ACORDO ORTOGRÁFICO. BASE I Do alfabeto e dos nomes próprios estrangeiros e seus derivados. Letras do alfabeto 26 letras. g G (gê ou guê) t T (tê)

33  Download (0)

Full text

(1)

BASES DO ACORDO ORTOGRÁFICO

Helena Mateus Montenegro

hmateus@uac.pt

(2)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE I

Do alfabeto e dos nomes próprios estrangeiros e seus derivados Letras do alfabeto – 26 letras

a A (á) n N (ene) b B (bê) o O (ó) c C (cê) p P (pê) d D (dê) q Q (quê) e E (é) r R (erre) f F (efe) s S (esse) g G (gê ou guê) t T (tê) h H (agá) u U (u) i I (i) v V (vê) j J (jota) w W (dáblio) k k (capa ou cá) x X (xis) l L (ele) y Y (ípsilon) m M (eme) z Z (zê)

(3)

ACORDO ORTOGRÁFICO

Obs.:

Além destas letras, usam-se: ç (cê cedilhado)

e os seguintes dígrafos:

rr (erre duplo),

ss (esse duplo),

ch (cê-agá),

lh (ele-agá),

gu (guê-u),

qu (quê-u).

(4)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE II

Do H inicial e final 1. O h inicial emprega-se:

a) Por força da etimologia: hoje, haver, hélice, hera. b) Em virtude da adoção convencional: hã? hem? 2. O h inicial suprime-se:

a) Quando apesar da etimologia a sua supressão está consagrada pelo uso: ervanário, erva.

b) Quando por via da composição passa a interior e o elemento em que figura se aglutina com o precedente: desarmonia,

desumano, inábil.

3. O h inicial mantém-se quando, numa palavra composta, pertence a um elemento que está ligado ao anterior por hífen: anti-higiénico,

sobre-humano, pré-história.

4. O h final emprega-se em interjeições: ah! oh!

5. Escreve-se com ou sem h: húmido, úmido, humidade, umidade. (Do lat. Humĭdu-).

(5)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE III

Da homofonia de certos grafemas consonânticos

1. Distinção gráfica entre ch e x: achar, archote, capucho, chave,

chorar; ameixa, baixo, deixar, eixo, elixir, puxar.

2. Distinção gráfica entre g, com valor de fricativa palatal, e j:

adágio, herege, girafa, estrangeiro; laranja, laranjeira, enjeitar. 3. Distinção gráfica entre as letras s, ss, c, ç e x, que representam

sibilantes surdas: ascensão, cansar, conversão; atravessar, benesse,

pêssego; cebola, cereal, cetim; dançar, linguiça, muçulmano;

auxílio, máximo, próximo.

4. Distinção entre s de fim de sílaba (inicial ou interior) e x e z com idêntico valor fónico: escusar, esgotar, espontâneo; extensão,

(6)

ACORDO ORTOGRÁFICO

5. Distinção gráfica entre s final de palavra e x e z com idêntico valor fónico: aliás, anis, após; cálix, Félix, fénix; fez, giz, arroz.

6. Distinção gráfica entre as letras interiores s, x e z, que representam sibilantes sonoras: aceso, analisar, asa; exemplo, exibir, inexato;

(7)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE IV

Das sequências consonânticas

1. O c, com valor de oclusiva velar, das sequências interiores cc (segundo c com valor de sibilante), cç e ct e o p das sequências interiores pc (c com valor de sibilante) e pç e pt, ora se conservam ora se eliminam. Assim:

a) Conservam-se nos casos em que são invariavelmente proferidas nas pronúncias cultas da língua: compacto, convicto, ficção;

pacto; núpcias; adepto, apto, rapto.

b) Eliminam-se nos casos em que são invariavelmente mudos nas pronúncias cultas da língua: ação, acionar, direção, diretor,

(8)

ACORDO ORTOGRÁFICO

c) Conservam-se ou eliminam-se, facultativamente, quando se proferem numa pronúncia culta. Aspecto e aspeto, cacto e cato,

dicção e dição, facto e fato, sector e setor, ceptro e cetro,

concepção e conceção, corrupto e corruto, recepção e receção. d) Quando, nas sequências interiores mpc, mpç e mpt se eliminar

o p, o m passa a n, escrevendo-se, respectivamente, nc, nç e nt:

assumpção e assunção, peremptório e perentório, sumptuoso e

suntuoso, sumptuosidade e suntuosidade.

2. Conservam-se ou eliminam-se, facultativamente, quando se

proferem numa pronúncia culta: o b da sequência bd, em súbdito

(súdito); o b da sequência bt, em subtil (sutil); o g da sequência gd, em amígdala (amídala); o m da sequência mn, em amnistia

(anistia), indemne (indene), omnisciente (onisciente), etc., o t da sequência tm, em aritmética (arimética).

(9)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE V

Das vogais átonas

1. Distinção gráfica entre e, i. O seu emprego regula-se fundamental-mente pela etimologia: ameaça, balnear, campeão; imiscuir-se,

inigualável, itinerário.

2. Distinção gráfica entre o e u: abolir, costume, díscolo; légua, lugar,

pontual.

3. É relativamente complexa a sistematização dos usos de e ou i e o ou u em sílaba átona, pois são múltiplas as condições etimoló-gicas e histórico-fonéticas em que se fixaram graficamente

(10)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE VI

Das vogais nasais

1. Quando uma vogal nasal ocorre em fim de palavra (ou em fim de elemento seguido por hífen), representa-se a nasalidade por til, se essa vogal for a: coimbrã, irmã, campeã.

2. Mantém-se o til quando se acrescenta –mente aos casos indicados no n.º 1: irmãmente, cristãmente.

3. Mantém-se o til quando o sufixo começa por z: irmãzinha,

(11)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE VII Dos ditongos

1. Os ditongos orais, que tanto podem ser tónicos como átonos, distribuem-se por dois grupos gráficos principais, conforme o

segundo elemento do ditongo é representado por i ou u: ai, ei, éi, oi, ói, ui; au, eu, éu, iu, ou: caixote, deveis, farnéis, oito, lençóis,

uivar, cacau, ilhéu, mediu, passou.

2. Os ditongos nasais, que tanto podem ser tónicos como átonos,

pertencem graficamente a dois tipos fundamentais: ditongos repre-sentados por vogal com til e semivogal; ditongos reprerepre-sentados

por uma vogal seguida de consoante nasal:

mãe, cãibras, mão, tão, põe;

(12)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE VIII

Da acentuação gráfica das palavras oxítonas

1. São acentuadas (acento agudo) as palavras agudas ou oxítonas terminadas nas vogais –a, -e ou –o, seguidas ou não de s:

está, pontapé, dominó.

2. Algumas palavras oxítonas admitem acento agudo ou circunflexo:

bebé ou bebê, canapé ou canapê, puré ou purê.

3. Acentua-se com acento agudo a forma verbal terminada em r, s, z quando se acrescenta o pronome pessoal nas formas lo, la:

dá-la, comprá-la.

Com vogal fechada usa-se o acento circunflexo: compô-lo-ia,

(13)

ACORDO ORTOGRÁFICO

4. Acentuam-se com acento agudo as palavras oxítonas (não monossilábicas) terminadas em –em ou ens, à excepção das formas verbais: entretém / entreténs, mas mantêm, intervêm. 5. Acentuam-se: ilhéus, anéis, herói, corrói.

6. Não são acentuadas graficamente palavras oxítonas homógrafas, mas heterofónicas: cor / cor colher / colher para / para mas pôr / por

(14)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE IX

Da acentuação gráfica das palavras paroxítonas (graves) 1. Geralmente as palavras paroxítonas não são acentuadas:

. enjoo

. voo

2. São acentuadas com acento agudo (vogal aberta) e com acento circunflexo (vogal fechada) palavras paroxítonas terminadas em –l, -n, r:

. amável . têxtil

. dócil . cânone

. tórax . cônsul

3. Não têm acento gráfico:

. assembleia . heroico

. boina . introito

. comboio . jiboia

(15)

ACORDO ORTOGRÁFICO

4. É facultativo acentuar a 1.ª pessoa do plural do pretérito perfeito do indicativo:

. falámos ou falamos

5. Mantém-se o acento circunflexo em têm, vêm e derivados: . mantêm; detêm

6. Distingue-se graficamente pôde e pode.

7. É facultativo acentuar a 1.ª pes. do plural do presente do conjuntivo: . dêmos ou demos

8. Escreve-se sem acento circunflexo: . creem; deem; veem; preveem

11. Escreve-se sem acento agudo: . para (prep.)

. para (verbo)

12. Escreve-se sem acento agudo: . polo (polo Norte)

(16)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE X

Da acentuação gráfica das vogais tónicas grafadas i, u das palavras oxítonas e paroxítonas

1. Acentuam-se:

. atraí; país; amiúde

. atraíam; atraísse; cafeína; saída, egoísmo

2. Acentuam-se:

. juízes, mas juiz

. raízes, mas raiz

3. Não se acentuam: . bainha

. moinho

4. Não se acentua o i nos ditongos iu e ui precedidos de vogal: . distraiu; instruiu, pauis

(17)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE XI

Da acentuação gráfica das palavras proparoxítonas (esdrúxulas)

1. Acentuam-se palavras esdrúxulas com vogal aberta e com i ou u: . árabe; exército; líquido, tétrico

2. Acentuam-se com acento circunflexo:

. dinâmico; excêntrico, trôpego; fôssemos

3. Palavras que podem ser acentuadas com acento agudo ou circunflexo: . académico / acadêmico . anatómico / anatômico . fenómeno / fenômeno . fêmea / fémea . gémeo / gêmeo . génio / gênio

(18)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE XII

Do emprego do acento grave

1. Emprega-se na contracção da preposição a com o artigo definido no feminino ou com os demonstrativos:

. à; às

(19)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE XIII

Da supressão dos acentos em palavras derivadas

1. Advérbios de modo não são acentuados nem com acento agudo nem com acento circunflexo:

. lamentavelmente

. excentricamente

2. Não têm acento gráfico: . cafezinho

. avozinho

. avozinha

. chapeuzinho

(20)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE XIV Do trema

1. Supressão do trema nas palavras portuguesas ou aportuguesadas. 2. Usa-se o trema em antropónimos ou derivados de antropónimos:

. mülleriano <Müller . hübneriano < Hübner

(21)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE XV

Do hífen em compostos, locuções e encadeamentos vocabulares 1. Usa-se o hífen nas palavras compostas por justaposição em que

cada uma das palavras intervenientes mantém acento próprio: . ano-luz

. decreto-lei

. tio-avô

. médico-cirurgião

2. Usa-se hífen em afro-brasileiro; és-sueste

3. Aglutinam-se as palavras que perderam a noção de composição: . mandachuva

. paraquedas (aA pára-quedas) 4. Aglutinam-se palavras com mal:

(22)

ACORDO ORTOGRÁFICO

5. Usa-se hífen com palavras com mal antes de vogal ou h: . mal-afortunado

. mal- humorado

6. Usa-se hífen com palavras compostas com bem: . bem-falante

. bem-nascido

mas

. benfeitor

. benfeito (aA bem-feito)

7. Usa-se hífen nas palavras compostas que designam espécies botânicas ou zoológicas:

. couve-flor

. feijão-verde

(23)

ACORDO ORTOGRÁFICO

8. Usa-se hífen com além, aquém, recém: . além-Atlântico

. além-fronteiras

. aquém-Pirenéus

. recém-nascido

9. Não se usa hífen em locuções de qualquer tipo: . cão de guarda

. fim de semana

. cor de vinho

. cor de laranja

10. Excepções consagradas pelo uso: . cor-de-rosa

. água-de-colónia

. pé-de-meia

11. Usa-se hífen em:

. relações Portugal-Brasil; . o voo Ponta Delgada-Lisboa

(24)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE XVI

Do hífen nas formações por prefixação, recomposição e sufixação

1. Usa-se o hífen em:

. anti-higiénico; co-herdeiro; super-homem; neo-helénico

2. Usa-se hífen se a última vogal do prefixo ou pseudoprefixo é igual à primeira do segundo elemento:

. anti-ibérico; micro-ondas; auto-observação

3. Com o prefixo co- geralmente aglutina-se: . cooperante; coordenar

(25)

ACORDO ORTOGRÁFICO

4. Usa-se hífen com os prefixos circum, inter, ex, vice, pós, pré, pró: . ex-ministro; pró-europeu

5. Aglutina-se quando a palavra começa por r ou s e dobra-se o r ou s: . antirreligioso

. antissemita

(26)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE XVII

Do hífen na ênclise e na tmese e com o verbo haver 1. Usa-se o hífen em:

. levá-lo

. dir-lhe-emos

2. Com haver de não se usa hífen: . hei de; havemos de

3. Usa-se hífen:

. eis-me; ei-lo

4. Usa-se hífen em:

. Vocês é que no-lo disseram.

. Se eles não no-la tivessem dado… . Ainda não no-las tinham prometido.

(27)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE XVIII Do apóstrofo

1. Usa-se antes do nome de uma obra: . Li n’Os Lusíadas.

2. Referindo-se a Deus: . Acredito n’Ele.

3. Usa-se com santo e santa: . Sant’Ana, tb. Santana

. Sant’Iago, tb. Santiago

4. Mantém-se:

. O facto de o conhecer.

(28)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE XIX

Das minúsculas e maiúsculas

1. Usam-se minúsculas em todas as palavras da língua portuguesa. 2. Usam-se minúsculas no nome dos dias, meses, estações do ano:

. segunda-feira; outubro, verão

3. Nos títulos de livros pode-se usar minúsculas ou maiúsculas: . Menina e Moça

. Menina e moça

4. Os pontos cardeais escrevem-se com minúscula, mas as abreviaturas com maiúscula:

. norte; sul; . N; SW

(29)

ACORDO ORTOGRÁFICO

5. Usa-se com minúscula:

. O senhor doutor Pedro já chegou.

6. Nos hagiónimos pode optar-se por maiúscula ou minúscula: . Santo António; santo António

7. Nos nomes que indicam domínios do saber pode usar-se minúscula ou maiúscula:

. Matemática; matemática

8. Usa-se maiúscula nos antropónimos reais ou ficcionais: . António Pedro;

. Adamastor

9. Usa-se maiúscula nos topónimos reais ou ficcionais: . Ponta Delgada

(30)

ACORDO ORTOGRÁFICO

10. Usa-se maiúscula no nome de instituições: . Segurança Social

11. Usa-se maiúscula no nome de festividades: . Natal, Páscoa, Ramadão

12. Usa-se maiúscula no nome dos periódicos: . Correio dos Açores

. Sol

13. Usa-se maiúscula nos pontos cardeais com valor absoluto: . o Norte de Portugal;

. o Médio Oriente

9. Usa-se maiúscula ou minúscula no nome rua: . Rua de Lisboa; rua de Lisboa

(31)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE XX Divisão silábica

1. Em regra a divisão silábica faz-se pela soletração: . má-xi-mo; ma-le-á-vel; i-ná-bil

2. São indivisíveis no interior da palavra as sucessões de duas consoantes que constituem perfeitos grupos ou sejam aquelas sucessões em que a primeira consoante é labial, velar, dental ou labiodental e a segunda um l ou um r:

. ce-le-brar; du-pli-ca-ção; a-cla-mar; a-fri-ca-no

3. As sucessões de mais de duas consoantes ou de m ou n, com valor de nasalidade, são divisíveis do seguinte modo:

. ex-pli-car; in-clu-ir; subs-cre-ver

;

(32)

ACORDO ORTOGRÁFICO

4. As vogais sucessivas, excepto ditongos decrescentes (ai-ro-so;

ins-ti-tui; tra-ves-sões) podem separar-se na escrita se a primeira delas não é u precedido de g ou q:

. do-er; á-re-as; a-la-ú-de; flu-i-dez; vo-o

5. Os digramas gu e qu nunca se separam da vogal ou ditongo imediato, quer o u seja pronunciado quer não:

. pe-que-no; á-gua; am-bí-guo; a-ve-ri-gueis;

quais-quer; lon-gín-quos

6. Nos dígrafos, duas consoantes iguais separam-se: . pror-ro-gar; as-se-gu-rar

7. Pode-se separar ditongos e vogais, quando o ditongo for cres-cente:

. en-sai-os; flu-iu; com-bo-io

8. Repete-se o hífen na translineação quando a separação coincide com o hífen: trata--se

(33)

ACORDO ORTOGRÁFICO

BASE XXI

Das assinaturas e firmas

Para ressalva de direitos, cada qual poderá manter a escrita que, por costume ou registo legal, adote na assinatura do seu nome.

Com o mesmo fim, pode manter-se a grafia original de quaisquer firmas comerciais, nomes de sociedades, marcas e títulos que estejam Inscritos em registo público.

Figure

Updating...

References

Related subjects :