus, como é que os cristãos devem desenvolver as suas vidas cristãs. E nesse inicio de correspondência, Paulo, ao saudar a igreja cristã na Galácia, não seguindo o seu padrão de saudações, logo de pronto, diante do problema que os gálatas estavam enfrentando, saúda-os demonstrando a sua visão do evangelho. Como título para esses versículos sugiro essa expressão.

As marcas do verdadeiro evangelho Introdução

Os crentes da Galácia, tal como muitos dos nossos dias, não tinham convicções bem enraizadas, formadas por meditação cuidadosa, raciocínio são e fidelidade às verdades divinamente reveladas.

Nos dias apostólicos havia certos líderes religiosos que eram conhecidos como judaizantes ou

"legalistas”. Estes, que não aceitavam a pregação da graça de Deus, seguiram nas pisadas de Paulo até a Galácia e, com suas pregações errôneas, que enfatizavam tanto a fé em Jesus Cristo mais o cumprimento da lei mosaica, causaram muita confusão entre as congregações cristãs daquela área. Mas, essa mesma pregação infelizmente vemos ainda hoje. São igrejas e comunidades que exigem dos seus membros o cumprimento de certas práticas, de certos usos e costumes indicando que através da obediência a essas legislações denominacionais o fiel pode se sentir seguro em relação à sua salvação.

São igrejas, comunidades e líderes que, para dominar o rebanho, colocam leis, regras e preceitos por sobre os ombros dos seus liderados e os oprimem, contrariando a pureza do evangelho que mostra que somos totalmente livres dessas legislações que foram cumpridas em Jesus Cristo.

Ao invés dessas comunidades pregarem a liberdade e a graça que temos em Jesus Cristo pregam um evangelho cheio de requisitos. Algumas vão ao extremo e apelam para as doações financeiras como prova de que o crente fiel está em obediência a Deus, quando claramente em 2Co 9.7 a Bíblia nos ensina que devemos dar ao Senhor aquilo que propusemos diante dele e devemos faze-lo com alegria.

(3)

Assim como nos dias de hoje, os judaizantes legalistas pregaram essa mensagem nas comunidades

3

gálatas e estavam desviando aqueles cristãos do caminho da fé, da graça e da liberdade que tinham e temos em Jesus Cristo. Para reconduzi-los à fé verdadeira, Paulo escreveu esta carta e a iniciou apresentando certas marcas do verdadeiro evangelho. E, assim, a frase que é o resumo desses versos, mas é também uma sentença desafiadora para nós pode ser expressa da seguinte maneira:

Todo cristão deve saber que o verdadeiro evangelho tem origem divina e não humana.

Neste texto inicial encontramos cinco marcas do verdadeiro evangelho que se origina em Deus.

A 1ª marca do verdadeiro evangelho é a saudação de um comissionado, vs.1

O evangelho é uma verdade que entre outras características destaca a amizade e o amor entre os seus membros. Todos são iguais porque pertencem à mesma família. Quem escreveu foi Paulo, o apostolo.

Paulo escreveu, mas o autor era Deus (2Tm 3.16). Nesta carta inspirada pelo Espírito Santo, os escritos de Paulo são a Palavra de Deus tanto quanto as palavras proferidas pelopróprio Senhor Jesus quanto estava encarnado entre nós. A Bíblia Sagrada é obra divina transmitida por homens quem Deus escolheu.

O espírito excitado do apostolo Paulo transparece nos parênteses deste verso um. Apesar de ser verdade que ele não pertencia ao numero original dos doze apóstolos, seu apostolado, era derivado de Deus. Isto foi uma informação demolidora aos seus inimigos, dada logo no primeiro versículo. Ele era um comissionado por Deus.

"Não da parte dos homens", ou seja, ele não representava qualquer instituição humana, organização ou grupo de indivíduos. Paulo não estava defendendo nenhuma escola de filosofia humana. "Nem por intermédio de homem algum", isto é, ele não, recebera sua comissão e o conteúdo de sua mensagem através de instruções humanas, mas diretamente de Deus. Assim lhe fora revelada.a sua mensagem.

Deus Pai e Jesus, o Filho, chamaram e equiparam diretamente Paulo para o ministério do apostolado.

Nenhuma mediação humana havia:tomado parte no caso de Paulo. Para Paulo a ressurreição era o

(4)

testemunho de Deus quanto a suficiência da obra do Senhor Jesus, levada a efeito no Calvário. A morte

4

do Senhor Jesus satisfez :plenamente ao Pai. Sua ressurreição testifica que a obra da redenção foi aceita completamente. E como conseqüência uniu como numa família todos os que Nele crêem.

A 2ª marca do verdadeiro evangelho é a comunhão da comunidade, vs. 2

A quem foi dirigida esta carta? As igrejas da Galácia. Veja bem, que não é “igreja da Galácia”. O Novo Testamento não reconhece algo parecido com um organismo entre as igrejas locais. A doutrina da soberania absoluta de cada congregação de crentes regenerados é uma doutrina bíblica. A autonomia da igreja local é a única forma de governo encontrada nas Escrituras. O que pode e deve existir é a cooperação mútua. Alguns estudiosos encaram essa saudação de Paulo muito curta e, muito formal, diferente de outras saudações. Ninguém foi mencionado. Paulo não menciona o nome de ninguém que estava com ele. E, isso indicaria que ele estava sozinho? Ele não usa o nome de ninguém, apenas diz que os seus irmãos que estavam com ele enviavam saudações. Mas, devemos notar que ele se dirige às igrejas. Novamente destacamos que não se tratava de uma igreja só, mas de muitas igrejas. Também Paulo não menciona nenhum nome daquelas igrejas. Ele está endereçando a sua carta as diversas comunidades da Galácia. Eram diversas comunidades. Há duas maneiras de se usar da palavra igreja, no Novo Testamento. Uma era entendida como sendo o corpo de Cristo, os crentes de todos os grupos diferentes, formando o corpo de Cristo. Todos aqueles que haviam crido em Cristo, faziam parte do corpo de Cristo. Todos pertencem ao corpo de Cristo. Mas há um outro sentido da palavra igreja, que é a igreja local, a assembléia da igreja local. Este é o sentido usado aqui pelo apóstolo. Paulo se dirigia a cada uma das diversas igrejas locais, dos diferentes lugares na Galácia. Havia uma igreja na Antioquia da Psídia, havia outra ou outras em Icônio, em Derbe, em Listra, e outras cidades. Ele estava escrevendo para todas aquelas igrejas. Essa comunhão entre as igrejas é uma característica do cristianismo. Formamos uma comunidade dos que amam a Deus. E, é sempre bom lembrar que a salvação é individual, mas a vida cristã é comunitária. Se desenvolve em conjunto.

(5)

A 3ª marca do verdadeiro evangelho é a bênção compartilhada, vs. 3

5

A saudação é abençoadora. É um desejo do apóstolo que aqueles irmãos sejam abençoados. Espero que seja esse o seu desejo também, quando você cumprimenta alguém desejando a graça e a paz do Senhor para aquela pessoa. A graça deve vir em primeiro lugar. Os homens só podem ter paz com Deus mediante a Sua graça. Veja bem a ordem das palavras: "Graças a vós outros, e paz da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." Aqui encontramos a palavra graça, junto com a palavra paz. Era com, a palavra paz, shalom, que os judeus saudavam uns aos outros naquele tempo. Mas Paulo usa a palavra graça antes da palavra paz. A graça de Deus deve ser experimentada antes de se experimentar a paz, que vem de Deus. Querido amigo, esta verdade é muito importante. Inclusive em nossos dias, há muita gente interessada na paz de Deus, porém se esquece da graça de Deus que é a graça salvadora.

Ninguém pode ter paz no coração sem antes ter a salvação pela graça. Mas, quando experimentamos a graça divina podemos abençoar os outros promovendo a paz. E nós devemos promover a paz entre os homens e entre Deus e os homens. Você tem compartilhado essa bênção com os outros?

A 4ª marca do verdadeiro evangelho é a salvação concedida, vs.4

Foi pela vontade de nosso Deus e Pai que o Senhor Jesus Se deu pelos nossos pecados. O caminho da salvação divina é mediante a morte de Seu Filho Sua expiação nos substituiu na cruz do Calvário e tudo isso foi motivado por Sua insondável misericórdia e bondade. O Senhor Jesus deu-se a Si mesmo a fim de livrar-nos da condenação merecida pelos nossos pecados.

Este é um dos versículos mais importantes desta epístola. Trata-se de um versículo singular nessa carta.

O apóstolo sobe as alturas e desce as profundezas. Nós não podemos entendê-lo na sua profundidade espiritual. Paulo está se referindo a Jesus como tão claramente vimos no versículo 3. Ao referir-se a Cristo disse: O qual se entregou a si mesmo pelos nossos pecados. Paulo estava apresentando a excelência do Evangelho de Cristo. Cristo deu a si mesmo. Nós não podemos adicionar nada ao valor do sacrifício de Cristo realizado na cruz do Calvário. Ele se deu a si mesmo por nós. Será que

(6)

precisamos acrescentar algo mais a esse maravilhoso evangelho? O que é que você poderia dar a Deus

6

para melhorar o sacrifício de Jesus? O que é que o homem tem a oferecer ao nosso Pai celestial? Você tem você algo a acrescentar ao sacrifício de Cristo? Cristo se deu a si mesmo, isso é tudo quanto era necessário. Ele se deu a si mesmo e, isso é maravilhoso e o suficiente para a nossa salvação. Eu não creio que exista algo mais importante para o pecador, mas, muitas vezes nós estamos oferecendo a Deus o nosso dinheiro, os nossos talentos, o nosso tempo, mas Jesus deu a si mesmo. Ele não podia dar mais do que deu, e nós não podemos adicionar nada a oferta feita por Cristo na cruz.

O evangelho dá vida e poder ao homem. A fé salvadora é que liberta o homem desses poderes terríveis e destruidores. Somente Cristo pode libertar o homem desses terríveis pecados. Muitos estão vivendo através dos anos debaixo desse sistema escravizador do mal, porém o evangelho de Cristo é o único poder capaz de libertar o homem do mau. Somente o Evangelho pode fazer esta obra de libertação. Esta é a prova do evangelho genuíno. Cristo se deu a si mesmo por nós. Deu-se a si mesmo pelos nossos pecados. Querido amigo, isto quer dizer, que Ele tomou o nosso lugar, quando morreu na cruz. Ele tomou o meu lugar na cruz, morreu, porém ressuscitou ao terceiro dia e agora pode nos libertar do poder do presente século mau. Nós não podemos esgotar os nossos comentários relativos a este versículo, ele é profundo demais. Ele resume toda verdade profunda do evangelho de Cristo. E, é importante notarmos que o apóstolo está dizendo, que o evangelho é de Cristo e não é dele, Paulo. É Jesus quem nos liberta, quem nos salva, quem nos justifica. E tudo isso é mérito de Deus. Ele nos concedeu essas bênçãos, gratuitamente. E, por isso é que podemos ver no versículo 5 mais uma marca do verdadeiro evangelho.

A 5ª marca do verdadeiro evangelho é a glorificação celebrada, vs. 5

Vamos agora ao versículo 5: "A quem seja a glória pelos séculos dos séculos, amém." Paulo agora mostra que devemos render louvor e adoração a Deus. Nós precisamos enfatisar mais em nossas igrejas e comunidades a gratidão, o louvor e a adoração. em nossas reuniões, há necessidade de louvarmos

(7)

mais a Deus e glorificarmos o seu santo nome. Nós estamos quase sempre nos esquecendo de louvar a

7

Deus. Querido amigo, hoje, você já parou um instante para louvar a Deus, ou você já levou o seu pensamento e o seu coração hoje para louvar a Deus, e adorá-lo? Querido amigo, você tem agradecido a Deus pelas bênçãos por ele concedidas?

A grande bênção da salvação deve servir de motivo de gratidão. Essa relação pessoal com Deus é expressa em termos de filiação. Deus é apresentado como Pai (1.1, 4) como vimos nesses versos anteriores. Nós os cristãos somos declarados filhos de Deus através da fé em Jesus Cristo (3.26). Jesus, por sua vez nos redimiu a fim de que pudessemos participar dessa filiação (4.5) e, a consciência dessa filiação é criada pelo Espírito Santo que nos impulsiona a agradecer, a glorificar a Deus, por todas as suas bênçãos concedidas.

Mas, infelizmente, muitos que não são cristãos e, até mesmo alguns cristãos só enfatizam o negativos.

Em todas as situações, em cada uma das circuntâncias estão reclamando, murmurando e muitos estão se rebelando contra Deus por algum motivo. Há muita gente que só reclama. Reclamam da chuva persistente, ou então reclamam de tanto frio ou de muito calor, em fim reclamam de todos os dias.

Querido amigo, não é assim mesmo que muita gente fala? Você conhece alguém assim? Ao invés de agradecerem a Deus pelas bênçãos, estão mormurando por causa disto, por causa daquilo. Nós devemos dar graças a Deus pelo novo dia que Ele nos dá. Seja um dia de chuva, seja um dia de sol. seja um dia frio, ou um dia quente, devemos louvar a Deus por tudo. Ao invés de termos o mesmo procedimento daqueles muitos que reclamam de tudo, e por tudo, nós devemos ser diferentes. Como é bom, quando o crente se levanta e de manhã e começa agradecer por mais um dia. Como é linda a chuva, como é bonito o sol, como tudo o que Deus permite é bom. Querido amigo você deve saber o quanto precisamos da chuva, como precisamos do sol, do calor e do frio, portanto, vamos agradecer a Deus por tudo. Tudo é bom, é necessário. Ó Senhor nós te agradecemos porque em tua sabedoria tu tens permitido todas essas coisas. Vamos todos dar graças a Deus. Nós precisamos de dar glória a Deus, nós

(8)

precisamos glorificar o nome de Jesus, o nosso Salvador. Nós precisamos de cantar hinos de louvor a

8

Deus. Há muitos hinos maravilhosos. Há muitas canções lindas em nossos hinários, e cantores, que são verdadeiras mensagens! Que inspiração nós encontramos nesses hinos maravilhosos. Nas poesias, nos hinos, nas músicas. Cristo deu a si mesmo prezado amigo, por nós. Vamos louvá-lo por isto, a Deus demos glória. Glória para sempre ao Cordeiro de Deus. Nós podemos começar a louvar e a glorificar o nome de Deus, porque agora nós temos salvação. Querido amigo, se nós vamos entrar na eternidade dando glória a Deus e louvor ao Cordeiro do Senhor, por que não começar a glorificar já nessa vida?

Minha oração é que você seja sempre um cristão a evidenciar essas cinco marcas do verdadeiro evangelho. Que você possa saudar o seu próximo como um comissionado divino. Que você desenvolva a comunhão em seus relacionamentos comunitários. Que você seja abençoador compartilhando, graça e paz. Que você valorize a sua salvação e proclame em Jesus Cristo o único caminho para a salvação. E que você glorifique e adore a Deus celebrando o Seu Santo nome!

2860

Imagem

Referências

temas relacionados :