LÍNGUA PORTUGUESA. Esta pontuação é justificada porque

Texto

(1)

LÍNGUA PORTUGUESA

O texto a seguir servirá de base para responder às questões de 1 a 5. Leia-o atentamente.

Flor-de-maio

Entre tantas notícias do jornal – o crime do Sacopã, o disco voador de Bagé, a nova droga antituberculosa, o andaime que caiu, o homem que matou outro com machado e com foice, o possível aumento do pão, a angústia dos Barnabés – há uma pequenina nota de três linhas, que nem todos os jornais publicaram.

Não vem do gabinete do prefeito para explicar a falta d’água, nem do Ministério da Guerra para insinuar que o país está em paz. Não conta incidentes de

fronteira nem desastre de avião. É assinada pelo senhor diretor do Jardim Botânico, e nos informa gravemente que a partir do dia 27 vale a pena visitar o Jardim, porque a planta chamada “flor-de-maio” está, efetivamente em flor.

Meu primeiro movimento, ao ler esse delicado convite, foi deixar a mesa da redação e me dirigir ao Jardim Botânico, contemplar a flor e cumprimentar a administração do horto pelo feliz evento. Mas havia ainda muita coisa para ler e escrever, telefonemas a dar, providências a tomar. Agora, já desce a noite, e as plantas em flor devem ser vistas pela manhã ou à tarde, quando há sol - ou mesmo quando a chuva as

despenca e elas soluçam no vento, e choram gotas e flores no chão.

Suspiro e digo comigo mesmo – que amanhã acordarei cedo e irei. Digo, mas não acredito, ou pelo menos desconfio que esse impulso que tive ao ler a notícia ficará no que foi – um impulso de fazer uma coisa boa e simples, que se perde no meio da pressa e da inquietação dos minutos que voam. Qualquer uma destas tardes é possível que me dê vontade real, imperiosa, de ir ao Jardim Botânico, mas então será tarde, não haverá mais “flor-de-maio”, e então pensarei que é preciso esperar a vinda de outro outono, e no outro outono posso estar em outra cidade em que não haja outono em maio, e sem outono em maio não sei se em alguma cidade haverá essa “flor-de-maio”.

No fundo, a minha secreta esperança é de que estas linhas sejam lidas por alguém – uma pessoa melhor do que eu, alguma criatura correta e simples que tire desta crônica a sua única substância, a informação precisa e preciosa: do dia 27 em diante as

“flores-de-maio” do Jardim Botânico estão

gloriosamente em flor. E que utilize essa informação saindo de casa e indo diretamente ao Jardim Botânico ver a “flor-de-maio” – talvez com a mulher e as crianças, talvez com a namorada, talvez só.

Ir só, no fim da tarde, ver a “flor-de-maio”;

aproveitar a única notícia boa de um dia inteiro de jornal, fazer a coisa mais bela e emocionante de um dia inteiro da cidade imensa. Se entre vós houver essa criatura, e ela souber por mim a notícia, e for, então eu vos direi que nem tudo está perdido, e que vale a pena viver entre tantos sacopãs de paixões desgraçadas e tantas COFAPs de preços irritantes; que a humanidade possivelmente ainda poderá ser salva, e que às vezes ainda vale a pena escrever uma crônica.

Rubem Braga

1. “Qualquer uma das tardes é possível que me dê vontade real, imperiosa, de ir ao Jardim Botânico, mas então será tarde...”

Dentre as alternativas, assinale aquela que apresenta um antônimo para a palavra imperiosa, destacada acima.

(A) Arrogante.

(B) Altiva.

(C) Irresistível (D) Submissa.

(E) Caprichosa.

2. “ Se entre vós houver esta criatura, e ela souber por mim a notícia...”

O termo destacado é uma conjunção subordinativa adverbial

(A) conformativa.

(B) proporcional.

(C) condicional.

(D) consecutiva.

(E) aditiva.

3. No primeiro parágrafo do texto, logo após a expressão

“Entre tantas notícias do jornal”, identificamos a colocação de um travessão, seguido por uma série de palavras das quais novamente sucede-se outro travessão.

Esta pontuação é justificada porque

(A) o uso do travessão serve para destacar de modo especial, expressões apositivas.

(B) o autor estava fazendo um relato o que exige o uso do travessão.

(C) o uso do travessão é obrigatório em períodos que contém mais de seis linhas.

(D) o texto está em linguagem culta, foi escrito por um cronista de renome o que exige o uso do travessão.

(E) as expressões que seguem o travessão têm uma conotação negativa o que obriga o uso deste sinal gráfico.

4. Considerando a temática da crônica, é correto afirmar que I. o autor ficou sensibilizado com a publicação da

notícia do desabrochar da flor-de-maio, em meio a imensa quantidade de manchetes relacionadas a tragédias e preocupações de ordem financeira.

II. as obrigações do dia-a-dia sempre tão intensas acabam furtando-nos bons momentos de prazer, sonhos e de contemplação junto à natureza.

III. o autor percebe-se uma pessoa bastante determinada e habilidosa para ir em busca daquilo que lhe faz sentido ao mesmo tempo que não se descuida de suas obrigações profissionais.

Está(ão) correta(s )

(A) apenas a proposição I.

(B) as proposições I e II.

(C) as proposições I e III.

(D) todas as proposições.

(E) apenas a proposição II.

(2)

5. Observe o período abaixo, extraído do texto:

Não vem do gabinete do prefeito para explicar a falta d’água, nem do Ministério da Guerra para insinuar que o

país está em paz.

Nos casos acima em que aparecem grifadas, as preposições de + o (do) estabelecem relações de

(A) causa.

(B) proveniência.

(C) mudança de estado.

(D) matéria.

(E) posse.

Texto base para as questões de 6 a 9.

Galinha voa?

Uma turma de jovens pilotos, num aeroclube nos confins dos pampas gaúchos, estava à espera de horas práticas nos aviões paulistinhas. Para aplacar a

ansiedade, os moços começaram a divagar sobre o vôo perfeito e feliz daqueles que não precisam de aviões - os pássaros. Falou-se do albatroz, das gaivotas e de outros bichos até que Marcão colocou no ar a dúvida:

- Galinha voa?

Polêmica imediata.

- Domesticados há 20 mil anos, talvez um ano mais, os galináceos perderam a capacidade de voar por um processo de mutação, disse Raul, estudante de zootecnia.

- Que nada, galinha se precisa voa – falou Leonardo, gaiteiro profissional, logo emendando uma história. – Uma vez conheci um galo que subia diariamente num poste, equilibrava-se num fio, passava para outro poste e depois para um galho de árvore; no final do dia, voava de lá para o galinheiro.

- Voava porque era galo; galinhas não voam porque são burras – decretou Cafu, plantador de arroz.

Fernando, filho de um fazendeiro, saiu em defesa das penosas:

- Galinha não voa porque virou especialista em botarovo.

Estavam nessa “filosofança” quando surgiu

ofegante, abraçando uma penosa, Marcão, que havia se afastado do grupo no início da conversa:

- É essa, vamos fazer o teste para ver se galinha voa. Essa daqui é uma galinha de verdade, bem grande e forte, o seu Tonico me vendeu,

garante que é uma verdadeira galinha, criada solta no pasto, comedora de tudo que galinha gosta.

Os dois primeiros aviadores da fila, Cafu e Marcão, embarcaram no paulistinha com a missão. Quando chegaram a seguros dois mil pés, largaram no ar a galinha. Ela voou um pouco, recolheu as asas e deixou-se cair verticalmente. O piloto arremeteu num vôo rasante atrás da galinha. A poucos metros do chão,

a bichinha abriu as asas, reiniciou seu vôo e fez um pouso meio enrolado. Trôpega, levantou-se e passou a caminhar de um lado para outro, meio tonta, mas vivinha da silva. O avião pousou, os estudantes de pilotagem se reuniram e concluíram:

- Galinha voa; voa mal, mas voa!

Revista Globo Rural – Outubro 2005 – Seção Varanda (adaptado)

6. Nas palavras “precisam, penosas, asas, rasante, pousou”

extraídas do texto, identifica-se que a letra s (grifada), apresenta o som de “z”.

As alternativas abaixo, seguem o mesmo caso havendo uma única exceção. Assinale-a.

(A) Desarmonia, rumoroso, guloso.

(B) Música, nefrólise, adimensional.

(C) Apetitoso, liso, desuso.

(D) Análise, arrasado, desidratado.

(E) Besuntar, bexigoso, bisão.

7. Leia o seguinte trecho extraído do texto:

“ - Domesticados há 20 mil anos, talvez um ano mais, os galináceos perderam a capacidade de voar por um processo de mutação, disse Raul, estudante de zootecnia.”

O verbo haver, neste caso, está empregado como um sinônimo do verbo fazer, referindo-se ao tempo que passou.

Dentre as alternativas abaixo, assinale aquela em que o verbo fazer aparece como sinônimo do verbo haver, refere-se ao tempo passado e está conjugado corretamente.

(A) Faz belas manhãs naquela montanha.

(B) Fazem dez anos que o compositor Tom Jobim faleceu.

(C) Faziam oito ou nove anos que não nos víamos.

(D) No ano passado, ele fez de tudo para comprar um carro.

(E) Faz três anos que Ana trabalha na mesma empresa.

8. Considerando-se o estilo de redação adotado pelo texto, pode-se concluir que

(A) a linguagem adotada é bastante rebuscada o que é comprovado pelo termo filosofança, a certa altura da narrativa.

(B) é de difícil compreensão uma vez que sua temática situa-se em torno de um assunto polêmico.

(C) embora não se caracterize como uma escrita formal, o texto deixa claro que os personagens, por serem estudantes, eram muito cultos.

(D) a linguagem é simples, de fácil compreensão e com a utilização de alguns termos populares como

“burras” para se referir à pouca capacidade de compreensão e raciocínio lógico atribuídos às galinhas.

(E) a linguagem adotada pode ser considerada poética porque narra a vida dos animais do campo.

(3)

9. No fragmento: “galinhas não voam porque são burras”, a palavra destacada consiste-se em uma conjunção

(A) adversativa.

(B) conclusiva.

(C) explicativa.

(D) alternativa.

(E) aditiva.

Considere a letra da música abaixo para responder às questões de 10 a 15.

Velas Içadas

Seu coração é um barco de velas içadas Longe dos mares, dos tempos, das loucas marés

Seu coração é um barco de velas içadas Sem nevoeiros, tormentas, sequer um revés

Seu coração é um barco jamais navegado Nunca mostrou-se por dentro, mostrando os porões

Seu coração é um barco que vive ancorado Nunca arriscou-se ao vento, às grandes paixões

Nunca soltou as amarras Nunca ficou à deriva Nunca sofreu um naufrágio Nunca cruzou com piratas e aventureiros Nunca cumpriu os destinos das embarcações

Ivan Lins / Vitor Martins 10. Na letra da música acima, podem ser encontrados alguns

advérbios.

Assinale a alternativa em que todas as palavras são advérbios extraídos de “Velas Içadas”.

(A) Barco, velas, amarras.

(B) Longe, mares, sequer.

(C) Coração, dentro, naufrágio.

(D) Longe, nunca, jamais.

(E) Sequer, jamais, destinos.

11. “Seu coração é um barco de velas içadas...”

O verbo destacado no verso é (A) intransitivo.

(B) transitivo direto e indireto.

(C) transitivo indireto.

(D) transitivo direto.

(E) de ligação.

12. Assinale a alternativa que justifica corretamente a análise do verbo analisado na questão anterior (verbo ser, presente do modo indicativo).

(A) O verbo é intransitivo porque não vem acompanhado de objeto.

(B) O verbo é transitivo direto e indireto porque vem acompanhado de dois objetos: barco e velas.

(C) O verbo é transitivo indireto porque vem acompanhado da preposição “um”.

(D) O verbo é transitivo direto porque vem acompanhado do substantivo comum: um barco, que por sua vez, faz uma afirmação acerca do sujeito (seu coração).

(E) O verbo é de ligação porque está ligando o sujeito

“seu coração” a um predicativo “um barco de velas içadas”, que qualifica o sujeito.

13. O termo “sequer”, encontrado no verso 4 da música é classificado segundo a Nomenclatura Gramatical Brasileira, como uma palavra denotativa.

Assinale a alternativa que contém uma locução adverbial que apresenta o mesmo sentido da palavra sequer.

(A) Ou melhor (B) Ao menos (C) Isto é (D) Senão (E) Inclusive

14. “Nunca mostrou-se por dentro, mostrando os porões”.

Sabe-se que autores de músicas e poetas utilizam-se com certa frequência de uma linguagem própria, muitas vezes desprovida do que apregoa a norma culta.

No 6º verso da música, destacado acima, identificamos uma ênclise: mostrou-se. Segundo a norma culta esta colocação pronominal é considerada incorreta porque (A) o verbo mostrar está precedido de uma palavra

negativa, o que justificaria a colocação de uma próclise, ao invés da ênclise.

(B) o verbo mostrar está no pretérito perfeito do indicativo, o que justificaria a colocação de uma mesóclise, ao invés da ênclise.

(C) o sujeito está oculto, uma vez que já foi apresentado nos versos anteriores, então a colocação pronominal adotada deveria ser a próclise, ao invés da ênclise.

(D) o verbo mostrar aparece duas vezes no verso, portanto, deveria ser utilizada a mesóclise, ao invés da ênclise.

(E) O verbo mostrar encontra-se no infinitivo impessoal, o que veta a utilização da êncise.

15. “ Longe dos mares, dos tempos, das loucas marés”

O termo destacado acima é (A) um substantivo comum.

(B) uma locução adjetiva.

(C) um adjetivo restritivo.

(D) um adjetivo explicativo.

(E) um adjetivo abstrato.

(4)

16. A crase está corretamente empregada em:

(A) Iremos à pé ou de carro?

(B) À partir desta reunião, tomaremos as demais decisões.

(C) Referia-me àquele funcionário, e não a este.

(D) Frente à frente, não sabiam o que falar.

(E) Pedi ajuda à ela, mas não fui atendido.

17. O termo grifado encontra-se corretamente classificado apenas em:

(A) A noite com estrelas é fabulosa. (advérbio)

(B) Com humildade, ela pediu desculpas. (locução adverbial)

(C) Ele continua tendo bastante problema. (advérbio) (D) Ontem choveu incessantemente. (adjetivo) (E) O parecer do juiz foi favorável ao réu. (verbo)

18. Sabendo-se que causa e conseqüência são idéias complementares, em qual das alternativas tem-se essa relação?

(A) O mar estava bravo e as ondas eram muito grandes.

(B) As ondas eram muito grandes pois o mar estava bravo.

(C) As ondas eram muito grandes; logo, o mar estava bravo.

(D) O mar estava bravo ;logo, as ondas eram muito grandes.

(E) Corra, que o mar está bravo!

19. A pontuação não está corretamente empregada apenas em:

(A) Na semana passada, os três amigos encontraram-se na praia.

(B) Aqueles três homens, velhos amigos, continuam conversando na praia.

(C) Os três amigos, encontrei-os na praia.

(D) Aqueles três amigos, estão cada vez mais velhos.

(E) Aqueles três senhores, que são velhos amigos, encontram-se na praia todas as semanas.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

20. De acordo com o artigo 113 do Código Tributário Nacional, a obrigação tributária principal surge com a ocorrência do fato gerador e tem por objeto

(A) as prestações, positivas ou negativas, nela previstas no interesse da arrecadação ou da fiscalização dos tributos.

(B) o pagamento de tributo ou penalidade pecuniária e extingui-se juntamente com o crédito dela decorrente.

(C) a dívida pública e extingui-se juntamente com o crédito dela decorrente.

(D) as dívidas flutuantes do governo e extingui-se juntamente com o crédito dela decorrente.

(E) as dívidas fundadas do governo e extingui-se juntamente com o crédito dela decorrente.

21. As afirmativas abaixo, relacionadas com o Princípio da Competência, estão corretas, EXCETO:

(A) As receitas e as despesas devem ser incluídas na apuração do resultado do período em que ocorrerem, sempre simultaneamente quando se correlacionarem, independentemente de recebimento ou pagamento.

(B) No Princípio da Competência, as receitas consideram-se realizadas nas transações com terceiros, quando estes efetuarem o pagamento ou assumirem compromisso firme de efetivá-lo, quer pela investidura na propriedade de bens anteriormente pertencentes à Entidade, quer pela fruição de serviços por esta prestados.

(C) O Princípio da Competência determina quando as alterações no ativo ou no passivo resultam em aumento ou diminuição no Patrimônio Líquido, estabelecendo diretrizes para classificação das mutações patrimoniais, resultantes da observância do Princípio da Oportunidade.

(D) O Princípio da Competência ordena que os componentes do patrimônio tenham seu registro inicial efetuado pelos valores ocorridos na data das transações havidas com o mundo exterior à Entidade, estabelecendo, pois, a viga-mestra da avaliação patrimonial.

(E) No Princípio da Competência, o reconhecimento simultâneo das receitas e despesas, quando correlatas, é conseqüência natural do respeito ao período em que ocorrer sua geração.

(5)

22. Considerando os valores a seguir, o Custo das Mercadorias Vendidas de uma determinada empresa comercial é:

Valor R$

Compras 4.883.200,00

Estoque Final 672.000,00

Devolução de Compras 134.400,00 Frete sobre Compras 100.800,00

Estoque Inicial 425.600,00

Abatimento sobre Compras 324.800,00 (A) R$ 4.524.800,00

(B) R$ 4.440.000,00 (C) R$ 4.320.000,00 (D) R$ 4.278.400,00 (E) R$ 4.177.600,00

23. Das afirmações relativas aos estágios da despesa pública:

I. O empenho de despesa é o ato emanado de autoridade competente que cria para o Estado obrigação de pagamento pendente ou não de implemento de condição.

II. O pagamento da despesa consiste na verificação do direito pelo credor tendo por base os títulos e documentos comprobatórios do respectivo crédito.

III. A ordem de pagamento é o despacho exarado por autoridade competente, determinando que a despesa seja paga.

IV. A liquidação será efetuada quando ordenada após seu regular pagamento.

Está(ão)correta(s):

(A) Somente as proposições I e III.

(B) Somente as proposições II e IV.

(C) Somente a proposição IV.

(D) Somente as proposições I, II e IV.

(E) Todas as proposições.

24. Considerando o artigo 178 da Lei 6.404/76, no passivo, as contas serão classificadas nos seguintes grupos:

(A) Passivo Circulante, Passivo Realizável a Longo Prazo, Passivo Permanente e Patrimônio Líquido.

(B) Passivo Circulante, Passivo Exigível a Longo Prazo, Despesas Antecipadas e Patrimônio Líquido.

(C) Passivo Circulante, Passivo Exigível a Longo Prazo, Resultados de Exercícios Futuros e Patrimônio Líquido.

(D) Passivo Circulante, Passivo Realizável a Longo Prazo, Resultado de Exercícios Futuros e Patrimônio Líquido.

(E) Passivo Circulante, Passivo Exigível a Longo Prazo, Resultado de Coligadas e Controladas e Patrimônio Líquido.

25. Considerando o artigo 144 do Código Tributário Nacional, o lançamento do crédito tributário reporta-se à data de ocorrência do fato gerador da obrigação e rege-se pela (A) Lei 8.666/93, ainda que posteriormente modificada

ou revogada.

(B) Lei então vigente, ainda que posteriormente modificada ou revogada.

(C) Lei 4.320/64, ainda que posteriormente modificada ou revogada.

(D) Lei 6.404/76, ainda que posteriormente modificada ou revogada.

(E) Lei de Responsabilidade Fiscal, ainda que posteriormente modificada ou revogada.

26. Considera-se Patrimônio Bruto:

(A) O montante do Capital que os sócios de uma sociedade se comprometem a realizar.

(B) O Capital registrado e declarado no contrato social ou estatuto de uma sociedade.

(C) O Capital subscrito menos o Capital a Realizar.

(D) O valor total dos bens e direitos.

(E) O valor total do Ativo Circulante e Permanente.

27. A Consolidação das Leis do Trabalho, Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, em seu artigo 58, diz que a duração normal do trabalho, para os empregados em qualquer atividade privada, desde que não seja fixado expressamente outro limite, não excederá de:

(A) 6 (seis) horas diárias, excluído deste horário o tempo despendido pelo empregado até o local de trabalho e para o seu retorno.

(B) 6 (seis) horas diárias, com 15 (quinze) minutos de intervalo incluídos neste horário.

(C) 12 (doze) horas, incluído neste horário o intervalo para refeição e o tempo despendido pelo empregado até o local de trabalho e para o seu retorno.

(D) 8 (oito) horas diárias, com intervalo de 1 (uma) hora para refeição incluído neste horário.

(E) 8 (oito) horas diárias, excluído deste horário o intervalo para refeição.

28. Considerando os critérios de avaliação dos elementos do Ativo, de acordo com a Lei nº 6.404/76, marque a alternativa correta:

(A) O ativo diferido é avaliado pelo valor do capital aplicado, deduzido do saldo das contas que registrem a sua depreciação.

(B) Os móveis e utensílios são avaliados pelo custo de aquisição, deduzido da provisão de redução do custo ao valor de mercado, quando este for inferior.

(C) Os bens em almoxarifado são avaliados pelo custo de aquisição ou produção, deduzido de provisão para ajustá-lo ao valor de mercado, quando este for inferior.

(D) A Conta Caixa e Bancos é avaliada pelo valor corrente da moeda, deduzido da provisão para perda de poder aquisitivo.

(E) As participações permanentes em outras sociedades são avaliadas pelo custo de oportunidade, deduzido da provisão para redução do custo ao valor de mercado, quando este for inferior.

(6)

29. As afirmativas abaixo, relacionadas à Lei de Diretrizes Orçamentárias, estão corretas, EXCETO:

(A) A LDO disporá sobre as alterações na legislação tributária.

(B) A LDO é a lei que definirá as prioridades do Governo pelo período de 4 (quatro) anos.

(C) A LDO orientará a elaboração dos orçamentos fiscal e da seguridade social e de investimento das empresas estatais.

(D) A LDO orientará a elaboração da Lei Orçamentária Anual.

(E) A LDO estabelecerá a política de aplicação das agências financeiras oficiais de fomento.

30. Considera-se Dívida Fundada:

(A) Os empréstimos realizados para atender a imediata insuficiência de caixa.

(B) Os compromissos de exigibilidade destinados à amortização de dívidas com restos a pagar.

(C) Os empréstimos realizados para pagar os serviços da dívida.

(D) Os compromissos de exigibilidade destinados ao pagamento de débitos de tesouraria.

(E) Os compromissos de exigibilidade superior a doze meses, contraídos para atender a desequilíbrio orçamentário ou a financiamento de obras e serviços públicos.

31. Considere as contas a seguir e seus respectivos saldos:

Período

Contas 2004 2005

Fornecedores 27.140,00 37.760,00

CMV 944.000,00 1.534.000,00

Compras 885.000,00 1.416.000,00

Vendas 2.950.000,00 7.670.000,00 Despesas Antecipadas 17.700,00 283.200,00 Despesas Totais do Período 1.416.000,00 4.720.000,00 Depreciações do Período 377.600,00 637.200,00

Tomando como base os dados fornecidos, o valor das compras à vista no ano de 2005 foi:

(A) R$ 1.406.300,00.

(B) R$ 1.407.280,00.

(C) R$ 1.403.180,00.

(D) R$ 1.405.380,00.

(E) R$ 1.402.480,00.

32. Encontra-se, a seguir, o saldo das contas de resultado da Empresa Alfabeto Grego Ltda, no dia 31/12/2005.

Valores em R$

COFINS 23.250,00 Contribuição Social sobre Lucro 3.625,00

Custo das Mercadorias Vendidas 531.250,00 Despesas Administrativas 11.250,00

Despesas Financeiras 12.500,00

Despesas Gerais 13.750,00

Despesas Não-Operacionais 6.250,00 Lucro na Alienação de Bens de Uso 8.750,00 Outras Receitas Operacionais 7.500,00 Participação - Empregados 4.625,00

PIS/Faturamento 5.500,00

Provisão para Imposto de Renda 21.375,00

Receitas de Vendas 875.000,00

Receitas Financeiras 5.000,00

Vendas Canceladas 100.000,00

Observação: ICMS sobre vendas = 15%

Ao elaborar a Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) o contador da empresa encontrará:

(A) Receita Líquida de vendas = R$ 615.000,00.

(B) Lucro Bruto = R$ 83.750,00.

(C) Lucro Antes da Contribuição Social Sobre o Lucro e Imposto de Renda = R$ 76.250,00.

(D) Lucro Líquido = R$ 59.125,00.

(E) Lucro Operacional Líquido = R$ 43.750,00

33. O artigo 1° da Lei 8.212/91 diz que a Seguridade Social compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa dos poderes públicos e da sociedade, destinado a assegurar o direito relativo:

(A) À saúde, à previdência e à assistência social.

(B) À saúde, ao salário de contribuição e à assistência social.

(C) À assistência social, à previdência e à contribuição social.

(D) À saúde, à previdência e ao salário de contribuição.

(E) À previdência, ao salário de contribuição e à assistência social.

34. As afirmativas abaixo, relacionadas ao Plano Plurianual, estão corretas, EXCETO:

(A) O Plano Plurianual ordena ações do Governo com a finalidade de viabilizar o atingimento de metas e objetivos.

(B) O Plano Plurianual é um planejamento elaborado no primeiro ano de mandato do presidente eleito.

(C) O Plano Plurianual é instituído por lei, estabelecendo, de forma regionalizada, as diretrizes, objetivos e metas da Administração Pública para as despesas de capital e outras delas decorrentes e para aquelas referentes à programas de duração continuada.

(D) O Plano Plurianual compreenderá as metas e prioridades da administração pública, incluindo as despesas de capital para o exercício financeiro subseqüente.

(E) O Plano Plurianual é realizado para um período de 4 (quatro) anos.

(7)

35. Das afirmações relativas às modalidades de licitação:

I. A Concorrência é a modalidade de licitação entre quaisquer interessados que, na fase inicial de habilitação preliminar, comprovem possuir os requisitos mínimos de qualificação exigidos no edital para execução de seu objeto.

II. A Tomada de preços é a modalidade de licitação entre interessados devidamente cadastrados ou que atenderem a todas as condições exigidas para cadastramento até uma semana anterior à data do recebimento das propostas, observada a necessária qualificação.

III. O Convite é a modalidade de licitação entre interessados do ramo pertinente ao seu objeto, cadastrados ou não, escolhidos e convidados em número mínimo de 5 (cinco), pela unidade administrativa, a qual afixará, em local apropriado, cópia do instrumento convocatório e o estenderá aos demais cadastrados na correspondente especialidade que manifestarem seu interesse com antecedência de até 48 (quarenta e oito) horas da apresentação das propostas.

Está(ão) correta(s):

(A) Somente a proposição I.

(B) Somente as proposições I, II.

(C) Somente as proposições II e III.

(D) Somente a proposição I e III.

(E) Todas as proposições.

36. Assinale a alternativa INCORRETA:

(A) Do lucro líquido do exercício, cinco por cento serão aplicados, antes de qualquer outra destinação, na constituição da Reserva Legal, que não excederá de vinte por cento do capital social.

(B) A Reserva Estatutária tem por fim assegurar a integridade do capital social e somente poderá ser utilizada para compensar prejuízos ou aumentar o capital.

(C) A Reserva Legal não precisará ser constituída no exercício em que seu saldo, acrescido do montante das reservas de capital de que trata o § 1o do Art.

182 da Lei nº 6.404/76, exceder trinta por cento do capital social.

(D) As Reservas Estatutárias poderão ser criadas desde que, para cada uma, indique, de modo preciso e completo, a sua finalidade.

(E) A Reserva para Contingência será revertida no exercício em que deixar de existir as razões que justificarem a sua constituição ou em que ocorrer a perda.

37. Considerando o artigo 176 da Lei 6.404/76, ao fim de cada exercício social, a Diretoria fará elaborar, com base na escrituração mercantil da companhia, as seguintes demonstrações financeiras:

(A) Balanço Patrimonial, Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados, Demonstração do Resultado do Exercício, Demonstração de Valor Agregado.

(B) Balanço Patrimonial, Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos, Demonstração do Resultado do Exercício, Demonstração de Valor Agregado.

(C) Balanço Patrimonial, Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados, Demonstração do Resultado do Exercício, Demonstração de Fluxo de Caixa.

(D) Balanço Patrimonial, Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados, Demonstração do Resultado do Exercício, Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos.

(E) Balanço Patrimonial, Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos, Demonstração do Resultado do Exercício, Demonstração de Fluxo de Caixa.

38. Considerando o artigo 18 da Lei de Responsabilidade Fiscal, a despesa total com pessoal será apurada somando-se:

(A) A realizada no mês em referência com as dos onze imediatamente anteriores, adotando-se o regime de competência.

(B) A realizada no mês de referência com a do semestre anterior, adotando-se o regime de competência.

(C) A realizada no mês em referência com as dos onze imediatamente anteriores, adotando-se o regime de caixa.

(D) A realizada no mês de referência com a do semestre anterior, adotando-se o regime de caixa.

(E) A realizada no mês de referência com a do trimestre anterior, adotando-se o regime de competência.

39. Os créditos adicionais são classificados em três tipos, a saber: Suplementares, Especiais e Extraordinários. São características dos créditos especiais:

(A) São abertos por Decreto do Executivo, após a autorização em Lei Especial; A despesa está prevista no orçamento, apenas o crédito não foi suficiente.

(B) São abertos por Medida Provisória; A despesa não está prevista no orçamento.

(C) São abertos por Medida Provisória; Imprevisibilidade do fato, que requer ação urgente do poder público.

(D) São abertos por Medida Provisória; A despesa está prevista no orçamento, apenas o crédito não foi suficiente.

(E) São abertos por Decreto do Executivo, após a autorização em Lei Especial; A despesa não está prevista no orçamento.

(8)

40. Encontra-se, a seguir, as contas extraídas do balancete de verificação da empresa Alfabeto Grego Ltda, em 31/12/2005:

Conta

Saldo R$

Amortização Acumulada de Despesas Pré- Operacionais

5.600,00 Aplicação Financeira 166.880,00

Banco c/Movimento 35.840,00

Caixa 16.800,00

Capital Social 448.000,00

Contas a Pagar 8.960,00

Contribuição Social a Recolher 22.400,00 Crédito com Pessoas Ligadas (não usuais) 24.640,00 Depreciação Acumulada de Instalações 33.600,00 Depreciação Acumulada de Móveis e

Utensílios

40.320,00 Despesas Pré-operacionais 22.400,00 Duplicatas a Receber 336.000,00 Duplicatas Descontadas 30.240,00 Encargos Sociais a Recolher 19.040,00 Estoques de Mercadorias 560.000,00

Fornecedores 369.600,00

ICMS a Recolher (Curto e Longo Prazo) 51.520,00

Impostos a Recolher 17.920,00

Instalações 112.000,00

Juros Passivos 33.600,00

Lucros Acumulados 224.000,00

Móveis e Utensílios 134.400,00

Outros Tributos a Recolher 6.720,00 Participação Societária Permanente 134.400,00 Provisão para Devedores Duvidosos 3.360,00 Provisão para o Imposto de Renda 67.200,00

Reserva de Capital 179.200,00

Reserva Legal 44.800,00

Seguros a Vencer 29.120,00

Observações:

(1) Todos os direitos e obrigações são realizáveis ou exigíveis a Curto Prazo, exceto duas quotas de um parcelamento de ICMS vencíveis em 2006, no montante

de R$ 9.000,00

(2) O Contador, por engano, incluiu uma conta de resultado no balancete. Ignore tal conta.

Com base nos saldos anteriormente mencionados e nas observações destacadas, os valores do Patrimônio Bruto e do Passivo Circulante são, respectivamente:

(A) R$ 1.459.360,00 e R$ 563.360,00 (B) R$ 1.459.360,00 e R$ 554.360,00 (C) R$ 905.000,00 e R$ 563.360,00 (D) R$ 905.000,00 e R$ 554.360,00 (E) R$ 323.680,00 e R$ 563.360,00

41. O Lucro Após o Imposto de Renda da Cia GPS foi de R$ 36.000,00. Sabendo-se que o estatuto da empresa determina que as participações de empregados, administradores e partes beneficiárias sejam de 5%, cada uma, o Lucro Líquido da empresa foi de

(A) R$ 32.400,00.

(B) R$ 30.780,00.

(C) R$ 30.865,50.

(D) R$ 30.600,00.

(E) R$ 32.490,00.

42. Considerando a Consolidação das Leis do Trabalho, assinale a alternativa INCORRETA:

(A) Considera-se empregador a empresa, individual ou coletiva, que, assumindo os riscos da atividade econômica, admite, assalaria e dirige a prestação pessoal de serviço.

(B) A todo trabalho de igual valor corresponderá salário igual, ressalvando a distinção de sexo entre homens e mulheres.

(C) Considera-se empregado toda pessoa física que prestar serviços de natureza não eventual a empregador, sob a dependência deste e mediante salário.

(D) Considera-se como de serviço efetivo o período em que o empregado esteja à disposição do empregador, aguardando ou executando ordens, salvo disposição especial expressamente consignada.

(E) Qualquer alteração na estrutura jurídica da empresa não afetará os direitos adquiridos por seus empregados.

43. Das afirmações relativas às regras de aviso prévio estabelecidas pela Consolidação das Leis do Trabalho:

I. A falta do aviso prévio por parte do empregador dá ao empregado o direito aos salários correspondentes ao prazo do aviso, garantida sempre a integração desse período no seu tempo de serviço.

II. O horário normal de trabalho do empregado, durante o prazo do aviso, e se a rescisão tiver sido promovida pelo empregador, será reduzido de 4 (quatro) horas diárias, sem prejuízo do salário integral.

III. O valor das horas extraordinárias habituais não integra, em nenhum caso, o aviso prévio indenizado.

IV. A falta de aviso prévio por parte do empregado dá ao empregador o direito de descontar os salários correspondentes ao prazo respectivo.

Está(ão) correta(s):

(A) Somente as proposições I e III.

(B) Somente as proposições II e IV.

(C) Somente as proposições I e IV.

(D) Somente as proposições III e IV.

(E) Todas as proposições.

(9)

44. São pessoas jurídicas de direito privado:

(A) As fundações e as autarquias.

(B) As autarquias e as associações.

(C) Os municípios e as fundações.

(D) As associações e os municípios.

(E) As associações e as fundações.

45. O estoque de mercadorias da Empresa Controlada, no início de um determinado período, era de 80 unidades a R$ 4,00 a unidade. Ao longo do período, ocorreram os seguintes fatos:

D Compra de 80 unidades a R$ 6,00 a unidade.

D Venda de 40 unidades a R$ 15,00 a unidade.

D Venda de 80 unidades a R$ 20,00 a unidade.

D Compra de 120 unidades a R$ 7,00 a unidade.

D Venda de 20 unidades a R$ 15,00 a unidade.

Considerando as informações acima, o Custo das Mercadorias Vendidas e o valor do Estoque Final pelo método PEPS são, respectivamente:

(A) R$ 680,00 e R$ 980,00.

(B) R$ 660,00 e R$ 980,00.

(C) R$ 660,00 e R$ 960,00.

(D) R$ 680,00 e R$ 960,00.

(E) R$ 690,00 e R$ 990,00.

NOÇÕES DE INFORMÁTICA

46. As teclas de atalho para copiar, recortar e colar, nos aplicativos em ambiente Windows, são, respectivamente:

(A) Ctrl+C, Ctrl+V, Ctrl+Z.

(B) Ctrl+V, Ctrl+X, Ctrl+V.

(C) Ctrl+C, Ctrl+X, Ctrl+V.

(D) Ctrl+V, Ctrl+V, Ctrl+Z.

(E) Ctrl+X, Ctrl+V,Ctrl+Z.

47. Os ícones abaixo servem, no Word, respectivamente para

(A) copiar a formatação para outro texto /abrir a barra de ferramentas de formatação de tabelas.

(B) limpar o documento, eliminando as repetições de texto desnecessárias / criar uma nova tabela no documento.

(C) copiar a formatação para outro texto / criar uma nova tabela no documento.

(D) buscar erros de digitação no texto / abrir a barra de ferramentas de formatação de tabelas.

(E) buscar erros de digitação no texto / editar uma tabela existente.

48. No Windows, a tela é chamada Área de trabalho.

Responda qual a alternativa correta.

(A) Na tela do Windows os elementos que mais chamam a atenção são os ícones e a barra de tarefas.

(B) Chama-se área de trabalho, pois representa o local onde você organiza seu material para trabalhar.

(C) No Windows a tela não é chamada de área de trabalho, é chamada de monitor.

(D) Área de trabalho é a imagem utilizada para representar um programa.

(E) A área de trabalho possui o botão iniciar no canto inferior esquerdo e o relógio no extremo oposto.

49. Janela que contém recursos que permitem configurar e personalizar o Windows.

(A) Barra de tarefas.

(B) Windows Explorer.

(C) Painel de controle.

(D) Opções de acessibilidade.

(E) Meu computador.

50. Observe a tabela abaixo e indique a fórmula correta para cálculo da média final.

A B C

1 Média 1º sem Média 2º sem Média Final

2 7,0 6,0

(A) =média(2A:2B).

(B) =média(B2).

(C) =média(A2:B2).

(D) =(A2+B2)/4.

(E) =(A2/B2)/2.

Imagem

Referências

temas relacionados :