EDITAL PREGÃO ELETRONICO SRP Nº 11/2014 PROCESSO Nº /

Texto

(1)

EDITAL

PREGÃO ELETRONICO – SRP Nº 11/2014 PROCESSO Nº 23244.000831/2014-28

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre – IFAC, situado na Rua Coronel José Galdino, 495, Bairro do Bosque, cidade de Rio Branco – AC, CEP:

69.900-640, leva ao conhecimento dos interessados que nos termos da Lei nº 10.520/2002, nº 8.666/1993, nº 8.078/1990, Lei Complementar nº 123/2006, Lei nº 11.488/2007, pelos Decretos nº 5.450/2005, nº 6.204/2007, nº 7.174/2010, nº 7.892, de 23 de janeiro de 2013, alterado pelo Decreto nº 8.250, de 23 de maio de 2014, nº 3.697/2000 e Instrução Normativa nº 02, de 30 de abril de 2008 alterada pela Instrução Normativa 03, de 16 de outubro de 2009, Instrução Normativa 04 de 11 de novembro de 2009, Instrução Normativa 05 de 18 de dezembro de 2009 e Instrução Normativa 06 de 23 de dezembro de 2013, Instrução Normativa nº 2, da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do MPOG, de 16 de Setembro de 2009, Instrução Normativa nº 2, da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do MPOG, de 11 de outubro de 2010 e Instrução Normativa nº 1, da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do MPOG, de 19 de janeiro de 2010, que fará realizar licitação na modalidade PREGÃO, na forma ELETRÔNICA – Sistema de Registro de Preço, tipo MENOR PREÇO, segundo as condições estabelecidas no presente Edital e seus Anexos.

DATAS, HORÁRIOS E ENDEREÇO PARA REALIZAÇÃO DO PREGÃO ELETRÔNICO

a) Data para encaminhamento de propostas: A partir de 10/07/2014 até 22/07/2014 às 10h30min.

(horário de Brasília/DF), exclusivamente por meio do sistema eletrônico.

b) Data e hora para abertura da sessão de lances: dia 22/07/2014 às 10h30min. (horário de Brasília/DF).

c) Endereço eletrônico: http://www.comprasnet.gov.br.

d) UASG da promotora: 158156 – Instituto Federal do Acre – IFAC.

e) Não havendo expediente ou ocorrendo qualquer falta superveniente que impeça a realização do certame na data marcada, a sessão será automaticamente transferida para o primeiro dia útil subsequente, mesmo horário e endereço anteriormente estabelecido, desde que não haja comunicação da pregoeira em contrário.

1 – DO OBJETO

1.1 A presente licitação tem por objeto Contratação de empresa especializada na prestação de serviços de assistência técnica, manutenção preventiva e corretiva, com cobertura total de peças, componentes e acessórios, em 04 (quatro) elevadores da marca THYSSENKRUPP com o objetivo de suprir as necessidades do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre – IFAC, Reitoria, como Órgão Gerenciador (UASG:158156) e

(2)

Polícia Federal como Órgão participante (UASG: 200380), nas quantidades e especificações

contidas no Anexo I deste Edital.

1.2 Em caso de discordância existente entre as especificações deste objeto descritas no Sistema Comprasnet e aquelas constantes neste edital prevalecerão às últimas.

2 – DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA

2.1. Fica dispensada a indicação da Dotação Orçamentária, nos termos do art. 7º, §2º, do Decreto nº 7.892/13, sendo somente exigida quando da formalização do contrato ou instrumentos com a mesma finalidade.

3 – DAS CONDIÇÕES PARA PARTICIPAÇÃO 3.1 Poderão participar deste Pregão as empresas que:

3.1.1 Atendam às condições deste Edital e seu anexo, inclusive quanto à documentação exigida para habilitação.

3.1.2 Estejam cadastradas no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores – SICAF, nos termos do § 1º do art. 1º do Decreto 4.485, de 25 de novembro de 2002.

3.1.2.1 As empresas não cadastradas no SICAF, e que tiverem interesse em participar do presente pregão, deverão providenciar o seu cadastramento e sua habilitação junto a qualquer Unidade Cadastradora dos órgãos da Administração Pública.

3.1.3 Não estejam sob falência, concurso de credores, dissolução, liquidação, consórcios de empresas e, não sejam controladoras, coligadas ou subsidiárias entre si.

3.1.4 Não estejam impedidas de contratar com a Administração ou com o direito de licitar suspenso, enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promovida a sua reabilitação, nos termos do art. 7 da Lei 10.520/02.

3.1.5 Não tenham sido declaradas inidôneas por qualquer órgão da Administração Pública direta ou indireta, federal, estadual, municipal ou do Distrito Federal.

3.1.6 Não seja servidor de qualquer órgão ou entidade vinculada ao órgão promotor da licitação, bem assim a empresa da qual tal servidor seja sócio, dirigente ou responsável técnico.

3.1.7 Não esteja com suspensão temporária no âmbito do Órgão Promotor da Licitação, nos termos do art. 87, inciso III da Lei 8.666/93.

3.1.8 Empresa cujo estatuto ou contrato social inclua o objeto deste Pregão.

4 – DO CREDENCIAMENTO PARA O PREGÃO ELETRÔNICO

4.1 Para participar da presente licitação o licitante deverá se credenciar no Sistema “Pregão Eletrônico”, por meio do site www.comprasnet.gov.br.

4.2 O credenciamento dar-se-á pela atribuição de chave de identificação e de senha, pessoal e intransferível, para acesso ao Sistema Eletrônico.

4.3 O credenciamento do licitante, bem como a sua manutenção, dependerá de seu registro cadastral atualizado no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores – SICAF, que

(3)

também será requisito obrigatório para fins de habilitação.

4.4. O uso da senha de acesso ao Sistema Eletrônico é de exclusiva responsabilidade do licitante, incluindo qualquer transação efetuada diretamente, ou por seu representante, não cabendo ao provedor do Sistema ou ao IFAC responsabilidade por eventuais danos decorrentes de uso indevido da senha, ainda que por terceiros.

4.4.1 O credenciamento junto ao provedor do Sistema implica a responsabilidade legal do licitante ou seu representante legal e a presunção de sua capacidade técnica para realização das transações inerentes ao Pregão Eletrônico.

5 – DA RETIRADA, DOS ESCLARECIMENTOS E DA IMPUGNAÇÃO AO EDITAL 5.1 O edital pode ser retirado junto ao site: www.comprasnet.gov.br ou www.ifac.edu.br.

5.2 Até 2 (dois) dias úteis antes da data fixada para abertura da sessão pública, qualquer pessoa poderá impugnar fundamentadamente o Ato Convocatório deste Pregão, pelo endereço eletrônico: licitacao@ifac.edu.br.

5.3 O (a) pregoeiro(a), auxiliado(a) pelo setor responsável pela elaboração do edital, decidirá sobre a impugnação no prazo de 24 (vinte e quatro) horas.

5.4 Acolhida a impugnação contra este edital, será designada nova data para a realização do certame, exceto quando a alteração não afetar a formulação das propostas.

5.5. Os pedidos de esclarecimentos referentes a este procedimento licitatório devem ser enviados ao(a) pregoeiro(a), até 3 (três) dias úteis anteriores a data fixada para a abertura da sessão pública, exclusivamente para o endereço eletrônico: licitacao@ifac.edu.br.

5.5.1. As respostas às impugnações e aos esclarecimentos solicitados serão disponibilizados no endereço eletrônico www.comprasnet.gov.br, por meio do link Acesso livre > Pregões > Agendados, para conhecimento das licitantes interessadas e da sociedade em geral, cabendo aos interessados em participar do certame acessá-lo para a obtenção das informações prestadas ou por documento escrito, conforme o caso.

6 – DA AMOSTRA 6.1 Não serão solicitadas amostras.

7– DA PROPOSTA

7.1 Os licitantes deverão encaminhar proposta EXCLUSIVAMENTE por meio do Sistema Eletrônico, informada no preâmbulo deste edital.

7.1.1 O licitante deverá declarar, em campo próprio do sistema eletrônico, que cumpre plenamente os requisitos de habilitação e que sua proposta está em conformidade com as exigências do edital.

7.1.1.1 O licitante enquadrado como microempresa ou empresa de pequeno porte deverá declarar, em campo próprio do Sistema, que atende aos requisitos do art. 3º da LC nº 123/2006, para fazer jus aos benefícios previstos nessa lei.

(4)

7.1.1.2 O licitante deverá consignar, na forma expressa no sistema eletrônico, o valor da proposta, já considerados e inclusos todos os tributos, fretes, tarifas e demais despesas decorrentes da execução do objeto.

7.1.1.3 O licitante deverá declarar, em campo próprio do Sistema, sob pena de inabilitação, que não emprega menores de dezoito anos em trabalho noturno, perigoso ou insalubre, nem menores de dezesseis anos em qualquer trabalho, salvo na condição de aprendiz, a partir dos quatorze anos.

7.1.1.4 A declaração falsa relativa ao cumprimento dos requisitos de habilitação, à conformidade da proposta ou ao enquadramento como microempresa ou empresa de pequeno porte sujeitará o licitante às sanções previstas neste Edital.

7.2 As propostas ficarão disponíveis no sistema eletrônico.

7.2.1 Qualquer elemento que possa identificar o licitante importa desclassificação da proposta, sem prejuízo das sanções previstas neste Edital.

7.2.2 Até a abertura da sessão, o licitante poderá retirar ou substituir a proposta anteriormente encaminhada.

7.3 Deverá constar da proposta:

7.3.1 No campo preço: o valor unitário do item, conforme modelo anexo ao edital;

7.3.2 No campo descrição complementar: descrição complementar, quando couber.

7.3.3 A quantidade e unidades, observada a quantidade mínima fixada no Termo de Referência para cada item;

7.3.3.1 Em não havendo quantidade mínima fixada, deverá ser cotada a quantidade total prevista para o item.

7.3.4 Todas as especificações do objeto contidas na proposta vinculam o fornecedor registrado.

7.3.5 Na proposta de preços ou lances deverão estar incluídas com todas as despesas, impostos, fretes, taxas e contribuições sobre o serviço ofertado, e quaisquer outras que venham a incidir.

7.3.6 A validade da proposta deverá ser de 90 (sessenta) dias, a contar da data de abertura da Sessão Eletrônica.

7.4 O licitante será responsável por todas as transações que forem efetuadas em seu nome no Sistema Eletrônico, assumindo como firmes e verdadeiras suas propostas e lances inseridos durante a sessão pública.

7.5 O licitante interessado em participar deverá cotar a totalidade do item/grupo que tiver interesse.

8 - DO ENVIO DA PROPOSTA

8.1 A licitante será responsável por todas as transações que forem efetuadas em seu nome no sistema eletrônico, assumindo como firmes e verdadeiras suas propostas e lances.

8.2 Incumbirá à licitante, ainda, acompanhar as operações no sistema eletrônico durante a sessão pública do Pregão, ficando responsável pelo ônus decorrente da perda de negócios diante da inobservância de quaisquer mensagens emitidas pelo sistema ou de sua desconexão.

(5)

8.3 A participação no Pregão dar-se-á por meio da digitação da senha privativa da licitante e subsequente encaminhamento da Proposta de Preços, o que ocorrerá a partir da divulgação da licitação até a abertura da sessão do Pregão, exclusivamente por meio do sistema eletrônico.

8.3.1 Até a abertura da sessão, as licitantes poderão retirar ou substituir a proposta anteriormente apresentada.

8.4. Como requisito para a participação no Pregão a licitante deverá manifestar, em campo próprio do sistema eletrônico, o pleno conhecimento, concordância e atendimento às exigências de habilitação previstas no Edital e seus anexos.

8.5. As microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP) que quiserem usufruir dos benefícios concedidos pela LC nº 123/2006 deverão declarar em campo próprio do sistema eletrônico, a sua condição de ME ou EPP.

8.5.1. O licitante microempresa ou empresa de pequeno porte que se enquadrar em qualquer das vedações do artigo 3º, parágrafo 4º, da Lei complementar nº 123 de 2006, não poderá usufruir do tratamento diferenciado previsto em tal diploma e, portanto, não poderá declarar sua condição de Me/EPP no Sistema Comprasnet.

8.6. A Proposta Comercial será preenchida em conformidade com o Modelo de Proposta de Preço constante do Anexo II, e deverá conter:

8.6.1. No campo preço: o preço unitário por item;

8.6.2. As propostas deverão ser apresentadas de forma clara e objetiva, devendo conter todos os elementos que influenciam no valor final da contratação como: impostos, fretes, taxas e contribuições sobre o bem ofertado, e quaisquer outras que venham a incidir, detalhando, quando for o caso:

a) os preços unitários e o valor global da proposta,

8.6.3. O prazo de validade, não inferior a 90 (noventa) dias corridos, a contar da data de sua apresentação. Na ausência de indicação expressa do prazo de validade, considerar-se-á tacitamente indicado o prazo de 90 dias;

8.6.4. Declaração expressa de que nos preços cotados estão incluídas todas as despesas, frete, tributos e demais encargos, de qualquer natureza, incidentes sobre o objeto deste Pregão, nada mais sendo lícito pleitear a esse título;

8.7 Na formulação de sua proposta, a empresa deverá observar ainda o regime de tributação ao qual está submetida, inclusive no tocante à incidência das alíquotas de ISS, PIS e COFINS sobre seu faturamento, conforme as Leis n.º 10.637/2002 e 10.833/2003 (Acórdão TCU- Plenário n.º 2.647/2009).

8.8 Quando do registro das propostas no Sistema Eletrônico, as licitantes deverão observar a orientação estabelecida pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, no sentido de incluir o detalhamento do objeto ofertado no campo “Descrição Detalhada do Objeto”.

8.8.1. A ausência do detalhamento do objeto no citado campo não acarretará a desclassificação da proposta da licitante, podendo tal falha ser sanada mediante realização de diligência destinada a esclarecer ou complementar as informações.

8.9 A apresentação da proposta implicará a plena aceitação, por parte da proponente, das condições estabelecidas neste Edital e seus anexos.

8.10 Serão desclassificadas as propostas que não atendam às exigências do presente Edital e

(6)

8.11 A declaração falsa relativa ao cumprimento de qualquer condição sujeitará o licitante às sanções previstas neste Edital.

9 – DA ABERTURA DA SESSÃO PÚBLICA

9.1 No dia e hora indicados no preâmbulo deste edital, o pregoeiro abrirá a Sessão na internet, mediante a utilização de sua chave de acesso e senha, no site www.comprasnet.gov.br.

9.2 A comunicação entre o pregoeiro e os licitantes ocorrerá exclusivamente mediante troca de mensagens, em campo próprio do sistema eletrônico.

9.3 Cabe à licitante acompanhar as operações no sistema eletrônico durante a Sessão Pública do Pregão, ficando responsável pelo ônus decorrente da perda de negócios diante da inobservância de qualquer mensagem emitida pelo sistema ou de sua desconexão.

10 – DA CLASSIFICAÇÃO DAS PROPOSTAS

10.1 Após a abertura da Sessão, o pregoeiro verificará a consonância das propostas com as especificações e condições detalhadas neste edital.

10.1.1. A proposta que não atender às especificações do edital será previamente desclassificada, não havendo possibilidade de oferecimento de lances.

10.1.2. Será, também, motivo de desclassificação, a apresentação de mais de uma proposta para o mesmo item.

10.1.3. A desclassificação de proposta será sempre fundamentada e registrada no Sistema, com acompanhamento em tempo real por todos os participantes.

10.1.4. Não ocorrerá desclassificação, conforme dispõe o Acórdão TCU nº 934/2007- 1ª Câmara e Acórdão TCU nº2390/2007 - Plenário, de proposta em razão de valor na etapa anterior à formulação de lances.

11 – DA FORMULAÇÃO DE LANCES E DO JULGAMENTO

11.1. Aberta a etapa competitiva, os licitantes poderão encaminhar lances exclusivamente por meio do Sistema Eletrônico, sendo o licitante imediatamente informado do seu recebimento e respectivo horário de registro e valor.

11.2. Assim como as propostas, os lances serão ofertados pelo valor unitário do item.

11.2.1 Os licitantes poderão oferecer lances sucessivos, observado o horário fixado e as regras de aceitação dos mesmos.

11.2.2 O licitante somente poderá oferecer lance inferior ao último por ele ofertado e registrado pelo Sistema.

11.2.3 Em havendo mais de um lance de igual valor, prevalecerá aquele que for recebido e registrado em primeiro lugar.

11.2.4 No transcurso da Sessão Eletrônica os licitantes serão informados, em tempo real, do valor do menor lance registrado, vedada a identificação do detentor do lance.

11.3. Na fase de lances, a DISPUTA SERÁ POR ITEM, logo a cada lance ofertado, o Sistema

(7)

atualizará automaticamente o valor do item, sagrando-se vencedora a empresa que ofertar o MENOR PREÇO, pois todos os itens devem estar compatíveis com o valor de referência constante no processo.

11.4. Quando houver itens agrupados, o sistema faz o somatório do valor dos itens do grupo, porém a DISPUTA SERÁ POR ITEM, tendo em vista que todos os itens devem estar dentro do valor estimado, constante no processo. A cada lance ofertado (por item), o Sistema atualizará automaticamente o valor dos itens do grupo sagrando-se vencedora a empresa que ofertar o MENOR PREÇO, obedecido os valores de referência.

11.5. Caso os primeiros colocados dos grupos e/ou do item esteja com preços acima do valor estimado para contratação, na fase de aceitação será chamado para negociação e caso não aceite, SERÁ AUTOMATICAMENTE DESCLASSIFICADO.

11.6 No caso de desconexão com o pregoeiro, no decorrer da etapa competitiva do Pregão, o Sistema Eletrônico poderá permanecer acessível aos licitantes para a recepção dos lances, retomando o pregoeiro, quando possível, a sua atuação no certame, sem prejuízo dos atos realizados.

11.6.1 Quando a desconexão persistir por tempo superior a 10 (dez) minutos, a Sessão Eletrônica será suspensa e terá reinício somente após a comunicação expressa aos participantes.

11.7 A etapa de lances será encerrada mediante encaminhamento, pelo pregoeiro, de aviso de fechamento iminente dos lances e subsequente transcurso do prazo de até trinta minutos, aleatoriamente determinado pelo Sistema Eletrônico, findo o qual será encerrada a recepção de lances.

12 – DO DIREITO DE PREFERÊNCIA DAS MICROEMPRESAS, EMPRESAS DE PEQUENO PORTE

12.1 Após a fase de lances, se a proposta mais bem classificada não tiver sido ofertada por microempresa e empresa de pequeno porte e houver proposta apresentada por microempresa, empresa de pequeno porte igual ou até 5% (cinco por cento) superior à melhor proposta, proceder-se-á da seguinte forma:

12.1.1 A microempresa e a empresa de pequeno porte mais bem classificada poderá, no prazo de 5 (cinco) minutos, contados do envio da mensagem automática pelo sistema, apresentar uma última oferta, obrigatoriamente abaixo da primeira colocada, situação em que, atendidas as exigências desse edital, ser contratada;

12.1.2 Não sendo vencedora a microempresa e empresa de pequeno porte mais bem classificada, na forma do subitem anterior, o sistema, de forma automática, convocará as licitantes remanescentes que porventura se enquadrem na situação descrita nesta Condição, na ordem classificatória, para o exercício do mesmo direito;

12.1.3 No caso de equivalência dos valores apresentados pelas microempresas e empresas de pequeno porte que se encontrem no intervalo estabelecido nesta Condição, o sistema fará um sorteio eletrônico, definindo e convocando automaticamente a vencedora para o encaminhamento da oferta final do desempate;

(8)

12.2 Não ocorrendo a adjudicação nos termos previstos na Condição anterior, o objeto licitado será adjudicado em favor da licitante detentora da proposta originalmente melhor classificada se, após a negociação, houver compatibilidade de preço com o valor estimado, for aceita a amostra, quando for o caso, e a licitante for considerada habilitada.

12.3 O direito de preferência somente se aplica quando o lance vencedor não tiver sido apresentado por microempresa, empresa de pequeno porte ou sociedade cooperativa.

12.4 Para usufruir o direito de preferência, a empresa deverá ter providenciado o registro de sua condição de microempresa e empresa de pequeno porte, em campo próprio do SICAF (tipo de empresa) e, ainda, quando do envio eletrônico da proposta, ter optado, em campo próprio do Sistema Comprasnet, pelos benefícios da Lei Complementar n. 123/2006 e da Lei n.

11.488/2007.

12.4.1 Para o exercício do direito de preferência de que trata o item anterior, o Sistema Eletrônico informará ao licitante que poderá enviar lance final e único para o item, inferior ao lance vencedor, no prazo de 5 (cinco) minutos, sob pena de preclusão.

12.5 Na hipótese de não-contratação nos termos previstos nesta cláusula, o procedimento licitatório prossegue com os demais licitantes.

13 – DA NEGOCIAÇÃO

13.1 Após o encerramento da etapa de lances, o pregoeiro poderá encaminhar, pelo Sistema Eletrônico, via chat, contraproposta ao licitante que tenha apresentado lance mais vantajoso, para que seja obtida melhor proposta, observado o critério de julgamento, não se admitindo negociar condições diferentes daquelas previstas neste edital.

13.1.2 A negociação será realizada por meio do sistema, via chat, podendo ser acompanhada pelos demais licitantes.

13.2 Após o encerramento da etapa competitiva, os licitantes poderão reduzir seus preços ao valor da proposta do licitante mais bem classificado.

13.2.1 A apresentação de novas propostas na forma do item 13.2 não prejudicará o resultado do certame em relação ao licitante mais bem classificado.

14 – DA ACEITABILIDADE DA PROPOSTA

14.1. Encerrada a etapa de lances e concluída a negociação, o pregoeiro verificará a aceitabilidade do melhor preço ofertado.

14.1.1. Como condição prévia à aceitação da proposta, caso o licitante detentor da proposta classificada em primeiro lugar tenha usufruído do tratamento diferenciado previsto nos artigos 44 e 45 da Lei Complementar nº 123, de 2006, o Pregoeiro poderá consultar o Portal da Transparência do Governo Federal (www.portaldatransparencia.gov.br), seção “despesas – Gastos diretos do Governo – Favorecido (pessoas físicas, empresas e outros)”, para verificar se o somatório dos valores das ordens bancárias por ele recebidas, no exercício anterior, extrapola o limite de R$ 3.600.000,00 (três milhões e seiscentos mil reais), previsto no artigo 3º, incido II, da Lei Complementar nº 123, de 2006, ou o limite proporcional de que trata o artigo 3º,

(9)

§2º, do mesmo diploma, em caso de início de atividade no exercício considerado.

14.1.1.1. Para a microempresa ou empresa de pequeno porte, a consulta também abrangera o exercício corrente, para verificar se o somatório dos valores das ordens bancarias por ela recebidas, até o mês anterior o da sessão pública da licitação, extrapola os limites acima referidos, acrescidos do percentual de 20%

(vinte por cento) de que trata o artigo 3º, §§ 9º-A e 12, da Lei Complementar nº 123, de 2006.

14.1.1.2. Constatada a ocorrência de qualquer das situações de extrapolamento do limite legal, o Pregoeiro indeferirá a aplicação do tratamento diferenciado em favor do licitante, conforme artigo 3°, §§ 9º, 9º-A, 10 e 12, da Lei Complementar nº 123, de 2006, com a consequente recusa do lance de desempate, sem prejuízo das penalidades incidentes.

14.1.2. Não ocorrendo situação de recusa com base na hipótese acima, o Pregoeiro examinará a proposta classificada em primeiro lugar quanto a compatibilidade do preço em relação ao valor estimado para a contratação e sua exequibilidade, bem como quanto ao cumprimento das especificações do objeto.

14.2. O pregoeiro fixará prazo máximo de 24 (vinte quatro) horas para reenvio da proposta de preços adequada ao último lance, dentre outros documentos que forem necessários, por meio da opção “Enviar Anexo” do sistema Comprasnet, o que dispensa o envio de documentação original.

14.2.1. Os documentos remetidos por meio da opção “Enviar Anexo” poderão ser solicitados em original ou por cópia autenticada a qualquer momento, em prazo a ser

estabelecido pelo pregoeiro.

14.2.2. O licitante que abandona o certame, deixando de enviar a documentação solicitada ou deixar de responder aos esclarecimentos do pregoeiro, será desclassificado e sujeitar-se-á às sanções previstas neste edital.

14.2.3 Caso seja necessário, o pregoeiro poderá estipular prazo superior ao estipulado no subitem 14.2 para o envio dos documentos solicitados.

14.3. Se a proposta ou o lance de menor valor não for aceito ou se o licitante vencedor desatender às exigências para habilitação previstas no Edital, o pregoeiro examinará a proposta ou lance subsequente, verificando a sua aceitabilidade e procedendo à sua habilitação, na ordem de classificação, e assim sucessivamente, até a apuração de uma proposta ou lance que atenda ao edital.

14.4. Restando alguma dúvida quanto ao objeto proposto pelo licitante que ofertou o melhor lance, em razão das especificações técnicas indicadas na proposta, o pregoeiro:

a) Poderá suspender a Sessão Eletrônica, fixando data e hora para reabertura, a fim de solicitar parecer de técnicos pertencentes ao quadro de pessoal do IFAC ou, ainda, de pessoas físicas ou jurídicas estranhas a ela, para orientar sua decisão.

b) Com base neste parecer poderá fixar prazo para que a empresa apresente esclarecimentos por escrito, como condição necessária para a sua aceitação.

(10)

15 - DA HABILITAÇÃO

15.1. Como condição prévia ao exame da documentação de habilitação do licitante detentor da proposta classificada em primeiro lugar, o Pregoeiro verificará o eventual descumprimento das condições de participação, especialmente quanto à existência de sanção que impeça a participação no certame ou a futura contratação, mediante a consulta aos seguintes cadastros.

15.1.1. SICAF;

15.1.2. Cadastro Nacional de Pessoas Inidôneas e Suspensas – CEIS, mantido pela Controladoria Geral da União (www.portaldatransparencia.gov.br/ceis);

15.1.3. Cadastro Nacional de Condenações Cíveis por Atos de Improbidade Administrativa, mantido pelo Conselho Nacional de Justiça (www.cnj.jus.br/improbidade_adm/consultar_requerido.php);

15.2. A consulta aos cadastros será realizada em nome da empresa licitante e também de seu sócio majoritário, por força do artigo 12 da Lei nº 8.429, de 1992, que prevê, dentre as sanções impostas ao responsável pela pratica de ato de improbidade administrativa, a proibição de contratar com o Poder Público, inclusive por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário.

15.3. Constatada a existência de sanção, o Pregoeiro reputará o licitante inabilitado, por falta de condição de participação.

15.4. A habilitação dos licitantes será verificada por meio do SICAF, nos documentos por ele abrangidos e por meio da documentação complementar especificada neste edital.

15.4.1 No SICAF, a verificação restringir-se a:

15.4.1.1 Regularidade com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço;

15.4.1.2 Regularidade fiscal perante a Fazenda Nacional;

15.4.1.3 Às contribuições para a Previdência Social (INSS);

15.4.1.4 Regularização fiscal perante Fazenda Estadual;

15.4.1.5 Regularização fiscal perante Fazenda Municipal e 15.4.1.6 Balanço:

15.4.1.6.1 A qualificação econômico-financeira será avaliada pelos índices calculados: Solvência Geral (SG), Liquidez Geral (LG) e Liquidez Corrente (LC) superior a 1 (um) e capital social mínimo de 10% do valor da proposta.

15.4.1.6.2. Os índices constantes no item 15.4.1.6.1 deverão ser comprovados através de declaração assinada por um contador devidamente registrado, demonstrando os índices e a forma de cálculo ou mediante consulta ao SICAF, se nele estiver disponível;

15.5 No caso de impossibilidade de acesso ao SICAF, a Sessão será suspensa e os licitantes serão intimados da data e horário do seu prosseguimento.

15.6 Os licitantes que não estiverem cadastrados no Sistema de Cadastro Unificado – SICAF, além do nível de credenciamento exigido pela Instrução Normativa SLTI/MPOG nº 2, de 11.10.10, deverão apresentar a seguinte documentação:

(11)

15.6.1 Habilitação Jurídica:

15.6.1.1 No caso de empresário individual, inscrição no Registro Público de Empresas Mercantis;

15.6.1.2 Em se tratando de sociedades comerciais, contrato social ou estatuto em vigor, devidamente registrado, e, no caso de sociedades por ações, acompanhado de documentos de eleição de seus administradores;

15.6.1.3 Inscrição no Registro Público de Empresas Mercantis, onde opera, com averbação no Registro onde tem sede a matriz, no caso de ser o participante sucursal, filial ou agência;

15.6.1.4 Inscrição do ato constitutivo no Registro Civil das Pessoas Jurídicas, no caso de sociedades simples, acompanhada de prova de diretoria em exercício;

15.6.1.5 No caso de sociedade cooperativa: ata de fundação e estatuto social em vigor, com a ata da assembleia que o aprovou, devidamente arquivado na junta Comercial ou inscrito no Registro Civil das pessoas Jurídicas da respectiva sede,bem como o registro de que trata o art. 107 da Lei 5.764, de 1971;

15.6.1.6 Decreto de autorização, em se tratando de sociedade empresária estrangeira em funcionamento no País;

15.6.2 Regularidade Fiscal:

15.6.2.1 Prova de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas;

15.6.2.2 Prova de regularidade com a Fazenda Nacional (certidão conjunta, emitida pela Secretaria da Receita Federal do Brasil e Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, quanto aos demais tributos federais e a Divida Ativa da União, por elas administrados, conforme art. 1º, inciso I, do Decreto nº 6.106/07);

15.6.2.3 Prova de regularidade com a Seguridade Social (INSS);

15.6.2.4 Prova de regularidade com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS);

15.6.2.5 Caso o licitante detentor do menor preço seja microempresa, empresa de pequeno porte, ou sociedade cooperativa enquadrada no art. 34 da Lei nº 11.488, de 2007, deverá apresentar toda a documentação exigida para efeito de comprovação de regularidade fiscal, mesmo que esta apresente alguma restrição, sob pena de inabilitação.

15.7 Os licitantes deverão, quando o caso, declarar em campo próprio do sistema Comprasnet que cumprem os seguintes requisitos:

15.7.1 Declaração da licitante de que não possui em seu quadro de pessoal empregado com menos de 18 (dezoito) anos em trabalho noturno, perigoso ou insalubre e de 16 (dezesseis) anos em qualquer trabalho, salvo na condição de aprendiz, a partir de 14 (quatorze) anos, nos termos do inciso XXXIII do art. 7º da Constituição Federal;

15.7.2 Declaração de inexistência de fato superveniente impeditivo de habilitação;

15.7.3 Declaração de Elaboração Independente de Proposta;

15.8. Devem ser apresentados como documentação complementar:

(12)

15.8.2. Certidão negativa de falência ou recuperação judicial, ou liquidação judicial, ou de execução patrimonial, conforme o caso, expedida pelo distribuidor da sede do licitante, ou de seu domicilio, dentro do prazo de validade previsto na própria certidão, ou, na omissão desta, expedida a menos de 200 (duzentos) dias contados da data de sua apresentação.

15.8.3 - Certidão de Registro de Pessoa Jurídica da proponente junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia – CREA, dentro de seu prazo de validade, em conformidade com o art. 30, I, da Lei n. 8.666/1993.

15.8.4 - Atestado de capacidade técnica fornecido por entidade da administração pública, ou empresa privada, visado pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia - CREA, ou Certidão de Acervo Técnico emitida pelo CREA, que comprove a capacidade do licitante para a prestação de serviços de manutenção preventiva e corretiva em elevadores com as características do objeto;

15.8.4.1 A empresa prestadora de serviços de manutenção deverá possuir em seu quadro técnico, profissional de nível superior com formação em engenharia mecânica como responsável técnico da manutenção;

15.9. O licitante provisoriamente vencedor em um item, que estiver concorrendo em outro item, ficará obrigado a comprovar os requisitos de habilitação cumulativamente, isto é, somando as exigências do item em que venceu às do item em que estiver concorrendo, e assim sucessivamente, sob pena de inabilitação, além de aplicação de sanções cabíveis.

15.10. O Pregoeiro poderá consultar sítios oficiais de órgãos e entidades emissores de certidões, para verificar as condições de habilitação dos licitantes.

15.11. Na hipótese de algum documento que já conste no SICAF estar com seu prazo de validade vencido, e caso o Pregoeiro não logre êxito em obter a certidão correspondente através do sítio oficial, o licitante será advertido a enviar, no prazo de 01 (uma) hora, documento válido que comprove o atendimento às exigências deste Edital, sob pena de Inabilitação, ressalvado o disposto quanto à comprovação de regularidade fiscal das microempresas e empresas de pequeno porte e das sociedades cooperativas enquadradas na Lei Complementar 123, de 2006.

15.12. Será inabilitado o licitante que não comprovar sua habilitação, deixar de apresentar quaisquer dos documentos exigidos para habilitação, ou apresentá-los em desacordo com o estabelecido neste Edital, ressalvado o disposto quanto à comprovação da regularidade fiscal das microempresas e empresas de pequeno porte e cooperativas enquadradas na Lei Complementar 123, de 2006.

15.12.1. No caso de inabilitação, o Pregoeiro retomará o procedimento a partir da fase de julgamento da proposta, examinando a proposta subsequente e, assim sucessivamente, na ordem de classificação.

15.13. Não serão aceitos documentos com indicação de CNPJ diferentes, salvo aqueles legalmente permitidos.

15.14. No julgamento da habilitação, o Pregoeiro poderá sanar erros ou falhas que não alterem a substância dos documentos e sua validade jurídica, mediante despacho fundamentado, registrado em ata e acessível a todos, atribuindo-lhes validade e eficácia para fins de habilitação.

15.15 O pregoeiro realizará, ainda, a verificação da Regularidade Trabalhista de cada licitante, mediante consulta ao sitio: HTTP://www.tst.jus.br/certidao, a fim de obter a

(13)

Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas, em cumprimento ao disposto nos Artigos. 27, IV e 29, V da Lei 8.666/93.

15.16. Constatado o atendimento às exigências fixadas neste edital, o licitante será declarado vencedor.

15.16.1. Caso o licitante seja microempresa ou empresa de pequeno porte, ou cooperativa enquadrada na Lei Complementar 123, de 2006, havendo alguma restrição na comprovação de sua regularidade fiscal, ser-lhe-á assegurado o prazo de 02 (dois) dias úteis, a contar do momento que for declarado vencedor do certame, prorrogável por igual período, para a regularização da documentação, pagamento ou parcelamento do debito e emissão de eventuais certidões negativas ou positivas com efeito de negativas.

15.16.1.1. Como condição para o deferimento do prazo de regularização, o Pregoeiro poderá consultar o Portal da Transparência do Governo Federal (www.portaldatransparencia.gov.br), para verificação do somatório dos valores das ordens bancarias recebidas pelo licitante no exercício anterior ou corrente, conforme procedimento previsto na fase de aceitação e julgamento da proposta, caso ainda não tenha realizado.

15.16.1.2. Constatada a ocorrência de qualquer das situações de extrapolamento do limite legal, o Pregoeiro indeferirá a aplicação do tratamento diferenciado em favor do licitante, conforme artigo 3º, §§ 9º, 9º-A, 10 e 12, da Lei Complementar nº 123, de 2006, com a negativa do prazo de regularização e consequente inabilitação, sem prejuízo das penalidades incidentes.

15.16.2. A não regularização da documentação, no prazo previsto, implicará na decadência do direito à contratação, sem prejuízo das sanções previstas em lei, sendo facultado à administração convocar os licitantes remanescentes, na ordem de classificação, ou revogar a licitação.

15.16.3. Para usufruir do benefício de prazo para regularização da documentação de que trata o subitem 15.13.1. a empresa deverá ter providenciado o registro de sua condição de microempresa, empresa de pequeno porte ou sociedade cooperativa em campo próprio do SICAF (tipo de empresa) e, ainda, quando do envio eletrônico da proposta, ter optado, em campo próprio do Sistema Comprasnet, pelos benefícios da Lei Complementar n. 123/2006 e da Lei n. 11.488/2007

15.17. A apresentação de documentação falsa relativa ao cumprimento dos requisitos de habilitação sujeitará o licitante às penalidades previstas no edital.

15.18. Se a proposta não for aceitável ou, ainda, se o licitante não atender às exigências de habilitação, o pregoeiro examinará a proposta subsequente e assim sucessivamente, na ordem de classificação, até a seleção da proposta que melhor atenda a este Edital.

16 – DO ENCAMINHAMENTO DA DOCUMENTAÇÃO

16.1 Quando for solicitado documentação pelo pregoeiro, após o término do certame, a mesma deverá ser encaminhada, no prazo de 3 (três) dias úteis, contado da solicitação do pregoeiro, ao Setor de Licitações do IFAC, situado na Rua Coronel Alexandrino, nº 301, 315, Bairro Bosque, CEP: 69.900-697, Rio Branco - AC.

16.2 Sob pena de inabilitação, os documentos encaminhados deverão estar em nome do licitante, com indicação do número de inscrição no CNPJ.

(14)

16.3 Todos os documentos emitidos em língua estrangeira deverão ser entregues acompanhados da tradução para língua portuguesa, efetuada por tradutor juramentado, e também devidamente consularizados ou registrados no cartório de títulos e documentos.

16.4 Documentos de procedência estrangeira, mas emitidos em língua portuguesa, também deverão ser apresentados devidamente consularizados ou registrados em cartório de títulos e documentos.

16.5 Em se tratando de filial, os documentos de habilitação jurídica e regularidade fiscal deverão estar em nome da filial, exceto aqueles que, pela própria natureza, são emitidos somente em nome da matriz.

16.6 Em se tratando de microempresa ou empresa de pequeno porte, havendo alguma restrição na comprovação de regularidade fiscal, será assegurado o prazo de 2 (dois) dias úteis, cujo termo inicial corresponderá ao momento em que o proponente for declarado vencedor do certame, prorrogáveis por igual período, a critério da Administração, para a regularização da documentação, pagamento ou parcelamento do débito, emissão de eventuais certidões negativas ou positivas com efeito de certidão negativa.

16.7 A não-regularização da documentação, no prazo previsto no subitem anterior, implicará decadência do direito à contratação, sem prejuízo das sanções previstas neste edital, e facultará o pregoeiro convocar os licitantes remanescentes, na ordem de classificação.

16.8. Para usufruir do benefício de prazo para regularização da documentação de que trata o subitem 16.9. A empresa deverá ter providenciado o registro de sua condição de microempresa, empresa de pequeno porte ou sociedade cooperativa em campo próprio do SICAF (tipo de empresa) e, ainda, quando do envio eletrônico da proposta, ter optado, em campo próprio do Sistema Comprasnet, pelos benefícios da Lei Complementar n. 123/2006 e da Lei n.

11.488/2007

16.10 Se a proposta não for aceitável ou, ainda, se o licitante não atender às exigências de habilitação, o pregoeiro examinará a proposta subsequente e assim sucessivamente, na ordem de classificação, até a seleção da proposta que melhor atenda a este edital.

17 - DOS RECURSOS

17.1. Com base no art. 26 do Decreto nº 5.450/05, declarado o vencedor, o pregoeiro abrirá prazo de recurso, durante o qual qualquer licitante poderá, de forma imediata e motivada, em campo próprio do sistema, manifestar sua intenção de recurso.

17.1.1. A falta de manifestação no prazo estabelecido autoriza o pregoeiro a adjudicar o objeto ao licitante vencedor;

17.1.2. O pregoeiro examinará a intenção de recurso, aceitando-a ou, motivadamente, rejeitando-a, em campo próprio do sistema;

17.1.3. O licitante que tiver sua intenção de recurso aceita deverá registrar as razões do recurso, em campo próprio do sistema, no prazo de 3 (três) dias, ficando os demais licitantes, desde logo, intimados a apresentar contrarrazões, também via sistema, em igual prazo, que começará a correr do término do prazo da recorrente.

(15)

17.2. Para justificar sua intenção de recorrer e fundamentar suas razões ou contrarrazões de recurso, o licitante interessado poderá solicitar vista dos autos a partir do encerramento da fase de lances.

17.3. As intenções de recurso não admitidas e os recursos rejeitados pelo pregoeiro serão apreciados pela autoridade competente.

17.4. O acolhimento do recurso implicará a invalidação apenas dos atos insuscetíveis de aproveitamento.

18 – DA ADJUDICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO

18.1 O objeto deste Pregão será adjudicado pelo pregoeiro, salvo quando houver recurso, hipótese em que a adjudicação caberá a autoridade competente para homologação.

18.2 O objeto deste Pregão será adjudicado ao licitante vencedor, ou seja, àquele que apresentar a proposta mais vantajosa para Administração.

19 – DA FORMALIZAÇÃO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇO

19.1 Após homologado o resultado deste Pregão, a Administração do IFAC, Órgão Gerenciador, convocará a primeira licitante classificada e, se for o caso, as demais classificadas que aceitarem fornecer pelo preço da primeira, obedecida à ordem de classificação e aos quantitativos propostos, para assinatura da Ata de Registro de Preços no prazo de 3 (três) dias úteis.

19.1.1. Será incluída na respectiva ata os licitantes que aceitarem cotar os bens ou serviços com preços iguais ao licitante vencedor da sequência de classificação do certame.

19.1.2. A inclusão a que se refere o item anterior tem por objetivo a formação de cadastro de reserva, no caso de exclusão do primeiro colocado da ata, nas hipóteses previstas nos artigos 20 e 21 do decreto 7.892/2013.

19.1.3. A inclusão e registro do cadastro de reserva na ata de registro de preços serão registrados da seguinte forma:

19.1.3.1. Os preços e quantitativos do licitante mais bem classificado durante a etapa competitiva e; e

19.1.3.2. Os preços e quantitativos dos licitantes que tiverem aceito cotar seus bens ou serviços em valor igual ao do licitante mais bem classificado.

19.1.3.3. Se houver mais de um licitante na situação que trata o item anterior, serão classificados segundo a ordem da última proposta apresentada durante a fase competitiva.

19.2 O IFAC poderá convocar formalmente a licitante vencedora, informando o local, data e hora para a reunião e assinatura da Ata de Registro de Preço.

19.2.1 O prazo para que a licitante vencedora compareça após ser convocada, poderá ser prorrogado, desde que ocorra motivo justificado e aceito pelo IFAC.

19.2.2 No caso do Órgão participante, este efetuará o mesmo procedimento para

(16)

19.2.2.1 Sendo possível, tanto o órgão gerenciador, quanto o órgão participante, realizarão a formalização da Ata na mesma reunião.

19.3 No caso de a primeira licitante classificada, após convocada, não comparecer ou se recusar a assinar a Ata de Registro de Preço, sem prejuízo das punições previstas neste Edital e seus Anexos, o pregoeiro, poderá, mantida a ordem de classificação, negociar com a licitante seguinte antes de efetuar seu registro.

19.4 Publicada na Imprensa Oficial a Ata de Registro de Preço terá efeito de compromisso de fornecimento, conforme decreto 7.892/2013.

19.5 A existência de preços registrados não obriga a Administração a firmar as contratações que deles poderão advir, facultando-se a realização de licitação específica para a aquisição pretendida, sendo assegurado ao fornecedor beneficiário do registro preferência de fornecimento em igualdade de condições.

20 – DA VIGÊNCIA E DA EFICÁCIA DA ATA DE REGISTRO DE PREÇO 20.1 A vigência da Ata de Registro de Preço proveniente deste Pregão será de 12 (doze) meses contados da data da sua assinatura, com eficácia legal após a publicação do seu extrato no Diário Oficial da União, tendo início e vencimento em dia de expediente, devendo-se excluir o primeiro e incluir o último.

21 – DA PARTICIPAÇÃO E ADESÃO AO REGISTRO DE PREÇO

21.1 O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre - IFAC é o Órgão Gerenciador responsável pela condução do conjunto de procedimentos do certame para registro de preços e gerenciamento da Ata de Registro de Preços dele decorrente.

21.2 Incumbe aos Órgãos participantes do registro de preços, as seguintes providencias:

21.2.1 Tomar conhecimento da ata de registro de preços, inclusive as respectivas alterações porventura ocorridas, com o objetivo de assegurar, quando de seu uso, o correto cumprimento de suas disposições, logo após concluído o certame licitatório.

21.2.2 Indicar o gestor do respectivo contrato, ao qual, além das atribuições previstas no art. 67 da lei n°8.666/93 competirá:

a) Promover consulta previa junto ao órgão gerenciador, quando da necessidade de contratação, a fim de obter a indicação do fornecedor, os respectivos quantitativos e os valores a serem praticados, encaminhando posteriormente, as informações sobre a contratação efetivamente realizada;

b) Assegurar-se, quando do uso da ata de registro de preços, que a contratação a ser procedida atenda aos seus interesses, sobretudo quanto aos valores praticados, informando ao órgão gerenciador eventual desvantagem, quanto a sua utilização;

c) Zelar, após receber a indicação do fornecedor, pelos demais atos relativos ao cumprimento, pelo mesmo, das obrigações contratualmente assumidas, e também, em coordenação com o órgão gerenciador, pela aplicação de eventuais penalidades decorrentes do descumprimento de cláusulas contratuais; e

(17)

d) Informar ao órgão gerenciador, quando de sua ocorrência, a recusa do fornecedor em atender as condições estabelecidas em Edital, firmadas na Ata de Registro de Preços, as divergências relativas a entrega, as características e origem dos bens licitados e a recusa do mesmo em assinar o contrato para fornecimento dos bens e/ou prestação dos serviços.

21.3 Poderá utilizar-se da Ata de Registro de Preço qualquer órgão ou entidade da Administração que não tenha participado do certame, mediante prévia consulta ao IFAC - Órgão Gerenciador, desde que devidamente comprovada à vantagem e, respeitadas no que couber, as condições e as regras estabelecidas na Lei nº 8.666/1993 e no Decreto nº 7.892/2013.

21.4 Caberá ao fornecedor beneficiário da Ata de Registro de Preço, observadas as condições nela estabelecidas, optar pela aceitação ou não do fornecimento, sem prejuízo dos quantitativos registrados em Ata, desde que este fornecimento não prejudique as obrigações anteriormente assumidas.

21.5 Caso haja anuência do fornecedor beneficiário, cada órgão usuário poderá adquirir até 100% (cem por cento) dos quantitativos máximos registrados na Ata de Registro de Preço, por órgão.

21.6 Na hipótese prevista no subitem anterior, a contratação se dará pela ordem de registro e na razão dos respectivos limites de fornecimento registrados na Ata.

21.5. O quantitativo decorrente das adesões à ata de registro de preços não poderá exceder, na totalidade, ao quíntuplo do quantitativo de cada item registrado na ata de registro de preços para o órgão gerenciador e órgão participantes, independente do número de adesões concedidas.

22 – DA ADMINISTRAÇÃO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇO

22.1 O IFAC/PROAD ou outro setor designado ficará responsável pelos atos de controle e administração da Ata de Registro de Preço decorrentes desta licitação e indicará, sempre que solicitado pelos órgãos interessados, respeitada a ordem de registro e os quantitativos a serem adquiridos, o fornecedor para o qual será emitido o pedido.

22.2 A convocação do fornecedor beneficiário pela Contratante será formalizada e conterá o endereço e o prazo máximo em que deverá comparecer para retirar o respectivo pedido.

22.3 O fornecedor beneficiário convocado na forma do item anterior que não comparecer, não retirar o pedido no prazo estipulado ou não cumprir as obrigações estabelecidas na Ata de Registro de Preços, estará sujeito às sanções previstas neste edital e seus anexos.

22.4 Quando comprovada a hipótese acima, o IFAC/PROAD poderá indicar o próximo fornecedor ao qual será destinado o pedido, sem prejuízo da abertura de processo administrativo para aplicação de penalidades.

23 – DO CONTROLE E DAS ALTERAÇÕES DE PREÇOS

23.1 Durante a vigência da Ata, esta poderá sofrer alterações, obedecidas as disposições contidas no art. 65 da Lei nº 8.666/1993.

(18)

23.2 O preço registrado poderá ser revisto em decorrência de eventual redução daqueles praticados no mercado, ou de fato que eleve o custo dos serviços ou bens registrados, cabendo ao IFAC promover as necessárias negociações junto aos fornecedores.

23.3 Quando o preço inicialmente registrado, por motivo superveniente, tornar-se superior ao preço praticado no mercado ao IFAC deverá:

23.3.1 Convocar o fornecedor visando a negociação para redução de preços e sua adequação ao praticado pelo mercado;

23.3.2 Frustrada a negociação, o fornecedor será liberado do compromisso assumido; e 23.3.3 Convocar os demais fornecedores visando igual oportunidade de negociação.

23.4 Quando o preço de mercado tornar-se superior aos preços registrados e o fornecedor, mediante requerimento devidamente comprovado, não puder cumprir o compromisso, o IFAC poderá:

23.4.1 Liberar o fornecedor do compromisso assumido, sem aplicação da penalidade, confirmando a veracidade dos motivos e comprovantes apresentados, e se a comunicação ocorrer antes do pedido de fornecimento; e

23.4.2 Convocar os demais fornecedores visando igual oportunidade de negociação.

23.5 Não havendo êxito nas negociações, o IFAC deverá proceder à revogação da Ata de Registro de Preços, adotando as medidas cabíveis para obtenção da contratação mais vantajosa.

23.6 É vedado o acréscimo nos quantitativos fixados pela ata de registro de preços, inclusive o acréscimo de que trata o §1º do Art. 65 da Lei 8.666 de 1993.

24 – CANCELAMENTO DO REGISTRO DE PREÇOS DO FORNECEDOR BENEFICIÁRIO

24.1 O fornecedor vencedor terá seu registro de preço cancelado na Ata, por intermédio de processo administrativo específico, assegurado o contraditório e ampla defesa:

24.1.2 A pedido quando:

24.1.2.1 Comprovar estar impossibilitado de cumprir as exigências da Ata, por ocorrência de casos fortuitos ou de força maior;

24.1.2.2 O seu preço registrado se tornar, comprovadamente, inexequível em função da elevação dos preços de mercado, dos insumos que compõem o custo das aquisições/contratações, e se a comunicação ocorrer antes do pedido de fornecimento.

24.2 Não havendo êxito nas negociações, o órgão gerenciador deverá proceder à revogação da Ata de Registro de Preços, adotando as medidas cabíveis para obtenção da contratação mais vantajosa por iniciativa do IFAC, quando:

24.2.1 O fornecedor não aceitar reduzir o preço registrado, na hipótese deste se tornar superior aqueles praticados no mercado;

24.2.2 Perder qualquer condição de habilitação técnica exigida no processo licitatório;

24.2.3 Por razões de interesse público, devidamente motivadas e justificadas;

24.2.4 Não cumprir as obrigações decorrentes da Ata de Registro de Preço;

24.2.5 Não comparecer ou se recusar a retirar, no prazo estabelecido, os pedidos decorrentes da Ata de Registro de Preço;

(19)

24.2.6 Caracterizada qualquer hipótese de inexecução total ou parcial das condições estabelecidas na Ata de Registro de Preço ou nos pedidos dela decorrentes;

24.3 Em qualquer das hipóteses acima, concluído o processo, o IFAC fará o devido apostilamento na Ata de Registro de Preço e informará ao fornecedor vencedor a nova ordem de registro.

24.4 A Ata de Registro de Preço, decorrente desta licitação, será cancelada automaticamente:

24.4.1 Por decurso do prazo de vigência;

24.4.2 Quando não restarem fornecedores registrados.

25 - DAS OBRIGAÇÕES DO CONTRATANTE 25.1 Caberá ao IFAC:

25.1.1 Prestar as informações e os esclarecimentos pertinentes que venham a ser solicitados pelo representante do licitante vencedor;

25.1.2. Exercer a fiscalização dos serviços por servidores especialmente designados, na forma prevista na Lei n° 8.666/93;

25.1.3 Além destas obrigações e das descritas no Termo de Referência, a Contratante deve cumprir as obrigações disciplinadas na minuta do contrato anexa a este Edital.

26 – DAS OBRIGAÇÕES DO LICITANTE VENCEDOR

26.1 Caberá ao licitante vencedor, a partir da assinatura do contrato, o cumprimento das seguintes obrigações:

26.1.1 Responder, em relação aos seus funcionários, por todas as despesas decorrentes do fornecimento do material e por outras correlatas, tais como salários, seguros de acidentes, tributos, indenizações, vales-refeições, vales-transportes e outras que porventura venham a ser criadas e exigidas pelo Poder Público;

26.1.2 Responder pelos danos causados diretamente à Administração ou aos bens do IFAC, ou ainda a terceiros, decorrentes de sua culpa ou dolo, durante a execução do contrato, não excluindo ou reduzindo essa responsabilidade a fiscalização ou o acompanhamento pelo IFAC;

26.1.3 Comunicar à Administração do IFAC qualquer anormalidade constatada e prestar os esclarecimentos solicitados;

26.1.4 Manter, durante o período de contratação, o atendimento das condições de habilitação exigidas neste Pregão.

26.1.5. Observar as normas de sustentabilidade ambiental, conforme determina a Instrução Normativa nº 1, de 19 de janeiro de 2010, nos casos em que essa instrução se aplicar ao objeto.

26.1.6 Além destas obrigações e das descritas no Termo de Referência, a Contratada deve cumprir as obrigações disciplinadas na minuta do contrato anexa a este Edital.

26.2 Ao licitante vencedor caberá assumir a responsabilidade por:

(20)

26.2.1 Todos os encargos previdenciários e obrigações sociais previstos na legislação social e trabalhista em vigor, obrigando-se a saldá-los na época própria, uma vez que os seus empregados não manterão nenhum vínculo empregatício com o CONTRATANTE;

26.2.2 Todas as providências e obrigações estabelecidas na legislação específica de acidentes de trabalho, quando, em ocorrência da espécie, forem vítimas os seus empregados durante a execução do contrato, ainda que acontecido em dependência do CONTRATANTE;

26.2.3 Todos os encargos de possível demanda trabalhista, civil ou penal, relacionada à execução do contrato, originariamente ou vinculada por prevenção, conexão ou continência;

26.3 São expressamente vedadas ao licitante vencedor:

26.3.1 A contratação de servidor pertencente ao quadro de pessoal da CONTRATANTE para execução do contrato decorrente deste Pregão;

26.3.2 Veiculação de publicidade acerca do contrato, salvo se houver prévia autorização da Administração da CONTRATANTE;

26.3.3 Subcontratação de outra empresa para a execução do objeto deste Pregão, sem a anuência do CONTRATANTE.

26.4 A inadimplência do licitante vencedor, com referência aos encargos sociais, comerciais e fiscais não transfere a responsabilidade por seu pagamento à Administração do CONTRATANTE, nem poderá onerar o objeto desta contratação, razão pela qual o licitante vencedor renuncia expressamente a qualquer vínculo de solidariedade, ativa ou passiva, com a CONTRATANTE.

27 – DOS LOCAIS DE PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS

27.1 Os serviços serão prestados no âmbito do IFAC/Reitoria e da Polícia Federal, nos endereços abaixo:

Município Unidade Endereço

Rio Branco IFAC/Reitoria Rua Cel. José Galdino, 495, - Bosque Rio Branco – Acre, CEP: 69.900-760 Polícia Federal Rua Tribunal de Justiça, BR-364, nº

3501 Via Verde/Distrito Industrial, Rio Branco – AC

27.1.2 Caso haja mudança de endereço no decorrer da vigência da Ata, a CONTRATADA deverá executar os serviços, no novo local informado, sem qualquer ônus para a contratante.

28 – DO PAGAMENTO

(21)

28.1. O licitante vencedor deve apresentar ao setor designado pelo CONTRATANTE, Nota Fiscal Eletrônica discriminada, em 2 (duas) vias, para liquidação e pagamento da despesa, no prazo de até 30 (trinta) dias, mediante ordem bancária a ser creditada em conta corrente.

28.2. O CONTRATANTE poderá deduzir do montante a pagar os valores correspondentes a multas ou indenizações devidas pelo licitante vencedor, nos termos deste Edital.

28.3. Nenhum pagamento será efetuado ao licitante vencedor na pendência de qualquer uma das situações abaixo especificadas, sem que isso gere direito a alteração de preços ou compensação financeira:

28.3.1 Atestação de conformidade da entrega do(s) material(s);

28.3.2 Comprovação de regularidade fiscal.

29 - DO ACRÉSCIMO OU SUPRESSÃO

29.1 No interesse do CONTRATANTE, o valor inicial atualizado da contratação poderá ser aumentado ou suprimido até o limite de 25% (vinte e cinco por cento), por item, com fundamento no art. 65, §§ 1º e 2º, da Lei n.º 8.666/1993.

29.1.1 O licitante vencedor fica obrigado a aceitar, nas mesmas condições licitadas, os acréscimos ou supressões que se fizerem necessários.

29.1.2 Nenhum acréscimo ou supressão poderá exceder o limite estabelecido nesta condição, exceto as supressões resultantes de acordo entre as partes.

30 – DAS SANÇÕES

30.1 Comete infração administrativa, nos termos da Lei 10.520, de 2002 e demais dispositivos aplicáveis, o licitante/adjudicatário que no decorrer da licitação:

30.1.1. Apresentar documentação falsa;

30.1.2. Não retirar a nota de empenho, ou não assinar o contrato, quando convocada dentro do prazo de validade da proposta;

30.1.3. Deixar de entregar os documentos exigidos no certame;

30.1.4. Não mantiver a sua proposta dentro do prazo de validade;

30.1.5. Comportar-se de modo inidôneo;

30.1.6. Cometer fraude fiscal;

30.1.7. Fizer declaração falsa;

30.1.8. Ensejar o retardamento da execução do certame;

30.2 Para os fins do item 30.1.5 reputar-se-ão inidôneos atos como os descritos nos arts. 90, 92, 93, 94, 95 e 97 da Lei nº 8.666/93.

31 – DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

31.1 Ao Reitor do IFAC compete anular este Pregão por ilegalidade, de ofício ou por provocação de qualquer pessoa, e revogar o certame por considerá-lo inoportuno ou inconveniente diante de fato superveniente, mediante ato escrito e fundamentado.

31.1.1 A anulação do Pregão induz à do contrato.

(22)

31.1.2 Os licitantes não terão direito à indenização em decorrência da anulação do procedimento licitatório, ressalvado o direito do contratado de boa-fé de ser ressarcido pelos encargos que tiver suportado no cumprimento do contrato.

31.2 É facultado o pregoeiro ou à autoridade superior, em qualquer fase desde Pregão, promover diligência destinada a esclarecer ou completar a instrução do processo, vedada a inclusão posterior de informação ou de documentos que deveriam ter sido apresentados para fins de classificação e habilitação.

31.3 No julgamento das propostas e na fase de habilitação, o pregoeiro poderá sanar erros ou falhas que não alterem a substância das propostas e dos documentos e a sua validade jurídica, mediante despacho fundamentado, registrado em ata e acessível a todos, atribuindo-lhes validade e eficácia para fins de classificação e habilitação.

31.3.1 Caso os prazos definidos neste edital não estejam expressamente indicados na proposta, eles serão considerados como aceitos para efeito de julgamento deste Pregão.

31.4 Os documentos eletrônicos produzidos com a utilização de processo de certificação disponibilizada pela ICP-Brasil, nos termos da Medida Provisória nº 2.200, de 24 de agosto de 2001, serão recebidos e presumidos verdadeiros em relação aos signatários, dispensando-se o envio de documentos originais e cópias autenticadas em papel.

31.5 Em caso de divergência entre normas infralegais e as contidas neste edital, prevalecerão as últimas.

31.6 Este Pregão poderá ter a data de abertura da sessão pública transferida por conveniência do IFAC, sem prejuízo do disposto no art. 4, inciso V, da Lei nº 10.520/2002.

32 – DOS ANEXOS 32.1 São partes integrantes deste Edital os seguintes anexos:

32.1.1. Anexo I – Termo de Referência;

32.1.2. Anexo II – Modelo de Proposta de Preços;

32.1.3. Anexo III – Declaração de sustentabilidade ambiental;

32.1.4. Anexo IV - Minuta Ata;

32.1.5. Anexo V – Minuta de Contrato

33 – DO FORO

33.1 As questões decorrentes da execução deste Instrumento, que não possam ser dirimidas administrativamente, serão processadas e julgadas na Justiça Federal, no Foro da cidade de Rio Branco/AC, Seção Judiciária de Rio Branco/AC, com exclusão de qualquer outro, por mais

(23)

privilegiado que seja, salvo nos casos previstos no art. 102, inciso I, alínea “d” da Constituição Federal.

Rio Branco - AC, 07 de julho de 2014.

Alexandra Bandeira de Menezes Coordenadora de Licitação

(24)

ANEXO I

TERMO DE REFERÊNCIA

Órgão Gerenciador: IFAC/Reitoria, localizado na Rua Coronel Jose Galdino, 495 - Bairro Bosque, Rio Branco/AC.

Órgão Participante: Polícia Federal, Rua Tribunal de Justiça, BR-364, nº 3501 Via Verde/Distrito Industrial, Rio Branco/AC.

1. DO OBJETO

1.2. Contratação de empresa especializada na prestação de serviços de assistência técnica, manutenção preventiva e corretiva, com cobertura total de peças, componentes e acessórios, em 04 (quatro) elevadores da marca THYSSENKRUPP, sendo que um encontra-se instalado no Edifício do IFAC/Reitoria, localizado na Rua Coronel Jose Galdino, 495 - Bairro Bosque, Rio Branco/AC e os outros 03 (três) no prédio da Polícia Federal, Rua Tribunal de Justiça, BR- 364, nº 3501 Via Verde/Distrito Industrial, Rio Branco/AC, com o fornecimento de toda a mão de obra necessária à perfeita execução dos serviços.

2. FINALIDADE

2.1. A contratação dos serviços visa garantir a conservação e o perfeito funcionamento dos elevadores, permitindo comodidade e facilidade de acesso e tráfego de pessoas e materiais no prédio, bem como preservando a segurança dos usuários;

2.2. Além disso, o elevador é essencial para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida às edificações prediais.

2. CARACTERÍSTICAS DOS OBJETOS

ITEM

MARCA DO EQUIPAMENTO

QTDE LINHA CAPACIDAD

E

VELOCIDAD

E PARADAS

01 THYSSENKRUPP 01 Sinergy 600 Kg 60 m/min. 04

02 THYSSENKRUPP 02 Frequencedyne 1050 Kg 60 m/min. 06

03 THYSSENKRUPP 01 Sinergy 975 Kg 60 m/min. 07

(25)

4. QUALIFICAÇÃO TÉCNICA

4.1. A empresa deverá apresentar qualificação técnica, conforme detalhamento descrito em edital.

5. EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS

5.1. A manutenção preventiva e corretiva do elevador instalado no prédio do IFAC/Reitoria e no prédio da Polícia Federal, ambos em Rio Branco – AC sendo as peças, acessórios, componentes de reposição, materiais de consumo ou quaisquer outros necessários ao perfeito funcionamento do elevador fornecidos pela CONTRATADA;

5.2. Na execução dos serviços deverão ser respeitadas, no que couber:

5.2.1. As normas e especificações constantes deste Termo;

5.2.2. As Normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT;

5.2.3. As disposições legais, pertinentes, da União, Estado e Município;

5.2.4. As prescrições e recomendações dos fabricantes dos equipamentos quanto aos procedimentos de manutenção e operação;

5.2.5. Aos regulamentos das empresas concessionárias de energia;

5.2.6. Aos regulamentos do Corpo de Bombeiros do Estado do Acre;

5.2.7. As normas internacionais consagradas, na falta de normas da ABNT;

5.2.8. A Portaria MARE no 2.296/97 e atualizações – Praticas (SEAP) de Projetos, de Construção e de Manutenção;

5.2.9. As normas regulamentadoras do Ministério do Trabalho;

5.2.10. A Resolução CONFEA N. 425/98 (ART).

5.3. No início da prestação dos serviços, a CONTRATADA deverá apresentar o Plano Básico de Manutenção, no qual, além das rotinas de manutenção a serem desenvolvidas, deverá constar, obrigatoriamente, a composição da Equipe de Serviço,

bem como a função a ser exercida por cada um dos seus integrantes;

5.3.1. Caso a CONTRATANTE julgue necessário adequar o Plano Básico de Manutenção, comunicara A CONTRATADA para os ajustes, que deverão ser realizados em cinco dias uteis;

5.4. Dento do conjunto das atividades relativas a manutenção preventiva, de maneira geral, pode-se destacar a execução dos serviços de limpeza, substituição de lâmpadas, regulagem, ajustagem, inspeção, calibração, lubrificação, ajustes de partes mecânicas, elétricas e

Imagem

temas relacionados :