RELATÓRIO DO PROJETO EMENDAS PARLAMENTARES EM EVENTOS

17 

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Texto

(1)

1

RELATÓRIO DO PROJETO

EMENDAS PARLAMENTARES EM EVENTOS

Período Março a Julho de 2015

Assunto Emendas parlamentares que tratam de eventos no Orçamento 2015 do Distrito Federal

Objetivo Verificar a razoabilidade e conformidade formal das emendas apresentadas

Observadores Anderson Sotero Daniel Godoy Daniel Teixeira Guilherme Brandão Marden Rosa APRESENTAÇÃO

As emendas parlamentares são instrumentos à disposição dos parlamentares estaduais e federais por meio das quais os representantes podem indicar áreas e projetos para recebimento de recursos públicos no orçamento anual. Todavia, em especial no Distrito Federal, tem sido verificada a inadequada destinação dessas verbas. Os recursos destinados por emendas no Distrito Federal têm sido em grande parte direcionados para ações de promoção de eventos, o que é preocupante tendo em vista o enorme déficit em educação, saúde e mobilidade. Em 2014, 15% do montante das emendas parlamentares foram para a promoção de festas e eventos culturais diversos. Considerando o custo de oportunidade, esses

(2)

2 mesmos recursos poderiam financiar a melhora das escolas públicas e o aparelhamento dos hospitais.

Dado esse cenário, os voluntários do Observatório Social de Brasília – OSBRASÍLIA– resolveram promover uma investigação sobre a quantidade e a qualidade das emendas orçamentárias direcionadas a festividades e outros eventos no Distrito Federal. Na oportunidade, ainda averiguar o cumprimento da Lei de Acesso à Informação pelos parlamentares distritais.

Este projeto foi executado anteriormente, em 2014, apresentando, entre outros, os seguintes resultados: a alocação com emendas para eventos foi de R$ 53,5 milhões no total (15% do total das emendas parlamentares); apenas 8 deputados responderam às solicitações (33%); desses, apenas 2 responderam em conformidade com o disposto na LOA 2014; e as emendas continham objetos genéricos como “apoio a eventos culturais”, dificultando a fiscalização.

Nas seções seguintes, trataremos de pontos específicos da pesquisa realizada: resposta a solicitações e análise das emendas. Por fim, conclusões e sugestões serão apresentadas.

1. METODOLOGIA

Para a análise das emendas dos parlamentares, o OSBRASÍLIA utilizou a seguinte metodologia. Em um primeiro momento, enviou-se ofício circular para todos os 24 parlamentares (anexo) solicitando que indicassem se ofereceram emendas relativas a eventos ao orçamento de 2015, e quais. Uma vez respondido os ofícios, as informações relatadas seriam comparadas com os dados constantes do orçamento de 2015 do Distrito Federal.

(3)

3 Uma observação relevante sobre a lacuna de informações disponíveis. Das emendas disponibilizadas pela CLDF faltam as do Presidente da Comissão de Economia, Orçamento e Finanças, à época, Rôney Nemer. Falta ainda a destinação de R$ 500.000,00 relativos às emendas de Benedito Domingos.

O envio do ofício teve ainda como intuito a verificação do atendimento à Lei de Acesso à Informação - Lei nº 12.527/2011. Segundo a Lei, a Administração Pública possui o prazo de 20 dias, prorrogáveis por mais 10, para responder a solicitações de informação. Dessa forma, com este projeto, foi possível verificar tanto a alocação de emendas pelos parlamentares como o atendimento à Lei de Acesso à Informação.

Assim, em 12/05/2015, o Ofício-Circular 01/2015 – OSBRASÍLIA foi encaminhado a todos os gabinetes parlamentares com o registro de recebimento em todos eles. O documento solicitava as seguintes informações:

a) a relação de todos os eventos propostos por V. Exa, contendo de forma individualizada os seguintes dados: UO, função, subfunção, localização geográfica (local do evento), natureza (feira, show, quermesse, festa, festival cultural etc.), objetivo do evento, data provável de realização, horário provável, população alvo, quantitativo de público esperado e valor da respectiva emenda;

b) em caso de haver mais de uma edição do evento ou eventos diversos contemplados na mesma emenda (ou emendas) de sua autoria, que estes sejam individualizados e tenham os dados acima (letra a), informados;

c) em caso de haver emendas de sua autoria relativas a apoio, promoção, incentivo, fomento, realização ou outra ação correspondente - a atividades culturais, sociais, esportivas ou outras que possam caracterizar-se como eventos, que estes sejam individualizados e tenham os dados acima (letra a), informados; e

(4)

4 d) em caso de primeiro mandato, o mesmo se aplica se tiver havido alocação orçamentária oriunda de créditos adicionais à conta da reserva de contingência ou outras aplicáveis.

Com a chegada das respostas, via ofício ou por e-mail, os voluntários compararam as informações obtidas com os dados disponíveis na Lei Orçamentária Anual de 2015, do Distrito Federal.

Importante relatar que dada a baixa responsividade dos deputados dentro do prazo da lei, e mesmo dentro do período de prorrogação, os voluntários ainda fizeram esforços adicionais para obter as respostas. Assim, os parlamentares que não responderam até 11/06/2015 receberam e-mails e ligações dos voluntários para cobrar a assessoria de encaminhar as respostas, mesmo fora do prazo. Obteve-se pouco sucesso.

Quanto à análise do orçamento, o critério utilizado para identificação das emendas relativas a eventos foi o Subtítulo. As informações orçamentárias que interessam a esta análise incluem Unidade Orçamentária (Secretaria, Fundo, Empresa Pública, Administração Regional...), Função (cultura, urbanismo, esporte, lazer...), Subfunção (cultura, esportes, infra-estrutura urbana...), Localização (Guará, Ceilândia, Gama...) e Subtítulo (Apoio à realização de eventos culturais, Execução de obras de urbanização e infra-estrutura). Assim, por conter a informação mais precisa sobre o objeto real da emenda, o subtítulo foi utilizado para a definição do que seria emenda para eventos, festas e comemorações.

Explanada a metodologia, os resultados deste projeto serão detalhados em seguida.

(5)

5 2. RESPOSTAS ÀS SOLICITAÇÕES

O primeiro objetivo deste projeto é a verificação do cumprimento da Lei de Acesso à informação. Como detalhado na metodologia, os ofícios foram recebidos em 12/05/2015 por todos os 24 gabinetes parlamentares.

O gráfico abaixo demonstra o atendimento da LAI pelos parlamentares.

Fica evidente a alta incidência de “silêncio” dos parlamentares. Dos 24 deputados distritais, 11 (46%) preferiram não responder. Mesmo tendo a maioria respondido, 13 (54%), o resultado esperado era a participação total dos parlamentares pelo encaminhamento das respostas. A baixa responsividade dos deputados distritais é amplificada ao se considerar a vigência da Lei de Acesso à Informação Federal, e ainda a Lei de Acesso à Informação Distrital – Lei nº 4.990/2012 (aprovada por unanimidade pelos deputados distritais).

54%

46%

Respostas à Solicitação de Informação

Respondeu

Não respondeu

(6)

6 Ademais, a solicitação realizada não envolvia grandes esforços para ser atendida pelos gabinetes. São informações cuja fonte são os próprios deputados, e a resposta poderia ser enviada por e-mail. Esses fatores tornam ainda mais vexatória a conduta omissa dos deputados.

Cumpre agora analisar quem foram os não respondentes. Para essa análise os deputados foram classificados em “veteranos” e “novatos”. No primeiro grupo estão os deputados que faziam parte da legislatura anterior (2011-2014) e foram reeleitos. No grupo “novatos”, inserimos os deputados que não pertenciam a legislatura anterior, ainda que já tenham sido deputados anteriormente.

Deputados que não responderam

Deputados “veteranos” Deputados “novatos”

Agaciel Maia Renato Andrade

Dr. Michel Juarezão

Joe Valle Julio César

Celina Leão Raimundo Ribeiro

Wellington Luiz Ricardo Vale

Luzia de Paula

Apesar de tanto deputados “novatos” quanto “veteranos” não terem respondido, destaque-se que a maioria das omissões veio de deputados “veteranos”. Assim, enquanto 5 (45%) deputados “novatos” escolheram não responder à solicitação, 6 (46%) deputados “veteranos” desrespeitaram a Lei de Acesso à Informação. Portanto, o grupo que menos respondeu aos pedidos do OSBRASÍLIA foi o dos deputados “veteranos”.

(7)

7 Essa atitude de descaso com o interesse cidadão por informações e, pior, o descumprimento expresso da legislação, mostra-se como um péssimo indicativo do comportamento dos parlamentares. Sem dúvida, uma infortuna forma de atuação como representante da população do Distrito Federal.

Quanto aos “novatos”, ainda que esses deputados não possuam quaisquer emendas ao orçamento de 2015, visto que a elaboração orçamentária ocorre no ano anterior, caberia a eles responder com a negativa de inclusão de emendas como os outros deputados o fizeram.

Prazo

Outro ponto de fundamental importância para esta análise é o respeito ao prazo estipulado para a resposta pela Lei de Acesso à Informação. Conforme o disposto do art. 11, §§ 1º e 2º da LAI, o prazo para resposta é de 20 (vinte) dias, com possibilidade de prorrogação justificada por mais 10 (dez) dias. Assim, o prazo de resposta inicial findava em 01/06/2015 (20 dias), e com prorrogação fundamentada, em 11/06/215 (mais 10 dias).

Dentre os poucos deputados que responderam, somente 7 (54% dos respondentes, 29% dos deputados) o fizeram no prazo legal, conforme gráfico seguinte.

(8)

8 Vê-se que mesmo entre os respondentes, o desrespeito à LAI é patente. Dos 13 deputados que enviaram resposta, 5 (38%) mandaram fora do prazo da Lei, após a prorrogação. Segue tabela com a relação dos 13 deputados que responderam à solicitação conforme tempestividade do envio.

Respondeu dentro prazo Respondeu na prorrogação Respondeu fora do prazo

Chico Leite Liliane Roriz Chico Vigilante

Lira Cristiano Araújo

Prof. Israel Rafael Prudente

Reginaldo Veras Sandra Faraj

Robério Negreiros Wasny de Roure

Rodrigo Delmasso Telma Rufino (7) 54% (1) 8% (5) 38%

Prazos das Respostas

No prazo (20 dias) Na prorrogação (30 dias)

Fora do prazo (após 30 dias)

(9)

9 Relação Resposta x Emenda

Dentre os deputados respondentes, 4 possuíam emendas direcionadas a eventos: Chico Vigilante, Cristiano Araújo, Wasny de Roure e Prof. Israel. Dos deputados não respondentes, 3 possuíam emendas com essa finalidade: Agaciel Maia, Celina Leão e Wellington Luiz.

Em suma, foi possível constatar que muitos deputados infringiram a Lei de Acesso à Informação, chegando a 46% do total. Ainda, foi verificado que o grupo dos “veteranos” desrespeitou mais do que o grupo dos “novatos”. Por fim, entre os respondentes, ficou claro o desrespeito aos prazos da Lei: 38% dos deputados responderam fora do prazo estendido de 30 dias.

3. EMENDA RELACIONADAS A EVENTOS

Após a análise do cumprimento da Lei de Acesso à Informação, importa apresentar os resultados da análise das emendas ao orçamento. Nesse aspecto, foi analisado o quadro de emendas parlamentares ao orçamento de 2015.

Para esta análise, foram retirados da base de dados as informações relativas aos deputados “novatos”. Tal escolha se deve ao fato de que esses deputados não apresentaram emenda ao orçamento de 2015. Como o orçamento é elaborado em 2014, somente os deputados da legislatura anterior tiveram oportunidade de fazê-lo.

Conforme gráfico abaixo, dos 13 (treze) deputados “veteranos”, 8 (oito) possuem emendas para eventos no orçamento de 2015 do Distrito Federal.

(10)

10 Evidente, assim, que a maioria dos parlamentares analisados (excluídos os “novatos”) priorizaram esse tipo de destinação a suas emendas parlamentares. A relação abaixo descrimina o nome dos parlamentares “veteranos” com e sem emendas em eventos.

Deputados com emendas em eventos

Deputados sem emendas em eventos

Professor Israel Chico Leite

Agaciel Maia Robério Negreiros

Chico Vigilante Liliane Roriz

Cristiano Araújo Dr. Michel

Celina Leão Joe Valle

Wasny de Roure Wellington Luiz Luzia de Paula

(8)

62%

(5)

38%

Emendas em Eventos

Possuem emendas eventos

Não possuem emendas eventos

(11)

11 Cumpre destacar, para efeito de exaustividade do trabalho, que outros deputados da legislatura anterior, mesmo não reeleitos, também inseriram emendas para o mesmo fim. Mesmo estando fora desta análise em razão da não renovação de seus mandatos, necessário relacionar seus nomes. São eles: Alírio Neto, Arlete Sampaio, Aylton Gomes, Benedito Domingos, Claudio Abrantes, Eliana Pedrosa, Evandro Garla, Olair Francisco, Patrício, Paulo Roriz e Washington Mesquita. São 11 (onze) deputados não reeleitos que, somados aos 8 (oito) reeleitos, somam 19 deputados distritais que, em 2014, inseriram emendas para eventos.

Valores e Quantidade

Embora a maioria dos deputados também tenha direcionado emendas para áreas diversas como educação e infraestrutura, o montante destinado a eventos é da importância de milhões. O valor total de emendas em eventos alocadas por deputados eleitos na atual legislatura é de R$ 21.054.000 (vinte e um milhões, cinquenta e quatro mil reais). Esse resultado representa 5,98% do valor total de emendas apresentadas pelos parlamentares. Entretanto, o valor total, incluindo deputados não reeleitos, chega a R$ 65.776.000,00 (sessenta e cinco milhões, setecentos e setenta e seis reais). A tabela seguinte apresenta os valores e a quantidade por parlamentar.

Do quadro abaixo, é possível verificar que o deputado Chico Vigilante foi o campeão em número de emendas alocadas em eventos, com 16 emendas. Por outro lado, no que tange ao valor alocado, o deputado Wasny de Roure protagoniza com R$ 4.370.000 (quatro milhões, trezentos e setenta mil reais) em eventos para o ano de 2015.

(12)

12 Deputado distrital Quantidade de

emendas

Valor total das emendas

Agaciel Maia 2 R$ 3.000.000,00

Celina Leão 1 R$ 2.000.000,00

Chico Vigilante 16 R$ 2.550.000,00

Cristiano Araújo 1 R$ 3.000.000,00

Prof. Israel Batista 2 R$ 4.000.000,00

Wasny de Roure 6 R$ 4.370.000,00

Wellington Luiz 1 R$ 134.000,00

Luzia de Paula 1 R$ 2.000.000,00

TOTAL 30 R$ 21.054.000,00

Para assegurar a integridade das informações constates neste relatório, segue abaixo a relação das 30 emendas para eventos dos deputados, conforme anexo da Lei Orçamentária Anual.

Autor UO Função Subfunção Subtítulo Valor

Agaciel Maia SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o à realização de eventos

cul turais

2.000.000,00

Agaciel Maia SE Esporte Desporto

e Lazer

Esportes e Grandes Eventos

Apoi o à realização de eventos esporti vos

1.000.000,00

Celina Leão SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o e promoção de eventos

cul turais

2.000.000,00 Chico Vigilante SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o à realização de ati vidades

cul turais

300.000,00 Chico Vigilante SE Esporte Desporto

e Lazer

Esportes e Grandes Eventos

Apoi o ao esporte 250.000,00

(13)

13

Chico Vigilante SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o às atividades da Casa do

Cantador

250.000,00

Chico Vigilante SE Turi smo Cul tura Cul tura Apoi o ao circuito de Vaquejada no DF 200.000,00

Chico Vigilante SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o ao evento Mai or São João do

Cerrado

200.000,00 Chico Vigilante SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o à realização do evento Prêmi o

Engenho de Comuni cação

200.000,00

Chico Vigilante SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o aos eventos Marrecore e

Gamai ca no Gama

200.000,00 Chico Vigilante SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o à realização do evento Brasília

Top Show 150.000,00 Chico Vigilante AR Cei l ândia Desporto e Lazer Esportes e Grandes Eventos

Apoi o ao futebol amador em Cei lândia (arbitragem)

100.000,00

Chico Vigilante SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o à realização das Paradas LGBT

no DF

100.000,00 Chico Vigilante SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o ao III Festi val Internacional de

Ci nema de Brasília

100.000,00 Chico Vigilante SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o à Festa em Louvor ao Di vi no

Espíri to Santo

100.000,00 Chico Vigilante SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o à realização da Festa Juni na da

Fei ra Permanente da Guariroba

50.000,00 Chico Vigilante SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o ao evento evangél i co Festa das

Tri bos em Samambaia

50.000,00

Chico Vigilante SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o à realização do evento Festa

dos Estados Gospel

50.000,00 Cristiano

Araújo

SE Cul tura Cul tura Cul tura Real ização de eventos cul turais 3.000.000,00

Luzia de Paula SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o ao desenvol vimento de

ati vidades artísticas e cul turais

2.000.000,00 Prof. Israel

Batista

SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o à realização de eventos

cul turais

2.000.000,00 Prof. Israel

Batista

SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o à realização de eventos

cul turais

2.000.000,00 Wasny de

Roure

SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o a di versos eventos cul turais 3.350.000,00

Wasny de Roure

SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o à realização de evento do

Centro Cul tural Ferrock

300.000,00 Wasny de

Roure

SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o à realização de eventos do

Madri gal da Unb

300.000,00 Wasny de

Roure

SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o à realização do Festi val de Músi ca Popular do Gama

200.000,00 Wasny de

Roure

SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o à realização da Festa da

Moagem

120.000,00 Wasny de

Roure

SE Cul tura Cul tura Cul tura Apoi o à realização do projeto cul tural T-Bone

100.000,00

(14)

14 4. RESPOSTA DOS PARLAMENTARES

Uma versão preliminar deste relatório, com os mesmos números e informações ora constantes, foi encaminhada a todos os parlamentares da atual legislatura. O objetivo foi assegurar aos agentes públicos interessados a oportunidades de se manifestarem sobre as informações aqui contidas. Seguem as respostas recebidas no prazo estipulado de 10 (dez) dias.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Com a execução deste projeto, o Observatório Social de Brasília pôde constatar irregularidade no cumprimento da Lei de Acesso à Informação e ainda um grande montante de recursos alocados para eventos, festas e comemorações.

Quanto ao acesso à informação, foi verificada a alta incidência de “silêncio” dos parlamentares. Dos 24 deputados distritais, 11 (46%) não responderam à solicitação de informação. Apenas 13 (54%) deputados responderam ao ofício.

Outro dado relevante é que a maioria dos deputados omissos na Câmara Legislativa é “veterana”. Dos deputados “veteranos”, 6 dos 13 (46%) não responderam enquanto 5 dos 11 (45%) deputados “novatos” desrespeitaram a Lei de Acesso à Informação, deixando uma péssima primeira impressão.

Quanto ao cumprimento do prazo da LAI, outro resultado desanimador. Dos 13 deputados que enviaram resposta, 5 (38%) mandaram fora do prazo da Lei, após a prorrogação. Isso após a insistência dos voluntários do OSBRASÍLIA em telefonar seguidas vezes para os gabinetes, pedindo o envio das informações, comportamento que não deveria ser necessário.

(15)

15 O valor total de emendas em eventos, incluindo deputados não reeleitos, foi de R$ 65.776.000,00 (sessenta e cinco milhões, setecentos e setenta e seis reais). Esse valor bastante impressionante preocupa ainda mais quando observado o montante de emendas relacionadas a eventos para o ano de 2014 que foi de R$ 53,5 milhões. Dessa forma, fica evidente que, embora tenha havido publicização e crítica a esses gastos no ano anterior, houve um aumento dessa destinação de recursos em cerca de R$ 12,2 milhões. Vale ressaltar ainda que não há dados para as emendas de Rôney Nemer e de Benedito Domingos, o que pode aumentar aquele montante.

No ranking de emendas, o deputado Chico Vigilante foi o campeão em número de emendas para eventos inseridas no orçamento, com um total de 16 emendas. Todavia, quando se observa o montante de recursos direcionados, o deputado Wasny de Roure aparece em primeiro lugar com R$ 4.370.000 (quatro milhões, trezentos e setenta mil reais) a ser investidos em eventos, festas e comemorações.

De posse desses resultados, fica evidente que o setor de eventos ainda é desproporcionalmente beneficiado na repartição de recursos distritais. O Observatório Social de Brasília não pretende “criminalizar” esse tipo de escolha dos parlamentares. Mas é evidente que, em se tratando de dinheiro público e em uma localidade com vexatórios índices de segurança, educação, mobilidade e saúde, a utilização dessas emendas para eventos deve ser muito bem fundamentada e fiscalizada. Não é o que se tem verificado.

O trabalho do Observatório Social de Brasília não é o de “oposição”, “denuncismo” ou da crítica infrutífera. Os resultados apresentados visam fornecer insumos relevantes para o aprimoramento da Administração Pública, que é o real interesse da nossa organização.

(16)

16 ANEXO I – CASO WASNY

É de responsabilidade do Observatório Social de Brasília esclarecer alguns aspectos acerca das emendas apresentadas pelo deputado Wasny de Roure, tanto quanto à quantidade, quanto aos valores.

As informações apresentadas a respeito do quantitativo e valores das emendas parlamentares foram extraídas da Lei Orçamentária Anual referente ao exercício de 2015. No caso do deputado Wasny de Roure, as quantidades e os valores das emendas, conforme apresentados na referida lei, estão em desacordo com aqueles apresentados pelo próprio deputado ao Observatório Social de Brasília. Segundo o documento apresentado por Wasny de Roure, foram encaminhadas 8 (oito) emendas relacionadas a eventos, totalizando R$ 2.470.000,00 (dois milhões, quatrocentos e setenta mil reais), ao passo que o documento referente à própria Lei Orçamentária Anual apresenta 6 (seis) emendas que, por sua vez, totalizam R$ 4.370.000,00 (quatro milhões, trezentos e setenta mil reais).

Emendas segundo a Lei Orçamentária Anual

UO Função Subfunção Subtítulo Valor

SE Cultura Cul tura Cul tura Apoi o a di versos eventos cul turais 3.350.000,00

SE Cultura Cul tura Cul tura Apoi o à realização de evento do

Centro Cul tural Ferrock

300.000,00

SE Cultura Cul tura Cul tura Apoi o à realização de eventos do

Madri gal da Unb

300.000,00 SE Cultura Cul tura Cul tura Apoi o à realização do Festi val de

Músi ca Popular do Gama

200.000,00

SE Cultura Cul tura Cul tura Apoi o à realização da Festa da

Moagem

120.000,00 SE Cultura Cul tura Cul tura Apoi o à realização do projeto cul tural

T-Bone

100.000,00 Total 4.370.000,00

(17)

17

Emendas segundo documento entregue por Wasny de Roure

UO Função Subfunção Subtítulo Valor

SE Cultura Cul tura Cul tura Apoi o a di versos eventos cul turais 1.350.000,00

SE Cultura Cul tura Cul tura Apoi o a di versos eventos cul turais 300.000,00

SE Cultura Cul tura Cul tura Apoi o à realização de evento do

Centro Cul tural Ferrock

300.000,00

SE Cultura Cul tura Cul tura Apoi o à realização do encontro cultura

hi p hop em ação

50.000,00

SE Cultura Cul tura Cul tura Apoi o à ao projeto usi na do rock ação

pel a i nclusão

50.000,00 SE Cultura Cul tura Cul tura Apoi o à realização do Festi val de

Músi ca Popular do Gama

200.000,00

SE Cultura Cul tura Cul tura Apoi o à realização da Festa da

Moagem

120.000,00 SE Cultura Cul tura Cul tura Apoi o à realização do projeto cul tural

T-Bone

100.000,00 Total 2.470.000,00

Imagem

Referências

temas relacionados :