CONSIDERANDO os pronunciamentos coritiiios?ü» Processo nq /2020; UNIVERS?DADE ESTADUAL DE LONDRINA, 09 de Fevereiro de 2021.

Texto

(1)

Uxivíir<sidqdí:

'!g?W EsíqduqldíLoíydizixq

?«r?

c* - * '32',]

*

0@ íSTA00 0@ PÁRANÁ

DELIBERAÇÃO- CÂMARA DE GRADUAÇÃO N9 0ül/202I

Aprova o Regulamento de Estagio Curricui;:.r Obrigatório e Estágio Curricular não Obrigatório c:a Curso de Graduação em Pedagogia.

CONSIDERANDO os pronunciamentos coritiiios ?ü»

Processo nQ 1 1 760/2020;

A CÂMARA DE GRADUAÇÃO, em reunião do dia 09 ?'ia fevereiro de 2021 , aprovou a seguinte Deliberação:

Art. 1'- Fica aprovado o Regulamento de Estágio Curricular Obrigatório B

Estágio Curricular não Obrigatório do Curso de Graduaç:ão cin Pedagogia, constante das folhas de Ol a 14 desta Deliberaçaío.

Art. 2'- ESía Delíbera(;'ao enírara em VigOr na daía de Sua publicaç=i.í-.'i,

revogadas as disposições em contrário.

UNIVERS?DADE ESTADUAL DE LONDRINA, 09 de Fevereiro de 2021 .

Profa. Dra. MaJe:ina Gimenez Favaro

Pró-Reitorà Ne Graduação

Canipiis Universitárío: l"odovia Celso García Cid (PR 445), Kin 380 - Caíxa Posíai l O.üIl - CEP 86057-97ü - Inleníeí mbp:I.'svssaw.ue!.br LONDRíNA' - PARANA - BRASIL

Form.Código ll.164-FornuxoA4{2lOú9l)

(2)

Uxivír<sidqdc

'jãr Lsrqduql dí Loxd«ixq GOVERNODO ESTADO oo PARANA

2

UNIVERSIDADF ESTADUAL DE LONDRINA

CENTRO DE EDUCAÇÃO, COMI INICAÇÃO E ARTES DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO

REGULAMENTO DE ESTAGIO CURRICULAR OBRIGATORIO E ESTAGIO

CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO 00 CURSO DE GRADUAÇÃO EIL/I

PEDAGOGIA

ANO DE IMPLANTAÇÃ0 2019

TÍTULO l

ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO

CAPÍTULO l

PRINCíPIOS E DIRETRIZES

Art. 1'- O Estágio Curricular Obrigatório do Curso de Pedagogia constitui-se de atividades que tem por finalidade promover a aprendizagem da ação pedagógica por meio ??:t 3 situações objetivas de trabalho, envolvendo acadêmicos de Pedagogia, Supeqíisor-= s

de Estágio e Orientadores de Campo.

Parágrafo único. O Estágio Curricular Obrigatório deve ser cumprido em eSpaÇClS educativos escolares e nao escolares dentro dos períodos letivos regulares do cíírs :) de Pedagogia, exceto aqueles que por suas especificidades e natureza exi3a.ií

realização em espaço diferenciado a critério do Colegiado do Curso.

Art. 2º O Estágio Curricular Obrigatório no curso de Pedagogia tem por objetivc: piropicic: r situações de experiência profissional nas diferentes áreas de atuaçãc do peôago?g»

articulando referenciaªis teoªricos aos contextos educativos na elaboraça-o de plcín(:"s de ação, execução e avaliação de projetos implementados em situaçe»es de ensinc? 3

aprendizagem em suas múltiplas manifestações.

Art. 3'- O Estágio Curricular Obrigatório do Curso de Pedagogia visa a formação para =:S

áreas de atuação de:

l- docência na educação infantil;

Il- docência nos anos iniciais do ensino fundamental;

Ill - gestão do trabalho pedagógico da educação escolar;

IV- gestão do trabalho pedagógico da educação não escolar.

/l I

II

CampuS UnfüersRí'río: R()dCYll?l CelSõ GarCla Cld (PR "H5), Klll 380 - Clli)Jl P(ISlal 10.011- CEP 86057J970 - '{iííeníet h'{{p:II?W1!e{.bT'L'ON-D-R-INÁªN-PARANÁ - BRASILOrs%lrsnl%lí DADkk!Á TlDliQlT

FínnyCód!go !l.764-Fo»snaíoA4{2!Ox297)

(3)

IllTlllu,i=.,,:,i-=i=

'ã"'W Es'rqduúld?t?Loxdr«iisq

«#

'%MF

'-I ÁAítíô ;:ª:J

êO €€aO 00 M&4N*

3

CAPÍTULO Il

ORGANIZAÇÃO ADM?NISTRATIVA E DIDÁTICA

Seção l Carga horária

Art. 4" As atividades de Estágio Curricular Obrigatório do Curso de Pedagogia destiiiadas à formação do pedagogo são cumpridas conforme carga horária prevista n=i mat.r?z

curricular vigente a saber:

l - Estágio Supervisionado Curricular Obrigatório na Educação Infantil - 1 20h;

Il - Estágio Supervisionado Curricular Obrigatório nos Anos Iniciais do lEnsi',i.»

Fundamental - 120h;

Ill- Estágio Supervisionado Curricular Obrigatório em Gestão da Educaç;,ãü

Escolar - 1 20h;

IV - Estágio Supervisionado Curricular Obrigatório em Gestão da Educação N',ã )

Escolar - 60h.

Seção Il Campos de Estágio

Art.5'- Constituem-se campos de Estágio Curricular Obrigatório do curso de Pecagog íí, instituições escolares e não escolares, preferencialmente em instituições esc,olar=?s públicas e Centros de Educação Infantil, Instítuições de Ensino que ofeítam q educação básica e suas modalidades, bem como em instituições/organizaçõ=:s educativas, a saber: orgaos governamentais e nao governamentais, demaís associações da sociedade civil e nas próprias unidades da UEL, desde qir?a

apresentem condições para:

I - planejamento, execução e avaliação conjunta das atividades de estágio;

ll- aprofundamento dos conhecimentos teórico-práticos para formação íj:)

estagiáriO;

lIl- vivência efetiva de situações reais de trabalho profissional em áreas

específicas da Pedagogia.

§1º Sãoconsideradoscampospreferenciaisdeestágioasinstituiçõespúblicasdeensiiª»»

e instituições sociais.

'V

CampiiS íJniíersítílrio: RO(IOVla CelSO GaTCia Cid (PR 445}, Km 380 - CâiXa Poííal 10.011- CEP 86ü57-97Cl - Iníeí-íííí !!{'.p:IlWWW.ue'l.br'h'o'Íá-T'-g-INÁT'PARANÁ Í BRASILOõ%!Thnlklí nlTh{%lÍ DDA€l!

Fom».Córhgol!.764-Fonm{oM{2!Ox291)

(4)

llIThu-==i-=i-

""J"'r Ls"í'qduqldc Loxdr<ixq

*

CK) aTku I» ?

4

§2º

O Orientador de Campo no estágio em docência da educação infantil e anos inici;i?s

será necessariamente o professor regente responsável pela sala de aula.

§3'-

O Orientador de Campo de Estágio de gestão pedagógica será necessariamerí?ta aquele que responde pela instituição ou pela coordenação pedagógica :jo campo tla

estágio.

Seção Ill

Instrumentos Jurídicos

Art. 6'- O Estágio Curricular Obrigatório deve ser formalizado por instrumento li?irídic:t:i, celebrado entre a Universidade, a concedente do estágio e o estudarite con'íorme a

Resolução CEPE nQ 01 66/2008.

Art. 7º A realização do estágio dar-se-á mediante Termo de Compromisso celebradü en"í'is o/a estudante e a parte concedente com interveniência obrigatória da Universidaelí:i,

sendo que:

l - o Termo de Compromisso devidamente preenchido e assinado em 4 i:quatic?)

vias será entregue pelo(a) Supeívisor(a) de Estágio à PROGRAD;

lI- durante o período de realizaçao das atividades de Estagío Curricul;':.r Obrigatório o/a estagiário/a ficará coberto, obrigatoriamente, por aip«Slice «ja

seguro contra risco de acidentes pessoais, pela Uníversidade.

Parágrafo único. O Termo de Compromisso deverá ser entregue na PROGRAD arites í.':»

iííicio do estagio e caso sela entregue com data retroativa, sera indeferido.

Seção IV

Estrutura

Aít. 8º A estrutura organizacional do Estágio Supervisionado Curricular Obrigatório «'«»

Curso de Pedagogia é composta pelo Colegiado do Curso de Pedagogia, p€i a

Coordenação de Estágio e Supervisão de Estágio.

Seção V

Coordenação do Estágio

Art. 9º O Coordenador de EStagiO e responsavel diret0 pelO EStagiO Curricular Cíbí'igatoria) e não Obrigatório, com um conjunto de atribuições ligado ao planejamenl:ci,

acompanhamento e avaliação das atividades.

§1º

O Coordenador e Vice-Coordenador de EStagi0 serao eleiíos pOr SeuS pa'i"eS el-n conformidade com o Ait. 67 do Regimento Geral da UEL e a legislação pertinente.

?CainpusUiiiversitárío: Rodovia Celso Garcia Cid (r'R 445), Kn+ 38(l - Caixa Posa+al 10 .(l ll- CEP 86(157:9 7G - Iníeí'ne! hítp:íívíyh.ííel .ít

ªLªO'N-]"R-IN':"mÍ'-ÀRANÁ - BRASILyr»xírioíx»h DATlx»b Qí)áQH'

Foiin. Códlga Il .%4 - Fon'aíao A4 "?(210x297)

(5)

Ur»ivír<sidqdí

"W Esíqduqldc Loxdr«ixq GOVERNO

'W'

00 ESTADO DO PARANÁ 5

§2º A carga horária do Coordenador e do Vice-Coordenador de Estágio para o curnp?rimerit:i de suas funções será de acordo com o que preconiza a Resolução CEPE nQ 01 66/200E..

§3'- O docente escolhido como Coordenador de Estágio e seu Vice serão nomeaclos pClr Portaria do Reitor para um período de 02 (dois) anos, permitidas reconduÇões.

Art. 10. Compete ao Coordenador de Estágio:

l- propor ao Colegiado do Curso o sistema de organização e desenvolvimer:tü dos estágios;

ll- elaborar o Regulamento de Estágio, com assessoria da PRC)GRA[.'l encaminhando-o ao Colegiado de Curso;

Ill - definir em conjunto com a PROGRAD as diferentes possibilidades de CarTípC:S de esta'gio, a fim de que selam formalizados os convênios piaría J desenvolvimento de estágios, mantendo banco de dados atualizados;

IV- coordenar o planejamento, a execução e a avaliação pertinentes aos estágios e aíticulados aos Núcleos Supeívisores de Estágio;

das atividad=:s

Integradores ô

V- organizar os campos de estágio e turmas de estagiários, distribuindo-os enüíªa os Supervisores de forma aíticulada à organização dos respectivos Núcle::is

Integradores;

Vl - convocar, sempre que necessario, reunioes com os Núcleos Integ.radoí'es para discussao de questoes relativas ao plane3amento, orgariizaça.í:i, funcionamento, avaliação das atividades de estágio e análise de c:i'itérici::.;,

métodos e instrumentos necessários ao seu desenvolvimento;

Vll- assinarosTermosdeCompromissodosEstágiosCurricularesObrigateiªiios;

Vlll- encaminhar ao Colegiado de Curso a programação dOS E.Síágíi:íS

Supervisionados Curriculares Obrigatórios;

IX - organizar o arquivamento dos trabalhos finais do/as estagiário/as digita?izadcs::.

Art 11 . A Coordenação de Estágio publicará edital, quando da oferta da disciplina, corri as informações acerca do dia, do horário, do local e o nome do/a Supervisor/a.

Parágrafo único. A solicitação de mudança de Supervisor deverá ser realizada por escri'í:ci à Coordenação de Estágio, no prazo de até quinze dias, após a publicação do adital. A

mudança está condicionada à disponibilidade de vaga.

ç}

Cainpus vnivcrsúúrio: rtoaovia Celso Garcia Cid (PR 445), ?s 3 80 - Caixa Posíal í o.oií - CEP sbí:'sy-çyo-: iüíerneí hltp://www.uel.bra*s:'a-*íxíxLONKfülNÁ' - PÁl'lANÁ - BRASILma!'íh%lX fll'lA€ll

Fom». Código i l.764 - Fomuto A4 0 I0x297í

(6)

Urvivír<sidqdt?

'4«' EsíqduqLdcLoiydr<ixq GOVERNO

l

00 ESTADO 00 PARANÁ

6

Seção Vl

Coordenação de Núcleo Integrador

Art. 12. Os COOrdenadoreS dOS NucleOS IntegradoreS previStoS nO Pro)eto POítiCo tjl) Curso de Pedagogia, resolução CEPE/CA nQ 11 8/2018, terão sua ação síibmissa à Coordenação de Estágio sendo representado por Supervisores de Estáçj:i pertencentes, preferencialmente, às áreas da Educação Infantil, Anos liiiciai::;,

Política e Gestão.

§1º O Coordenador do Núcleo Integrador de cada estágio será responsável pela organização das atividades do Estágio Curricular Obrigatório em conjunto com i::is

Supervisores e a Coordenação de Estágio do Curso.

§2º A CoordenaÇaO dO Nucleo sera aprOvada pelO DeparíamentO, apOS indíCaÇaO tja

área de especificidade do estágio, para o período de dois anos.

Art. 13. A Coordenação do Núcleo Integrador de Estágio em consonâ.ncia com ) Coordenador de Estágio e, por meio de consulta prévia aos docentes ij»

Departamento, organizará as turmas de estágio considerando:

I - o dia, o horário e o local de funcionamento dos campos de estágio;

ll- a disponibilidade do Supervisor de Estágio.

Art. 14. Compete à Coordenação do Núcleo Integrador de Estágio:

I - e orientar os Supervisores de Estagio do respectivo Nucleo na acompanh';.::r realizaçao das atividades de estagio descritas na Seçao Vll deste C=tpitulcí,' H - participar das reuniões convocadas pela Ccordenação do Estágio;

Ili - organizar reuniões periódicas com Supervisores de Estágio do Núcleo;

IV - elaborar cronograma das atividades realizadas pelos Núcleos Integradoresi, anexando ao programa da atividade acadêmica obrigatória de estágío paiªa

aprovação do Colegiado de Curso;

V - informar à Coordenação de Estágio a respeito das atividades desenvolvid=:s

e problemas encontrados;

Vl- avaliar e disseminar em conjunto com a Coordenação de Estágio,

resultados dos trabalhos desenvolvidos;

í:,'i3

Vll - paíticipar da elaboração em conjunto com os Supervisores de Estágio, 0'O programa da atividade acadêmica obrigatória de Estágio que será e.nviaíj:i'ri,gi

ao Colegiado para aprovação.

Caííípu5 Uiiivcrsiíáriü: Rl)alOVlíl Celso G2TCl:a Cid (I'R 445), Kll1 3'80 - C:41Xa POSlal 10.O il- CEP 86057-970 - Interneí h'='-lll*Sü'l.ue!.bT'L'()N-D-R-}NAª JPARANÀ - BRÀSILxr?%lr'?l:a!k!a TlàDríNÃ - Rl}AQí+.

7oim.Códigoll. 764 -'Foí'mayo A4 (21 0x297)

(7)

dLTh Lhivcnsidqdc

"€W EmduqldíLoxdí;«iisq

l

%#'

i'v>ª?

7

Seção Vll

Supervisão de Estágio

Art. 15. Supervisores de Estágio são os docentes lotados do Departamento de Educ.açãc.

Paragrafo unico. Os Supervisores de Estagio do curso estarao vinculados aos Nucleos Integradores das respectivas áreas de atuação.

Art. 16. As atribuições do Supervisor de Estágio são:

l- participar das reuniões convocadas pela Coordenação do lEstágio e/ca Coordenação do Núcleo Integrador;

Il - informar à Coordenação do Núcleo Integrador os campos de estágio e .:is

dias das ofertas de turmas;

Ill - orientar a elaboraçao dos planos docente e gestor de estagios realizad=:is

pelos estudantes;

IV- elaborar um cronograma de atividades de acordo com o programa (:.:) respectivo estágio e submetê-lo a aprovação do núcleo integrador;

V - avaliar e registrar ria pauta eletrônica o desempenho acadêr:qico esüudaníil

nas diferentes etapas do estágio;

Vl - informar à Coordenação do Núcleo Integrador de Estágio sobre as atfüíidad?as desenvolvidas, dificuldades encontradas, eventos, entre outros relac?onad?:is ao campo de estágio;

Vll - acompanhar e orientar as ativiâades de estágio descritas na Seção Vl íl desta

Capítulo;

Vlll-organizar e participar das atividades de disseminação definidas pciía

Coordenação de Estágio;

IX - avaliar e publicar os resultados a?os trabalhos desenvolvidos no Estágio;

X - encaminhar o trabalho final dos estudantes à Coordenação do Estágio para :)

devido arquivamento.

'U

Campuí Uníveríí{ário: Rodovia Celso Garcia Cid (PR 445), KlTl380 - Caixa Poslal i 0.011- CEP 86057-970 - Iníerííeí hítp:Ihs'wvv.uel.br'L'ÓN-D'-R'lNX' J-P-ARANÁ - BRASILí õ%lrgThlkíí í'?ÃT»{%li uDó[lll

F?onii.Códigoli .76?4-Fon;ííÍo A4 Í21íOx2'lf)

(8)

Ur'yivcrzsidqdí

'6€' Emduqldti Loxdr<iisq GOVERNO

i

DO ESTADO DO PARANÁ 8

Seção Vlll

Atividades de Estágio

Art. 17. O Estágio Curricular Obrigatório do Curso de Pedagogia é realizado pel:is estudantes, organizados indivídualmente ou em grupo, desde que as aÇOeS desenvolvidas façam parte de uma proposta integrada corn O Cam::) concedente de estágio.

Art. 18. Os estudarites que já exercem atividades na docência da educação iianíantií E3 anos iniciais do ensino fundamental, poderão realizar estágio curricul,;:r obrigatório na instituição em que trabalham, desde que:

I - a instituição seja conveniada com a Universidade e seja firmado Teíªmo ?íja

Compromisso;

Il - o estudante apresente uma carta de aceite da instituição iiiformando 3 possibilidade do desenvolvimento do estágio na escola e plano e croriograria

de atividades relativas ao estágio;

Ill - entregue ao Supervisor de Estágio cópia do documento que compíove sº.a contratação pelo regime CLT ou por concurso público.

Aít. 19. As atividades de estágio são aquelas que circunscrevem a orgariizaçí;a:»

político-pedagógica, a prática docente, a prática gestora escolar e n.'ã?:í escolar. Sao atividades do bstagio Curricular Obrigatorio do 'CLlrSO ('=.'B

Pedagogia a serem desenvolvidas pelos estagiários:

I - estudo teórico;

Il - apreciação da proposta pedagógica;

Ill - observação participante com registros no diário de campo;

IV - caracterização do campo de estágio;

V - registros no diário de campo;

Vl - elaboração de planos de ação docente e gestor;

Vll - participação nas reüniões com a supervisão e orientação de carripo;

Vlll -elaboração de trabalho final, de acordo com as Diretrizes dos ísfüclei:is

íntegradores;

IX - participação na atívidade de socialização do estágio.

l

CJllnp!IS Un!VerX!{nrlO: ROdOVla CelSO GarC!a Cld (PR 44ôª], j'?l 3 80 - CalXa P ClSk31 l0.Oli - CEP 86057-970 - In{eníeÍ líltp://'íVWíV.llel.br-íÕOÜ-DR'lNA' - 'PAR.ANA - BRASIL4'%%l%rN%l+ ?Th.!T»k%!Í DDAall

Foísn.Códigol!'.764-Forma«oA4-Õ2!Oú9e) ll-

(9)

Uxivcí<sidqdc

'4€" EsíqduqldíLoíqdrxiisq GOVERNO

@

00 ESTA[)õ DO P?

9

Art. 20. Os Estágios Curriculares Obrigatórios do Curso de Pedagogia são realizad?:is mediante supervisão direta definida pela orientação e acompanharríento di=:s

atividades de estágio desenvolvidas pelos discentes.

Seção IX

Atribuições do Estagiário Aít. 21. São deveres do/a Estagiário/a:

I - cumprir as normas e prazos do estágio;

ll - cumprir o plano e o cronograma de atividades estabelecidos pe',o Su1:ierviscir

de Estágio;

lll- participar das reuniões de orientação convocadas pelo Supervisor i:lla

Estágio;

IV - elaborar', executar e avaliar um plano de ação a ser desenvolvido no carn;=:»

de estágio;

V - manter uma postura ética e responsável no campo e no processo de estági:i;

Vl - elaborar um trabalho final para entrega ao Supervisor de acordo com :í

cronograma;

Vll - apresentar as atividades de sccialização de estágio do Curso de Pedagogia;

Vlll - participar das atividades de sücialização do estágio.

Seção X

Campos de Estágio

Art.22.Constituem campo de Estágio Curricular Obrigatório instituições escolares, :l nao escolares, quais se1am: Centros de Educaçao Infantil; Instituiçoes de I=nsiíªi:í que ofertem a educação básica e suas modalidades; instituições/organizaçõ,=:s educativas. a saber: órgãos governamentais e não governamentais, demaís associações da sociedade civil e nas próprias unidades da UEL, desde qi,?a

apresentem condições para:

l - planejamento, execução e avaliação corijuntas das atividades de estágio;

lI- aprofundamento dos conhecimentos teórico-práticos para formação tj:i

estagiário;

Campus Uiiiversíhirio: Roàovía Celso Garcia Cid (PR 445), Y.ní 380 - Caixa T'osía! 10.Oll- CEP +l605'l-970 - lííieníeí hlrp:Ilsvww.ue{.br'L'O'N-D-R-IN-A"-PARANÁ - BRASILIr»h!'tsDl%!Á l)àl:'àNÁ - 'QRASíí.

Foiin.Código {!.764-Fomínío+'í4(r!Ox297)

(10)

Urviví=r<sidqdc

í€' Lsíqduql dí Loxdr«ixq

GOVERNO

=i

00 ESTADO 00 PARANA IC)

Ill - vivência efetiva de situações reais de trabalho profissional err: áre:::s

específicas da Pedagogia.

§ 1º São considerados campos preferenciais de estágio instituições pí.:iblicas ?ij'.a

ensino e instituiçÕes sociais.

§ 2º Os campos de estágio serão definidos pelo Supervisor de Es:tágio ern consonância com o Coordenador de Estágio e Núcleo Integrador.

§3º O Orientador de Campo no estágio em docência da educação infantil a anCiS iniciais sera necessariamente o professor regente responsavel pela sala de aula.

§ 4º O Orientador de Campo de Estágio de gestão pedagógica será necess.ariamer:.1 E"

aquele que responde pela instituição ou pela coordenação pedagógica dc cam;:?»

de estágio.

Seção Xl

Critérios e Metodologia de Avaliação

Art. 23. A avaliaçao de desempenho do estudante se dara por meio da realizaçã.:í das diferentes etapas propostas em cada modalidade de estágio, previstas »i 3

seção IX deste capítulo.

Art. 24. Será aprovado o estudante que tenha cumprido a carga horária do estág:c: e

obtido média final igual ou superior a 7,0 (sete).

Art. 25. Sera reprovado o estudante com nota Ínferior a 7,0 (sete) e!ou n.ão teí-iMa

cumprido a carga horária do estágiô.

Parágrafo úíiico. Em casos excepcionais, com justificativa fundamentada, caberá ;ü?:í Supervisor de Estágio propor um plano de reposição de carga horára cci-q

ciência do Colegiado de Curso.

TÍTULO Il

ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CAPÍTULO l

DIRETRIZES GERAIS

Art. 26. O Estágio Curricular não Obrigatório caracteriza-se corrio espaço a3 formação complementar e deverá ser realizado em área compatível com .=?s áreas de atuação prevista para o Curso de F9edagogia, sendo expressamer?.ta vedado o exercício de qualquer outra atividade não relacionada à sua área ?ja

atuação.

'X A

Campus Uiiíversiíário: Rodovia Cclso C3arcia Cid (PR 445), Kiií 380 - Caixa Posíal lü.O il - CEP 86057-970 - In+erííeí líítp://wívw.uel.br'L'0'lN-6-R'íNX'-'P-ÀRÀNÁ Í BRASIL

Foym.C(xhgo Il.l64-FoímayoM{2!Ox2971

(11)

Uryivír<sidqdc

'j€' Es'rqdufüdíLoxdr«ixq GOVERNO

i

oo csvaoo oo ço>aar,iA

1l

Art. 27. Somente poderá realizar Estágio Curricular não Obrigatório o estudam:s regularmente matriculado a padir do terceiro semestre e jrequentaníj:í efetivamente o Curso de Pedagogia, podendo aproveitar a carga liorária cor,ºq'»

Atividade Acadêmica Complementar (AAC).

Art. 28. A realização do Estágio Curricular não Obrigatório não acarreta vínculo aa qualquer natureza, além do previsto neste Regulamento e na Res?oluç.íí»

CEPE n" Ol 66/2008, desde que observados os requisitos legais.

CAPÍTULO Il

ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E DIDÁTICA

Seção l

Instrumentos Jurídicos

Art. 29. Os Estágios Curriculares não Obrigatórios devem ser formaliza«ios pc?r

instrumentos jurídicos, celebrados entre a Universidade, a concedeíite ?is»

estágio e o estudante conforme a Resolução CEPE nQ Ol 66/2008.

Art. 30. A relação entre a Universidade e as entidades concedentes de car.ipo ?aa estágio se estabelecerá por meio de convênio firmado diretamente entre ?:is paítes, com o obletivo de estabelecer campo de estagio para os estiydant;=s

da Universidade.

Art.31. A realizagao dO eStagio na0 0brigatoriO dar-se-a mediante 1-er.ío ':'yla Compromisso celebrado entre o estudante e a parte concedente CClrn interveniência obrigatória da Universidade.

Art. 32. Antes do início do Estágio Curricular não Obrigatório, o estudante deverá:

l - buscar entidade concedente de estágio conveniada com a Universiijade 9

um Supeívisor de Estágio;

ll - preencher o Termo de Compromisso, o Plano de Estágio Curricular ní;5:»

Obrigatório e solicitar a assinatura do Supervisor e Orientador de Carripo;

lll - após preenchimento do Plano de Estágio, do Termo de Compr,ümiss:í instruído com a cópia da apólice de seguro, o estagiário deverá protocolai' ?q sua solicitaçãó na Divisão de Protocolo (SAUEL), para ser encamirih. ado à PROGRAD e posteriormente à Coordenação do Colegiado do Curso ?:sa

Pedagogia para análise;

IV- obter aprovação do Plano de

Colegiado de Curso. Estágio pela Coordenação

',à

'Il

de lEstágio

Campus Untveríitário: Rodovia Celío Garcia Cid (I'R 445), Km 380 - Cíiíxa Píísíal !0.O l { - CEP 8605 7 -970 - lníeí'í'íei htíp:ííívwví.uei.br'L'O'N-D'-R-ÍNAaaN P-ARANÁ - BRASILí r? kl n I) l IJ À l" à K' Ã N Ã - R R À !s í l

FO!1!!. CódlgO ll .76'ªl - ?ü!Tl!a{ü À4 (21üX297)

(12)

Uryivcr<sidqdí

'ã€' Esíqduql dí Loxdí;«ixú

GOVERNO

I

DO ESTADO 00 çíaaauA

12

! 1

V - re{irar no Setor de Atendimento da PROGRAD, o Termo de Compí'ümis:=.»

assinado pela interveniente para ser entregue à concedente por ocasião t:i'.:»

início do estágio.

Seção Il Carga Horária

Art. 33. A carga horária do Estágio Curricular não Obrigatório deverá ser de até 4 (quaíro) horas diarias e 20 (Vínfe) horas semanais, realizado de segunda íl SeXfé'I-

feira.

Parágrafo único. Excepcionalmente, a critério e sob a responsabilidade do Ccilegiadl:i de Curso, podera a 30rnada de esta'gio Ser eStendida ate 0 maximO de Ob (Sell:i:) horas diáí"ias e 30 (trinta) horas semanais, bem como ser realizada aos sábadc:s

e domingos.

Art. 34. O período do Estágio Curricular não Obrigatório será de no máxiríío 1 (un ) ano letivo, podendo ser prorrogado por mais 1 ano por meio de Tert,ío Aclitivo.

Paragrafo unico. O pedido de prorrogaçao sera feito por meio de Termo Aaitivo =ªi:»

Termo de Compromisso, firmado antes do final da vigência do estágio, iristruí?íj'»

com Plano de Estágio relativo ao novo período e Relatório das Atividadís:s desenvolvidas no prazo realizado anteriormente.

Art. 35. O estagiárío, obrigatoriamente, deverá recet»er bolsa ou uma outra forma ?:sla contraprestaçao, bem como auxílio, transporte, no caso do Estagiario Cumcu=';:.r

não Obrigatório.

§ 1º A concessao de bolsa ou outra íorma de contraprestaçao, bem corüo auxíií»

transporte, deverá constar no Termo de Compromisso.

§2º O valor da bolsa ou da forma de contraprestação, bem como auxílío tíaiispori'í'i,

deverá ser acordado entre as partes, unidade concedente e estudante, Imía

ausência de legislação específica.

Seção Ill Campos de Estágio

Art.

36. O campo de estágio curricular não obrigatório ocorrerá em inSíí!LlíÇõ?EiS

escolares:

I - Centros de Educação Infantil;

lI- Instituições de Ensino Fundamental e Médio;

CampuS UniV(!l'Sitá)'í(l: ROdOVía Cel8ô GarCla Cid (PR 445'l, Kl]l380 - Ca!Xa POSlaÍ 10.011 - CEí' 86057-970 - InÍellleÍ hílp://lVWW.uel.br'L'O'N-D'-R-INA"Í'-ARÀN-Á Í-BRÀSIL Foiííi.Cóíligo n.np-púmsoíoaa('ííox=gli"

(13)

Uxivcr<sidqdí:

-i€' Ls'rqduqldíLoxdr«iisq GOVERNO

!j

00 ESTADO DO P'?

13

N M

Ill - Instituições/organizações educativ«as abrangendo órgãos

governamentais e não governamentais;

IV- Demais associações da sociedade civil e nas próprias unidades ?.ja

UEL.

Art. 37. O Orientador de Campo será necessariamente aquele que íesponde peila instituição ou pela coordenação pedagógica do campo de estágio.

Seção IV

Supervisão de Estágio

Aít. 38. São Supervisores de Estágio Curricular não Obrigatório os docentes :'.otad;:is

no Departamento de Educação.

Art. 39. Os Estágios Curriculares não Obrigatórios do Curso de Pedagogia s.i.ã:»

realizados mediante supervisão direta, desde que esteja em consonâncía cc?in os critérios e objetivos do Estágio do Curso.

Art. 40. É de responsabilidade do Supervisor e Orientador do Campo de Estáç1.:»

acompanhar e avaliar as atividades desenvoividas e atribuir nota que deverá S€lr registrada no relatório final.

Seção V Avaliação

Art. 41 . Será aprovado o relatório final que obtiver nota igual ou superior a 7,Cl (sete:.

Art. 42. O relatório final de estágio deve conter:

I- Introdução;

Il- Objetivos do estágio;

lIl- Caracteriza(;'ao dO campo de esíagio;

IV- Análise das atividades realizadas na observação participante e inteíven«,;ão;

V- Análise conclusiva.

Campiis Uniyeríííárío; Rodovia Celso Garcia Cid (PR 445), Km 38ü - Caixa Posíal lü.Ol l - CEP 86057-970 - Imírííeí hííp:/%ww.uel.'or'L'O'N-D-R-INí"ª J-PÀRANÁ - BRÀSILYr»%lThThl'%lX DÃn{%!Á uTlÂQll

?'?. Ü

(14)

Uxiví:rxsidqdíh

eãr Esíqduqldí Loxdr<iryq

Il!,7j

GOVERNODO ESTADO DO PAF2ANÁ

*

14

TÍTULO Ill

DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO ÚNICO

Art. 43. Os casos omissos no presente regulamento serão resolvidos pelo Co.egia,: :) do Curso de P edagogia, pela P ro-Reitoria de Graduaçao, e demais instanci;::s

pertinentes.

*****************************

CülllpuS Uiiiversíaªrio: ROdôVla CC!SO GI:!rC{8 Cld (PR 44õ}, KJTI 380 " CalXa Posíal ío.oíl - CEP 86057-970 - In}ernel h{lp:j/VíaWlV.uel.br LONDRINA' - P.'ukkN]'. - BRASIL

Fon'n.Cód!go !l.764-Fomu{oA4{2!Ox297)

Imagem

Referências

temas relacionados :