• Nenhum resultado encontrado

PERSPECTIVAS E POSSIBILIDADES 15 e 16 de Maio de 2014

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "PERSPECTIVAS E POSSIBILIDADES 15 e 16 de Maio de 2014"

Copied!
10
0
0

Texto

(1)
(2)

O Simpósio

O

Simpósio sobre Divulgação Científica na sala de aula acontecerá nos dias 15 e 16 de maio de 2014, na Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo e tem como tema as perspectivas e possibilidades da divulgação da ciência para sala de aula. Este evento é uma iniciativa do Núcleo de Pesquisa e Inovação em Ensino de Ciências (NAPIEC) da USP, com vistas a reunir pesquisadores da área para discutir e aprofundar estudos sobre a divulgação da ciência e a sala de aula.

A Programação conta com uma palestra de abertura e um tema em palestra, duas comunicações temáticas, três temas em debate e um debate de encerramento.

A palestra de abertura e o tema em palestra serão conduzidas por pesquisadoras experientes na área e serão divididas em duas partes de mesma duração; uma dedicada à exposição e outra ao debate com os participantes.

Nos temas em debate, três pesquisadores abordarão uma face do tema, em 30 minutos de exposição. Após a apresentação de cada pesquisador o debate será aberto ao público participante para perguntas e/ou exposição de argumentos.

Nas comunicações temáticas serão apresentados os trabalhos inscritos e selecionados pela comissão científica. Cada apresentador terá 15 minutos para expor seu trabalho e o público terá 5 minutos discussão do mesmo. As comunicações temáticas acontecerão nos 2 dias do evento em salas equipadas com computador e projetor multimídia.

O debate de encerramento pretende um momento de sistematização das discussões realizadas durante todo simpósio e, para tanto, será conduzido pela coordenação do NAPIEC que terá a função de acompanhar todo o evento e compilar as informações.

(3)

Os resumos dos trabalhos enviados estão disponíveis na página do evento de modo a promover a preparação dos participantes para as discussões durante a apresentação.

Participação

Recebemos 63 inscrições de participantes e 17 resumos de trabalhos de pesquisas que foram avaliados pelo comitê científico e aceitos para apresentação. É necessária a confirmação da inscrição pelo link: http://goo.gl/JXYMoy

As atividades do Simpósio acontecerão nas salas B-116 e B-121 da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, e a Programação Inicial está confirmada, com a participação de 11 conferencistas e debatedores, e 17 comunicações orais.

Hospedagem

Para facilitar a hospedagem dos participantes do Simpósio estamos disponibilizando lista de hotéis próximos ao local do evento.

Outra possibilidade de hospedagem é o alojamento localizado no Centro de Práticas Poliesportivas (CEPE-USP) da Cidade Universitária. Para a estadia é cobrada uma taxa pernoite de R$20,00 e as vagas são limitadas, solicite reserva caso tenha interesse. Mais informações pelo website do CEPE.

Como chegar no local do evento

As atividades do Simpósio acontecerão na Sala B-116 da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FE-USP). A FE está localizada na Avenida da Universidade, 308, Butantã, São Paulo, SP, Brasil.

(4)
(5)

Programação

15/05/2014 QUINTA-FEIRA 16/05/2014 SEXTA-FEIRA 08:00 - 09:30

Credenciamento e café. (Hall do 1o andar do Bloco B, Ala II)

09:30 – 11:00 Abertura: DC na sala de aula: articulações possíveis e necessárias.

(B-116)

Guaracira Gouvêa (UNIRIO)

09:00 – 10:30

Tema em palestra: DC na sala de aula e os meios de ensino. (B-116)

Maria José de Almeida (UNICAMP)

10:30 - 11:00 Intervalo

11:00 - 12:30

Comunicações temáticas ímpares. (B-121 e B-116)

11:00 - 12:30 Comunicações temáticas pares.

(B-121 e B-116) 12:30 -14:00

Almoço 14:00 - 16:00

Tema em debate: Gêneros e suportes da DC na sala de aula.

(B-116)

Denise Tavares (UFF) Martha Marandino (USP) Simone Bortoliero (UFBA)

14:00 - 16:00

Tema em debate: Textos de DC na sala de aula. (B-116)

Eduardo Terrazan (UFSM) Luciana Nobre (UFPI) Sheila Almeida (UFOP)

16:00 – 16:30 Intervalo 16:30 - 18:30

Tema em debate: gêneros e formas de uso da DC na sala de aula.

(B-116)

Alessandra Bizerra (USP) Marcia Borin da Cunha (UNIOESTE)

16:30 – 18:00 Debate de encerramento. Perspectivas para a DC na sala de

(6)

Apresentação de trabalhos

Sessões 1 e 3 são simultâneas no primeiro dia do evento. Sessões 2 e 4 também são simultâneas, no segundo dia do evento. O segundo dígito se refere à ordem de apresentação na sessão.

A designação das sessões é apenas para efeito de distribuição.

TRABALHO AUTORES SESSÃO

Física Quântica numa Leitura de Divulgação Científica no início do Ensino Médio: manifestações dos estudantes Cassiano Rezende Pagliarini, Maria José P.

M. de Almeida 1-1 Células-tronco: interações CTS em textos da revista Ciência Hoje Rosangela Araujo Xavier Fujii, Maria Júlia

Corazza 1-2 SESSÃO - X

-

Y Ordem da apresentação Sessão par ou ímpar

(7)

TRABALHO AUTORES SESSÃO Divulgação Científica

em sala de aula: o Jornal Biosferas como ferramenta de ensino

Marcia Reami Pechula, Arthur de Lima e Silva, Artur Rodrigues Janeiro, Gabriela Klein Barbosa, Jéssica Alves Chagas, Renato Augusto Corrêa dos Santos, Stella de Mello Silva, Thierry Alexandre Guerra Bacciotti Denardo 1-3 A divulgação da ciência e a escola em artigos da QNESc e Ciência & Educação

Eliane Souza dos Reis Hipólito, Claudia Almeida Fioresi, Mônica Beatriz Layter, Marcia Borin da Cunha

1-4

A revista Pré-Univesp

na sala de aula Márcia Azevedo, Ana Paula Morales, Patrícia Mariuzzo

2-1

A divulgação científica

em sala de aula Guilherme Lima, Marcelo Giordan da Silva 2-2 Análise Crítica de Texto

de Divulgação Científica na Escola

Claudia Almeida Fioresi, Eliane Souza dos Reis Hipólito, Marcia Borin da Cunha 2-3 Produção de Materiais de Divulgação Científica em um Curso de Licenciatura em Física

Antonio Luiz Fernandes

(8)

TRABALHO AUTORES SESSÃO Divulgação da óptica e fotônica na educação básica Ana Carolina de Magalhães, Arthur Maximo, Caetano Padial Sabino, Cecil Chow Robilotta, Danilo Furlan Kaid, Elisabeth Mateus Yoshimura, Fernanda Alexandrina Queiroz Gomes, Gustavo Henrique da Costa, Luis Augusto Alves, Marcelo Francisco Lários da Silva, Marcelo Victor Pires de Souza, Mikiya Muramatsu, Tânia Mateus Yoshimura, Willian Fernandes dos Santos, William de Paula Amado 3-1 Imagem e Presença como Ferramentas Mediais em Atividades do Ensino de Química

Luis Gustavo Magro Dionysio, Renata Barbosa Dionysio, Waldmir Araujo 3-2 Banca da Ciência: Experiências na Interface da Comunicação Científica Itinerante com a Escolarização Regular

Luís Paulo Piassi, Emerson Izidoro Santos, Rui Manoel

(9)

TRABALHO AUTORES SESSÃO Oficinas Temáticas visando à Divulgação Científica em aulas de Química Fabio de Souza, Luciane Akahoshi, Maria Eunice

Marcondes, Ana Silva,

Bruno Vieira,

Guilherme Zanelato, Marcelo Souza, Thainá

Souza, Wesley Nascimento. 3-4 O “Almanaque Sonoro de Química” como Ferramenta Semiótica para Divulgação Científica na Sala de Aula Renata Barbosa Dionysio Neto, Luis

Gustavo Magro

Dionysio, Waldmir Araujo

4-1

A preparação dos professores para fazer divulgação científica

Enio Borba Carli

4-2

A leitura de divulgação científica na escola, existe?

Raquel Roberta Bertoldo, Marcia Borin da Cunha, Dulce Maria Strieder, Alex Sander da Silva 4-3 Análise da percepção de estudantes do Ensino fundamental a respeito do uso de Documentários ambientais na escola Roberta Rodrigues da Matta, Marcelo Borges Rocha1, Igor Leandro

(10)

Realização

Núcleo de Apoio à Pesquisa e Inovação em Ensino de Ciências

Laboratório de Pesquisa em Ensino de Química e Tecnologias Educativas

Faculdade de Educação

Universidade de São Paulo

Contatos

Laboratório de Pesquisa em Ensino de Química e Tecnologias Educativas (LAPEQ).

Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FEUSP), Avenida da Universidade 308, Bloco B, Salas 01 e 04, CEP 05508900, São Paulo, SP, Brasil.

lapeq.feusp@gmail.com www.lapeq.fe.usp.br

www.facebook.com/lapeq.feusp Telefone:(0xx11) 3091-8290

Referências

Documentos relacionados

(2008), o cuidado está intimamente ligado ao conforto e este não está apenas ligado ao ambiente externo, mas também ao interior das pessoas envolvidas, seus

Para al´ em disso, quando se analisa a rentabilidade l´ıquida acumulada, ´ e preciso consid- erar adicionalmente o efeito das falˆ encias. Ou seja, quando o banco concede cr´ editos

Diante do exposto, pode ser observado que a estabilidade química de poliésteres em sistemas de liberação em sua forma micro e nanoestruturada foi investigada e que

MELO NETO e FROES (1999, p.81) transcreveram a opinião de um empresário sobre responsabilidade social: “Há algumas décadas, na Europa, expandiu-se seu uso para fins.. sociais,

Crisóstomo (2001) apresenta elementos que devem ser considerados em relação a esta decisão. Ao adquirir soluções externas, usualmente, a equipe da empresa ainda tem um árduo

Ainda nos Estados Unidos, Robinson e colaboradores (2012) reportaram melhoras nas habilidades de locomoção e controle de objeto após um programa de intervenção baseado no clima de

O Programa de Avaliação da Rede Pública de Educação Básica (Proeb), criado em 2000, em Minas Gerais, foi o primeiro programa a fornecer os subsídios necessários para que

Este trabalho tem como objetivo contribuir para o estudo de espécies de Myrtaceae, com dados de anatomia e desenvolvimento floral, para fins taxonômicos, filogenéticos e